Your SlideShare is downloading. ×
  • Like
190 agricultura.biologica
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×

Now you can save presentations on your phone or tablet

Available for both IPhone and Android

Text the download link to your phone

Standard text messaging rates apply

190 agricultura.biologica

  • 623 views
Published

 

  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Be the first to comment
    Be the first to like this
No Downloads

Views

Total Views
623
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0

Actions

Shares
Downloads
23
Comments
0
Likes
0

Embeds 0

No embeds

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1. AGRICULTURA BIOLÓGICA [COMO AVALIAR A SUA IDEIA DE NEGÓCIO]
  • 2. Nota Introdutória Este documento tem por objectivo auxiliá-lo/a a avaliar a sua ideia de negócio na área da agricultura biológica. Ao longo do documento são apresentadas indicações úteis sobre o processo que decorre entre a definição da ideia e o planeamento financeiro do negócio, complementadas por vários exemplos e por um caso fictício, que visam proporcionar uma reflexão estruturada sobre a criação da sua própria empresa.
  • 3. VALE DO LIMA AGRICULTURA BIOLÓGICA [COMO AVALIAR A SUA IDEIA DE NEGÓCIO?] 1 Sumário Introdução 2 Ideia 6 Análise de Mercado 9 Estratégia de Marketing 14 Regulamentação Aplicável 17 Plano Financeiro 19 Contactos Úteis 26
  • 4. VALE DO LIMA AGRICULTURA BIOLÓGICA [COMO AVALIAR A SUA IDEIA DE NEGÓCIO?] 2 Introdução Se deseja criar o seu próprio negócio de produção agrícola biológica na Região do Vale do Lima, deve analisar se essa é uma boa opção: A Região do Vale do Lima tem condições naturais e económicas adequadas a este tipo de produção? A sua ideia de negócio é boa? Existe mercado para ela? Irá gerar os resultados financeiros que deseja? [Agricultura Biológica e a Região do Vale do Lima] Um pouco por todo o mundo o aumento da concorrência global e o crescimento de novas formas de pensar por parte dos consumidores, em termos de segurança alimentar, levaram a que novas oportunidades de negócio surgissem na área da agricultura. A crescente pressão por parte dos ecologistas em produções agrícolas naturais, biodinâmicas, ecológicas e biológicas leva a que as instituições comunitárias, devido ao problema da escassez de recursos naturais e empobrecimento da biodiversidade, promovam alterações de comportamentos e criem novas soluções sustentáveis para a prática agrícola. Um dos objectivos da actual Política Agrícola Comum é mesmo uma gestão sustentável, tanto da agricultura como do ambiente, o que demonstra esta crescente preocupação. O reforço da competitividade salvaguardando valores ambientais, a busca de maior qualidade e melhores condições de vida, entre outros, fez emergir uma nova abordagem em termos de agricultura: a agricultura integralmente biológica, que protege o ambiente e que é caracterizada pela total ausência de aplicações, nos processos e produtos usados ao longo de todo o ciclo produtivo, de substâncias químicas. A Agricultura Biológica corresponde, então, à produção agrícola de um conjunto de bens, provenientes de produções que não utilizam produtos químicos de síntese, salvaguardam valores ambientais, incentivam a multifuncionalidade das explorações agrícolas, promovem a qualidade e inovação da produção agro-florestal e agro-rural e respeitam a própria biodiversidade. Assim, para a prática desta actividade, existe um conjunto de normas de produção e procedimentos a ter em conta, tais como: Incorporação de matérias orgânicas adequadas nos solos; culturas e sistemas de rotação apropriados para que a fertilidade e a actividade dos solos seja mantida ou melhorada; Escolhas adequadas em termos de processos mecânicos de cultura e espécies (por exemplo, os animais deverão ser de raças autóctones ou raças bem adaptadas ao clima e condições da Região); Substituição do uso de medicamentos veterinários alopáticos de síntese química ou antibióticos por medicamentos veterinários fitoterapêuticos e homeopáticos, salvo as excepções previstas na regulamentação europeia; Necessidade de uma área de movimentação livre para os animais, para que não se promova o desgaste excessivo da vegetação, problemas de erosão e outros prejuízos ambientais; Necessidade de reconversão dos solos onde este tipo de agricultura é implementado, sendo que o período de conversão é de 3 anos antes da colheita de frutas e outras culturas perenes e de 2 anos antes da sementeira das culturas anuais.
  • 5. VALE DO LIMA AGRICULTURA BIOLÓGICA [COMO AVALIAR A SUA IDEIA DE NEGÓCIO?] 3 Com este apelo a uma série de medidas preventivas, os produtos provenientes da Agricultura Biológica apresentam um conjunto de propriedades que os tornam mais benéficos e nutritivos do ponto de vista da saúde humana, sendo este facto garantido pelas normas de produção biológicas presentes no regulamento (CEE) n. º2092/91 e, mais especificamente pelas normas de produção, rotulagem e inspecção para as espécies animais mais importantes (bovinos, ovinos, caprinos, equinos e aves de capoeira) presentes no regulamento (CE) n. º1804/99. Desde Março de 2000, os produtores cujos sistemas e produtos tenham sido declarados, após inspecções por entidades de qualidade reconhecidas, como seguidores e conformes às normas de produção presentes nos regulamentos acima mencionados, podem usar nos seus produtos o símbolo criado pela Comissão Europeia: “Agricultura Biológica - Sistema de Controlo CE”: Este símbolo dá informações relevantes ao comprador, uma vez que se instituiu que um produto com o mesmo terá, pelo menos, 95% de ingredientes produzidos através de modos biológicos, satisfaz as normas oficiais de controlo (sendo denominado no próprio produto o nome ou código do organismo de inspecção) e provém directamente do produtor ou do preparador (cujos nomes são discriminados no produto). De todas estas vantagens resulta, inevitavelmente, um preço maior dos produtos biológicos face aos convencionais, uma vez que: Para a fertilização das terras a cultivar usa-se um estrume natural. Este requer mais tempo de preparação e, consequentemente, exige maior esforço e dispêndio de mão-de-obra; A desinfestação de ervas daninhas é feita à mão ou com recurso a uma monda térmica, que queima parasitas, infestantes e ervas daninhas; Este tipo de agricultura exige o pousio regular das terras, o que conduz, incondicionalmente, a um período de tempo maior de não cultivo e à necessidade de maior espaço entre as plantas. Tal como se desenha hoje uma nova economia, também se traça o perfil para uma nova agricultura. Para incentivar esta nova prática, para que os/as jovens empresários/as agrícolas criem as suas marcas e melhorem a qualidade dos produtos e para promover a sustentabilidade das explorações, os fundos comunitários serão um apoio seguro. O Plano de Desenvolvimento Rural 2000 - 2006 (RURIS) constitui uma política de incentivos para o sector no âmbito do III Quadro Comunitário de Apoio. Este pacote, que se junta ao programa Agro e à medida Agris, dispõe, até 2006, de uma comparticipação financeira anual de cerca de 195 milhões de euros e favorece, nomeadamente, projectos de novas culturas de modo de produção biológica e dos sistemas de protecção e de produção integrada. A agricultura biológica representa 3,5 por cento da superfície agrícola da UE mas cresceu na década passada a uma taxa anual de 25 por cento, tornando-a dos mais dinâmicos sectores da actividade. Em Portugal, a agricultura biológica ocupava, em 1993, cerca de 50 mil hectares, um número que passou a ser de 120 mil hectares, em 1998. Em Maio de 2004, foi apresentado, em Portugal, o Plano Nacional para o desenvolvimento da agricultura biológica, que tem como objectivo, entre outros, o aumento dos actuais 3,2 por cento da área agrícola para 7 por cento e o aumento dos actuais 1.174 agricultores para 4.700 até ao final de 2007.
