VIII - MOBILISMO GEOLÓGICO
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Like this? Share it with your network

Share
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Be the first to comment
No Downloads

Views

Total Views
1,923
On Slideshare
1,804
From Embeds
119
Number of Embeds
3

Actions

Shares
Downloads
145
Comments
0
Likes
4

Embeds 119

http://wwwesjaloures-biogeo10.blogspot.pt 115
http://www.wwwesjaloures-biogeo10.blogspot.pt 3
http://wwwesjaloures-biogeo10.blogspot.com 1

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1. T1 – A GEOLOGIA, OS GEÓLOGOS E OS SEUS MÉTODOSES JOSÉ AFONSO 10/11 PROFª SANDRA NASCIMENTO
  • 2. Desde o século XVII, quando as cartas de marear do Atlântico semostraram mais precisas, muitos estudiosos, como Francis Bacon,repararam como a costa da América do Sul e da África pareciam oespelho uma da outra.
  • 3. Duas hipóteses foram entãocolocadas pelos cientistasda época para explicar estefenómeno.
  • 4. A primeira imaginava o oceanoAtlântico coberto por um continenteque se tinha afundado e afirmava quea correspondência entre as costas daÁfrica e da América não eram maisdo que uma coincidência.
  • 5. A segunda sugeriram a hipótesede que os continentes teriamestado outrora ligados porpontes de terra há muitoafundadas no oceano.
  • 6. Em Janeiro de 1912, Alfred Wegener propôs a sua teoria sobre amobilidade dos continentes, conhecida por teoria da derivacontinental.
  • 7. Wegener afirmava que os continentes actuais teriam estado unidos,há cerca de 250 milhões de anos, constituindo um únicosupercontinente chamado Pangea, rodeado por um único oceano,denominado Pantalassa. Inicialmente, a Pangea fragmentou-se em 2continentes – Laurásia (a Norte) e Gondwana (a sul).
  • 8. Posteriormente, estes dois continentes continuaram afragmentar-se, originando continentes de menores dimensões queter-se-iam movimentado à deriva, ao longo do tempo, atéficarem na posição que apresentam actualmente.
  • 9. A sociedade científica daépoca não aceitou a suateoria, tendo saídoridicularizado e hostilizadoda reunião onde aapresentou.
  • 10. O que irritou os restantes cientistas era a convicção de Wegener de queos continentes não estavam fixos e que tinham andado à deriva emvolta da superfície da Terra, e que o continuavam a fazer.
  • 11. GEOGRÁFICOSGEOLÓGICOSPALEONTOLÓGICOSPALEOCLIMÁTICOS
  • 12. ”...é como se se passasse tudo como ao recortarmos uma folha de jornal.Basta apenas juntarmos os pedaços para encontrarmos os segredos daTerra... ”
  • 13. Ocorrência de alguns tipos de rochas e formações geológicas (cadeiasmontanhosas) semelhantes em continentes que actualmente seencontram separados. Rochas
  • 14. Existência de fósseis de animais e plantas semelhantes emcontinentes actualmente afastados.
  • 15. Existência de elementos indicadores das condições climáticascomuns entre os diferentes continentes: carvão, sal, areias dunares,recifes de corais – indicadores de climas quentes; vestígios deglaciares – indicador de climas frios  é possível deduzir a posiçãodos continentes no passado.
  • 16. Distribuição actual das evidências de glaciares há 300 Ma.Simulação de como osglaciares estariam dispostosnuma calote polar nohemisfério sul, se oscontinentes estivessem juntos.
  • 17. Continente Crusta oceânica MantoWegener propôs que os continentes deslizariam sobre os fundos oceânicosA principal crítica à deriva dos continentes foi o facto deWegener não conseguir explicar correctamente qual o “motor”(mecanismo) responsável pelo movimento dos continentes .
  • 18. A teoria da deriva continental só foi compreendida no final dadécada de 1950 com os avanços tecnológicos do Sonar e os estudosefectuados a nível dos fundos oceânicos.Estes novos conhecimentos, abriram caminho para a formulação deuma nova teoria – a TECTÓNICA DE PLACAS, baseada na teoria deWegener.
  • 19. Os sonares conseguiam determinar aprofundidade dos oceanos registandoo tempo que um sinal sonoro geradodemorava a chegar após reflectidopelo fundo oceânico.
  • 20. Segundo esta teoria, a superfície da Terra não é contínua, estandodividida em vastas porções de diferentes tamanhos, denominadasplacas litosféricas ou placas tectónicas, que formam como que umpuzzle e que deslizam sobre a astenosfera (zona pastosa da Terrasituada entre os 100 e os 350 Km de profundidade).
  • 21. As placas litosféricas não são mais do que fragmentos rígidosformados pela crosta e pela parte superior do manto (queconstituem a litosfera). As placas deslocam-se umas em relação àsoutras, deslizando sobre material mais quente e fluido do interiorda Terra.
  • 22. Os dados fornecidos por satélite confirmam o movimento relativo dasplacas tectónicas.
  • 23. Não coincidem com os Coincidem com as zonas onde olimites dos oceanos ou vulcanismo e a actividadedos continentes sísmica são importantes As várias placas podem ser inteiramente oceânicas e outras são simultaneamente oceânicas e continentais.
  • 24. As rochas do fundo oceânico são cada vez mais jovens conforme seaproximavam da dorsal.
  • 25. devido a
  • 26. A convecção ocorre quando um líquido éaquecido por baixo como num vasocolocado a uma chama. O líquido dofundo aquece e expande-se. Como émais denso, desce. Quando o líquidoquente atinge a parte superior do vasoperde calor e é substituído pelo líquidoque entretanto aqueceu e subiu.
  • 27. Na panela No manto
  • 28. As massas quentes do fundo do manto sobem para alitosfera, e ao mesmo tempo as mais frias da parte superiordescem. Estas correntes circulares de massas sólidasdenominam-se Correntes de Convecção do Manto.
  • 29. FIM