• Share
  • Email
  • Embed
  • Like
  • Save
  • Private Content
Introdução ao estudo dos seres vivos
 

Introdução ao estudo dos seres vivos

on

  • 16,015 views

 

Statistics

Views

Total Views
16,015
Views on SlideShare
16,009
Embed Views
6

Actions

Likes
1
Downloads
24
Comments
0

1 Embed 6

http://estagiosupervisionadosacoelho.blogspot.com 6

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Adobe PDF

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

    Introdução ao estudo dos seres vivos Introdução ao estudo dos seres vivos Document Transcript

    • Escola Estadual Polivalente de Alagoinhas Estagiária: Sheila Lorena Araujo Coelho Professora Regente: Celúcia Acácia Carvalho Santos Miranda Professora Orientadora: Cláudia Souza Disciplina- Biologia Turma: 91V5 Unidade II Plano Semanal 1 (Duas aulas) Período: 05 de maio de 2010 Tema: Introdução ao estudo dos seres vivos. Sub-temas  Diversidade de seres vivos; Noções de Sistemática; Sistemática evolutiva e sistemática filogenética; Cladograma; Mudanças recorrentes no campo da Sistemática. Objetivos  Descrever de que maneira os seres vivos evoluíram desde o surgimento da primeira célula até os dias atuais;  Identificar, a partir do documentário, os primeiros seres vivos que surgiram na Terra;  Analisar a variação que ocorre entre espécies que deu origem à biodiversidade.  Classificar os seres vivos;  Analisar um cladograma demonstrando as relações filogenéticas entre espécies. Conteúdos Conceituais:  Conhecimento da evolução dos seres vivos desde o surgimento da primeira célula até os dias atuais;  Identificação dos primeiros seres vivos que surgiram na Terra;  Identificação da variação que ocorre entre espécies que deu origem à biodiversidade;  Classificação dos seres vivos; Conteúdos Procedimentais:  Apreciação e análise do que foi exposto no documentário “Evolução – A Aventura da Vida, Mares da Vida”;  Produção de um texto sobre o que foi exposto no documentário a ser entregue na próxima aula a partir das perguntas: Como os seres vivos evoluíram? Quais foram os primeiros seres vivos a evoluírem? Quais os fatores principais que interferem no processo de extinção e evolução dos seres vivos? Qual a relação entre evolução e biodiversidade?;  Construção de um cladograma demonstrando as relações filogenéticas entre espécies.
    •  Leitura, em casa, do texto “Um pouco de história da classificação dos seres vivos” contido no livro didático. Conteúdos Atitudinais  Validação da importância dos seres vivos para a manutenção da Biodiversidade;  Procedimentos metodológicos (Exposição participada, Demonstração didática com uso de vídeo e quadro branco, Discussão)  Seqüência didática: Durante os primeiros 05 minutos haverá uma interação entre professora e alunos a partir de uma breve apresentação dos mesmos, cada um dizendo seu nome e o que espera da disciplina/estagiária. Os conteúdos da unidade e a metodologia aplicada serão apresentados nos próximos 05 minutos. Em seguida, será exibido o documentário “Evolução – A Aventura da Vida, Mares da Vida”, duração de 50 minutos para apreciação e análise. Em seguida, a partir do que foi apresentado no documentário haverá uma breve discussão em torno das perguntas que servirão de base para a produção do texto e introdução ao conteúdo a partir da apresentação de slides. Junto com os alunos, será construído um cladograma. Em seguida, haverá o pedido da produção do texto a respeito do que foi apresentado no documentário a ser entregue na próxima aula e será solicitada a leitura de um texto, em casa, para ser discutido na próxima aula. Recursos: Vídeo, DataShow, quadro e piloto. Avaliação  Participativa através da investigação de conhecimentos prévios.  Texto: valor 1,5 pt. Observação Os alunos demonstraram interesse pelo documentário exposto. Foi surpreendente a concepção que alguns deles tinham a respeito da maneira como os seres vivos evoluíram. A discussão do ponto de vista do Criacionismo vigorou em sala em virtude da concepção Evolucionista, principalmente pelo fato de alguns alunos pertencerem ao Protestantismo. Os dois pontos de vista foram discutidos de forma que houve respeito por cada um deles. Inicialmente, houve resistência quando foi pedida a produção textual, mas logo depois aceitaram passivamente. Pela ausência de tempo, o conteúdo não foi encerrado nesta aula, sendo concluído na próxima aula.
    • Referências: DOCUMENTÁRIO. 2005. Evolução: A Aventura da Vida, Mares da Vida. Vol 01. Super Interessante, BBC/Discovery Channel. LOPES, S. & ROSSO, S. 2005. Biologia. Vol. Único. São Paulo: Saraiva, 1º ed. Anexo Esquema de Aula INTRODUÇÃO AO ESTUDO DOS SERES VIVOS TEORIA CRIACIONISTA X TEORIA EVOLUCIONISTA  Fixismo (Criacionismo) – até o início do século XVIII;  Jean-Baptiste LamarcK – primeiro cientista a negar a Teoria do Criacionismo;  1858 – Charles Darwin e Alfred Russel Wallace iniciam discussões mais fundamentadas a respeito da origem das espécies que compõem a biodiversidade;  Em 1859, Charles Darwin publicou ‘A origem das espécies’ (The Origin of Species).  Charles Darwin e Alfred Wallace introduzem no campo científico o termo ‘Seleção Natural’;  Exemplo de seleção natural: resistência de microorganismos a antibióticos que gera uma nova população mais resistente; SISTEMAS DE CLASSIFICAÇÃO 1. Definição: maneira de se organizar, denominar, identificar e agrupar os organismos em um sistema estabelecido. 2. Tipos: Artificiais – quando os organismos são agrupados sem ser levado em consideração o grau de parentesco; Naturais - quando os organismos são agrupados de forma que é levado em consideração a relação evolutiva entre eles;  Em 1735 Carl von Linné (Lineu) publica o livro System Naturae;  Base do sistema (categorias obrigatórias pelo Código Internacional de Nomenclatura Zoológica e de Nomenclatura Botânica) : Espécie – Gênero – Família – Ordem – Classe – Filo (Divisão) – Reino.  Categorias intermediárias não-obrigatórias: subfilo, infraclasse, superordem, subordem, superfamília, subfamília e subgênero, subespécie, etc.  Regras de nomenclatura, ex: Homo sapiens;  A proposta de Linné sofre modificações e surge a Sistemática Filogenética; NOÇÕES DE SISTEMÁTICA
    •  Espécie: agrupamento de populações naturais, realmente ou potencialmente intercruzantes, produzindo descendentes férteis e reprodutivamente isolados de outros grupos de organismos;  Processos evolutivos: anagênese e Cladogênese