trabalho sobre avarias de computadores

2,588 views
2,333 views

Published on

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
2,588
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
43
Actions
Shares
0
Downloads
88
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

trabalho sobre avarias de computadores

  1. 1. Disciplina: Arquitectura de computadores Alunos:Tiago Sampaio nº22Sandeep Singh nº 19 Ano: 11º GI
  2. 2.  Problemas no arranque  Problemas com a porta de impressoras Problemas de vídeo  Upgrades Problemas com a placa principal Problemas com o teclado Problemas com a memória Problemas com o disco rígido (HD)
  3. 3. O computador não liga. Verificar se:  que o computador está bem ligado à correctamente à tomada de alimentação;  existe alguma avaria na fonte de alimentação, verificar se a ventoinha esta a funcionar e se os leds do computador acendem ; caso isso não aconteça é provável que a fonte de alimentação esteja avariada;  cuidadosamente as ligações da fonte à placa principal (placa mãe/motherboard);
  4. 4. O computador liga mas não arranca ou arranca parcialmente. Verificar se:  tem sinal no monitor, caso contrário, verificar se emite "beeps". Se for assim, conte o número de beeps e consulte a tabela de erros, pois por aí pode parcialmente estabelecer um diagnóstico acerca do que poderá estar errado;  os cabos dos periféricos IDE estão correctamente ligados, isto é, se o flat cable estabelece a ligação da placa ao disco duro, CD-ROM ou outro qualquer periférico IDE esta ligado com o pino 1 da placa ao pino 1 do periférico;  os contactos das memórias, pois, por vezes, as slots não são de boa qualidade, pode uma memória SIMM ou DIMM estar mal encaixado ou a fazer mau contacto.
  5. 5. Não aparece nada no monitor. Verificar se:  o monitor devidamente ligado, tanto a nível de alimentação como de cabo de vídeo;  os controlos de brilho e contraste, rode os botões e verifique se aparece imagem;  os pinos do cabo de vídeo, os pinos da ficha do monitor dobram muitas vezes e partem. Se não tivermos cuidado ao ligá-los à placa de vídeo.Aparecem Caracteres Aleatórios no Ecrã  Muito provavelmente, existe uma falha na memória de vídeo ou uma das RAM de vídeo deve ter problemas.
  6. 6. A imagem rola horizontalmente ou verticalmente. Verificar se:  O monitor contem botões para controlar o sincronismo vertical e horizontal, e, se for o caso, rode-os até estabilizar a imagem. As Linhas de cima da imagem são mais largas do que as de baixo.  Aqui não há reparação possível a não ser mandar reparar o monitor devido ao facto da linearidade vertical do monitor está desalinhada.
  7. 7.  Verificar se:  inclui a placa principal, o processador, pelo menos um banco de memórias cheio, no caso das SIMM de 72 pinos necessita de duas unidades, placa de vídeo e uma drive de disquetes ou disco com software de arranque;  as configurações dos jumpers (é uma ligação móvel entre dois pontos de um circuito electrónico) estão correctas para o tipo de processador, velocidade, tensão de alimentação, etc. É muito importante ter o manual da placa para isso;
  8. 8.  Verificar se:  efectuou alterações à configuração no BIOS, vá ao Setup da máquina e carregue os valores predefinidos. Na configuração do Setup há uma opção intitulada "Load BIOS Defaults" e, se tiver alguma dúvida, use-a;  o estado físico da placa principal e veja se não tem nenhuma rachadura (abertura longitudinal, resultante de uma fractura ou ruptura) ou pinos dobrados que possam fazer algum contacto indevido;
  9. 9.  Verificar se:  a fonte de alimentação tem potência suficiente para alimentar todos os periféricos instalados. Uma fonte de alimentação deve ter uma potência entre os 200 e os 250 watts, pelo menos;  se possível, na Internet, se há algum bug conhecido para esse modelo da placa e verifique no site do fabricante se há alguma informação ou update para o BIOS.
  10. 10. Erro do teclado ou teclado não encontrado (Keyboard Error ou Keyboard Not Found) Verificar se:  O teclado esta devidamente ligado;  Caso o teclado esteja em boas condições, tem duas hipóteses de avaria: ou tem o integrado do controlador do teclado avariado na placa principal, ou queimou o fusível do teclado, também na placa principal;  verifique o microfusível que, normalmente, está junto à ficha de ligação do teclado; no caso de o fusível estar queimado, facilmente poderá substituí-lo. Se estiver bom, o mais provável é ter uma avaria no circuito integrado controlador do teclado, embora a sua substituição seja possível, nem sempre é fácil - nesse caso, terá de substituir a placa principal.
  11. 11. A Cache está avaria : Verificar se:  Suspeitar de alguma falha na memória cache, experimente desligá-la no Setup do BIOS. Se o problema deixar de acontecer, está visto que era provocado pela cache. Caso a causa não seja essa, e no caso de ter colocado uma cache nova, verifique se está a utilizar o tipo de memória correcto ou se esta está devidamente colocada nos suporte. Após a Instalação de um Pentium Overdrive, a Memória Cache Deixou de funcionar  Por vezes, instalar um processador Overdrive pode provocar a destabilização da cache secundária. Isso é devido a incompatibilidades entre o BIOS da placa e o Overdrive.  Tente fazer um upgrade do BIOS.
