Edital Concurso UFOPA 2012
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Like this? Share it with your network

Share

Edital Concurso UFOPA 2012

  • 2,972 views
Uploaded on

Edital do Concurso da UFOPA

Edital do Concurso da UFOPA

  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Be the first to comment
    Be the first to like this
No Downloads

Views

Total Views
2,972
On Slideshare
2,972
From Embeds
0
Number of Embeds
0

Actions

Shares
Downloads
3
Comments
0
Likes
0

Embeds 0

No embeds

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1. Nº 66, quarta-feira, 4 de abril de 2012 3 ISSN 1677-7069 79dastrado; l) Grupo Sanguíneo e Fator Rh; m) Comprovação dos graus PRÓ-REITORIA DE ADMINISTRAÇÃO RESULTADO DE JULGAMENTOacadêmicos obtidos. Em se tratando de Título obtido em instituição DEPARTAMENTO DE MANUTENÇÃO E OPERAÇÃO PREGÃO Nº 43/2011estrangeira, será suficiente a comprovação de seu reconhecimento ou DA INFRAESTRUTURA O Pregoeiro do HC/UFMG informa o resultado do julga-revalidação pela UFMG; n) Plano de trabalho. mento das propostas do pregão n. 43/11 para o fornecimento de 11.4. O candidato nomeado somente será empossado se for medicamento,considerando os menores preços praticados no processo AVISO DE LICITAÇÃOjulgado apto física e mentalmente para o exercício do cargo, por Junta e que atende ao edital. O pregoeiro informa que: 1)Biomig Ltda para PREGÃO Nº 16/2012 - UASG 153267 o item:111; 2)Baxter Ltda para o item:88; 3)Fresenius Medical CareMédica Oficial da UFMG. 11.5. A admissão do(s) candidato(s) far-se-á no Regime de Ltda para os itens: 107 e 108; 4)Help Farma Ltda para os itens: 58 e Nº Processo: 23072025737201239 . Objeto: Pregão Eletrônico - 71; 5)Chrispim Nedi Ltda para o item : 28; 6)Farmaconn Ltda para oTrabalho especificado para a(s) vaga(s), e segundo o Regime Jurídico item: 63 e 110 ; 7)Buteri Com. Ltda para os itens:21,22,32,70 e 72;Único do Servidor Público Federal, Lei nº 8.112, de 11/12/1990, Aquisição de materiais elétricos em geral. Total de Itens Licitados: 8)Indalabor Ltda para os itens: 103 e 104; 9)Hospfar Ind. Ltda parapublicada no DOU de 12/12/1990, e o disposto no Decreto nº 94.664, 00057 . Edital: 04/04/2012 de 08h00 às 12h00 e de 13h às 17h00 . os itens:4,13,31,65 e 74; 10)Drogafonte Ltda para o item: 45; 11)Co-de 23/07/1987, publicado no DOU de 24/07/1987. Endereço: Av. Antonio Carlos, 6627 - Pampulha Pampulha - BELO mercial ir. Rioclarense Ltda para os itens:2 ,43 e 75; 12)Cristália 11.6. A efetivação no regime de Dedicação Exclusiva estará HORIZONTE - MG . Entrega das Propostas: a partir de 04/04/2012 Prod. Ltda para os itens : 8 e 12; 13)Accor Farm .Ltda para o item: às 08h00 no site www.comprasnet.gov.br. . Abertura das Propostas: 39; 14)Imaging Com. Ltda para o item:97; 15)Cristal Pharma Ltdacondicionada à apresentação de plano de trabalho individual, apro- para os itens: 30,56,67 e 109 ; 16)Mais Medicamentos Ltda para osvado pela Câmara Departamental própria e submetido à Comissão 18/04/2012 às 09h30 site www.comprasnet.gov.br. itens: 33 a 35; 17)Daher Dist. Ltda para o item:36; 18)Oregon LtdaPermanente de Pessoal Docente (CPPD). Se aprovado, será concedido para o item: 03; 19)Girofarma Ltda para o item: 78; 20)Abbot Lab.inicialmente pelo período de 3 (três) anos, podendo ser renovado após ELIZABETH GONCALVES BASTOS Ltda para o item : 53; 21)Gecon Com. Ltda para o item: 105. Os Assessora da Superintendência itens: 05 a 07,09,10,11,14 a 20,25,26,27,41,46,49,a avaliação de desempenho. 50,51,54,55,57,59,60,61,62,64,66,68,69,73,79,80 a 93,95,,96,101,102 11.7. O candidato nomeado para o cargo de provimento e 106 ficaram desertos e os itens:efetivo fica sujeito, nos termos do artigo 41, "caput", da Constituição (SIDEC - 03/04/2012) 153267-15229-2012NE800064 01,23,29,37,38,40,42,44,47,48,52,76, 77,94,98 a 100 foram cancela-Federal, com redação dada pela Emenda Constitucional nº 19, de dos,conforme termo de julgamento,anexo ao processo.04/06/1998, a estágio probatório por período de 36 (trinta e seis)meses, durante o qual sua aptidão, capacidade e desempenho no cargo DEPARTAMENTO DE SERVIÇOS GERAIS LUCIANA MARA SILVA RIBEIRO DOS SANTOSserão objetos de avaliação pela Congregação da Unidade, posterior- (SIDEC - 03/04/2012) 153261-15229-2012NE802912mente homologada pelo dirigente máximo da instituição. EXTRATO DE TERMO ADITIVO Nº 30/2012 UASG 153254 11.8. A posse do candidato aprovado deverá ocorrer no prazo UNIVERSIDADE FEDERAL DO OESTE DO PARÁmáximo de trinta dias, contados da data da publicação do ato de seu Número do Contrato: 13/2008.provimento no Diário Oficial da União. Nº Processo: 230720210100816. EXTRATO DE DISPENSA DE LICITAÇÃO Nº 17/2012 11.9. O candidato aprovado, depois de empossado em cargo CONCORRÊNCIA SISPP Nº 3/2008 Contratante: UNIVERSIDADE - UASG 158515público, deverá entrar em exercício no prazo máximo de quinze dias, FEDERAL DE MINAS -GERAIS. CNPJ Contratado: Nº Processo: 006190/2011-38 . Objeto: CoNTRATAÇÃO DE EM-contados da data da posse. 17027806000176. Contratado : CONSERVO SERVICOS GERAIS PRESA ESPECIALIZADA EM SERVIÇO DE ENGENHARIA PA- 11.10. O prazo de validade do Concurso será de 6 (seis) LTDA -Objeto: Alteração de postos. Fundamento Legal: Lei 8666/93 RA REFORMA E TELHADO DO IEG Total de Itens Licitados:meses, contado a partir do dia subsequente à publicação do Edital de . Valor Total: R$472,32. Fonte: 112000000 - 2012NE800071. Data de 00001 . Fundamento Legal: Art. 24º, Inciso IV da Lei nº 8.666 deHomologação do resultado, podendo ser prorrogado por igual pe- 21/06/1993. . Justificativa: Conforme parecer juridico 037/2012 De- Assinatura: 20/03/2012. claração de Dispensa em 30/03/2012 . JORGE TRIBUZY NETO .ríodo, a critério do órgão interessado no certame, de acordo com o Superintendente da Sinfra . Ratificação em 30/03/2012 . CLODOAL-artigo 12 da Lei nº 8.112/1990. DO ALCINO ANDRADE DOS SANTOS . Reitor em Exercício . 11.11. Não será fornecido ao candidato qualquer documento (SICON - 03/04/2012) 153254-15229-2012NE800539 Valor Global: R$ 68.303,69 . CNPJ CONTRATADA :comprobatório de classificação e/ou notas, valendo para tal fim a 14.057.640/0001-42 CONSTRUTO RA EMOB LTDA.homologação do resultado final do Concurso publicada no Diário PRÓ-REITORIA DE PLANEJAMENTOOficial da União. (SIDEC - 03/04/2012) 158515-26441-2011NE800132 DEPARTAMENTO DE OBRAS 12. DOS RECURSOS EDITAL UFOPA Nº 1, DE 3 DE ABRIL DE 2012 12.1. Caberá recurso à instância imediatamente superior con- EXTRATO DE TERMO ADITIVO Nº 3/2012 UASG 153265 CONCURSO PÚBLICO PARA O PROVIMENTO DEtra qualquer ato praticado por autoridade ou Órgão competente, por CARGOS DA CARREIRA DE TÉCNICO ADMINISTRATIVOestrita arguição de ilegalidade. Número do Contrato: 9/2011. 12.2. Os recursos serão apresentados às seguintes instâncias, O Reitor Pro Tempore da Universidade Federal do Oeste do Nº Processo: 23072031218201048. Pará, no uso de suas atribuições legais e considerando o disposto nono prazo de dez dias: CONVITE Nº 13/2010 Contratante: UNIVERSIDADE FEDERAL Decreto nº 7.232, de 19 de julho de 2010 e na Portaria Intermi- I- à Câmara Departamental ou estrutura equivalente, contra o DE MINAS -GERAIS. CNPJ Contratado: 06301115000100. Con- nisterial nº 440, de 17 de outubro de 2011, em conformidade com asresultado do Concurso, contando-se o prazo a partir de sua divulgação Leis nº 8.112, de 11 de dezembro de 1990, nº 11.091, de 12 de janeirona sessão pública; tratado : EFICACIA PROJETOS E CONSULTORIA -LTDA. Objeto: Acréscimo de R$ 721,00. O valor estimado passa de R$ 70.350,00 de 2005, e com o Decreto nº 6.944, de 21 de agosto de 2009, bem II- à Congregação, em última instância, contra a homolo- como mediante as condições estabelecidas neste edital, torna públicagação ou a anulação do Concurso, contando-se o prazo a partir de sua para R$ 71.071,00. Fundamento Legal: lei 8666/93 . Data de As- a abertura de inscrições e estabelece as normas para a realização dedivulgação oficial por Edital afixado em local público e visível ou por sinatura: 02/03/2012. concurso público para o provimento de cargos da carreira de Técnicopublicação em órgão de comunicação, interno ou externo à Uni- Administrativo em Educação para o quadro de pessoal da Univer-versidade. (SICON - 03/04/2012) 153265-15229-2012NE800010 sidade Federal do Oeste do Pará - UFOPA. 12.3. A autoridade competente que preside o Órgão e que for 1 DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARESapresentado o pedido de revisão decidirá, em exame preliminar, sobre 1.1 O concurso destina-se a preencher vagas para cargos deos requisitos de sua admissibilidade. BIBLIOTECA UNIVERSITÁRIA níveis de classificação D e E da carreira de Técnico Administrativo em Educação para o quadro permanente da UFOPA, com sede e foro 12.4. O pedido de reconsideração e a interposição de recurso na cidade de Santarém - Pará.somente serão recebidos: EXTRATO DE CONTRATO Nº 1/2012 UASG 153255 1.2 O concurso será regido por este edital, pelos dispositivos I- por escrito; legais citados em seu preâmbulo, e pela legislação vigente aplicável, II- dentro do prazo; Nº Processo: 23072038457201118. e será executado pelo Centro de Processos Seletivos da Universidade III- pelo órgão competente; PREGÃO SRP Nº 46/2011 Contratante: UNIVERSIDADE FEDE- Federal do Pará (CEPS/UFPA). IV- por quem seja legitimado; RAL DE MINAS -GERAIS. CNPJ Contratado: 00677870000108. 1.3 O concurso será realizado no município de Santa- V- pessoalmente, mediante protocolo. Contratado : DRIVE A INFORMATICA LTDA -Objeto: Aquisição rém/PA. 12.5. O pedido deve ser protocolizado perante a autoridade de 10 desktops básicos. Fundamento Legal: Lei 8666/93 . Vigência: 1.4 A Universidade Federal do Oeste do Pará e o Centro deou órgão contra o qual se interpõe o recurso ou o pedido de re- 09/03/2012 a 08/03/2013. Valor Total: R$21.000,00. Fonte: Processos Seletivos da UFPA (CEPS/UFPA) são responsáveis pela coordenação e publicação do edital e de outros editais e avisos desteconsideração. 112000000 - 2012NE800026. Data de Assinatura: 09/03/2012. concurso, ficando as nomeações dos candidatos aprovados a cargo da 12.6. Na hipótese de sua admissibilidade, o recurso será UFOPA.julgado, observado o disposto no artigo 126 do Regimento Geral da (SICON - 03/04/2012) 153255-15229-2012NE800029 1.5 Os vencimentos básicos dos cargos de níveis de clas-UFMG. sificação D e E são, respectivamente, de R$ 1.821,94 (mil, oitocentos 13. DAS DISPOSIÇÕES GERAIS e vinte e um reais e noventa e quatro centavos) e de R$ 2.989,33 13.1. Os prazos expressos em dias, no presente Edital, serão HOSPITAL DAS CLÍNICAS (dois mil, novecentos e oitenta e nove reais e trinta e três cen-contados de modo contínuo. tavos). 13.2. A contagem do prazo exclui o dia do começo e inclui EXTRATO DE TERMO ADITIVO Nº 1/2012 UASG 153261 1.6 A jornada de trabalho será de 40 (quarenta) horas se-o dia do vencimento. manais, em conformidade com o disposto no art. 19. da Lei nº Número do Contrato: 143/2011. 8.112/1990, com a redação dada pela Lei nº 8.270/1991, regula- 13.3. Quando a data inicial ou final coincidir com dia em mentado pelo Decreto nº 1.590/1995, alterado pelo Decreto nºque não houver expediente na Secretaria do órgão pertinente ou em Nº Processo: 23072.004289/1078. 4.836/2003, salvo quando houver legislação que estabeleça jornadaque o expediente for encerrado antes do horário normal, o prazo será PREGÃO SISPP Nº 89/2010 Contratante: UNIVERSIDADE FEDE- diversa em virtude de especificação do cargo, quando o servidorprorrogado para o primeiro dia útil subsequente. RAL DE MINAS -GERAIS. CNPJ Contratado: 03887016000156. poderá fazer opção com a redução proporcional dos vencimentos, 13.4. Os Concursos não serão interrompidos em caso de Contratado : TECNO TEMP COMERCIO INSTALACAO E -MA- podendo ser cumprida nos turnos diurno ou noturno, de acordo comfalha técnica na(s) página(s) eletrônica(s) citada(s) no presente Edi- NUTENCAO LTDA. Objeto: Repactuaçao do valor contratual em 6% as necessidades institucionais e o interesse público, devidamente ofi-tal. ea prorrogaçao da vigencia do Contrato nº 143/11compreendendo o cializado pela instituição. 13.5. Os casos omissos serão resolvidos pelo Reitor da Uni- 1.7 Os requisitos básicos para investidura nos cargos ofer- periodo de 14 de março de 2012 a 13 de março de 2013. Fundamento tados e a descrição sumária das atividades encontram-se fixados noversidade Federal de Minas Gerais. Legal: Lei nº10.520, de 17/07/2002; Decreto nº5.450, de 08/08/2000; Anexo I deste edital, disponível no endereço eletrônico www.ceps.uf- 13.6. O candidato aprovado no Concurso regido por este Decreto nº5.450de 31/05/2005. Vigência: 14/03/2012 a 13/03/2013. pa.br.Edital poderá ser aproveitado por outros órgãos da Administração 1.8 Os conteúdos programáticos das provas para todos os Valor Total: R$43.361,76. Fonte: 153000000 - 2012NE801215. DataPública Federal, respeitados os interesses da UFMG e a ordem de cargos encontram-se discriminados no Anexo II deste edital, dis- de Assinatura: 14/03/2012.classificação. ponível no endereço eletrônico www.ceps.ufpa.br. 1.9 Os cargos disponíveis e o número de vagas ofertadas, CLÉLIO CAMPOLINA DINIZ (SICON - 03/04/2012) 153261-15229-2012NE909691 constam nos quadros 1 e 2, a seguir:Este documento pode ser verificado no endereço eletrônico http://www.in.gov.br/autenticidade.html, Documento assinado digitalmente conforme MP n o 2.200-2 de 24/08/2001, que institui a -pelo código 00032012040400079 Infraestrutura de Chaves Públicas Brasileira - ICP-Brasil.
