Cap2b
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Cap2b

on

  • 473 views

 

Statistics

Views

Total Views
473
Views on SlideShare
338
Embed Views
135

Actions

Likes
0
Downloads
1
Comments
0

4 Embeds 135

http://stthiaggo.blogspot.com.br 72
http://stthiaggo.blogspot.com 58
http://stthiaggo.blogspot.pt 3
http://feeds.feedburner.com 2

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Adobe PDF

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

Cap2b Cap2b Presentation Transcript

  • Capítulo 2: Roteiro 2.1 Princípios dos protocolos da camada de aplicação 2.2 Web e HTTP 2.3 FTP 2.4 Correio Eletrônico  SMTP, POP3, IMAP 2.5 DNS 2b: Camada de 1
  • DNS: Domain Name SystemPessoas: muitos Domain Name System: identificadores:  base de dados distribuída  CPF, nome, no. da implementada na hierarquia de Identidade muitos servidores de nomes  protocolo de camada de aplicaçãohospedeiros, roteadores permite que hospedeiros, Internet : roteadores, servidores de nomes  endereço IP (32 bit) - se comuniquem para resolver usado p/ endereçar nomes (tradução endereço/nome) datagramas  nota: função imprescindível da  “nome”, ex., Internet implementada como jambo.ic.uff.br - usado protocolo de camada de aplicação por gente  complexidade na borda da redeP: como mapear entre nome e endereço IP? 2b: Camada de 2
  • DNS (cont.)Serviços DNS Serviços DNS  Roda sobre UDP e usa a Tradução de nome de porta 53 hospedeiro para IP  RFCs 1034, 1035  Atualizado em outras RFCs Apelidos para hospedeiros (aliasing) Por que não centralizar o DNS?  Nomes canônicos e apelidos  ponto único de falha Apelidos para  volume de tráfego servidores de e-mail  base de dados centralizada e distante Distribuição de carga  manutenção (da BD)  Servidores Web replicados: conjunto de endereços IP Não é escalável! para um nome canônico 2b: Camada de 3 View slide
  • Base de Dados Hierárquica eDistribuída Root DNS Servers com DNS servers org DNS servers edu DNS servers pbs.org poly.edu umass.eduyahoo.com amazon.com DNS servers DNS servers DNS serversDNS servers DNS serversCliente quer IP para www.amazon.com; 1a aprox: Cliente consulta um servidor raiz para encontrar um servidor DNS .com Cliente consulta servidor DNS .com para obter o servidor DNS para o domínio amazon.com Cliente consulta servidor DNS do domínio amazon.com para obter endereço IP de www.amazon.com 2b: Camada de 4 View slide
  • DNS: Servidores raiz  procurado por servidor local que não consegue resolver o nome  servidor raiz:  procura servidor oficial se mapeamento desconhecido  obtém tradução  devolve mapeamento ao servidor local a Verisign, Dulles, VA c Cogent, Herndon, VA (also Los Angeles) d U Maryland College Park, MD k RIPE London (also Amsterdam, g US DoD Vienna, VA Frankfurt) h ARL Aberdeen, MD j Verisign, ( 11 locations) i Autonomica, Stockholm (plus 3 other locations) m WIDE Tokyoe NASA Mt View, CAf Internet Software C. Palo Alto,CA (and 17 other locations) 13 servidores de nome raiz em b USC-ISI Marina del Rey, CA todo o mundo l ICANN Los Angeles, CA 2b: Camada de 5
  • Servidores TLD e Oficiais Servidores Top-level domain (TLD) : servidores DNS responsáveis por domínios com, org, net, edu, etc, e todos os domínios de países como br, uk, fr, ca, jp.  Network Solutions mantém servidores para domínio com  FAPESP (Registro .br) para domínio br Servidores oficiais: servidores DNS das organizações, provendo mapeamentos oficiais entre nomes de hospedeiros e endereços IP para os servidores da organização (e.x., Web e correio).  Podem ser mantidos pelas organizações ou pelo provedor de acesso 2b: Camada de 6
