• Save
SMASO
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

SMASO

on

  • 202 views

Presentation about organization simulation. Auction Markets with production variations and also variations in initial conditions

Presentation about organization simulation. Auction Markets with production variations and also variations in initial conditions

Statistics

Views

Total Views
202
Views on SlideShare
202
Embed Views
0

Actions

Likes
0
Downloads
0
Comments
0

0 Embeds 0

No embeds

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

    SMASO SMASO Presentation Transcript

    • Micro-Economia com Agentes: utilização do programaAgent.micro.econSISTEMAS MULTI-AGENTE ESIMULAÇÃO DE ORGANIZAÇÕES
    • Quantidades iniciais de bense serviços Agent.micro.econ(dados2, 0).
    • Utilidade dos bens poragente [dados 2]
    • Preços iniciais [dados2]Produção semanal [dados2]
    • Consumo SemanalO consumo semanal foi calculado (segundo a documentação de apoio ao programa) assumindo os seguintes pressupostos/consumos: 3 refeições por dia, 7 dias por semana (3*7=21); 6 pares de sapatos/camisas/etc. por ano – considerando um ano com 52 semanas (6/52=0,1154); 1 automóvel de 5 em 5 anos – considerando um ano com 52 semanas, 5 anos têm 260 semanas (1/260=0,003846); 6 tratamentos por mês – considerando um mês com 4.333 semanas (6/4.333=1.38)
    • Efeito de variação de parâmetros na simulaçãoEXPERIÊNCIA 1 - Simulação 5 semanas e analisecriticaEXPERIÊNCIA 2 - Aumento da produção nosector agrícola em 30%
    • Simulação 5 semanas Agent.micro.econ(dados2, 5)
    • Evolução da riqueza sector aolongo da simulação [dados2]
    • ConclusãoDa análise destes resultados verificamos que o equilíbrio de mercado é atingido, as quantidades oferecidas por produto são iguais às quantidades procuradas. O preço para o qual as quantidades oferecidas vão ser iguais às quantidades procuradas é o preço de equilíbrio, atingido logo na segunda semana.
    • Aumento da produção nosector agrícola em 30% Agent.micro.econ(dados3, 5).
    • ConclusõesDa análise destes resultados verificamos que aumentando a produção do sector agrícola em 30% vamos criar um situação de sobreprodução que faz com que o preço dos bens agrícolas comece a baixar após a terceira semana devido ao excesso de oferta e mantenha tendência de descida
    • Controlo de produção de um bemEXPERIÊNCIA 1 - Simulação 10 semanas comvariação de produção até 30% [dados1]EXPERIÊNCIA 8 - Simulação 10 semanas comdados 2 e variação de produção até 100%EXPERIÊNCIA 9 - Simulação 10 semanas commonopólio de produção por um agente agrícolaEXPERIÊNCIA 10 - Simulação 10 semanas comagentes em sobreprodução agrícolaEXPERIÊNCIA 11 - Simulação 10 semanas comagentes em subprodução agrícola
    • EXPERIÊNCIA 1 - Simulação 10 semanas comvariação de produção até 30% [dados1]
    • EXPERIÊNCIA 8 - Simulação 10 semanas com dados 2e variação de produção até 100%
    • EXPERIÊNCIA 9 - Simulação 10 semanas commonopólio de produção por um agente agrícola
    • EXPERIÊNCIA 9 - Simulação 10 semanas commonopólio de produção por um agente agrícola(cont.)
    • EXPERIÊNCIA 10 - Simulação 10 semanas comagentes em sobreprodução agrícola todos os agentes agrícolas a produzirem 109.2, i.e. mais 30 % do que o valor de produção em equilíbrio (84)
    • EXPERIÊNCIA 10 - Simulação 10 semanas comagentes em sobreprodução agrícola (cont.)
    • EXPERIÊNCIA 11 - Simulação 10 semanas comagentes em subprodução agrícola
    • EXPERIÊNCIA 11 - Simulação 10 semanas comagentes em subprodução agrícola (cont.)
    • Conclusões Foi interessante a descoberta do comportamento dos agentes quando inseridos num sector composto por vários agentes sendo que o comportamento é notoriamente diferente daquele em que existe apenas um agente por sector, referindo-nos nós à diferença no comportamento e valores necessários na variação da produção semanal de um único agente para maximizar a riqueza do sector no final das várias semanas de simulação de trocas.