  • 6. VALE DO LIMA AGRICULTURA BIOLÓGICA [COMO AVALIAR A SUA IDEIA DE NEGÓCIO?] 4 Em Portugal, as principais produções biológicas são o azeite, os cereais, os frutos, os produtos hortícolas e as ervas aromáticas. Apesar da produção interna ser insuficiente, o que resulta na necessidade de recorrer à importação a países do terceiro mundo, registam-se exportações desta tipologia de produtos para países como os Estados Unidos e o Japão. Este mercado apresenta grandes potencialidades, uma vez que alguns dos produtos que Portugal importa podem ser produzidos internamente (nomeadamente os frutos frescos, frutos semitropicais, frutos secos, produtos hortícolas, mel, queijo, etc.) desde que alguns obstáculos à prática deste tipo de agricultura sejam ultrapassados. Os obstáculos que mais se denotam nos dias de hoje são a insuficiente formação profissional dada a jovens e/ou adultos agricultores na área da agricultura biológica, a escassez de informação credível, a resistência à mudança por parte dos agricultores tradicionais e o débil funcionamento da assistência técnica. A Região do Vale do Lima é um espaço tipicamente rural situado no Noroeste de Portugal, composto por 4 concelhos: Viana do Castelo no litoral, Ponte de Lima no interior e, encerrados na serra, os concelhos de Ponte da Barca e Arcos de Valdevez. A agricultura, não sendo a actividade principal da Região, é nos dias de hoje, apesar de ainda fazer uso de técnicas e instrumentos tradicionais, uma das principais fontes de rendimento dos seus habitantes. Esta actividade é maioritariamente para consumo doméstico e, quando existem excedentes agrícolas, o mercado interno é mais que suficiente para os canalizar. Esta Região, sendo composta por agricultores familiares em micro-explorações, agricultores pluriactivos e jovens empresários/as agrícolas, detém potenciais beneficiários das medidas de apoio que procuram promover quer o acesso à ampla gama de produtos biológicos que existem actualmente na Região, quer a criação de medidas facilitadoras para a conversão para a agricultura biológica de novos produtores. O crescimento da agricultura biológica abre, assim, novas perspectivas de emprego ao nível da produção, transformação e serviços afins, que devem ser aproveitadas uma vez que este tipo de actividade comporta benefícios não só ambientais, mas também económicos e de coesão social das zonas rurais.
  • 7. VALE DO LIMA AGRICULTURA BIOLÓGICA [COMO AVALIAR A SUA IDEIA DE NEGÓCIO?] 5 [Alguns Dados de Interesse] A produção vegetal em Modo de Produção Biológica, em Portugal, tem vindo a evoluir da seguinte forma: Olival Frutos Secos Frutos Frescos Vinha Horto - frutícolas Culturas arvenses Pastagens Pousio TOTAL (ha) 2004 18.997 5.240 1.332 912 600 58.911 118.603 1.701 206.298 2003 22.489 2.785 1.251 897 414 29.113 62.306 1.408 120.663 2002 23.945 2.530 964 846 248 19.031 41.356 2.034 90.954 Os operadores em agricultura biológica, em Portugal, têm reflectido a seguinte evolução: 2002 2003 2004 N.º Operadores 1.093 1.196 1.302 Em Maio de 2004, em Portugal, contabilizavam-se 1.174 agricultores de agricultura biológica.
  • 8. VALE DO LIMA AGRICULTURA BIOLÓGICA [COMO AVALIAR A SUA IDEIA DE NEGÓCIO?] 6 [Processo de Avaliação] Desde o momento em que define a sua ideia de negócio até concluir se esta será um bom investimento, deve seguir um processo de análise, com várias fases: Ideia Há uma oportunidade para o negócio? Desista ou repense a Ideia Análise de Mercado O mercado oferece oportunidade de crescimento? Estratégia de Marketing Regulamentação Aplicável Elaboração do Plano de Investimento Avançar com o negócio SIM SIM NÃO NÃO SIM NÃO Desista ou repense a Ideia Desista ou repense a Ideia O negócio é um bom investimento? Este processo, embora exija alguma disponibilidade da sua parte, permite reduzir o risco associado à criação da sua empresa, uma vez que lhe possibilita avaliar se a ideia de negócio apresenta potencial para ser um bom investimento, antes mesmo de gastar demasiado do seu tempo e dinheiro. Para o apoio no processo de avaliação ou em algumas das suas fases, poderá contratar os serviços de consultores; esta é, normalmente uma opção de elevado custo, pelo que só deverá recorrer à mesma se previr que o seu negócio terá uma dimensão e investimento associado, com algum significado. Em seguida pretende-se guiá-lo/a por cada uma das fases do processo de avaliação já referidas.
  • 9. VALE DO LIMA AGRICULTURA BIOLÓGICA [COMO AVALIAR A SUA IDEIA DE NEGÓCIO?] 7 Ideia A primeira tarefa deverá passar pela concretização da sua ideia para a criação de uma empresa para produção agrícola biológica na Região do Vale do Lima e verificar se esta constitui uma verdadeira oportunidade de negócio, i.e., se não há impedimentos à sua implementação e se alguém estará disposto a adquirir os produtos/serviços que irá oferecer. [Descrição] Se possui já uma ideia para o seu negócio de produção agrícola biológica na Região do Vale do Lima, registe-a por escrito, pois este procedimento irá ajudá-lo/a a concretizá-la com maior detalhe. No entanto, se para si ainda não é claro o que poderá ser o seu negócio, comece por tentar obter ideias. Com esse objectivo, poderá ser útil tentar identificar: Lacunas nas empresas de produção agrícola biológica existentes Estas lacunas poderão dizer respeito aos produtos/serviços disponibilizados aos clientes (intermediários e consumidores finais), ao funcionamento interno das empresas e às relações que estas mantêm com fornecedores, parceiros e outras entidades de referência para o negócio (e.g. associações de agricultura biológica, entidades de certificação, etc.). As soluções que identifique para ultrapassar esses aspectos menos positivos poderão fornecer-lhe boas pistas. Para identificar tais lacunas recorra à análise das suas experiências anteriores, caso existam, enquanto colaborador/a de empresas de produção agrícola biológica ou enquanto consumidor/a dos seus produtos/serviços, informe-se junto de pessoas que conheçam o mercado e estes produtos/serviços (e.g. pessoas e entidades ligadas à agricultura biológica, pessoas que já trabalharam nesta área, clientes de produtos biológicos, etc.) e leia revistas da especialidade. Tendências na produção/comercialização de produtos biológicos Estas tendências dizem respeito às preferências dos clientes (intermediários e consumidores finais), novos equipamentos, novos produtos/serviços associados, entre outros aspectos, susceptíveis de dar boas ideias. Para identificar estas tendências, fale com pessoas que conheçam o negócio da agricultura biológica, leia revistas e consulte websites sobre a temática (e.g. http://www.idrha.min-agricultura.pt/agricultura_biologica/). Na identificação da sua ideia de negócio, o seu perfil, i.e., a sua formação, competências, gostos pessoais, motivações, etc., será, naturalmente, uma condicionante importante.
