• Save
Conceitos e Princípios de Garantia de Sistemas e Produtos
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Conceitos e Princípios de Garantia de Sistemas e Produtos

on

  • 922 views

Módulo: EThICS 039.BG02.01_GSP_Conc e Princ ...

Módulo: EThICS 039.BG02.01_GSP_Conc e Princ
Tópico: GARANTIA DE SISTEMAS E PRODUTOS
Assunto: Conceitos e Princípios de Garantia de Sistemas e Produtos
Escopo:

PROPÓSITOS DO MÓDULO

INTRODUÇÃO

GESTÃO DE GSP
GESTÃO DE RISCOS DE GSP
GESTÃO DE CONFIGURAÇÃO DE SISTEMAS
GESTÃO DE GARANTIA DE SOFTWARE
GESTÃO DE DIREITOS E PENALIDADES

ENGENHARIA DE GARANTIA DA QUALIDADE
ENGENHARIA DE GARANTIA DE CONFIABILIDADE
ENGENHARIA DE MANTENABILIDADE
ENGENHARIA DE SEGURANÇA DE SISTEMAS
ENGENHARIA DE PROTEÇÃO DE SISTEMAS
ENGENHARIA DE FATORES HUMANOS
ENGENHARIA DE SUPORTABILIDADE E LOGÍSTICA
ENGENHARIA DE SUSTENTABILIDADE DE SISTEMAS
ENGENHARIA DE VERIFICAÇÃO E VALIDAÇÃO

APÊNDICES

Statistics

Views

Total Views
922
Views on SlideShare
922
Embed Views
0

Actions

Likes
0
Downloads
0
Comments
0

0 Embeds 0

No embeds

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Adobe PDF

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

Conceitos e Princípios de Garantia de Sistemas e Produtos Conceitos e Princípios de Garantia de Sistemas e Produtos Presentation Transcript

