Profetas maiores roney ricardo - 1ª ed. 2014

1,974 views
1,774 views

Published on

Uma breve introdução aos livros de Isaías, Jeremias, Lamentações de Jeremias, Ezequiel e Daniel, que compõem a sessão dos Profetas Maiores do Antigo Testamento.

Published in: Spiritual
0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
1,974
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
2
Actions
Shares
0
Downloads
73
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Profetas maiores roney ricardo - 1ª ed. 2014

  1. 1. PROFETAS MAIORES® A Mensagem Profética da Bíblia Fala Hoje Autoria de Roney Ricardo Cozzer É permitida a reprodução parcial desta obra desde que citados o autor e o título da obra. Diagramação e Consulta Ortográfica: Roney Ricardo Cozzer 1ª edição – Março de 2014 CONTATOS COM O AUTOR: Telefones: 27-9773-4158 (Vivo) e 8854-3678 (Oi) Por e-mail: roneycozzer@hotmail.com Blog Fundamentos Inabaláveis
  2. 2. 2Profetas Maiores – A Mensagem Profética da Bíblia Fala Hoje ÍNDICE Orientações Fundamentais Para o Estudo Deste Livro ________________________________ 3 Lista de Siglas Utilizadas Neste Livro _________________ 5 Apresentação ____________________________________ 8 Prefácio ________________________________________ 10 LIÇÃO 1 – Introdução ao Estudo dos Profetas Maiores _____________________________ 12 LIÇÃO 2 – O Livro de Isaías ________________________ 27 LIÇÃO 3 – Os Livros de Jeremias e Lamentações de Jeremias _________________________ 39 LIÇÃO 4 – O Livro de Ezequiel ______________________ 46 LIÇÃO 5 – O Livro de Daniel ________________________ 64 Bibliografia ______________________________________ 88 O Autor _________________________________________ 90
  3. 3. 3Profetas Maiores – A Mensagem Profética da Bíblia Fala Hoje ORIENTAÇÕES FUNDAMENTAIS PARA O ESTUDO DESTE LIVRO Estimado(a) leitor(a), preocupado com o seu aprendizado pessoal, e no sentido de contribuir para o seu tirocínio bíblico e teológico é que fazemos a você as seguintes recomendações logo a seguir. É importante ressaltar ainda que no esforço de aprender a Palavra de Deus é imprescindível observar alguns critérios, os quais contribuirão de forma decisiva para que colhamos e retenhamos o máximo possível de nossos estudos. Estes critérios, quando observados, dão ordem ao nosso processo de aprendizado; eles são uma metodologia a ser seguida por nós. Abaixo, você tem uma lista com alguns itens que devem ser seguidos no estudo deste livro: 1) Procure sempre depender de Deus em seus estudos, orando sempre ao Senhor para que possa iluminá-lo através do Espírito Santo – A Bíblia não é um Livro para ser lido e estudado sem oração! 2) Leia todo o conteúdo do livro tendo sempre ao seu lado um exemplar da Bíblia Sagrada a fim de ler as referências citadas – isto é fundamental; é profundamente enriquecedor ler todas as referências citadas no texto. 3) Se ao ler determinado trecho você não conseguir entender o sentido do texto, releia novamente esta parte, de modo a chegar a compreensão correta do assunto tratado. É importante também ressaltar que agora você é um estudante da Bíblia e de teologia e, portanto, procure, dentro de suas possibilidades, adquirir algumas ―ferramentas‖ que o auxiliarão muito nos seus estudos pessoais; abaixo, segue uma lista de algumas destas ferramentas:
  4. 4. 4Profetas Maiores – A Mensagem Profética da Bíblia Fala Hoje 1) Bíblia, em mais de uma versão, para estudo comparativo. 2) Um caderno para apontamentos individuais. 3) Dicionários Bíblico e Teológico 4) Dicionário da Língua Portuguesa 5) Concordância Bíblica 6) Atlas Bíblico 7) Comentários Bíblicos (existem vários) O autor destas linhas deseja sinceramente que você possa sempre ter e alimentar em seu coração o desejo profundo de conhecer e prosseguir no conhecimento do Senhor (Os 6.3), e sabemos que este conhecimento nos é dado pela Bíblia Sagrada. Deus o abençoe ricamente em Cristo Jesus! O autor.
  5. 5. 5Profetas Maiores – A Mensagem Profética da Bíblia Fala Hoje SIGLAS UTILIZADAS Com o intuito de ganhar tempo e espaço, no decorrer deste livro utilizo algumas siglas. Uma sigla nada mais é do que uma abreviatura de um título ou denominação, sendo geralmente composta pelas letras iniciais das palavras que compõe este título ou denominação, como por exemplo, a sigla ARC, que remete ao título Almeida Revista e Corrigida, que é uma das versões da Bíblia em português publicada pela Sociedade Bíblica do Brasil (sociedade esta que também é representada por uma sigla: SBB). Neste livro você também encontrará citações bíblicas e versículos bíblicos transcritos diretamente no texto. Com a finalidade de destacá-los, escrevemos sempre esses versículos entre aspas e em itálico. Neste trabalho, optamos também por usar a versão Almeida Revista e Atualizada (ARA) – publicada pela SBB, por ser ela uma versão de grande aceitação entre o público brasileiro e de mais fácil compreensão para o leitor. A versão ARA também apresenta menos erros de tradução em alguns casos, sendo, portanto, mais fiel aos originais que a sua precursora - a ARC (Almeida Revista e Corrigida). Utilizo ainda outras versões como, por exemplo, a NTLH (Nova Tradução na Linguagem de Hoje) e a NVI (Nova Versão Internacional), que também são excelentes versões bíblicas, muito utilizadas em nossa nação. Assim, desejo que os comentários neste livro possam ser uma benção para você e toda a sua família, amado leitor e amada leitora. É para você que este trabalho foi carinhosamente preparado!
  6. 6. 6Profetas Maiores – A Mensagem Profética da Bíblia Fala Hoje A seguir, você tem dispostas algumas siglas que utilizamos neste livro com seus respectivos significados: ARA – Almeida Revista e Atualizada ARC – Almeida Revista e Corrigida cap. – ―capítulo‖. caps. – ―capítulos‖ Cf. – confira ou conferir i.e. – ―isto é‖ NVI – Nova Versão Internacional NTLH – Nova Tradução na Linguagem de Hoje Op. Cit. - vem do latim e significa ―a obra citada‖ ou ―da obra citada‖. ss – seguintes. Refere-se aos versículos seguintes que podem ir até o fim do citado capítulo. vv – indica de um versículo.
  7. 7. 7Profetas Maiores – A Mensagem Profética da Bíblia Fala Hoje APRESENTAÇÃO Estudar os livros proféticos do Antigo Testamento é muito gratificante para o cristão, hoje. Sua mensagem, embora oriunda de um tempo e contexto bem diferentes do nosso, transpôs os séculos e mesmo hoje, no século 21, Isaías, Jeremias, Ezequiel e Daniel continuam nos falando e nos tocando através dos livros que escreveram! Muitos assuntos ali abordados perpassam nossa realidade. Podemos sim extrair lições maravilhosas para nossas vidas, no serviço cristão, sem necessariamente ferir a exegese do texto contido nos livros proféticos. De fato, isso é algo maravilhoso quanto à leitura da Bíblia: a aplicação é multiperspectiva enquanto que a hermenêutica bíblica, inflexível que é, não é por isso agredida. É possível sim aplicar verdades do texto bíblico sem ferir a exegese dele. Lembramo-nos do que diz Paulo logo após citar um verso do Salmo 69: “Porquanto, tudo que dantes foi escrito, para nosso ensino foi escrito, para que, pela constância e pela consolação provenientes das Escrituras, tenhamos esperança” (Rm 15.4). Por vezes, os autores neotestamentários escreveram desenvolvendo sua teologia com base nos livros proféticos do Antigo Testamento e interpretaram eventos com base neles. Aliás, o próprio Senhor Jesus, após ler a profecia de Isaías 61.1,2, na sinagoga de Nazaré, afirmou: “Hoje se cumpriu esta escritura aos vossos ouvidos” (Lc 4.21). Em Jesus se cumprem as profecias e expectativas contidas na mensagem profética do Antigo Testamento. Neste livro, procuro apresentar a você, estimado leitor (ou leitora) uma visão panorâmica dos cinco livros proféticos chamados de “Profetas Maiores”. Eles são assim chamados por duas razões: 1ª)
  8. 8. 8Profetas Maiores – A Mensagem Profética da Bíblia Fala Hoje em função da extensão de seus livros e, 2ª) por causa da extensão do ministério de seus autores. O livro de Daniel não é tão extenso quanto Isaías, Jeremias e Ezequiel, mas o ministério do profeta Daniel foi muito extenso (talvez o mais extenso de todos os outros três). O livro de Lamentações de Jeremias, embora muito pequeno, entra nessa classificação por sua ligação estreita com o de Jeremias. Alguns estudiosos chegam a classificá-lo como uma espécie de “apêndice” a Jeremias, ou ainda, uma continuação de Jeremias. É importante pontuar aqui que este livro não se propõe a ser uma espécie de “comentário bíblico”. Reconhecemos nossa limitação teológica para tão elevada proposta e no mais, não teríamos espaço e tempo para tal produção. Todavia, me sentirei grato a Deus se esse livro for-lhe útil para introduzi-lo ao estudo dos livros bíblicos, mormente os profetas maiores, aqui em foco. O propósito dessa obra é abordar especialmente os aspectos principais, a fim de situá-lo na pesquisa dos acontecimentos e da mensagem que envolve esses livros tão extraordinários. Mesmo assim, me detive a comentar aquelas passagens ou trechos do livro que considerei dentre as mais relevantes dos livros proféticos aqui estudados. Neste livro, também não me preocupei em disponibilizar uma bibliografia ao final, visto que fiz as indicações das obras que consultei sempre ao rodapé das páginas. Sugiro a você que, dentro de suas possibilidades, adquira essas obras que lhe serão de grande valia no estudo e compreensão dos livros bíblicos. Estudar os livros proféticos da Bíblia Sagrada leva-nos também a perceber que os profetas não se ocuparam tanto da predição profética como costumamos pensar. Reconhecemos que essa é uma parte intrínseca ao texto bíblico. Grande parte do texto bíblico
  9. 9. 9Profetas Maiores – A Mensagem Profética da Bíblia Fala Hoje tem um teor profético preditivo. Mas vemos nos profetas uma preocupação maior por temas da sua vivência diária, da sua realidade social: a situação do culto a Iavé1, do órfão, da viúva, do estrangeiro, da violência social, da confiança no Senhor ao invés da confiança em alianças estrangeiras e outros temas contemporâneos ao profeta. O interesse de Deus, em relação ao seu povo, era que eles ouvissem a sua voz pela mediação profética. Os profetas eram aqueles homens escolhidos e vocacionados por Deus para transmitir a mensagem divina que poderia conduzir o povo à uma vida justa e santa, se eles considerassem essa mensagem em seus corações. Essa mensagem, todavia, nos alcança hoje! Tudo o que foi escrito, foi escrito para nosso ensino, escreveu Paulo referindo-se ao Antigo Testamento. Jesus baseou seu ensino, seu evangelho, também nos livros proféticos. Portanto, concluímos com isso, que essa mensagem, mesmo que originalmente destinada a um povo numa alocação histórica, tem aplicabilidade para nós hoje, em pleno século 21. Os profetas continuam clamando, continuam anunciando os oráculos divinos. Você consegue ouvi-los? Ótima Leitura Para Você! Professor Roney Ricardo Porto de Santana, Cariacica, Es Março de 2014 1 “Iavé” é a transliteração do nome de Deus em hebraico, que é geralmente traduzido nas Bíblias de versão protestante por “SENHOR”. É o nome mais pessoal de Deus no Antigo Testamento e só ocorre nesta parte da Bíblia, com grande freqüência: 6.845 vezes.
