Bibiografia de sophia de melo anderson

2,561 views
2,431 views

Published on

0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
2,561
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
24
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Bibiografia de sophia de melo anderson

  1. 1. Sophia de Mello Breyner Andresen“Autor do Mês”Biblioteca da Escola Secundária de Serpa Tecnologias da Informação e Comunicação. Apoio aos utilizadores – Castro VerdeMaria do Rosário Gomes Mortágua Silva
  2. 2. Biobibliografia de Sofia de Mello Breyner Andresen Sophia de Mello Breyner Andresen nasceu no Porto, no dia 6 deNovembro de 1919; no seio de uma família fidalga, de origemdinamarquesa por parte do pai. A sua educação decorreu num ambientecatólico e cultural influenciando a sua personagem. A sua infância eadolescência decorreram entre Porto, onde viveu até aos 10 anos, eLisboa, onde acabou por se fixar após o seu casamento. Frequentou ocurso de Filologia Clássica na Faculdade de letras da Universidade deLisboa, mas não chegou a concluir o curso. Sophia de Mello Breyner foi casada com o advogado e jornalistaFrancisco Sousa Tavares com quem teve cinco filhos, que foram a suafonte de motivação para escrever contos infantis. A escritora Portuguesa foi sócia fundadora da “Comissão Nacionalde Socorro aos Presos Políticos”, tendo sempre uma intervenção políticaconstante opondo-se ao regime salazarista; mesmo após revolução deAbril de 1974, foi representante na Assembleia constituinte pelo partidosocialista. Presidiu ao Centro Nacional de Cultura e à Assembleia-geral daAssociação Portuguesa de escritores. A autora também foi tradutora. As suas obras literárias encontram-se traduzidas em França, Itália, e Estados Unidas da América. A luz, a seriedade e a magia estão sempre presentes nas obras deSophia. O ambiente da sua infância reflete-se em imagens e ambientespresentes na sua obra, sobretudo nos livros para crianças. Os verões 2
  3. 3. passados na praia da Granja e os jardins da casa da família ressurgem emevocações do mar ou de espaços de paz e amplitude. A civilização grega éigualmente uma presença recorrente nos versos de Sophia, através da suacrença profunda na união entre os deuses e a natureza, tal como outradimensão da religiosidade, proveniente da tradição bíblica e cristã. A literatura infantil em Portugal ficou marcada sobretudo nasgerações mais jovens, em obras como “O Rapaz de Bronze”, “A FadaOriana” ou “A Menina do Mar”. Autora de catorze livros de poesia,publicados entre 1944 e 1997, colaborou nas revistas Cadernos de Poesia(1940) e Árvore (1951), tendo convivido com nomes da literatura muitoconhecidos como Miguel Torga, Ruy Cinatti e Jorge de Sena. Sophia de Mello Breyner faleceu a 2 de Julho de 2004 .Recebeu vários prémios: 1962 – Grande Prémio de Poesia da Sociedade Portuguesa deescritores; 1977 – Prémio Teixeira, de Pascoaes; 1994 – Prémio Vida Literária, da Associação Portuguesa de escritores; 1995 – Prémio Petrarca, da Associação de Editores Italianos 1999 – Prémio Camões; 2001 – Prémio Max Jacob de Poesia.Algumas das suas Obras:Na Lírica: Poesia (1944) 3
  4. 4. Dia do Mar (1947) Coral (1950) No Tempo Dividido (1954) Mar Novo (1958) O Cristo Cigano (1961) Livro Sexto (1962) Geografia (1967) Dual (1972) O Nome das Coisas (1977) Navegações (1977/82) Ilhas (1989) Musa (1994) O Búzio de Cós (1997)Em Prosa: O Rapaz de Bronze (1956) Contos Exemplares (1962) Histórias da Terra e do Mar (1984) A Fada Oriana (1958) A Menina do Mar (1958) Noite de Natal (1959) Cavaleiro da Dinamarca (1964) A Floresta (1968) 4
  5. 5. Bibliografia:- Silva, J, (2009). Sophia de Mello Breyner Andersen 1919-2004. Acedidoem 30 de Março de 2012, no Website da Câmara Municipal de Lisboa:http://www.cm-lisboa.pt/archive/doc/sophiaLayout_completo.pdf;- Pessoa, L. (2006). Sophia de Mello Breyner Andersen. Introdução aoEstudo da Obra, Edições Bonanza: S. João do Estoril;- Biblioteca Nacional de Portugal. (2011). Sophia de Mello BreynerAndersen – Bibliografia e Prémios. Acedido em 30 de Março de 2012, noWebsite da Biblioteca Nacional de Portugal:http://purl.pt/19841/1/bibliografia/bibliografia.html. 5

×