Your SlideShare is downloading. ×
Portaria 1010 slide
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

Portaria 1010 slide

626
views

Published on


0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
626
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
6
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. DANILO DE MELO SOUZA Secretario da Educação JOSÉ WILSON SIQUEIRA CAMPOS Governador do Tocantins ALIMENTAÇÃO ESCOLAR
  • 2. ALIMENTAÇÃO ESCOLAR
    • DIRETORIA REGIONAL DE ENSINO DE COLINAS DO TOCANTINS
    • SETOR REGIONAL DE ADMINISTRAÇÃO FINANÇAS E PADRÕES MININOS EDUCACIONAIS
    • ALIMENTAÇÃO ESCOLAR
  • 3. ALIMENTAÇÃO ESCOLAR
    • Portaria Interministerial MEC/MS nº 1.010/2006 e os Dez Passos para a Promoção da Alimentação Saudável na Escola
  • 4. ALIMENTAÇÃO ESCOLAR
    • A Portaria Interministerial MEC/MS nº 1.010/2006 Institui as diretrizes para a Promoção da Alimentação Saudável nas Escolas de educação infantil, fundamental e nível médio das redes públicas e privadas, em âmbito nacional
  • 5. ALIMENTAÇÃO ESCOLAR
    • Considerando que a alimentação no ambiente escolar pode e deve ter função pedagógica, devendo estar inserida no contexto curricular, a Portaria 1010 implantou os Dez Passos para a Promoção da Alimentação Saudável nas Escolas
  • 6.
    • Os “Dez Passos para a Promoção da Alimentação Saudável na Escola” foram elaborados com o objetivo de propiciar a adesão da comunidade escolar a hábitos alimentares saudáveis e atitudes de auto cuidado e promoção da saúde.
    • Estes consistem num conjunto de estratégias que devem ser implementadas de maneira complementar entre si, sem necessidade de seguir uma ordem, permitindo a formulação de ações/atividades de acordo com a realidade de cada local .
    ALIMENTAÇÃO ESCOLAR
  • 7. 1º PASSO
  • 8. ESTRATÉGIAS
    • Sensibilizar a comunidade escolar;
    • Sensibilizar o professor quanto à importância da alimentação para a educação;
    • Estabelecer metodologias de sensibilização
  • 9. Reforçar a abordagem da promoção da saúde e da alimentação saudável nas atividades curriculares da escola. 2º PASSO
  • 10. ESTRATÉGIAS
    • Buscar articulação com a área pedagógica;
    • Promoção de ações educacionais por meio de feiras, oficinas e demais atividades didáticas;
    • Garantir o conhecimento, pelas crianças, das etapas de produção dos alimentos ofertados na alimentação escolar
  • 11. ESTRATÉGIAS
    • Trabalhar a informação nutricional nos rótulos de alimentos;
    • Realização de oficinas de degustação;
    • Garantir o conhecimento, pelos alunos, das etapas de produção dos alimentos ofertados na alimentação escolar
  • 12. 3º PASSO
  • 13. ESTRATÉGIAS
    • Produzir material educativo sobre o tema alimentação e saúde e acompanhar sua utilização;
    • Utilizar o tema alimentação e nutrição na Semana da Alimentação Escolar e no dia mundial da alimentação;
  • 14. 4º PASSO
  • 15. ESTRATÉGIAS
    • Capacitação dos manipuladores da alimentação no ambiente escolar: recepção, armazenamento, preparo e distribuição;
    • Estimular a criação de receitas pelos alunos e divulgação das mesmas ;
  • 16. 5º PASSO
  • 17.
    • Sensibilização do comercio ambulante, em parceria com o CAE municipal;
    • Elaboração de receitas com restrição de produtos industrializados;
    • Trabalhar a composição dos alimentos, rotulados ou não, em ações educativas ;
    ESTRATÉGIAS
  • 18. 6º PASSO
  • 19. ESTRATÉGIAS
    • Capacitação dos manipuladores da alimentação no ambiente escolar: recepção, armazenamento, preparo e distribuição
    • Implantar hortas escolares;
    • Arte culinária com os alunos;
    • Socialização das experiências exitosas;
    • Concurso de receitas;
    • Elaboração de livros com receitas utilizando alimentos regionais ;
  • 20. 7º PASSO
  • 21. ESTRATÉGIAS
    • Realizar oficinas sobre o efeito protetor das frutas e hortaliças;
    • Adequação do cardápio, com inclusão de frutas e hortaliças da época;
    • Estimular o plantio de árvores frutíferas;
    • Implantação de horta escolar, em parceria com a comunidade
  • 22. 8º PASSO
  • 23. ESTRATÉGIAS
    • Realizar oficinas sobre o efeito protetor das frutas e hortaliças;
    • Adequação do cardápio, com inclusão de frutas e hortaliças da época;
    • Estimular o estudo das frutas e hortaliças regionais
    • Valorização dos profissionais, especialmente merendeiras
  • 24. 9º PASSO
  • 25. ESTRATÉGIAS
    • Realizar fórum de discussão entre as escolas;
    • Promover concursos de iniciativas;
    • Aproveitar a Semana da Alimentação Escolar e o dia mundial da alimentação
  • 26. 10º PASSO
  • 27. ESTRATÉGIAS
    • Antropometria pelos profissionais de saúde e ou de educação física;
    • Caderneta do escolar que ficaria com os pais com informações sobre alimentação e antropometria;
    • Fomentar projetos de atividade física e alimentação saudável dentro do ambiente escolar com base no conhecimento do estado nutricional ;
  • 28. ESTRATÉGIAS
    • Fornecer informação permanente sobre alimentação saudável;
    • Estimular o desenvolvimento de ações educativas para promoção da alimentação saudável na escola, valorizando aspectos relacionados a operacionalização do programa
  • 29. ESTRATÉGIAS
    • Avaliação nutricional da comunidade escolar;
    • Fortalecimento do trabalho intersetorial entre as áreas saúde, educação e esporte
  • 30. ALIMENTAÇÃO ESCOLAR EQUIPE DA ALIMENTAÇÃO ESCOLAR DRE/COLINAS 17/09/2011

×