• Share
  • Email
  • Embed
  • Like
  • Save
  • Private Content
Relatorio   gás criptonio
 

Relatorio gás criptonio

on

  • 843 views

 

Statistics

Views

Total Views
843
Views on SlideShare
831
Embed Views
12

Actions

Likes
0
Downloads
2
Comments
0

2 Embeds 12

http://rooseveltfabrantes02.blogspot.com.br 11
http://rooseveltfabrantes02.blogspot.com 1

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft Word

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

    Relatorio   gás criptonio Relatorio gás criptonio Document Transcript

    • UNIVERSIDADE FEDERAL DO MARANHÃO COLÉGIO UNIVERSITÁRIO – COLUN CURSO TÉCNICO EM MEIO AMBIENTE DISCIPLINA: GESTÃO DA QUALIDADE DO AR PROFa. CONCEIÇÃO VASCONCELOS ROOSEVELT FERREIRA ABRANTES SÃO LUÍS 2013
    • ROOSEVELT FERREIRA ABRANTESEstudo prévio sobre o Gás Criptônio Trabalho apresentado à disciplina de Gestão da Qualidade do Ar, do terceiro modulo, ministrada pelo Profa. Conceição Vasconcelos para obtenção de nota. SÃO LUÍS 2013
    • O GÁS CRIPTÔNIO A nomenclatura do elemento Criptônio vem do grego Krípton, que significa oculto.O nome é apropriado uma vez que o gás é raro na atmosfera terrestre, da ordem de 1 ppm(partes por milhão). As regiões vulcânicas têm maiores chances de fornecer Criptônio,nestes locais, o elemento pode ser extraído dos gases vulcânicos e das águas termais.Mas o planeta Terra não precisa ser o único local para a existência de Criptônio, pesquisasrevelam a presença de 0,3 ppm de Criptônio na atmosfera do planeta Marte. Propriedadesfísicas do Criptônio: gás nobre incolor, inodoro, insípido, de pequena reatividade (gásinerte). Propriedades periódicas do Criptônio: possui símbolo Kr, número atômico 36,massa atômica 83,8 u, pertence à família 18 ou 8 A (Gases Nobres).Fonte: www.wikipedia / Imagem: O Gás Criptônio é raríssimo na AtmosferaHISTÓRIA DO CRIPTÔNIO Foi descoberto em 1898, por William Ramsay e Morris Travers, em resíduos deevaporação do ar líquido. Em 1960, a Oficina Internacional de Pesos e Medidas definiu ometro em função do comprimento de onda da radiação emitida pelo isótopo Kr-86 emsubstituição à barra padrão. Em 1983 a emissão do criptônio foi substituída pela distânciapercorrida pela luz em 1/299.792.458 segundos.CARACTERÍSTICAS PRINCIPAIS: O criptônio é um gás nobre incolor, inodoro, insípido, de muito pequenareatividade, caracterizado por um espectro de linhas verde e vermelha-alaranjada muitobrilhante. É um dos produtos da fissão nuclear do urânio. O criptônio sólido é branco, deestrutura cristalina cúbica centrada nas faces, igual aos demais gases nobres.Para propósitos práticos, pode-se considerá-lo um gás inerte, mesmo que existamcompostos seus formados com o flúor. Além disso, pode formar hidratos com a água, deforma que seus átomos ficam enclausurados na rede de moléculas de água. Também setêm sintetizado solvatos com hidroquinona e fenol. 3
    • ABUNDÂNCIA E OBTENÇÃO É um gás raro na atmosfera terrestre, da ordem de 1 ppm. É encontrado entre osgases vulcânicos e águas termais e em diversos minerais em quantidades muitopequenas. Pode-se extraí-lo do ar por destilação fracionada. Na atmosfera do planetaMarte se tem encontrado o criptônio na concentração de 0,3 ppm.COMPOSTOS Já foram preparados, em condições especiais, alguns compostos de criptônio, dosquais o único que forma uma molécula neutra e estável é o difluoreto de criptônio (KrF2).ISÓTOPOS O criptônio natural é constituído por 6 isótopos e foram caracterizados 17 isótoposradioativos. O isótopo Kr-81 é produto de reações atmosféricas com outros isótoposnaturais, é radioativo e tem uma vida média de 250.000 