  10. 10. 10Profetas Maiores – A Mensagem Profética da Bíblia Fala Hoje LIÇÃO 1 INTRODUÇAO AO ESTUDO DOS PROFETAS MAIORES “Talvez o valor máximo da profecia do Antigo Testamento para nós esteja no desafio de seu elemento devocional e ético. Em todos esses escritos, o leitor encontra garantias que a fé pode incorporar para o fortalecimento da vida espiritual e da esperança”. G.C.D. Howley2 . INTRODUÇAO A seção profética do Antigo Testamento contém tesouros espirituais não apenas para o povo a que foi destinada originalmente – Israel – mas também para nós, Igreja do Senhor, hoje, no aceleradíssimo século 21. Essa seção do Antigo Testamento compreende ao todo 17 livros, chamados proféticos por causa do seu conteúdo e porque foram escritos por profetas de Iavé, homens que viveram durante o período monárquico de Israel, ao longo de mais de quatro séculos! É importante ressaltar aqui que o que foi dito e escrito por estes homens de Deus do passado, os profetas de Israel, não é apenas material literário restrito àquele período, mas as verdades espirituais que encontramos nestes livros são também para nosso tempo, de modo que muito podemos 2 Extraído de Comentário Bíblico NVI, organizado por F.F. Bruce. Ed. Vida, 1ª ed., 2008, p. 137.
  11. 11. 11Profetas Maiores – A Mensagem Profética da Bíblia Fala Hoje aprender e apreender para nossa vida de devoção a Deus, relacionamento com e na Igreja e também na vivência cotidiana, social. Neste livro, nos debruçaremos sobre os cinco ―profetas maiores‖, como são chamados os livros de Isaías, Jeremias, Lamentações de Jeremias, Ezequiel e Daniel. Os profetas bíblicos ainda falam, depois de mais de 2.400 anos!3 Peça ao Espírito Santo que possa guiá-lo na compreensão da mensagem profética contida no Antigo Testamento. As profecias que foram transmitidas por estes homens de Deus formam a base teológica e cristológica do próprio Novo Testamento. São, portanto, a base para assuntos teológicos, desenvolvidos no Novo Testamento, da mais alta importância e profundidade, tais como Soteriologia, Antropologia, Hamartiologia, as Dispensações, Escatologia, etc. Mas o que acontece é que esses livros, apesar de serem tão vitais para nossa compreensão teológica do Novo Testamento e da Bíblia como um todo, são muitas vezes ignorados por nós, Igreja de Cristo. Esperamos que através do estudo contido neste livro, você possa reconhecer a importância dos livros proféticos do Antigo Testamento e dedicar-se a lê-los e estudá-los. QUEM ERA O “PROFETA” NO ANTIGO TESTAMENTO? Evidentemente precisamos começar entendendo o que a Bíblia nos revela sobre ―o ser profeta‖. A palavra ―profeta‖ aparece no Antigo Testamento na palavra hebraica Nabi e o sentido dela em toda a extensão do Antigo Testamento 3 Malaquias, o último profeta do cânon do Antigo Testamento, profetizou por volta de 420 a.C.
  12. 12. 12Profetas Maiores – A Mensagem Profética da Bíblia Fala Hoje aplicado aos profetas de Deus é ―aquele que fala ou declara uma mensagem em nome do Senhor‖. Ele era o porta-voz de Iavé, comunicando aos seus ouvintes (e leitores) a vontade DEle. É claro que nem sempre isto acontecia, pois o Antigo Testamento cita também os falsos profetas, como vemos no caso de Jeremias em seu embate com o falso profeta Hananias (Jr 28), por exemplo. A palavra grega para profeta é prophetes que significa ―aquele que fala sobre aquilo que está por vir ou adiante‖. O prophetes é aquele que conhece o futuro porque Deus lhe revelou e assim ele comunica o que recebeu de Deus por inspiração. Nota-se aqui o teor preditivo do ministério profético, subentendido no sentido da própria palavra ―profeta‖. Uma parcela significativa do profetismo bíblico dedicou-se a anunciar o futuro. Isto é visto nas profecias messiânicas, por exemplo. As profecias messiânicas são aquelas profecias contidas no Antigo Testamento que fazem referência ao Messias, por vezes, em detalhes. ―Já foi feita uma estimativa de que várias centenas de profecias relacionadas a Cristo já se cumpriram em seu primeiro advento. Arthur T. Pierson (1837-1911) afirmou que há 332 referências a Cristo no Antigo Testamento que foram expressamente citadas no Novo Testamento como profecias cumpridas durante a sua vida e ministério, ou como previsões de seu caráter...‖ 4 . No Antigo Testamento, o profeta é também chamado em alguns momentos de ―vidente‖. Não deve o estudante da Bíblia 4 Dicionário Bíblico Wycliffe, 2ª ed., CPAD, pág. 1605.
  13. 13. 13Profetas Maiores – A Mensagem Profética da Bíblia Fala Hoje confundir o conceito bíblico de ―vidente‖ com o conceito do espiritismo sobre esta palavra. Na Bíblia, o profeta do Altíssimo era assim chamado porque ―via as mensagens que recebia de Deus‖, em alguns casos. De fato, livros como o de Ezequiel, Daniel, Zacarias e outros estão repletos de visões. A palavra ―vidente‖ significa ―aquele que vê‖. Mas além de ser o porta-voz de Deus, o profeta no Antigo Testamento era aquele que sentia o que o próprio Deus estava sentindo. Deus comunicava o Seu próprio coração ao coração do profeta! Vemos isso claramente nas Lamentações de Jeremias, por exemplo! O profeta chora ao ver a devastação de Judá. Também o profeta Oséias, igualmente sentiu o que Deus estava sentindo em relação à Sua infiel esposa – Israel. Dura missão recebeu aquele profeta de Deus: “Vai, toma uma mulher de prostituições e terás filhos de prostituição, porque a terra se prostituiu, desviando-se do Senhor” (Os 1.2). O seu próprio casamento seria um símbolo vivo da infidelidade de Israel! O profeta nestes casos se tornava, muitas vezes, uma espécie de mensagem ambulante! Enfim, vemos que os profetas veterotestamentários tornavam- se assim os recipientes dos sentimentos do próprio Senhor. É claro que um coração humano não conteria todo o amor de Deus pelo povo. O amor divino é incomensurável! Mas aqueles homens5 eram de tal modo impactados pelo zelo do Senhor que suas emoções rendiam-se à causa divina. 5 e mulheres também, em alguns poucos casos citados no Antigo Testamento.