  • 2. 80 ISSN 1677-7069 3 Nº 66, quarta-feira, 4 de abril de 2012 QUADRO 1 - Cargos de Nível de Classificação D Cargos Vagas Vagas reservadas para portadores de deficiência Assistente Administrativo 13 1 Técnico em Laboratório - área: Geologia 1 - Técnico em Laboratório - área: Hidrologia 1 - Técnico em Laboratório - área: Mineração 1 - Técnico em Laboratório - área: Agroindústria 1 - Técnico em Laboratório - área: Química 1 -QUADRO 2 - Cargos de Nível de Classificação E Cargos Vagas Vagas reservadas para portadores de deficiência Arquivista 1 - Auditor 1 - Contador 2 - Economista 1 - Enfermeiro do Trabalho 1 - Engenheiro - área: Eletricista 2 - Engenheiro - área: Mecânica 1 - Engenheiro - área: Florestal 1 - Engenheiro - área: Eletroeletrônica 1 - Engenheiro de Segurança do Trabalho 1 - Estatístico 1 - Farmacêutico - Bioquímico 1 - Fisioterapeuta 1 - Médico - área: Trabalho 1 - Publicitário 1 - Revisor de Texto 1 - Secretário Executivo 3 - Técnico em Assuntos Educacionais 4 - 2 DO PROCESSO DE INSCRIÇÃO 2.2.9 A qualquer tempo poderá haver anulação da inscrição, 2.4.8 O candidato portador de deficiência que não informar, 2.1 Da isenção da taxa de inscrição das provas, da nomeação e da posse do candidato, se for constatada no formulário de inscrição, a sua condição estará sujeito a não receber 2.1.1 O candidato pleiteante à isenção da taxa de inscrição falsidade em qualquer declaração e/ou qualquer irregularidade nas tratamento especial no dia de realização da prova.deverá realizar sua inscrição por meio do formulário disponível no provas ou em documentos apresentados. 2.4.9 Os candidatos com deficiência participarão do concursoendereço eletrônico www.ceps.ufpa.br, das 14:00 horas do dia 09 de 2.3 Do pagamento da taxa em igualdade de condições com os demais candidatos no que seabril até as 18:00 horas do dia 13 de abril de 2012, observado o 2.3.1 O pagamento da taxa de inscrição, por meio do boleto refere a conteúdo, avaliação, data, horário e local de realização dashorário de Santarém - PA. bancário, deverá ser feito até o dia 27 de abril de 2012. provas. 2.1.2 O boleto bancário deverá ser impresso para comprovar 2.3.2 O valor da taxa de inscrição para os cargos de nível dea solicitação de inscrição. 2.4.10 O candidato aprovado será convocado a comparecer à classificação D será de R$ 75,00 (setenta e cinco reais), e de R$ perícia médica munido de laudo médico que ateste a espécie e o grau 2.1.3 Poderá requerer isenção total do pagamento da taxa de 85,00 (oitenta e cinco reais) para os cargos de nível de classificação ou nível de necessidade especial em que se enquadra, com expressainscrição, de acordo com o Decreto nº. 6.593, de 2 de outubro de2008, o candidato que estiver inscrito no CadÚnico, de que trata o E. referência ao código correspondente da Classificação Internacional deDecreto n.º 6.135, de 26 de junho de 2007, indicando o Número de 2.3.3 As inscrições somente serão confirmadas após a com- Doenças (CID), bem como às prováveis causas da deficiência. So-Identificação Social (NIS) no formulário de inscrição. provação do pagamento da taxa de inscrição. mente serão consideradas como pessoas com deficiência aquelas que 2.1.4 A Universidade Federal do Oeste do Pará, por meio do 2.3.4 Não haverá devolução da taxa de inscrição, salvo em se enquadrarem nas categorias constantes no art. 4º do Decreto nºCEPS, deverá consultar o órgão gestor do CadÚnico, a fim de ve- caso de cancelamento do concurso, cabendo a responsabilidade da 3.298/1999, com as alterações do Decreto nº 5.296/2004.rificar a veracidade das informações prestadas pelo candidato. A devolução ao CEPS e à UFOPA. 2.4.11 A não observância ao disposto no subitem 2.4.9 destedeclaração falsa sujeitará o candidato às sanções previstas em Lei, 2.4 Dos candidatos portadores de deficiência edital, no que se refere a conteúdo, avaliação, data, horário e local deaplicando-se, ainda, o disposto no art. 10, parágrafo único do Decreto 2.4.1 Ao candidato portador de deficiência, amparado pelo realização das provas ou a reprovação na perícia médica implicará anº 83.936, de 6 de setembro de 1979. disposto no Decreto nº 3.298, de 20 de dezembro de 1999, fica perda do direito à vaga reservada aos candidatos portadores de de- 2.1.5 As informações prestadas serão de inteira responsa- assegurado o direito de inscrever-se em concurso público, em igual- ficiência.bilidade do candidato. dade de condições com os demais candidatos, para provimento de 2.4.12 Caso a Junta Médica Oficial da UFOPA reconheça a 2.1.6 A consulta referente aos resultados dos pedidos de cargos cujas atribuições sejam compatíveis com a deficiência de queisenção estará disponível para os candidatos a partir do dia 20 de abril incompatibilidade entre a necessidade especial e o cargo a ser ocu- é portador. pado, o candidato não será considerado apto à nomeação.de 2012, via Internet, no endereço www.ceps.ufpa.br. 2.4.2 Do total de vagas destinadas a cada cargo e das que 2.1.7 O candidato que pleitear isenção do pagamento da taxa 2.4.13 A publicação do resultado final do concurso será feita vagarem ou vierem a serem criadas durante o prazo de validade do em duas listagens. A primeira, com a classificação de todos os can-de inscrição e não obtiver a concessão do benefício, para participar do concurso, 5% (cinco por cento) serão providos na forma do art. 5º, §processo seletivo, deverá pagar a taxa de inscrição até o dia 27 de didatos; a segunda, somente com a classificação dos candidatos por- 2º, da Lei nº 8.112/1990, Decreto 6944/2009 e do Decreto nºabril de 2012. tadores de deficiência. 3.298/99, com as alterações introduzidas pelo Decreto nº 2.2 Da inscrição 2.4.14 As vagas destinadas a pessoas portadoras de defi- 2.2.1 As inscrições serão realizadas, via Internet, no período 5.296/2004. ciência que não forem providas por falta de candidatos, por repro-das 14:00 horas do dia 09 de abril de 2012 até as 18:00 horas do dia 2.4.3 Caso a aplicação do percentual de que trata o item anterior resulte em número fracionado, esse deverá ser convertido no vação no concurso ou na perícia médica, serão preenchidas pelos26 de abril de 2012, observado o horário de Santarém/PA, no en- demais candidatos, observada a ordem de classificação para os cargosdereço eletrônico www.ceps.ufpa.br. primeiro número inteiro subsequente, desde que esse número não ultrapasse o valor de 20% (vinte por cento) das vagas ofertadas, nos pertinentes. 2.2.2 Não serão admitidas inscrições via fax e/ou correio 2.4.15 A não observância, pelo candidato, de qualquer daseletrônico, ou fora do prazo determinado. termos do art. 5º, § 2º, da Lei nº 8.112/90. 2.4.4 Não se aplica a reserva de vagas de que trata o subitem disposições dos subitens correlatos anteriores implicará a perda do 2.2.3 A inscrição do candidato implicará o conhecimento e aaceitação das normas e condições estabelecidas neste edital. 2.4.2 deste edital aos cargos para os quais o número de vagas seja direito de ser nomeado para as vagas reservadas às pessoas portadoras 2.2.4 Os candidatos deverão acessar o endereço eletrônico inferior a 5 (cinco). de deficiência.www.ceps.ufpa.br e seguir rigorosamente todas as instruções ali con- 2.4.5 O candidato portador de deficiência deverá informar, 2.4.16 Após a investidura no cargo, a deficiência do can-tidas. Neste endereço, os candidatos encontrarão o edital do concurso no ato da inscrição, o tipo de atendimento compatível com a sua didato não poderá ser arguida para justificar a concessão de apo-e seus anexos, além do formulário de inscrição e do boleto bancário deficiência, para a realização das provas. sentadoria, na forma da legislação vigente.em forma de arquivo eletrônico para impressão. 2.4.6 O candidato que necessitar de prova ampliada, prova 2.5 Da impressão do cartão de inscrição 2.2.5 O formulário de inscrição deverá ser preenchido in- em braile, dosvox e/ou tempo adicional para a realização das provas 2.5.1 Os candidatos deverão imprimir o cartão de inscrição,tegralmente, de modo que nele constem informações exatas, sob pena deverá requerê-lo (modelo de requerimento disponível no endereço que estará disponível no endereço eletrônico www.ceps.ufpa.br, ade cancelamento da inscrição. www.ceps.ufpa.br), acompanhado de laudo médico emitido por es- partir de 14:00 horas do dia 06 de maio de 2012, sendo de res- 2.2.6 O candidato só poderá inscrever-se para um único pecialista da área de sua necessidade, conforme dispõe o Decreto nº ponsabilidade exclusiva do candidato a obtenção desse documento.cargo, de acordo com o disposto nos quadros 1 e 2 do subitem 1.9 2.5.2 No cartão de inscrição constarão a data de nascimento 3.298/1999, no período de 09 a 20 de abril de 2012, horário das 8:00deste edital. e o número do documento de identificação do candidato, bem como 2.2.7 Após a efetivação da inscrição, serão permitidas al- às 12:00 e das 14:00 às 17:00 horas, exceto sábado e domingo, na Secretaria da Diretoria de Gestão e Desenvolvimento de Pessoas - o local e a data de realização das provas.terações somente de dados cadastrais, se justificadamente indispen-sáveis. Campus Rondon da Universidade Federal do Oeste do Pará, Av. 2.5.3 No dia das provas o cartão de inscrição deverá ser 2.2.8 É de inteira responsabilidade do candidato a confir- Marechal Rondon, s/n, bairro Caranazal, CEP 68040-070, ou Se- apresentado pelo candidato no local onde as mesmas serão reali-mação da sua inscrição. O CEPS e a UFOPA se eximem de qualquer cretaria do CEPS/UFPA, ou enviado via SEDEX para o endereço: zadas.responsabilidade sobre as inscrições não recebidas tempestivamente Cidade Universitária "Prof José da Silveira Netto", Avenida Augusto 3 DAS PROVASpor motivo de falha técnica de computadores, falhas de comunicação, Corrêa nº 1, bairro do Guamá, CEP 66075-110, Belém-Pará. 3.1 Os candidatos aos cargos de nível de classificação D e Econgestionamento das linhas de comunicação, bem como outros fa- 2.4.7 O laudo médico apresentado terá validade somente para farão provas, de caráter eliminatório e classificatório, conforme ostores de ordem técnica que impossibilitem a transferência de dados. este concurso e não será devolvido ao candidato. quadros 3, 4 e 5, a seguir.Este documento pode ser verificado no endereço eletrônico http://www.in.gov.br/autenticidade.html, Documento assinado digitalmente conforme MP n o 2.200-2 de 24/08/2001, que institui a -pelo código 00032012040400080 Infraestrutura de Chaves Públicas Brasileira - ICP-Brasil.