  • 10. VALE DO LIMA AGRICULTURA BIOLÓGICA [COMO AVALIAR A SUA IDEIA DE NEGÓCIO?] 8 [Diagnóstico] Depois de ter definido a sua ideia é necessário que avalie se esta representa uma oportunidade de negócio; de nada adianta pensar que tem uma excelente ideia, se esta não for concretizável ou não for capaz de atrair clientes. Tem, portanto, de testar a sua ideia antes de avançar para a fase seguinte, a qual requer mais do seu esforço. Neste sentido, poderá ser útil analisar: Funcionamento de negócios semelhantes O funcionamento de negócios semelhantes poderá dar pistas importantes sobre as realidades que poderá vir a enfrentar (e.g. aspectos respeitantes ao investimento, clientes, legislação, etc.), boas práticas de gestão do negócio e pontos fortes e menos positivos dos seus potenciais concorrentes. Para analisar o funcionamento de negócios semelhantes, por um lado, identifique-os, pesquisando, por exemplo, na Internet, páginas amarelas, publicações e directórios de empresas, ou contactando com organizações ligadas à agricultura biológica, como, por exemplo, a AGROBIO - Associação Portuguesa de Agricultura Biológica (http://www.agrobio.pt). Informe-se sobre como operam, procurando, com essa finalidade, tomar contacto com eles, enquanto consumidor dos seus produtos/serviços, e falar com pessoas ligadas à agricultura biológica. Por outro lado, analise casos de sucesso e boas práticas, em livros, revistas e outras publicações. Perfil dos clientes de negócios semelhantes O perfil dos clientes (intermediários e consumidores finais) de negócios semelhantes poderá dar indicações importantes sobre o comportamento dos seus potenciais clientes, nomeadamente sobre as necessidades destes e sobre o que os leva à aquisição dos produtos/serviços que pretende vir a oferecer (preços, os produtos/serviços em si, divulgação, facilidade de aquisição, etc.). Para analisar esta realidade, fale informalmente com clientes dos seus potenciais concorrentes, procure informação disponível em publicações ou na Internet e fale com pessoas conhecedoras da sua área de negócio. Caso: Definição da Ideia O Nuno, de 27 anos, vive em Ponte de Lima e tem o curso de engenharia agrícola. O Nuno resolveu desenvolver o seu próprio projecto de agricultura biológica de produção de uva de mesa, complementado com a produção biológica de couve, alface, cenoura, feijão e melão. A opção por estas seis culturas permite-lhe manter uma ocupação equilibrada ao longo do ano e diminuir o efeito da sazonalidade ligada à actividade vitícola.
  • 11. VALE DO LIMA AGRICULTURA BIOLÓGICA [COMO AVALIAR A SUA IDEIA DE NEGÓCIO?] 9 Opiniões de outras pessoas As opiniões de outras pessoas, por vezes mesmo das que não possuem quaisquer conhecimentos sobre a produção/comercialização de produtos biológicos, podem ser muito importantes e mesmo fontes de novas ideias. Deve por isso expor a sua ideia aos seus amigos e outras pessoas, procurando recolher daí críticas e sugestões. Caso: Diagnóstico da Ideia O Nuno decidiu verificar se a ideia para o seu projecto tinha potencial para ser bem sucedida. Para isso falou com as pessoas da ADRIL - Associação de Desenvolvimento Rural Integrado do Lima, da Escola Agrária de Ponte de Lima do Instituto Politécnico de Viana do Castelo, e com agricultores que praticam agricultura biológica noutras regiões do País. O Nuno ficou a saber que os produtos biológicos estão sujeitos a certificação e que a agricultura biológica, quando comparada com a agricultura convencional, apresenta, em geral, custos mais elevados e níveis de produção mais baixos. Em contrapartida, demonstra um elevado potencial, uma vez que há uma procura superior à oferta e os preços dos produtos biológicos são mais elevados. Em resultado destas conversas o Nuno ficou convencido de que a sua ideia apresentava potencial e que deveria ser analisada com maior pormenor.
  • 12. VALE DO LIMA AGRICULTURA BIOLÓGICA [COMO AVALIAR A SUA IDEIA DE NEGÓCIO?] 10 HÁ UMA OPORTUNIDADE PARA O NEGÓCIO?
  • 13. VALE DO LIMA AGRICULTURA BIOLÓGICA [COMO AVALIAR A SUA IDEIA DE NEGÓCIO?] 11 Análise de Mercado Na fase anterior efectuou um diagnóstico prévio à sua ideia de negócio, que permitiu defini-la com maior rigor. Nesta fase é necessário aprofundar esse diagnóstico, analisando o mercado, i.e., reflectindo sobre as características e tendências do sector da Agricultura Biológica na Região do Vale do Lima e no País, em particular no que respeita aos clientes, concorrentes e fornecedores. [Sector da Agricultura Biológica] Primeiro procure ter uma ideia geral do sector da agricultura biológica, em particular no que respeita às actividades de produção agrícola biológica que o seu negócio visa oferecer, identificando tendências, nomeadamente aspectos com eventual impacto positivo (oportunidades) ou negativo (ameaças) no seu negócio. Para identificar estes acontecimentos positivos e negativos, deverá analisar as características demográficas, económicas, legais, políticas, tecnológicas e culturais, com implicações no sector da agricultura biológica. Por exemplo, se estiver a pensar criar um negócio para produção, comercialização e distribuição de produtos biológicos e constatar, através da análise das características culturais (e.g. em artigos de revistas relacionados com os comportamentos dos consumidores), que há uma tendência para o aumento de pessoas interessadas, poderá existir aí uma oportunidade para criar uma imagem de marca para os seus produtos/serviços. No caso da mesma empresa, se constatar, através da análise de mercado, que terá de enfrentar uma forte concorrência por parte dos produtos importados, isso poderá constituir uma ameaça ao seu negócio, uma vez que estes estão normalmente disponíveis a preços mais baixos; dando-lhe a indicação de que o seu negócio pode não ser tão bom como inicialmente teria pensado ou que terá de procurar oferecer um produto/serviço que se distinga, pela positiva, daquele que será eventualmente disponibilizado/prestado pelos seus concorrentes. Ainda no mesmo exemplo, se constatar, através da análise às características económicas, que o poder de compra deverá baixar nos próximos dois anos, isso dar-lhe-á a indicação de que a procura dos seus produtos/serviços poderá baixar, dando-lhe tempo para se preparar para a eventualidade de ter de enfrentar essa situação. Para efectuar esta análise, fale com pessoas conhecedoras do sector, por exemplo, na AGROBIO, na Comunidade Urbana Valimar (Valimar ComUrb) e na ADRIL - Associação de Desenvolvimento Rural Integrado do Lima e procure informação na Internet e em publicações.