  14. 14. 14Profetas Maiores – A Mensagem Profética da Bíblia Fala Hoje Os Falsos Profetas Assim como havia profetas verdadeiros no desenrolar da História do povo hebreu, havia também falsos profetas. Em Jeremias 28 temos um caso muito interessante em que um profeta do Altíssimo se depara com um falso profeta. Enquanto Jeremias profetizava um cativeiro com duração de 70 anos, Hananias, ali representando todo o grupo de profetas profissionais, refuta a mensagem de Jeremias, diante de um grande ajuntamento de sacerdotes e do povo, dizendo que o cativeiro duraria apenas dois anos. O curioso é notar a reação do profeta de Deus, que responde a Hananias com um enfático ―Amém!‖, como que dizendo: ―Que o Senhor possa assim fazer!‖ Vemos nisso que Jeremias não estava tão preocupado com o seu status como profeta, mas sim com a mensagem em si e o que ela iria repercutir nos ouvintes. Todavia, Jeremias estava de posse da verdade divina, não Hananias. Este incidente ali registrado destaca o quanto esses homens prejudicavam a nação desviando o povo da real vontade de Deus, com suas mensagens enganosas. O juízo de Deus sobre Hananias foi severo, como bem sabemos. Em linhas gerais, podemos dizer que os falsos profetas – aqueles que profetizavam em nome de Iavé – procuravam agradar ao rei, estando sob seu suborno, como no caso dos 400 falsos profetas que profetizavam diante de Josafá e Acabe (1 Re 22.5-12). Assim como aconteceu com Micaías – verdadeiro profeta de Deus – face àqueles 400 profetas, Jeremias também acabou por ficar sozinho, do ponto de vista humano, mas Deus não o desamparou assim como não desamparou Micaías! Muitas vezes, o profeta de Deus se vê,
  15. 15. 15Profetas Maiores – A Mensagem Profética da Bíblia Fala Hoje de fato, sozinho, mas como Paulo, pode dizer: “antes, todos me abandonaram. Que isto não lhes seja posto em conta! Mas o Senhor me assistiu e me revestiu de forças, para que, por meu intermédio, a pregação fosse plenamente cumprida, e todos os gentios a ouvissem; e fui libertado da boca do leão” (2 Tm 4.16a, 17). Os falsos profetas em Israel e Judá – ao que parece, numerosos – apelavam para as bênçãos prometidas na Aliança entre Deus e o seu povo e garantiam ao povo que Deus não permitiria que seu templo e a própria nação fossem destruídos. Todavia, como bem afirma Halley, esses falsos profetas com suas falsas mensagens esqueciam-se, de modo conveniente para eles, de que a aliança também explicava detalhadamente a maldição que a desobediência traria sobre o povo e sobre a terra. Esqueciam-se, também, de que o fundamento da aliança não eram os rituais religiosos, mas o amor de Deus pelo seu povo e o de seu povo para com ele. Rituais religiosos só seriam relevantes se expressassem uma atitude do íntimo. Deus consegue passar muito bem sem um templo e sem os respectivos sacrifícios – mas, no seu amor, deseja grandemente o amor de seu povo 6 . O PROFETISMO EM ISRAEL Afinal, o ministério profético no Antigo Testamento existiu como uma instituição organizada, como a dos sacerdotes? Houve de fato uma escola de profetas? Com base no que lemos em Números 11.16-30, entendemos que a 6 HALLEY, H. H. Manual Bíblico de Halley. ed. Vida, 1ª ed. 2002, p. 295.
  16. 16. 16Profetas Maiores – A Mensagem Profética da Bíblia Fala Hoje atividade profética inicia-se já nos tempos de Moisés. Aliás, o próprio Moisés é chamado nas Escrituras de profeta (cf. Dt 34.10). Mas é interessante observar que esta atividade já era conhecida no tempo do patriarca Abraão. Veja que Abimeleque ouve o próprio Deus dizer que Abraão era profeta! (Gn 20.6,7). Mas certamente essa atividade profética só veio a ser mais amplamente desenvolvida no tempo de Moisés mesmo. Acreditamos que o profetismo como movimento surgiu mesmo no oitavo século antes de Cristo e que ―tinha por objetivo restaurar o monoteísmo hebreu, combater a idolatria, denunciar as injustiças sociais, proclamar o Dia do Senhor e reacender a esperança messiânica num povo que já não podia esperar contra a esperança. Tendo sido iniciado por Amós, foi encerrado por Malaquias. João Batista é visto como o último representante deste movimento‖7 . 7 ANDRADE, Claudionor de. Dicionário Teológico. CPAD, p. 244.
  17. 17. 17Profetas Maiores – A Mensagem Profética da Bíblia Fala Hoje
  18. 18. 18Profetas Maiores – A Mensagem Profética da Bíblia Fala Hoje CLASSIFICAÇÃO DOS PROFETAS Veremos a seguir quatro tipos de classificação para os profetas do Antigo Testamento8 : 1. Profetas “literários”, também chamados de “profetas clássicos”. São os profetas que nos legaram os livros que levam os seus nomes. Deixaram-nos uma mensagem escrita. 2. Profetas “não literários”, também chamados de “profetas orais”. São aqueles cujas profecias não chegaram até nós na forma de livros, embora encontremos as suas palavras registradas nos livros bíblicos, mas esse registro era sempre feito por um escritor9 . 3. Profetas Maiores – refere-se aos livros de Isaías, Jeremias, Lamentações de Jeremias, Ezequiel e Daniel. São assim chamados por causa da grande quantidade de volume literário de seus livros e também por causa da extensão dos seus ministérios. 4. Profetas Menores – são assim chamados por causa do pequeno volume literário de seus livros. 8 Essa classificação tem estreita ligação com a distribuição dos livros bíblicos no cânon conforme a Septuaginta, que nossas versões protestantes e católicas seguem. Na Bíblia Hebraica, a classificação difere. 9 Importante ressaltar que a referência aqui nada tem que ver com a possibilidade real de que os profetas literários tivessem sido auxiliados por amanuenses, como no caso de Jeremias, auxiliado por Baruque.
  19. 19. 19Profetas Maiores – A Mensagem Profética da Bíblia Fala Hoje Nas tabelas10 a seguir, temos a classificação dos profetas em literários e não literários, de acordo com o tempo em que profetizaram: Profetas Não Literários Monarquia Um grupo incluindo Saul Gade Natã Aías Reino Dividido Profetasdo Norte Dois anônimos mencionados em 1 Reis 13 Elias (1 Re 17 a 2 Re 2) – 875-848 a.C. Outro anônimo mencionado em 1 Reis 20.13 Micaías (1 Re 22) – 849 a.C. Eliseu (1 Re 19; 2 Re 2-13) – 848-797 a.C. Obede (2 Cr 28.9) ReinoDividido ProfetasdoSulantesdo CativeiroBabilônico Semaías (2 Cr 12.5) Ido (2 Cr 12.15) Azarias (2 Cr 15.1) Eliézer (2 Cr 20.37) Um anônimo (2 Cr 25.15) Hulda (mulher - 2 Rs 22.14) Profetas anônimos (2 Rs 23.2) Urias (Jr 26.20-23) Hanani (2 Cr 16.7-10) Jaaziel (2 Cr 20.14-18) Tabela 1 10 Tabelas elaboradas a partir das informações colhidas dos livros A Bíblia Através dos Séculos, de Antonio Gilberto, CPAD., e Manual Bíblico Halley, de H.H. Halley, Ed. Vida.
  20. 20. 20Profetas Maiores – A Mensagem Profética da Bíblia Fala Hoje Profetas LiteráriosReinoDividido ProfetasdoNorte Jonas, com mensagem especial para Nínive (770 a.C.) Oséias (760-730 a.C.) Amós. Este foi profeta de Judá, mas com mensagem para Israel (760 a.C.) Miquéias. Caso idêntico ao de Amós (737-690 a.C.) Reino Dividido Profetasde Judá Jeremias (627-580 a.C.) Ezequiel (593-570 a.C.) Daniel (605-530 a.C.) Ageu (520 a.C.) Zacarias (520-518 a.C.) Malaquias (443 a.C.) Tabela 2 Poderíamos ainda classificar os profetas em ―profetas do pré-exílio‖ e ―profetas do pós-exílio‖. Conhecer e entender essa classificação ajuda muito na compreensão da mensagem dos livros proféticos. De fato, o exílio babilônico foi um marco na história do povo judeu, delimitando um ―antes‖ e um ―depois‖ na vida daquele povo. G.C.D. Howley chama a nossa atenção para o fato de que o Senhor se comunicava no Antigo Testamento por três meios, a saber: os sacerdotes, os profetas e os sábios. O sacerdote associava-se à Lei, os profetas à profecia ou mensagem e os sábios ao conselho. Isso fica subentendido na própria divisão da Bíblia Hebraica: Lei, Profetas e Escritos. A Lei associa-se aos sacerdotes, uma vez que eram eles que
  21. 21. 21Profetas Maiores – A Mensagem Profética da Bíblia Fala Hoje exerciam o ensino, os Profetas ao ministério profético que declarava a mensagem de Iavé e os Escritos, que correspondem aos conselhos, verdades, reflexões profundas da sapiência hebraica transmitida pelos sábios. CONCLUSÃO Os profetas do Altíssimo foram aqueles homens extraordinários que são chamados de ―vidente‖ (1 Sm 9.9,19) e ―homem de Deus‖ (1 Sm 9.6). Elias e Eliseu, por exemplo, foram considerados assim, como podemos ler, por exemplo, em 2 Reis 1.9 e 4.9. Eles também foram conhecidos como ―mensageiro‖ e ―servo‖ como em Isaías 42.19, ―sentinela‖ ou ―atalaia‖, como em Ezequiel 33.7. Em Oséias 9.7 ele é o ―homem do espírito‖ conforme o original hebraico. Sua famosa máxima “Assim diz o Senhor...” era uma espécie de ―selo‖ que autenticava suas mensagens como de fato procedentes do Senhor. Embora os falsos profetas pudessem usar também essa expressão, os verdadeiros profetas do Altíssimo sobressaíam pela exatidão de suas predições e pelo seu caráter elevadíssimo. Esses profetas eram chamados por meio de uma visão, como aconteceu com Isaías e Ezequiel, por exemplo, ou por meio do chamado que apanhava o profeta nas circunstâncias normais de sua vida, como aconteceu com Amós e Jeremias11 . O Senhor escolhia para esse ministério homens jovens, muito jovens, como Daniel, e outros mais maduros, como Ezequiel. Uns eram do campo, outros profetizaram na corte, ainda outros entre os exilados e para os exilados. Deus sempre terá os seus, comprometidos com a transmissão da sua verdade ao longo dos séculos. Deus não fica sem testemunho! 11 Jeremias era sacerdote em Anatote, exercendo portanto, o ministério sacerdotal e profético.
