Doenca Celíaca

4,598 views
4,333 views

Published on

Doença autoimune do intestino delgado;

Caracterizada por atrofia vilosa;

Má absorção de alimentos;

Glúten fator etiológico;

Published in: Health & Medicine
0 Comments
2 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
4,598
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
440
Actions
Shares
0
Downloads
112
Comments
0
Likes
2
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Doenca Celíaca

  1. 1. Doença Celíaca <ul><li>Nutricionistas Responáveis: </li></ul><ul><li>Marcele Policarpo </li></ul><ul><li>Kethryn Machado </li></ul><ul><li>Pricila Pugen </li></ul><ul><li>Shana Santos </li></ul><ul><li>Vanessa Engler </li></ul>
  2. 2. Introdução <ul><li>Doença autoimune do intestino delgado; </li></ul><ul><li>Caracterizada por atrofia vilosa; </li></ul><ul><li>Má absorção de alimentos; </li></ul><ul><li>Glúten  fator etiológico; </li></ul>
  3. 3. <ul><li>Causada por hipersensibilidade a proteínas de armazenamento de cereais; (gliadina do glúten – trigo, proteínas – cevada e centeio) </li></ul><ul><li>Enzima transglutaminase  autoantígeno. </li></ul><ul><li>Afeta crianças e adultos geneticamente predispostos; </li></ul>Introdução
  4. 4. Patologia <ul><li>Lesões inflamatórias  presentes no intestino delgado </li></ul><ul><li> área de maior contato com a gliadina; </li></ul><ul><li>Ocorre perda das células vilosas epiteliais  má absorção; </li></ul><ul><li>Progressão da doença  a inflamação atinge um estágio destrutivo; </li></ul><ul><li>Inflamação prolongada  sem recuperação; </li></ul>
  5. 5. Imunopatogenia <ul><li>Ingestão do glúten  indução das células T por células apresentadoras de antígenos; </li></ul><ul><li>Apresentação de peptídeos de gliadina a células T ( através do MHC); </li></ul><ul><li>Células T induzidas atuam sobre os macrófagos intestinais, produzindo citocinas pró-inflamatórias; </li></ul><ul><li>Células apresentadoras de antígenos  apresentam peptídeos de gliadina para células T, através do MHC; </li></ul><ul><li>Células T  secretam citocinas pró – inflamatórias  atuam sobre os macrófagos intestinais; </li></ul>
  6. 6. Imunopatogenia <ul><li>Perda das vilosidades intestinais  células T reconhecem células epiteliais que contenham peptídeos de gliadina já apresentados pelo MHC; </li></ul><ul><li>Os linfócitos T intra-epiteliais CD8+ liberam αβ TCR  lise das células vilosas; </li></ul><ul><li>Células B  produzem anticorpos antigliadina IgA; </li></ul><ul><li>Transglutaminase  enzima endógena que reage com a gliadina; </li></ul><ul><li>Anticorpos antiendomísio  podem contribuir para lesão tecidual. </li></ul>
  7. 7. Complicações e Prognóstico <ul><li>Doença não diagnosticada e tratada  grande debilidade e morte; </li></ul><ul><li>Quando tratada  expectativa de vida normal; </li></ul><ul><li>Carcinoma e linfoma intestinal  evitado com dieta isenta de gliadina; </li></ul><ul><li>Pacientes com alterações intestinais de longa duração  terapia com corticosteróides. </li></ul>
  8. 8. Sintomas e Diagnóstico <ul><li>Sintomas: dependem do estágio </li></ul><ul><li>CRIANÇAS: </li></ul><ul><li>Diarréia; </li></ul><ul><li>Crescimento insuficiente; </li></ul><ul><li>Vômitos </li></ul><ul><li>Grande volume de fezes </li></ul><ul><li>Diagnóstico: </li></ul><ul><li>Feito por biópsia do intestino delgado. </li></ul><ul><li>Demonstração de anticorpos circulantes (IgA) { </li></ul><ul><li>ADULTOS: </li></ul><ul><li>Apetite aumentado </li></ul><ul><li>Perda de peso </li></ul><ul><li>Fraqueza e fadiga </li></ul>Antigliadina Antiendomísio
