• Like
  • Save
Acções futuras
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Acções futuras

on

  • 201 views

 

Statistics

Views

Total Views
201
Views on SlideShare
201
Embed Views
0

Actions

Likes
0
Downloads
0
Comments
0

0 Embeds 0

No embeds

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft Word

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

    Acções futuras Acções futuras Document Transcript

    • Agrupamento de Escolas da Pontinha ACÇÕES FUTURAS Subdomínio D.3 Duas Coisas que devem ser feitas: • Elaboração urgente do documento de Política de Desenvolvimento da Colecção. • Implementação de práticas de avaliação, desbaste, selecção e aquisição de documentação realizadas de acordo com o documento anterior. Tendo em conta a importância do papel da BE no actual paradigma da Sociedade da Informação e do Conhecimento, torna-se fundamental a definição de prioridades na gestão da colecção, adequando-a às necessidades dos seus utilizadores. “A qualidade dos recursos documentais, associada à eficácia da sua gestão constitui--se como uma mais valia para o processo pedagógico e formativo dos utilizadores” (Política da Gestão da Colecção - RBE). Duas coisas que devem continuar a ser feitas: • Manter a parceria com o SABE de forma a que todas as bibliotecas do agrupamento possam ter o seu catálogo disponibilizado online. • Implementar as actividades que promovem a leitura através do empréstimo domiciliário. Duas coisas que devem deixar de ser feitas: • O trabalho que o professor bibliotecário realiza de tratamento técnico da colecção, o que ocupa grande parte do seu horário enquanto o catálogo não estiver todo informatizado. • Permitir que a equipa da BE seja composta por elementos que ali são colocados para preenchimento do seu próprio horário, sem formação na área, sem motivação para o tipo de trabalho que devem desenvolver e que não se mantêm no ano lectivo seguinte. Esta situação implica tempo gasto, todos os anos, na formação dos elementos que se encarregam dos procedimentos relacionados com o circuito do documento. Rosário Duarte