Educação Moral e Religiosa Católica                             Orientações para 2011/2012No sentido de auxiliar as escola...
3. A matrícula em EMRC deve ser feita ou renovada em cada ano lectivo.O desejo de frequência da disciplina de EMRC deverá ...
6. No 1º ciclo do ensino básico a constituição de turmas de EMRC obedece aosseguintes critérios:- A turma de EMRC pode ser...
As actividades de enriquecimento curricular não se podem sobrepor à EMRC, porque setrata de uma actividade curricular.(Cf....
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Orientações docentes 2011_2012_emrc

590

Published on

Published in: Education
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
590
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
3
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Orientações docentes 2011_2012_emrc

  1. 1. Educação Moral e Religiosa Católica Orientações para 2011/2012No sentido de auxiliar as escolas na organização da leccionação da disciplina de EducaçãoMoral e Religiosa Católica, em cumprimento dos normativos legais que a regulamentam,apresentam-se os seguintes esclarecimentos:1. A Educação Moral e Religiosa Católica é uma área curricular disciplinar, deoferta obrigatória e de frequência é facultativa nos estabelecimentos de ensinopúblico.A disciplina de Educação Moral e Religiosa Católica (EMRC) é uma área curriculardisciplinar, integrando as matrizes curriculares dos três ciclos do ensino básico, assim comoas do ensino secundário (excepto os cursos profissionais). Está sujeita ao regime aplicávelàs restantes áreas curriculares disciplinares, excepto nos efeitos da avaliação, uma vezsalvaguardado o seu carácter específico.A sua oferta é obrigatória, por parte das escolas, e a sua frequência é facultativa, cabendo adecisão ao encarregado de educação, ou ao próprio aluno quando maior de 16 anos.(Cf. Art.1º, 2º e 3º do Decreto-Lei n.º 323/83 de 5 de Julho; Portaria n.º 344A/88 de 31 deMaio; Nº 5 do art. 5º do Decreto-Lei n.º 6/2001, de 18 de Janeiro, com as alteraçõesintroduzidas pelo Decreto-Lei n.º 209/2002 de 17 de Outubro; Decreto -Lei n.º 74/2004,de 26 de Março, na redacção conferida pelos Decretos-Lei n.º 24/2006, de 6 de Fevereiro,n.º 272/2007, de 26 de Julho, n.º 4/2008, de 7 de Janeiro e n.º 50/2011, de 8 de Abril)2. Os impressos de matrícula devem conter o espaço apropriado para a matrículaem EMRC.Os impressos de matrícula nos diversos anos dos 1.º, 2.º e 3.º ciclos do ensino básico e doensino secundário devem incluir espaço próprio, para o efeito da declaração de vontade defrequência da disciplina de EMRC.(Cf. n.º 3 do art. 2º do Decreto-Lei n.º 323/83 de 5 de Julho; art. 1º da Portaria n.º344A/88 de 31 de Maio.
  2. 2. 3. A matrícula em EMRC deve ser feita ou renovada em cada ano lectivo.O desejo de frequência da disciplina de EMRC deverá ser expresso, por escrito, no acto dematrícula ou da sua renovação, em cada ano lectivo.(Cf. Circular Conjunta DEB/DES n.º 3/97, de 2 de Abril.)4. A frequência de EMRC é obrigatória até final do ano lectivo.No ensino básico não deverão ser consideradas situações de anulações depois deefectuadas as respectivas matrículas.No ensino secundário não é autorizada a anulação de matrícula na disciplina de EMRC, amenos que o aluno anule também a matrícula a todas as outras disciplinas.(Cf. Circular n.º 28/94/DEB, de 29 de Junho; art. 33º da Portaria n.º 550-A/2004, de 21 deMaio; art. 39º da Portaria nº 550-B/2004, de 21 de Maio art. 39; art. 30º da Portaria n.º 550-D/2004 de 21 de Maio.5. A constituição de turmas de EMRC obedece aos seguintes procedimentos, no 2ºe no 3ºciclos do ensino básico e no ensino secundário:- A constituição de turmas de EMRC deverá obedecer aos critérios gerais em vigor, nãopodendo basear-se expressamente na frequência ou não frequência desta disciplina.- As turmas de EMRC serão formadas, em princípio, pelos alunos pertencentes a cada umadas turmas base.