O que voce não pode esquecer quando recuperar projetos problemáticos

2,160 views
1,982 views

Published on

O que todo gerente de projetos deveria levar em consideração quando estiver frente a frente com um projeto problemático, um método e eficaz com passos valiosos

Published in: Education
2 Comments
6 Likes
Statistics
Notes
No Downloads
Views
Total views
2,160
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
96
Actions
Shares
0
Downloads
0
Comments
2
Likes
6
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

O que voce não pode esquecer quando recuperar projetos problemáticos

  1. 1. Nelson Rosamilha, PMP®, Prince 2 Practitioner ®, Black Belt rosamilha@rosamilha.com Título do Artigo Curta a página de Excelência Operacional e Gestão de Projetos: • Facebook: http://www.facebook.com/nelsonrosamilha, • Twitter: nelsonrosamilha (vagas e frases de gestão) , • Mantenha-se informado tecnicamente no blog www.rosamilha.com (artigos e vídeos) Projetos Problématicos
  2. 2. Objetivo Método Conclusão Agenda
  3. 3. Objetivo Apresentar um modelo para recuperação de projetos problemáticos abordado de forma estruturada, incluindo tópicos que o gestor de projetos não pode deixar de considerar “As coisas boas acontecem quando são planejadas e as más por conta própria.” ―Philip Crosby
  4. 4. Objetivo Método Conclusão Agenda
  5. 5. Objetivo Método Conclusão Agenda
  6. 6. Método • Estabeleça uma visão geral do processo • Quebre Barreiras junto à equipe • Execute o diagnóstico do Projeto • Associe os objetivos do projeto às necessidades do negócio • Assinale responsabilidades e delegue • Aja consistentemente e decisivamente • Execute o projeto com forte gestão de comunicação • Obtenha estabilidade para a transição
  7. 7. 7 Gestão de recuperação do projeto Rápido Diagnóstico Projeto Padrôes Negócio Aderência Saúde do Projeto Relatório de Análise de Aderência Plano Macro Requisitos Desenvol- vimento Testes Análise Detalhada Aceite Plano Detalhado Plano de Recuperação Execução do Plano de Recuperação Revisão da Linha de Base Projeto Estabilizado Nova Linha de Base Execução e Gestão Project Charter e Business Case Ganhos RápidosGanhos Rápidos Visão Geral do Processo
  8. 8. 8 1. Quebrando Barreiras junto à equipe – Acredite nos objetivo do projeto – Ouça e dê feedback – Mentalidade aberta – Trabalhe com senso de urgência – Reconheça as preocupações dos Interessados – Escute atentamente – Não caçe os culpados 2. Execute o diagnóstico do projeto: – Verifique como o projeto é conduzido – Compare contra as melhores práticas – Análise profunda dos aspectos críticos – Organização do projeto – Verifique os interesses e expectativas do cliente – Necessidade de informação aos sócios – Moral e confiança da equipe – Soluções e alternativas (cuidado com egos!) – Não é sobre pessoas, é sobre o projeto! – Faça uma análise da causa de raiz Passos para Recuperação
  9. 9. 9 3 – Adapte – Objetivos do projeto para as necessidades comerciais – Proposta única... satisfazer uma necessidade comercial – Entendimento de todos para a necessidade comercial – Ajuste o âmbito do escopo se necessário, e defina – Mapeie o processo organizacional onde requerido – Desenvolva um WBS – Produza uma agenda alcançável – Reconstrua a equipe de projeto – Estabeleça e exercite a estratégia de comunicação – Resolva as questões do projeto (questões são preocupações e não RISCOS!) – Negocie e atualize o plano de projeto – Reestabeleça a confiança dos interessados no projeto 4 – Assinale – Responsabilidades e delegue – Autoridade da recuperação do Gerente de Projetos é clara e explícita – “TENHA TUDO SOBRE CONTROLE” – Ligue requerimentos à habilidades – Não misture responsabilidades ou tenha um co-gerente de projetos – Responsabilidades são delegadas – Comprometimentos são aceitos – Ligue delegação e aceitação por meio de resultados – Ligue a definição das responsabilidades para um processo comercial relevante – Desenvolvimento de uma matriz de comunicação (Tabela RACIV) Passos para Recuperação
  10. 10. 10 5 – Alcance – Objetivos realistas – Gere confiança entregando resultados rápidos – Conduza sessões de trabalho com a equipe – Busque consenso – Estabeleça marcos de entregas (semanais ou até a cada dois dias) – Foque no caminho crítico – Associe entregáveis com datas marcos – Formalize aceitação para cada entrega – É necessário um micro gerenciamento inicialmente para se ganhar confiança 6 – Agir consistentemente e decisivamente – Estabeleça um processo consistente para tomada de decisões – Foque em problemas-chave para serem resolvidos – Siga uma abordagem de resolução de problemas – Aja decisivamente na definição de metas – Foque em “seguir em frente” – Valide a agenda para ter certeza de que essa seja realista e alcançável – Comunique as decisões – Tome a responsabilidade pelas decisões Passos para Recuperação
  11. 11. 11 7 – Avance o projeto por meio da comunicação – Gerenciamento das expectativas dos sócios – Comunique – Valide a comunicação – Gerencie os riscos – Orientação 8 – Obtenha estabilidade para transição – Foque em estabilizar o projeto – Conceitos de qualidade construídos na Recuperação – Treine o gerente de projetos existente – Valide a disposição do time para a transição Passos para Recuperação
  12. 12. 12 Patrocinador Executivo Gerente de Recuperação do Projeto Sr. Project Manager Equipe de Projetos Project Stakeholders Cliente Comitê de Recuperação do Projeto
  13. 13. Objetivo Artigo Conclusão Agenda
  14. 14. Conclusão Os obstáculos mais comuns que interferem com a recuperação de projetos ​​são: 1. Fazer com que as partes interessadas aceitem as mudanças necessárias para colocar os projetos de volta nos trilhos, como mudanças de escopo, orçamento, recursos, etc. 2. Comunicação pobre e engajamento das partes interessadas, a falta de clareza e de confiança. 3. Prioridades conflitantes e políticagem corporativa. 4. Encontrar os recursos suficientemente qualificados necessários para completar os projetos. 5. Falta de um processo ou metodologia para ajudar a colocar os projetos de volta nos trilhos.
  15. 15. Nelson J. Rosamilha, possui mais de 25 anos de de experiência em tecnologia de informação, atuando como Diretor de Projetos em âmbito nacional e internacional em mercados de telecomunicação, indústria e finanças. Foi Diretor do Project Management Institute – Capítulo São Paulo e do PMI-Specific Interest Group (SIG) de TI e Telecomunicações, foi presidente e Fundador da Comunidade Brasileira de Lean Six Sigma . Premiado em 2006, como membro que mais contribuiu para a comunidade de Gerência de Projetos em São Paulo pelo PMI Capítulo São Paulo. Atualmente é professor de Gestão de Projetos e Excelência Operacional em cursos de Pós-Graduação na Universidade São Judas Tadeu e Executivo de Projetos na IBM. AUTOR

×