    • SISTEMAS MULTI-AGENTE E SIMULAÇÃO DEORGANIZAÇÕES – parte 2 Quantidades iniciais de bens e serviços [dados 2]
    • SISTEMAS MULTI-AGENTE E SIMULAÇÃO DEORGANIZAÇÕES – parte 2  Produção Semanal [dados 2]
    • SISTEMAS MULTI-AGENTE E SIMULAÇÃO DEORGANIZAÇÕES – parte 2 Controlo de produção de dois bens por um Agente: EXPERIÊNCIA 1 - Simulação 10 semanas de ALLD e analise critica EXPERIÊNCIA 2 - Simulação 10 semanas de ALLC e analise critica
    • EXPERIÊNCIA 1 - Simulação 10 semanas de ALLD eanalise critica
    • EXPERIÊNCIA 1 - Simulação 10 semanas de ALLD eanalise critica
    • EXPERIÊNCIA 1 - Simulação 10 semanas de ALLD eanalise critica
    • Conclusões Assim, para uma variação de 42% com a estratégia ALLD temos uma riqueza no final da simulação com 10 semanas de 6737.818 unidades. Relembramos que o valor atingido para a riqueza sem qualquer variação da produção, isto é, com produção estática é de 5897.631 (ver figura anterior) ou seja a nossa estratégia ALLD e variação de produção dinâmica implicam uma melhoria dos resultados de riqueza finais do agente 1 de 14.246%.
    • EXPERIÊNCIA 2 - Simulação 10 semanas de ALLC eanalise critica
    • EXPERIÊNCIA 2 - Simulação 10 semanas de ALLC eanalise critica
    • Conclusões Assim, para uma variação de 44% com a estratégia ALLC temos uma riqueza no final da simulação com 10 semanas de 6913.251 unidades. Relembramos que o valor atingido para a riqueza sem qualquer variação da produção, isto é, com produção estática é de 5897.631 (ver figura anterior) ou seja a nossa estratégia ALLC e variação de produção dinâmica implicam uma melhoria dos resultados de riqueza finais do agente 1 de 17.221%.
    • Uso de estratégias comportamentais de jogo EXPERIÊNCIA 3 - Simulação 10 semanas de ALLC e análise critica EXPERIÊNCIA 4 - Simulação 10 semanas de ALLD e análise critica
    • EXPERIÊNCIA 3 - Simulação 10 semanas de ALLC eanálise critica
    • EXPERIÊNCIA 3 - Simulação 10 semanas de ALLC eanálise critica
    • EXPERIÊNCIA 3 - Simulação 10 semanas de ALLC eanálise critica
    • EXPERIÊNCIA 3 - Simulação 10 semanas de ALLC eanálise critica Na semana 6 o sector agrícola produziu um total de 212 unidade, passando para 616 na semana 7.Os agentes A e B produziram 86% do total do sector, uma variação de produção de 3 vezes mais. O preço praticado pelo mercado seria de 4.16€ passou para 1.89€ devido ao excesso de produção.
    • EXPERIÊNCIA 4 - Simulação 10 semanas de ALLD eanálise critica
    • EXPERIÊNCIA 4 - Simulação 10 semanas de ALLD eanálise critica Pode-se verificar que o Agente B toma uma decisão sempre contrária ao Agente A. Se o Agente A aumenta a produção o Agente B diminui a produção em relação a semana anterior. Esta ação faz com que exista um equilíbrio de bens agrícolas O equilíbrio na produção de bens agrícolas traduz-se num equilíbrio do preço, que podemos ver a partir da semana 6.
    • EXPERIÊNCIA 4 - Simulação 10 semanas de ALLD eanálise critica Adotando a estratégia de contrarreação, a riqueza do sector agrícola aumentou todas as semanas, ao contrário do que aconteceu na estratégia de cooperação. A diferença foi superior a 3000€ no final das duas simulações. Na estratégia de cooperação quando o Agente A aumenta a produção o Agente B também o faz, produzindo o mesmo numero de unidades. Acontece que muitas vezes o aumento traduz-se num excesso de produção, o que faz baixar o preço. Na estratégia de contrarreação as produções acabam por ser contrárias, o que faz com que não exista frequentemente excesso de produção e o preço estabilize, fazendo assim com que a riqueza evolua constantemente.
    • SISTEMAS MULTI-AGENTE ESIMULAÇÃO DE ORGANIZAÇÕES FIM