  • 14. VALE DO LIMA AGRICULTURA BIOLÓGICA [COMO AVALIAR A SUA IDEIA DE NEGÓCIO?] 12 [Clientes (consumidores e compradores)] Defina agora o perfil dos seus potenciais clientes, pois muitas decisões relativamente ao negócio, nomeadamente a especificação dos produtos/serviços, preços, formas de distribuição e meios de divulgação, irão depender, em parte, deste procedimento. Os clientes são os indivíduos ou organizações que irão adquirir ou consumir os produtos/serviços que irá prestar. É importante distinguir, quando se fala de clientes, quem usufrui (consumidor) de quem compra (comprador) o produto/serviço, pois estes podem não coincidir. Quando, por exemplo, um restaurante da Região vende as refeições confeccionadas com os seus produtos biológicos, quem efectua a compra é a empresa (restaurante), mas quem usufrui do produto/serviço são os clientes do mesmo restaurante. Quando fizer a caracterização dos seus potenciais clientes deverá procurar focar vários aspectos, como por exemplo: Aspectos Respostas Nível de rendimento Habilitações académicas Idade Localização geográfica Comportamentos Quantificação (quantos são) Caso: Análise do Sector da Agricultura Biológica O Nuno resolveu que ele mesmo iria fazer a análise do mercado, uma vez que a sua empresa teria uma dimensão micro, onde prevê que o investimento não tenha de ser muito elevado, não justificando a contratação de consultores. Assim, verificou o seguinte: Oportunidades Ameaças Elevada procura de produtos biológicos, nomeadamente em resultado de uma maior preocupação com a segurança alimentar. Concorrência dos produtos importados a preços mais competitivos de países em que a agricultura biológica está mais desenvolvida. Oferta limitada de produtos biológicos na Região do Vale do Lima e no País. Elevada sazonalidade e risco das actividades agrícolas, nomeadamente pela forte dependência face a factores climatéricos. Elevados preços dos produtos biológicos, quando comparados com os preços dos produtos produzidos de forma convencional. Existência de legislação e regulamentação extremamente rígida, que obriga ao cumprimento de rigorosos critérios de qualidade.
  • 15. VALE DO LIMA AGRICULTURA BIOLÓGICA [COMO AVALIAR A SUA IDEIA DE NEGÓCIO?] 13 Para a realização desta tarefa tente obter informação junto de pessoas com experiência na área da agricultura biológica, dos seus potenciais concorrentes e através de estudos já realizados. [Concorrentes] Identifique quem são os seus potenciais concorrentes, i.e., as organizações que oferecem produtos/serviços semelhantes aos que pretende disponibilizar, para os mesmos potenciais clientes. É fundamental obter o máximo de informação sobre os seus oponentes, nomeadamente: Aspectos Respostas Preços praticados Quem são os clientes Quantos são os clientes Que produtos/serviços oferecem Características dos produtos/ serviços Como forma de obter esta informação experimente os produtos/serviços dos seus potenciais concorrentes, procure brochuras e outra informação promocional e consulte a Internet. Caso: Clientes Para efectuar a análise de mercado, o Nuno observou que produtos/serviços eram oferecidos pelos seus actuais concorrentes e falou com empresas de produção agrícola biológica noutros pontos do País. Tal permitiu-lhe extrair informação útil sobre a organização do processo de produção e comercialização de produtos biológicos e concluir relativamente aos consumidores finais que os produtos biológicos são procurados por: pessoas da Região, com poder de compra médio e alto, com níveis de escolaridade acima da média e com mais consciência em matéria de saúde humana e ambiente, que procuram nos produtos biológicos um meio de manter hábitos alimentares saudáveis e uma forma de aumentar a sua qualidade de vida; restaurantes regionais que começam a ter uma redobrada atenção no modo de confecção das refeições, procurando cada vez mais produtos de qualidade; postos de venda de bens alimentares e mercados locais, que tentam dar resposta à crescente procura de produtos biológicos, procurando satisfazer as necessidades dos seus clientes. Não foi possível, ao Nuno, estimar o número de clientes potenciais, no entanto, foi-lhe confirmado que a procura de produtos biológicos, incluindo a uva e produtos hortícolas, era superior à oferta.
  • 16. VALE DO LIMA AGRICULTURA BIOLÓGICA [COMO AVALIAR A SUA IDEIA DE NEGÓCIO?] 14 [Fornecedores] Identifique potenciais fornecedores de produtos e serviços de que necessitará para o seu negócio. Este procedimento poderá ser importante para verificar se poderão surgir problemas de fornecimento e para estimar custos associados ao seu negócio. Esta deverá ser uma tarefa relativamente fácil. Faça uma listagem de todos os produtos e serviços de que deverá precisar: equipamento, material de escritório, acções de formação, água, electricidade, etc. Depois tente encontrar fornecedores para cada um desses produtos e serviços, procurando, por exemplo, nas páginas amarelas ou na Internet. Deverá então contactar alguns deles para questionar sobre: Produto / Serviço Fornecedor Preço Condições de Pagamento Condições de Entrega Equipamento Material de Escritório Caso: Concorrentes O Nuno tentou informar-se sobre potenciais concorrentes, observando produtos biológicos disponíveis em lojas e falando com os seus gerentes. Visitou ainda algumas explorações de agricultura biológica noutras regiões do País. Alguma da informação que recolheu foi a seguinte: Explorações (fictícias) Serviços Preços Médios Clientes Quinta dos Arcos Produção biológica de couves, cenoura e cebola. Couve/ Kg = 1.60€ Cenoura/ Kg = 1€ Cebola/ Kg = 2.10€ Particulares; Mercado local Vale - BioQuinta Produção biológica de brócolos, couve-flor e alface. Brócolos/ Kg = 1.60€ Couve-flor/ Kg = 1.75€ Alface/ Kg = 3€ Particulares, Mercado local; Postos de venda de comercialização de produtos biológicos
  • 17. VALE DO LIMA AGRICULTURA BIOLÓGICA [COMO AVALIAR A SUA IDEIA DE NEGÓCIO?] 15 O MERCADO OFERECE OPORTUNIDADE DE CRESCIMENTO? Caso: Fornecedores O Nuno verificou que os principais produtos e serviços de que iria precisar eram: Veículo pick-up para o transporte/ distribuição dos produtos agrícolas; Pesticidas, fertilizantes orgânicos e fertilizantes minerais; Material de escritório, serviços de água, electricidade; Máquinas agrícolas (motocultivadora e respectivas alfaias agrícolas); Máquina de embalar e respectivas embalagens; Mão-de-obra; Formação na área da agricultura biológica; Certificação e controlo dos produtos biológicos por uma entidade reconhecida para o efeito. Desta forma, seria um investimento inicial que justificaria um estudo cuidado sobre os/as fornecedores/as. A fim de verificar a existência de fornecedores e as condições por estes apresentadas, o Nuno falou com empresas de Agricultura Biológica já estabelecidas, pesquisou na Internet e contactou alguns fornecedores de pesticidas e fertilizantes aos quais pediu tabelas de preços. Caso: Conclusões Depois de analisar todos os aspectos do mercado, o Nuno chegou às seguintes conclusões: Parece haver potencial de crescimento para o negócio uma vez que existe uma tendência para o aumento da procura de produtos provenientes da agricultura biológica; Os fornecimentos de equipamento e outros produtos e serviços, ainda que possam em alguns casos ser específicos, não deverão colocar problemas muito grandes.
