Sabina

598 views
538 views

Published on

Workshop Pólo de Florestas

Published in: Technology
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
598
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
13
Actions
Shares
0
Downloads
2
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide
  • Sabina

    1. 1. Sabina Cerruto Ribeiro Laércio Antônio Gonçalves Jacovine Universidade Federal de Viçosa Departamento de Engenharia Florestal QUANTIFICAÇÃO DO ESTOQUE DE BIOMASSA E ANÁLISE ECONÔMICA DA IMPLEMENTAÇÃO DE PROJETOS VISANDO A GERAÇÃO DE CRÉDITOS DE CARBONO EM PASTAGEM, CAPOEIRA E FLORESTA PRIMÁRIA
    2. 2. <ul><li>Quantificar a biomassa e o carbono estocado em um fragmento florestal na Zona da Mata Mineira, composto por floresta primária e capoeira, e na pastagem a ele circundante. </li></ul>Objetivo
    3. 3. <ul><li>Coleta de dados: floresta primária e capoeira </li></ul>Material e métodos Fonte: NEPUT/UFV
    4. 4. <ul><li>Coleta de dados: pastagem </li></ul>Material e métodos Fonte: NEPUT/UFV
    5. 5. <ul><li>Quantificação da biomassa no fragmento florestal </li></ul><ul><ul><li>Seleção de espécies com base em dados de DR e VI. </li></ul></ul><ul><ul><li>Densidade básica média: </li></ul></ul><ul><ul><li>Biomassa: </li></ul></ul>Material e métodos * *
    6. 6. Material e métodos <ul><li>Quantificação da biomassa na pastagem </li></ul><ul><ul><li>Obtida por proporcionalidade: </li></ul></ul><ul><li>Estimativa do carbono estocado na biomassa </li></ul><ul><ul><li>Considerou-se que a biomassa seca contém aproximadamente 50 % de carbono. </li></ul></ul>
    7. 7. Resultados e Discussão <ul><li>Floresta primária </li></ul><ul><ul><li>23 espécies selecionadas. </li></ul></ul><ul><ul><li>Euterpe edulis : 0,17 t.m -3 . </li></ul></ul><ul><ul><li>Densidade básica média: 0,69 t.m -3 . </li></ul></ul><ul><ul><li>Biomassa e estoque de carbono: </li></ul></ul>Média 83,34 166,67 2,55 164,13 Total Euterpe edulis Floresta primária C (t.ha -1 ) Biomassa (t.ha -1 )
    8. 8. Resultados e Discussão <ul><li>Floresta primária </li></ul><ul><ul><li>Região amazônica </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>≈ 230 à 490 t.ha -1 B.T.A.S. </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>≈ 107 à 330 t.ha -1 B.F. </li></ul></ul></ul><ul><ul><li>Alta presença de palmeiras </li></ul></ul>166,67 t.ha -1 Densidade básica Biomassa
    9. 9. Resultados e Discussão <ul><li>Capoeira </li></ul><ul><ul><li>10 espécies selecionadas. </li></ul></ul><ul><ul><li>Vernonanthura diffusa : 0,34 t.m -3 . </li></ul></ul><ul><ul><li>Densidade básica média: 0,64 t.m -3 . </li></ul></ul><ul><ul><li>Biomassa e estoque de carbono: </li></ul></ul>Média 21,62 Biomassa (t.ha -1 ) 10,81 C (t.ha -1 )
    10. 10. <ul><ul><li>Mata Atlântica (B.T.A.S.): </li></ul></ul><ul><ul><li>30 ± 10 t.ha -1 ; </li></ul></ul><ul><ul><li>150 ± 45 t.ha -1 ; </li></ul></ul><ul><ul><li>42,89 tC.ha -1 . </li></ul></ul>Resultados e Discussão <ul><li>Capoeira </li></ul>< 21,62 t.ha -1 < 10,81 tC.ha -1 <ul><li>Observações: </li></ul><ul><ul><li>Presença de gado; </li></ul></ul><ul><ul><li>Efeitos de borda. </li></ul></ul><ul><ul><li>Amazônia (B.F.): </li></ul></ul><ul><ul><li>56,4 t.ha -1 ; </li></ul></ul><ul><ul><li>43,4 t.ha -1 . </li></ul></ul>
    11. 11. Resultados e Discussão <ul><li>Pastagem </li></ul><ul><ul><li>Biomassa e estoque de carbono: </li></ul></ul>Média <ul><ul><li>Provável manejo inadequado (1,50 a 2,0 t.ha -1 ). </li></ul></ul>0,56 1,11 Estoque de carbono (tC.ha -1 ) Biomassa (t.ha -1 )
    12. 12. Resultados e Discussão <ul><li>Gradiente de carbono </li></ul>O gradiente de carbono é uma forma de se estimar a quantidade de créditos de carbono que será gerada após certo período de tempo.
    13. 13. Conclusões <ul><li>A floresta primária e capoeira apresentaram estoque de carbono para os fustes de 83,34 tC.ha -1 e 10,81 tC.ha -1 , respectivamente. </li></ul><ul><li>A pastagem que circunda o fragmento apresentou um estoque de carbono de 0,56 tC.ha -1 . </li></ul><ul><li>As estimativas obtidas podem ser usadas como referência para o estabelecimento de projetos, no âmbito do MDL, relacionados ao reflorestamento com espécies nativas. </li></ul>
    14. 14. MUITO OBRIGADA!! [email_address]

    ×