  22. 22. 22Profetas Maiores – A Mensagem Profética da Bíblia Fala Hoje EXERCÍCIOS DE REVISÃO – LIÇÃO 1 MARCE “C” PARA CERTO E “E” PARA ERRADO 1) Em se tratando daquilo que Deus desejava para o seu povo, Israel, no Antigo Testamento, encontramos pouca coisa nos livros proféticos. 2) G.C.D. Howley chama a nossa atenção para o fato de que o Senhor se comunicava no Antigo Testamento por três meios, a saber: os sacerdotes, os profetas e os sábios. O sacerdote associava-se à Lei, os profetas à profecia ou mensagem e os sábios ao conselho. 3) Os ―Profetas Não-literários‖, também chamados de ―Clássicos‖, são aqueles que não registraram por escrito as suas mensagens. 4) Acreditamos que o profetismo como movimento surgiu mesmo no oitavo século antes de Cristo e que ―tinha por objetivo restaurar o monoteísmo hebreu, combater a idolatria, denunciar as injustiças sociais, proclamar o Dia do Senhor e reacender a esperança messiânica num povo que já não podia esperar contra a esperança. 5) Halley explica que os falsos profetas esqueciam-se ―que o fundamento da aliança não eram os rituais religiosos, mas o amor de Deus pelo seu povo e o de seu povo para com ele. Rituais religiosos só seriam relevantes se expressassem uma atitude do íntimo‖.
  23. 23. 23Profetas Maiores – A Mensagem Profética da Bíblia Fala Hoje LIÇÃO 2 O LIVRO DE ISAÍAS “Isaías é chamado o profeta messiânico porque estava completamente imbuído da ideia de que seu povo seria uma nação mediante a qual, em algum dia futuro, viria da parte de Deus uma bênção portentosa e maravilhosa para todas as nações: o Messias que Deus enviaria e que traria paz, justiça e cura ao mundo inteiro. Ele focalizava continuamente sua atenção no dia em que seria realizada essa obra grande e maravilhosa”. H. H. Halley, conhecido comentarista bíblico. INTRODUÇAO O livro de Isaías possui os escritos que estão entre os mais profundos de toda a literatura bíblica. Numa visão panorâmica do livro, percebemos também a amplitude de temas que compõem o livro. O livro pode ser estudado reconhecendo-se nele três seções12 : a primeira, englobando os caps. 1 a 39, a segunda, 40 a 55 e a terceira, 56 a 66. A primeira seção tem um caráter de correção, indicação do pecado do povo e dos líderes da nação Israelita. Grande parte da mensagem de Isaías é endereçada a líderes políticos e militares que firmavam alianças com nações estrangeiras e não confiavam no Senhor. Na segunda seção, temos um vibrante discurso de consolo que é direcionado, profeticamente, aos israelitas exilados nas distantes terras da Babilônia. Esta seção 12 Isso não implica necessariamente numa autoria composta, como veremos adiante.
  24. 24. 24Profetas Maiores – A Mensagem Profética da Bíblia Fala Hoje já inicia com palavras de grande conforto: “Consolai, consolai o meu povo, diz o vosso Deus. Falai ao coração de Jerusalém...” (Is 40.1,2a). A terceira seção, que compreende os caps. 56 a 66 avança no tempo, com mensagens aos judeus repatriados da Babilônia. A descrição das condições históricas contida nesta última seção indica uma época por vir, posterior às que fazem referência às outras duas seções anteriores do livro13 . O profeta Isaías, o filho de Amoz, é conhecido entre os estudiosos como o ―príncipe dos profetas do Antigo Testamento‖. É também por excelência o ―profeta messiânico‖, devido as várias referências que faz ao Messias, Jesus. Seu nome dá título ao livro por ele escrito, como acontece com todos os demais livros proféticos no Antigo Testamento. O significado é ―Iavé é Salvação‖ ou ―O Senhor é Salvação‖. Seu ministério foi extenso – profetizou por mais de 60 anos, desde antes da morte do rei Uzias, que era seu tio, até depois da morte de Senaqueribe, rei Assírio, i.e., de 740 a.C. até 681 a.C. (cf. 1.1; 6.1; 37.38). O ministério do profeta Isaías foi centrado em Jerusalém e abrangeu os reinados de quatro reis: Uzias, Jotão, Acaz, 13 As descrições escatológicas do Milênio, conforme a linha de interpretação Pré- Milenista, baseiam-se também em textos contidos nesta seção: Isaías 65.18-23.
  25. 25. 25Profetas Maiores – A Mensagem Profética da Bíblia Fala Hoje Ezequias e Manassés (1.1). A tradição judaica (livro apócrifo de Ascensão de Isaías) afirma que Isaías morreu cerrado ao meio por ordens do filho do rei Ezequias, o ímpio rei Manassés. Possivelmente, foi à este fato que o escritor da epístola aos Hebreus tenha se referido em Hebreus 11.37. Isaías foi casado com uma profetisa e com ela teve dois filhos, cujos nomes eram mensagens simbólicas à nação de Judá: Sear-Jasube (7.3), que significa ―Um-Resto-Volverá‖ e Maer-Salal-Has-Baz (8.3), ―Rápido-Despojo-Presa-Segura‖. A Mensagem de Isaías Certamente a maior parte do livro de Isaías (caps. 1 a 39) foi escrita durante os reinados de Uzias, Jotão, Acaz e Ezequias e o restante do livro, caps. 40 a 66, durante o reinado do ímpio e perverso rei Manassés. Talvez os sofrimentos que tenha enfrentado por causa da perseguição deste malvado rei possa ter contribuído para os seus escritos a respeito do Servo Sofredor que viria no futuro (52.13-15; 53). O livro de Isaías em sua mensagem aborda temas sociais, religiosos e políticos. O profeta exorta o povo por causa de sua infidelidade a Deus, requer justiça dos líderes de Judá e procura mostrar que a salvação só pode vir do Senhor e
  26. 26. 26Profetas Maiores – A Mensagem Profética da Bíblia Fala Hoje não de acordos e alianças com outros países e nações. O livro de Isaías apresenta Iavé como ―O Libertador de Israel‖ ou ―O Redentor de Israel‖ (45.15; 49.26; 62.11). “Eu, eu sou o Senhor, e fora de mim não há salvador”. Isaías 43.11 O Livro de Isaías, Uma Mini-Bíblia Dentro da Bíblia O livro do profeta messiânico tem sido chamado de ―A Bíblia dentro da Bíblia‖ ou uma ―mini-Bíblia‖ por causa da semelhança da sua estrutura com a estrutura da Bíblia. Curiosamente o livro de Isaías está naturalmente dividido em duas grandes seções, assim como a Bíblia também é dividida em duas grandes seções, o Antigo e o Novo Testamentos. A primeira seção de Isaías compreende justamente 39 capítulos, assim como o Antigo Testamento tem justamente 39 livros. A segunda seção de Isaías tem 27 capítulos (40 a 66) assim como o NT tem 27 livros. A primeira seção do livro de Isaías contém uma mensagem com ênfase no julgamento divino sobre a nação pecadora, na Lei e faz referências ao Messias prometido. A segunda seção realça a graça, a redenção prometida, oferecida e realizada pelo Senhor, O Redentor de
  27. 27. 27Profetas Maiores – A Mensagem Profética da Bíblia Fala Hoje Israel e ao Messias, mas agora como estando presente. A primeira seção anuncia o Messias. A segunda apresenta o Messias manifesto! Um, Dois ou Três Isaías? Partindo do ponto de vista cristão e judaico da autoria do livro de Isaías, a conclusão é simples e direta: sua autoria é única: foi Isaías, o profeta, que viveu no oitavo século antes de Cristo, o autor desse livro, capítulo por capítulo. Essa posição conservadora a respeito da autoria do livro de Isaías, no entanto, vem sendo questionada pela erudição moderna. Existe uma hipótese da crítica bíblica concernente ao livro de Isaías que o classifica em ―Proto-Isaías‖ e ―Deutero- Isaías‖. ―Proto‖ indicando uma autoria para os capítulos 1 a 39, que seria a seção que de fato foi de autoria de Isaías, e ―Deutero‖ (gr. ―segundo‖) indicando uma segunda autoria para o livro, que abrangeria os capítulos 40 a 66. Esse ―Deutero- Isaías‖ teria sido escrito em data posterior ao ―Proto-Isaías‖, o que significa dizer que algumas profecias com caráter preditivo do livro na verdade, não passaram de ―fatos históricos narrados como se fossem ainda acontecer‖. É que segundo alguns estudiosos que defendem datas posteriores para alguns livros
  28. 28. 28Profetas Maiores – A Mensagem Profética da Bíblia Fala Hoje proféticos (como Daniel), os autores bíblicos tinham o hábito de escrever fatos históricos já ocorridos como se ainda fossem ocorrer. Pode até ser que isso tenha sido prática corrente na Antiguidade, mas resta-nos perguntar se isso de fato se aplica aos livros proféticos do Antigo Testamento. Mas a erudição moderna não defende apenas a posição de dois ―Isaías‖, mas chega a propor um terceiro Isaías. David F. Payne chega a afirmar que ―a maioria dos estudiosos defenderia um quadro mais ou menos assim: os oráculos do próprio Isaías estão contidos nos caps. 1-39; os caps. 40-55 são em grande parte obra de um profeta exílico do século VI; os caps. 56-66 contém os oráculos de ao menos mais um homem, que trabalhou na Palestina no final do século VI; e o livro todo também incorpora muitas notas editoriais, em geral breves, mas algumas bem extensas‖ 14 . Em resumo, o livro de Isaías seria na verdade a reunião de textos de pelo menos três autores diferentes, percebendo- se isso por causa das diferenças de estilo literário e abordagens teológicas distintas contidas ao longo do livro de Isaías. Segundo os teólogos defensores dessa posição, o 14 PAYNE, David F. Comentário Bíblico NVI, organizado por F.F. Bruce. Ed. Vida, 1ª ed., 2008, p. 990.