  • 3. Nº 66, quarta-feira, 4 de abril de 2012 3 ISSN 1677-7069 81 QUADRO 3: Provas para cargos de níveis de classificação D (Assistente Administrativo, Técnico em Laboratório - Áreas: Geologia, Hidrologia, Mineração, Agroindústria e Química. Prova Tipo Número de questões Pontos por questão Total de pontos CaráterLíngua Portuguesa Objetiva 5 2 10 Eliminatório e classificatórioNoções de Informática 5 2 10Legislação 5 2 10Conhecimentos específicos 15 2 30Redação Dissertativa - - 10 Eliminatório e classificatório Total 30 70QUADRO 4: Provas para os cargos de níveis de classificação E (Arquivista, Auditor, Contador, Economista, Estatístico, Enfermeiro do Trabalho, Engenheiro de Segurança do Trabalho, Engenheiro - Áreas: Eletricista,Mecânica, Florestal e Eletroeletrônica, Farmacêutico-Bioquímico, Fisioterapeuta, Médico área: Trabalho, Publicitário, Secretário Executivo, Técnico em Assuntos Educacionais) Prova Tipo Número de questões Pontos por questão Total de pontos CaráterLíngua Portuguesa Objetiva 5 2 10 Eliminatório e classificatórioNoções de Informática 5 2 10Legislação 5 2 10Conhecimentos específicos 15 2 30Redação Dissertativa - - 10 Eliminatório e classificatório Total 30 70QUADRO 5: Provas para os cargos de níveis de classificação E (Revisor de Texto) Prova Tipo Número de questões Pontos por questão Total de pontos CaráterNoções de Informática Objetiva 5 2 10 Eliminatório e classificatórioLegislação 5 2 10Conhecimentos específicos 20 2 40Redação Dissertativa - - 10 Eliminatório e classificatório Total 30 70 3.4 As provas serão realizadas no município de Santa- 3.11.5 O formulário de redação será o único documento a) publicação do edital do concurso;rém/PA, no dia 13 de maio de 2012, das 8:00 às 12:00 horas, ob- considerado para a correção da prova de redação. O rascunho contido b) publicação do gabarito oficial da Prova Objetiva;servado o horário de Santarém/PA. no boletim de questões não valerá, sob hipótese alguma, para efeito c) publicação do resultado final do concurso. 3.5 No dia da prova, além do cartão de inscrição, será obri- da correção pela banca examinadora. 7.2 Os recursos deverão ser protocolados no Protocolo Geralgatória a apresentação de documento original de identidade do can- 3.11.6 O formulário de redação será desidentificado, de for- da UFOPA, localizado no Prédio da Reitoria, Rua Vera Paz, s/nº,didato, conforme descrito no subitem 11.6 deste edital. ma que impeça a identificação do candidato pela banca examinadora, Campus Tapajós, Bairro do Salé, CEP 68035-110, Santarém/PA, no 3.6 As provas para os cargos de níveis de classificação D e garantindo assim o sigilo e a imparcialidade do julgamento. horário das 8 às 12 horas e das 14 às 17 horas, ou na Secretaria doE consistirão em prova objetiva e prova de redação. 3.11.7 O formulário de redação não deverá ser assinado, CEPS/UFPA, ou enviado via SEDEX para o endereço: Cidade Uni- 3.7 O gabarito da prova objetiva será divulgado até 48 horas rubricado, nem conter, em outro local que não o apropriado, qualquer versitária "Prof José da Silveira Netto", Avenida Augusto Corrêa nº 1,após a realização da prova; e a grade de correção da prova de redação palavra ou marca que identifique o candidato, sob pena de anulação bairro do Guamá, CEP 66075-110, Belém-Pará.será divulgada a partir do dia 24 de maio de 2012, no endereço da prova de redação. 7.3 Não serão aceitos recursos via fax nem por correio ele-eletrônico www.ceps.ufpa.br. 3.11.8 Depois de entregue pelo fiscal de sala, o formulário de trônico. 3.8 No ato da prova os candidatos receberão um Boletim de redação é de inteira responsabilidade do candidato e não deverá ser 7.4 Não serão aceitos pedidos de revisão da decisão queQuestões contendo a prova objetiva e a prova de redação, um cartão- dobrado, amassado, rasurado, manchado ou danificado de qualquer indeferir o recurso.resposta para marcação das respostas da prova objetiva e um for- modo. O formulário de redação só será substituído se contiver falha 7.5 A Comissão Organizadora do Concurso constitui a pri-mulário de redação destinado ao texto definitivo da prova de re- de impressão. meira instância para recurso.dação. 4 DOS CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO E CLASSIFICA- 8 DA HOMOLOGAÇÃO DO RESULTADO FINAL 3.9 Ao terminar a prova, o candidato deverá devolver, ao ÇÃO 8.1 O resultado final do concurso será publicado no Diáriofiscal de sala, todo o material citado no subitem anterior. 4.1 As provas objetivas serão corrigidas por meio de pro- Oficial da União e divulgado no endereço eletrônico www.ceps.uf- 3.10 Da prova objetiva cessamento eletrônico. pa.br, obedecida a classificação nas provas em ordem decrescente de 3.10.1 A prova objetiva, para todos os níveis de classi- 4.2 A prova de redação será corrigida por, no mínimo, dois pontuação, em conformidade com o que dispõe o Decreto nºficação, consistirá em 30 (trinta) questões de múltipla escolha e valerá examinadores. 6.944/2009 e seu Anexo II.60 (sessenta) pontos. 4.3 Será considerado aprovado o candidato que obtiver, no 9 DO PRAZO DE VALIDADE DO CONCURSO 3.10.2 Para cada questão da prova objetiva haverá cinco mínimo, 30 (trinta) pontos na prova objetiva e (5) cinco pontos na 9.1 O prazo de validade do concurso será de 1 (um) ano, aalternativas de resposta, identificadas por (A), (B), (C), (D) e (E). prova de redação. contar da data de publicação do resultado final no Diário Oficial daApenas uma responde corretamente à questão. 4.4 Os candidatos aprovados serão classificados obedecendo União, prorrogável a critério da Instituição, por igual período, con- 3.10.3 Os candidatos deverão assinalar as respostas da prova à ordem decrescente da pontuação final. forme previsto no inciso III do art. 37 da Constituição Federal.objetiva no cartão-resposta com caneta esferográfica de tinta preta ou 4.5 A pontuação final do candidato será obtida por meio da 10 DOS REQUISITOS PARA A INVESTIDURA NOSazul. somatória das notas de cada prova. CARGOS 3.10.4 O preenchimento do cartão-resposta será de inteira 5 DOS CRITÉRIOS DE ELIMINAÇÃO 10.1 Ser aprovado no concurso e possuir, na data da posse,responsabilidade do candidato, que deverá proceder em conformidade 5.1 Será eliminado do concurso o candidato que: os requisitos exigidos para o exercício do cargo, conforme esta-com as instruções específicas nele contidas. 5.1.1 Não obtiver o mínimo de 30 (trinta) pontos na prova belecido neste edital e no parágrafo único do art. 1º do Decreto nº objetiva, o que equivale a 15 (quinze) acertos. 6.944/2009. 3.10.5 No cartão-resposta não serão computadas as questões 5.1.2 Não obtiver o mínimo de 5 (cinco) pontos na prova de 10.2 Ter idade mínima de 18 anos completos na data dacujas alternativas estiverem sem marcação, com mais de uma al- redação. posse.ternativa marcada, ou com o uso de corretivo. 5.1.3 Não comparecer ao local da prova ou não se apresentar 10.3 Estar em dia com as obrigações eleitorais e militares, se 3.10.6 Depois de entregue pelo fiscal de sala, o cartão- ao concurso no horário estabelecido, qualquer que seja o motivo for o caso.resposta é de inteira responsabilidade do candidato e não deverá ser determinante da ausência ou do atraso. 10.4 Ter aptidão física e mental para o exercício das atri-dobrado, amassado, rasurado, manchado ou danificado de qualquer 5.1.4 For surpreendido, durante a realização das provas, em buições do cargo; no caso dos candidatos portadores de deficiência,modo, sob pena de o candidato arcar com os prejuízos advindos da comunicação com outro candidato ou pessoa estranha ao concurso. ter a deficiência apurada pela Junta Médica Oficial da UFOPA.impossibilidade de realização da leitura óptica. O cartão-resposta só 5.1.5 Utilizar-se de qualquer expediente fraudulento, como 10.5 Apresentar, no ato da posse, originais, juntamente comserá substituído se nele for constatada falha de impressão. manuscritos, livros, calculadora, agendas telefônicas, telefones ce- fotocópias, dos documentos que comprovem escolaridade exigida pa- 3.10.7 O cartão-resposta será o único documento considerado lulares ou qualquer outro material informativo ou eletrônico que não ra o cargo, conforme disposto no edital, além de outros que separa a correção da prova objetiva. O boletim de questões não valerá, esteja expressamente permitido neste edital. fizerem necessários para investidura no cargo.sob hipótese alguma, para efeito da correção. 5.1.6 Desrespeitar os membros da Comissão do Concurso ou 10.6 Apresentar declaração de bens e valores e de que não 3.10.8 Não será permitido que a marcação do cartão-resposta da Equipe de Fiscalização. possui vínculo empregatício com o serviço público, salvo dentro doseja feita por outras pessoas, salvo se formalmente autorizado, no 5.1.7 Recusar-se a entregar o material da prova ao término permissivo constitucional, com opção de vencimentos, se couber.caso de candidato inscrito de acordo com o que trata o subitem 2.4 do tempo destinado para a sua realização. 11 DAS DISPOSIÇÕES FINAISdeste edital, desde que a necessidade especial do candidato o im- 5.1.8 Sair da sala, durante a realização da prova, sem au- 11.1 A inscrição do candidato implicará a aceitação das nor-possibilite de fazer a marcação. torização e sem o acompanhamento do fiscal. mas do concurso contidas neste edital e em outros que forem pu- 3.11 Da prova de redação 5.1.9 Sair da sala levando qualquer um dos materiais que blicados. 3.11.1 A prova de redação, para todos os níveis de clas- compõem a prova. 11.2 Este edital e seus anexos encontram-se disponíveis nosificação, valerá dez (10) pontos e consistirá na elaboração de texto 6 DOS CRITÉRIOS DE DESEMPATE endereço eletrônico www.ceps.ufpa.br.com, no mínimo, 20 (vinte) linhas e, no máximo, 30 (trinta) linhas, 6.1 Em caso de empate, a classificação dos candidatos obe- 11.3 É de inteira responsabilidade do candidato acompanharcom letra legível, em que serão avaliadas: fidelidade ao tema, ob- decerá, sucessivamente, aos seguintes critérios: todos os atos, editais e comunicados referentes a este concurso pú-jetividade, clareza, sequência lógica de pensamento e utilização cor- I. idade igual ou superior a 60 (sessenta) anos, até o último blico que sejam publicados no Diário Oficial da União e/ou di-reta das normas gramaticais. dia de inscrição no concurso, conforme previsto no artigo 27, pa- vulgados no site do CEPS. 3.11.2 Os candidatos deverão escrever o texto definitivo no rágrafo único, do Estatuto do Idoso, Lei nº 10.741/2003; 11.4 Não é dever da UFOPA fornecer, por telefone, infor-formulário de redação, utilizando caneta esferográfica de tinta preta II. maior número de pontos nas questões de conhecimentos mações a respeito de datas, locais e horários de realização das provas.ou azul. específicos; O candidato deverá observar rigorosamente os editais e os comu- 3.11.3 Os critérios de avaliação da prova de redação, com as III. maior número de pontos na prova de redação; nicados a ser divulgados na forma do subitem 11.2 deste edital.respectivas pontuações, encontram-se no Anexo III deste edital, dis- 6.1.1 Persistindo o empate, terá preferência o candidato de 11.5 O candidato deverá comparecer ao local designado paraponível no endereço eletrônico www.ceps.ufpa.br. maior idade cronológica. a realização das provas com antecedência mínima de uma hora do 3.11.4 Só serão corrigidas as redações dos candidatos que 7 DOS RECURSOS ADMINISTRATIVOS horário fixado para o seu início, munido do comprovante de ins-obtiverem, no mínimo, 50 % (cinquenta por cento) de acerto na prova 7.1 Serão aceitos recursos no prazo de 48 (quarenta e oito) crição, de documento original de identidade e de caneta esferográficaobjetiva, o que corresponde a 15 (quinze) questões. horas após as seguintes etapas: de tinta preta ou azul.Este documento pode ser verificado no endereço eletrônico http://www.in.gov.br/autenticidade.html, Documento assinado digitalmente conforme MP n o 2.200-2 de 24/08/2001, que institui a -pelo código 00032012040400081 Infraestrutura de Chaves Públicas Brasileira - ICP-Brasil.
