Your SlideShare is downloading. ×
Apresentação Bluetooth
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

Apresentação Bluetooth

353

Published on

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
353
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
2
Actions
Shares
0
Downloads
4
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide
  • In summary the Bluetooth module can offer your customer a tremendous value including:
  • In summary the Bluetooth module can offer your customer a tremendous value including:
  • In summary the Bluetooth module can offer your customer a tremendous value including:
  • Transcript

    • 1. Sistema Bluetooth • Conceito Bluetooth •Diferenciais • Modulo 750-644 •Concorrentes •IP67 •Ferramentas utilizadas • Endereçamento na CPU •Configuração no WAGO I/O Check •Configuração no Codesys
    • 2. Conceito Bluetooth O nome Bluetooth é uma homenagem ao rei da Dinamarca e Noruega, Harald Blatand, em inglês Harold Bluetooth (traduzido como dente azul, embora em dinamarquês signifique de tez escura). Blåtand é conhecido por unificar as tribos norueguesas, suecas e dinamarquesas. Da mesma forma, o protocolo procura unir diferentes tecnologias, como telefones móveis e computadores, diferentes CLPs, etc Elementos da comunicação Bluetooth •Baixo consumo •Médio Alcance •1 mestre para até 7 escravos • Endereço único para cada dispositivo: Bluetooth address • Pareamento para garantir segurança
    • 3. Conceito Bluetooth • O que é isto? • Tecnologia de transmissão de dados sem fios que utiliza transmissores de baixo custo e médio alcance. • Normalmente utilizamos aos pares: • 2 conjuntos de CLP, cartões Bluetooth e cartões de entrada/saída. • Para que é utilizado? • Onde a instalação de cabos é complicada – máquinas móveis, por exemplo: • Robôs, pontes rolantes e transportadores móveis são aplicações típicas. • Resolver problemas de comunicação à distância, onde os cabos não conseguem chegar a grandes distâncias (bluetooth pode chegar até 1000m) • Quem precisa disto? • Geralmente engenharia e manutenção – projetos de melhoria.
    • 4. Bluetooth Industrial Elementos da comunicação Bluetooth •Baixo consumo •Médio Alcance •1 mestre para até 7 escravos • Endereço único para cada dispositivo: Bluetooth address • Pareamento para garantir segurança •Alcance de até 1000m • Taxa de transmissão 3Mbit/s • Frequência centrada em 2,4Mhz • Diagnóstico e status da conexão • Troca de até 46 bytes entre um mestre e um escravo •Encriptação e segurança
    • 5. Os nossos diferenciais • Muito fácil de implementar • Com alguns cliques se faz a configuração do mestre e do escravo. Ex: Trombini e Volvo. • Fácil de demonstrar • Maleta de automação que podemos em uma visita ao cliente testar o alcance da solução. • Flexibilidade da solução • Variáveis analógicas e digitais podem ser trocadas e integradas com outros CLPs • Alguns concorrentes tem uma solução não configurável – duas caixas pretas
    • 6. 750-644 Módulo Bluetooth • Redução do custo de coordenação de comunicação entre controladores • Comunicação poderosa Bluetooth 2.0 • Segurança (Protocolo Industrial) • Fácil de Instalar • Status e Diangnóstico disponíveis • Compatível com todas as configurações de rede • Confiável para trabalhar com distâncias até 1000 mts com utilização de antena externa
    • 7. Solução IP67 758-915 758-915 • O que temos a oferecer • • • • Comunicação ponto a ponto Distância de até 400m Solução IP67 Para volumes maiores de dados podemos utilizar o 758-917 (maior largura de banda, frequencia de 5GHz)
    • 8. Diagnóstico do módulo – Modo Master
    • 9. Diagnóstico do módulo – Modo Slave
    • 10. • Utilizado para comissionamento de campo • Monitora entradas e “força” valores nas saídas sem modificar o programa gravado na CPU • Configura módulos especiais • Comunicação : Cabo Serial RS-232 , Cabo USB ou via Ethernet • Funciona com todas nossas CPUs e acopladores • A operação do software é simplificada – pode ser realizada por pessoas que não tem conhecimento em programação • Economia de tempo de Start-up WAGO 750-923 USB cable
    • 11. Ferramentas – Codesys • Ferramenta de programação da WAGO • Não utiliza HardKey ou SoftKey • Licença tipo : Site Licence • Upgrades disponíveis sem custo • Não exige de contrato anual de suporte • Faz parte do Automation Alliance Group © WAGO Corporation 2010 12
