Your SlideShare is downloading. ×
OTIMIZAGRO: Ferramenta de apoio ao planejamento territorial
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

OTIMIZAGRO: Ferramenta de apoio ao planejamento territorial

886

Published on

Apresentação sobre o tema "OTIMIZAGRO: Ferramenta de apoio ao planejamento territorial", ocorrida durante o lançamento do Núcleo de Inteligência Territorial (NIT), em uma parceria entre SAE/PR e …

Apresentação sobre o tema "OTIMIZAGRO: Ferramenta de apoio ao planejamento territorial", ocorrida durante o lançamento do Núcleo de Inteligência Territorial (NIT), em uma parceria entre SAE/PR e Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA).

0 Comments
2 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total Views
886
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
46
Comments
0
Likes
2
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. OTIMIZAGRO: Ferramenta de apoio ao planejamento territorial Britaldo Silveira Soares Filho Centro de Sensoriamento Remoto UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS MAPA, Brasília, 30/10/20122
  • 2. Tendência do desmatamentoQueda de 77% desde 2004, mais de 2 bilhões de toneladas de CO2 reduzidos da linha de base, Queda nos outros bioamas também.
  • 3. Ao mesmo tempo o Brasil se tornou o segundo maior produtor de commodities agrícolas Soja 2012/2013 80 M toneladas Agronegócio viceja no Brasil com menores subsídios
  • 4. Mas o que se pode esperar? Revisão do código Reversão ? florestalO Brasil precisa aumentar sua produção agrícola em 40% para amundial crescer 20% (OCDE, 2011)
  • 5. Aptidão Soja Aptidão física Muito apto Apto InaptoAptidão climática e logística
  • 6. Aptidão Soja Aptidão física Muito apto Apto InaptoAptidão climática e logística
  • 7. Aptidão Soja Aptidão física Muito apto Apto InaptoAptidão climática e logística soja
  • 8. Aptidão Soja Aptidão física Muito apto Apto InaptoAptidão climática e logística cana soja
  • 9. Aptidão Soja Aptidão física Muito apto Apto InaptoAptidão climática e logística Áreas Protegidas cana soja
  • 10. Aptidão física Muito apto Apto InaptoAptidão climática e logística Áreas Protegidas Áreas Prioritárias p. conservação cana soja
  • 11. Interesses conflitantesO dilema entre conservar as grandes áreas de vegetação nativa no Brasil e aomesmo tempo desenvolver sua agricultura para atender a demanda crescenteestá gerando uma tensão na nossa sociedade se é possível ou não casarambas as metas.
  • 12. Há como conciliar produção agrícola com conservação florestalPara tanto precisamos conhecer melhor o nosso território
  • 13. OTIMIZAGRO – Geotecnologias Software livre Dinamica EGO www.csr.ufmg.br/dinamica Estudo de Baixo Carbono, Banco Mundial Soares-Filho et al. 2012. IADB iadb.org/sustainability/soares
  • 14. O que podemos responder?
  • 15. Distribuição do uso da terra no Brasil 900 900Milhões ha Milhões ha 29 ←urbano& água 800 800 ←remanescente 700 209 700 em área A.P. 600 600 500 500 223 ←APP e RL florestada ←remanescentes 321 400 400 ←ativo florestal 98 300 300 ←passivo florestal 38 200 ←pastagens 200 227 189 ←pastagens 100 100 65 ←agricultura 65 ←agrigultura 0 0 Britaldo Soares-Filho
  • 16. Distribuição do uso da terra no Brasil 900 900Milhões ha Milhões ha 3% ←urbano& água 800 800 ←remanescente 700 25% 700 em área A.P. 600 600 500 500 36% ←APP e RL florestada ←remanescentes 38% 400 400 ←ativo florestal 16% 300 300 ←passivo florestal 6% 200 27% ←pastagens 200 31% ←pastagens 100 100 8% ←agrigultura 11% ←agrigultura 0 0 Britaldo Soares-Filho
  • 17. Balanço do código florestal* * Por microbacia da ANA ordem 12 = 166 mil bacias Britaldo Soares-Filho
  • 18. Compensação florestal (dentro de bioma e estado) Pampas Pantanal Caatinga Mata Atlântica Cerrado Amazônia 14Milhões Ha 12 10 8 6 4 2 0 -2 -4 -6Déficit após compensação = 18 M ha + 4 M ha de APPs Britaldo Soares-Filho
  • 19. Terras convertidas aptas para agricultura (sem considerar restrição climática) = 140 M ha* Pampas Pantanal Caatinga Mata Atlântica Cerrado Amazônia 25 Milhões Ha 20 15 10 5 0* Após descontar áreas agrícolas segundo PAM 2010 Britaldo Soares-Filho
  • 20. Restauração do restante do passivo de reserva legal após compensação em terras inaptas Pampas Pantanal Caatinga Mata Atlântica Cerrado Amazônia 25 Milhões Ha 20 15 10 5 0 -5Sobram somente = 3,4 M ha que ocupariam área aptas no bioama Amazônia no MatoGrosso
  • 21. Maior projeto de MDL no mundo com potencial de sequestrar até 30 bilhões de toneladas de CO2 Soares-Filho IDB, 2012 Leite et al. GBC, 2012 5 milhões de propriedades precisam fazer parte do CAR
  • 22. Conciliando conservação com produção agrícola Otimizagro• Brasil pode expandir em até 50% sua área hoje ocupada pela agricultura ao mesmo tempo em que resolve boa parte da recuperação do passivo ambiental, bastando para isso intensificar a pecuária de ≈ 1.1 para 1.5 cabeça/ha Estudo de Baixo Carbono 23 M ha para 29 M ha até 2030
  • 23. O novo “conservacionista” A lenda urbana da intensificação
  • 24. É preciso entender a geografia da Intensificação da Pecuária Bowman, Soares-Filho et al. 2012
  • 25. Modelo de Balanço Hídrico Climatológico Lima et al. 2012
  • 26. Rentabilidade da Soja em 2009
  • 27. Cultura mais rentável em 2009
  • 28. Resposta da Soja à pavimentação de estradasRent Hydro Powers: Jiraú and Santo Antônio Northern Corridor and Transoceanic Highway Potential area with high rents = 976,000 km2 or increase of 13%U$/hec Pando, El Beni, Acre, and Madre de Dios
  • 29. Precisamos integrar políticas interministeriais sob uma visão (inteligência) territorial• Necessidade integrar metas do MAPA com metas do PNMC.• Adotar os princípios de uma agricultura de baixo carbono• Mecanismos de incentivos (pagamento de serviços ambientais).• Uso da melhor ciência disponível e a ser desenvolvida. Este é o nosso desafio.
  • 30. Obrigado Britaldo Silveira Soares Filho britaldo@csr.ufmg.br APOIOCLUA

×