  • 4. 82 ISSN 1677-7069 3 Nº 66, quarta-feira, 4 de abril de 2012 11.6 Serão considerados documentos de identidade os do- 11.25 O candidato nomeado para os cargos deste concurso Descrição sumária do cargo:cumentos oficiais, idôneos, com foto de seu portador, tais como: deverá permanecer na localidade para a qual foi nomeado, não sendo Prestar assistência ao paciente e/ou usuário em clínicas, hos-carteiras expedidas pelos Comandos Militares, pelas Secretarias de apreciados pedidos de remoção, redistribuição, cessão ou qualquer pitais, ambulatórios, navios, postos de saúde e em domicílio, realizarSegurança Pública, pelos Institutos de Identificação e pelos Corpos de outro tipo de deslocamento, que não sejam do interesse da Admi- consultas e procedimentos de maior complexidade, prescrevendoBombeiros Militares; carteiras expedidas pelos órgãos fiscalizadores nistração, antes de decorridos, no mínimo, 3 (três) anos de efetivo ações; implementar ações para a promoção da saúde junto à co-de exercício profissional (ordens, conselhos etc.); passaporte; cer- exercício no cargo e no local de lotação. munidade. Assessorar nas atividades de ensino, pesquisa e extensão.tificado de reservista; carteiras funcionais do Ministério Público; car- 11.26 Os itens deste edital poderão sofrer eventuais alte- ENGENHEIRO ÁREA:teiras funcionais expedidas por órgão público que, por lei federal, rações, atualizações ou acréscimos, enquanto o concurso não for rea- Requisito básico para investidura no cargo:valham como identidade; carteira de trabalho; carteira nacional de lizado, circunstâncias que serão mencionadas em edital ou aviso a ser Registro do Conselho competente. Lei nº 5.194, de 24 dehabilitação (somente modelo com foto). publicado. dezembro de 1966, regula o exercício das profissões de Engenheiro e 11.7 Não serão aceitos como documentos de identidade: cer- 11.27 Os casos omissos serão analisados e resolvidos pela Engenheiro Agrônomo. Lei nº 8.195, de 26 de junho de 1991, alteratidões de nascimento, CPF, títulos eleitorais, carteiras de motorista Comissão do Concurso e pelo Centro de Processos Seletivos da Uni- a Lei nº 5.194/66. O Decreto nº 241/67, incluiu entre as profissões(modelo sem foto), carteiras de estudante, carteiras funcionais sem versidade Federal do Pará (CEPS/UFPA), no que couber a cada um, cujo exercício é regulado pela Lei nº 5.194/66, a profissão de En-valor de identidade, nem documentos ilegíveis, não identificáveis e/ou na fase do concurso, ou pelas instâncias da UFOPA, após a sua genheiro de Operação.danificados. realização. •Eletricista - Possuir o Curso superior de Graduação En- 11.8 Não será aceita cópia do documento de identidade, genharia Elétricaainda que autenticada, nem protocolo do documento. JOSÉ SEIXAS LOURENÇO •Mecânica - Possuir o Curso superior de Graduação En- 11.9 O candidato, em caráter excepcional, poderá realizar a genharia Mecânicaprova em hospital na cidade em que está sendo realizado o concurso. ANEXO I •Florestal - Possuir o Curso superior de Graduação Enge-Para tanto, o candidato deve apresentar o atestado fornecido por nharia Florestalmédico, com o respectivo CRM e com o CID (Código Internacional DOS REQUISITOS PARA INVESTIDURA E DESCRIÇÃO •Eletroeletrônica - Possuir o Curso superior de Graduaçãode Doenças), juntamente com seu cartão de inscrição e documento de DOS CARGOS Engenharia Elétrica, Eletrotécnica ou Eletroeletrônica. CARGOS DE NÍVEL DE CLASSIFICAÇÃO D Descrição sumária do cargo:identidade com foto, na Secretaria da Diretoria de Gestão e De- ASSISTENTE EM ADMINISTRAÇÃO Desenvolver projetos de engenharia; executar obras; planejar,senvolvimento de Pessoas - Campus Rondon da Universidade Federal Requisito básico para investidura no cargo: coordenar a operação e a manutenção, orçar, e avaliar a contrataçãodo Oeste do Pará, Av. Marechal Rondon, s/n, bairro Caranazal, CEP Possuir o Ensino Médio Profissionalizante ou Médio Com- de serviços; dos mesmos; controlar a qualidade dos suprimentos e68040-070, até a véspera da prova ou até duas horas antes do início pleto. serviços comprados e executados; elaborar normas e documentaçãoda prova, no local onde deveria fazê-la, com a apresentação do res- Descrição sumária do cargo: técnicas. Assessorar nas atividades de ensino, pesquisa e extensão.pectivo documento ao Coordenador do Concurso para comprovar a Dar suporte administrativo e técnico nas áreas de recursos ENGENHEIRO DE SEGURANÇA DO TRABALHOimpossibilidade de comparecimento. humanos, administração, finanças e logística; atender usuários, for- Requisito básico para investidura no cargo: 11.10 As provas serão realizadas sem consulta a qualquer necendo e recebendo informações; tratar de documentos variados, Possuir o curso superior de Graduação em Engenharia dematerial. cumprindo todo o procedimento necessário referente aos mesmos; Segura do Trabalho ou graduação em Engenharia com Especialização 11.11 Os portões serão fechados pontualmente às 8:00 horas, preparar relatórios e planilhas; executar serviços áreas de escritório. em Segurança do Trabalho ou Saúde e Segurança.observado o horário de Santarém, não sendo permitido o ingresso de Assessorar nas atividades de ensino, pesquisa e extensão. Requisito básico para investidura no cargocandidatos retardatários. TÉCNICO DE LABORATÓRIO - ÁREA: Assessorar os diversos órgãos da Instituição, em assuntos de 11.12 O candidato só poderá ausentar-se do local de rea- Requisito básico para investidura no cargo: segurança do trabalho; propor normas e regulamentos de segurançalização da prova, se necessário, após uma hora do seu início. Possuir o Ensino Médio Profissionalizante ou Médio Com- do trabalho; examinar projetos de obras e equipamentos, opinando do 11.13 A não observância do subitem anterior acarretará a não pleto + Curso Técnico na área. ponto de vista da segurança do trabalho; indicar especificamente oscorreção das provas e, consequentemente, a eliminação do candidato •Geologia equipamentos de segurança, inclusive os equipamentos de proteçãodo concurso. •Mineração individual, verificando sua qualidade; estudar e implantar sistema de 11.14 Durante a permanência na sala de realização da prova, •Hidrologia proteção contra incêndios e elaborar planos de controle de catástrofe;não é permitido ao candidato portar e utilizar calculadora, agenda •Agroindústria delimitar as áreas de periculosidade, de acordo com a legislaçãotelefônica, telefone celular, BIP, ponto eletrônico, rádio, MP3, MP4, •Química vigente; analisar acidentes, investigando as causas e propondo me-walkman, gravador, transmissor ou receptor de voz ou sinal eletrônico Descrição sumária do cargo: didas preventivas; manter o cadastro e analisar estatísticas dos aci-e qualquer outro utensílio eletrônico. Por essa razão, antes do início Executar trabalhos técnicos de laboratório relacionados com dentes, a fim de orientar a prevenção; realizar a divulgação de as-da prova, esses equipamentos deverão ser desligados e acondicio- a área de atuação, realizando ou orientando coleta, análise e registros suntos de segurança do trabalho; elaborar e executar programas denados em envelopes próprios e individuais que permanecerão fe- de material e substâncias através de métodos específicos. Assessorar treinamento geral no que concerne à segurança do trabalho; organizarchados, não podendo o candidato abri-los antes de sair da sala de nas atividades de ensino, pesquisa e extensão. e executar programas de treinamento específico de segurança do tra-realização da prova. CARGOS DE NÍVEL DE CLASSIFICAÇÃO E balho; esclarecer quanto á observância de normas de segurança; ins- 11.15 Não será permitido, sob nenhum pretexto ou argu- ARQUIVISTA pecionar as áreas e os equipamentos da entidade do ponto de vista damento, o ingresso ao local das provas de candidatos portando armas, Requisito básico para investidura no cargo: segurança do trabalho; inspecionar e assegurar o funcionamento e abrancas ou de fogo. O candidato que estiver armado será encami- Possuir o curso superior de graduação em Arquivologia e utilização dos equipamentos de segurança; promover a manutençãonhado à Coordenação do Concurso, para as providências previstas registro no Conselho competente, conforme a Lei nº 6.546, de 04 de rotineira, distribuição, instalação e controle dos equipamentos de pro-pela logística. julho de 1978 e Decreto nº 82.590, de 6 de novembro de 1985 teção contra incêndio; elaborar relatórios das atividades de segurança 11.16 O candidato autorizado a se retirar da sala de rea- regulamentam a profissão de Arquivista. do trabalho; enviar relatórios periódicos aos diversos setores comu-lização da prova para ir ao banheiro, será necessariamente acom- Descrição sumária do cargo: nicando a existência de risco, ocorrência de acidentes e as medidaspanhado por um fiscal itinerante e passará por um detector de metais. Organizar documentação de arquivos institucionais e pes- aconselháveis para a prevenção de acidente do trabalho. AssessorarPortanto, não será permitido ao candidato entrar no banheiro portando soais, criar projetos de museus e exposições, organizar acervos; dar nas atividades de ensino, pesquisa e extensão.qualquer utensílio eletrônico, bem como papéis, cadernetas, enve- acesso à informação, conservar acervos; preparar ações educativas e ESTATÍSTICOlopes, bolsas, pastas e similares. culturais, planejar e realizar atividades técnico-administrativas, orien- Requisito básico para investidura no cargo: 11.17 Não será permitida, durante a realização da prova, a tar implantação de atividades técnicas. Assessorar nas atividades de Possuir Curso Superior em Ciências Estatísticas ou Atua-comunicação entre os candidatos ou a utilização de qualquer material ensino, pesquisa e extensão. riais.de consulta. AUDITOR Descrição sumária do cargo: 11.18 O candidato deverá manter seu endereço atualizado Requisito básico para investidura no cargo: Desempenhar tarefas no campo da estatística, como pesquisajunto ao CEPS, enquanto estiver participando do concurso, e junto à Possuir Curso Superior em Economia, Direito ou Ciências sobre os fundamentos desta ciência, suas aplicações práticas, orga-Diretoria de Gestão e Desenvolvimento de Pessoas (DGDP) da UFO- Contábeis. nização e execução de investigações estatísticas, elaborando e tes-PA, se aprovado. Serão de exclusiva responsabilidade do candidato os Descrição sumária do cargo: tando métodos e sistemas de amostragem e outros, para renovar osprejuízos advindos da não atualização de seu endereço. Realizar auditagem; acompanhar as execuções orçamentárias, métodos estatísticos ou melhorar os já existentes. Assessorar nas 11.19 A UFOPA reserva-se o direito de proceder às no- financeiras, patrimoniais e de pessoal; emitir pareceres e elaborar atividades de ensino, pesquisa e extensão.meações, segundo a ordem decrescente da classificação final, dentro relatórios. Assessorar nas atividades de ensino, pesquisa e extensão. FARMACÊUTICO-BIOQUÍMICOdo número de vagas oferecido para cada cargo, dentro do prazo de CONTADOR Requisito básico para investidura no cargo:validade do concurso, de acordo com a disponibilidade orçamentária Requisito básico para investidura no cargo: Possuir o curso superior de graduação em Farmácia Bio- Possuir o Curso superior em Ciências Contábeis. química ou Farmácia e Registro no Conselho competente. Lei nºe o número de vagas existentes, dentro do número permitido em Descrição sumária do cargo: 3.820, de 11 de novembro de 1960 cria o Conselho Federal e oslegislação vigente. Executar a escrituração através dos lançamentos dos atos e Conselhos regionais de Farmácia, e dá outras providências. Decreto 11.20 Na inexistência de candidatos aprovados ou inscritos fatos contábeis; elaborar e manter atualizados relatórios contábeis; nº 85.878, de 09 de abril de 1981, regulamenta a Lei nº 3.820/60.para qualquer um dos cargos disponibilizados, ou se não houver promover a prestação, acertos e conciliação de contas; participar da Alterações: Lei nº 9.120/95; Lei nº 4.817 e Lei nº 5.724/71.candidatos aprovados em número suficiente para preenchimento das implantação e execução das normas e rotinas de controle interno; Descrição sumária do cargo:vagas previstas neste edital, a UFOPA poderá nomear candidatos elaborar e acompanhar a execução do orçamento; elaborar demons- Realizar tarefas específicas de desenvolvimento, produção,classificados em concursos congêneres realizados por outras insti- trações contábeis e a Prestação de Contas Anual do órgão; prestar dispensação, controle, armazenamento, distribuição e transporte detuições federais de ensino, desde que esses concursos estejam dentro assessoria e preparar informações econômico-financeiras; atender às produtos da área farmacêutica tais como medicamentos, alimentosdo prazo de validade, ou ainda, remanejar candidatos classificados demandas dos órgãos fiscalizadores e realizar perícia. Assessorar nas especiais, cosméticos, imunobiológicos, domissanitários e insumospara localidades diversas à escolhida no ato da inscrição. atividades de ensino, pesquisa e extensão. correlatos; realizar análises clínicas, toxicológicas, fisioquímicas, bio- 11.21 A UFOPA poderá autorizar o aproveitamento de can- ECONOMISTA lógicas, microbiológicas e bromatológicas; orientar sobre uso de pro-didatos aprovados, mas não classificados, no número de vagas pre- Requisito básico para investidura no cargo: dutos e prestar serviços farmacêuticos; realizar pesquisa sobre osvisto neste edital, na ordem de classificação, para ser nomeados, no Possuir o Curso Superior em Ciências Econômicas. efeitos de medicamentos e outras substâncias sobre órgãos, tecidos einteresse de outras Instituições Federais de Ensino, em acordo com a Descrição sumária do cargo: funções vitais dos seres humanos e dos animais. Assessorar nas ati-Decisão n. 212/1998 TCU - Plenário e Acórdão TCU No. 569/2006 - Analisar o ambiente econômico; elaborar e executar projetos vidades de ensino, pesquisa e extensão. Plenário. de pesquisa econômica, de mercado e de viabilidade econômica, den- FISIOTERAPEUTA 11.22 A UFOPA poderá proceder a nova distribuição de tre outros; participar do planejamento estratégico e de curto prazo; Requisito básico para investidura no cargo:vagas, nomeando candidatos aprovados com lotação para os campi de gerir programação econômico-financeira; atuar na mediação e ar- Possuir o Curso superior em Fisioterapia.Oriximiná, Monte Alegre, Itaituba, Alenquer, Óbidos e Juruti. bitragem; realizar perícias. Assessorar nas atividades de ensino, pes- Descrição sumária do cargo: 11.23. Não será permitida a acumulação remunerada de car- quisa e extensão. Atender pacientes para prevenção, habilitação e reabilitação,gos e empregos públicos, exceto nas hipóteses previstas no inciso ENFERMEIRO DO TRABALHO utilizando protocolos e procedimentos específicos de fisioterapia; ha-XVI do artigo 37 da Constituição Federal. Requisito básico para investidura no cargo: bilitar pacientes; realizar diagnósticos específicos; analisar condições 11.24 Após nomeação, posse e exercício, o servidor cumprirá Possuir curso superior de graduação em Enfermagem com dos pacientes; desenvolver programas de prevenção, promoção deestágio probatório de 3 (três) anos, nos termos da legislação vi- Especialização em Enfermagem do Trabalho e Registro no Conselho saúde e qualidade de vida. Assessorar nas atividades de ensino, pes-gente. Competente. quisa e extensão.Este documento pode ser verificado no endereço eletrônico http://www.in.gov.br/autenticidade.html, Documento assinado digitalmente conforme MP n o 2.200-2 de 24/08/2001, que institui a -pelo código 00032012040400082 Infraestrutura de Chaves Públicas Brasileira - ICP-Brasil.