- A junção de alunos apenas se poderá fazer entre 2 turmas e desde que o número daíresultante não seja superior a 22 alunos.- Quando num ano de escolaridade o número total de alunos matriculados nesta disciplinaseja igual ou inferior a 15, formar-se-á apenas uma turma.- Quando o número de alunos for superior a 15, poderão ser organizadas várias turmas,não devendo, porém, cada uma delas ser constituída por menos de 10 alunos.- Não é permitida a junção de alunos de diferentes anos ou cursos.(Cf. N.º 5 do Despacho Normativo nº 121/ME/85, de 19 de Junho e nº 2 do art. 2ºdoDecreto-Lei nº 329/98, de 2 de Novembro, o qual excepciona a sua aplicação à EMRC).
  3. 3. 6. No 1º ciclo do ensino básico a constituição de turmas de EMRC obedece aosseguintes critérios:- A turma de EMRC pode ser constituída por alunos da mesma turma de origem, mesmoque se trate de um “grupo minoritário” dentro dessa mesma turma (alínea b) do art. 13º daPortaria 333/86 de 2 de Julho).- Quanto ao número máximo de alunos a integrar numa turma de EMRC, deverão aplicar-se os critérios em vigor para as demais áreas curriculares disciplinares.(Cf. Portaria 333/86 de 2 de Julho; nº 5 do despacho n.º 14 026/2007, publicado no Diárioda República, 2.ª série, n.º 126, de 3 de Julho de 2007, rectificado pela rectificação n.º1258/2007, publicada no Diário da República, 2.ª série, n.º 155, de 13 de Agosto de 2007,com os aditamentos introduzidos pelo Despacho n.º 13170/2009, publicado no Diário daRepública, 2.ª série, n.º 108, de 4 de Junho de 2009.)7. O horário da disciplina de EMRC obedece aos critérios vigentes para as restantesáreas curriculares disciplinares.Enquanto área curricular disciplinar, aplicam-se à EMRC os mesmos critérios que orientama elaboração de horários para as demais áreas curriculares disciplinares.No 1º ciclo a leccionação da EMRC deve acontecer dentro do “regime normal” dasactividades curriculares, não podendo ser incluída no horário dos alunos de formadescontinuada com as restantes actividades curriculares.(Cf. Ofício-circular n.º OFC-DGIDC/2009/5; n.º 2 e n.º 3 do Despacho n.º 14 460/2008– Diário da República, 2.ª série, de 26 de Maio; n.º 2 do art. 3º do Decreto-Lei n.º 323/83de 5 de Julho; art. 1º da Portaria n.º 333/86 de 2 de Julho)8. O horário de EMRC tem prioridade sobre as actividades de enriquecimento,porque se trata de uma actividade lectiva.“Os tempos registados no horário individual dos alunos devem ser prioritariamentepreenchidos com a realização de actividades lectivas”. (N.º 2 do art. 15.º Despacho n.º5328/2011 - Diário da República, 2.ª série, de 28 de Março.
  4. 4. As actividades de enriquecimento curricular não se podem sobrepor à EMRC, porque setrata de uma actividade curricular.(Cf. N.º 22 do Despacho n.º 14 460/2008 – Diário da República, 2.ª série, de 26 de Maio)9. As horas de EMRC do 1º ciclo devem ser incluídas na componente lectiva aatribuir aos docentes de EMRC em funções no respectivo Agrupamento de Escolas.Em virtude da aplicação do n.º 3 do art. 3º do Despacho n.º 5328/2011 - Diário daRepública, 2.ª série, de 28 de Março, o horário do docente de EMRC deverá incluir as horasde leccionação desta disciplina no 1º ciclo.(Cf. n.º 2 do art. 5º do Decreto-Lei n.º 323/83 de 5 de Julho; art. 1º da Portaria n.º 333/86de 2 de Julho; NOTA INFORMATIVA do Sr. Secretário de Estado da Educação, ValterLemos, de 10 de Julho de 2009;)10. Aos docentes de EMRC podem ser atribuídas outras funções para além daleccionação desta disciplina.No que se refere à distribuição do serviço docente e ao cumprimento do horário semanal,aos docentes de EMRC podem ser atribuídos cargos, funções, áreas curriculares nãodisciplinares ou outras disciplinas para as que se encontrem legalmente habilitados.(Cf. DESPACHO INTERNO Nº 2/SEE/2009 de 23 de Junho; n.º 2 do art. 5º doDecreto-Lei n.º 323/83 de 5 de Julho) Departamento de EMRC - SNEC Junho de 2011

×