Plataformas Colaborativas e de Aprendizagem

2,182 views
1,976 views

Published on

Módulo Formação 7, integrado no curso Formação Pedagógica Inicial de Formadores

Published in: Education
0 Comments
3 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
2,182
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
13
Actions
Shares
0
Downloads
0
Comments
0
Likes
3
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Plataformas Colaborativas e de Aprendizagem

  1. 1. Plataformas Colaborativas e de Aprendizagem Formação Pedagógica Inicial de Formadores 2014
  2. 2. Objectivos Pretende-se que cada formando, após este módulo, seja capaz de:  Compreender as mudanças evolutivas do Ensino a Distância;  Identificar as características e as vantagens do e- learning;  Compreender o funcionamento das Plataformas de suporte da formação a distância;  Identificar regras de formação através da internet; Sandra Oliveira
  3. 3. Objectivos (cont.) Sandra Oliveira  Reconhecer a importância do e-formador no processo formativo à distância;  Desenvolver uma formação utilizando as Plataformas Colaborativas e de Aprendizagem.
  4. 4. Ensino à Distância Sandra Oliveira
  5. 5. EaD Sandra Oliveira  Transformações tecnológicas e sociais  Ganha novo fôlego e transforma-se numa excelente oportunidade de actualização curricular sem a obrigatoriedade a horários rígidos.
  6. 6. Tipos de EaD Sandra Oliveira  e-learning = eletronic learning (ensino electrónico)  O b-learning = blended learning (ensino presencial e não presencial)  O m-learning = mobile learning (ensino via aparelhos móveis)
  7. 7. Evolução do EaD Sandra Oliveira  1.ª geração:  Ensino por correspondência – recurso a material impresso (anos 40)  2.ªgeração:  Rádio e Televisão - introdução de recursos audiovisuais (anos 60 -Telescola)
  8. 8. Evolução do EaD Sandra Oliveira  3.ª geração:  Internet – comunicações assíncronas (email, foruns de discussão) e síncronas (chats).  4.ª geração:  Plataformas colaborativas e de aprendizagem – aparecimento das comunidades virtuais e das turmas virtuais,  Há substituição quase completa do material impresso (textos, sebentas e livros) por material digital multimédia
  9. 9. Princípios do E-learning “e” = eletronic Sandra Oliveira
  10. 10. Princípios do E-learning Sandra Oliveira  Aprendizagem personalizada conforme:  Disponibilidade,  Necessidade  Ritmo do formando.  Estimula auto aprendizagem,
  11. 11. Para o Formador Sandra Oliveira Vantagens  Rápida publicação e actualização dos conteúdos,  Reutilização dos conteúdos em outros cursos,  Criação de situações de aprendizagem baseadas na exploração dos recursos da internet,  Optimizar a formação para um elevado número de formandos. Desvantagens  Ausência de relação humana formador/formandos,  Muito tempo na elaboração dos conteúdos,  Trabalho multidisciplinar: necessidade de colocar o curso online, de formadores, Web designers, programadores, etc.
  12. 12. Para o Formando Sandra Oliveira Vantagens  Flexibilidade no acesso aos conteúdos (24h/7dias),  Aprendizagem personalizada,  Não há deslocações,  Decide o que quer e quando quer ver,  Partilha de experiências entre formandos,  Recursos de informação globais (fontes e acessos globais) Desvantagens  Acesso à internet e alguns conteúdos exigem uma boa largura de banda,  Obriga a ter motivação e método de estudo e leitura próprio
  13. 13. Para a Instituição Sandra Oliveira Vantagens  Alcança número elevado de formandos,  Flexibilidade de incluir novos formandos sem ter novos custos  Sem quase custos nas infra-estruturas Desvantagens:  Custos de desenvolvimento elevados pois requer mais tempo e recursos humanos,  Reduzida confiança neste tipo de cursos
  14. 14. Técnicas de adaptação dos conteúdos Um conteúdo > várias plataformas > vários destinatários Sandra Oliveira
  15. 15. Portable Document Format Como fazer? Guardar Como > PDF Imprimir > PDF Sandra Oliveira  Independente de um único software, sistema operativo e hardware.  É comum ser lido pelo Acrobat Reader (gratuito e facilmente instalado nos computadores da maioria dos destinatários).  Formato capaz de guardar imagens, textos, gráficos e links num ficheiro muitas das vezes mais pequeno (em peso) do que os originais  Sem a possibilidade de cópia do seu conteúdo