  29. 29. 29Profetas Maiores – A Mensagem Profética da Bíblia Fala Hoje conteúdo do ―Proto-Isaías‖ volta-se mais para julgamento, ao passo que o ―Deutero-Isaías‖ oferece conforto e sua mensagem concentrava-se mais no Servo sofredor do Senhor, além do fato de que os capítulos 40 a 55 teriam sido escritos no contexto do Cativeiro. Essas evidências seriam indicativos de autorias diferentes e de que partes do livro teriam sido escritas em data posterior àquela que é proposta pela posição tradicional, como já explicado anteriormente. Se essa posição estiver correta, então a profecia espantosa a respeito de Ciro, sendo chamado pelo nome pelo profeta Isaías 150 antes do seu nascimento na verdade não passaria de um mero relato de algo contemporâneo ao escritor dessa ―profecia‖. Em outras palavras, a profecia deixa de ser profecia no sentido preditivo, perdendo assim o seu valor profético. Sob essa ótica, Isaías não teria predito nada, acontece apenas que o ―segundo Isaías‖ ou ―Deutero-Isaías‖ escreveu fatos que ele mesmo já conhecia por terem já ocorrido, portanto, sem nenhum caráter profético de fato! Refutações à Hipótese Pensamos que não é necessário separar a ideia de que houve um trabalho editorial no livro de Isaías de sua autoria
  30. 30. 30Profetas Maiores – A Mensagem Profética da Bíblia Fala Hoje única. De fato, o ministério dos profetas era mais oral que literário. O que diziam estava dito, mas quando escreviam suas mensagens, esse conteúdo necessitava sim de edição em função das ―amplificações, explanações e elos de ligação entre os oráculos‖15 . Se aceita, por exemplo, a autoria única do Pentateuco (Moisés), mas reconhece-se como plausível a inserção de determinados textos adicionais, complementares, a fim de completar a narrativa, como por exemplo Deuteronômio 34 (afinal, como Moisés poderia ter escrito sobre sua morte?). É claro que os termos em que os livros bíblicos foram escritos eram bem distintos dos que envolvem toda a produção literária no século 21, mas mesmo hoje, quando se lança uma edição post mortem do autor, de um dado livro, por exemplo, costuma- se fazer correções e inserções, sem, contudo, comprometer a unidade autoral do livro. Outro fator interessantíssimo a se considerar na questão da unidade autoral de Isaías é que um argumento que poderia ser contrário torna-se favorável: o anonimato do suposto ―segundo Isaías‖. Sobre isso, citamos mais uma vez David F. Payne: 15 PAYNE, David F. Comentário Bíblico NVI, organizado por F.F. Bruce. Ed. Vida, 1ª ed., 2008, p. 990.
  31. 31. 31Profetas Maiores – A Mensagem Profética da Bíblia Fala Hoje ... se realmente houve esse profeta extraordinário [que teria escrito os caps. 40-55 no sexto século a.C. – grifo meu), ministrando aos exilados na Babilônia, como é possível que até o seu nome e toda lembrança dele se tenham perdido? 16 Embora se reconheça que um profeta, anunciando a queda da Babilônia, precisaria sim, por questões de segurança, omitir-se, é ainda sim estranho quando pensamos, todavia, que houve profetas que lá estiveram e cujas identidades não foram ocultadas como Ezequiel e Daniel (este último chegou a interpretar os sonhos do rei que prenunciavam a substituição da Babilônia por outro reino – cf. Dn 2). De fato, alguns problemas permanecem em relação à autoria dupla ou tripla como eruditos modernos têm sugerido. Embora David F. Payne, aqui citado, se incline mais à hipótese de mais de um autor para Isaías, reconhece, todavia, que há algumas lacunas nessa hipótese17 . Quanto ao argumento da diferença de estilos literários para se defender a dupla e/ou tripla autoria de Isaías, é importante considerar que o estilo de um autor pode variar de acordo com sua idade, contexto social, destinatário e o assunto que está sendo abordado. É inegável que elementos estilísticos 16 Idem, p. 991. 17 Cf. a obra citada.
  32. 32. 32Profetas Maiores – A Mensagem Profética da Bíblia Fala Hoje são sim propensos às mudanças. Portanto, eruditos da ala conservadora afirmam que esse é um argumento de pouca força para se defender um autoria dupla ou tripla para o livro de Isaías e mesmo para outros livros do Antigo Testamento. Mas é preciso considerar ainda que, a despeito das nuances que possa haver em Isaías, determinadas expressões, palavras e até frases se repetem – são comuns – em toda a extensão de Isaías. Comecemos citando a frase “as vossas mãos estão cheias de sangue”, que ocorre em 1.15 e 59.3. Deus, em Isaías, é chamado de “O Santo de Israel” em 10.17; 41.14 e 60.9 (nas três seções). Além de frases, palavras e expressões, temas também são abordados não apenas numa parte, mas em outras partes de Isaías, como por exemplo, a idolatria dos cananeus, o que é interessante, já que este tema não despertaria tanto interesse para um profeta que vivesse no período do pós-exílio, já que após os judeus regressarem do Cativeiro Babilônico, a idolatria já não era mais um problema tão agudo como antes do Cativeiro. Isso é visto nos livros proféticos do pós-cativeiro que, em geral, não abordam temas relacionados à idolatria. Era de se esperar, portanto, se de fato um segundo ou terceiro Isaías estivesse escrevendo após o Cativeiro, não abordar esse assunto, mas o tema da idolatria dos cananeus é assunto nas três seções.
  33. 33. 33Profetas Maiores – A Mensagem Profética da Bíblia Fala Hoje Por fim, um ponto muito importante a se considerar na questão da autoria de Isaías e a hipótese de uma dupla ou tripla autoria, é que muitos eruditos da Alta Crítica notadamente apresentam uma rejeição ao sobrenaturalismo bíblico, o que não deixa de ser um fator norteador em sua pesquisa. Mas estudiosos sérios (mesmos os que se inclinam a negar o sobrenaturalismo bíblico) reconhecem que esse é um elemento muito presente nas narrativas bíblicas, sendo que os autores bíblicos tencionaram relatar fatos e eventos sobrenaturais. Muitos estudiosos, em geral de linha liberal, procuram explicar esses milagres e eventos sobrenaturais como sendo meramente mitos do povo judeu, e não ocorrências de fato sobrenaturais, no sentido exato da palavra, denotando assim uma interferência divina direta. Em favor ainda da unidade autoral do livro de Isaías citamos ainda três fatores ou evidências: 1. O Novo Testamento não assume a posição de que tenha havido mais de um autor para o livro de Isaías, pois todas as partes ou seções do livro são citadas e atribuídas a Isaías, chamando-o pelo nome. Essa é uma evidência
  34. 34. 34Profetas Maiores – A Mensagem Profética da Bíblia Fala Hoje doutrinária, é claro e embora reconheçamos que a questão autoral não era o foco dos autores neotestamentários, todavia, o próprio Payne, que admite a possibilidade de vários Isaías, reconhece que ―segundo o que sabemos, na época do Novo Testamento ninguém nunca questionou a unidade do livro de Isaías‖18 . Pensamos que seria um grande erro ignorar a questão da autoria do livro de Isaías face ao Novo Testamento, já que seus autores estavam mais próximos da autoria de Isaías do que nós, hoje. Um texto muito contundente em relação ao fato de que os escritos neotestamentários consideravam o livro de Isaías escrito por um personagem histórico apenas – o profeta Isaías, filho de Amoz – é João 12.38-41, onde João cita dois textos de Isaías (primeiro, 53.1 e depois, 6.9,10) e afirma que “Isto disse Isaías porque viu a glória dele e falou a seu respeito” (Jo 12.41). ―Obviamente o mesmo Isaías que viu a glória de Cristo na visão do Templo de Isaías 6 foi aquele que também fez a declaração que está registrada em Isaías 53.1‖19 . 18 Idem, p. 991. 19 Citado em Dicionário Bíblico Wycliffe, CPAD, 2ª ed., 2007, p. 986.
  35. 35. 35Profetas Maiores – A Mensagem Profética da Bíblia Fala Hoje 2. Em contraste com Ezequiel, que profetizou entre os cativos da Babilônia, o suposto ―Deutero-Isaías‖ demonstra não conhecer ou estar familiarizado com o ambiente babilônico. 3. Norman L. Geisler, uma das vozes conservadores de maior erudição na atualidade, menciona o fato de que ―os Papiros do Mar Morto incluem uma cópia completa do livro de Isaías, e não há interrupção alguma entre os capítulos 39 e 40. Isso significa que a comunidade de Qumran aceitava a profecia de Isaías como sendo um único livro, no século II a.C. A versão grega da Bíblia hebraica, que também data do século II a.C., considera o livro de Isaías como um único livro, escrito por um único autor, o profeta Isaías‖20 . Terminamos esta seção sobre a autoria de Isaías com o seguinte comentário contido no Dicionário Bíblico Wycliffe: Muitos que aceitam a opinião [de mais de um autor para o livro de Isaías – grifo meu) falham por não perceber que esse argumento prova muitas coisas. Se o texto em 41.2-4 deve conter as 20 GEISLER, Norman L. HOWE, Tomas. Manual Popular de Dúvidas, Enigmas e “Contradições” da Bíblia. Mundo Cristão, 1999, p. 275.
  36. 36. 36Profetas Maiores – A Mensagem Profética da Bíblia Fala Hoje palavras de um contemporâneo de Ciro, então o cap. 53 deve conter as palavras de uma testemunha da crucificação. Isto é naturalmente impossível. Consequentemente, aqueles que negam que Isaías poderia ter pronunciado as profecias a respeito de Ciro devem defender que o mesmo argumento não se aplica ao cap. 53, ou devem negar que Isaías 53 seja uma profecia messiânica, apesar do claro testemunho do Novo Testamento ao cumprir-se na morte do Senhor Jesus (Mc 15.28; Lc 22.37: At 8.35; 1 Pe 2.22). Por trás desse argumento contra a unidade de Isaías, está naturalmente a doutrina moderna a respeito da profecia, segundo a qual o profeta era um homem de seu próprio tempo que falou somente ao povo de seu próprio tempo, e não às gerações futuras. Esta é uma meia-verdade muito perigosa. Os profetas testemunharam muito seriamente aos homens de sua própria época. Mas eles também falaram sobre coisas futuras, sobre ―aquele dia‖, ―o dia do Senhor‖. Sem usar muitas palavras, essa definição modernista da profecia minimiza ou elimina dela o elemento profético. Contudo, de acordo com os claros ensinos das Escrituras, o cumprimento das profecias representa a evidência mais clara de que a palavra do profeta é uma mensagem de Deus; e nenhuma passagem declara esta verdade de uma forma mais clara do que os escritos do próprio Isaías‖ 21 . 21 Dicionário Bíblico Wycliffe, CPAD, 2ª ed., 2007, p. 986.