anos. Como o xenônio, o criptônioé extremamente volátil e escapa com facilidade das águas superficiais, por isso é usadopara datar antigas águas subterrâneas ( 50.000 a 800.000 anos ). O isótopo Kr-85 é um gás inerte radioativo de 10,76 anos de vida média, produzidona fissão do urânio e do plutônio. As fontes deste isótopo são os testes nucleares(bombas), os reatores nucleares e o reprocessamento das barras de combustíveis dosreatores. Tem-se detectado um forte gradiente deste isótopo entre os hemisférios norte esul, sendo as concentrações detectadas no polo norte 30% mais altas do que as do polosul.Fonte: www.mundoescola.com.br / imagem: Os vulcões também fornecem o gáscriptônio. 4
    • PRINCIPAIS APLICAÇÕES: 1. A mistura dos gases, Neônio e Argônio, é responsável pela iluminação das lâmpadas incandescentes e fluorescentes. 2. A mistura citada acima é utilizada nos sistemas de iluminação de aeroportos e, diga-se de passagem, a luz vermelha emitida tem alcance bem maior que das lâmpadas comuns. 3. A iluminação emitida pelos gases Ne e Ar é usada também no cinema, está presente nos projetores cinematográficos e, ainda, na forma de flash fotográfico para fotografar em altíssima velocidade. 4. O laser de Criptônio é usado na medicina para cirurgia da retina dos olhos.OUTRAS APLICAÇÕES: A definição do metro era, entre 1960 e 1983, baseada na radiação emitida peloátomo excitado de criptônio; na verdade, o metro era definido como 1.650.763,73 vezes ocomprimento de onda da emissão vermelha-alaranjada de um átomo de Kr-86.É usado, isolado ou misturado com neônio e argônio: em lâmpadas fluorescentes; emsistemas de iluminação de aeroportos, já que o alcance da luz vermelha emitida é maiorque a comum inclusive em condições climatológicas adversas; e nas lâmpadasincandescentes de filamento de tungstênio de projetores cinematográficos. O isótopo Kr-81m é usado no estudo do pulmão pela medicina nuclear.O crípton-85 é usado em análises químicas incorporando o gás em sólidos, processo noqual se formam criptonatos cuja atividade é sensível às reações químicas produzidas nasuperfície da solução. 5
    • REFERENCIAS BIBLIOGRAFICAS____________________________Enciclopedia Libre– acessado em 14/01/2013 as 13:54__________Los Alamos National Laboratory – Kriptón– acessado em 13/01/2013 as 21:45_____________Argonne National Laboratory - kriptón– acessado em 11/01/2012 as 15:15ROCHA-FILHO, Romeu C.; CHAGAS, Aécio Pereira. Sobre os nomes dos elementosquímicos, inclusive dos transférmios. Quím. Nova, São Paulo, v. 22, n. 5, 1999 . Disponívelem:<http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S010040421999000500022&lng=pt&nrm=iso>. Acesso em: 10 Set2007 – acessado em 13/01/2013 as 22:34_________________________www.brasilescola.com – acessado em 11/01/2013 as 16:05_____________________www.mundoeducacao.com – acessado em 11/01/2013 as 22:16 6
    • REFERENCIAS BIBLIOGRAFICAS____________________________Enciclopedia Libre– acessado em 14/01/2013 as 13:54__________Los Alamos National Laboratory – Kriptón– acessado em 13/01/2013 as 21:45_____________Argonne National Laboratory - kriptón– acessado em 11/01/2012 as 15:15ROCHA-FILHO, Romeu C.; CHAGAS, Aécio Pereira. Sobre os nomes dos elementosquímicos, inclusive dos transférmios. Quím. Nova, São Paulo, v. 22, n. 5, 1999 . Disponívelem:<http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S010040421999000500022&lng=pt&nrm=iso>. Acesso em: 10 Set2007 – acessado em 13/01/2013 as 22:34_________________________www.brasilescola.com – acessado em 11/01/2013 as 16:05_____________________www.mundoeducacao.com – acessado em 11/01/2013 as 22:16 6