  • 18. VALE DO LIMA AGRICULTURA BIOLÓGICA [COMO AVALIAR A SUA IDEIA DE NEGÓCIO?] 16 Estratégia de Marketing Na fase anterior concluiu que a sua ideia é uma real oportunidade de negócio. Neste momento, a prioridade é determinar a forma como vai introduzir e vender os seus produtos/serviços, i.e., a sua estratégia de marketing. [Serviços e Produtos] Defina com rigor os produtos/serviços que irá oferecer, tendo em atenção a informação que terá sido recolhida durante a análise do mercado, sobre quem são os seus clientes, quem são e como se comportam os seus concorrentes e as restrições que poderão ser impostas pelo sector. [Preços] Defina o preço que irá praticar, tendo para isso em especial atenção os preços da concorrência e o perfil dos seus potenciais clientes. Pode adoptar uma política de preço alto, se não houver muita concorrência e os seus potenciais clientes tiverem um bom poder de compra. Poderá progressivamente vir a baixá-lo, para conquistar clientes com menor poder de compra. Pode adoptar uma política de preço baixo para conquistar clientes, que progressivamente poderá vir a aumentar para ajustar ao real valor de mercado. Caso: Produtos/Serviços O Nuno estabeleceu os seguintes produtos e serviços, atendendo ao que os seus potenciais concorrentes fazem neste momento e às restantes características de mercado: Produção biológica de uva de mesa, couve, alface, cenoura, feijão e melão; Entrega dos produtos nos diferentes postos de venda de bens alimentares e restaurantes da Região.
  • 19. VALE DO LIMA AGRICULTURA BIOLÓGICA [COMO AVALIAR A SUA IDEIA DE NEGÓCIO?] 17 [Distribuição] Defina quais serão os canais de distribuição dos seus produtos/serviços, i.e., onde é que os seus produtos/serviços poderão vir a ser adquiridos. As opções são muitas; poderá deixar a venda, por exemplo, com postos de venda de bens alimentares na Região, ou poderá ter instalações próprias para efectuar a venda. Poderá também constituir uma força de vendas, i.e., uma ou mais pessoas que se deslocam junto dos potenciais compradores. A Internet é outro dos meios possíveis para efectuar a venda dos seus produtos/serviços. Caso: Preços O Nuno estabeleceu os seguintes preços dadas as características do mercado: Produtos Produzidos Preço Venda Particulares (Kg) Preço Venda Mercados Locais (Kg) Preço Venda Restaurantes (Kg) Preço Venda Postos Comercialização (Kg) Uva de mesa 3,40 € 3,40 € 3,06 € 3,06 € Couve 1,50 € 1,50 € 1,35 € 1,35 € Alface 2,90 € 2,90 € 2,61 € 2,61 € Cenoura 1,50 € 1,50 € 1,35 € 1,35 € Feijão 2,50 € 2,50 € 2,25 € 2,25 € Melão 2,50 € 2,50 € 2,25 € 2,25 € Os preços de venda a restaurantes e a postos de comercialização de produtos biológicos têm um desconto de 10% face aos praticados para os outros clientes. Caso: Distribuição O Nuno irá estabelecer acordos com postos de venda de bens alimentares, para a venda dos seus produtos. Ele próprio irá também deslocar-se junto de potenciais clientes: mercados locais, restaurantes e postos de venda de bens alimentares. Os interessados que se desloquem à sua exploração agrícola poderão, também aí, adquirir os produtos. As encomendas podem, ainda, ser feitas por telefone (a não existência de intermediação ao nível da distribuição, isto é, a venda directa aos seus clientes finais, torna-se um factor de extrema importância para o não incremento do preço final, uma vez que por si só os produtos biológicos são mais caros que os convencionais).
  • 20. VALE DO LIMA AGRICULTURA BIOLÓGICA [COMO AVALIAR A SUA IDEIA DE NEGÓCIO?] 18 [Comunicação] Defina que meios de comunicação irá utilizar para tornar os seus produtos/serviços conhecidos junto dos seus potenciais clientes. Os meios de comunicação podem ser variados (televisão, rádio, Internet, jornais, brochuras distribuídas em diversos locais, etc.), mas nem todos são adequados; é necessário que tenha em atenção a eficiência de cada um deles, uma vez que os custos associados à sua utilização podem ser muito elevados. Caso: Comunicação Nuno decidiu aderir à AGROBIO - Associação Portuguesa de Agricultura Biológica (http://www.agrobio.pt) e pensa que esta lhe poderá prestar apoio na divulgação dos seus produtos. Para além disso, o Nuno irá produzir brochuras, a distribuir nos diferentes postos de venda, mercados locais e restaurantes da Região e pedir a um amigo que lhe desenvolva um website para a promoção dos seus produtos.
  • 21. VALE DO LIMA AGRICULTURA BIOLÓGICA [COMO AVALIAR A SUA IDEIA DE NEGÓCIO?] 19 Regulamentação Aplicável Agora que a estratégia de marketing foi definida, deve analisar o enquadramento legal e fiscal do seu negócio, por forma a ser capaz de o gerir convenientemente, caso decida, efectivamente, avançar para a sua concretização. [Legislação] Para este efeito conheça as leis e regulamentos específicos relacionados com o desenvolvimento do seu negócio, nomeadamente os que dizem respeito a licenças de exploração e/ou de exercício da actividade, normas ambientais, etc. Para isso dirija-se ao Instituto de Desenvolvimento Rural e Hidráulica, consulte e faça um levantamento de informação junto de organizações ligadas ao sector, como, por exemplo, a AGROBIO. [Fiscalidade] Faça também o levantamento das responsabilidades fiscais que o negócio acarreta, das opções para a constituição da sua empresa, benefícios fiscais existentes, etc. O regime fiscal está intimamente ligado com a opção que tome para a constituição da sua empresa, i.e., a sua forma jurídica: Formas jurídicas mais comuns Sociedade Unipessoal por Quotas Sociedade por Quotas Sociedade Anónima Outras formas jurídicas Sociedade em Comandita Sociedade em Nome Colectivo Caso: Legislação O Nuno informou-se sobre as normas de produção e verificou que a Agricultura Biológica (modos de produção, rotulagem e apresentação) está regulamentada na UE pelo Reg. CEE n. º 2092/91e pelo Reg. CE n. º1804/99.
  • 22. VALE DO LIMA AGRICULTURA BIOLÓGICA [COMO AVALIAR A SUA IDEIA DE NEGÓCIO?] 20 Talvez seja útil, para este efeito, consultar um contabilista. [Centros de Formalidades de Empresas] Para processos de constituição de empresas, poderá recorrer aos Centros de Formalidades das Empresas (CFE). Estes são serviços de atendimento e de prestação de informações aos utentes que têm por finalidade facilitar os processos de constituição, alteração ou extinção de empresas e actos afins. Os CFE têm competência para constituir os seguintes tipos de sociedades comerciais: Sociedade por Quotas Sociedade Anónima Sociedade em Nome Colectivo Sociedade Unipessoal por Quotas Sociedade em Comandita EXISTEM IMPEDIMENTOS LEGAIS AO NEGÓCIO? Caso: Fiscalidade O Nuno falou com um contabilista amigo que lhe explicou as diferentes opções para a forma jurídica da empresa e lhe indicou que uma opção adequada seria a de Sociedade Unipessoal por Quotas (SUQ). A SUQ apresenta, para o proprietário, a vantagem de, pelas dívidas resultantes de actividades da empresa, responder apenas o valor do capital social (mínimo 5.000€). Em seguida explicou-lhe as obrigações decorrentes dessa escolha, nomeadamente impostos que a empresa teria de pagar e benefícios fiscais.