    • 12. Variáveis de Entrada Variáveis de Saída %IX0.0 = Bit 0 do Byte 0 %QX2.3 = Bit 3 do Byte 4 %IB0 = Byte 0 %QB5 = Byte 5 %IW0 = Word 0 %QW9 = Word 9 © WAGO Corporation 2010 13
    • 13. Endereçamento Codesys 400 501 467 550 600 Modulo 750-400 Funcão 2 DI Tamanho 2 bit 750-501 2 DO 2 bit 750-467 2 AI / 0-10 Volt 32 bit 750-550 2 AO / 0-10 Volt 32 bit 750-600 end module nothing © WAGO Corporation 2010 Endereço físico %IX2.0 %IX2.1 %QX2.0 %QX2.1 %IW0 %IW1 %QW0 %QW1 14
    • 14. Configuração do WAGO I/O Check - Mestre Com o botão direito do mouse, pressione Settings © WAGO Corporation 2010 15
    • 15. Configuração do Módulo Mestre Passo 1: Coloque o módulo em seu modo de configuração Passo 2: Identifique se o módulo é o mestre ou escravo. Neste caso MASTER Passo 3: Para facilitar a identificação dê um nome ao módulo. Ex.: Mestre Passo 4: Clique em Write para fazer o download das configurações para o módulo Passo 5: Feche esta janela do WAGO I/O Check e conecte o WAGO I/O Check ao módulo escravo Obs.:Os outros campos desta tela pode ficar no default © WAGO Corporation 2010 16
    • 16. Configuração do WAGO I/O Check - Escravo Com o botão direito do mouse, pressione Settings © WAGO Corporation 2010 17
    • 17. Configuração do Módulo Escravo Passo 1: Coloque o módulo em seu modo de configuração Passo 2: Identifique se o módulo é o mestre ou escravo. Neste caso SLAVE Passo 3: Para facilitar a identificação dê um nome ao módulo. Ex.: Escravo Passo 4: Clique em Write para fazer o download das configurações para o módulo Passo 5: Feche esta janela do WAGO I/O Check e conecte o WAGO I/O Check novamente ao módulo mestre Obs.:Os outros campos desta tela pode ficar no default © WAGO Corporation 2010 18
    • 18. Configuração do Módulo Mestre Passo 1: Caso não esteja coloque o módulo em seu modo de configuração Passo 2: Clique em Net Forming © WAGO Corporation 2010 19
    • 19. Configuração do Módulo Mestre Passo 1: Pressione o botão Search para encontrar outros dispositivos (escravos) Passo 2: Verifique os dispositivos encontrados Passo 3: Pressione este botão para enviar os dispositivos para a lista de Realtime Devices Passo 4: Clique em YES para fazer o Bind dos dispositivos Passo 6: Clique em PI Mapping © WAGO Corporation 2010 Passo 5: Clique em Write para escrever as configurações no módulo. 20
    • 20. Configuração do Módulo Mestre Passo 1: Muito importante: Defina como os bytes serão divididos entre os escravos. O módulo conta com 48 bytes, sendo que dois são utilizados para controle e status, logo, há 46 bytes disponíveis para a comunicação. No exemplo desta figura dividimos os 46 bytes entre dois escravos. Passo 2: Clique em Write para escrever as configurações no módulo. Passo 3: Feche esta janela do WAGO I/O Check e conecte o WAGO I/O Check novamente ao módulo escravo © WAGO Corporation 2010 21
    • 21. Configuração do Módulo Escravo Passo 1: Caso não esteja coloque o módulo em seu modo de configuração Passo 2: Clique em Net Forming © WAGO Corporation 2010 22
    • 22. Configuração do Módulo Escravo Passo 1: Pressione o botão Search para encontrar outros dispositivos (Mestre) Passo 2: Verifique os dispositivos encontrados Passo 3: Pressione este botão para enviar os dispositivos para a lista de Realtime Devices Passo 4: Clique em YES para fazer o Bind dos dispositivos Passo 6: Clique em PI Mapping © WAGO Corporation 2010 Passo 5: Clique em Write para escrever as configurações no módulo. 23
    • 23. Configuração do Módulo Escravo Passo 1: Muito importante: Defina quantos bytes o módulo escravo vai receber do módulo Mestre. Procure colocar a mesma quantidade de bytes definida na configuração do mestre Passo 2: Clique em Write para escrever as configurações no módulo. Passo 3: Feche esta janela do WAGO I/O Check e conecte o WAGO I/O Check novamente ao módulo mestre © WAGO Corporation 2010 24
    • 24. Configuração do Módulo Mestre Passo 1: Coloque o módulo no modo Comunication (Realtime) Passo 2: Feche esta janela do WAGO I/O Check e conecte o WAGO I/O Check novamente ao módulo escravo © WAGO Corporation 2010 25
    • 25. Configuração do Módulo Escravo Passo 1: Coloque o módulo no modo Comunication (Realtime) Pronto! Já está configurado! Verifique o status da configuração através dos leds explicados anteriormente. © WAGO Corporation 2010 26
    • 26. © WAGO Corporation 2010 27

    ×