Sistemas de Gestão de Conteúdos
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Sistemas de Gestão de Conteúdos

on

  • 577 views

 

Statistics

Views

Total Views
577
Slideshare-icon Views on SlideShare
467
Embed Views
110

Actions

Likes
0
Downloads
5
Comments
0

1 Embed 110

http://ai1213-g1.wikispaces.com 110

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

    Sistemas de Gestão de Conteúdos Sistemas de Gestão de Conteúdos Presentation Transcript

    • Ciências e Tecnologias da Documentação e Informação David Moreira Philippe Marques Rúben da Costa
    • Introdução Como alunos do 3º ano da Licenciatura em Ciências e Tecnologias da Documentação e Informação, no âmbito da unidade curricular de Aplicações Informáticas, leccionada pelo Eng.º Lino Oliveira foi-nos proposta a realização de um trabalho que consiste na comparação entre plataformas de gestão de conteúdos. Foi-nos portanto pedido para realizar um estudo comparativo, entre as plataformas de conteúdos utilizados no ensino/aprendizagem. Esse estudo comparativo irá ser feito consoante o levantamento de requisitos considerados importantes e terá de ter em conta os diferentes pontos de vista de utilização (estudantes, docente e utilização). Por fim, é importante salientar que o mesmo deverá ser apresentado em forma de tabela. Iremos basear esse estudo como pedido, nos sistemas de gestão de aprendizagem (LMS), portefólio electrónico (E-PORTFOLIO), ambientes pessoais de aprendizagem (PLE) e a rede pessoal de aprendizagem (PLN). Nesta mesma abordagem, iremos dar enfase e destacar a definição de cada uma destas plataformas de gestão de conteúdos, assim como as suas características, vantagens/desvantagens e também realçar alguns dos exemplos mais utilizados das mesmas.
    • Learning Management System “Ambientes digitais de aprendizagem são sistemas computacionais disponíveis na internet, destinadas ao suporte de actividades mediadas pelas tecnologias de informação e comunicação. Permitem integrar múltiplas mídias, linguagens e recursos, apresentar informações de maneira organizada, desenvolver interações entre pessoas e objectos de conhecimento, elaborar e socializar produções tendo em vista atingir determinados objectivos.” Segundo Daniel Weiss (2009) citando Almeida (2003)
    • Learning Management System “Grande parte do sucesso do e-learning pode ser atribuído à disponibilidade dos Sistemas de Gestão de Aprendizagem (Learning Management System – LMSs), também conhecidos por Ambientes Virtuais de Aprendizagem (Virtual Learning Environments – VLEs) ou plataformas de aprendizagem. LMS permite a uma instituição desenvolver materiais de aprendizagem, disponibilizar cursos aos estudantes, proceder a testes e avaliações e gerar bases de dados de estudantes com possibilidade de monitorização dos respectivos resultados e progressão, por via electrónica.” Segundo Ana Pinheiro citando Keegan et al. (2002)
    • Learning Management System Acesso Protegido E Gestão De Perfis; Gestão Do Acesso A Conteúdos; Comunicação Formador/Formando; Controlo De Actividade; Gestão De Alunos E Gestão Do Processo De Formação;
    • Learning Management System Vantagens  O controlo da aprendizagem dos alunos mediante a quantificação da sua participação: quantas vezes entrou no sistema, quanto tempo lá permaneceu, quantos trabalhos entregou, quantas afirmações lá deixou registadas em fóruns e chats;  Reduzir custos de formação;  Aumentar as competências dos empregados;  Diminuir os custos com o pessoal;  Gerir as ferramentas de aprendizagem em conjunto com as metas dos recursos humanos.
    • Learning Management System Desvantagens  Em situação de ensino presencial ou misto estas ferramentas perdem bastante do seu interesse já que jamais serão melhores do que a comunicação presencial.  A ideia de estar acessível 24h por dia e 7 dias por semana, não transmite a realidade, visto que o aluno precisa de tempo para realizar outras actividades do seu dia-a-dia e não está permanentemente a estudar. Ou seja, o tempo dedicado ao estudo continua ser necessário, pois apesar deste método de ensino permitir ultrapassar as barreiras que a deslocação no espaço possa oferecer, o aluno tem de disponibilizar o seu tempo para estudar;  É necessário que haja motivação, orientada a uma aprendizagem autodidacta, por parte do aluno, pois apesar dos LMS permitiram o controlo por parte dos professores, este deve ter consciência de que é melhor para si manter uma regularidade no seu estudo, participar nas tarefas, não deixar acumular o material que o professor indica para consultar, não deixar que o prazo para entrega de tarefas fique muito apertado, etc…
    • Learning Management System Exemplos de LMS:  Moodle;  Blackboard;  Sakai.
    • E-Portfólio “Um meio de comunicação sobre o ‘crescimento e desenvolvimento’ do aluno e ‘não uma forma de avaliação’; uma colecção intencional e significativa do trabalho do aluno que ilustra os esforços, o progresso e a realização num ou mais domínios [ao longo do tempo].A colecção deve incluir: a participação do estudante na selecção dos conteúdos, os critérios para a selecção, os critérios para julgar o mérito, e provas de auto-reflexão do estudante.” Segundo Lia Oliveira (2011) citando Helen Barret (2005)
    • E-Portfólio “Um portefólio digital constitui uma forma de organização do conhecimento suportado por uma estrutura Web. Permite a cada indivíduo construir, organizar, reflectir e demonstrar as suas capacidades e competências ao longo da vida, interagindo colaborativamente e obtendo o feedback das suas experiências e reflexões, no caminho de um crescimento individual e ao mesmo tempo partilhado.” Segundo Lia Oliveira (2011) citando Carla Dias (2007)