  • Engenharia EThICS Tecnologia, Inteligência ENGINEERING Consultoria & SistemasEThICS 039.BG02.01 PESQUISA, DESENVOLVIMENTO E INOVAÇÃO GARANTIA DE SISTEMAS E PRODUTOS - Conceitos e Princípios -PROPÓSITOS DO MÓDULO ENGENHARIA DE GARANTIA DA QUALIDADE ENGENHARIA DE GARANTIA DE CONFIABILIDADEINTRODUÇÃO ENGENHARIA DE MANTENABILIDADE ENGENHARIA DE SEGURANÇA DE SISTEMASGESTÃO DE GSP ENGENHARIA DE PROTEÇÃO DE SISTEMASGESTÃO DE RISCOS DE GSP ENGENHARIA DE FATORES HUMANOSGESTÃO DE CONFIGURAÇÃO DE SISTEMAS ENGENHARIA DE SUPORTABILIDADE E LOGÍSTICAGESTÃO DE GARANTIA DE SOFTWARE ENGENHARIA DE SUSTENTABILIDADE DEGESTÃO DE DIREITOS E PENALIDADES SISTEMAS ENGENHARIA DE VERIFICAÇÃO E VALIDAÇÃO APÊNDICES Antonio Sallum Librelato - Diretor – EThICS Engineering – Abril - 2013 10/4/2013 Propriedade Intelectual de EThICS Engineering 1
  • EThICSENGINEERING CONCEITOS E PRINCÍPIOS DE GSPEThICS 039.BG02.01PROPÓSITOS DO MÓDULO GESTÃO DE CONFIGURAÇÃO DE SISTEMAS Referências sobre Gestão de ConfiguraçãoINTRODUÇÃO Conceitos de Gestão de ConfiguraçãoAcrônimos Escopo da Gestão de ConfiguraçãoMotivações Abrangência da Gestão de ConfiguraçãoFig. 1: Os Fatores de Efetividade e Custos Abordagens da Gestão de ConfiguraçãoGESTÃO DE GSP GESTÃO DE GARANTIA DE SOFTWAREReferências sobre Gestão de GSP Referências sobre Gestão de Garantia de SoftwareConceitos de Gestão de GSP Conceitos de Gestão de Garantia de SoftwareEscopo da Gestão de GSP Escopo da Gestão de Garantia de SoftwareAbrangência da Gestão de GSP Abrangência da Gestão de Garantia de SoftwareAbordagens da Gestão de GSP Abordagens da Gestão de Garantia de SoftwareFig. 2: Métodos de Gestão e Engenharias de GSPFig. 3: Etapas de PDI de Sistemas e Produtos GESTÃO DE DIREITOS E PENALIDADESAcrônimos de PDI Referências sobre Gestão de Direitos e PenalidadesModelo Geral de Implementação de GSP Conceitos de Gestão de Direitos e PenalidadesFig. 4: Modelo Geral de Implementação de GSP Escopo da Gestão de Direitos e Penalidades Abrangência da Gestão de Direitos e PenalidadesGESTÃO DE RISCOS DE GSP Abordagens da Gestão de Direitos e PenalidadesReferências sobre Gestão de Riscos de GSPConceitos de Gestão de Riscos de GSPEscopo da Gestão de Riscos de GSPAbrangência da Gestão de Riscos de GSPAbordagens da Gestão de Riscos de GSP 10/4/2013 Propriedade Intelectual de EThICS Engineering 2
  • EThICSENGINEERING CONCEITOS E PRINCÍPIOS DE GSPEThICS 039.BG02.01ENGENHARIA DE GARANTIA DA QUALIDADE ENGENHARIA DE MANTENABILIDADEReferências sobre Garantia da Qualidade Referências sobre MantenabilidadeConceitos de Garantia da Qualidade Conceitos de MantenabilidadeEscopo da Garantia da Qualidade Escopo da MantenabilidadeAbrangência da Garantia da Qualidade Abrangência da MantenabilidadeTécnicas de Garantia da Qualidade Técnicas de Análise de MantenabilidadeAbordagens da Garantia da Qualidade Abordagens da MantenabilidadeFig. 5: Modelo de Aplicação de Engenharia da Qualidade Fig. 7: Modelo de Aplicação de Engenharia de MantenabilidadeENGENHARIA DE GARANTIA DE CONFIABILIDADEReferências sobre Garantia de Confiabilidade ENGENHARIA DE SEGURANÇA DE SISTEMASConceitos de Garantia de Confiabilidade Referências sobre Segurança de SistemasEscopo da Garantia de Confiabilidade Conceitos de Segurança de SistemasAbrangência da Garantia de Confiabilidade Escopo da Segurança de SistemasTécnicas de Análise de Confiabilidade Abrangência da Segurança de SistemasTécnicas de Análise de Falhas e Defeitos Abordagens da Segurança de SistemasTécnicas de Teste e Crivo de Falhas e Defeitos Técnicas de Análise de SegurançaAbordagens da Garantia de Confiabilidade Fig. 8: Modelo de Aplicação de Engenharia de SegurançaFig. 6: Modelo de Aplicação de Engenharia deConfiabilidade ENGENHARIA DE PROTEÇÃO DE SISTEMAS Referências sobre Proteção de Sistemas Conceitos de Proteção de Sistemas Escopo da Proteção de Sistemas Abrangência da Proteção de Sistemas Abordagens da Proteção de Sistemas Fig. 9: Modelo de Aplicação de Engenharia de Proteção 10/4/2013 Propriedade Intelectual de EThICS Engineering 3
  • EThICSENGINEERING CONCEITOS E PRINCÍPIOS DE GSPEThICS 039.BG02.01ENGENHARIA DE FATORES HUMANOS ENGENHARIA DE SUSTENTABILIDADE DEReferências sobre Fatores Humanos SISTEMASConceitos de Fatores Humanos Referências sobre SustentabilidadeEscopo dos Fatores Humanos Conceitos de SustentabilidadeAbrangência dos Fatores Humanos Escopo da SustentabilidadeAbordagens dos Fatores Humanos Abrangência da SustentabilidadeFig. 10: Modelo de Aplicação de Engenharia de Fatores Princípios de Engenharia de SustentabilidadeHumanos Fig. 12: Modelo de Aplicação de Engenharia de SustentabilidadeENGENHARIA DE SUPORTABILIDADE E LOGÍSTICAReferências sobre Suportabilidade e Logística ENGENHARIA DE VERIFICAÇÃO E VALIDAÇÃOConceitos de Suportabilidade e Logística Referências sobre Verificação e ValidaçãoConceitos de Suportabilidade e Logística Conceitos de Verificação e ValidaçãoEscopo de Suportabilidade e Logística Escopo da Verificação e ValidaçãoAbrangência de Suportabilidade e Logística Abrangência da Verificação e ValidaçãoAbordagens de Suportabilidade e Logística Abordagens da Verificação e ValidaçãoFig. 11: Modelo de Aplicação de Engenharia de Fig. 13: Modelo de Aplicação de Engenharia de V&V deSuportabilidade e Logística Requisitos Fig. 14: Modelo de Aplicação de Engenharia de V&V de Projetos APÊNDICES Referências EThICS Engineering: Serviços e Áreas de Atuação 10/4/2013 Propriedade Intelectual de EThICS Engineering 4
  • EThICSENGINEERING CONCEITOS E PRINCÍPIOS DE GSPEThICS 039.BG02.01 Ref.: [EE 039.BE01.09][EE 039.BG01.08] Propósitos do Módulo Este módulo tem o propósito de introduzir os conceitos e princípios básicos das tecnologias de: Gestão de Garantia de Sistemas e Produtos: Gestão Estratégica de GSP Gestão Tática de GSP Gestão Operacional de GSP Engenharias de Garantia de Sistemas e Produtos. Para cada tecnologia de GSP são apresentados os aspectos básicos sobre Referências, Conceituação, Escopo, Abrangência, Abordagens e Métodos. Os temas deste módulo são complementares ao módulo EThICS 039. BG01.08: Visão Sistêmica de GSP, o qual recomendamos consultar. 10/4/2013 Propriedade Intelectual de EThICS Engineering 5
  • EThICSENGINEERING CONCEITOS E PRINCÍPIOS DE GSPEThICS 039.BG02.01 INTRODUÇÃO 10/4/2013 Propriedade Intelectual de EThICS Engineering 6
  • EThICSENGINEERING CONCEITOS E PRINCÍPIOS DE GSPEThICS 039.BG02.01 INTRODUÇÃO Acrônimos SIGLA SIGNIFICADO ADT Administrative Delay Time ATAF Analyse first, Then test And Fix BA Barrier Analysis BIST Built-In Self-Test BIT Built-In Test BITE Built-In Test Equipment BITS Built-In Test System BPA Bent Pin Analysis CCA Cause-Consequence Analysis CCB Configuration Control Board CCFA Common Cause Failure Analysis CERT Combined Environmental Reliability Test CI Configuration Item DPG Direitos e Penalidades de Garantia ETA Event Tree Analysis FaHA Fault Hazard Analysis FMEA Failure Mode and Effects Analysis FMECA Failure Mode and Effects and Criticality Analysis FTA Fault-Tree Analysis FuHA Functional Hazard Analysis GRG Gestão de Riscos de GSP GSP Garantia de Sistemas e Produtos 10/4/2013 Propriedade Intelectual de EThICS Engineering 7
  • EThICSENGINEERING CONCEITOS E PRINCÍPIOS DE GSPEThICS 039.BG02.01 INTRODUÇÃO Acrônimos SIGLA SIGNIFICADO HALT Highly Accelerated Life Test HASS Highly Accelerated Stress Screening HAST Highly Accelerated Stress Test HAZOP Hazard and Operability Analysis HHA Health Hazard Assessment HRA Human Reliability Analysis HW Hardware HWCI Hardware Configuration Item LCC Life Cycle Cost LDT Logistics Delay Time LSA Logistics Support Analysis MA Markov Analysis MAMT Mean Active Maintenance Time MCT Meran Corrective Maintenance Time MDT Mean Down Time MEOST Multi Environment OverStress Testing MORT Management Oversight and Risk Tree MPT Mean Preventive Maintenance Time MTA Maintenance Task Analysis MTBF Mean-Time Between Failures MTBM Mean Time Between Maintenances MTBO Mean-Time Between Outages MTBR Mean Time Between Repairs MTTF Mean Time to Fail MTTFF Mean Time to First Failure MTTR Mean Time to Repair 10/4/2013 Propriedade Intelectual de EThICS Engineering 8
  • EThICSENGINEERING CONCEITOS E PRINCÍPIOS DE GSPEThICS 039.BG02.01 INTRODUÇÃO Acrônimos SIGLA SIGNIFICADO O&SHA Operating and Support Hazard Analysis PCS Pesquisa e Conceituação de Sistemas PDI Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação PHA Preliminary Hazard Analysis PHL Preliminary Hazard List PNA Petri Net Analysis PPM Parts Per Million PRAT Producttion Reliability Acceptance Test QFD Quality Function Deployment QLF Quality Loss Function RBD Reliability Block Diagram RCM Reliability-Centered Maintenance ROI Return On Investment RPPC Reliability Prediction - Parts Count RPSA Reliability Prediction - Stress Analysis SCA Sneak Circuit Analysis SHA System Hazard Analysis SRCA Safety Requirement/Criteria Analysis SSHA Subsystem Hazard Analysis SW Software SWCI Software Configuration Item SWSA Software Safety Assessment TAT TurnAround Time TCA Total Cost of Acquisition TCO Total Cost of Ownership TQM Total Quality Management V&G Válido e Garantido WBS Work Breakdown Structure 10/4/2013 Propriedade Intelectual de EThICS Engineering 9
  • EThICSENGINEERING CONCEITOS E PRINCÍPIOS DE GSPEThICS 039.BG02.01 INTRODUÇÃO Ref.: [RAHE_01] Motivações Graças às novas tecnologias e às necessidades funcionais e de desempenho, os novos sistemas e produtos tendem a ser mais complexos e de custo-efetividade mais exigentes por parte dos usuários. O sucesso na criação e no atendimento ao mercado está diretamente relacionado com a elaboração cuidadosa e detalhada dos requisitos a serem cumpridos por tais sistemas e produtos. Os requisitos devem abranger todos os elementos de custo- efetividade, tanto os econômicos (custo, ROI), quanto os técnicos (desempenho e garantia) (ver Fig. 1). Para a criação (pesquisa e desenvolvimento) dos novos sistemas e produtos, é recomendável uma metodologia abrangente, que integre os profissionais especializados em PDI com aqueles especializados em GSP. 10/4/2013 Propriedade Intelectual de EThICS Engineering 10
  • EThICSENGINEERING CONCEITOS E PRINCÍPIOS DE GSPEThICS 039.BG02.01 GESTÃO DE GSP Ref.: [EE 039.BC02.08] Fig. 1: Os Fatores de Efetividade e Custos CUSTO-EFETIVIDADE DO SISTEMA FATORES ECONÔMICOS 19/05/11 FATORES TÉCNICOS (benefício/custo) (efetividade) Benefícios (retornos do investimento) Características de desempenho Custos do ciclo de vida: Fatores de garantia de sistemas: 1. Custo de P&D. Qualidade 2. Custos de produção ou Confiabilidade construção Mantenabilidade 3. Custos de operação e Fatores humanos manutenção Segurança e Proteção 4. Custos de aposentadoria ou descarte. Suporte logístico Outros fatores OBJETIVO: Uma abordagem balanceada 10/4/2013 Propriedade Intelectual de EThICS Engineering 11
  • EThICSENGINEERING CONCEITOS E PRINCÍPIOS DE GSPEThICS 039.BG02.01 GESTÃO DE GSP 10/4/2013 Propriedade Intelectual de EThICS Engineering 12
  • EThICSENGINEERING CONCEITOS E PRINCÍPIOS DE GSPEThICS 039.BG02.01 GESTÃO DE GSP Referências sobre Gestão de GSP Livros: [BLAN_01][BLAN_02][DHIL_01][RAHE_01][WASS_01] Módulos EThICS: [EE 039.BC02.08][EE 039.BE01.09][EE 039.BG01.08] [EE 039.BG02.00] 10/4/2013 Propriedade Intelectual de EThICS Engineering 13