  • 23. VALE DO LIMA AGRICULTURA BIOLÓGICA [COMO AVALIAR A SUA IDEIA DE NEGÓCIO?] 21 Plano Financeiro Tem a estratégia de marketing do seu negócio definida. Chegou agora o momento de elaborar o plano financeiro e estimar se o seu negócio trará os resultados financeiros que deseja. [Preparação] O sucesso do seu negócio depende da capacidade que este apresenta, para a geração de lucros que satisfaçam as suas metas. Para estimar essa capacidade, deverá fazer um plano rigoroso para, por exemplo, 5 anos (o número de anos depende muito do tipo de negócio considerado). Se é especialista de análise económica e financeira, não encontrará dificuldades em efectuar uma análise de viabilidade que, considerando os resultados previsionais, o balanço previsional e os fluxos de tesouraria esperados, permita concluir se o seu negócio é um bom investimento. Para tal deverá adoptar critérios adequados como e.g. valor actualizado líquido superior a zero, taxa interna de rentabilidade, entre outros. Se este não é o seu caso, deverá considerar a consulta de especialistas, que assegurem a realização desta tarefa. Em alguns casos, porém, mesmo não sendo especialista, a dimensão do negócio que pretende criar não justifica a contratação desta tarefa, que normalmente representa uma despesa significativa. Nestes casos, poderá adoptar um procedimento mais simples, menos rigoroso, que lhe dê uma ideia dos resultados que poderá esperar. É este procedimento simplificado que se sugere em seguida. [Investimento] Comece por estimar o investimento inicial associado ao seu negócio. Algumas das componentes do investimento poderão estar associadas a: Instalações Determine onde terá as suas instalações tendo em consideração os custos, a funcionalidade e a localização e estime o valor do investimento de aquisição ou construção. Naturalmente que pode recorrer ao arrendamento de um terreno e instalações ou utilizar um espaço de que já disponha; nestes dois casos as instalações não constituem investimento. Equipamento Liste todo o equipamento de que irá necessitar para o seu negócio e peça orçamentos a potenciais fornecedores, caso ainda não tenha recolhido essa informação durante a análise de mercado. Depois de ponderar os custos, produtividade, durabilidade, condições de pagamento e prazos de entrega, associados a cada alternativa, estime os custos com o equipamento.
  • 24. VALE DO LIMA AGRICULTURA BIOLÓGICA [COMO AVALIAR A SUA IDEIA DE NEGÓCIO?] 22 Consultoria e serviços de apoio Pode sentir a necessidade de recorrer a especialistas que o ajudem em algumas das áreas ligadas ao seu negócio. É importante que estime custos que teve ou irá ter com consultores, contabilistas, advogados, etc. Outras despesas Há um conjunto de outras despesas em que poderá ter de incorrer, relacionadas com a constituição da empresa, com os estudos de mercado elaborados, etc. Estas despesas terão de ser também estimadas. A soma destes investimentos permite-lhe chegar ao valor do investimento total necessário ao seu negócio. Nesta altura pode perguntar-se se esse investimento lhe parece razoável ou muito elevado para os recursos de que pensa dispor. Caso considere que o valor total do investimento está dentro das suas expectativas, prossiga para a estimativa dos resultados de exploração. Caso: Plano de Investimento O Nuno chegou a um valor de 72.600 € para o investimento inicial, estando este repartido em: 1 veículo de transporte (pick-up) = 30.000€ (para distribuição dos produtos); Não haverá custos com o terreno, pois o Nuno possui uma área de 2 hectare (com 0,8 ha de vinha não tratada), que será utilizada para a sua actividade. Este será repartido pelas diferentes produções do seguinte modo: Área afecta à produção de uva de mesa (cultura permanente): 0,8 hectares de vinha Restante terreno ocupado por hortícolas, em rotação, com pousio anual Isto significa que terá 2 parcelas de terreno, uma que está permanentemente ocupada pela vinha e outra que utilizará para a cultura de hortícolas. A parcela destinada às hortícolas estará subdividida em 3, estando uma delas em pousio anual. As parcelas a cultivar serão ocupadas pelas várias culturas de acordo com a altura do ano permitindo, assim, manter uma produção quase constante e diversificada. Uma das parcelas será afecta a feijão, alface e melão. A outra estará afecta à produção de couve e cenoura. Equipamento (canalizações, vedações, sistema de irrigação...) = 20.000 €; Máquinas agrícolas (motocultivadora e respectivas alfaias agrícolas) = 20.000 €;
  • 25. VALE DO LIMA AGRICULTURA BIOLÓGICA [COMO AVALIAR A SUA IDEIA DE NEGÓCIO?] 23 Caso: Plano de Investimento (continuação) Constituição da empresa = 500 €; Formação na área da agricultura biológica = 100 €; Não haverá custos com escritório e garagem, pois o Nuno irá disponibilizar a sua casa para este efeito, evitando desta forma custos de acondicionamento do material. Caso: Plano de Investimento (continuação) [Exploração] Nesta tarefa preveja as suas receitas e as despesas decorrentes da actividade normal do negócio, para o número de anos considerado para a análise. Deve começar por estimar o valor das receitas: quanto vai vender? Para isso deverá estabelecer objectivos realistas de vendas para o número de anos considerado, baseados no número de potenciais clientes, no número de clientes dos seus potenciais concorrentes, nos resultados esperados dos seus esforços de marketing e na sua capacidade instalada, que resulta do investimento que irá realizar. Relativamente às despesas decorrentes da actividade normal do negócio, i.e., custos correntes, estas podem ser variáveis ou fixas. Serão variáveis se estiverem de alguma forma indexadas ao volume das vendas e serão fixas se não se alterarem com a variação no volume de vendas. Os custos correntes podem incluir, por exemplo, custos com os colaboradores (normalmente fixos) e custos com o fornecimento de produtos e serviços, como água, electricidade, material de escritório, etc., alguns dos quais são fixos e outros variáveis.
  • 26. VALE DO LIMA AGRICULTURA BIOLÓGICA [COMO AVALIAR A SUA IDEIA DE NEGÓCIO?] 24 Caso: Plano de Exploração Nuno estimou as seguintes receitas: Uva de mesa Couve Alface Cenoura Feijão Melão Total Ano 1 20.750 € 1.526 € 11.799 € 3.051 € 254 € 5.086 € 42.467 € Ano 2 26.975 € 1.983 € 15.339 € 3.967 € 331 € 6.612 € 55.207 € Ano 3 32.370 € 2.380 € 18.407 € 4.760 € 397 € 7.934 € 66.248 € Ano 4 35.607 € 2.618 € 20.247 € 5.236 € 436 € 8.727 € 72.873 € Ano 5 39.168 € 2.880 € 22.272 € 5.760 € 480 € 9.600 € 80.160 € Relativamente aos custos, chegou às seguintes conclusões: Ano 1 Ano 2 Ano 3 Ano 4 Ano 5 Salário Nuno 19.600 € 20.188 € 20.794 € 21.417 € 22.060 € Mão de obra 2.500 € 3.250 € 3.900 € 4.290 € 4.719 € Brochuras (1000) - 1.000 € 1.000 € 1.000 € 1.000 € Material de escritório 200 € 200 € 200 € 200 € 200 € Telefone 800 € 800 € 800 € 800 € 800 € Gasóleo 2.400 € 2.520 € 2.646 € 2.778 € 2.917 € Sementes 2.542 € 3.305 € 3.966 € 4.362 € 4.798 € Fertilizantes orgânicos e minerais 1.200 € 1.560 € 2.028 € 2.636 € 3.427 € Pesticidas 1.200 € 1.560 € 2.028 € 2.636 € 3.427 € Embalagem 1.230 € 1.599 € 2.079 € 2.702 € 3.513 € Certificação e controlo 200 € 260 € 338 € 439 € 571 € Total 31.872 € 36.242 € 39.778 € 43.262 € 47.433 €