  • 5. Nº 66, quarta-feira, 4 de abril de 2012 3 ISSN 1677-7069 83 MÉDICO ÁREA: TRABALHO tivação, grupos, equipes e cultura organizacional; 1.6 Controle: prin- laboratórios (uso de EPI e EPC); 5. Normas de biossegurança em Requisito básico para investidura no cargo: cípios da administração da produção e do controle; 1.7 Métodos e laboratório e controle ambiental do meio ambiente; 6. Preparo de Curso Superior completo em Medicina com Especialização sistemas administrativos: sistemas de informações gerenciais, pro- soluções e solventes; 7. Tratamento estatístico dos dados analíticos eem Saúde Pública ou Medicina do Trabalho. cesso decisório, responsabilidade e autoridade, comunicação empre- interpretações dos erros de análise; 8. Noções de Análise Clássicas e Registro no Conselho de Classe competente. sarial, métodos de trabalho, representações gráficas, formulários, ma- Instrumentais; 9. Noções de operação de instrumentos científicos (po- Descrição sumária do cargo: nuais; 1.8 Administração pública gerencial, reforma da gestão pú- tenciômetro, absorciômetro (UV-Vis e absorção atômica), Fotômetro Realizar consultas e atendimentos médicos; tratar pacientes; blica. de chama, cromatógrafo); 10. Normativas de Controle de Qualidadeimplementar ações para promoção da saúde; coordenar programas e 2.Administração pública: princípios básicos. 2. Poderes ad- em Laboratório (NBR).serviços em saúde, efetuar perícias, auditorias e sindicâncias médicas; ministrativos: poder hierárquico e poder disciplinar. 3. Serviços Pú- CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS - Cargos de Nível Eelaborar documentos e difundir conhecimentos da área médica. As- blicos: conceito e princípios. 4. Ato administrativo: conceito, re- ARQUIVISTAsessorar nas atividades de ensino, pesquisa e extensão. quisitos e atributos; anulação, revogação e convalidação; discricio- Conceitos de Arquivologia: teorias e princípios; 2. Geren- PUBLICITÁRIO nariedade e vinculação. 2.:2.2 Contratos Administrativos: 2.2.1. Exe- ciamento da informação e gestão de documentos aplicada aos ar- Requisito básico para investidura no cargo: cução do contrato administrativo; 2.2.2. Inexecução, revisão e res- quivos governamentais: diagnóstico, protocolos, arquivos correntes e Possuir Curso Superior em Comunicação Social com ha- cisão do contrato; 2.2.3. Principais contratos administrativos; 2.3 Ser- intermediários, avaliação de documentos; 3. Tipologias documentais ebilitação em Publicidade e Propaganda. vidores públicos: 2.3.1. Deveres e direitos dos servidores; 2.3.2. Res- suportes físicos; Arquivos permanentes: princípios, arranjo, descrição; Descrição sumária do cargo: ponsabilidade dos servidores. Instrumentos de pesquisas em arquivos permanentes; 4. Políticas pú- Desenvolver atividades artísticas e técnicas através das quais 3. Redação Oficial: 3.1 Modalidades de textos técnicos; 3.2 blicas dos arquivos permanentes: ações culturais e educativas; 5.estuda, concebe, executa e distribui propaganda. Assessorar nas ati- Correspondência e atos oficiais: conceito e princípios de redação Normas nacionais, regionais e internacionais de descrição arquivís-vidades de ensino, pesquisa e extensão. oficial; fechos para comunicação; modelos oficiais - normas gerais; tica; 6. Legislação arquivística; 7. Microfilmagem aplicada aos ar- REVISOR DE TEXTO 3.3 Emprego dos pronomes e das formas de tratamento, abreviaturas, quivos: políticas, planejamento e técnicas; 8. Automação aplicada aos Requisito básico para investidura no cargo: siglas e símbolos; 3.4 Protocolo; 3.5 Arquivo Corrente; 3.6 Espécies arquivos: políticas, planejamento e técnicas; 9. Preservação, conser- Possuir o Curso superior de graduação em Comunicação Documentais; 3.7 Correspondências, classificação e caracterização; vação e restauração de documentos arquivísticas: políticas, plane-Social ou Letras. 3.8 Natureza dos Assuntos dos Documentos; 3.9 Métodos de Ar- jamento e técnicas; 10. Políticas de segurança de arquivos. DESCRIÇÃO SUMÁRIA DO CARGO: quivamento. AUDITOR Revisar textos atentando para as expressões utilizadas, sin- TÉCNICO EM LABORATÓRIO ÁREA: GEOLOGIA Conceitos de Auditoria. Formas e tipos de Auditoria. Au-taxe, ortografia e pontuação para assegurar-lhes correção, clareza, Geologia Geral: Dinâmica interna da Terra; Dinâmica ex- ditoria nas Organizações. Normas Técnicas e Profissionais. Plane-concisão e harmonia, bem como torna-la inteligíveis ao usuário da terna da Terra. Mineralogia: importância econômica dos minerais e jamento de Auditoria. Programa de Auditoria. Estrutura e Controle dapublicação. Assessorar nas atividades de ensino, pesquisa e exten- elementos químicos; Cristalografia; Propriedades físicas e químicas Administração Pública: Controle Interno e Externo. Auditoria no Sis-são. dos minerais; Classes mineralógicas; Mineralogia descritiva. Petro- tema de Controles Internos. Metodologia COSO ERM. Amostragem SECRETÁRIO EXECUTIVO grafia: constituição da crosta terrestre; Características físicas e quí- de Auditoria. Risco de Auditoria. Relevância de Auditoria. Proce- Requisito básico para investidura no cargo: micas das rochas; Principais classes de rochas - rochas ígneas vul- dimentos e Técnicas de Auditoria. Achados e Evidências de Au- Possuir Curso Superior em Letras ou Secretariado Execu- cânicas e plutônicas, sedimentos e rochas sedimentares, rochas me- ditoria. Papéis de trabalho. Auditoria de Demonstrações Contábeistivo. tamórficas; Reconhecimento macroscópico das rochas. Estratigrafia e Públicas. Relatório de Auditoria. Certificado de Auditoria. Conta- Descrição sumária do cargo: Geologia do Brasil: leis da estratigrafia; Unidades litoestratigráficas e bilidade Pública.Orçamento Público. Constituição Federal de 1988. Assessorar direções, gerenciando informações, auxiliando na cronoestatigráficas; Fósseis; Datações geocronológicas; Visão geral Lei Federal n.° 4.320/64. Decreto Lei n.° 200/1967. Lei Federal n.°execução de tarefas administrativas e em reuniões, marcando e can- da estratigrafia do Brasil; Províncias estruturais brasileiras; Bacias 8.666/1993. Lei Federal n.° 10.520/2002. Lei Complementar n.°celando compromissos; coordenar e controlar equipes e atividades; sedimentares brasileiras continentais e da margem continental. Geo- 101/2000 (Lei de Responsabilidade Fiscal).controlar documentos e correspondências; atender usuários externos e logia Estrutural: estruturas primárias e tectônicas; Dobras; Falhas e CONTADORinternos; organizar eventos e viagens e prestar serviços em idioma fraturas; Foliações e lineações; Principais rochas deformadas. Geo- 1. Contabilidade Pública: Conceito e legislação; Exercícioestrangeiro. Assessorar nas atividades de ensino, pesquisa e exten- logia de Campo: manuseio e coleta de dados com bússola; Uso da financeiro: definição e duração; Regimes financeiro e contábil desão. caderneta de campo. Sondagem: noções básicas de perfuração, re- caixa, de competência e misto; Resíduos ativos e passivos; Operações TÉCNICO EM ASSUNTOS EDUCACIONAIS cuperação de amostras e operações gerais de sondagem. Fotointer- orçamentárias: receitas e despesas efetivas de mutações; Operações Requisito básico para investidura no cargo: pretação: noções de fotointerpretação e interpretação de imagens; extra-orçamentárias: receitas e despesas extra-orçamentárias; Varia- Possuir o Curso Superior em Pedagogia ou Licenciaturas. Orientação no campo através de fotografias aéreas; Visão estereos- ções patrimoniais ativas e passivas independentes da execução or- Descrição sumária do cargo: cópica; Padrões e elementos de fotointerpretação, relevo, padrões de çamentária; Patrimônio: conceito, aspectos qualitativo e quantitativo, Coordenar as atividades de ensino, planejamento e orien- drenagem. Geoprocessamento: noções de informática e sistemas de patrimoniais financeiros e permanentes, avaliação dos componentestação, supervisionando e avaliando estas atividades, para assegurar a informações georreferenciadas; noções e utilização de softwares do patrimoniais, inventário na administração pública; Tomadas de Contasregularidade do desenvolvimento do processo educativo. Assessorar Sistema de Informações Geográficas em ambiente Windows; noções Públicas: Procedimentos. Sistema Integrado de Administração Finan-nas atividades de ensino, pesquisa e extensão. de sensoreamento remoto e potencial interpretativo das imagens; ceira - SIAFI: O Programa, suas finalidades e órgãos obrigatoria- ANEXO II do Edital n. 001 de 03/04/2012- UFOPA Transferência dedados das imagens e fotos para bases em escalas mente envolvidos. Lei das Licitações, tipos: licitações, tomadas de CONTEÚDO PROGRAMÁTICO distintas. Recursos minerais: classificação; Tipos genéticos; Classi- preço e carta convite. Leilões Eletrônicos; Escrituração: sistemas de CONHECIMENTOS GERAIS - Todos os cargos dos níveis ficação utilitária; Minerais metálicos e não-metálicos; Rochas or- contas (Aspectos gerais da Lei n.º 4.320/64 e da Lei Complementar nºDeE namentais; Fertilizantes e corretivos; Argilas e materiais de cons- 101/2000); planos de contas, escrituração dos sistemas orçamentário, LÍNGUA PORTUGUESA (exceto para Revisor de Texto) trução; Outros materiais geológicos de uso industrial. Geoquímica: financeiro, patrimonial e de compensação; Controle de bens e valores 1. Conteúdo do texto: compreensão e interpretação; 2. Re- princípios básicos de exploração geoquímica; Classificação geoquí- de terceiros, valores nominais emitidos, empenhos, riscos e garantias;cursos que estabelecem a coesão no texto; 3. Relações semântico- mica dos elementos; Anomalias geoquímicas. Geofísica: princípios Encerramento do exercício: apuração dos resultados orçamentário,discursivas (causa, condição, concessão, conclusão, explicação, in- básicos de geofísica; Principais procedimentos geofísicos. Estatística: financeiro e patrimonial; levantamento dos balanços orçamentário,clusão, exclusão, oposição, etc.) entre idéias no texto e os recursos noções básicas de estatística; Tratamento estatístico (amostragem, po- financeiro, patrimonial, e da demonstração das variações patrimo-lingüísticos usados em função dessas relações; 4. Níveis de lingua- pulações, médias, mediana, desvio padrão); manipulação e tratamento niais. Dívida Ativa: Contabilização; Auditoria no setor público: prin-gem (emprego adequado de itens lexicais, considerando os diferentes dos dados geoquímicos (estimadores da população); Histogramas e cípios, normas técnicas, procedimentos, avaliação de controles in-níveis de linguagem; sintaxe de regência nominal e verbal, de con- correlações. ternos, papéis de trabalhos: relatórios e pareceres. Perícia Contábil ecordância nominal e verbal, de colocação pronominal, segundo a TÉCNICO EM LABORATÓRIO ÁREA: MINERAÇÃO sua importância na gestão Pública; 2. Orçamento Público: Princípiosnorma culta); 5. Linguagem denotativa e conotativa; 6. Fenômenos 1 Geologia geral. 2 Mineralogia. 3 Cartografia geológica. 4 orçamentários: anual idade, unidade, universidade, exclusividade, nãosemânticos: sinonímia, homonímia, antonímia, ambigüidade; 7. Or- Legislação mineral. 5 Métodosde prospecção. 6 Métodos de son- afetação da receita e do orçamento bruto; Orçamento-programa; Pro-dem das palavras nas orações: mudança de sentido ocasionada pela dagem. 7 Recursos minerais e avaliação de depósitos minerais. 8 posta orçamentária: elaboração, discussão, votação e aprovação; Re-inversão; ordem das orações no enunciado: efeito de sentido (realce) Aplicações de sensoriamento remoto. 9 Mecânica das rochas. 10 gimes orçamentários: competência de exercício e de caixa; Orça-ocasionado pela inversão; 8. Discurso direto e indireto; 9. Escrita do Petrografia. 11 Desenvolvimento mineiro. 12 Desmonte de rochas. 13 mento anual, plano plurianual e diretrizes orçamentárias; Despesatexto: ortografia, acentuação gráfica, assinalamento da crase, pon- Métodos de explotação. 14 Planejamento de mina. 15 Equipamentos orçamentária: classificação institucional, econômica e funcional etuação. de lavra. 16 Uso de SIGs na mineração. 17 Noções de tratamento de programática; Fases da despesa: empenho, liquidação e pagamento; NOÇÕES DE INFORMÁTICA minérios. 18 Preparação de minérios. 19 Operações auxiliares. 20 Despesas de exercícios anteriores; Restos a pagar; Suprimento de 1. Informática em Geral: conceitos; 2. Conceitos de Hardwa- Métodos de concentração. 