  • EThICSENGINEERING CONCEITOS E PRINCÍPIOS DE GSPEThICS 039.BG02.01 GESTÃO DE GSP Conceitos de Gestão de GSP É a administração dos recursos e métodos para obter os melhores resultados de equilíbrio entre custo e efetividade de sistemas e produtos, considerando desempenhos, garantias e custos, ao longo do ciclo de vida de cada solução. 10/4/2013 Propriedade Intelectual de EThICS Engineering 14
  • EThICSENGINEERING CONCEITOS E PRINCÍPIOS DE GSPEThICS 039.BG02.01 GESTÃO DE GSP Escopo da Gestão de GSP Validar os requisitos funcionais e não funcionais de sistemas e produtos. Dar cumprimento aos requisitos de garantia de sistemas e produtos. Validar cada uma das soluções geradas, a cada etapa do projeto, quanto ao atendimento aos requisitos funcionais e de desempenho, e os de garantia de sistemas e produtos, antes de aplicar a solução nas etapas seguintes. Otimizar os custos do ciclo de vida de sistemas e produtos, em especial o Custo Total de Propriedade (TCO). Criar, desenvolver e manter o acervo de informações e conhecimentos de GSP. 10/4/2013 Propriedade Intelectual de EThICS Engineering 15
  • EThICSENGINEERING CONCEITOS E PRINCÍPIOS DE GSPEThICS 039.BG02.01 GESTÃO DE GSP Abrangência da Gestão de GSP Gestão Estratégica de GSP: Motivações estratégicas. Plano Estratégico e Programa de GSP. Metas e objetivos estratégicos de GSP. Tecnologias de ponta de GSP. Atribuições e responsabilidades de gestão de GSP. Gestão Tática de GSP: Gestão de organização de GSP. Gestão de recursos humanos especializados de GSP. Gestão de infraestrutura para a GSP. Gestão de informação e conhecimento de GSP: Planos, conceitos, princípios, métodos, processos, procedimentos, técnicas e resultados de GSP. Acervo de GSP. 10/4/2013 Propriedade Intelectual de EThICS Engineering 16
  • EThICSENGINEERING CONCEITOS E PRINCÍPIOS DE GSPEThICS 039.BG02.01 GESTÃO DE GSP Abrangência da Gestão de GSP Gestão Operacional de GSP: Gestão de requisitos de GSP. Gestão de ações e resultados de GSP: LCC, efetividade e desempenho de sistemas e produtos. Gestão dos riscos de GSP. Gestão de configuração de sistemas e produtos. Gestão de garantia de software. Gestão de direitos e penalidades de garantias. Aplicação de engenharias especializadas em GSP. Todas as fases e etapas do ciclo de vida de projetos, produtos e sistemas. Todos os elementos de hardware, software, interfaces e informação dos componentes dos sistemas e produtos. Todas as disciplinas e tecnologias relacionadas com o atendimento dos requisitos de desempenho e de custo-efetividade de sistemas e produtos. 10/4/2013 Propriedade Intelectual de EThICS Engineering 17
  • EThICSENGINEERING CONCEITOS E PRINCÍPIOS DE GSPEThICS 039.BG02.01 GESTÃO DE GSP Abordagens da Gestão de GSP Visão estratégica, sistêmica e integrada. Agregação e organização dos recursos para a GSP. Direcionamento, coordenação e orientação das ações de GSP. Ação proativa, antecipada, simultânea e cooperativa entre os especialistas de PDI e de GSP. Consolidação, verificação, validação e controle de requisitos e resultados de GSP, a cada etapa do projeto. Mitigação dos riscos. Equilíbrio entre os resultados de efetividade e os custos (atuais e futuros), com garantia de desempenho. Desenvolvimento e aplicação de planos, métodos, processos, procedimentos e técnicas de GSP. Verificações e validações, a cada etapa do projeto. 10/4/2013 Propriedade Intelectual de EThICS Engineering 18
  • EThICSENGINEERING CONCEITOS E PRINCÍPIOS DE GSPEThICS 039.BG02.01 GESTÃO DE GSP Fig. 2: Métodos de Gestão e Engenharias de GSP GESTÃO DE GSP 21/03/13 GESTÃO ESTRATÉGICA DE GSP GESTÃO OPERACIONAL DE GSP Motivações e Diretrizes Estratégicas Gestão de Requisitos Plano Estratégico Gestão de Execução e de Resultados Programas Gestão de Riscos Tecnologias de Ponta Gestão de Configuração Atribuições e Responsabilidades Gestão de Garantia de Software Gestão de Direitos e Penalidades GESTÃO TÁTICA DE GSP ENGENHARIAS DE GSP Gestão de Organização Garantia da Qualidade Gestão de Recursos Humanos Garantia de Confiabilidade Gestão de Infraestrutura Mantenabilidade Gestão da Informação e do Conhecimento Segurança Proteção Fatores Humanos Suportabilidade e Logística Sustentabilidade Verificação & Validação Outras 10/4/2013 Propriedade Intelectual de EThICS Engineering 19
  • EThICSENGINEERING CONCEITOS E PRINCÍPIOS DE GSPEThICS 039.BG02.01 GESTÃO DE GSP Ref.: [EE_039.BE01.09] Fig. 3: Etapas de PDI de Sistemas e Produtos FONTES DE INFO & ETAPAS PRINCIPAIS DE PDI CONHECIMENTO ITC AET TAT PTS PESQ TECNOL E DE SIST GPE GESTÃO PROGR DE PDI DNS ETE ATP GEP GTP GO P Nec PCS PESQ E CONC DE SIST DSP DESENV DE SIST E PROD SIST & ANR ECS DCS PPSP PDSP CISP & Req PROD02/11/11 ARGS ARGP 10/4/2013 Propriedade Intelectual de EThICS Engineering 20
  • EThICSENGINEERING CONCEITOS E PRINCÍPIOS DE GSPEThICS 039.BG02.01 GESTÃO DE GSP Ref.: [EE_039.BE01.09] Acrônimos de PDI GPP Gestão de Programas de PDI GEP Gestão Estratégica de PDI GTP Gestão Tática de PDI GOP Gestão Operacional de PDI PTS Pesquisa Tecnológica e de Sistemas ITC Inteligência Tecnológica e Competitiva AET Análise Estratégica de Tecnologias ETE Estudos Técnicos Especiais DNS Desenvolvimento de Novos Sistemas ATP Apresentação Técnica de Projeto TAT Transferência e Absorção de Tecnologias PCS Pesquisa e Conceituação de Sistemas ANR Análise de Necessidades e Requisitos ECS Exploração Conceitual de Sistemas DCS Definição Conceitual do Sistema ARGS Análise de Riscos e de Garantias de Sistemas DSP Desenvolvimento de Sistemas e Produtos PPSP Projeto Preliminar de Sistemas e Produtos PDSP Projeto Definitivo de Sistemas e Produtos CIPS Construção e Integração de Sistemas e Produtos PISP Projeto de Instalação de Sistemas e Produtos ARGP Análise de Riscos e de Garantias de Produtos 10/4/2013 Propriedade Intelectual de EThICS Engineering 21
  • EThICSENGINEERING CONCEITOS E PRINCÍPIOS DE GSPEThICS 039.BG02.01 GESTÃO DE GSP Modelo Geral de Implementação de GSP A criação de soluções, a produção, a validação e a garantia de sistemas e produtos ocorrem em três macro-processos: PCS - Pesquisa e Conceituação de Sistemas. DSP - Desenvolvimento de Sistemas e Produtos. PSP - Produção de Sistemas e Produtos. Os requisitos de custo-efetividade estabelecem os fatores econômicos (critérios de ROI, LCC) e os fatores técnicos (características de desempenho e de garantia) a serem atendidos pelos sistemas e produtos (ver Fig. 2). Através da ação integrada de especialistas de PDI e de GSP, a cada etapa do projeto, são gerada, verificadas e validadas as soluções que atendam os requisitos de custo-efetividade (ver Fig. 3). Para isso, os especialistas devem fazer uso das técnicas de GSP mais apropriadas a cada objeto e a cada etapa do projeto e da produção. A Fig. 4 é a representação geral desses processos. Os casos específicos estão descritos nas figuras sobre cada caso. 10/4/2013 Propriedade Intelectual de EThICS Engineering 22
  • EThICSENGINEERING CONCEITOS E PRINCÍPIOS DE GSPEThICS 039.BG02.01 GESTÃO DE GSP Fig. 4: Modelo Geral de Implementação de GSP Seleção e Materiais, Partes e Qualificação de Componentes de Qualidade Fornecedores e e Confiabilidade Componentes Especificadas Soluções de Etapas de PCS e DSP Sistemas e Produtos de Sistemas e Garantidas e Produtos Validadas PDI + GSP 09/04/13 Requisitos de Custo- Efetividade PSP Produção de de Garantia Sistemas e Planos, Conceitos, Princípios, Métodos, Processos, Produtos Procedimentos e Técnicas de : • Gestão de PDI+ GSP • Engenharia de PDI + GSP Técnicas de Garantia de • Partes, Materiais, Componentes Módulos, Unidades, Equipamentos Sistemas e Produtos. • • Subsistemas, Sistemas, Produtos LCC, WBS Produtos Verificações e Validações Garantidos e Validados 10/4/2013 Propriedade Intelectual de EThICS Engineering 23
  • EThICSENGINEERING CONCEITOS E PRINCÍPIOS DE GSPEThICS 039.BG02.01 GESTÃO DE RISCOS DE GSP 10/4/2013 Propriedade Intelectual de EThICS Engineering 24
  • EThICSENGINEERING CONCEITOS E PRINCÍPIOS DE GSPEThICS 039.BG02.01 GESTÃO DE RISCOS DE GSP Referências sobre Gestão de Riscos de GSP Livros: [BAHR_01][BLAN_01][ERIC_01][GRAD_01][GRAD_02] [HOLL_01][JONE_02][KOSS_01][LEVI_01][RAHE_01][RAHE_02] [SCHU_01][VINC_01][WASS_01][WICK_01] Módulos EThICS: [EE 039.BG02.00] 10/4/2013 Propriedade Intelectual de EThICS Engineering 25
  • EThICSENGINEERING CONCEITOS E PRINCÍPIOS DE GSPEThICS 039.BG02.01 GESTÃO DE RISCOS DE GSP Conceitos de Gestão de Riscos de GSP É o conjunto de ações executadas mediante uma abordagem integrada para a avaliação, o controle, a monitoração e a mitigação dos riscos relacionados com a garantia de sistemas e produtos, a cada etapa do projeto e ao longo do ciclo de vida. 10/4/2013 Propriedade Intelectual de EThICS Engineering 26
  • EThICSENGINEERING CONCEITOS E PRINCÍPIOS DE GSPEThICS 039.BG02.01 GESTÃO DE RISCOS DE GSP Escopo da Gestão de Riscos de GSP Mitigar os riscos de perigo que possam ser gerados pelas soluções de projeto, atuais e futuros. Controlar os níveis de riscos devidos às incertezas das soluções e resultados de projeto, atuais e futuros. 10/4/2013 Propriedade Intelectual de EThICS Engineering 27
  • EThICSENGINEERING CONCEITOS E PRINCÍPIOS DE GSPEThICS 039.BG02.01 GESTÃO DE RISCOS DE GSP Abrangência da Gestão de Riscos de GSP Tipos de riscos: [RAHE_01] Riscos de perigos: associados à gestão de soluções de projeto que possam ser inseguros e vir a causar danos a terceiros ou a outros sistemas. Riscos de incertezas: associados à gestão de incertezas de atendimento de requisitos ou à consecução dos objetivos de GSP. Requisitos de GRG. [GRAD_01] Planos, conceitos, princípios, métodos, processos, procedimentos e técnicas de GRG. Ações de GRG. Resultados de GRG, em todas as fases e etapas do ciclo de vida de projetos, produtos e sistemas. Todos as soluções de hardware, software, interfaces e informação dos componentes dos sistemas e produtos. Todos os tipos de riscos que possam ser gerados pelas soluções de projetos. 10/4/2013 Propriedade Intelectual de EThICS Engineering 28
  • EThICSENGINEERING CONCEITOS E PRINCÍPIOS DE GSPEThICS 039.BG02.01 GESTÃO DE RISCOS DE GSP Abordagens da Gestão de Riscos de GSP Conhecimento , levantamento, classificação, análise e controle dos riscos, a cada etapa do projeto. Desenvolvimento e aplicação de planos, métodos, processos e procedimentos de GRG. Execução de análises e de ações de mitigação de riscos desde as etapas iniciais de projeto, tais como as etapas de PCS - Pesquisa e Conceituação de Sistemas. Verificações e validações, de cada solução e a cada etapa do projeto. 10/4/2013 Propriedade Intelectual de EThICS Engineering 29
  • EThICSENGINEERING CONCEITOS E PRINCÍPIOS DE GSPEThICS 039.BG02.01 GESTÃO DE CONFIGURAÇÃO DE SISTEMAS 10/4/2013 Propriedade Intelectual de EThICS Engineering 30
  • EThICSENGINEERING CONCEITOS E PRINCÍPIOS DE GSPEThICS 039.BG02.01 GESTÃO DE CONFIGURAÇÃO DE SISTEMAS Referências sobre Gestão de Configuração Livros: [BLAN_01][BLAN_02][GRAD_01][JHAS_01][JONE_01][KOSS_01] [RAHE_02] [WASS_01] Módulos EThICS: [EE 039.BG02.00] 10/4/2013 Propriedade Intelectual de EThICS Engineering 31
