Your SlideShare is downloading. ×
0
14 fibonacci-7 c
14 fibonacci-7 c
14 fibonacci-7 c
14 fibonacci-7 c
14 fibonacci-7 c
14 fibonacci-7 c
14 fibonacci-7 c
14 fibonacci-7 c
14 fibonacci-7 c
14 fibonacci-7 c
14 fibonacci-7 c
14 fibonacci-7 c
14 fibonacci-7 c
14 fibonacci-7 c
14 fibonacci-7 c
14 fibonacci-7 c
14 fibonacci-7 c
14 fibonacci-7 c
14 fibonacci-7 c
14 fibonacci-7 c
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

14 fibonacci-7 c

1,532

Published on

0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total Views
1,532
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
15
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. Escola Básica de Paços de FerreiraTrabalho realizado por:João Sampaio Nº12 7ºcJúlio Carvalho Nº14 7ºcDisciplina: Matemática Ano Lectivo:2011/2012
  • 2. 1-Capa2-Índice3-Introdução4-Vida de Fibonacci5-Obras de Fibonacci6-Sequência de Fibonacci7- O número de ouro e Fibonacci8-A relação entre a sequência de Fibonacci e o número de ouro9-Pintura e Arte10-Moluscos11- Plantas12-Música13- Problema dos coelhos14- Resolução das páginas 134 e 135
  • 3. Introdução Com este trabalho pretendemos que fiquem a saber mais sobre a vida de Fibonacci.
  • 4. •O seu nome completo era Leonardo de Pisa.•Nasceu em Pisa (Itália) por volta de 1175.•Desde muito jovem Leonardo visitou o Oriente e o Norte deÁfrica, onde o sistema de numeração hindu era já largamenteusado.•Ao longo das suas viagens conheceu a obra de al-Khwarismi eassimilou numerosas informações aritméticas e algébricas quecompilou no seu primeiro livro " Liber Abacci", que teve umaenorme influência para a introdução na Europa do sistema denumeração hindu-Árabe.•Foi neste livro que Fibonacci introduziu o conceito dos númerosde Fibonacci e da sucessão de Fibonacci, tema do nossotrabalho.
  • 5. • Escreveu depois " Pratica Geometriae " onde analogamente descreve as suas recolhas sobre Geometria e Trigonometria.• Difundiu nos seus livros, os saberes matemáticos de origem indiana e árabe e estudou as operações elementares, assim como os números naturais, a decomposição de números em fatores primos, as frações e as equações entre outros.• Mas a conceção que Fibonacci apresentou no seu livro "Liber Abacci" conhecido agora como os números de Fibonacci foi o que mais o popularizou entre os outros matemáticos da sua época.
  • 6.  Fibonacci escreveu cinco obras: quatro livros e uma que foi preservada como carta. Os quatro livros de Fibonacci: Liber Abacci: 1202. Foi revisto em 1228. Foi neste livro que Fibonacci falou pela primeira vez do problema dos coelhos. Pratica Geometriae: 1220. Este é um livro sobre geometria. Flos: 1225. Liber quadratorum: 1225. É o maior livro que Fibonacci escreveu.
  • 7. Dentre todos os mistérios da Matemática, a sequência de Fibonacci é considerada umadas mais fascinantes descobertas da história. A sequência de números proposta pelomatemático italiano Leonardo de Pisa, mais conhecido como Fibonacci, possui onumeral 1 como o primeiro e o segundo termo da ordem, e os elementos seguintes sãooriginados pela soma de seus dois antecessores, observe:1, 1, 2, 3, 5, 8, 13, 21, 34, 55, 89, 144, 233, 377, 610, 987, 1597, 2584, 4181...Analisada como uma sequência numérica, ela não passa de uma simples organização denumerais que recebem um toque de lógica matemática. Mas o que faz dessa ordem denúmeros, uma descoberta especial, é a sua ligação com os fenômenos da natureza e ovalor aproximado da constante 1,6, quociente da divisão entre um número e seuantecessor na sequência, a partir do número 3.Os grandes estudiosos sempre procuraram a proporção ideal a ser aplicada nasconstruções e nas artes. E foi com esse propósito que os gregos criaram o retângulo deouro e os egípcios construíram suas pirâmides.
