Seminario Avaliar Investimento Inovacao

  • 583 views
Uploaded on

Apresentação realizada no dia 18 de Setembro na NET.

Apresentação realizada no dia 18 de Setembro na NET.

  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Be the first to comment
No Downloads

Views

Total Views
583
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
2

Actions

Shares
Downloads
0
Comments
0
Likes
1

Embeds 0

No embeds

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1. Como Avaliar o Investimento em Inovação? Encontro de Fim de Tarde NET, 18 de Setembro ‘12 Programa: 17:30 • 18:00 | Receção 18:00 • 19:00 | Apresentação de boas práticas de avaliação do investimento em inovação 19:00 • 19:30 | Troca de ideiasTodos os direitos reservados © Digitalflow Página 1
  • 2. Apesar das empresas considerarem a inovação como uma das suas três prioridades e de pretenderem continuar a investir nesta área, não estão totalmente satisfeitas com os resultados obtidos. Fonte: Inquérito BCG, Informationweek, 2007Todos os direitos reservados © Digitalflow Página 2
  • 3. As empresas pretendem obtermelhores resultados em termos de:• mais e melhores produtos e serviços• processos internos mais robustos• uma melhor experiência do cliente• melhores modelos de negócioTodos os direitos reservados © Digitalflow Página 3
  • 4. Crescimento das vendas 51% VS Poucas empresas dedicam os Time to market recursos e o tempo necessários para 18%) a gestão e avaliação da inovação Não utilizam os indicadores mais adequados para avaliar o desempenho das suas práticas de inovação Measure Innovation Tom PetersTodos os direitos reservados © Digitalflow Página 4
  • 5. Não se gere o que não se consegue medir Mas também não se mede o que não se consegue descrever adequadamente Fonte: Kaplan & NortonTodos os direitos reservados © Digitalflow Página 5
  • 6. “Se não sabes para onde vais, qualquer caminho te levará lá” (in Alice no País das Maravilhas)Todos os direitos reservados © Digitalflow Página 6
  • 7. Apenas 14% dos colaboradores entende a estratégia e a direcção definida para a Empresa Fonte: David Witt, Maio de 2012 Dilbert: The Importance of StrategiesTodos os direitos reservados © Digitalflow Página 7
  • 8. Grau de Alinhamento entre a Cultura, Capacidades, Estratégia de Inovação e a Estratégia de negócio Alinhamento fraco Alinhamento moderado Margem bruta Alinhamento elevado 38 40 42 44 46 48 50 Fonte: The Global Innovation 1000 - Booz & CompanyTodos os direitos reservados © Digitalflow Página 8
  • 9. O Retorno do Investimento em Inovação é calculado pela comparação dos lucros gerados pelas vendas de novos produtos e serviços, patentes/ licenciamentos com as despesas directas em investigação e desenvolvimento Fonte: InvestopediaTodos os direitos reservados © Digitalflow Página 9
  • 10. Será o ROI uma boa forma de medir a inovação? É correcto avaliar com as mesmas medidas, a geração de ideias/criatividade e a gestão do processo de inovação?Todos os direitos reservados © Digitalflow Página 10
  • 11. Para além do retorno financeiro, a inovação pode gerar os seguintes benefícios: • Conhecimento • Marca • Ecosistema • Organização Fonte: Payback: Reaping the Rewards of Innovation by James P. Andrew and Harold L. SirkinTodos os direitos reservados © Digitalflow Página 11
  • 12. Conhecimento – o que aprende com uma inovação pode servir para outra, reduzindo desta forma os seus custos Marca – o fortalecimento da marca pode permitir praticar preços mais elevadosTodos os direitos reservados © Digitalflow Página 12
  • 13. Ecosistema – colaboração com parceiros ou clientes pode trazer importante retorno, ainda que não imediato Organização – a reputação de empresa inovadora atrai e retém talentoTodos os direitos reservados © Digitalflow Página 13