  • 27. VALE DO LIMA AGRICULTURA BIOLÓGICA [COMO AVALIAR A SUA IDEIA DE NEGÓCIO?] 25 Caso: Plano de Exploração (cont.) Pressupostos: Não foi considerada a inflação; No primeiro ano, os produtos biológicos não podem ser vendidos como tal, no entanto, poderão ser vendidos ao preço convencional (inferior em cerca de 30 %); Estima-se que a capacidade máxima da exploração, a atingir no 5º ano, permitirá produzir, anualmente, as seguintes, referidas na Tabela que se segue. Prevê-se, ainda, que 60% da produção seja vendida a particulares e mercados locais e os restantes 40% a restaurantes e postos de comercialização: Produto produzido Quantidade Total produzida (Kg) Quantidade vendida a particulares e mercados locais (Kg) Quantidade vendida em restaurantes e postos de comercialização (Kg) Uva de mesa 12.000 7.200 4.800 Couve 2.000 1.200 800 Alface 8.000 4.800 3.200 Cenoura 4.000 2.400 1.600 Feijão 200 120 80 Melão 4.000 2.400 1.600 As vendas irão crescer da seguinte forma: Ano 1 -> Ano 2 Ano 2 -> Ano 3 Ano 3 -> Ano 4 Ano 4 -> Ano 5 30% 20% 10% 10% As vendas estabilizarão a partir do 5º ano, quando a produção atinge a capacidade máxima instalada. Nesse ano as receitas estimadas serão: Produtos Produzidos Vendas a particulares e mercados locais Vendas a restaurantes e postos de comercialização Total das Vendas por produto Uva de Mesa 24.480 € 14.688 € 39.168 € Couve 1.800 € 1.080 € 2.880 € Alface 13.920 € 8.352 € 22.272 € Cenoura 3.600 € 2.160 € 5.760 € Feijão 300 € 180 € 480 € Melão 6.000 € 3.600 € 9.600 €
  • 28. VALE DO LIMA AGRICULTURA BIOLÓGICA [COMO AVALIAR A SUA IDEIA DE NEGÓCIO?] 26 [Resultados] Agora calcule os resultados de exploração para o número de anos considerado para a análise, i.e., calcule a diferença entre as receitas e os custos correntes, para cada ano. Depois, compare esses resultados com o investimento total necessário atribuindo sempre alguma margem de manobra para eventuais riscos não controláveis e não determinados pelo plano de negócios. Caso: Resultados O Nuno chegou às seguintes conclusões: Receitas Custos Correntes Total Ano 1 42.467 € 31.872 € 10.595 € Ano 2 55.207 € 36.242 € 18.965 € Ano 3 66.248 € 39.778 € 26.470 € Ano 4 72.873 € 43.262 € 29.610 € Ano 5 80.160 € 47.433 € 32.727 € Somando os valores dos resultados dos diferentes anos chegou ao valor de 118.367€ de resultados. O Nuno terá ainda de contar com o pagamento de impostos. Uma vez que não irá pedir empréstimo, não terá de considerar o pagamento de juros. Dado que investiu 72.600 €, estimou que o negócio dá um retorno positivo de cerca de 45.767€. Caso: Plano de Exploração (cont.) Salário do Nuno = 1.200€ x 14 meses (incluindo Seg. Social) = 16.800€. O salário cresce 3%/ano; Mão-de-obra cresce à taxa anual das vendas; Gasóleo: 48 semanas x 50€ /semana = 2.400 € (cresce à taxa média anual das vendas de 5% e estabiliza a partir do 5º ano); Cada brochura tem um custo de 1 €; Fertilizantes orgânicos e minerais, pesticidas, sementes, embalagens e certificação/controlo crescem à taxa anual das vendas.
  • 29. VALE DO LIMA AGRICULTURA BIOLÓGICA [COMO AVALIAR A SUA IDEIA DE NEGÓCIO?] 27 [Fontes de Financiamento] Identifique fontes de financiamento para o seu negócio. O seu negócio pode ser financiado por capitais próprios, crédito bancário, capital de risco e financiamentos obtidos ao abrigo de programas de financiamento, nacionais ou europeus. O Ministério da Agricultura prevê, no âmbito do Plano de Desenvolvimento Rural 2000-2006, apoios específicos à agricultura biológica, denominados por Medidas-agroambientais (http://www.ifadap.min-agricultura.pt). Para ter acesso a estes apoios deverá… Submeter a sua exploração ao regime de controlo efectuado por uma entidade de controlo e certificação reconhecida para o efeito: Agricert – Certificação de Produtos Alimentares, Lda. Certialentejo, Certificação de Produtos Agrícolas, Lda. Certiplanet, Certificação da Agricultura, Florestas e Pescas, Unipessoal, Lda. Socert - Portugal, Certificação Ecológica, Lda. Sativa, Desenvolvimento Rural, Lda. Deverá notificar início da actividade junto do Instituto de Desenvolvimento Rural e Hidráulica (www.idrha.min- agricultura.pt); Frequentar uma acção de formação específica em agricultura biológica reconhecida para este efeito; Aderir a uma associação de produtores reconhecida pelo Instituto de Desenvolvimento Rural e Hidráulica para efeitos de assistência técnica no âmbito do modo de produção em agricultura biológica; Apresentar um plano de exploração, validado pelo técnico da organização reconhecida. Para além disso, o Programa Operacional da Agricultura e Desenvolvimento Rural – AGRO, contempla vários apoios no âmbito da agricultura, entre 2000 e 2006, como, por exemplo, apoio à instalação de jovens agricultores e apoio ao investimento em explorações agrícolas. No apoio à diversificação da pequena agricultura, desenvolvimento de produtos de qualidade entre outros, surge a Medida Agricultura e Desenvolvimento Rural dos Programas Operacionais Regionais – AGRIS. Para mais esclarecimentos sobre estas medidas e apoios, consulte o website do Instituto de Financiamento e Apoio ao Desenvolvimento da Agricultura e Pescas (http://www.ifadap.min-agricultura.pt). O NEGÓCIO É UM BOM INVESTIMENTO?
  • 30. VALE DO LIMA AGRICULTURA BIOLÓGICA [COMO AVALIAR A SUA IDEIA DE NEGÓCIO?] 28 Contactos Úteis [Entidades Públicas, Associações e Empresas] AGRICERT – Certificação de Produtos Alimentares, Lda. Associação de Desenvolvimento Rural Integrado do Lima – ADRIL Morada Av. de Badajoz, 3 7350-903 Elvas Morada Praça da República, 4990-062 Ponte de Lima Telefone 268 625 026 Telefone 258 900 600 Fax 268 626 546 Fax 258 900 609 Email agricert@clix.pt Email info@adril.pt ou adril@mail.telepac.pt Website - Website http://www.adril.pt Associação Portuguesa de Agricultura Biológica Associação Regional de Desenvolvimento do Alto Lima - ARDAL Morada Calçada da Tapada, 39 – R/C Dto. 1300-545 Lisboa Morada Praça Municipal 4974 - 003 Arcos de Valdevez Telefone 21 364 13 54 / 21 362 35 85 Telefone 258 520 503 Fax 21 362 35 86 Fax 258 520 503 Email agrobio@agrobio.pt Email geral@ardal.pt Website http://www.agrobio.pt Website http://www.ardal.pt Câmara Municipal de Ponte de Lima Câmara Municipal de Viana do Castelo Morada Praça da República 4990-062 Ponte de Lima Morada Rua Cândido dos Reis 4900-532 Viana do Castelo Telefone 258 900 400 Telefone 258 809 300 Fax - Fax 258 809 347 Email geral@cm-pontedelima.pt Email cmviana@cm-viana-castelo.pt Website http://www.cm-pontedelima.pt Website http://www.cm-viana-castelo.pt Centro de Emprego de Arcos de Valdevez Centro de Emprego de Viana do Castelo Morada Estrada da Cepa, 6 4970-466 Arcos de Valdevez Morada Rua Pedro Homem de Melo, n.º 52-60 4901-861 Viana do Castelo Telefone 258 521 395 /6 /7 Telefone 258 807 300 Fax 258 521 398 Fax 258 807 301 Email cte.arcos_valdevez.drn@iefp.pt Email cte.viana_castelo.drn@iefp.pt Website - Website - Centro de Formalidades de Empresas – CFE Braga CERTIALENTEJO, Certificação de Produtos Agrícolas, Lda. Morada Edifício da Associação Industrial do Minho Rua Dr. Francisco Pires Gonçalves 4710 - 911 Braga Morada Rua General Humberto Delgado, 34 – 1º Esq. Horta das Figueiras Norte 7005-500 Évora Telefone 253 202 900 Telefone 266 769 564/5 Fax 253 202 923 Fax 266 769 566 Email cfebraga@iapmei.pt Email geral@certialentejo.pt Website http://www.cfe.iapmei.pt Website - Câmara Municipal de Arcos de Valdevez Câmara Municipal de Ponte da Barca Morada Praça Municipal 4970-441 Arcos de Valdevez Morada Rua Conselheiro Rocha Peixoto 3 4980-626 Ponte da Barca Telefone 258 520 500 Telefone 258 480 180 Fax 258 520 509 Fax 258 452 063 Email cmav.se@mail.telepac.pt Email gtl.barca@mail.telepac.pt Website http://www.cm-arcos-valdevez.pt Website -