  • 8.  O fascínio pelo número de ouro, data de há mais de 2 000 anos. Os "antigos" aperceberam-se que a arte e a arquitectura baseadas na razão de ouro, eram invulgarmente agradáveis à vista. A razão de ouro começou por ser definida em termos geométricos O número de ouro pode ser encontrado através da razão da largura e do comprimento de um rectângulo de ouro. Mas antes de prosseguirmos, iremos explicar o que se entende por rectângulo de ouro. Denomina-se rectângulo de ouro, um rectângulo que, quando é dividido em duas partes e em que uma dessas partes seja um quadrado, então o que resta terá que ser um rectângulo com as mesmas proporções do rectângulo inicial.
  • 9.  Como vimos, se dividirmos um termo dessa sequência pelo seu antecessor, encontramos um número próximo ao valor de phi (1,618). Também percebemos que quanto maior forem os valores desses números, mais próximo seu quociente ficará de phi. Vejamos então ao gráfico que representa essa situação: Desta maneira, inicialmente considerei adotei de maneira geral que essa sequência seria determinada por fn e onde, seu sucessor seria fn+1 e seu antecessor seria fn–1. Como já sabemos, na sequência de Fibonacci o número correspondente a um determinado termo é igual a soma de seus dois antecessores (a partir do terceiro termo), logo podemos determinar de maneira geral o valor de por fn = fn–1 + fn–2. Também sabemos que na sequência de Fibonacci, os dois primeiros termos são iguais a 1, logo podemos designá-los como sendo o termo inicial f0 = 1 e f1 = 1. desta forma, podemos montar a sequência a seguir: f0 + f1 + f2 + ... + fn + ... em que, f0 = 1, f1 = 1, f2 = f0 + f1, f3 = f2 + f1 + ...+ fn = fn–1 + fn–2 + ... ou seja, 1, 1, 2, 3, 5, 8, 13, 21, 34, 55, 89, ...
  • 10.  f0 + f1 + f2 + ... + fn + ... em que, f0 = 1, f1 = 1, f2 = f0 + f1, f3 = f2 + f1 + ...+ fn = fn–1 + fn–2 + ... ou seja, 1, 1, 2, 3, 5, 8, 13, 21, 34, 55, 89, ... Logo, podemos também dizer que uma razão Rf qualquer entre dois termos sucessivos podem ser determinados de maneira geral da seguinte forma: Assim, podemos representar o limite dessa razão da seguinte maneira: Assim, podemos representar o limite dessa razão da seguinte maneira: Outro detalhe interessante, é que se a razão entre um termo dessa sequência pelo seu antecessor tende phi, logo a razão entre um termo qualquer e sucessor nos dará o inverso do número de ouro, que poderíamos determinar de maneira geral como a seguir: Mas um detalhe importante é que para melhor aproximação de phi, devemos considerar para a razão, preferencialmente, termos cuja posição na sequência seja n > 4.
  • 11. Pintura e arteMuitos artistas que viveram depois de Phidias usaram a proporção Áurea em seus trabalhos. Da Vinci chamava-a: Divina Proporção e usou-a em muitos dos seus trabalhos. Na Mona Lisa observa-se a proporção Áurea em várias situações. Por exemplo, ao construir um retângulo em torno de seu rosto, veremos que este possui a proporção do retângulo Áureo.