  16. 16. ZIP ou RAR Como fazer? Escolher o ficheiro/pasta e com botão lado direito escolher > enviar para pasta comprimida (ZIP) Deve ter o RAR instalado para poder fazer o mesmo Sandra Oliveira  Comprimir ficheiros para serem partilhados mais facilmente.  O peso dos ficheiros pode não nos permite enviar ou colocá-lo numa plataforma devido a restrições no número de kbytes.  Mais usado e com maior compatibilidade entre computadores (e também gratuito) é o formato ZIP.  Outro não gratuito e com maior capacidade de compressão é o RAR
  17. 17. PPS | PPSx Como fazer? Antes 2010 Com a apresentação PowerPoint aberta > Menu Ficheiro (ícone do Office) > Guardar como > Apresentação do PowerPoint Depois 2010 > Exibição PowerPointSandra Oliveira  Uma apresentação Powerpoint está aberta a actualizações,  Será útil transformar o formato nativo (PPT) num formato de fechado = PPS  Formato para ser enviado/partilhado para destinatários que não tenham instalado o PowerPoint.  Muitas vezes os computadores das salas de formação têm instalados versões gratuitas (Open Office)
  18. 18. Plataformas Colaborativas Para o ensino à distância Sandra Oliveira
  19. 19. O que são? Sandra Oliveira  Construção de rede social privada entre pessoas que partilham interesses ou actividades.  Diversas possibilidades para formador e formando, porque através de um só espaço integra-se vários serviços e ferramentas:  Chats,  Fóruns  Registo de presenças  Testes online  Conteúdos multimédia  Etc.
  20. 20. Vantagens do uso das plataformas Sandra Oliveira  Múltiplas possibilidades pedagógicas  Exemplos: correio electrónico, fóruns blogs, wikis, podcasts,  Acesso livre e gratuito,  Fomentam formas de trabalho e de relacionamento dinâmicas,  Ferramentas de fácil acesso,  Usado para a comunicação e colaboração entre os intervenientes de uma acção de ensino e aprendizagem.
  21. 21. O papel do e-formador Sandra Oliveira
  22. 22. Qual o papel do e-formador? Sandra Oliveira  Responsável por  Planear,  Implementar,  Orientar,  Monitorar  Avaliar uma acção formativa em regime e-learning.  Fomentar, estimular e orientar as interacções entre:  formador e formando;  formando e conteúdo,  entre formandos
  23. 23. Cuidados a ter em consideração Sandra Oliveira  O isolamento físico vivido pelos formandos tem de ser colmatado com uma intervenção activa por parte do formador/tutor  O e- formador deve ter em consideração  interactividade constante,  participação permanente  feedback imediato
  24. 24. O que precisa para ser um e-formador? Sandra Oliveira  Competências tecnológicas:  Saber utilizar computadores, software, aplicações, plataformas colaborativas e redes (de computadores e sociais).  Estar actualizado  Competências pedagógicas  Conhecer softwares educativos para a aprendizagem dos formandos.  Incentivar a utilização dos recursos on-line, tendo em consideração uma pesquisa e navegação profícua e fiável.  Estimular o trabalho colaborativo,
  25. 25. O que precisa para ser um e-formador? Sandra Oliveira  Utilizar os recursos multimédia on-line e off-line como forma de construção de conhecimentos.  Motivar os formandos a examinar criticamente a função e o poder das novas tecnologias de informação.  Competências comunicacionais  Gerir o processo comunicacional  Saber lidar com as várias culturas para promover a inclusão e participação,  Possuidor de atributos psicológicos e éticos: maturidade emocional, empatia com os formandos, habilidade de mediar questões, liderança e cordialidade.
  26. 26. Comunidades Virtuais de Aprendizagem Plataformas Colaborativas Sandra Oliveira
  27. 27. Comunidades Virtuais de Aprendizagem Sandra Oliveira  Blogues, Forúns, Slideshare, Moodle, Prezi, Sribd, Chats, Wikis, DropBox, Cloud e outros tantos, permitem:  Fazer upload de documentos DOC, PDF, PPT, etc,  Partilhar documentos entre várias pessoas e várias plataformas,  Descarregar e/ou imprimir documentos,  Visualizar documentos apenas para um grupo restrito de pessoas (partilha privada),  Reproduzir a sensação de leitura com o folhear das páginas,  Receber comentários sobre os conteúdos, pontuação e mesmo anotações em determinadas partes dos documentos.