  • EThICSENGINEERING CONCEITOS E PRINCÍPIOS DE GSPEThICS 039.BG02.01 GESTÃO DE CONFIGURAÇÃO DE SISTEMAS Conceitos de Gestão de Configuração É um processo de gestão para estabelecer e manter a consistência do desempenho e dos atributos físicos e funcionais com os requisitos, projetos e informações operacionais, ao longo do ciclo de vida dos sistemas e dos produtos. 10/4/2013 Propriedade Intelectual de EThICS Engineering 32
  • EThICSENGINEERING CONCEITOS E PRINCÍPIOS DE GSPEThICS 039.BG02.01 GESTÃO DE CONFIGURAÇÃO DE SISTEMAS Escopo da Gestão de Configuração Garantir que as informações (e a documentação) sobre as configurações de soluções de hardware, software e interfaces estejam sempre disponíveis ao longo do ciclo de vida de sistemas e produtos, em cada um dos locais de uso dos mesmos. Evitar que sejam enviadas para o campo soluções incompatíveis com as configurações já disponíveis aos usuários. Permitir a análise de desempenho de diferentes estados de configuração de produtos e sistemas. Permitir conhecer a natureza e as razões, identificar os autores e historiar todas as alterações e versões de itens de configuração. 10/4/2013 Propriedade Intelectual de EThICS Engineering 33
  • EThICSENGINEERING CONCEITOS E PRINCÍPIOS DE GSPEThICS 039.BG02.01 GESTÃO DE CONFIGURAÇÃO DE SISTEMAS Abrangência da Gestão de Configuração Requisitos de configuração. Planos, conceitos, princípios, métodos, processos, procedimentos e técnicas de garantia de gestão de configuração. Configurações e versões de sistemas e produtos. Itens de Configuração (CI): HWCI e SWCI. Todos os itens de configuração identificados. Todos os HWCI e SWCI, ao longo dos ciclos de vida. Todos os documentos de definição de linhas básicas de configuração. 10/4/2013 Propriedade Intelectual de EThICS Engineering 34
  • EThICSENGINEERING CONCEITOS E PRINCÍPIOS DE GSPEThICS 039.BG02.01 GESTÃO DE CONFIGURAÇÃO DE SISTEMAS Abordagens da Gestão de Configuração Identificação dos CI. CCB – Configuration Control Board. Controles de desvios e de renúncias. Definição, implantação e controle das linhas básicas de configuração. Verificações e validações. Garantia de informação atualizada junto aos clientes e usuários. 10/4/2013 Propriedade Intelectual de EThICS Engineering 35
  • EThICSENGINEERING CONCEITOS E PRINCÍPIOS DE GSPEThICS 039.BG02.01 GESTÃO DE GARANTIA DE SOFTWARE 10/4/2013 Propriedade Intelectual de EThICS Engineering 36
  • EThICSENGINEERING CONCEITOS E PRINCÍPIOS DE GSPEThICS 039.BG02.01 GESTÃO DE GARANTIA DE SOFTWARE Referências sobre Gestão de Garantia de Software Livros: [BLAN_01][DHIL_01][ERIC_01][IRES_01][JONE_02] [KANE_01] [KOSS_01][McDON_01][OCON_01][PECH_01] [RAHE_01][RAHE_02][SCHU_01] Módulos EThICS: [EE 039.BG02.00] 10/4/2013 Propriedade Intelectual de EThICS Engineering 37
  • EThICSENGINEERING CONCEITOS E PRINCÍPIOS DE GSPEThICS 039.BG02.01 GESTÃO DE GARANTIA DE SOFTWARE Conceitos de Gestão de Garantia de Software É um processo de gestão do desenvolvimento para garantir que os produtos de software resultantes: Atendem os requisitos e necessidades dos usuários. Sejam visíveis para permitir a determinação dessa conformidade. Sejam íntegros. 10/4/2013 Propriedade Intelectual de EThICS Engineering 38
  • EThICSENGINEERING CONCEITOS E PRINCÍPIOS DE GSPEThICS 039.BG02.01 GESTÃO DE GARANTIA DE SOFTWARE Escopo da Gestão de Garantia de Software Garantir que as soluções de software atendam os requisitos funcionais e operacionais de sistemas. Garantir que os requisitos de qualidade, confiabilidade, segurança, proteção, mantenabilidade, configuração e logística estabelecidos para o software são atendidos. 10/4/2013 Propriedade Intelectual de EThICS Engineering 39
  • EThICSENGINEERING CONCEITOS E PRINCÍPIOS DE GSPEThICS 039.BG02.01 GESTÃO DE GARANTIA DE SOFTWARE Abrangência da Gestão de Garantia de Software Requisitos de garantia de software. Planos, conceitos, princípios, métodos, processos, procedimentos e técnicas de garantia de software. Controle. Auditoria. Documentação. Resultados de garantia de software. 10/4/2013 Propriedade Intelectual de EThICS Engineering 40
  • EThICSENGINEERING CONCEITOS E PRINCÍPIOS DE GSPEThICS 039.BG02.01 GESTÃO DE GARANTIA DE SOFTWARE Abordagens da Gestão de Garantia de Software Garantia da qualidade e da confiabilidade. Gestão da configuração. Verificação e validação. Testes e avaliações. 10/4/2013 Propriedade Intelectual de EThICS Engineering 41
  • EThICSENGINEERING CONCEITOS E PRINCÍPIOS DE GSPEThICS 039.BG02.01 GESTÃO DE DIREITOS E PENALIDADES 10/4/2013 Propriedade Intelectual de EThICS Engineering 42
  • EThICSENGINEERING CONCEITOS E PRINCÍPIOS DE GSPEThICS 039.BG02.01 GESTÃO DE DIREITOS E PENALIDADES Referências sobre Gestão de Direitos e Penalidades Livros: [BAHR_01][BHOT_01][DHIL_01][EBEL_01][OCON_03] Módulos EThICS: [EE 039.BG02.00] 10/4/2013 Propriedade Intelectual de EThICS Engineering 43
  • EThICSENGINEERING CONCEITOS E PRINCÍPIOS DE GSPEThICS 039.BG02.01 GESTÃO DE DIREITOS E PENALIDADES Conceitos de Gestão de Direitos e Penalidades É o conjunto de ações, durante as etapas de PDI e ao longo do ciclo de vida, para assegurar que as soluções geradas permitem a proteção dos direitos de propriedade da empresa, atendem os direitos dos clientes e consumidores e não serão causadoras de penalidades atuais e futuras. 10/4/2013 Propriedade Intelectual de EThICS Engineering 44
  • EThICSENGINEERING CONCEITOS E PRINCÍPIOS DE GSPEThICS 039.BG02.01 GESTÃO DE DIREITOS E PENALIDADES Escopo da Gestão de Direitos e Penalidades Assegurar que as soluções de projeto não resultem em penalidades por danos e perdas causados aos executores, clientes e usuários. Assegurar que as soluções de projeto não violem os direitos de propriedade intelectual de terceiros. Prover medidas para a defesa dos direitos de propriedade intelectual da empresa. Assegurar que as informações sobre os sistemas e produtos sejam fidedignas, não levando a queixas de propaganda enganosa. 10/4/2013 Propriedade Intelectual de EThICS Engineering 45
  • EThICSENGINEERING CONCEITOS E PRINCÍPIOS DE GSPEThICS 039.BG02.01 GESTÃO DE DIREITOS E PENALIDADES Abrangência da Gestão de Direitos e Penalidades Requisitos de gestão de DPG. Planos, conceitos, princípios, métodos, processos, procedimentos e técnicas de gestão de DPG. Termos de garantia de sistemas e produtos. Legislação e normalização aplicadas. Marcas e patentes de produtos. Durante as etapas de PDI e do ciclo de vida dos sistemas e produtos. Todos os elementos de hardware, software, interfaces e informação dos componentes dos sistemas e produtos. 10/4/2013 Propriedade Intelectual de EThICS Engineering 46
  • EThICSENGINEERING CONCEITOS E PRINCÍPIOS DE GSPEThICS 039.BG02.01 GESTÃO DE DIREITOS E PENALIDADES Abordagens da Gestão de Direitos e Penalidades Monitoração, registro e encaminhamento de novas soluções que possam vir a ser patenteadas. Confirmação quanto ao não uso indevido de patentes de terceiros sem os acordos devidos. Avaliação dos termos de garantia para os clientes. Vigilância quanto cumprimento dos preceitos legais de propriedade intelectual e dos direitos do consumidor. Verificações e validações. 10/4/2013 Propriedade Intelectual de EThICS Engineering 47
  • EThICSENGINEERING CONCEITOS E PRINCÍPIOS DE GSPEThICS 039.BG02.01 ENGENHARIA DE GARANTIA DA QUALIDADE 10/4/2013 Propriedade Intelectual de EThICS Engineering 48
  • EThICSENGINEERING CONCEITOS E PRINCÍPIOS DE GSPEThICS 039.BG02.01 ENGENHARIA DE GARANTIA DA QUALIDADE Referências sobre Garantia da Qualidade Livros: [BHOT_01][BHOT_02][BLAN_01] [BLAN_02] [CHAN_01] [DHIL_01] [DODS_01][GRAD_01] [GRAD_02][JURA_01][JURA_03] [KOSS_01] [OCON_01] [RAHE_01][RAHE_02][SCHU_01][WASS_01] Módulos EThICS: [EE 039.BG02.00] 10/4/2013 Propriedade Intelectual de EThICS Engineering 49
  • EThICSENGINEERING CONCEITOS E PRINCÍPIOS DE GSPEThICS 039.BG02.01 ENGENHARIA DE GARANTIA DA QUALIDADE Conceitos de Garantia da Qualidade É o processo formal para garantir que os projetos, os processos e os serviços adotados para criar e produzir os sistemas e produtos os levem à sua adequação ao uso e à satisfação das necessidades dos clientes. [JURA_01] [JURA_03] 10/4/2013 Propriedade Intelectual de EThICS Engineering 50
  • EThICSENGINEERING CONCEITOS E PRINCÍPIOS DE GSPEThICS 039.BG02.01 ENGENHARIA DE GARANTIA DA QUALIDADE Escopo da Garantia da Qualidade Garantir que os requisitos de satisfação do cliente sejam incorporados ao projeto. Garantir que as especificações obtidas no projeto e na produção atendam os requisitos. Mitigar os riscos associados aos erros e defeitos de fabricação. Garantir que os processos adequados de qualidade são adotados para: Projeto. Qualificação e seleção de fabricantes e fornecedores. Qualificação e seleção de materiais e componentes. Qualificação e seleção de processos de fabricação e montagem. 10/4/2013 Propriedade Intelectual de EThICS Engineering 51
  • EThICSENGINEERING CONCEITOS E PRINCÍPIOS DE GSPEThICS 039.BG02.01 ENGENHARIA DE GARANTIA DA QUALIDADE Abrangência da Garantia da Qualidade Requisitos de garantia da qualidade. Qualidade de projetos, processos e serviços. Planos, conceitos, princípios, métodos, processos, procedimentos e técnicas de engenharia e de gestão de garantia da qualidade. Qualidade de materiais, partes, componentes, módulos, conjuntos, unidades, equipamentos, subsistemas e sistemas. Qualidade de softwares. Documentação de projetos, produtos, processos e para usuários. Máquinas, equipamentos e ferramentas de fabricação . Métodos, equipamentos e instrumentos de teste e qualificação. Fabricantes e fornecedores de materiais e componentes. Prestadores de serviços. 10/4/2013 Propriedade Intelectual de EThICS Engineering 52
  • EThICSENGINEERING CONCEITOS E PRINCÍPIOS DE GSPEThICS 039.BG02.01 ENGENHARIA DE GARANTIA DA QUALIDADE Técnicas de Garantia da Qualidade APLICAÇÕES NAS ETAPAS DO CICLO DE VIDA PDI TÉCNICAS AVANÇADAS DE GARANTIA DA QUALIDADE (05/04/13) PCS DSP PSP SLI USP ANR ECS DCS PPSP PDSP CISP DOE Design of Experiments X X X MEOST Multple Enviroment Over Stress Test X X X X X QFD Quality Function Deployment X X X X X TPM Total Productive Maintenance X X X BEP Benchmarking Evaluation Process X X X X X X PY Poka-Yoke X NOAC Next Operation as Customer X X SM Supply Management X X X X X TVE Total Value Engineering X X X X X X CTR Cycle-Time Reduction X X X X 10/4/2013 Propriedade Intelectual de EThICS Engineering 53
  • EThICSENGINEERING CONCEITOS E PRINCÍPIOS DE GSPEThICS 039.BG02.01 ENGENHARIA DE GARANTIA DA QUALIDADE Técnicas de Garantia da Qualidade APLICAÇÕES NAS ETAPAS DO CICLO DE VIDA PDI TÉCNICAS AUXILIARES DE GARANTIA DA QUALIDADE (05/04/13) PCS DSP PSP SLI USP ANR ECS DCS PPSP PDSP CISPANOVA Analysis Of Variance X X XCAED Cause-And-Effect Diagram (Fishbone/Ishikawa) X X X X XCPQP Component Procurement Quality Plan X X X X XDFSS Design for Six Sigma X X X XDOR Design Optimization for Robustness X X XEPP Equipment Procurement Plan X X X XEPR Evaluation of Pilot Run XFMEA Failure Modes and Effects Analysis X X X XFMECA Failure Modes and Effects and Criticality Analysis X X X X XFMECA-MA FMECA and Maintainability Analysis X X XFTA Fault Tree Analysis X X X XP-FMECA Process FMECA X X X XPMPS Parts, Materials, and Process Selection X X X XSPC Statistical Process Control X 10/4/2013 Propriedade Intelectual de EThICS Engineering 54
