Trabalho de Conclusão de Curso II
Introdução
Objetivos
Capítulos
Paradoxalmente, contudo, quanto mais a tal da
globalização avança trazendo consigo a
dester...
Introdução
Objetivos
Capítulos
Estudar as relações entre design e a identidade
cultural gaúcha e aplicá-las no desenvolvim...
Introdução
Objetivos
Capítulos
Design e identidade cultural
Cap 2
Identidade cultural gaúcha
Cap 3
Projeto da linha de lum...
Design
e Identidade
Cultural
CULTURA
Fatores
Pessoais
Valores
Ideias
Costumes
Identifica
Singulariza
Congrega
Fatores
Soci...
Design e Identidade
Design
e Identidade
Cultural
Escala baseada nas categorias propostas por Niemeyer (2007)
e nos element...
Design e Identidade
Design
e Identidade
Cultural
Aplicação - Projetos Heloisa Crocco
Cultura Popular Gaúcha
Identidade
Cultural
Gaúcha
Os elementos que compõem a cultura popular gaúcha provem da
sua história...
Metodologia
Projeto
Linha de
Luminárias
Geração
Avaliação
Realização
Preparação
Coleta de dados e Análises
História, merca...
Fase de Preparação
Projeto
Linha de
Luminárias
1937
L1 Luxo
J. Jacobsen
1900
Libélula
C. Driscol
2007
Cristal de luz
Coopa...
Projeto
Linha de
Luminárias
Análise Estrutural e Morfológica
Tendências em iluminação Legislações e normas
Marcação;
Const...
Projeto
Linha de
Luminárias
Fase de Preparação
Técnicas e materiais da Arte Têxtil Gaúcha
Projeto
Linha de
Luminárias
Requisitos de projeto
(1)Desenvolverumalinhadelumináriascontemplandoostipos:arandela,pendente,...
Projeto
Linha de
Luminárias
Hierarquização dos requisitos
Fase de Preparação
Projeto
Linha de
Luminárias
Painel de estilo de vida
Painel de expressão do produto
Fase de Geração
Projeto
Linha de
Luminárias
Painel temático
Fase de Geração
Projeto
Linha de
Luminárias
Estudo das formas
Paleta de cores
Fase de Geração
Projeto
Linha de
Luminárias
Geração de alternativas
Fase de Geração
Projeto
Linha de
Luminárias
Avaliação das Alternativas
Alternativa escolhida
Fase de Avaliação
Projeto
Linha de
Luminárias
Avaliação das Alternativas
Coluna Cúpula
Estrutura
de encaixe
Fase de Avaliação
Projeto
Linha de
Luminárias
Linha de luminárias
Teto
Chão Mesa Parede
Fase de Avaliação
Projeto
Linha de
Luminárias
Modelagem
Fase de Realização
Projeto
Linha de
Luminárias
Detalhamento
Fase de Realização
Projeto
Linha de
Luminárias
Linha Querência
Resultados
Projeto
Linha de
Luminárias
Resultados
Considerações Finais
A Escala de nível de apelo identitário desenvolvida mostrou-se
eficaz no norteamento de projetos que ...
Referências
BARROSO, Eduardo. Quase quatro décadas de design. 2008. Disponível em:
<http://eduardobarroso.blogspot.com/200...
Apresentação_Identidade cultural gaúcha aplicada no desenvolvimento de uma linha de luminárias
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Apresentação_Identidade cultural gaúcha aplicada no desenvolvimento de uma linha de luminárias

147

Published on

Apresentação de defesa do Trabalho de Conclusão de Curso para obtenção do título de bacharel em Desenho Industrial com habilitação em Projeto de Produto, Universidade Federal de Santa Maria, 2011.