21 Caracterização tecnológica de minérios. fundos; Créditos adicionais: espécies e recursos para a sua cobertura;re e Software; 3. Conceitos e formas de utilização de sistema Ope- 22 Mineração e meio ambiente. 23 Segurança e higiene no traba- Controles interno e externo; Aspectos gerais da Lei de Responsa-racional (Windows XP); 4. Utilização de Aplicativos Básicos (bloco lho. bilidade Fiscal.de notas, calculadora, Paint, WordPad); 5. Conceitos básicos, con- TÉCNICO EM LABORATÓRIO ÁREA: HIDROLOGIA ECONOMISTAfiguração e utilização de: Processador de Textos Microsoft Word (a Conhecimento do Ciclo Hidrológico: suas fases e como se 1 Análise Microeconômica: determinação das curvas de pro-partir da versão 2000) e Planilha Eletrônica Excel (a partir da versão processa na natureza. Conceito de Bacia Hidrográfica. Divisão e Con- cura; curvas de indiferença; equilíbrio do consumidor; efeitos preço,2000); 6. Recursos básicos e utilização do Adobe Reader (Adobe trole (Rede Hidrométrica). Escoamento em rios e canais: Conhe- renda e substituição; elasticidade da procura; fatores de produção;Reader 7.0); 7. Configuração de Impressoras; 8. Noções básicas de cimentos básicos do Escoamento Reynolds, Froude, coef. Manning)). produtividade média e marginal; lei dos rendimentos decrescentes eInternet e Intranet; 9. Conceitos e utilização de ferramentas e apli- Medição de vazão: conhecer alguns métodos, saber como se realiza Rendimentos de Escala; custos de produção no curto e longo prazo;cativos de navegação na Internet, de correio eletrônico, de grupos de uma medição com molinete e saber calculá-la. Conceito de Curva- custos totais, médios e marginais, fixos e variáveis. Estrutura dediscussão, e de pesquisa; 10. Conceitos básicos de Segurança da chave. Dados Hidrológicos: noçõesde Coleta e Armazenamento, Aná- Mercado: concorrência perfeita, concorrência imperfeita, monopólio,Informação: backup; vírus; antivírus. lise e Consistência. Equipamentos de medição (ex.: pluviógrafos, oligopólio; dinâmica de determinação de preços e margem de lucro; LEGISLAÇÃO linígrafos). Topografia Básica: noções de nivelamento e coordenadas, padrão de concorrência; análise de competitividade; análise de in- 1. Regime Jurídico Único dos Servidores (Lei 8.112/1990). Transporte de cotas, triangulação. dústrias e da concorrência; vantagens competitivas; cadeias e redes 2. Processo administrativo (Lei n.º 9.784/1999). TÉCNICO EM LABORATÓRIO ÁREA: AGROINDÚS- produtivas; competitividade e estratégia empresarial. 2. Análise Ma- 3. Plano de Carreiras dos Cargos Técnico-Administrativo em TRIA croeconômica. Modelo IS-LM. Identidades macroeconômicas básicas.Educação (Lei 11.091/2005). Fundamentos teóricos e práticos de elaboração de produtos e Sistema de Contas Nacionais. Contas Nacionais no Brasil. Conceito 4. Lei n.º 8.429/92: das disposições gerais; dos atos de im- subprodutos do pescado para fins de beneficiamento e comercia- de Déficit e Dívida Pública. O Balanço de Pagamentos no Brasil.probidade administrativa. lização. Controle de qualidade do pescado para o processamento. Agregados Monetários. As contas do Sistema Monetário. Papel do 5. Código de ética dos servidores (Decreto nº 1.171/1994). Beneficiamento do pescado - recepção, lavagem, classificação e pro- Governo na economia: estabilização econômica, promoção do de- 6. Licitações e contratos administrativos (Lei 8666/1993). cessamento, técnicas de abate, congelamento, descongelamento, des- senvolvimento e redistribuição de renda. A teoria Keynesiana. Papel 7. Lei de criação da UFOPA (Lei 12.085/2009) camação, evisceração, filetagem e postagem do pescado. Métodos de da política fiscal, comportamento das contas públicas. Financiamento CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS - Cargos de nível D conservação do pescado. Limpeza e sanitização na indústria de pes- do déficit público no Brasil. Política monetária. Relação entre taxas ASSISTENTE EM ADMINISTRAÇÃO cado. Gestão da unidade de beneficiamento, controlando estoques de de juros, inflação e resultado fiscal. Relação entre comportamento do 1.Noções em Administração: 1.1 Organizações, Eficiência e insumos e produtos. mercado de trabalho e nível de atividade, relação entre salários, in-Eficácia; 1.2 O processo administrativo: planejamento, organização, TÉCNICO EM LABORATÓRIO ÁREA: QUÍMICA flação e desemprego. A oferta e demanda agregada. Desenvolvimentoinfluência, controle; 1.3 Planejamento: fundamentos, tomada de de- 1. Manuseio e manutenção de vidrarias e equipamentos de brasileiro no pós-guerra: Plano de metas, o milagre brasileiro, o IIcisões, ferramentas; 1.4 Organização: fundamentos, estruturas orga- laboratório; 2. Manipulação e uso de reagentes (ácidos, bases, sais, PND, a crise da dívida externa, os planos de Estabilização e a eco-nizacionais tradicionais, tendências e práticas organizacionais; 1.5 óxidos, solventes, compostos orgânicos e inorgânicos); 3.Técnicas de nomia brasileira contemporânea. Organismos Internacionais: FMI,Influência: aspectos fundamentais da comunicação, liderança, mo- coletas e amostragem (diversas matrizes); 4. Noções de segurança em BIRD, BID, OMC. 3. Economia do Setor Público: conceito de bemEste documento pode ser verificado no endereço eletrônico http://www.in.gov.br/autenticidade.html, Documento assinado digitalmente conforme MP n o 2.200-2 de 24/08/2001, que institui a -pelo código 00032012040400083 Infraestrutura de Chaves Públicas Brasileira - ICP-Brasil.
  • 6. 84 ISSN 1677-7069 3 Nº 66, quarta-feira, 4 de abril de 2012público; funções governamentais; conceitos gerais de tributação; ten- sistência de terra; 3.4 Atmosferas Explosivas, componentes do risco, marginais. 4. Distribuições condicionais e independência, esperançadências gerais da evolução do gasto público no mundo. Conceitos identificação de fontes de risco e classificação de áreas, técnicas e condicional, funções geradoras de momentos, lei dos grandes nú-básicos da contabilidade fiscal: NFSP, conceitos nominais e ope- tipos de proteção; manutenção de instalações elétricas. meros, teorema central do limite, amostras aleatórias, distribuiçõesracionais e resultado primário. Noção de sustentabilidade do endi- ENGENHEIRO ÁREA: ELETROELETRÔNICA amostrais. 5. Inferência Estatística: estimação pontual: métodos devidamento público; evolução do déficit e da dívida pública no Brasil Circuitos de corrente contínua e alternada. Leis de Kirchhoff. estimação, propriedades dos estimadores, estimação por intervalos,a partir dos anos 80. 4. Economia Brasileira: Evolução da economia Teoremas de circuitos equivalentes. Teorema da impedância com- testes de hipóteses - hipóteses simples e compostas, nível de sig-brasileira e da política econômica desde o período do "milagre eco- plexa. Desenvolvimento e análise de circuitos elétricos. Simulação em nificância e potência, teste t de Student, testes qui-quadrado - denômico". Reformas estruturais da década de 90. Economia brasileira computador (Spice). Dispositivos semicondutores. Amplificadores. aderência e de independência e de homogeneidade em tabelas deno pós-Plano Real: concepções, principais problemas, conquistas e Cahves. Análise da resposta em frequência de amplificadores. Am- contingência. 6. Modelos lineares: mínimos quadrados, regressão li-desafios. O ajuste de 1999. Instrumentos de financiamento do setor plificador operacional. Aplicações de amplificadores operacionais. near simples, inferência na regressão, correlação e regressão, análisepúblico e Parceria Público-Privado (PPP). 5. Desenvolvimento Eco- Circuitos lógicos combinacionais e sequenciais. Conversão analógica de resíduos, regressão múltipla. 7. Técnicas de Amostragem: amos-nômico e Social: Transformações do papel do Estado nas sociedades para digital e digital para analógica. Aquisição de sinais digitais. tragem aleatória simples, tamanho amostral, estimadores de razão econtemporâneas e no Brasil, Indicadores Sociais. O Índice de De- Digitalização de sinais. Microcontroladores. Microcontroladores da regressão, amostragem estratificada, amostragem sistemática, amos-senvolvimento Humano. O papel das principais agências de fomento família PIC. Circuitos de lógica programável (FPGA). Protocolos de tragem por conglomerados, métodos de seleção com probabilidadesno Brasil (BNDES, Banco do Brasil, Caixa Econômica Federal, agên- comunicação e barramento: serial (RS232, USB), GPIB (IEEE 4888), desiguais. 8. Matemática - Cálculo Diferencial e Integral: númeroscias de fomento federais, estaduais e municipais). 6. Lei Comple- TCP/IP. Linguagens de programação: C, MPLAB (PIC), LabView. reais, funções reais de variável real, limites, continuidade, derivadas ementar n.° 101/2000 (Lei de responsabilidade na gestão fiscal). 7. Lei Instrumentos de medidas (digitais e analógicos): multímetros, os- regras de derivação, integral de Riemam e regras de integração, fun-Federal n.° 4.320/64 e suas alterações (estabelece normas gerais de ciloscópio, analisador de espectro, analisador lógico. ção composta, regra da cadeia, máximos e mínimos, seqüências eDireito Financeiro para elaboração e controle dos orçamentos e ba- ENGENHEIRO/ÁREA: FLORESTAL séries numéricas, funções reais de várias variáveis, máximos e mí-lanço da União, dos Estados, dos Municípios e do Distrito Federal). Geoprocessamento: usos e produtos. Lei de gestão de flo- nimos condicionados, teorema das funções implícitas, teorema da ENFERMEIRO DO TRABALHO restas públicas. Proteção florestal. Mensuração florestal. Silvicultura função inversa, mudança de coordenadas. 9. Álgebra Linear: vetores Código de ética e Lei do exercício profissional da Enfer- de espécies tropicais. Manejo de florestas nativas. Inventário florestal. no plano e no espaço, retas e planos no espaço, matrizes, sistemas demagem; 2. Processo de Trabalho em Enfermagem: Gerenciamento em Economia florestal. Tecnologia de produtos madeireiros. Fitossocio- equações lineares, determinantes e matriz inversa, espaço vetorial eEnfermagem, Humanização e sistematização na assistência de en- logia subespaço, transformações lineares, autovalores e autovetores, pro-fermagem; 3. Biossegurança nas ações de enfermagem: Métodos, ENGENHEIRO/ÁREA: MECÂNICA duto interno.técnicas e soluções usadas nos processos de limpeza, preparo, de- Instrumentação industrial. Desenho Mecânico / CAD. Re- FARMACÊUTICO-BIOQUÍMICOsinfecção, esterilização, estocagem, manuseio de materiais e controle sistência dos materiais. Vibrações mecânicas. Conceitos de manu- 1. Coleta, preservação, transporte e processamento das prin-de esterilização; 3.1 Infecção Hospitalar (IH) ou Infecção Relacio- tenção mecânica. Elementos orgânicos de máquina. Projeto de má- cipais amostras biológicas em laboratório de análises clínicas; 2.nada à Assistência a Saúde (IRAS): conceitos, causas, prevenção, quinas. Ensaios mecânicos. Metrologia e controle de qualidade. Pro- Controle de qualidade e biossegurança em laboratórios de rotina decontrole e tratamento; 3.2 Medidas de Biossegurança nos serviços de cessos de fabricação. Materiais de construção mecânica. Tratamentos análises clínicas, laboratórios de Pesquisa e laboratórios de biologiasaúde; 4. Assistência em Enfermagem em Saúde Coletiva: Aspectos térmicos e termoquímicos. Termodinâmica. Princípios de Transfe- molecular; 3. Bioquímica Clínica: Realização e interpretação de exa-clínicos e epidemiológicos das doenças infecto-parasitárias; 4.1 Por- rência de Calor. Mecânica dos fluidos. Máquinas térmicas. Tubu- mes bioquímicos e moleculares que avaliem: Diabetes mellitus; Dis-taria nº 104, de 25 de janeiro de 2011; 4.2 Portaria nº 3.318, de 28 de lações Industriais. Eletrotécnica geral básica. Conceitos sobre legis- lipidemias; Função hepática; Função renal e Uroanálises. Bioquímicaoutubro de 2010 do Ministério do Saúde; 4.3 Reforma sanitária/evo- lação ambiental. Conceitos de produção industrial. Conceitos sobre do líquor; Gasometria: coleta e interpretação; 4. Hematologia/ He-lução histórica das políticas de saúde no Brasil; 4.4 Sistema Único de normas de segurança do trabalho. Conceitos de planejamento, acom- mostasia: Hematopoiese, Hemograma completo e seus parâmetros,Saúde: princípios e diretrizes; 4.5 Política Nacional de Humanização panhamento e execução de obras. Elaboração de laudose perícias. Investigação laboratorial e molecular de doenças hematológicas, Coa-da Gestão e da Atenção à Saúde no Sistema Único de Saúde; 5. Planejamento e Controle de Obras e Serviços de Engenharia. Con- gulação