  • EThICSENGINEERING CONCEITOS E PRINCÍPIOS DE GSPEThICS 039.BG02.01 ENGENHARIA DE GARANTIA DA QUALIDADE Abordagens da Garantia da Qualidade Engenharia da Qualidade Garantia da qualidade dos projetos, processos e serviços. QFD, benchmarking, QLF. Análise dos equipamentos produtivos. Otimização para a robustez de projetos. FMECA de processos. Plano de garantia da qualidade para a cadeia de suprimentos Avaliação da produção piloto. Controle de processos, PPM. Qualificação de produtos e testes de produção. Qualidade de uso e qualidade de manutenção. Verificações e validações. 10/4/2013 Propriedade Intelectual de EThICS Engineering 55
  • EThICSENGINEERING CONCEITOS E PRINCÍPIOS DE GSPEThICS 039.BG02.01 ENGENHARIA DE GARANTIA DA QUALIDADE Fig. 5: Modelo de Aplicação de Engenharia da Qualidade Seleção e Materiais, Partes e Qualificação de Componentes Fornecedores e Qualificados Componentes Etapas de Pesquisa Soluções de e Conceituação e de Sistemas e Produtos Desenvolvimento de com Qualidade Sistemas e Produtos QUALIDADE 05/04/13 Requisitos de Qualidade Produção de Planos, Métodos, Técnicas e Sistemas e Processos de Suprimento, Produtos Fabricação, Montagem, Construção, Integração e Técnicas de Garantia da Testes de: • Partes, Materiais, Componentes Qualidade. • Módulos, Unidades, Equipamentos LCC, WBS Produtos de • Subsistemas, Sistemas, Produtos Verificações e Validações Qualidade Garantida 10/4/2013 Propriedade Intelectual de EThICS Engineering 56
  • EThICSENGINEERING CONCEITOS E PRINCÍPIOS DE GSPEThICS 039.BG02.01 ENGENHARIA DE GARANTIA DE CONFIABILIDADE 10/4/2013 Propriedade Intelectual de EThICS Engineering 57
  • EThICSENGINEERING CONCEITOS E PRINCÍPIOS DE GSPEThICS 039.BG02.01 ENGENHARIA DE GARANTIA DE CONFIABILIDADE Referências sobre Garantia de Confiabilidade Livros: [BHOT_01][BHOT_02][BLAN_01] [BLAN_02] [CHAN_01] [DHIL_01][DODS_01] [EBEL_01] [GRAD_01][GRAD_02] [HOLL_01][IRES_01] [JONE_01][JONE_02] [KOSS_01][LEVI_01] [OCON_01][OCON_03] [PECH_01][PORT_01] [RAHE_01][RAHE_02][SCHU_01] [WASS_01][WICK_01][YANG_01] Módulos EThICS: [EE 039.BG02.00] 10/4/2013 Propriedade Intelectual de EThICS Engineering 58
  • EThICSENGINEERING CONCEITOS E PRINCÍPIOS DE GSPEThICS 039.BG02.01 ENGENHARIA DE GARANTIA DE CONFIABILIDADE Conceitos de Garantia de Confiabilidade É o processo formal para garantir que os sistemas e produtos sejam criados, produzidos , usados e mantidos em atendimento aos requisitos de disponibilidade, durabilidade e custos, ao longo de todo os seus ciclos de vida. 10/4/2013 Propriedade Intelectual de EThICS Engineering 59
  • EThICSENGINEERING CONCEITOS E PRINCÍPIOS DE GSPEThICS 039.BG02.01 ENGENHARIA DE GARANTIA DE CONFIABILIDADE Escopo da Garantia de Confiabilidade Diminuir as taxas de defeitos de produtos ao longo de sua vida útil. Reduzir os custos incorridos pelo fabricante devidos à garantia contra defeitos. Reduzir os custos incorridos pelos clientes quanto à logística de suporte. Atrair clientes, pela redução do LCC e pela garantia de efetividade de sistemas. 10/4/2013 Propriedade Intelectual de EThICS Engineering 60
  • EThICSENGINEERING CONCEITOS E PRINCÍPIOS DE GSPEThICS 039.BG02.01 ENGENHARIA DE GARANTIA DE CONFIABILIDADE Abrangência da Garantia de Confiabilidade Requisitos de garantia de confiabilidade. Planos, conceitos, princípios, métodos, processos, procedimentos e técnicas de engenharia e de gestão de garantia da confiabilidade. Confiabilidade de projetos. Confiabilidade de partes, componentes, módulos, conjuntos, unidades, equipamentos, subsistemas e sistemas. Confiabilidade de softwares. Documentação de projetos, produtos, processos e para usuários. Fabricantes e fornecedores de materiais e componentes. Técnicas de análise de confiabilidade. Técnicas de análise de falhas e defeitos. 10/4/2013 Propriedade Intelectual de EThICS Engineering 61
  • EThICS ENGINEERING CONCEITOS E PRINCÍPIOS DE GSP EThICS 039.BG02.01 ENGENHARIA DE GARANTIA DE CONFIABILIDADE Técnicas de Análise de Confiabilidade APLICAÇÕES NAS ETAPAS DO CICLO DE VIDA PDI TÉCNICAS DE ANÁLISE DE CONFIABILIDADE (03/04/13) PCS DSP PSP SLI USP ANR ECS DCS PPSP PDSP CISPSRA System Reliability Allocation X X XSRM System Reliability Modelling X X X X XRBD Reliability Block Diagram X X X XRPPC Reliability Prediction - Parts Count X X X X X X XNRM Network Reduction Method X X XFTR Fault Tolerance Redundancy X X X XDM Decomposition Method X X XRPSA Reliability Prediction - Stress Analysis X X X X X X XSADD Stress Analysis During Design X X X XWCA Worst-Case Analysis X X X XHRA Human Reliability Analysis X X X X X 10/4/2013 Propriedade Intelectual de EThICS Engineering 62
  • EThICSENGINEERING CONCEITOS E PRINCÍPIOS DE GSPEThICS 039.BG02.01 ENGENHARIA DE GARANTIA DE CONFIABILIDADE Técnicas de Análise de Falhas e Defeitos APLICAÇÕES NAS ETAPAS DO CICLO DE VIDA PDI TÉCNICAS DE ANÁLISE DE FALHAS E DEFEITOS (04/04/13) PCS DSP PSP SLI USP ANR ECS DCS PPSP PDSP CISP FTA Fault Tree Analysis X X X X FMEA Failure Modes and Effects Analysis X X X X FMECA Failure Modes and Effects and Criticality Analysis X X X X X D-FMECA Design FMECA X X X X X FMMEA Failure Modes, Mechanisms, and Effects Analysis X X X X X SSFMEA Software System FMEA X X X X PoF Physics Of Failure X X X X X X RCA Root Cause Analysis X X X PNA Petri Net Analysis X X X SCA Sneak Circuit Analysis X X MA Markov Analysis X X CAED Cause-And-Effect Diagram (Fishbone/Ishikawa) X X X X X CCFA Common Cause Failure Analysis X X X X X PMPS Parts, Materials, and Process Selection X X X P-FMECA Process FMECA X X X X X X ATAF Analyze first, then Test And Fix X X X TAAF Test, Analyze, and Fix X X X DPA Destructive Physical Analysis X X X BPA Bent Pin Analysis X X X X X X BIT-TEA Built-In Testing - Test Definition and Effectiveness Analysis X X X X X LORA Level-Of-Repair Analysis X X X X CC Control Charts X X X FRACAS Failure Reporting, Analysis, and Corrective Action System X X X 10/4/2013 Propriedade Intelectual de EThICS Engineering 63
  • EThICSENGINEERING CONCEITOS E PRINCÍPIOS DE GSPEThICS 039.BG02.01 ENGENHARIA DE GARANTIA DE CONFIABILIDADE Técnicas de Teste e Crivo de Falhas e Defeitos APLICAÇÕES NAS ETAPAS DO CICLO DE VIDA PDI TÉCNICAS DE TESTE E CRIVO DE FALHAS E DEFEITOS (04/04/13) PCS DSP PSP SLI USP ANR ECS DCS PPSP PDSP CISPALT Accelerated Life Test X X X XART Accelerated Reliability Test X XAT Aging Test X XBIS Burn-In and Screening XCERT Combined Environmental Reliability Test X X X XDegST Degradation Screening Test X XDiscST Discriminator Screening Test X XESS Environmental Stress Sreening X XHALT Highly Accelerated Life Test X X XHASA Highly Accelerated Stress Audit XHASS Highly Accelerated Stress Screening X XMEOST Multiple Environment Overstress Test X X X X XRDGT Reliability Development Growth Test X X X 10/4/2013 Propriedade Intelectual de EThICS Engineering 64
  • EThICSENGINEERING CONCEITOS E PRINCÍPIOS DE GSPEThICS 039.BG02.01 ENGENHARIA DE GARANTIA DE CONFIABILIDADE Abordagens da Garantia de Confiabilidade Engenharia da Confiabilidade. Garantia de confiabilidade dos produtos, processos e serviços, durante as fases de projeto, fabricação, teste e suporte. Plano de garantia da confiabilidade para a cadeia de suprimentos. QFD, benchmarking. Otimização para a robustez de projetos. Otimização e crescimento da confiabilidade de projetos e produtos: ATAF, CERT, MEOST, HASS, HAST, HALT, PRAT Análise e cálculos de confiabilidade de soluções: RBD, RPPC, RPSA, HRA Análise de falhas e defeitos de soluções. FMEA, FMECA Estimativas e compilações: Taxas de falhas, modos de falhas, MTBF, MTTF Verificações e validações. 10/4/2013 Propriedade Intelectual de EThICS Engineering 65
  • EThICSENGINEERING CONCEITOS E PRINCÍPIOS DE GSPEThICS 039.BG02.01 ENGENHARIA DE GARANTIA DE CONFIABILIDADE Fig. 6: Modelo de Aplicação de Engenharia de Confiabilidade Seleção e Materiais, Partes e Qualificação de Componentes de Fornecedores e Confiabilidade Componentes Especificada Etapas de Pesquisa Soluções de e Conceituação e de Sistemas e Produtos Desenvolvimento de Confiáveis CONFIABILIDADE Sistemas e Produtos Requisitos 05/04/13 de Confiabilidade Produção de Planos, Métodos, Técnicas e Sistemas e Processos de Análise de Produtos Blocos, Análise de Falhas, Cálculo Previsional, Técnicas de Garantia de Crescimento de Confiabilidade. Confiabilidade, Redução de LCC, WBS Esforços de: Verificações e Validações Produtos de Partes e Componentes • • Módulos, Unidades, Equipamentos Confiabilidade • Subsistemas, Sistemas, Produtos Garantida 10/4/2013 Propriedade Intelectual de EThICS Engineering 66
  • EThICSENGINEERING CONCEITOS E PRINCÍPIOS DE GSPEThICS 039.BG02.01 ENGENHARIA DE MANTENABILIDADE 10/4/2013 Propriedade Intelectual de EThICS Engineering 67
  • EThICSENGINEERING CONCEITOS E PRINCÍPIOS DE GSPEThICS 039.BG02.01 ENGENHARIA DE MANTENABILIDADE Referências sobre Mantenabilidade Livros: [BHOT_01][BLAN_01][BLAN_02][EBEL_01][GRAD_01][GRAD_02] [IRES_01][JONE_01][JONE_02][KOSS_01][LEVI_01][OCON_01] [PECH_01][RAHE_01][RAHE_02][WASS_01] Módulos EThICS: [EE 039.BG02.00] 10/4/2013 Propriedade Intelectual de EThICS Engineering 68
  • EThICSENGINEERING CONCEITOS E PRINCÍPIOS DE GSPEThICS 039.BG02.01 ENGENHARIA DE MANTENABILIDADE Conceitos de Mantenabilidade É a possibilidade de um item poder ser mantido. É uma característica inerente ao projeto de um sistema ou produto. É uma característica de projeto e de instalação que é expressa em termos dos fatores de frequência de manutenção, tempos e horas de trabalho de manutenção e custos de manutenção. É o processo formal para criar e produzir sistemas e produtos capazes de serem mantidos. 10/4/2013 Propriedade Intelectual de EThICS Engineering 69
  • EThICSENGINEERING CONCEITOS E PRINCÍPIOS DE GSPEThICS 039.BG02.01 ENGENHARIA DE MANTENABILIDADE Escopo da Mantenabilidade Minimizar o tempo não-produtivo dos sistemas e produtos. Reduzir a frequência e o tempo de reparos. Como consequência, reduzir os custos de manutenção. 10/4/2013 Propriedade Intelectual de EThICS Engineering 70
  • EThICSENGINEERING CONCEITOS E PRINCÍPIOS DE GSPEThICS 039.BG02.01 ENGENHARIA DE MANTENABILIDADE Abrangência da Mantenabilidade Requisitos de mantenabilidade. Planos, conceitos, princípios, métodos, processos, procedimentos e técnicas de engenharia e de gestão de garantia da mantenabilidade. Mantenabilidade de partes, componentes, módulos, conjuntos, unidades, equipamentos, subsistemas e sistemas. Fabricantes e fornecedores de materiais e componentes. Qualidade, confiabilidade, segurança, fatores humanos e suportabilidade. 10/4/2013 Propriedade Intelectual de EThICS Engineering 71