  • Servidor de Nomes Local Não pertence necessariamente à hierarquia Cada ISP (ISP residencial, companhia, universidade) possui um.  Também chamada do “servidor de nomes default” Quanto um hospedeiro faz uma consulta DNS, a mesma é enviada para o seu servidor DNS local  Atua como um intermediário, enviando consultas para a hierarquia. 2b: Camada de 7
  • servidor raizExemplo de DNS 2 Hospedeiro em 3 servidor TLD cis.poly.edu quer 4 endereço IP para 5 gaia.cs.umass.edu servidor local dns.poly.edu 7 6 1 8 servidor oficial dns.cs.umass.edu solicitante cis.poly.edu gaia.cs.umass.edu 2b: Camada de 8
  • DNS: tipos de consultas servidor de nomes raizconsulta recursiva: consulta servidor TLD interativa transfere a 2 3 4 responsabilidade de resolução do nome 5 para o servidor de 6 nomes contatado servidor servidor local 9 intermediário carga pesada? pitomba.ic.uff.brconsulta interativa: saell.cc.columbia.edu consulta 8 7 servidor consultado recursiva responde com o nome de um servidor de 1 10 contato servidor oficial “Não conheço este cs.columbia.edu nome, mas pergunte solicitante para esse servidor” manga.ic.uff.br www.cs.columbia.edu 2b: Camada de 9
  • DNS: uso de cache, atualização de dados  uma vez que um servidor qualquer aprende um mapeamento, ele o coloca numa cache local  entradas na cache são sujeitas a temporização (desaparecem depois de um certo tempo)  Servidores TLD tipicamente armazenados no cache dos servidores de nomes locais • Servidores raiz acabam não sendo visitados com muita freqüência  estão sendo projetados pela IETF mecanismos de atualização/notificação dos dados  RFC 2136  http://www.ietf.org/html.charters/dnsind-charter.html 2b: Camada de 10
  • Registros DNSDNS: BD distribuído contendo registros de recursos (RR) formato RR: (nome, valor, tipo, sobrevida) Tipo=A  Tipo=CNAME  nome é nome de hospedeiro  nome é nome alternativo  valor é o seu endereço IP (alias) para algum nome “canônico” (verdadeiro) Tipo=NS  nome é domínio (p.ex.  valor é o nome foo.com.br) canônico  valor é endereço IP de servidor oficial de nomes para  Tipo=MX este domínio  nome é domínio  valor é nome do servidor de correio para este domínio 2b: Camada de 11
  • DNS: protocolo e mensagensprotocolo DNS: mensagens de pedido e resposta, ambas com o mesmo formato de mensagemcabeçalho de msg identificação: ID de 16 bit para pedido, resposta ao pedido usa mesmo ID flags:  pedido ou resposta  recursão desejada  recursão permitida  resposta é oficial 2b: Camada de 12
  • DNS: protocolo e mensagens campos de nome, e de tipo num pedido RRs em resposta ao pedidoregistros para outros servidores oficiais info adicional “relevante” que pode ser usada 2b: Camada de 13
  • Inserindo registros no DNS Exemplo: acabou de cria a empresa “Network Utopia” Registra o nome netutopia.com.br em uma entidade registradora (e.x., Registro .br)  Tem de prover para a registradora os nomes e endereços IP dos servidores DNS oficiais (primário e secundário)  Registradora insere dois RRs no servidor TLD .br: (netutopia.com.br, dns1.netutopia.com.br, NS) (dns1.netutopia.com.br, 212.212.212.1, A) Põe no servidor oficial um registro do tipo A para www.netutopia.com.br e um registro do tipo MX para netutopia.com.br Como as pessoas vão obter o endereço IP do seu site? 2b: Camada de 14
  • Capítulo 2: ResumoNosso estudo sobre aplicações de rede está agora completo! Arquiteturas de aplicações  Protocolos específicos:  cliente-servidor  HTTP  P2P  FTP  híbrido  SMTP, POP, IMAP Requerimentos de serviço das  DNS aplicações:  confiabilidade, banda, atraso Modelos de serviço de transporte da Internet  orientado à conexão, confiável: TCP  não confiável, datagramas: UDP 2b: Camada de 15