e tipagem sangüínea, Principais anemias, Hemoglobinopatias,Assistência de Enfermagem em Tratamento Clínico e Cirúrgico: Pro- ceitos de Automação Industrial. Leucemias, Hemostasia: TAP, TTPA, fibrinogênio e dosagem de fa-cesso de comunicação, relacionamento interpessoal e terapêutico; 5.1 ENGENHEIRO DE SEGURANÇA DO TRABALHO tores de coagulação; 5. Imunologia geral: Sistema e Resposta imune,Semiologia e semiótica aplicada a Enfermagem; 5.2 Assistência aos Introdução à Engenharia de Segurança do Trabalho. Psi- estrutura, função e produção de anticorpos, mecanismo de defesapacientes na alimentação enteral e parenteral e nas eliminações; 5.3 cologia aplicada à Engenharia de Segurança do Trabalho. Legislação imune, diagnóstico laboratorial de doenças infecciosas; 6. Parasi-Cuidados de enfermagem no preparo e coleta de exames; 5.4 Cui- e Normas técnicas: Portaria n° 3.214/1978 - Normas Regulamen- tologia: métodos de análise e suas implicações em doenças para-dados de enfermagem no preparo e administração de medicamentos e tadoras. Análise Preliminar de Riscos em Atividades e Locais de sitológicas humanas relacionadas; 7. Legislação Farmacêutica e éticasoluções, cálculos de drogas: ação, dose, dosagem, métodos e vias; Trabalho e Emissão de Ordens de Serviço e Decreto n° 93.412 de 14 profissional; 8. Assistência Farmacêutica e Atenção Farmacêutica; 9.5.5 Cuidados de enfermagem no manuseio de acessos venosos cen- de outubro de 1986 MTE. Lei n° 8.212 e n° 8.213/ 1991: Co- Gestão e logística de medicamentos e insumos farmacêuticos, Se-trais; 5.6 Sinais vitais; 5.7 Cuidados de enfermagem nos procedi- municação de Acidente de Trabalho. Constituição Federal: artigos 7º, leção, Programação, Aquisição, Armazenamento, Distribuição e Uti-mentos das vias respiratórias: inalação, oxigenoterapia, nebulização e 196 e 200. CLT (Consolidação das Leis do Trabalho): artigos 154 a lização; 10. Farmacotécnica: manipulação de formas oficiais e ma-aspiração das secreções; 5.8 Cuidados de enfermagem com as feridas 223. Norma Operacional de Saúde do Trabalhador (NOST): Portaria gistrais; preparação farmacêutica: noções básicas de filtração, des-e curativos; 5.9 Epidemiologia das doenças crônicas não transmis- MS 3.908, de 30/10/98. Instrução Normativa de Vigilância em Saúde tilação e esterilização; 11. Conceitos básicos de medicamentos quesíveis (DCNT) no Brasil e no mundo; 5.10 Conceito, causas, sinais e do Trabalhador do SUS: Portaria MS 3.120, de 1/07/98. Legislação atuam no organismo: Princípio das ações farmacocinéticas e far-sintomas, tratamento, prevenção e cuidados de Enfermagem nas afec- Previdenciária: Leis 8.213/91 e Decreto N. 3.048, de 06/05/99. NTEP macodinâmicas de medicamentos das seguintes classes: Antibióticos eções clínicas dos sistemas: respiratório, cardiocirculatório, digestivo, e SAT. Lei 6.514, de 22 de dezembro de 1977. Portaria 3.067, de 12 Quimioterápicos, Antivirais, Antiparasitários, Antineoplásicos, Antin-renal e endócrino; 5.11 Cuidados de enfermagem no Centro Cirúrgico de abril de 1988. Atribuições do Técnico de Segurança do Trabalho. flamatórios e Antifúngicos.e na Central de Material e Esterilização: caracterização físicas, am- Decreto 7.410 de 27 de novembro de 1985. Decreto 92.530 de 9 de FISIOTERAPEUTAbiência e localização; 5.12 Princípios e técnicas de anti-sepsia e abril de 1986. Portaria 3.275 de 21 de setembro de 1989. Ética Anatomia, fisiologia, fisiologia do exercício e fisiopatologia.assepsia; 6. Assistência de Enfermagem a pacientes em cuidados profissional. Gerência de riscos: Acidentes de trabalho. Conceito téc- Cinesiologia e Biomecânica e análise da marcha. Bases semiológicasintensivos e semi intensivos; 7. Assistência de Enfermagem em si- nico e legal. Definições de atos e condições ambientes de inse- para avaliação, tratamento e procedimentos em fisioterapia, provas detuações graves: Suporte avançado de vida nas emergências neuro- gurança. Riscos e causas de acidentes do trabalho. Comunicação, função muscular e articular. Exercícios terapêuticos e métodos delógicas; 7.1 Suporte avançado de vida na parada cardiorrespirató- Investigação e Análise de Acidentes e Incidentes com Aplicação de treinamento funcional. Indicação, contra-indicação, técnicas e efeitosria/cardiopulmonar: conceito, causas, sinais e sintomas, tratamento, Métodoscomo: Árvores Falhas, Modo e Efeito. Custos dos acidentes. fisiológicos da hidroterapia, massoterapia, mecanoterapia, crioterapia,prevenção e assistência de enfermagem; 8. Assistência de Enfer- Comunicação e registro de acidentes. Prevenção de Perdas. Conhe- eletroterapia, termoterapia superficial e profunda. Prescrição e trei-magem à criança e ao adolescente: cuidados de enfermagem, a crian- cimento e Aplicação das Normas Regulamentadoras nos Locais de namento de órteses e próteses. Semiologia e procedimentos fisio-ça e ao adolescente hospitalizado; 9. Assistência de Enfermagem ao Trabalho. Conhecimento sobre Elaboração e Implementação de Nor- terápicos nas áreas: neurológicas e neuropediátricas, ortopedia e trau-idoso. mas e Procedimentos de Segurança. Equipamento de Proteção In- matologia, cardiologia, pneumologia, ginecologia e obstetrícia. Ge- ENGENHEIRO/ÁREA: ELETRICISTA dividual (EPI). Equipamento de Proteção Coletiva (EPC). Estudo de riatria: fisioterapia preventiva, curativa e reabilitadora. Ética profis- 1. Instrumentação Eletrônica: Condicionamento de sinais di- riscos. Mapeamento de riscos. Elaboração do PPRA - Programa de sional. Fisioterapia Baseada em Evidênciagitais e analógicos, amplificadores e filtros; 1.1 Processamento de Prevenção de Riscos Ambientais. Planos e brigadas de emergência. MÉDICO/ARÉA: TRABALHOsinais lineares, amplificadores operacionais, conversores de sinais, Análise de riscos e Técnicas de análise. Programa de prevenção e 1. Noções gerais de medicina. 1.1 Bioestatística. 1.2 Epi-amplificador de sinais, isolação de sinais, filtros para instrumentos, controle de perdas. Elementos demiologia. 1.3 Sistemas imunitários e suas doenças. 1.4 Moléstiasespecificação de filtros; 1.2 Processamento de sinais não lineares, básicos para um programa de segurança. Responsabilidade infecciosas. 1.5 Sistema nervoso e suas doenças. 1.6 Sistema res-modulação e desmodulação de sinais, oscilador controlado por tensão civil e criminal. Controle de perdas e perícias trabalhistas. Prevenção piratório e suas doenças. 1.7 Sistema cardiovascular e suas doenças.(Voltage Controlled Oscillator - VCO), malha de captura de fase e controle de riscos em máquinas, equipamentos e instalações. Er- 1.8 Sistema genitourinário e suas doenças. 1.9 Sistema digestivo e(Phase Locked Loop - PLL), amplificadores não lineares; 1.3 In- gonomia. Princípios da Ergonomia. A aplicabilidade da Ergonomia. suas doenças. 1.10 Doenças hematológicas e hematopoiéticas. 1.11terferências em sinais (ruídos), tipos de ruídos, técnicas de eliminação Espaços de trabalho. Ergonomia e prevenção de acidentes. Posturas e Ortopedia e traumatologia. 1.12 Distúrbios nutricionais. 1.13 Me-e mitigação de ruídos; conversão analógica-digital (A/D) e digital- movimentos. Transporte, armazenamento, movimentação e manuseio tabolismo e suas doenças. 1.14 Sistema endócrino e suas doenças.analógica (D/A), teoria da amostragem, técnicas de amostragem, cir- de materiais. Proteção e prevenção contra incêndios. Tecnologia e 1.15 Genética e noções de doenças hereditárias. 1.16 Dermatologia.cuitos de amostragem e retenção (sample and hold), técnicas de prevenção no combate a sinistro. Propriedade físico-química do fogo. 1.17 Psiquismo e suas doenças. 2. Saúde do trabalhador. 2.1 Noçõesconversão, erros de conversão, multiplexação, especificação de con- O incêndio e suas causas. Classes de incêndio. Métodos de extinção. de estatística em medicina do trabalho. 2.2 Acidentes do trabalho:versores A/D e D/A; 1.4 Processamento de sinais digitais (DSP) para Agentes e aparelhos extintores. Sistemas de prevenção e combate a definições e prevenção. 2.3 Noções de saneamento ambiental. 2.4instrumentos, filtros digitais, operações lineares, interpolação e ex- incêndios. Brigadas de incêndio. Planos de emergência. Primeiros Noções de legislação acidentária. 2.5 Noções de legislação de saúdetrapolação; 2. Instrumentos de medidas e arranjos de medições: ca- socorros e toxicologia. Noções Básicas sobre Primeiros Socorros. e segurança do trabalho. 2.6 Previdência Social: funcionamento eracterísticas dos instrumentos de medidas; especificação de instru- Fisiologia humana. Doenças profissionais. Agentes causadores de legislação. 2.7 Noções de fisiologia do trabalho (visão, audição, me-mentos de medidas; sensores; transdutores; pontes e demais arranjos doenças. Higiene do Trabalho. Avaliação e controle de agentes am- tabolismo e alimentação, sistemas respiratório, cardiovascular, os-de medição; 2.1 Ruídos em arranjos de medição, origem dos ruídos, bientais. Insalubridade, Periculosidade e Radiação. Riscos físicos, teoarticular). 2.8 Noções de atividade e carga de trabalho. 2.9 Noçõesmitigação de ruídos e filtros, blindagem de sinais e cabo guarda; 2.2 químicos, biológicos e mecânicos. Técnicas de uso de equipamentos de atividade física e riscos à saúde. 2.10 Trabalho sob pressão tem-Analisadores, condicionamento e transporte das amostras, analisa- de medições. Proteção ambiental. Controle de qualidade ambiental. poral e riscos à saúde. 2.11 Trabalho noturno e em turnos: riscos àdores de gases, analisadores de químicos, Cromatógrafos, Espectrô- Controle de resíduos e reciclagem. Administração e Estatística apli- saúde, noções de cronobiologia, novas tecnologias, automação e ris-metros de Massa; 2.3 Erros de medição e Validações das Medições cada à Engenharia de Segurança do Trabalho. Meios de comunicação, cos à saúde. 2.12 Agentes físicos e riscos à saúde. 2.13 AgentesAnalíticas, ISO 9000 e 14000; 2.4 Interface Homem-Máquina (IHM); recursos audiovisuais e relacionamento interpessoal. químicos e riscos à saúde. 2.14 Noções de toxicologia. 2.15 So-2.5 Instrumentação e analisadores virtuais para realização e trata- ESTATÍSTICO frimento psíquico e psicopatologia do trabalho (inclusive com relaçãomento e análise de medições; 2.6 Banco de Dados, compartilhamento 1. Estatística descritiva e análise exploratória de dados: dis- ao álcool e às drogas). 2.16 Doenças profissionais e doenças ligadasde banco de dados (Data Ware House); 2.7 Diagramas de instru- tribuições de freqüências: medidas descritivas de locação e de dis- ao trabalho (pneumoconioses, asmas profissionais, câncer de pele,mentação e processos (I&P); 2.8 manutenção de equipamentos de persão: média, mediana, moda, quartis, resumo de 5 números, va- surdez, hepatopatias, nefropatias, doenças do aparelho ósteo-articular,instrumentação eletrônica; 3. Instalações e manutenção em labora- riância, desvio padrão, coeficiente de variação, intervalos entre quar- doenças infecciosas, doenças cardio-circulatórias, hematopatias, entretório: Instalações elétricas de baixa tensão, projetos elétricos, dia- tis, valores atípicos, histogramas, boxplot e ramo e folhas. 2. Cálculo outras). 2.17 Riscos ligados a setores de atividade com especial aten-gramas e esquemas de ligação; 3.1 Dispositivos de proteção dos de Probabilidades: definições básicas e axiomas, probabilidade con- ção à condução de veículos. 2.18 Noções de avaliação e controle doscircuitos elétricos contra sobretensões e sobrecorrentes, especificação dicional e independência, variáveis aleatórias discretas e contínuas, riscos ligados ao ambiente de trabalho. 2.19 Noções de acompa-e instalação; 3.2 Proteção contra choque elétrico, Dispositivos Di- função de distribuição, função de probabilidade, função de densidade nhamento médico de portadores de doenças crônicas em medicina doferencial-Residual, especificação e instalação; 3.3 Aterramento fun- de probabilidade, esperança e momentos, distribuições especiais: bi- trabalho. 2.20 Noções de funcionamento de um serviço de medicina ecional e de proteção, execução de aterramento e medições da re- nomial, Poisson, Normal e Exponencial. 3. Distribuições conjuntas e segurança do trabalho em empresas. 2.21 Noções de ergonomia eEste documento pode ser verificado no endereço eletrônico http://www.in.gov.br/autenticidade.html, Documento assinado digitalmente conforme MP n o 2.200-2 de 24/08/2001, que institui a -pelo código 00032012040400084 Infraestrutura de Chaves Públicas Brasileira - ICP-Brasil.