  • EThICSENGINEERING CONCEITOS E PRINCÍPIOS DE GSPEThICS 039.BG02.01 ENGENHARIA DE MANTENABILIDADE Técnicas de Análise de Mantenabilidade APLICAÇÕES NAS ETAPAS DO CICLO DE VIDA PDI TÉCNICAS DE ANÁLISE DE MANTENABILIDADE (09/04/13) PCS DSP PSP SLI USP ANR ECS DCS PPSP PDSP CISP SMC System Maintenance Concept X X X MA Maintainability Analysis X X FTA Fault Tree Analysis X X FMECA-MA FMECA - Maintainability Analysis X X X X X HFA Human Factors Analysis X X X X MTA Maintenance Task Analysis X X X X X LSA Logistic Support Analysis X X X X X SHA Safety and Hazard Analysis X X X X MPT Maintainability Prediction Techniques X X X X 10/4/2013 Propriedade Intelectual de EThICS Engineering 72
  • EThICSENGINEERING CONCEITOS E PRINCÍPIOS DE GSPEThICS 039.BG02.01 ENGENHARIA DE MANTENABILIDADE Abordagens da Mantenabilidade Engenharia de Garantia da Qualidade e de Confiabilidade. Engenharia de Mantenabilidade. Engenharia de Manutenção. Engenharia de Fatores Humanos. Engenharia de Suportabilidade e Logística. Engenharia de Sustentabilidade. Técnicas de análise de mantenabilidade. Técnicas e métodos de testabilidade: BIST, BIT, BITE, BITS Fatores de medida de mantenabilidade: MTBF, MTBM, MTBR, MDT, MTBO, MAMT, MTTFF, LDT, ADT, MCT, MTTR, MPT, TAT, MLH/OH, MMH/OH LCC, WBS Técnicas de análise de mantenabilidade. Verificações e validações. 10/4/2013 Propriedade Intelectual de EThICS Engineering 73
  • EThICSENGINEERING CONCEITOS E PRINCÍPIOS DE GSPEThICS 039.BG02.01 ENGENHARIA DE MANTENABILIDADE Fig. 7: Modelo de Aplicação de Engenharia de Mantenabilidade Seleção e Qualificação de Materiais, Partes e Componentes de Qualidade e Fornecedores e Confiabilidade Especificadas Componentes Etapas de Pesquisa Soluções de e Conceituação e de Sistemas e Produtos Desenvolvimento de Manuteníveis MANTENABILIDADE Sistemas e Produtos Requisitos 06/05/11 de Mantenabilidade e de Manutenção Produção de Sistemas e Planos, Métodos, Técnicas e Produtos Processos de Modelamento, Alocação, Análise, Modos de Falha, Predição, Técnicas de Análise de Acessibilidade, Fatores Mantenabilidade. Humanos, Tarefas de Produtos de LCC, WBS Mantenabilidade e Mantenabilidade Verificações e Validações Manutenção Preventiva e Garantida Corretiva 10/4/2013 Propriedade Intelectual de EThICS Engineering 74
  • EThICSENGINEERING CONCEITOS E PRINCÍPIOS DE GSPEThICS 039.BG02.01 ENGENHARIA DE SEGURANÇA DE SISTEMAS 10/4/2013 Propriedade Intelectual de EThICS Engineering 75
  • EThICSENGINEERING CONCEITOS E PRINCÍPIOS DE GSPEThICS 039.BG02.01 ENGENHARIA DE SEGURANÇA DE SISTEMAS Referências sobre Segurança de Sistemas Livros: [BAHR_01][BLAN_01] [BLAN_02][DHIL_01][ERIC_01] [GRAD_01][GRAD_02][HOLL_01][JONE_01][JONE_02][LEVI_01] [OCON_01][RAHE_01][RAHE_02][SCHU_01][VINC_01] [WASS_01][WICK_01] Módulos EThICS: [EE 039.BG02.00] 10/4/2013 Propriedade Intelectual de EThICS Engineering 76
  • EThICSENGINEERING CONCEITOS E PRINCÍPIOS DE GSPEThICS 039.BG02.01 ENGENHARIA DE SEGURANÇA DE SISTEMAS Conceitos de Segurança de Sistemas É o processo formal para identificar e controlar os riscos de acidentes, para criar e produzir sistemas e produtos seguros. 10/4/2013 Propriedade Intelectual de EThICS Engineering 77
  • EThICSENGINEERING CONCEITOS E PRINCÍPIOS DE GSPEThICS 039.BG02.01 ENGENHARIA DE SEGURANÇA DE SISTEMAS Escopo da Segurança de Sistemas Permitir a identificação, eliminação e controle dos riscos relacionados à segurança, ao longo do ciclo de vida do produto, processo ou sistema, tornando-os mais seguros. 10/4/2013 Propriedade Intelectual de EThICS Engineering 78
  • EThICSENGINEERING CONCEITOS E PRINCÍPIOS DE GSPEThICS 039.BG02.01 ENGENHARIA DE SEGURANÇA DE SISTEMAS Abrangência da Segurança de Sistemas Requisitos de segurança. Planos, conceitos, princípios, métodos, processos, procedimentos e técnicas de engenharia e de gestão de garantia de segurança. Segurança de materiais, partes, componentes, módulos, conjuntos, unidades, equipamentos, subsistemas e sistemas. Segurança de softwares. Perigos, acidentes e riscos. Mecanismos inicializadores, alvos e ameaças. 10/4/2013 Propriedade Intelectual de EThICS Engineering 79
  • EThICSENGINEERING CONCEITOS E PRINCÍPIOS DE GSPEThICS 039.BG02.01 ENGENHARIA DE SEGURANÇA DE SISTEMAS Abordagens da Segurança de Sistemas Identificação, análise, avaliação, controle e verificação de perigos e riscos de segurança. Aplicação de métodos, procedimentos e técnicas de: Análise de Segurança. Análise de Confiabilidade, no que implicar em riscos à segurança. Análise de Falhas e Defeitos, no que implicar em riscos à segurança. Gestão de riscos de segurança de sistemas e produtos. Técnicas de análise de segurança. Verificações e validações. 10/4/2013 Propriedade Intelectual de EThICS Engineering 80
  • EThICSENGINEERING CONCEITOS E PRINCÍPIOS DE GSPEThICS 039.BG02.01 ENGENHARIA DE SEGURANÇA DE SISTEMAS Técnicas de Análise de Segurança APLICAÇÕES NAS ETAPAS DO CICLO DE VIDA TÉCNICAS DE ANÁLISE DE SEGURANÇA PDI (03/04/13) PCS DSP PSP SLI USP ANR ECS DCS PPSP PDSP CISP SRCA Safety Requirements/Criteria Analysis X X X ETBA Energy Trace and Barrier Analysis X X X X X PHL Preliminary Hazard List X X PHA Preliminary Hazard Analysis X X X CSA Comparative Safety Analysis X SSHA Subsystem Hazard Analysis X X X X CCFA Common Cause Failure Analysis X X X X CAED Cause-And-Effect Diagram (Fishbone/Ishikawa) X X X X FTA Fault Tree Analysis X X X X FMEA Failure Modes and Effects Analysis X X X X FMECA Failure Modes and Effects and Criticality Analysis X X X X MA Markov Analysis X X X X SHA System Hazard Analysis X X X X FHA Facilities Hazard Analysis X X X X X X X X X O&SHA Operating and Support Hazard Analysis X X X X X X HHA Health Hazard Assessment X X X X X X SWSA Software Hazard Analysis X X X X MESA Maintenance Engineering Safety Analysis X X X X X ISA Interface Safety Analysis X X X X 10/4/2013 Propriedade Intelectual de EThICS Engineering 81
  • EThICSENGINEERING CONCEITOS E PRINCÍPIOS DE GSPEThICS 039.BG02.01 ENGENHARIA DE SEGURANÇA DE SISTEMAS Técnicas de Análise de Segurança APLICAÇÕES NAS ETAPAS DO CICLO DE VIDA PDI TÉCNICAS DE ANÁLISE DE SEGURANÇA (03/04/13) PCS DSP PSP SLI USP ANR ECS DCS PPSP PDSP CISP WISC What-If/Safety Checklist X X PNA Petri Net Analysis X X X HAZOP Hazard and Operability Analysis X X X X X FuHA Functional Hazard Analysis X X X X FaHA Fault Hazard Analysis X X X ETA Event Tree Analysis X X X X BPA Bent Pin Analysis X X X X SCA Sneak Circuit Analysis X X X X OHHA Occupational Health Hazard Assessment X X X X X SSAR System Safety Assessment Report X X X X SDHA Scenario-Driven Hazard Analysis X X X X X X HFSA Human Factors Safety Analysis X X X X X X SSFMEA Software System FMEA X X X JSA Job Safety Analysis X X X X CC Control Charts X X X X X TOR Technique of Operations Review X X X MORT Management Oversight and Risk Tree X X X 10/4/2013 Propriedade Intelectual de EThICS Engineering 82
  • EThICSENGINEERING CONCEITOS E PRINCÍPIOS DE GSPEThICS 039.BG02.01 ENGENHARIA DE SEGURANÇA DE SISTEMAS Fig. 8: Modelo de Aplicação de Engenharia de Segurança Seleção e Qualificação de Materiais, Partes e Componentes de Qualidade e Fornecedores e Confiabilidade Especificadas Componentes Etapas de Pesquisa Soluções de e Conceituação e de Sistemas e Produtos Desenvolvimento de Seguros SEGURANÇA Sistemas e Produtos Requisitos 03/04/13 de Segurança Produção de Planos, Métodos, Técnicas e Sistemas e Processos de Análise e Produtos Mitigação de Perigos, Técnicas de Análise de Acidentes e Riscos de Segurança. Segurança de Sistemas. LCC, WBS Verificações e Validações Produtos de Segurança Garantida 10/4/2013 Propriedade Intelectual de EThICS Engineering 83
  • EThICSENGINEERING CONCEITOS E PRINCÍPIOS DE GSPEThICS 039.BG02.01 ENGENHARIA DE PROTEÇÃO DE SISTEMAS 10/4/2013 Propriedade Intelectual de EThICS Engineering 84
  • EThICSENGINEERING CONCEITOS E PRINCÍPIOS DE GSPEThICS 039.BG02.01 ENGENHARIA DE PROTEÇÃO DE SISTEMAS Referências sobre Proteção de Sistemas Livros: [GRAD_01][McDON_01][RAHE_01][SCHU_01] Módulos EThICS: [EE 039.BG02.00] 10/4/2013 Propriedade Intelectual de EThICS Engineering 85
  • EThICSENGINEERING CONCEITOS E PRINCÍPIOS DE GSPEThICS 039.BG02.01 ENGENHARIA DE PROTEÇÃO DE SISTEMAS Conceitos de Proteção de Sistemas É o processo formal para identificar e controlar os riscos de ameaças externas, para criar e produzir sistemas e produtos que permaneçam fidedignos e de confiança, mesmo quando submetidos a atos malignos, erros e infortúnios. 10/4/2013 Propriedade Intelectual de EThICS Engineering 86
  • EThICSENGINEERING CONCEITOS E PRINCÍPIOS DE GSPEThICS 039.BG02.01 ENGENHARIA DE PROTEÇÃO DE SISTEMAS Escopo da Proteção de Sistemas Identificar as ameaças externas ao sistema ou produto. Promover a adoção de soluções sistêmicas protegidas contra tais ameaças. 10/4/2013 Propriedade Intelectual de EThICS Engineering 87
  • EThICSENGINEERING CONCEITOS E PRINCÍPIOS DE GSPEThICS 039.BG02.01 ENGENHARIA DE PROTEÇÃO DE SISTEMAS Abrangência da Proteção de Sistemas Requisitos de proteção. Planos, conceitos, princípios, métodos, processos, procedimentos e técnicas de engenharia e de gestão de garantia de proteção. Objetivos, mecanismos, garantias, motivos de proteção. 10/4/2013 Propriedade Intelectual de EThICS Engineering 88
  • EThICSENGINEERING CONCEITOS E PRINCÍPIOS DE GSPEThICS 039.BG02.01 ENGENHARIA DE PROTEÇÃO DE SISTEMAS Abordagens da Proteção de Sistemas Técnicas de: Análise de Ambientes. Análise de Ameaças. Análise de Soluções de HW e SW Verificações e validações. 10/4/2013 Propriedade Intelectual de EThICS Engineering 89
  • EThICSENGINEERING CONCEITOS E PRINCÍPIOS DE GSPEThICS 039.BG02.01 ENGENHARIA DE PROTEÇÃO DE SISTEMAS Fig. 9: Modelo de Aplicação de Engenharia de Proteção Seleção e Qualificação de Materiais, Partes e Componentes de Qualidade e Fornecedores e Confiabilidade Especificadas Componentes Etapas de Pesquisa Soluções de e Conceituação e de Sistemas e Produtos Desenvolvimento de Protegidos PROTEÇÃO Sistemas e Produtos Requisitos 06/05/11 de Proteção Produção de Planos, Métodos, Técnicas e Sistemas e Processos de Análise e Produtos Mitigação de Ameaças e Análise de Ambientes, Vulnerabilidades de Proteção Análise de Ameaças, de Sistemas. Análise de Soluções de HW e SW, LCC, WBS Verificações e Validações Produtos com Proteção Garantida 10/4/2013 Propriedade Intelectual de EThICS Engineering 90
  • EThICSENGINEERING CONCEITOS E PRINCÍPIOS DE GSPEThICS 039.BG02.01 ENGENHARIA DE FATORES HUMANOS 10/4/2013 Propriedade Intelectual de EThICS Engineering 91
  • EThICSENGINEERING CONCEITOS E PRINCÍPIOS DE GSPEThICS 039.BG02.01 ENGENHARIA DE FATORES HUMANOS Referências sobre Fatores Humanos Livros: [BAHR_01][BHOT_01][BLAN_01] [BLAN_02][DHIL_01] [GRAD_01][IRES_01] [JONE_01][JONE_02][KOSS_01] [RAHE_01][RAHE_02][VINC_01][WASS_01][WICK_01] Módulos EThICS: [EE 039.BG02.00] 10/4/2013 Propriedade Intelectual de EThICS Engineering 92
  • EThICSENGINEERING CONCEITOS E PRINCÍPIOS DE GSPEThICS 039.BG02.01 ENGENHARIA DE FATORES HUMANOS Conceitos de Fatores Humanos É o processo formal para integrar os seres humanos e os sistemas de forma a: Melhorar o desempenho. Aumentar a segurança. Aumentar a satisfação dos usuários. 10/4/2013 Propriedade Intelectual de EThICS Engineering 93