  9. 9. <ul><li>Retirada da Gliadina da dieta  rápida melhora da doença; </li></ul><ul><li>Dieta sem gliadina  afeta a glutamina </li></ul><ul><li>Exclusão da dieta : trigo , centeio , cevada e aveias ; </li></ul><ul><li>Inclusão na dieta : batata, arroz, feijão de soja e tapioca; </li></ul>Cuidado Nutricional
  10. 10. <ul><li>Os grãos de gliadina não são só o ingrediente básico, muitas vezes são usados no processo de preparações  cuidado com os rótulos; </li></ul><ul><li>Proteína vegetal hidrolisada é um exemplo, pois pode ser feita com trigo, soja, milho ou a mistura destes grãos; </li></ul><ul><li>Após a ingestão de gliadina ocorre mudanças nas mucosas dentro de horas, porém os sintomas podem levar 8 semanas para aparecerem; </li></ul><ul><li>Algumas vezes é necessária uma dieta sem lactose + exclusão de gliadina  ajudam no controle do sintomas; </li></ul>Cuidado Nutricional
  11. 11. Doença severa <ul><li>Suplementação com vitaminas, minerais e proteína; </li></ul><ul><li>Pode causar anemia: precisando ser tratada com ferro , folato e vitamina B12 </li></ul><ul><li>A Vitamina K na presença de sangramentos ou tempo de protrombina prolongada; </li></ul><ul><li>Desidratação ou diarréia severa: reposição de eletrólitos e líquidos </li></ul>
  12. 12. <ul><li>Osteomalacia: deve ser administrada através de cálcio e Vitaminas D </li></ul><ul><li>Esteatorreia: utiliza-se vitamina A e E para reabastecer os estoques. </li></ul><ul><li>Suplementação múltipla ( vitaminas e minerais) deve ser ingerido regularmente para atingir as RDA’s em pacientes que após dieta adequada continuam a apresentar má absorção. </li></ul>Doença severa
  13. 13. Alimentos permitidos <ul><li>Leites e derivados: </li></ul><ul><li>Leite fresco; </li></ul><ul><li>Leite condensado; </li></ul><ul><li>Iogurte; </li></ul><ul><li>Ricota; </li></ul><ul><li>Carnes: </li></ul><ul><li>Carnes em geral; </li></ul><ul><li>Frutos do mar; </li></ul><ul><li>Queijo parmesão; </li></ul><ul><li>Queijo cheddar; </li></ul><ul><li>Queijo pasteurizado processado </li></ul><ul><li>Aves; </li></ul><ul><li>Ovos </li></ul>2 porções ou mais 2 porções ou mais
  14. 14. <ul><li>Cereais: </li></ul><ul><li>Batatas; </li></ul><ul><li>Arroz; </li></ul><ul><li>Inhame; </li></ul><ul><li>Pães: </li></ul><ul><li>Especialmente preparados usando farinhas permitidas. </li></ul><ul><li>Frutas e Verduras: </li></ul><ul><li>Frutas frescas; </li></ul><ul><li>Frutas congeladas; </li></ul><ul><li>Sucos de frutas; </li></ul><ul><li>Frutas enlatadas; </li></ul><ul><li>Talharim especial sem glúten; </li></ul><ul><li>Cereal feito de fubá; </li></ul>1 porção ou mais 3 porções ou mais <ul><li>Vegetais frescos; </li></ul><ul><li>Vegetais congelados </li></ul><ul><li>Vegetais enlatados </li></ul>2 porções ou mais
  15. 15. <ul><li>Leguminosas: </li></ul><ul><li>Ervilhas; </li></ul><ul><li>Feijões secos </li></ul><ul><li>Lentilha </li></ul><ul><li>Gorduras: </li></ul><ul><li>Manteiga; </li></ul><ul><li>Margarina; </li></ul><ul><li>Óleo vegetal </li></ul><ul><li>Doces: </li></ul><ul><li>Chocolate; </li></ul><ul><li>Geléia </li></ul><ul><li>Mel </li></ul><ul><li>Caldas em geral; </li></ul>2 porções ou mais <ul><li>Nozes </li></ul><ul><li>Molhos para salada; </li></ul><ul><li>Maionese </li></ul>1 a 2 porções <ul><li>Pudim; </li></ul><ul><li>Bolos; </li></ul><ul><li>Sorvete sabor baunilha </li></ul>
  16. 16. <ul><li>Duodeno atrofiado </li></ul>

×