Published in: Design
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
147
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
8
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Transcript of "Apresentação_Identidade cultural gaúcha aplicada no desenvolvimento de uma linha de luminárias"

  1. 1. Trabalho de Conclusão de Curso II
  2. 2. Introdução Objetivos Capítulos Paradoxalmente, contudo, quanto mais a tal da globalização avança trazendo consigo a desterritorialização, mais acho que a gente sente necessidade de pertencer a algum lugar, àquele canto do mundo específico que nos define ‘ ’(BORGES, 2003, p.63) Atualmente, no nosso mundo globalizado, onde a qualidade não é mais um diferencial dos produtos e serviços, mas um aspecto inseparável, se compete mais pelo apelo original e pela emoção e sentimentos que se desperta nos consumidores através de signos e símbolos ‘ ’(FAGGIANI, 2006, p.12)
  3. 3. Introdução Objetivos Capítulos Estudar as relações entre design e a identidade cultural gaúcha e aplicá-las no desenvolvimento de uma linha de luminárias Traçar um panorama histórico da cultura popular gaúcha; Delimitar elementos e símbolos para a confecção da linha de luminárias; Compreender a atuação do profissional de design como mediador cultural. Geral Específicos
  4. 4. Introdução Objetivos Capítulos Design e identidade cultural Cap 2 Identidade cultural gaúcha Cap 3 Projeto da linha de luminárias Fase de Preparação Fase de Geração Fase de Avaliação Fase de Realização Cap 4 Considerações finais Cap 5
  5. 5. Design e Identidade Cultural CULTURA Fatores Pessoais Valores Ideias Costumes Identifica Singulariza Congrega Fatores Sociais Relações Artefatos Leis IDENTIDADE SÍMBOLOSE REPRESENTAÇÕES Cultura e identidade Design (ICSID, 2001) Ética global Ética social Ética cultural Semiologia Estética Sustentabilidade Proteção Ambiental benefícios Liberdade às comunidades Diversidade cultural Expressão Coerência
  6. 6. Design e Identidade Design e Identidade Cultural Escala baseada nas categorias propostas por Niemeyer (2007) e nos elementos simbólicos citados por Barroso (1999): Temática: Arte e arquitetura Artefatos Folclore Iconografia Fauna e Flora Configuração estética: Cor Forma Partes Texturas Estampas, etc. Materiais: Coerentes com a temática proposta Processos: Técnica tradicional ou típica da região 1 Númerodecritérios presentesnoproduto Alto Médio Baixo Nível de apelo identitário 2 3 4
  7. 7. Design e Identidade Design e Identidade Cultural Aplicação - Projetos Heloisa Crocco
  8. 8. Cultura Popular Gaúcha Identidade Cultural Gaúcha Os elementos que compõem a cultura popular gaúcha provem da sua história de invasões, da convivência e dominação dos indígenas, dos inúmeros conflitos e por fim, da vida nas estâncias e a chegada dos imigrantes. Arte Têxtil Gaúcha (Zattera, 1988) Trançados Tramados Rendas Bordados
  9. 9. Metodologia Projeto Linha de Luminárias Geração Avaliação Realização Preparação Coleta de dados e Análises História, mercado, estruturas, formas, materiais, processos de fabricação e legislações. Requisitos de projeto Geração de alternativas Esboços Avaliação das alternativas Escolha da alternativa que melhor atende aos requisitos estabelecidos e que esteja coerente com os painéis semânticos Materialização Desenho técnico Modelagem Löbach (2001) e Baxter (1998)
  10. 10. Fase de Preparação Projeto Linha de Luminárias 1937 L1 Luxo J. Jacobsen 1900 Libélula C. Driscol 2007 Cristal de luz Coopa-Roca Análise Histórica 1968 Lava Walker, E. C. Rococó Análise de mercado
  11. 11. Projeto Linha de Luminárias Análise Estrutural e Morfológica Tendências em iluminação Legislações e normas Marcação; Construção; Fiação interna e externa; Proteção contra choques; Resistência de isolamento; Ensaio técnico em operação normal e anormal. NBR IEC 60598-1 Fase de Preparação
  12. 12. Projeto Linha de Luminárias Fase de Preparação Técnicas e materiais da Arte Têxtil Gaúcha