  • EThICSENGINEERING CONCEITOS E PRINCÍPIOS DE GSPEThICS 039.BG02.01 ENGENHARIA DE FATORES HUMANOS Escopo dos Fatores Humanos Reconhecer o papel dos seres humanos nos produtos, processos e sistemas. Promover a integração efetiva entre seres humanos e produtos, processos e sistemas. Ajudar os projetistas na prevenção dos acidentes induzidos pelos humanos, através de projetos mais imunes a erros humanos durante o uso. Mitigar os riscos para os seres humanos que fazem interface com o produto, processo ou sistema. 10/4/2013 Propriedade Intelectual de EThICS Engineering 94
  • EThICSENGINEERING CONCEITOS E PRINCÍPIOS DE GSPEThICS 039.BG02.01 ENGENHARIA DE FATORES HUMANOS Abrangência dos Fatores Humanos Requisitos de fatores humanos. Planos, conceitos, princípios, métodos , processos, procedimentos e técnicas de engenharia e de gestão de garantia de fatores humanos. Contexto ambiental dos sistemas: Individual: fabricação, computação e informação, cuidados com a saúde, produtos de consumo, transporte. Grupos: times, organizações. Componentes humanos: Visibilidade, Sensação e Percepção, Comunicação, Cognição, Decisão, Controle Motor, Esforço Muscular, Outros Fatores Biológicos. Esforços, treinamento, diferenças individuais. 10/4/2013 Propriedade Intelectual de EThICS Engineering 95
  • EThICSENGINEERING CONCEITOS E PRINCÍPIOS DE GSPEThICS 039.BG02.01 ENGENHARIA DE FATORES HUMANOS Abordagens dos Fatores Humanos Engenharia de Fatores Humanos. Ergonomia. Psicologia. Engenharia Cognitiva. Desenho industrial. Técnicas de análise de tarefas. Verificações e validações. 10/4/2013 Propriedade Intelectual de EThICS Engineering 96
  • EThICSENGINEERING CONCEITOS E PRINCÍPIOS DE GSPEThICS 039.BG02.01 ENGENHARIA DE FATORES HUMANOS Fig. 10: Modelo de Aplicação de Engenharia de Fatores Humanos Seleção e Qualificação de Materiais, Partes e Componentes de Qualidade e Fornecedores e Confiabilidade Especificadas Componentes Etapas de Pesquisa Soluções de e Conceituação e de Sistemas e Produtos Desenvolvimento de com atenção aos FATORES HUMANOS Sistemas e Produtos Fatores Humanos Requisitos 06/05/11 de Fatores Humanos Produção de Planos, Métodos, Técnicas e Sistemas e Processos de Fatores Produtos Humanos. Análise de Visibilidade, Sensação e Percepção, Comunicação, Cognição, Decisão, Controle Motor, Esforço Muscular, Outros Produtos com Fatores Biológicos. Fatores Humanos LCC, WBS Verificações e Validações Atendidos 10/4/2013 Propriedade Intelectual de EThICS Engineering 97
  • EThICSENGINEERING CONCEITOS E PRINCÍPIOS DE GSPEThICS 039.BG02.01 ENGENHARIA DE SUPORTABILIDADE E LOGÍSTICA 10/4/2013 Propriedade Intelectual de EThICS Engineering 98
  • EThICSENGINEERING CONCEITOS E PRINCÍPIOS DE GSPEThICS 039.BG02.01 ENGENHARIAS DE SUPORTABILIDADE E LOGÍSTICA Referências sobre Suportabilidade e Logística Livros: [BLAN_01] [BLAN_02][GRAD_01][JONE_01][JONE_02][KOSS_01] [PECH_01][RAHE_01][RAHE_02][WASS_01] [WICK_01] Apresentações: [BATA_01] Módulos EThICS: [EE 039.BG02.00] 10/4/2013 Propriedade Intelectual de EThICS Engineering 99
  • EThICSENGINEERING CONCEITOS E PRINCÍPIOS DE GSPEThICS 039.BG02.01 ENGENHARIAS DE SUPORTABILIDADE E LOGÍSTICA Conceitos de Suportabilidade e Logística Suporte: É o ato físico de permitir e sustentar um item para alcançar uma meta ou objetivo predeterminado. Suportabilidade: É a previsão ou a medida da característica de um item que facilita a habilidade de suportar e sustentar sua capacidade de missão nos limites de um ambiente e de um perfil de uso predeterminados. Engenharia de Suportabilidade: É um processo técnico que, durante o projeto e desenvolvimento de sistemas e produtos, estabelece as condições e os meios para a sua suportabilidade. Logística: É a ciência aplicada no planejamento e implantação da aquisição e uso de recursos. 10/4/2013 Propriedade Intelectual de EThICS Engineering 100
  • EThICSENGINEERING CONCEITOS E PRINCÍPIOS DE GSPEThICS 039.BG02.01 ENGENHARIAS DE SUPORTABILIDADE E LOGÍSTICA Conceitos de Suportabilidade e Logística Suporte Logístico Integrado: É a gestão disciplinada e unificada de todas as atividades necessárias para produzir um projeto de sistema suportável e a capacidade razoável de suporte, para conseguir um conjunto pré-determinado de objetivos mensuráveis, dentro de um custo de propriedade aceitável. 10/4/2013 Propriedade Intelectual de EThICS Engineering 101
  • EThICSENGINEERING CONCEITOS E PRINCÍPIOS DE GSPEThICS 039.BG02.01 ENGENHARIAS DE SUPORTABILIDADE E LOGÍSTICA Escopo de Suportabilidade e Logística Reduzir os custos de suporte em campo, muitos dos quais resultam de baixa qualidade, confiabilidade, mantenabilidade e segurança, por meio de análises desde o início do projeto. Melhorar o desempenho dos sistemas durante o uso, por meio de planos inteligentes de suporte logístico integrado aos sistemas, produtos e às operações. Metas da Engenharia de Suportabilidade: Minimizar o custo de propriedade do usuário. Minimizar o custo de produção do sistema. Identificar os fatores potenciais de custo. Participar das decisões de procura e projeto para controlar ou eliminar os fatores de custos. Produzir um projeto de sistema que possa ser suportado usando um pacote de recursos razoável. 10/4/2013 Propriedade Intelectual de EThICS Engineering 102
  • EThICSENGINEERING CONCEITOS E PRINCÍPIOS DE GSPEThICS 039.BG02.01 ENGENHARIAS DE SUPORTABILIDADE E LOGÍSTICA Abrangência de Suportabilidade e Logística Requisitos de suportabilidade e logística. Planos, conceitos, princípios, métodos, processos, procedimentos e técnicas de engenharia e de gestão de garantia de suportabilidade e logística. Áreas de Suporte: Planejamento de operações e de manutenções. Pessoal e força de trabalho. Suprimentos de suporte. Documentação técnica. Treinamento. Equipamento de suporte e teste. Instalações. Embalagem, manuseio, armazenagem e transportabilidade. 10/4/2013 Propriedade Intelectual de EThICS Engineering 103
  • EThICSENGINEERING CONCEITOS E PRINCÍPIOS DE GSPEThICS 039.BG02.01 ENGENHARIAS DE SUPORTABILIDADE E LOGÍSTICA Abordagens de Suportabilidade e Logística Engenharia de Suportabilidade. Engenharia de Logística. Técnicas de: Análise de Suportabilidade, FMECA, RCM, MTA Verificações e validações. 10/4/2013 Propriedade Intelectual de EThICS Engineering 104
  • EThICSENGINEERING CONCEITOS E PRINCÍPIOS DE GSPEThICS 039.BG02.01 ENGENHARIAS DE SUPORTABILIDADE E LOGÍSTICA Fig. 11: Modelo de Aplicação de Engenharia de Suportabilidade e Logística Seleção e Qualificação de Materiais, Partes e Componentes de Qualidade e Fornecedores e Confiabilidade Especificadas Componentes Etapas de Pesquisa Soluções de e Conceituação e de Sistemas e Produtos Desenvolvimento de com Suportabilidade SUPORTABILIDADE E Sistemas e Produtos LOGÍSTICA 06/05/11 Requisitos Produção de de Suportabilidade e Logística Sistemas e Planos, Métodos, Técnicas e Análise de Produtos Processos de Suportabilidade Suportabilidade, FMECA, e Logística. RCM, MTA. LCC, WBS Produtos com Verificações e Validações Suportabilidade e Logística Garantdas 10/4/2013 Propriedade Intelectual de EThICS Engineering 105
  • EThICSENGINEERING CONCEITOS E PRINCÍPIOS DE GSPEThICS 039.BG02.01 ENGENHARIA DE SUSTENTABILIDADE DE SISTEMAS 10/4/2013 Propriedade Intelectual de EThICS Engineering 106
  • EThICSENGINEERING CONCEITOS E PRINCÍPIOS DE GSPEThICS 039.BG02.01 ENGENHARIA DE SUSTENTABILIDADE DE SISTEMAS Referências sobre Sustentabilidade Livros: [BLAN_01][JONE_02][RAHE_02][WASS_01] Módulos EThICS: [EE 039.BG02.00] 10/4/2013 Propriedade Intelectual de EThICS Engineering 107
  • EThICSENGINEERING CONCEITOS E PRINCÍPIOS DE GSPEThICS 039.BG02.01 ENGENHARIA DE SUSTENTABILIDADE DE SISTEMAS Conceitos de Sustentabilidade Sustentabilidade (ou desenvolvimento sustentável): É prover as necessidades humanas sem comprometer a habilidade das futuras gerações em atender suas próprias necessidades. Engenharia de Sustentabilidade: É o processo para o uso de energias e recursos em uma taxa que não comprometa o ambiente natural ou a habilidade das futuras gerações em atender sua próprias necessidades. 10/4/2013 Propriedade Intelectual de EThICS Engineering 108
  • EThICSENGINEERING CONCEITOS E PRINCÍPIOS DE GSPEThICS 039.BG02.01 ENGENHARIA DE SUSTENTABILIDADE DE SISTEMAS Escopo da Sustentabilidade Evitar que sejam projetadas soluções que não atendam os requisitos de preservação do meio ambiente e de redução de desperdícios de recursos naturais não-renováveis. Promover o uso de materiais renováveis e o reuso e a reciclagem de partes de produtos, processos e sistemas. 10/4/2013 Propriedade Intelectual de EThICS Engineering 109
  • EThICSENGINEERING CONCEITOS E PRINCÍPIOS DE GSPEThICS 039.BG02.01 ENGENHARIA DE SUSTENTABILIDADE DE SISTEMAS Abrangência da Sustentabilidade Requisitos de sustentabilidade. Planos, conceitos, princípios, métodos, processos, procedimentos e técnicas de engenharia e de gestão de garantia de sustentabilidade. Materiais, partes, componentes, módulos, conjuntos, unidades, equipamentos, subsistemas e sistemas. Descarte de materiais e produtos. Produtos consumíveis. Energias. Rendimento energético. 10/4/2013 Propriedade Intelectual de EThICS Engineering 110
  • EThICSENGINEERING CONCEITOS E PRINCÍPIOS DE GSPEThICS 039.BG02.01 ENGENHARIA DE SUSTENTABILIDADE DE SISTEMAS Princípios de Engenharia de Sustentabilidade Abordagem holística e sistêmica. Integração com as ferramentas de avaliação de impacto ambiental. Preservação e melhoria dos ecossistemas, com proteção da saúde e do bem-estar dos serem humanos. Uso do pensamento segundo o ciclo de vida nas atividades de engenharia. Garantia de que as entradas e saídas de materiais e de energias são inerentemente seguras e benignas o quanto possível. Diminuição do uso de recursos naturais. Empenho na prevenção dos desperdícios. 10/4/2013 Propriedade Intelectual de EThICS Engineering 111
  • EThICSENGINEERING CONCEITOS E PRINCÍPIOS DE GSPEThICS 039.BG02.01 ENGENHARIA DE SUSTENTABILIDADE DE SISTEMAS Princípios de Engenharia de Sustentabilidade Desenvolvimento e aplicação de soluções de engenharia que levem em conta a geografia, as aspirações e culturas locais. Criação de soluções de engenharia além das tecnologias atuais ou dominantes; melhorias, inovação e invenção de tecnologias para obter a sustentabilidade. Comprometimento ativo das comunidades e interessados no desenvolvimento de soluções de engenharia. 10/4/2013 Propriedade Intelectual de EThICS Engineering 112
  • EThICSENGINEERING CONCEITOS E PRINCÍPIOS DE GSPEThICS 039.BG02.01 ENGENHARIA DE SUSTENTABILIDADE DE SISTEMASFig. 12: Modelo de Aplicação de Engenharia de Sustentabilidade Seleção e Qualificação de Materiais, Partes e Componentes de Qualidade e Fornecedores e Confiabilidade Especificadas Componentes Etapas de Pesquisa Soluções de e Conceituação e de Sistemas e Produtos Desenvolvimento de com SUSTENTABILIDADE Sistemas e Produtos Sustentabilidade Requisitos 06/05/11 de Sustentabilidade Produção de Planos, Métodos, Técnicas e Sistemas e Processos de Produtos Sustentabilidade. Análise de Sustentabilidade. LCC, WBS Verificações e Validações Produtos com Sustentabilidade Garantida 10/4/2013 Propriedade Intelectual de EThICS Engineering 113
  • EThICSENGINEERING CONCEITOS E PRINCÍPIOS DE GSPEThICS 039.BG02.01 ENGENHARIA DE VERIFICAÇÃO E VALIDAÇÃO 10/4/2013 Propriedade Intelectual de EThICS Engineering 114