  37. 37. 37Profetas Maiores – A Mensagem Profética da Bíblia Fala Hoje O Livro de Isaías e o Novo Testamento O livro de Isaías foi muito utilizado pelos escritores do Novo Testamento: são pelo menos 67 citações feitas em Mateus, Marcos, Lucas, João, Atos, Romanos, 1 e 2 Coríntios, Gálatas, Hebreus e 1 Pedro. Vários textos de Isaías citados no Novo Testamento são de caráter preditivo, de modo que os eventos narrados pelos autores neotestamentários eram o cumprimentos desses textos. A vinda de João Batista, pregando antes de Cristo e preparando-lhe o caminho (40.3-5 com Mc 3.1-1) e vários textos que se cumpriram na Pessoa de Cristo: sua encarnação e divindade (7.14 com Mt 1.22,23, Lc 1.34,35 e 9.6,7 com Lc 1.32,33; 2.11), sua missão (11.2-5; 42.1-4; 60.1-3 e 61.1 com Lc 4.17-19, 21) e sua morte expiatória (53.4-12 e Rm 5.6)22 . Diante desses e de tantos outros textos sobre a vida, ministério, sofrimento, morte e ascensão do Messias, não temos dúvida de que Isaías predisse a vinda do Messias e deu muitas informações sobre Ele. Diante desse fato, muitos estudiosos tem considerado Isaías ―O Evangelho do Antigo Testamento‖. 22 Para mais textos proféticos que se cumpriram em Cristo, ver a introdução ao livro de Isaías da Bíblia de Estudo Pentecostal, CPAD.
  38. 38. 38Profetas Maiores – A Mensagem Profética da Bíblia Fala Hoje Esboço do Livro de Isaías 1. Profecia de denúncia e convite (primeira seção do livro) 1.1-35.10 Mensagem de Julgamento e promessas - 1.1-6.13 Mensagem concernentes ao Emanuel - 7.1-12.6 Mensagem de Julgamento sobre as nações - 13.1-24.23 Mensagem de Julgamento, louvor, promessa - 25.1-27.13 Os infortúnios dos descrentes imorais em Israel - 28.1– 33.24 Resumo - 34.1-35.10 2. O procedimento de Deus com Ezequias 36.1-39.8 Deus liberta Judá - 36.1-37.38 Deus cura Ezequias - 38.1-22 Deus censura Ezequias - 39.1-8 3. Profecia de consolo e paz (segunda seção do livro) 40.1- 66.24 A garantia de consolo e paz - 40.1-48.22 O Servo do Senhor, o Autor do consolo e da paz - 49.1-57.21 A realização do consolo e da paz - 58.1-66.24
  39. 39. 39Profetas Maiores – A Mensagem Profética da Bíblia Fala Hoje BREVE ANÁLISE DE ALGUNS TEXTOS DO LIVRO DE ISAÍAS Declarada a Impiedade de Judá e o Vislumbre de Esperança – Is 1-5 Já no primeiro versículo deste livro, Isaías se situa no tempo em que profetizava: “... nos dias de Uzias, Jotão, Acaz e Ezequias, reis de Judá”. Ele informa que sua visão era a respeito de Judá. Nesse texto, o profeta denuncia a religiosidade hipócrita do povo e, a semelhança de outros profetas do Altíssimo, salienta que atos meramente exteriores, vazios de significado, não podem purificar ―Sodoma‖, termo aqui usado pelo profeta para indicar o tão baixo nível a que havia chegado a nação. O profeta é enfático em dizer que Deus já não suportava mais a hipocrisia do povo, de modo que, diz o Senhor por intermédio de Isaías, “quando estendeis as mãos, escondo de vós os olhos; sim, quando multiplicais as vossas orações, não as ouço, porque as vossas mãos estão cheias de sangue” (v. 14). Isso nos lembra a dura condenação de Jesus contra os fariseus, por sua religiosidade meramente mecânica, exterior, em Mateus 23.
  40. 40. 40Profetas Maiores – A Mensagem Profética da Bíblia Fala Hoje Os capítulos 1 a 5 não contém material biográfico, sendo destinados a indicar quão grave era a situação em Jerusalém e Judá. Interessante notar que já nestes capítulos iniciais Isaías prediz primeiro o castigo de Judá, mas profetiza a respeito de um tempo de restauração espiritual para a nação. Profetiza que o “Renovo do Senhor será de beleza e de glória...” (4.2). ―Renovo‖ aqui indicando o Messias que haveria de vir para fundar um novo Israel, agora redimido. É comum na literatura profética encontrarmos mensagens com esse teor tão esperançoso após profecias de juízo e castigo. Deus sabe como tratar com seu povo! Isso nos faz lembrar que a graça e a verdade aparecem juntas nas Escrituras. O salmista afirma que “encontraram-se a graça e a verdade” (Sl 85.10) e Davi pede ao Senhor: “... guardem-me sempre a tua graça e a tua verdade” (Sl 40.11). João informa-nos que a “... a lei foi dada por intermédio de Moisés; a graça e a verdade vieram por meio de Jesus Cristo” (Jo 1.17). Imagine o leitor se Deus nos desse sua verdade sem a sua graça! Certamente, não poderíamos suportá-la, pois Sua verdade não é fácil de ser suportada. Mas junto com a verdade, deu-nos também a Sua maravilhosa graça.
  41. 41. 41Profetas Maiores – A Mensagem Profética da Bíblia Fala Hoje Uma Profecia com Duplo Cumprimento – Is 7 Judá havia sido invadida pelos reis da Síria e de Israel que intentavam substituir Acaz por outro rei, como vemos no versículo 6, que favorecesse mais aos seus interesses políticos. Acaz, por sua vez, recorrendo às manobras políticas típicas, recorre a Tiglate-Pileser, rei da Assíria, a maior potência de sua época, que atende sua solicitação atacando a Síria e o norte de Israel. Mas foi no início do ataque siro- israelita que Isaías pronunciou sua profecia indicando que esse ataque contra Judá haveria de fracassar: “... Isto não subsistirá, nem tampouco acontecerá” (cf. v. 7b). Com o intuito de confirmar a veracidade dessa profecia, o próprio Deus oferece a Acaz “... um sinal, quer seja embaixo, nas profundezas, ou em cima, nas alturas” (v. 11). A rejeição desse sinal por parte de Acaz indicava sua propensão a confiar mais na aliança com o rei da Assíria do que no Senhor. O próprio Deus então oferece o sinal: “Portanto, o Senhor mesmo vos dará um sinal: eis que a virgem conceberá e dará à luz um filho e lhe chamará Emanuel” (v. 14). Isaías teve dois filhos, que foram sinais proféticos para a nação (8.18), bem como os nomes que eles receberam: um se chamou Sear-Jasube (que significa ―Um- Resto-Volverá‖ – 7.3) e o outro Maer-Salal-Hás-Baz (―Rápido-
  42. 42. 42Profetas Maiores – A Mensagem Profética da Bíblia Fala Hoje Despojo-Presa-Segura‖ – 8.3). Ross E. Price afirma que mais ―uma vez vieram aquelas alternativas inescapáveis para Acaz: Confie em Deus e aceite o significado de Isaías (―Deus é salvação‖) ou confie no homem e conheça o signficado de Sear-Jasube (―somente um remanescente deverá escapar‖)23 . Esse sinal extraordinário oferecido pelo Senhor a Acaz – o nascimento de uma criança com o nome de Emanuel (―Deus conosco‖) – indicava a iminência de um livramento dentro de um curto prazo. A frase no versículo 15 – “Ele comerá manteiga e mel quando souber desprezar o mal e escolher o bem” – pode indicar a idade de 12 ou 13 anos, ... o momento da determinação da responsabilidade moral sob a Lei. Assim, ―quando‖ o menino tivesse 12 ou 13 anos de idade (722/721 a.C.), ele estaria comendo coalhada (um tipo de iogurte) e mel, em vez de produtos agrícolas, por causa da devastação de Israel, provocada pela Assíria. Alguns acreditam que a expressão envolvia um período de tempo mais curto, em razão do que lemos no versículo 16 e em 8.4 24 . Interessante notar que Mateus viu no nascimento de Jesus o cumprimento completo e cabal dessa profecia, quando 23 PRICE, Ross E. Comentário Bíblico Beacon. vol. 4, 2ª ed., 2005, CPAD, p. 47. 24 Bíblia de Estudo Arqueológica NVI, ed. Vida, 1ª ed., 2013, p. 1.067, nota 7.15.
  43. 43. 43Profetas Maiores – A Mensagem Profética da Bíblia Fala Hoje afirma que “... tudo isto aconteceu para que se cumprisse o que fora dito pelo Senhor por intermédio do profeta: eis que a virgem conceberá e dará à luz um filho, e ele será chamado pelo nome de Emanuel (que quer dizer: Deus conosco)” (Mt 1.22,23). Mais de uma vez os autores neotestamentários aplicaram profecias do Antigo a eventos ocorridos no período do Novo Testamento como cumprimento da Palavra do Senhor, por intermédio dos profetas, indicando um segundo cumprimento ou um cumprimento maior da profecia, conforme a Lei da Dupla Referência25 (cf. Os 11.1 e Mt 2.15). Um Versículo Muito Debatido – Is 7.14 Certamente esse é um dos versículos mais debatidos da Bíblia; leiamos: “Portanto, o Senhor mesmo vos dará um sinal: eis que a virgem conceberá e dará à luz um filho e lhe chamará Emanuel”. O centro da discussão gira em torno da palavra hebraica para ―virgem‖ nesse texto, que no hebraico é ̀almah e indica não exclusivamente uma mulher virgem, mas uma mulher muito jovem, inclusive em condições de se casar ou já casada! Interessante notar que o hebraico bíblico possui outra 25 Para uma melhor compreensão desse assunto, confira o Apêndice 3 ao final deste livro.