  • 12. Moluscos Anexando dois quadrados com lado=1, teremos um retângulo 2x1, sendo o lado maior igual à soma dos lados dos quadrados anteriores. Anexamos agora outro quadrado com lado=2 (o maior lado do retângulo 2x1) e teremos um retângulo 3x2. Continuamos a anexar quadrados com lados iguais ao maior dos comprimentos dos retângulos obtidos no passo anterior. A sequência dos lados dos próximos quadrados é: 3,5,8,13,... que é a sequência de Fibonacci
  • 13. PlantasCertas plantas mostram os números de Fibonacci no crescimento dos seus galhos. Suponhamos que nasça um novo broto de um galho a cada mês, sendo que um broto leva dois meses para produzir o seu primeiro broto. Existem várias plantas cujo crescimento se parecem com o descrito aqui. A planta Achillea ptarmica possui estas características.
  • 14. MúsicaOs amantes da música podem ficar, a saber, que mesmo Stradivarius utilizava o número de Ouro na construção dos seus famosos violinos. A banda TOOL tem uma música projetada com a sucessão de Fibonacci, designada de Lateralus. O Número de Ouro está presente nas famosas sinfonias n.º 5 e na Sinfonia n.º 9, de Ludwig van Beethoven. O baterista de jazz Max Roach, incorporou a Proporção Áurea nas suas músicas.
  • 15. Problema dos coelhos No livro a que nos referimos anteriormente, Líber Abacci, Fibonacci introduziu um problema por ele formulado que veio dar origem posteriormente a uma sucessão. Essa sucessão ficou conhecida na história como a Sucessão de Fibonacci e teve lugar no ano de 1202, quando Fibonacci se interessou pela reprodução dos coelhos. Ele criou então um cenário imaginário com as condições ideais, sob as quais os coelhos se poderiam então procriar. O objetivo era responder à seguinte questão: Quantos pares de coelhos é que vão existir daqui a um ano?
  • 16.  Demonstração: Ao fim de um ano (12 meses) Fibonacci concluiu que: Mês 0 - No início da experiência existe apenas um par de coelhos. Mês 1 – Após um mês, os coelhos acasalaram mas ainda não deram à luz (portanto existe somente um par de coelhos). Mês 2 – Neste mês já a fêmea deu à luz um par de coelhos. Existem agora dois pares de coelhos. Mês 3 – Depois de 3 meses, o par inicial de coelhos dá à luz mais um par de coelhos. No entanto, o segundo par acasala. Isto faz então um total de três pares. Mês 4 – Aos 4 meses, o par original tem mais um par de coelhos. O par nascido no mês #2 também dá à luz. O par de coelhos nascido no mês #3 acasalam, mas ainda não dão à luz. Isto faz um total de cinco pares. Mês 5 – Aos 5 meses, todos os pares que nasceram até há dois meses dão à luz. Isto totaliza oito pares.
  • 17. Resolução das páginas 134 e 135 2) 2.1) 1 ano----1)x2 R.: Ao fim de 10 anos terá 512 ramos 2 ano----2)x2 3 ano----4)x2 2.2)Porque à sequencia do numero 4 ano----8)x2 de ramos a partir do primeiro 5 ano----16)x2 é uma potencia de base 2, logo 6 ano----32)x2 é par. 7 ano----64)x2 8 ano----128)x2 9 ano----256)x2 10 anos----512)xe
  • 18.  3) 3.1) 1 de janeiro– 3 km R.: No dia 7 de janeiro 2 de janeiro—5 km 3 de janeiro—7 km 4 de janeiro—11 km 5 de janeiro—13 km 6 de janeiro—15 km 3.2) 1 de janeiro– 3 km 31- 6=25x15=3+5+7+9+11+13=423 2 de janeiro—5 km 3 de janeiro—7 km R.: o Alex durante o mês de 4 de janeiro—9 km janeiro correu 423 km. 5 de janeiro—11 km 6 de janeiro—13 km
  • 19.  4) 4.1) 1+1=2 R.: Haverá 377 casais de coelhos ao fim de 14 1+2=3 meses. 2+3=5 3+5=8 5) 1+1+1=3 R.: A sequencia é continuada 5+8=13 1+1+3=5 somando-se sempre os 3 8+13=21 3+5+9=17 últimos termos para 13+21=34 obtermos o termo 21+34=55 seguinte. 34+55=89 6)7 1113122117 55+89=144 17 311311222117 89+144=233 1117 144+233=377 3117 132117

×