  13. 13. Projeto Linha de Luminárias Requisitos de projeto (1)Desenvolverumalinhadelumináriascontemplandoostipos:arandela,pendente,dechãoedemesa (2)Tercomofunçãoprincipaladecorativa (3)Utilizarcomotécnicasostramados,bordadosoutrançados,característicosdaregiãocentraldoestado (4)Considerarcoresadequadasaoobjetivodevalorizaçãodaidentidadeculturalgaúcha (5)Considerarumaadequaçãoastendênciasatuaisdedecoração (6)Considerarversatilidadedeusodaspartes (7)Considerarformasdereduzircustoscomembalagemetransporte Configuração Materiais (8)UtilizarcomofontedeluzaslâmpadasdotipoLED (9)Considerarosdanosaomeioambientenaescolhadosmateriais Fabricação (10)Considerarousodealgumaspeçasestruturaisjáexistentesnomercado (11)Preferirencaixesdaspartesparafacilitarlimpezaepossívelreciclagemdoproduto Manutenção (12)Considerarfácilacessoparamanutençãoetrocadelâmpadas Segurança (13)Evitarparteselétricasexpostasimpedindoqueousuárioentreemcontatocomestas Fase de Preparação
  14. 14. Projeto Linha de Luminárias Hierarquização dos requisitos Fase de Preparação
  15. 15. Projeto Linha de Luminárias Painel de estilo de vida Painel de expressão do produto Fase de Geração
  16. 16. Projeto Linha de Luminárias Painel temático Fase de Geração
  17. 17. Projeto Linha de Luminárias Estudo das formas Paleta de cores Fase de Geração
  18. 18. Projeto Linha de Luminárias Geração de alternativas Fase de Geração
  19. 19. Projeto Linha de Luminárias Avaliação das Alternativas Alternativa escolhida Fase de Avaliação
  20. 20. Projeto Linha de Luminárias Avaliação das Alternativas Coluna Cúpula Estrutura de encaixe Fase de Avaliação
  21. 21. Projeto Linha de Luminárias Linha de luminárias Teto Chão Mesa Parede Fase de Avaliação
  22. 22. Projeto Linha de Luminárias Modelagem Fase de Realização
  23. 23. Projeto Linha de Luminárias Detalhamento Fase de Realização
  24. 24. Projeto Linha de Luminárias Linha Querência Resultados
  25. 25. Projeto Linha de Luminárias Resultados
  26. 26. Considerações Finais A Escala de nível de apelo identitário desenvolvida mostrou-se eficaz no norteamento de projetos que visem a valorização de culturas locais, porém precisa ser aprimorada; Produtos industriais com apelo local são possíveis; A linha de luminárias é para produção industrial e atendeu de forma satisfatória os requisitos de projeto e objetivos propostos; Encontraram-se algumas dificuldades quanto a testes com materiais mais próximos da fabricação industrial, o que dificultou a busca por alternativas mais viáveis na estrutura de encaixe; O designer deve saber traduzir e interpretar essas culturas, ter sensibilidade e respeito para saber utilizar os elementos sem interferir ou ferir o seu real significado.
  27. 27. Referências BARROSO, Eduardo. Quase quatro décadas de design. 2008. Disponível em: <http://eduardobarroso.blogspot.com/2008/05/quase-quatro-dcadas-de-design.html>. Acesso em: 18 ago. 2011. BAXTER, Mike. Projeto de produto: guia prático para o desenvolvimento de novos produtos. São Paulo: Edgard Blücher, 1998. BORGES, Adélia. Designer não é personal trainer e outros escritos. 2 ed. São Paulo: Edições Roari, 2003. BÜRDEK, Bernhard E. História, teoria e prática do design de produtos. São Paulo: Edgard Blücher, 2006. CANCLINI, Nestor G. Culturas híbridas. 4ª ed. São Paulo: Ed. da Universidade de São Paulo, 2008. FAGIANNI, Kátia. O poder do design. Brasília: Thesaurus, 2006. HALL, Stuart. A identidade cultural na pós-modernidade. 11ª Ed. Rio de Janeiro: DP&A, 2006. KRUCHEN, Lia. [Entrevista disponibilizada em 15 de fevereiro de 2010, a Planeta Sustentável]. 2010. Disponível em: <http://planetasustentavel.abril.com.br/noticia/cultura/lia-kruchen-territorio- designlia-kruchen-design-territorio-produto-local-533690.shtml?func=1&pag=0&fnt=9pt >. Acesso em: 27 mar. 2010. LÖBACH, Bernd. Design Industrial: bases para a configuração de produtos industriais. São Paulo: Edgard Blücher, 2001. ZATTERA, Vera Beatriz Stedile. Arte têxtil no Rio Grande do Sul. Caxias do Sul: São Miguel, 1988.
  1. A particular slide catching your eye?

    Clipping is a handy way to collect important slides you want to go back to later.

×