  • 14. Os indicadores Os objectivos descrevem o que permitem medir o é que se deve fazer bem para progresso que se poder executar a estratégia. estamos a ter ao nível do cumprimento dos objectivos As metas indicam o nível esperado de performanceTodos os direitos reservados © Digitalflow Página 14
  • 15. Medir sempre em relação à Medir para melhorar e não melhor alternativa possível para julgar Medir o potencial e não só Medir o intangível os resultados passados Fonte: The Innovation Measurement Trap, Drew Boyd, 2012Todos os direitos reservados © Digitalflow Página 15
  • 16. Frequentemente os projectos de inovação são avaliados pelos mesmos critérios e indicadores dos negócios existentes Deve-se exigir resultados e disciplina aos negócios mais consolidados e experimentação às novas ideias Fonte: Embracing Paradox, M.L.Tushmam, W.K.Smith e A.BinnsTodos os direitos reservados © Digitalflow Página 16
  • 17. Lag - não descrevem a estratégia, apenas nos dizem que consequências ela está a ter Lag (resultado) Lead (processo) Quota mercado Horas com o cliente Satisfação dos colaboradores Faltas não justificadas Novos produtos Número de ideias (que passam a avaliação independente) How should we measure performance of new efforts?Todos os direitos reservados © Digitalflow Página 17
  • 18. Que objectivos/categorias? Que indicadores e metas? Que unidades de medida? O que medir e com que processos? Com que frequência e quando? Quem irá avaliar?Todos os direitos reservados © Digitalflow Página 18
  • 19. A selecção do tipo de Indicadores depende de: • Para quem é que estamos a avaliar • Porque é que estamos a avaliar. Fonte: Using the 6 W’s to Measure R&D and • O que é que se pretende Innovation - Caspar van Rijnbach, 2012 avaliar • Onde se pretende avaliar • Quando é que se avaliaTodos os direitos reservados © Digitalflow Página 19
  • 20. • Para quem é que estamos • Porque é que estamos a a avaliar (é para o avaliar. Qual é o accionista, o gestor, o objectivo? Para avaliar a cliente, o colaborador, o performance dos parceiro,....?) parceiros? Para comunicar com os accionistas? Para avaliar os colaboradores? Para cálculo do prémio?Todos os direitos reservados © Digitalflow Página 20
  • 21. • O que é que pretendemos avaliar. Queremos avaliar outputs/resultados ou eficiência dos processos? • Onde é que pretendemos Projectos individuais ou avaliar. Em que fase é que todo o portefólio? Avaliar estamos a avaliar? só aspectos financeiros ou Investigação e também o conhecimento? Desenvolvimento - ideias? Comercialização - resultados?Todos os direitos reservados © Digitalflow Página 21
  • 22. • Quando é que avaliamos. Início, a meio ou no final do projecto? Ou só muitos anos depois? Todos os anos ou regularmente?Todos os direitos reservados © Digitalflow Página 22
  • 23. Como justificar o investimento em inovação numa altura de crise em que se tenta cortar custos em todas as áreas? • Estimando o custo de não investir em inovação • Gerindo de uma forma mais inteligente o orçamento de inovaçãoTodos os direitos reservados © Digitalflow Página 23
  • 24. Com uma estratégia de inovação aberta, baseada em colaboração com outros parceiros, uma empresa não necessita de tantos recursos para conseguir desenvolver novos produtos/ serviçosTodos os direitos reservados © Digitalflow Página 24
  • 25. Como Avaliar o Investimento em Inovação? Troca de ideiasTodos os direitos reservados © Digitalflow Página 25
  • 26. Contacte-nosMorada: Centro de Empresas NET – Edifício PROMONET Rua de Salazares, 842 | 4149-002 Porto | Portugal email: digitalflow@digitalflow.pt | www.digitalflow.pt tel.+351 225 322 015/ 225 322 065Redes sociais: Linkedin: www.linkedin.com/company/digitalflow Facebook: www.facebook.com/digitalflow.pt Youtube: www.youtube.com/watch?v=YqxhH6QY0LYTodos os direitos reservados © Digitalflow