  • 7. Nº 66, quarta-feira, 4 de abril de 2012 3 ISSN 1677-7069 85melhoria das condições de trabalho. 2.22 Conhecimento sobre etio- repetição, progressão, não-contradição e relação. 5.2 Aspectos in- nicas. 2.4 Qualidades pessoais: equilíbrio emocional, integração, auto-logia das DORTs e sobre fatores estressantes em ambiente de tra- trínsecos (conteúdo e essência) e extrínsecos, (forma e estilo) do estima, respeito. 3. Técnicas e Organização do Trabalho Secretarial:balho. texto: qualidades de harmonia, coesão, coerência, concisão, obje- 3.1 Gerenciamento de rotinas. 3.2 Atendimento ao público e aten- PUBLICITÁRIO tividade e clareza, correção gramatical e domínio do tema; vícios de Comunicação de crise. Política, Economia, Negócios e Cul- prolixidade, linguagem rebuscada, verbosidade, frases e períodos dimento telefônico. 3.3 Cerimonial, protocolo e etiqueta. 3.4 Ordemtura; Realidade Socioeconômica, Política Brasileira e Geopolítica muito longos, uso exagerado de chavões ou clichês; pensamento su- geral de precedência. 3.5 Comunicação profissional. 3.6 OrganizaçãoMundial; Sociologia da comunicação; Cibercultura e produção digital; perficial; frágil argumentação; 5.3 Elaboração de resumo e resenha de eventos. 3.7 Planejamento e organização de viagens. 3.8 Pre-Articulação dos códigos comunicacionais nas novas mídias como crítica. paração de reuniões. 3.9 Gerenciamento eletrônico de documentos -Comunicação On-line. Mídias web e digitais; Mídias sociais (wikis, TÉCNICO EM ASSUNTOS EDUCACIONAISBlogs, Podcasts, etc); Modelos teóricos de comunicação e os pro- 1. Estado e Administração Pública no Brasil: Princípios e GED. 3.10 Organização e administração de arquivos. 3.11 Técnicascessos de significado; Teoria da Comunicação; Ética e Legislação organização estatal. Direitos e deveres da cidadania. Princípios da modernas a serviço dos arquivos. 3.12 Arquivos especiais. 3.13 Ges-Publicitária; Comunicação Organizacional; Comunicação Integrada. administração pública; 2. Estado e Educação no Brasil: O caráter tão de documentos: arquivamento, métodos e sistemas. 3.14 Cor-Identidade e Imagem corporativa; Perfil da propaganda institucional e público da educação. Os deveres estatais em matéria de educação. A respondências e documentos oficiais. 3.15 Classificação dos docu-educativa; Produção de rádio, TV e Cinema; Produção Gráfica; Cria- organização e as bases legais da educação nacional. Financiamentoção e Direção de Arte; Pesquisa de Imagem e Mercado; Promoção e educacional. Planejamento educacional: processo e produtos. Gestão mentos. 3.16 Mensagens eletrônicas. 3.17 Formas de Tratamento.Merchandising; Redação Publicitária; Marketing Social. Gestão de educacional: estratégica e democrática. Políticas de avaliação ins- 3.18 Abreviações, siglas e símbolos. 3.19 Organização e controle deMarcas; Psicologia da Comunicação Empresarial: Planejamento Es- titucional: externa e interna; 3. Educação Superior: Universidade: agendas de compromissos. 4. Ambiente de Trabalho: 4.1 Compor-tratégico de Comunicação; Publicidade e Propaganda: Planejamento conceito, histórico e finalidades. Ensino, pesquisa e extensão: con- tamento humano no trabalho. 4.2 Motivação, liderança, formação ePublicitário. ceitos, especificidades, características, importância, tipos, planos, pro- desenvolvimento de equipes. 4.3 Relacionamento interpessoal com REVISOR DE TEXTO cessos, acompanhamento, avaliação e registro. Ensino de graduação: 1. Língua Portuguesa: Ortografia, acentuação e pontuação finalidades, características, bases legais, financiamento, desafios, Pro- clientes internos e externos. 4.4 Discrição e sigilo profissional 5.gráfica, Emprego das classes gramaticais, Concordância verbal e no- jeto Pedagógico Institucional e Projeto Pedagógico de Curso. Ensino Comunicação: 5.1 Redação oficial: definição, formalidade, padro-minal, Regência verbal e nominal; 2. Interpretação e análise crítica de de pós-graduação: finalidades, características, bases legais, fomento; nização, linguagem dos atos e comunicações oficiais. 5.2 Redação detextos: Estruturas lingüísticas e elementos semânticos do texto, Texto 4. Educação, Direitos Humanos e Cidadania: Diversidade cultural e correspondência interna e externa. 6. Língua Inglesa e Espanhola: 6.1e contexto: análise de textos comparada a elementos sócio-políti- inclusão social; 5. Tecnologias e Educação.coculturais do Brasil de ontem e de hoje; 3. Redação e corres- SECRETÁRIO EXECUTIVO Leitura e compreensão de texto: o candidato deverá ler e compreenderpondências oficiais. Redação e técnica; 4. Retórica e teoria da ar- 1. Administração: 1.1 As organizações. 1.2 Funções da Ad- gêneros textuais diversos em nível avançado, o que pressupõe co-gumentação: Fundamentos de retórica, Teoria da argumentação: for- ministração. 1.3 Funções organizacionais e Estrutura organizacional. nhecimento elevado da língua estrangeira; os textos tratarão de as-mas, de raciocínio; raciocínio e argumento; dedução e indução; o 1.4 Eficiência, eficácia, produtividade e competitividade. 1.5 Papéis e suntos atuais e diversos; para realizar a leitura e a compreensão, oraciocínio categórico-dedutivo. 4.3 Vícios de raciocínio; 5. Produção competências gerenciais. 1.6 Gestão da qualidade. 1.7 Tecnologia dede textos: Elementos estruturais do texto: frase, oração e período; informação e comunicação. 2. Histórico da Profissão de Secretário: candidato deverá conhecer desde estruturas mais simples até estru-coordenação e subordinação; parágrafo-padrão e tópico frasal; coesão 2.1 Legislação pertinente. 2.2 Código de ética do secretário brasileiro. turas mais complexas da língua alvo e ser capaz de fazer inferênciastextual: anafóricos e articuladores; coerência textual: meta-regras da 2.3 Perfil atual do secretário: habilidades humanas, gerenciais e téc- e dar sentido ao texto lido. ANEXO III do Edital n. 001 de 03/04/2012- UFOPA CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO DA PROVA DE REDAÇÃO A Prova de Redação será avaliada de acordo com os seguintes critérios:1. Organização adequada de conjunto do conteúdo temático e adequação de linguagem 0,5 a 4 pontosa) adequação ao tema/comando; até 3 pontosb) sequenciação progressiva;c) relevância dos argumentos;d) adequação à situação de produção criada em função do gênero escolhido: sintaxe de concordância, regência e colocação pronominal; emprego de vocábulos. até 1 ponto2. Coerência e coesão textuais: 0,5 a 4 pontosa) relação das idéias do texto com o conhecimento partilhado;b) relação entre idéias do texto;c) correlação entre idéias do texto;d) sinalização (pistas textuais) que contribuíram para expressar os propósitos do texto;e) verbalização de enunciados: precisão ou propriedade no uso de palavras, uso de preposição em relação ao sistema da língua, não-omissão de termos necessários ao enunciado, formulação de enunciadoscompletos, paralelismo semântico;f) uso/emprego de itens lingüísticos que promovem as relações de co-referencialidade;g) uso/emprego de itens lingüísticos que promovem as relações lógico-semânticas;h) uso/emprego de itens lingüísticos que promovem as relações semântico-discursivas;i) correlação de tempos e modos verbais.3. Regras de escrita: 0,5 a 2 pontosa) grafia de palavras, translineação, assinalamento da crase, paralelismo sintático;b) pontuação.4. Será atribuída nota ZERO à Prova de Redação que:a) estiver em branco;b) não contiver o mínimo de 20 linhas e o máximo de 30 linhas;c) não estiver escrita inteiramente com caneta de tinta preta ou azul;d) estiver escrita, em parte ou em sua totalidade, a lápis;e) apresentar fuga ao tema;f) estiver escrita em versos ou inteiramente com formas não-verbais (símbolos, desenhos, números);g) apresentar texto significativamente comprometido quanto à expressão e ao conteúdo;h) apresentar qualquer sinal que possibilite identificar o seu autor;i) estiver escrita com letra ilegível ou incompreensível. UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ EXTRATO DE TERMO ADITIVOProcesso: 09062/2012. Contratante: Universidade Federal do Pará. Contratada: Fundação de Amparo e Desenvolvimento da Pesquisa. Objeto: Primeiro termo aditivo que prorroga a vigência do contrato relativo ao"Curso de Especialização em Farmácia Magistral". Fundamento Legal: Lei nº 8.666/93 e suas alterações. Vigência: Até 31/03/2013, tendo ainda sessenta dias para apresentação da prestação de contas final. Foro: JustiçaFederal Belém - Pa.Assinaturas: Carlos Edilson de Almeida Maneschy, pela Contratante, e Sinfrônio Brito Moraes, pela Contratada. UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA RETIFICAÇÃO No Edital Reitor 23/2012, de 26/03/2012, publicado no DOU Nº 61 de 28/03/2012, seção 3, págs. 74 a 76, Onde se lê:CENTRO DE CIÊNCIAS APLICADAS E EDUCAÇÃO - CCAE (Campus Universitário IV- Rua da Mangueira, S/N - Litoral Norte/Rio Tinto - Paraíba - CEP: 58297-000 - Fone: +55 83 3291-1805) DEPARTAMENTO RESPONSÁVEL ÁREA DE CONHECIMENTO E ÁREA(S) Nº DE VAGAS REGIME DE TRABALHO CLASSE DE INGRES- REQUISITOS MÍNIMOS PARA A CONTRATAÇÃO AFIM(NS) SODepartamento de Ciências Sociais Apli- Administração Geral 02 DE Assistente Mestrado em Administração ou Engenharia de ProduçãocadasEste documento pode ser verificado no endereço eletrônico http://www.in.gov.br/autenticidade.html, Documento assinado digitalmente conforme MP n o 2.200-2 de 24/08/2001, que institui a -pelo código 00032012040400085 Infraestrutura de Chaves Públicas Brasileira - ICP-Brasil.