Your SlideShare is downloading. ×
Surrealismo Português do Século XXI em Berlim
Surrealismo Português do Século XXI em Berlim
Surrealismo Português do Século XXI em Berlim
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

Surrealismo Português do Século XXI em Berlim

142

Published on

COMUNICADO DE IMPRENSA …

COMUNICADO DE IMPRENSA


Berlim, Alemanha.

20 de Setembro, 2013


Surrealismo Português do Século XXI em Berlim




Santiago Ribeiro é um pintor surrealista de Coimbra, Portugal, internacionalmente conhecido através do projecto Surrealism Now e da sua pintura surrealista.

O artista plástico foi convidado pela Galeria Fellini, de Berlim, para desenvolver uma iniciativa que culminou na exposição “Surrealismo Português do século XXI”, que reúne vários artistas portugueses, Victor Lages, Paula Rosa, Isabel Meyrelles, Hélio Cunha e João Carvalho.




A primeira exposição sob o título “International Surrealism Now” teve lugar em 2010 e foi organizada pela Fundação Bissaya Barreto, que tem sede em Coimbra.




Seguiram-se outras exposições, em Conímbriga, Setúbal e Lisboa, em Portugal e, também, em Paris e Madrid. A exposição tem mais de trinta países representados e mais de cinquenta obras de desenho, pintura, fotografia, arte digital e escultura na qual participam artistas de renome internacional.




A exposição “Surrealismo Português do século XXI” segue agora para a Galeria Fellini com o apoio da Embaixada de Portugal em Berlim.




A Galeria Fellini foi fundada em 2008 em Shanghai, China, por um produtor de cinema amante de arte e inspirado na obra do cineasta Federico Fellini. É um espaço de arte, onde artistas se reúnem para trocar ideias. Na galeria em Shanghai, a lista de artistas representados, rapidamente chamou a atenção da cena artística internacional. O sucesso da galeria levou a criar um outro local na Europa, em Berlim.

A Galeria Fellini de Berlim está localizada no centro da cidade e mantém o espírito da galeria em Shanghai. Apresenta uma ampla gama de trabalhos, pintura, fotografia, escultura, performance e novos meios de comunicação. Tem ligação a artistas e coleccionadores em Los Angeles e China, procura novos talentos internacionalmente. Realiza exposições, promove vendas, consultoria de arte e design de interiores.

A Fellini realiza eventos, colabora com museus, câmaras, bibliotecas e galerias internacionais. É frequentada por coleccionadores, artistas, críticos e especialistas de indústrias criativas.

O objectivo da Galeria Fellini é sonhar, inspirar e criar.




Published in: Entertainment & Humor
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
142
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
1
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  1. COMUNICADO DE IMPRENSA Berlim, Alemanha. 20 de Setembro, 2013 Surrealismo Português do Século XXI em Berlim Santiago Ribeiro é um pintor surrealista de Coimbra, Portugal, internacionalmente conhecido através do projecto Surrealism Now e da sua pintura surrealista. O artista plástico foi convidado pela Galeria Fellini, de Berlim, para desenvolver uma iniciativa que culminou na exposição “Surrealismo Português do século XXI”, que reúne vários artistas portugueses, Victor Lages, Paula Rosa, Isabel Meyrelles, Hélio Cunha e João Carvalho. A primeira exposição sob o título “International Surrealism Now” teve lugar em 2010 e foi organizada pela Fundação Bissaya Barreto, que tem sede em Coimbra. Seguiram-se outras exposições, em Conímbriga, Setúbal e Lisboa, em Portugal e, também, em Paris e Madrid. A exposição tem mais de trinta países representados e mais de cinquenta obras de desenho, pintura, fotografia, arte digital e escultura na qual participam artistas de renome internacional. A exposição “Surrealismo Português do século XXI” segue agora para a Galeria Fellini com o apoio da Embaixada de Portugal em Berlim. A Galeria Fellini foi fundada em 2008 em Shanghai, China, por um produtor de cinema amante de arte e inspirado na obra do cineasta Federico Fellini. É um espaço de arte, onde artistas se reúnem para trocar ideias. Na galeria em Shanghai, a lista de artistas representados, rapidamente chamou a atenção da cena artística internacional. O sucesso da galeria levou a criar um outro local na Europa, em Berlim. A Galeria Fellini de Berlim está localizada no centro da cidade e mantém o espírito da galeria em Shanghai. Apresenta uma ampla gama de trabalhos, pintura, fotografia, escultura, performance e novos meios de comunicação. Tem ligação a artistas e coleccionadores em Los Angeles e China, procura novos talentos internacionalmente. Realiza exposições, promove vendas, consultoria de arte e design de interiores. A Fellini realiza eventos, colabora com museus, câmaras, bibliotecas e galerias internacionais. É frequentada por coleccionadores, artistas, críticos e especialistas de indústrias criativas. O objectivo da Galeria Fellini é sonhar, inspirar e criar. Hélio Cunha natural de Lisboa, com total pensamento surrealista, tanto na pintura como na escrita. Sendo bem conhecido em Portugal, tem convivido com os mais ilustres artistas surrealistas portugueses, tendo realizado recentemente em Lisboa uma exposição com Cruzeiro Seixas, o mais antigo e reconhecido surrealista vivo em Portugal. Isabel Meyrelles nasceu em Matosinhos, e fixou residência em Paris em 1950, onde prosseguiu os estudos na Université René Descartes – Paris V-Sorbonne e Ecole Nationale Supérieure des Beaux-Arts e também com o Mestre Zadkine na Grande-Chaumière em Paris. Fez parte do movimento surrealista francês e do movimento surrealista português, convivendo com, André Breton, Anne Ethuin, António Pedro, O’Neill, Cesariny, Cruzeiro Seixas, entre outros e também com Eugénio de Andrade e Natália Correia, visto que a poesia faz também parte integrante da sua vida. Paula Rosa de Lisboa, destaca-se pela sua fabulosa Arte Digital, tendo um fascínio pelas artes visuais, design, poesia e música. É licenciada em "Design de Equipamento Pedagógico" e em
  2. “Design do Equipamento e do Espaço” e participou em conferências, workshops e outros projectos na Suécia, EUA e Portugal. João Carvalho vive perto de Lisboa e tem desenvolvido a sua pintura surrealista na convivência com outros artistas que realizam pinturas fantásticas e imaginativas. É uma referência a ter em conta, pois tem-se destacado em muitas exposições onde tem participado. Victor Lages de Lisboa tem colaborado com Santiago Ribeiro, na organização de algumas das exposições “International Surrealism Now”. Desenvolveu o seu projecto Utopia e é conhecido pela sua vasta e diferenciada obra que realiza, como arte pública, murais esculturas e arte sacra em igrejas. As suas obras contêm normalmente a figura humana e retractam assuntos referentes à vida, a humanidade através de símbolos e de fantasia onírica. Título da exposição Surrealismo Português do século XXI Data 10 de Outubro de 2013 Local Fellini Gallery | Mittenwalder Strasse 6, 10961 Berlin, Germany | +49-30-65005224 | info@fellinigallery.com www.fellinigallery.com Horário - Terça-feira - Sábado: 11:00-19:00 - Domingo - Segunda-feira: fechado Artistas participantes HÉLIO CUNHA de Lisboa ISABEL MEYRELLES de Paris JOÃO CARVALHO de Lisboa PAULA ROSA de Lisboa SANTIAGO RIBEIRO de Coimbra e Paris VICTOR LAGES de Lisboa

×