  12. 12. O Disco Rígido Não Funciona Verificar se:  as ligações da alimentação do disco e, se experimente ligá-la ao disco. Verifique as ligações jumpers do disco, pois pode dar-se o caso de estar aos jumpers configurados para master, ou vice-versa; O Disco Não Arranca e Aparece a Mensagem " drive failure insert boot disk”  arranque com uma disquete de sistema e verifique se consegue ler a drive C. Se aparentemente estiver tudo bem e conseguir ver o conteúdo do disco, experimente executar comando SYS C: a partir da disquete de sistema e arranque novamente com o sistema mas desta vez a partir do disco. Caso não consiga ler o conteúdo do disco, então deve ter o disco avariado
  13. 13. O Disco Rígido Trabalhava Bem, mas Deixou de Funcionar quandoMudou a Placa Principal Verificar se:  todas as configurações, assim como as ligações. Caso esteja tudo bem, verifique a configuração do disco no BIOS. Por vezes, existem incompatibilidades entre dois BIOS e o disco duro, em particular no que diz respeito ao modo de tradução, e isso afecta o modo como o sistema lê os dados nos sectores do disco. Verifique se o BIOS está configurado convenientemente.Não Consegue Arrancar com o Disco Rígido, mas este TrabalhaBem quando. Arranca com uma Disquete de Sistema  Pode ter o sector de arranque do disco danificado e, eventualmente, isso pode inclusive , ter sido provocado por um vírus. Verifique o disco com um antivírus e verifique, com o FDISK, se a partição está criada e activa
  14. 14. O Computador Não Consegue Criar Partições Superiores a 2 GB  Isso acontece porque tem um sistema operativo que só admite o sistema de ficheiros FAT16, como é o caso do Windows até à versão OSR2 do Windows 95, que já é capaz de utilizar o sistema FAT32. Se possível, faça um upgrade do sistema operativo para Windows 95 OSR2, ou superior. Caso contrário, divida o disco em várias partições, tendo como limite máximo os 2 GB para cada umaQuando Corre o Scandisk, Encontra Alguns Erros Ocasionais  Isso é normal. Durante o funcionamento normal do PC, alguns ficheiros ficam corrompidos. Normalmente, o Scandisk corrige esses erros, mas se isso começar a tornar--se frequente e o número de erros continuar a aumentar, pode querer dizer que o disco pode ter problemas mais sérios. Verifique também a existência de eventuais vírus.
  15. 15.  Verifique se :  o mais óbvio, ou seja, veja se a impressora está ligada e se o cabo paralelo está devidamente ligado na porta Centronics paralela.  o cabo está bem ligado e, se possível, experimente com outro cabo que saiba que está bom.  as condições de impressão e a mesma e se não funcionar, definitivamente a impressora tem uma avaria.
  16. 16.  Normalmente, faz-se um upgrade do computador quando o sistema operativo que utilizamos, ou o software que corre nesse mesmo sistema operativo, "se arrastam", e vez de funcionarem a uma velocidade razoável. Em alguns destes casos, basta aumentar a capacidade da memória para o sistema funcionar melhor. Em casos mais complicados, é necessário mudar o processador, o que acarreta maiores despesas.
  17. 17. Upgrade do Disco Rígido Este processo é relativamente simples. Temos duas alternativas:  Ou compramos um disco novo e retiramos o disco antigo, tendo o trabalho de transferir a informação do disco anterior para o recente, isso no caso de haver informação importante;  Ou simplesmente ficamos com dois discos no sistema. Para isso, um tem de ficar definido como master e o outro como slave, no caso de ficarem os dois ligados à porta primária da controladora. Para passarmos um disco de master para slave e vice-versa, temos de consultar o manual do disco rígido ou o autocolante que vem na parte superior do disco;
  18. 18. Upgrade da memória principal Para aumentarmos a memória principal do sistema, precisamos de saber se o computador utiliza módulos SIMM ou DIMM e qual o tamanho máximo da placa principal. Por exemplo, se a motherboard tiver apenas slots para SIMM com uma capacidade de 16 MB em cada SIMM, não podemos colocar módulos de 32 MB. No entanto, algumas placas principais para Pentium suportam os dois tipos de memórias SIMM e DIMM. Não há grande vantagem em termos os dois tipos de memórias funcionar, pois as SIMM são mais lentas do que as DIMM. Deste modo, íamos ter DIMM a funcionar à velocidade das SIMM, pois o oposto não poderia acontecer.
  19. 19. Upgrade do processador e placa principal  Quando se faz o upgrade do processador, muitas vezes é necessário trocar a motherboard também.  Quem tiver um computador Pentium 120, por exemplo, e quiser fazer um upgrade para um processador Pentium 266, provavelmente não necessitará de mudar de placa principal. Essa informação é consultada no manual da motherboard.  Mas se o mesmo utilizador quiser fazer um upgrade para um Pentium II, então terá de mudar a placa principal, pois o encaixe de processador é diferente, como já foi referenciado no Capítulo 4 .

×