Your SlideShare is downloading. ×
0
 fenómenos de superfície
 fenómenos de superfície
 fenómenos de superfície
 fenómenos de superfície
 fenómenos de superfície
 fenómenos de superfície
 fenómenos de superfície
 fenómenos de superfície
 fenómenos de superfície
 fenómenos de superfície
 fenómenos de superfície
 fenómenos de superfície
 fenómenos de superfície
 fenómenos de superfície
 fenómenos de superfície
 fenómenos de superfície
 fenómenos de superfície
 fenómenos de superfície
 fenómenos de superfície
 fenómenos de superfície
 fenómenos de superfície
 fenómenos de superfície
 fenómenos de superfície
 fenómenos de superfície
 fenómenos de superfície
 fenómenos de superfície
 fenómenos de superfície
 fenómenos de superfície
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

fenómenos de superfície

4,212

Published on

Published in: Education
0 Comments
3 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total Views
4,212
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
39
Comments
0
Likes
3
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. ÓPTICA GEOMÉTRICA<br />1<br />Rui Rebelo<br />
  • 2. Fenómenos de Superfície<br />A óptica geométrica é a parte da óptica que estuda os fenómenos luminosos, considera-se que não ocorrerem fenómenos de interferência ou difracção.<br />A finalidade da óptica geométrica é o estudo dos instrumentos ópticos.<br />Microscópio, telescópio<br />Máquina de filmar, fotografar, lentes<br />Olho – órgão da visão<br />2<br />Rui Rebelo<br />
  • 3. Fenómenos de Superfície<br />Óptica Geométrica baseia-se nos seguintes<br />princípios :<br />A propagação rectilínea da luz.<br /> Independência dos raios luminosos.<br /> Reversibilidade dos raios luminosos.<br /> As leis da refracção e da reflexão.<br />  <br />3<br />Rui Rebelo<br />
  • 4. Fenómenos de Superfície<br />Propagação Rectilínea da Luz<br />Num meio homogéneo e transparente a luz propaga-se em linha recta. A cada uma dessas "rectas de luz" chama-se de raio de luz, ou feixe de luz.<br />4<br />Rui Rebelo<br />
  • 5. Fenómenos de Superfície<br />Independência dos<br />Raios de Luz.<br /> Quando dois raios de luz se cruzam, um não interfere na trajectória do outro, cada um comporta-se como se o outro não existisse.<br />5<br />Rui Rebelo<br />
  • 6. Fenómenos de Superfície<br />Reversibilidade dos Raios de Luz<br />Se revertermos o sentido de propagação de um raio de luz ele continua a percorrer a mesma trajectória, em sentido contrário.<br />6<br />Rui Rebelo<br />
  • 7. Fenómenos de Superfície<br />Reflexão e Refracção<br />Se existirem dois meios homogéneos transparentes, separados por uma superfície de contacto bem definida, há uma alteração no feixe de luz, parte da luz incidente é reflectida continuando a propagar-se no meio de onde vem, havendo uma inversão do sentido de propagação, e outra parte é refractada, isto é, penetra no segundo meio, mudando em geral de direcção.<br />7<br />Rui Rebelo<br />
  • 8. Fenómenos de Superfície<br />Reflexão Refracção<br />8<br />Rui Rebelo<br />
  • 9. Fenómenos de Superfície<br />Planos de incidência e reflexão<br />Plano de Incidência<br />O raio de luz incide sobre uma superfície de separação entre dois meios no ponto P, neste ponto P fazemos passar uma recta N perpendicular ao plano de reflexão (normal). O plano de incidência é o plano que contêm a normal e o raio incidente i.<br />Plano de Reflexão<br />O plano de reflexão é o plano que contém o raio reflectido r e a recta normal N.<br />O plano de incidência coincide com o plano de reflexão.<br />9<br />Rui Rebelo<br />
  • 10. Fenómenos de Superfície<br />Leis da Reflexão<br />1ª Lei: O raio incidente, a normal à superfície de separação no ponto de incidência e o raio reflectido são coplanaresestão no mesmo plano.<br />N<br />10<br />Rui Rebelo<br />
  • 11. Fenómenos de Superfície<br />Leis da Reflexão<br />2ª Lei: O módulo do ângulo de incidência é igual ao módulo do ângulo de reflexão<br />11<br />Rui Rebelo<br />
  • 12. Fenómenos de Superfície<br /> Leis da Refracção<br />1ª Lei: O raio incidente, a normal no ponto de incidência e o raio refractados estão no mesmo plano.<br />12<br />Rui Rebelo<br />