    • E-Portfólio Vantagens  Trata-se de um documento “aberto”, ou seja, que está em constante construção, o que facilita a actualização da informação;  Facilidade de acesso;  Facilidade na inserção de documentos nos mais variados suportes (áudio, vídeo, imagem);  Tratando-se de algo que está em constante construção, acaba por promover uma aprendizagem activa;  Permite que haja opiniões construtivas por parte dos mais diversos utilizadores que façam uma visita ao e-portfolio. Podendo desta forma o seu autor melhorar o mesmo. Tendo por conseguinte uma aprendizagem e uma reflexão mais profunda;  O facto de não existir a utilização de papel nem de tintas faz com que haja uma preservação do ambiente;  É um documento que dura para toda a vida, podendo ser consultado e alterado sempre que se achar necessário.
    • E-Portfólio Desvantagens  Dificuldade no que toca ao armazenamento da informação;  Implica que os utilizadores estejam aptos para lidarem com as novas tecnologias;  Alguns utilizadores não têm ao seu dispor os recursos tecnológicos necessários para utilização do e-portfolio;  Utilizadores com elevada faixa etária não costumam aderir a estas tecnologias;  O facto de ser fácil introduzir informação, o e-portfolio poderá conter informação não relevante.
    • E-Portfólio Exemplos de E-Portfolio  Blogues;  Sites;  Plataformas:  Mahara;  Elgg
    • Personal Learning Environment “In the introduction I said that a Personal Learning environment was not an application. A PLE is comprised of all the different tools we use in our everyday life for learning.”ATTWELL, Graham – “The Personal Learning Environments - the future of eLearning? “ [Consultado 13 de Out. 2012]. Disponível naWWW: http://elearningeuropa.info/files/media/media11561.pdf
    • Personal Learning Environment “The PLE approach to online learning is buoyed by two factors. First, it mirrors what is happening in learners’ “real lives” in terms of using myriad tools and processes for social networking and connectedness. Second, learners may have experienced limitations with what we call institutionally centered learning environments, embodied by learning management systems(LMS) While LMSs have served universities well in tracking students and orchestrating online courses (“learning management”), the learner is left with a less than optimal environment. It may not be in the learner’s best interest to be “managed”, but rather to be guided and encouraged”MARTINDALE, Trey; DOWDY, Michael – “Personal Learning Environments “ [Consultado 14 de Out. 2012]. Disponível naWWW: http://www.pgsimoes.net/Biblioteca/Personal%20Learning%20Environments.pdf
    • Personal Learning Environment Vantagens  Os estudantes adaptam-se e fazem uso de diferentes tecnologias e recursos;  Os estudantes aprendem a tomar responsabilidade na sua própria aprendizagem;  São espaços que oferecem independência e autonomia;  A partilha de informação é vasta, os integrantes dos diversos recursos, criam e partilham as suas ideias;  Em geral estes espaços são completamente abertos, isto é não há custos ou outras barreiras na utilização.
    • Personal Learning Environment Desvantagens  O espaço de aprendizagem é constituído maioritariamente por software social, o qual necessita de conexão à internet;  Pode haver problemas em relação à veracidade e integridade da informação;  A aprendizagem é realizada duma maneira autónoma, e o estudante poderá divagar de aprender.
    • Personal Learning Network "Represent a shift away from the model in which students consume information through independent channels such as the library, a textbook, or an LMS, moving instead to a model where students draw connections from a growing matrix of resources that they select and organize." Scott Leslie’s impressive collection of PLE diagrams reminds us that PLNs are infinitely configurable to meet individual needs and preferences. They are, after all, «personal»” Jonathan Mott (2010)
    • Personal Learning Network Vantagens:  O acesso a comunidades globais de aprendizagem e conhecimento;  É um local para discutir e explorar temas com os outros, para colocar questões e opiniões;  A existência de várias fontes de informação e conhecimento;  Uma aprendizagem colaborativa e de compartilhamento, ou seja, ajudar e ser ajudado, dar e receber;  Oferece uma aprendizagem autodidacta e informal.
    • Personal Learning Network Desvantagens:  Num contexto escolar, não permite ao professor acompanhar o progresso do aluno, nem avaliá-lo;  A criação de uma PLN pode ser complicada para quem não tem experiência na área.
    • Personal Learning Network Exemplos:  Twitter  LinkedIn;  Wikispaces;  Diigo.
    • Tabela Comparativa entrePlataformas de conteúdos
    • Cenário Docente
    • Cenário Instituição
    • Questões Visto que estamos inseridos dentro do cenário “estudante”, qual consideram ser a plataforma de conteúdos ideal para se obter uma boa aprendizagem no ensino superior? Na vossa opinião, qual foi o impacto que os PLE trouxeram? Para além do Moodle que é um LMS, utilizam outra plataforma de conteúdos como forma de aprendizagem?
    • Conclusão O objectivo final deste trabalho foi a concepção de um quadro comparativo entre as plataformas estudadas em cima. Esse quadro comparativo foi realizado apos uma pesquisa exaustiva acerca das plataformas estudadas (LMS, E-PORTFOLIO, PLE E PLN) onde pontos como a sua definição, vantagens e desvantagens e alguns exemplos das mesmas foram abordadas. Como avaliação final ao trabalho realizado, poderemos dizer este foi uma mais-valia para todos os elementos do grupo. Permitiu alargar conhecimentos e estudar de uma maneira mais pormenorizada uma matéria que não nos era totalmente desconhecida, podendo por isso ser- nos útil num futuro próximo.
    • FIM