• Share
  • Email
  • Embed
  • Like
  • Save
  • Private Content
Pvbs042013
 

Pvbs042013

on

  • 285 views

 

Statistics

Views

Total Views
285
Views on SlideShare
285
Embed Views
0

Actions

Likes
2
Downloads
0
Comments
0

0 Embeds 0

No embeds

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

    Pvbs042013 Pvbs042013 Presentation Transcript

    • Palavra de VidaAbril de 2013
    • «Não vos queixeis uns dos outros, irmãos» (Tg 5, 9).
    • Para compreender melhor a Palavra de Vida que nos é propostaeste mês, é necessário recordar as circunstâncias que a motivaram.
    • Verificavam-se algunsatritos nas comunidades cristãs às quais é dirigida a Carta do apóstolo Tiago.
    • Tratavam-se de escândalos, de discriminações sociais, de um usoegoísta da riqueza, da exploração dos operários, de uma fé feita mais de palavras do que de obras, etc.
    • Tudo isto dava origem a ressentimentos e críticas de uns contra os outros, criando um clima de mal-estar em toda a comunidade.
    • «Não vos queixeis uns dos outros, irmãos».
    • Portanto, já no tempo dos apóstolos se notava aquilo que também hoje se vê nas nossas comunidades.
    • Os maiores obstáculos para praticar a nossa fé muitas vezesnão vêm de fora, ou seja, do mundo, mas nascem internamente,
    • de certas situações na própria comunidade e de comportamentos dos nossos irmãos não conformes ao ideal cristão.
    • E isto provoca uma sensação de mal-estar, de desconfiança e de desânimo.
    • «Não vos queixeis uns dos outros, irmãos».
    • Todavia, se todas estas contradições e incoerências, mais ou menos graves, têm a sua raiz numa fé nem sempre iluminada enum amor a Deus e ao próximo ainda muito imperfeito, a primeira reação do cristão não deverá ser a impaciência e a intransigência, mas deve ser aquela que Jesus ensina.
    • Ele pede uma espera paciente, a compreensão e a misericórdia, quefavorece o desenvolvimento da semente de Bem que foi plantada emnós, como explica a parábola do trigo e do joio (Mt 13, 24-30.36-43).
    • «Não vos queixeis uns dos outros, irmãos».
    • Como viver, então, a Palavra de Vida deste mês? Ela coloca-nos diante de um aspeto difícil da vida cristã..
    • Também nós fazemos parte de várias comunidades (a família, a paróquia, aassociação, o ambiente de trabalho, a comunidade civil), onde infelizmente podem existir muitas coisas que a nosso ver não estão certas:
    • temperamentos, modos de ver, comportamentos de pessoas, incoerências que nos fazem sofrer e suscitam em nós reações de rejeição.
    • Temos, então, muitas ocasiões para viver bem a Palavra de Vida deste mês.
    • Em vez da murmuração ou da condenação – como seríamostentados a fazer –, usaremos a tolerância e a compreensão. Depois, dentro do possível, também a correção fraterna.
    • E, sobretudo, daremos um testemunho cristão, respondendo àseventuais faltas de amor ou de empenho, com um maior amor e empenho da nossa parte.
    • «Não vos queixeis uns dos outros, irmãos» (Gc 5, 9). Texto de Chiara Lubich, escrito em 1989Gráfica de Anna Lollo em colaboração com padre Placido D’Omina (Sicília, Itália) •* *O comentário sobre a Palavra de Vida é traduzido todos os meses em 96 línguas e idiomas, e chega a vários milhões de pessoas no mundo inteiro através da imprensa, rádio, TV e pela internet. Para maiores informações www.focolare.org • Este PPS, em várias línguas, é publicado em www.santuariosancalogero.org