  • 13. Fenómenos de Superfície<br /> Leis da Refracção<br />2ª Lei: A razão entre o seno do ângulo de incidência,  , e o seno do ângulo de refracção,  , é constante e depende das características ópticas dos dois meios.<br />13<br />Rui Rebelo<br />
  • 14. Fenómenos de Superfície<br />A 2ª lei de Refracção, resume uma expressão que dá o desvio angular sofrido por um raio de luz ao passar para um meio com índice de refracção diferente do qual ele estava percorrendo.<br />Lei de Snell-Descartes <br />14<br />Rui Rebelo<br />
  • 15. Fenómenos de Superfície<br />Lei de Snell<br />n1 * sen 1 = n2 * sen 2<br />15<br />Rui Rebelo<br />
  • 16. Fenómenos de Superfície<br />Princípios de Óptica Geométrica<br />Pelo princípio da propagação rectilínea dos raios de luz, um raio de luz propaga-se em linha recta em meios de propagação homogéneos. <br />A luz propaga-se em linha recta enquanto as características do meio forem constantes.<br />A formação da sombra, é entendida como a formação de uma região destituída de luz, é uma consequência do princípio de propagação rectilínea da luz.<br />16<br />Rui Rebelo<br />
  • 17. Fenómenos de Superfície<br />Em Meios Heterogéneos<br />A luz, ou passa bruscamente de um meio para outro, ou pode ocorrer o fenómeno da refracção.<br />É este fenómeno que produz aquele efeito conhecido do lápis parecer quebrado dentro do copo de água.<br />17<br />Rui Rebelo<br />
  • 18. Fenómenos de Superfície<br />O princípio da reversibilidade na trajectória da luz.<br />A trajectória de um raio de luz continua a mesma quando o seu sentido de propagação é invertido, originando o fenómeno de Reflexão.<br />18<br />Rui Rebelo<br />
  • 19. Fenómenos de Superfície<br />Pelo princípio da reversibilidade, o motorista vê o passageiro pelo espelho retrovisor e este também vê o motorista pelo mesmo espelho.<br />19<br />Rui Rebelo<br />
  • 20. Fenómenos Ópticos<br />20<br />Rui Rebelo<br />
  • 21. Fenómenos Ópticos<br />Um fenómeno óptico é qualquer evento observável que resulte da interacção de luz e matéria.<br />É a forma como a luz interage com o meios em que se encontra, mudando quer o comportamento dos próprios raios luminosos, ou do meio em que se encontram.<br />21<br />Rui Rebelo<br />
  • 22. Fenómenos Ópticos<br />Reflexão Regular<br />Reflexão Difusa<br />Refracção<br />Absorção<br />Dispersão<br />Transmissão -Transmitancia<br />22<br />Rui Rebelo<br />
  • 23. Fenómenos Ópticos<br />Reflexão Regular<br />Quando um feixe de raios paralelos incide sobre uma superfície polida, propagando-se no meio 1, este retorna para o meio (1) sem perder o paralelismo. <br />23<br />Rui Rebelo<br />
  • 24. Fenómenos Ópticos<br />Reflexão Difusa<br />O feixe de raios paralelos provenientes do meio (1) atinge a superfície de separação com o meio (2) perdendo seu paralelismo e sendo espalhado em todas as direcções. <br />24<br />Rui Rebelo<br />
  • 25. Fenómenos Ópticos<br />Refracção<br />A luz, proveniente do meio (1), atravessa a superfície de separação entre os dois meios e passa a se propagar no meio (2), a luz, em geral, é desviada, assumindo uma direcção bem diferente da direcção de propagação no meio (1). <br />25<br />Rui Rebelo<br />
  • 26. Fenómenos Ópticos<br />Absorção <br />A luz proveniente do meio (1) atinge o meio (2), porém, não retorna ao meio de propagação inicial e nem passa a se propagar no meio (2). Essa luz, por se tratar de energia, é absorvida pele superfície. <br />26<br />Rui Rebelo<br />
  • 27. Fenómenos Ópticos<br />Dispersão<br />Quando a luz branca incide sobre uma superfície que separa dois meios e surge um leque de cores.<br />Esse fenómeno é denominado dispersão da luz.<br />Ocorre quando a luz branca se decompõe nas cores do arco-íris.<br />27<br />Rui Rebelo<br />
  • 28. Fenómenos Ópticos<br />Transmitância<br />Transmitância é a fracção da luz incidente com um comprimento de onda específico, que atravessa uma amostra de matéria. <br />É um fenómeno relacionado directamente à absorção.<br />28<br />Rui Rebelo<br />

×