  44. 44. 44Profetas Maiores – A Mensagem Profética da Bíblia Fala Hoje palavra para indicar uma virgem de fato, bethulah. Portanto, o texto não indicaria ―uma jovem concebendo sem ter mantido relações sexuais‖. A LXX26 traduziu o termo hebraico pela palavra grega parthenos, que significa virgem, dando ao texto um enriquecimento messiânico que originalmente não possuía. Diante do exposto, pergunta-se em que consistiria exatamente o sinal: uma virgem (no sentido exato da palavra) conceber ou o nascimento comum de uma criança chamada Emanuel? ... podemos interpretar o texto da seguinte forma: Acaz se negara a buscar um sinal, visto que ele sabia no seu coração que um sinal demonstraria que Isaías estava certo. Mesmo assim, um sinal iria confrontá-lo; e este sinal foi que, antes que pudessem passar nove meses, os invasores sírios e israelitas teriam partido de forma tão dramática que muitas mulheres grávidas dariam o nome Emanuel – ―Deus está conosco‖ – a seus recém-nascidos 27 . (O nome Icabode, ―a glória se foi‖, cf. 1 Sm 4.21,22, é uma boa comparação e contraste). Em outras palavras, ―Emanuel‖ se tornaria um nome de criança muito comum no ano seguinte. No entanto, o nome seria um sinal ou prova para Acaz, não de que a ameça siro-efraimita 28 já tinha passado (esse fato seria auto-evidente), mas de que o Deus que dessa 26 LXX refere-se à Septuaginta, a tradução do Antigo Testamento hebraico para o grego feita por 70 ou 72 tradutores judeus em Alexandria, no Egito. 27 O autor, nesse caso, abre um precedente para a ideia de que a referência em Is 7.14 não seja a uma mulher específica, mas seja uma referência geral. 28 Outra designação para “siro-israelita”, a coalizão das duas nações contra Judá. É que Israel é algumas vezes referido na profecia como “Efraim”.
  45. 45. 45Profetas Maiores – A Mensagem Profética da Bíblia Fala Hoje maneira era reconhecido como estando ―com‖ o seu povo tinha o propósito de causar graves dificuldades a eles por meio da Assíria. Quando essa ameaça se concretizaria? Em pouquíssimos anos, diz Isaías – antes que crianças que agora estavam no útero pudessem crescer até o discernimento maduro (v. 16) 29 . 29 PAYNE, David F. Comentário Bíblico NVI, organizado por F.F. Bruce. Ed. Vida, 1ª ed., 2008, p. 1.007.
  46. 46. 46Profetas Maiores – A Mensagem Profética da Bíblia Fala Hoje EXERCÍCIOS DE REVISÃO – LIÇÃO 2 ASSINALE COM “X” A ALTERNATIVA CORRETA 1) O livro de Isaías tem sido chamado o ________________ do Antigo Testamento. a) Apocalipse b) Evangelho c) Apóstolo d) Nenhuma das alternativas anteriores está correta. 2) Em função das muitas profecias preditivas a respeito do ___________________, Isaías tem sido chamado o ___________________________. a) profeta, Profeta Messiânico b) Profeta Messiânico, Messias c) Messias, Profeta Messiânico d) Nenhuma das alternativas anteriores está correta. 3) Certamente a maior parte do livro de Isaías (caps. 1 a 39) foi escrita durante os reinados de Uzias, Jotão, Acaz e Ezequias e o restante do livro, caps. 40 a 66, durante o reinado do ímpio e perverso rei _________________. a) Joaquim b) Josias c) Nabucodonosor d) Manassés
  47. 47. 47Profetas Maiores – A Mensagem Profética da Bíblia Fala Hoje 4) A terceira seção, que compreende os caps. 56 a 66 avança no tempo, com mensagens aos judeus repatriados da __________________. a) Assíria b) Babilônia c) Etiópia d) Nenhuma das alternativas anteriores está correta. 5) O significado do nome Isaías é _________________. a) ―Iavé é Salvação‖ b) ―Iavé fortalece‖ c) ―Iavé consola‖ d) Todas as alternativas anteriores estão corretas.
  48. 48. 48Profetas Maiores – A Mensagem Profética da Bíblia Fala Hoje LIÇÃO 3 O LIVRO DE JEREMIAS E DE LAMENTAÇÕES DE JEREMIAS “Jeremias foi um homem sensível, de compleição delicada, para quem deve ter sido uma grande provação ser chamado para representar papel tão proeminente naqueles tempos escuros e tormentosos, e ter de ser posto “por muros de bronze, contra todo o país”. Mas ele é uma evidência do que pode fazer um homem em quem habita o Espírito de Deus com poderosa e viva força”. F. B. Meyer, antigo comentarista devocional da Bíblia. INTRODUÇAO Nesta lição, consideraremos os dois livros – Jeremias e Lamentações de Jeremias – juntos, uma vez que Lamentações pode ser considerado uma espécie de apêndice ao livro de Jeremias e também pelo fato de os dois livros serem da mesma autoria. São duas pérolas da literatura bíblica, contendo mensagens de forte teor emocional. Ao ler Lamentações de Jeremias, temos a impressão de que o profeta está andando entre os escombros de Jerusalém, arruinada pelos exércitos babilônicos! O profeta Jeremias trata com vívida descrição a situação do povo e traz à tona seu próprio coração, seus próprios sentimentos pelo sofrimento de sua nação. Jeremias é um profeta bíblico que sofreu muito por carregar ―o peso da responsabilidade‖ de ter em sua própria boca as palavras do Senhor: “Depois, estendeu o Senhor a mão, tocou-me na boca e o Senhor me disse: Eis que ponho na tua boca as minhas
  49. 49. 49Profetas Maiores – A Mensagem Profética da Bíblia Fala Hoje palavras” (1.9). É impossível não ver em Jeremias um homem que se importava com aquilo que importava para Deus – um homem consumido por aquilo que Deus queria para seu povo e que sofria em consequência da desobediência desse povo. C. Paul Gray observa que Um dos maiores valores do livro [de Jeremias – grifo meu] é que Jeremias nos permite ver as suas lutas interiores, a extensão das suas emoções, à medida que busca levar a cabo uma tarefa que corta seu coração. Para seus inimigos e o público em geral ele parece inflexível e exageradamente teimoso. Mas Jeremias compartilha conosco seus pensamentos e sentimentos mais íntimos. Sabemos mais a respeito dele do que de qualquer outro profeta do Antigo Testamento. Nós o vemos nos momentos mais tristes e desesperadores da sua vida, mas também nos seus momentos de exultação e esperança. As oscilações da sua vida emocional podem ser tornar doloridas para o leitor, bem como alegres, visto que ele não hesita em expressar cada pensamento que desponta na superfície. Mas é a expressão desinibida dos seus sentimentos que nos intriga. Jeremias mostra exatamente quem ele é. Temos, portanto, o privilégio de ver um jovem imaturo desenvolver-se em um gigante espiritual 30 . O Profeta O profeta Jeremias teve suas profecias muito atacadas em sua época. No capítulo 28 do livro temos narrado o seu embate com o falso profeta Hananias e no capítulo 29 ele prediz a morte do falso profeta Semaías no exílio. O nome ―Jeremias‖ significa ―O Senhor (Iavé) designa ou estabelece‖. A 30 GRAY, C. Paul. Comentário Bíblico Beacon. vol. 4, 2ª ed., 2005, CPAD, p. 248.
  50. 50. 50Profetas Maiores – A Mensagem Profética da Bíblia Fala Hoje mensagem profética de Jeremias indicava um cativeiro de 70 anos, ao passo que os falsos profetas diziam que o cativeiro duraria apenas dois anos: “Dentro de dois anos, eu tornarei a trazer a este lugar todos os utensílios da Casa do Senhor, que daqui tomou Nabucodonosor, rei da Babilônia, levando-os para a Babilônia” (28.3). Jeremias profetizava contra as melhores expectativas geradas pelos falsos profetas, o que tornava sua mensagem não tão agradável. Todavia, ele não declinou de sua posição de portador da verdade divina para o povo. Pouco mais de um século depois que Isaías exerceu o seu ministério, o Senhor agora chama o jovem Jeremias para o ofício profético, que era natural de uma família de sacerdotes. Seu pai se chamava Hilquias e a vila de onde era natural se chamava Anatote. O próprio significado do nome Jeremias é um indicativo de que ele fora de fato chamado e enviado pelo Senhor a profetizar a uma nação rebelde: ―a quem Iavé designou‖. Foi chamado ao ministério profético através de uma visão (1.4-10). Profetizou durante 40 anos, nos reinados dos cinco últimos reis de Judá (627 a 587 a.C.). A seguir, uma ordenação do livro a partir dos reinos em que as profecias de Jeremias foram anunciadas: 1. Josias (1.1-19; 2.1-6.30; 7.1-10.25; 18.1-20.18 2. Jeocaz – nenhuma referência 3. Josias ou Jeoaquim (11.1-17-27) 4. Jeoaquim (25 e 26, 35 e 36, 45-48) 5. Joaquim (31.15-27) 6. Zedequias (21-24; 27-34; 37-39; 49-51)
  51. 51. 51Profetas Maiores – A Mensagem Profética da Bíblia Fala Hoje 7. Gedalias [e Egito] (40-44)31 As autoridades não recebiam bem as suas mensagens, pois Jeremias era tido como alguém que ―enfraquece as mãos dos homens de guerra que restam nesta cidade e as mãos de todo o povo‖ (38.4). Desse modo, Jeremias foi rejeitado, perseguido e preso. O livro de Jeremias possui alguns dados biográficos do profeta, pois alguns episódios de sua vida estão narrados no seu livro (caps. 26, 28, 32, 35-43). Nabucodonosor cuidou dele depois da destruição de Jerusalém (39.11-12). Foi forçado a ir para o Egito (43.6-7) e lá, em adiantada velhice, morreu martirizado na cidade de Mênfis. A Mensagem de Jeremias A mensagem do profeta Jeremias tinha aspectos de repreensão ao pecado do povo de Judá, a previsão do cativeiro babilônico e várias palavras de juízo contra as nações inimigas, como o Egito, Filístia, Moabe, Amom, Síria, etc. Mas o livro do profeta Jeremias não é só de juízo e castigo divinos sobre o povo. Há também a promessa do regresso da Babilônia após os 70 anos de cativeiro, o que significa dizer que há a esperança de reconstrução nacional da nação (cf. 25.11; 29.10). No livro também há uma referência ao Messias, futuro Rei da descendência de Davi (23.5,6). Jeremias é conhecido entre os estudiosos como o profeta das lágrimas, dado o teor melancólico de sua mensagem. E não era para ser diferente! O profeta Jeremias 31 Do livro Comentário Bíblico NVI, organizado por F.F. Bruce. Ed. Vida, 1ª ed., 2008, p. 1062.