  • EThICSENGINEERING CONCEITOS E PRINCÍPIOS DE GSPEThICS 039.BG02.01 ENGENHARIA DE VERIFICAÇÃO E VALIDAÇÃO Referências sobre Verificação e Validação Livros: [BAHR_01][BHOT_02][BLAN_01][CHAN_01] [DODS_01] [GRAD_01][GRAD_02][JONE_02] [KANE_01][KOSS_01] [LEVI_01][OCON_03] [PORT_01] [RAHE_01][RAHE_02] [SCHU_01][WASS_01][WICK_01] Módulos EThICS: [EE 039.BG02.00] 10/4/2013 Propriedade Intelectual de EThICS Engineering 115
  • EThICSENGINEERING CONCEITOS E PRINCÍPIOS DE GSPEThICS 039.BG02.01 ENGENHARIA DE VERIFICAÇÃO E VALIDAÇÃO Conceitos de Verificação e Validação Verificação: É um processo de comparação de algum artigo de interesse com algum padrão, e com a conclusão obtida quanto ao grau de comparação. Validação: É um processo de redução do risco com o qual as pessoas determinam se a dificuldade do trabalho de síntese de requisitos está equilibrado com o orçamento e prazo disponíveis, bem como a disponibilidade de tecnologias de suporte, habilidades e entendimento do espaço do problema. 10/4/2013 Propriedade Intelectual de EThICS Engineering 116
  • EThICSENGINEERING CONCEITOS E PRINCÍPIOS DE GSPEThICS 039.BG02.01 ENGENHARIA DE VERIFICAÇÃO E VALIDAÇÃO Escopo da Verificação e Validação Garantir que os requisitos elicitados tenham sua validade examinada e estabelecida. Garantir que os requisitos a serem atendidos pelo produto, processo ou sistema sejam plenamente considerados pelos projetistas. Evitar que soluções intermediárias e ainda não inteiramente válidas sejam utilizadas nas etapas sucessivas e subseqüentes do projeto. Garantir que métodos e procedimentos de verificação adequados sejam aplicados durante todas as etapas do projeto. 10/4/2013 Propriedade Intelectual de EThICS Engineering 117
  • EThICSENGINEERING CONCEITOS E PRINCÍPIOS DE GSPEThICS 039.BG02.01 ENGENHARIA DE VERIFICAÇÃO E VALIDAÇÃO Abrangência da Verificação e Validação Requisitos de verificação e validação. Planos, conceitos, princípios, métodos, processos, procedimentos e técnicas de engenharia e de gestão de garantia de verificação e validação. Requisitos ao sistema. Hardware e software. Materiais, partes, componentes, módulos, conjuntos, unidades, equipamentos, subsistemas e sistemas. Documentação de projeto e de produto. Documentação para usuários. 10/4/2013 Propriedade Intelectual de EThICS Engineering 118
  • EThICSENGINEERING CONCEITOS E PRINCÍPIOS DE GSPEThICS 039.BG02.01 ENGENHARIA DE VERIFICAÇÃO E VALIDAÇÃO Abordagens da Verificação e Validação Verificação e validação de requisitos. Verificação e validação de soluções de projetos. Métodos de verificação: Análises. Demonstrações. Inspeções. Testes. Especiais. Verificação e validação de soluções a cada etapa de projeto. 10/4/2013 Propriedade Intelectual de EThICS Engineering 119
  • EThICSENGINEERING CONCEITOS E PRINCÍPIOS DE GSPEThICS 039.BG02.01 ENGENHARIA DE VERIFICAÇÃO E VALIDAÇÃO Fig. 13: Modelo de Aplicação de Engenharia de V&V de Requisitos REQUISITOS Requisitos e Necessidades VÁLIDOS REQUISITOS DE EFETIVIDADE Necessidade Operacional Elicitação de NÃO Utilidade Operacional Adequabilidade Operacional Requisitos Disponibilidade Operacional Efetividade de Sistema Efetividade de Custo 06/05/11 Desempenho Operacional REQUISITOS DE Consolidação, GARANTIA Análise e SIM Validação de V? Riscos Configuração Requisitos Garantia de Software Direitos e Penalidades Qualidade Confiabilidade Segurança Proteção Mantenabilidade Suportabilidade e Logística Fatores Humanos Sustentabilidade Outros 10/4/2013 Propriedade Intelectual de EThICS Engineering 120
  • EThICSENGINEERING CONCEITOS E PRINCÍPIOS DE GSPEThICS 039.BG02.01 ENGENHARIA DE VERIFICAÇÃO E VALIDAÇÃO Fig. 14: Modelo de Aplicação de Engenharia de V&V de Projetos Etapas de Soluções REQUISITOS Desenvolvimento Intermediárias de VÁLIDOS de Sistemas e Sistemas e Produtos Produtos SIM Etapas de Revisão, Pesquisa e NÃO Verificação & Conceituação de V&G? Validação de Sistemas Projeto 08/05/11 Conceitos de Revisão, Verificação & NÃO Sistemas Validação de V&G? Definidos Projeto SIM V? = a solução é válida? Próxima Solução de G? = a solução é garantida? Etapa do Projeto Projeto V&G 10/4/2013 Propriedade Intelectual de EThICS Engineering 121
  • EThICSENGINEERING CONCEITOS E PRINCÍPIOS DE GSPEThICS 039.BG02.01 APÊNDICES 10/4/2013 Propriedade Intelectual de EThICS Engineering 122
  • EThICSENGINEERING CONCEITOS E PRINCÍPIOS DE GSPEThICS 039.BG02.01 APÊNDICES Referências[EE 039. BC01.10] LIBRELATO, A. S. EThICS 039.BC01.10: CVPP - Visão Geral. Março,2013. 14 p.[EE 039.BC02.08] LIBRELATO, A. S. EThICS 039.BC02.08: CVPP - Conceitos e Princípios deLCC e Efetividade. Abril, 2013. 59 p.[EE 039. BE01.09] LIBRELATO, A. S. EThICS 039.BE01.09: PDI - Visão Geral. Abril, 2012.44 p.[EE 039.BG01.08] LIBRELATO, A. S. EThICS 039. BG01.08: Visão Sistêmica de GSP. Abril2013. 53 p.[EE 039.BG02.00] LIBRELATO, A. S. EThICS 039.BG02.00: Conceitos e Princípios de GSP.Maio, 2011. 57 p. 10/4/2013 Intellectual Property of EThICS Engineering 123
  • EThICSENGINEERING CONCEITOS E PRINCÍPIOS DE GSPEThICS 039.BG02.01 APÊNDICES Referências[BAHR_01] BAHR, N. J. System safety engineering and risk assessment: a practicalapproach. New York, NY: Taylor & Francis, 1997. 251 p.[BATA_01] BATTAGLIA, M. Design for supportability. Available at<https://c3.nasa.gov/dashlink/static/media/other/Design4Supportability.pdf>. Accessed in12/04/2011. 16p.[BHOT_01] BHOTE, K. R.; BHOTE, A. K. World class reliability: using multipleenvironment overstress tests to make it happen. USA: AMACOM, 2004. 218 p.[BHOT_02] BHOTE, Keki R.; BHOTE, Adi K. World class quality: using design ofexperiments to make it happen. 2nd ed. USA: AMACOM, 2000. 487 p.[BLAN_01] BLANCHARD, B. S. System engineering management. 4th ed. Hoboken NJ:John Wiley, 2008. 539 p.[BLAN_02] BLANCHARD, B. S.; VERNA, D.; PETERSON, E. L. Maintainability: a key toeffective serviceability and maintenance management. New York, NY: John Wiley, 1995.537 p. 10/4/2013 Intellectual Property of EThICS Engineering 124
  • EThICSENGINEERING CONCEITOS E PRINCÍPIOS DE GSPEThICS 039.BG02.01 APÊNDICES Referências[CHAN_01] CHAN, H. A.; ENGLERT, P. J. Accelerated stress testing handbook - guide forachieving quality products. Piscataway, NJ: IEEE Press, 2001. 369 p.[DODS_01] DODSON, Bryan; SCHWAB, Harry. Accelerated testing: a practitioner´s guideto accelerated and reliability testing. Warrendale, PA: SAE Int., 2006. 254 p. Includes CD.[DHIL_01] DHILLON, B. S. Reliability, quality, and safety for engineers. Boca Raton, FL:CRC Press, 2005. 219 p.[EBEL_01] EBELING, C. E. An introduction to reliability and maintainability engineering.2nd ed. Long Grove, IL: Waveland Press, 2010. Includes CD. 544 p.[ERIC_01] ERICSON II, Clifton A. Hazard analysis techniques for system safety.Hoboken, NJ: John Wiley, 2005. 499 p.[GRAD_01] GRADY, J. O. System requirements analysis. Burlington, MA: Elsevier, 2006.455 p.[GRAD_02] GRADY, J. O. System verification: proving the design solution satisfies therequirements. Burlington, MA: Elsevier, 2007. 337 p.[HOLL_01] HOLLNAGEL, E.; WOODS, D. D.; LAVESON, N. Resilience engineering:concepts and precepts. Farnham, England: Ashgate, 2006. 397 p. 10/4/2013 Intellectual Property of EThICS Engineering 125
  • EThICSENGINEERING CONCEITOS E PRINCÍPIOS DE GSPEThICS 039.BG02.01 APÊNDICES Referências[IRES_01] IRESON, W. G.; COOMBS Jr., C. F.; MOSS, R. Y. Handbook of reliabilityengineering and management. 2nd ed. USA: McGraw-Hill, 1996.[JHAS_01] HASS, A. M. J. Configuration management principles and practice. Boston,MA: Pearson Educ., 2003. 370 p.[JONE_01] JONES, J. V. Supportability engineering handbook: implementation,measurement and management. USA: McGraw-Hill, 2007.[JONE_02] JONES, J. V. Integrated logistics support handbook. 3rd ed. USA: McGraw-Hill, 2006.[JURA_01] JURAN, J. M.; GRYNA, F. M.; BINGHAM, R. S. Quality controlhandbook. 3rd ed. USA: McGraw-Hill, 1974.[JURA_03] JURAN, J. M.; GRYNA, F. M. Quality planning and analysis. New Delhi: TataMcGraw-Hill, 1970. 684 p.[KANE_01] KANER, C.; BACH, J.; PETTICHORD, B. Lessons learned in software testing -a context-driven approach. New York, NY: John Wiley, 2002. 286 p.[KOSS_01] KOSSIAKOFF, A.; SWEET, W. N. Systems engineering: principles andpractices. Hoboken, NJ: John Wiley, 2003. 463 p. 10/4/2013 Intellectual Property of EThICS Engineering 126
  • EThICSENGINEERING CONCEITOS E PRINCÍPIOS DE GSPEThICS 039.BG02.01 APÊNDICES Referências[LEVI_01] LEVIN, M. A.; KALAL, T. T. Improving product reliability: strategies andimplementation. Southern Gate, Chicester, West Sussex, England: John Wiley, 2003. 313 p.[McDON_01] McDONALD, M.; MUSSON, R.; Smith, R. The practical guide to defectprevention: techniques to meet the demand for more-reliable software. Redmont, WA:Microsoft Press, 2008. 448 p.[OCON_01] O´CONNOR, P. D. T.; NEWTON, D.; BROMLEY, R.Practical reliability engineering. 4th ed. Chicester, UK: John Wiley, May 2008. 513 p.[OCON_01] O´CONNOR, P. D. T.; NEWTON, D.; BROMLEY, R. Practical reliabilityengineering. 4th ed. Chicester, UK: John Wiley, May 2008. 513 p.[OCON_03] O´CONNOR, P. D. T. Test engineering: a concise guide to cost-effectivedesign, development and manufacture. Southern Gate, Chicester, West Sussex, England:John Wiley, 2001, reprint 2005. 268 p.[PECH_01] PECHT, M., ed. Product reliability, maintainability, and supportabilityhandbook,. 2nd ed. Boca Raton, FL: CRC Press, 2009. 461p.[PORT_01] PORTER, Alex. Accelerated testing and validation: testing, engineering, andmanagement tools for lean development. Burlington, MA: Elsevier, 2004. 242 p. IncludesCD. 10/4/2013 Intellectual Property of EThICS Engineering 127
  • EThICSENGINEERING CONCEITOS E PRINCÍPIOS DE GSPEThICS 039.BG02.01 APÊNDICES Referências[RAHE_01] RAHEJA, D. G.; ALLOCO, M. Assurance technologies principles and practices -a product, process, and system safety perspective. 2nd ed. Hoboken, NJ: John Wiley, 2006.472 p.[RAHE_02] RAHEJA, D. G.; GULLO, L. J. Design for reliability. Hoboken, NJ: John Wiley,2012. 308 p.[SCHU_01] SCHULMEYER, G. G.; MACKENZIE, G. R. Verification & validation of modernsoftware-intensive systems. Upper Saddle River, NJ: Prentice Hall, 2000. 493 p.[VINC_01] VINCOLI, J. W. Basic guide to system safety. 2nd ed. Hoboken, NJ: JohnWiley, 2006. 224 p.[WASS_01] WASSON, C. S. System analysis, design and development: concepts,principles and practices.. Hoboken, NJ: John Wiley, 2006. 818 p.[WICK_01] WICKENS, C. D.; LEE, J. D.; LIU, Y.; BECKER, S. E. G. An introduction tohuman engineering. 2nd ed. Upper Saddle River, NJ: Pearson Prentice Hall., 2004. 587 p.[YANG_01] YANG, Guangbin. Life cycle reliability engineering. Hoboken, NJ: John Wiley,2007. 517 p. 10/4/2013 Intellectual Property of EThICS Engineering 128
  • Engenharia EThICS Tecnologia, Inteligência ENGINEERING Consultoria & SistemasEThICS 039.BG02.01 APÊNDICES SERVIÇOS Consultoria Assessoria Estudo, Análise e Diagnóstico Planejamento Pesquisa & Desenvolvimento Implementação Treinamento Mentoreação ENGENHARIA ESTRATÉGIA& TECNOLOGIA ÁREAS DE ATUAÇÃO ORGANIZACIONAL Antonio Sallum Librelato – Diretor (12) 3941 8277 – a.sallum@uol.com.br – skype: a_sallum1 Perfil: http://www.linkedin.com/in/sallum 129