  • 31. VALE DO LIMA AGRICULTURA BIOLÓGICA [COMO AVALIAR A SUA IDEIA DE NEGÓCIO?] 29 CERTIPLANET, Certificação da Agricultura, Florestas e Pescas, Unipessoal, Lda. CCDR Norte – Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Norte Morada Av. Porto de Pesca, Lote C, 1º C 2520-208 Peniche Morada Rua Rainha D. Estefânia 251 4150-304 Porto Telefone 262 789 005 Telefone 226 086 300 Fax 262 789 514 Fax 226 086 301 Email certiplanet@sapo.pt Email norte@ccr-n.pt Website - Website http://www.ccr-n.pt Instituto do Emprego e da Formação Profissional Instituto de Financiamento e Apoio ao Desenvolvimento da Agricultura e Pescas – IFADAP (Serviço Regional de Braga) Morada Av. José Malhoa 11 1099-018 Lisboa Morada Av. João XXI, 535 R/C 4710 - 248 Braga Telefone 218 614 100 Telefone 253 61 65 70/1 ou 253 21 85 90 (linha azul) Fax 217 227 013 Fax 253 61 77 99 Email - Email - Website http://www.iefp.pt Website http://www.ifadap.min-agricultura.pt SATIVA – Desenvolvimento Rural, Lda. Socert Portugal - Certificação Ecológica, Lda Morada Av. Visconde Valmor, 11 – 3º 1000-289 Lisboa Morada Rua Alexandre Herculano, 68-1.º E 2520-273 Peniche Telefone 217 991 100 Telefone 262785117 Fax 217 991 119 Fax 262787171 Email sativa@sativa.pt Email info@socert.pt Website http://www.sativa.pt Website - [Websites relacionados com Agricultura Biológica] http://europa.eu.int/comm/agriculture http://www.confagri.pt Comunidade Urbana Valimar – Valimar ComUrb Instituto de Desenvolvimento Rural e Hidraúlica - IDRHa Morada Palacete Villa Moraes, Rua João Rodrigues Morais 4990- 121 Ponte de Lima Morada Av. Afonso Costa 3 1949-002 Lisboa Telefone 258 909 340 Telefone 218 442 200 Fax 258 909 349 Fax 218 442 202 Email - Email idrha@idrha.min-agricultura.pt Website http://www.valimar.org Website http://www.idrha.min-agricultura.pt
  • 32. VALE DO LIMA AGRICULTURA BIOLÓGICA [COMO AVALIAR A SUA IDEIA DE NEGÓCIO?] 30 Este documento foi elaborado no âmbito do projecto LIMACRIA, financiado pelo Programa EQUAL. O projecto LIMACRIA é uma iniciativa de uma parceria de quatro entidades, que nasceu com o objectivo de identificar nichos de novos mercados e áreas de actividade económica geradoras de novas oportunidades de emprego na Região do Vale do Lima. Com o desenvolvimento deste projecto pretende-se contribuir para melhorar o funcionamento do mercado de trabalho, promovendo a melhoria das condições de empregabilidade de desempregados à procura do primeiro ou de novo emprego. O projecto LIMACRIA pretende assumir-se como instrumento de desenvolvimento da Região, mais especificamente na detecção de novos empregos, tendo em consideração: a localização geográfica, a realidade do tecido económico da Região, a realidade sócio-cultural, as realidades das regiões envolventes e o potencial humano existente. As entidades promotoras do projecto LIMACRIA são: O CEVAL (http://www.ceval.pt) tem como missão impulsionar a promoção, o desenvolvimento e a protecção das actividades económicas e empresariais de todo o Vale do Lima, extensível aos concelhos limítrofes, contribuindo assim para a defesa dos legítimos interesses dos seus associados e para o tão desejado progresso do vale do Lima. A actual estrutura do CEVAL assenta em cinco pilares: - Internacionalização da economia do Vale do Lima; - Introdução das novas tecnologias da comunicação e informação; - Formação; - Informação/Divulgação; - Qualidade. O IPVC (http://www.ipvc.pt), através das suas Escolas Superiores, visa, para além da coordenação institucional prosseguir: - a formação humana, cultural, científica, técnica e profissional de qualidade; - a realização da investigação necessária e adequada à prossecução da sua missão; - a cooperação com a comunidade regional, particularmente no âmbito do seu tecido produtivo e empresarial, numa perspectiva de permanente diálogo e valorização recíproca; - o intercâmbio sociocultural, científico e técnico com instituições de ensino superior, nacionais, estrangeiras e internacionais; - a contribuição, no âmbito das suas actividades, para a cooperação e solidariedade internacionais, de modo especial entre os povos e as comunidades de língua oficial portuguesa e os países europeus. A SPI (http://www.spi.pt) foi constituída em 1996, materializando um conceito inovador de empresa, que foi possível implementar juntando um conjunto de promotores individuais, c/ larga experiência nas áreas de intervenção e nas metodologias de trabalho perspectivadas, à capacidade e solidez de um conjunto de empresas líderes nos seus domínios de intervenção. Em 1999 a SPI iniciou um processo de internacionalização com a abertura de um escritório de representação na Rep. Pop. China e a criação de uma empresa exclusivamente detida pela SPI nos E. U. A. Missão: gestão de projectos que fomentem a inovação e promovam a internacionalização, recorrendo sempre que conveniente à criação de parcerias estratégicas. Desde a sua criação a SPI realizou diferentes projectos, os quais podem ser agrupados em diferentes áreas de intervenção: - Consultoria - Formação - Investigação e desenvolvimento - e-Business - Empreendedorismo - Internacionalização Combinando valências científicas com uma actividade empresarial, a SPI está idealmente posicionada para constituir equipas e gerir projectos na interface gestão/tecnologia que constitui a base da inovação empresarial. A Valimar Comurb (http://www.valimar.org.pt) é a Comunidade Urbana que integra os concelhos de Arcos de Valdevez, Caminha, Esposende, Ponte da Barca, Ponte de Lima e Viana do Castelo. Desde a sua constituição, a Valimar assumiu um papel activo na concertação intermunicipal, surgindo como um interlocutor na defesa dos interesses da Região junto da Administração Central, Regional e Comunitária, contribuindo, desta forma, para a resolução de questões primordiais que condicionam o desenvolvimento de todo o vale. Os fins assinalados à Valima são, fundamentalmente, contribuir para o desenvolvimento integrado e sustentável de todo o espaço intermunicipal, através do aprofundamento da cooperação entre os municípios nas suas diversas vertentes de actuação.
  • 33. 2005