  28. 28. Tipos de Plataformas Colaborativas Sandra Oliveira  Plataformas Comunitárias;  Plataformas de Gestão e Partilha de Ficheiros;  Plataformas de Gestão de Projectos;  Plataformas de Comunicação Directa  Plataformas de Produção de Conteúdos
  29. 29. Tipos de Plataformas Colaborativas Sandra Oliveira  Plataformas Comunitárias;  Plataformas de Gestão e Partilha de Ficheiros;  Plataformas de Gestão de Projectos;  Plataformas de Comunicação Directa  Plataformas de Produção de Conteúdos
  30. 30. Moodle Sandra Oliveira  Modular Object-Oriented Dynamic Learning Environment.  1999 > Martin Dougiamas  Ambiente virtual de aprendizagem com espaços de trabalho, comunicação e colaboração.  Open Source  Distribuição Gratuita  Necessário instalar num servidor
  31. 31. Funcionalidades - Moodle Sandra Oliveira  Permite criar uma plataforma colaborativa e de aprendizagem fechada ou aberta,  Necessita de inscrição dos intervenientes,  Permite criar perfis,  Cria hierarquias de utilização, actualização e publicação dos conteúdos.  Personalizável: cores, fontes, posição dos blocos de informação, etc.
  32. 32. Ferramentas Sandra Oliveira  Ferramentas de interacção  Chat  Fóruns de discussão  Blogs  Ferramentas de avaliação  Avaliação do curso,  Questionários de avaliação  Tarefas e exercícios
  33. 33. Ferramentas Sandra Oliveira  Acompanhamento e avaliação  Avaliação por acessos  Avaliação por participação,  Avaliação sumativa e formativa.  Conteúdos de instrução: materiais e actividades  Páginas simples de texto,  Paginas em HTML,  Acesso a ficheiros em vários formatos (PDF, DOC, PPT, Flash, Áudio, Vídeo,) ou links externos,
  34. 34. Sandra Oliveira  Possibilidade de organizar os conteúdos por pastas e guardá-los no servidor onde se encontra instalado o Moodle,  Wikis (textos colaborativos),  Glossários,  Perguntas Frequentes (FAQ)  Calendário Ferramentas (cont.)
  35. 35. Wiki Sandra Oliveira  - Ferramenta electrónica de edição colaborativa de conteúdos web; a Wikipédia é um exemplo do que se pode fazer através da tecnologia Wiki: é uma enciclopédia universalmente aberta a todos os que queiram contribuir voluntariamente com artigos; no contexto da formação, os Wikis têm tido uma crescente aplicação porque permitem aos formadores envolver os formandos em actividades de pesquisa e de organização colaborativa da informação.
  36. 36. Ferramentas de comunicação síncronas e assíncronas Sandra Oliveira
  37. 37. Síncronas Comunicação em tempo real = imediatismo e espontaneidade Sandra Oliveira  Chat – permite o sentido de proximidade e presença comunicativa; permite o contacto directo e imediato com os formadores  Messenger da Microsoft,  Google Talk  Facebook.  Moodle  Videoconferência – A utilização de áudio e vídeo permite acrescentar valor à comunicação, nomeadamente á entoação feita, ritmo e inflexão no discurso.  Skype  Messenger  Google Hangouts  Vídeos ao vivo (Youtube Live)  Exemplo >>
  38. 38. Assíncronas A informação é recebida posteriormente, Oportunidade de estudar, reflectir, procurar informação, redigir ponderadamente e corrigir o número de vezes que achar necessários os conteúdos disponíveis. Sandra Oliveira  Email – comunicação para uma ou mais pessoas,  Útil para formandos que se sintam inibidos ou inseguros para participar em discussões colectivas.  Mensagens podem ficar diluídas ou mesmo perdidas com as dezenas ou centenas de mensagens que um formando possa receber.  Blog´s – permitem a partilha de conteúdos  Com várias temáticas podem ser abertos ou fechados,  De uso individual ou em grupo
  39. 39. Assíncronas Sandra Oliveira  Fóruns de Discussão – participantes têm de “entrar” na área do fórum para ler e responder às questões;  Permite estruturar, organizar, preservar e manter o registo dos diálogos, troca de ideias que ocorrem nos fóruns,  Permite que qualquer um possa ler a informação toda e depois intervir.

×