  52. 52. 52Profetas Maiores – A Mensagem Profética da Bíblia Fala Hoje na extensão do seu ministério viu o povo afastar-se do Senhor e como conseqüência, ocorrer a devastação da cidade de Jerusalém pelos exércitos babilônicos. Israel já tinha sido completamente destruído. Agora, chegara a vez de Jerusalém e Judá. I – O LIVRO DE JEREMIAS É importante estar atento quanto ao fato de que as narrativas do livro não estão em uma ordem cronológica exata. Temos no livro uma espécie de antologia das profecias e das experiências pessoais de Jeremias. Os caps. 1 a 6 parecem estar em ordem cronológica, mas do capítulo 7 em diante o livro não apresenta uma sequência cronológica bem definida. Alguns trechos do livro não indicam sequer uma data. Isso dificulta a sequenciação dos fatos em Jeremias. É preciso considerar, entretanto, que só o ―simples‖ fato de o livro existir, apesar do contexto turbulento em que ele foi escrito, seja em Judá ou concernente ao cenário internacional, já é resultado da providência divina. Os sofrimentos a que Jeremias foi submetido foram tantos que seria difícil organizar um documento, de maneira mais meticulosa. Podemos ter no capítulo 36 um vislumbre de como o livro foi escrito. Contexto Histórico No cenário internacional, Jeremias foi o principal profeta do Senhor no período de 627 a 587 a.C. para Judá e para as nações vizinhas. Os profetas Ezequiel, Daniel, Habacuque e Sofonias foram contemporâneos a ele. Ezequiel,
  53. 53. 53Profetas Maiores – A Mensagem Profética da Bíblia Fala Hoje assim como Jeremias, era oriundo da classe sacerdotal, mais jovem que Jeremias, e diferentemente dele, ministrou entre os cativos da Babilônia. O teor de sua mensagem era basicamente o mesmo da de Jeremias. Daniel, de linhagem real, também ministrava no cativeiro, mas no palácio de Nabucodonosor. Habacuque e Sofonias ajudaram Jeremias em Jerusalém. O momento histórico-político em que Jeremias profetiza é muito movimentado. Duas superpotências se levantavam no cenário mundial: o Egito e a Babilônia. Judá, um Estado fraco, ficava entre as duas, por vezes um Estado vassalo e por fim, subjugado. Não nos deteremos a descrever as movimentações internacionais que formam o contexto histórico do livro de Jeremias e de seu ministério, por questões de tempo e de espaço. Todavia, é importante pontuar que Jeremias começa a profetizar quando a Assíria começa a se fragmentar e perde a hegemonia mundial, como potência política. Em 626 a.C. morre o último grande rei da Assíria, Assurbanipal, o que incita o Egito e a Babilônia (e o próprio Josias, rei de Judá) a buscar a independência política. Após a batalha de Carquemis, em 606- 605 a.C., a Assíria cai de vez para não mais se levantar, o rei do Egito volta derrotado para sua nação e a Babilônia emerge definitivamente como a nova potência da Ásia. A batalha de Carquemis foi, basicamente, um confronto entre a aliança assírio-egípcia contra as forças dos caldeus, prevalecendo estes últimos.
  54. 54. 54Profetas Maiores – A Mensagem Profética da Bíblia Fala Hoje
  55. 55. 55Profetas Maiores – A Mensagem Profética da Bíblia Fala Hoje Em Judá, os precedentes históricos eram assustadores. Jeremias iniciou seu ministério no reinado de Josias, um rei bom que adiou temporariamente o juízo de Deus prometido por causa do governo terrível de Manassés. Os acontecimentos estavam mudando rapidamente o Oriente Próximo. Josias tinha iniciado uma reforma, a qual incluía a destruição dos lugares altos pagãos em Judá e Samaria. Entretanto, a reforma teve um efeito pouco duradouro sobre o povo. Assurbanipal, o último grande rei assírio, morreu em 627 a.C. A Assíria estava enfraquecendo, e Josias expandindo o seu território para o norte. A Babilônia, sob o domínio de Nabopolasar, e o Egito, sob Neco, estavam tentando sustentar sua autoridade sobre Judá. Em 609 a.C, Josias foi morto em Megido ao tentar impedir o Faraó Neco de ir contra o que restava da Assíria. Três filhos de Josias (Joacaz, Jeoaquim e Zedequias) e um neto (Joaquim) sucederam-no no trono. Jeremias viu a insensatez da linha de ação política desses reis e alertou-os sobre os planos de Deus para Judá, mas nenhum deles deu atenção à advertência. Jeoaquim foi abertamente hostil a Jeremias e destruiu um rolo enviado a ele, cortando-o em algumas colunas e jogando-as no fogo. Zedequias foi um governante fraco e vacilante, buscando às vezes os conselhos de Jeremias, outras vezes permitindo que os inimigos de Jeremias o maltratassem e o aprisionassem 32 . A Mensagem do Livro de Jeremias Jeremias sempre insistiu que a Babilônia prevaleceria sobre Judá. Chegou a sugerir que se Judá se submetesse à Babilônia, seria poupada. Se Isaías, cem anos antes, não contemplou a destruição de Israel pela Assíria, Jeremias não teve a mesma felicidade em relação à Judá, pois ele 32 Bíblia de Estudo Plenitude. SBB.
  56. 56. 56Profetas Maiores – A Mensagem Profética da Bíblia Fala Hoje contemplou a destruição da cidade e do templo. Ele inicia seu ministério em 626 a.C. e durante 40 anos profetiza. Em 606 a.C., 20 anos após sua chamada, Babilônia invade Jerusalém deixando-a parcialmente destruída. Tem início aí o cativeiro babilônico, que duraria 70 anos. Em 586 a.C. o ―profeta das lágrimas‖ vê Jerusalém ser arruinada até as cinzas!33 É interessante notar que Deus, para corrigir seu povo, irá usar uma nação pagã, a Babilônia. Pode parecer estranho, muitas vezes, a maneira de Deus agir. O profeta Habacuque, contemporâneo de Jeremias, também foi avisado por Deus de que a Babilônia invadiria Jerusalém. Inicialmente, ele clama a Deus por causa da injustiça e da violência praticadas em Judá, e Deus lhe responde dizendo que os caldeus castigarão Judá. O profeta Habacuque acaba por ficar ainda mais confuso, afinal, como Deus poderia usar um povo ainda mais cruel para corrigir Jerusalém e Judá? Todavia, o Senhor lhe diz: “Eis o soberbo! Sua alma não é reta nele; mas o justo viverá pela sua fé” (Hc 2.4). A História, sob a ótica bíblica, não é cíclica, mas linear e Deus está no controle dos eventos a fim de que eles cumpram a Sua vontade. A perversa Babilônia foi o braço executor do juízo de Deus sobre a pecadora Judá, mas ela também foi castigada pelo Senhor por sua grande impiedade. Assim como aconteceu com Judá, Babilônia também seria castigada pela sua impiedade. 33 Importante notar que ocorreram três invasões sucessivas: a primeira, em 606 a.C., que marca o início da contagem dos 70 anos profetizados por Jeremias (25.11,12; 29.10); a segunda, em 597 a.C., e a terceira em 586 a.C., quando tanto a cidade como o templo são totalmente destruídos.
  57. 57. 57Profetas Maiores – A Mensagem Profética da Bíblia Fala Hoje O Livro de Jeremias e o Novo Testamento Os escritores do Novo Testamento por vezes citaram e desenvolveram sua teologia com base em escritos do livro do profeta Jeremias. Exemplo muito interessante temos no livro de Hebreus, onde o autor ao falar da nova aliança, da qual Cristo é o Mediador, menciona textos de Jeremias (cf. Hb 8.8-13; 10.15-17 com Jr 31.31ss). Mateus, quando narra a matança dos inocentes por ordem de Herodes, no afã de tentar matar também o menino Jesus, cita Jeremias 31.15, afirmando enfaticamente que aquilo era o cumprimento do que “... fora dito por intermédio do profeta Jeremias” (cf. Mt 2.17,18). Um dos conceitos teológicos mais lindos expressos no Novo Testamento – Cristo como herdeiro do trono davídico – encontra base também em Jeremias. Lucas cita Jeremias 23.5 afirmando que Deus daria a Jesus o trono de Davi (cf. Lc 1.32). O apóstolo João, escrevendo o Apocalipse, salienta a onisciência de Cristo citando Jeremias 11.20 e 17.10. Aliás, o próprio Cristo foi comparado com Jeremias, quando chorou sobre Jerusalém (cf. Mt 16.14). Essa comparação se deu pelo fato de que Jeremias, em seu tempo, lamentava a pecaminosidade de Jerusalém e viu o que lhe ocorreria em função disso. Cristo, sendo Deus, anteviu a destruição da cidade pelos romanos, em 70 d.C., e lamentou por isso. Ao todo, os autores do Novo Testamento citam Jeremias 40 vezes, sendo a maioria das citações relacionadas com a queda de Babilônia (o livro de Apocalipse).
  58. 58. 58Profetas Maiores – A Mensagem Profética da Bíblia Fala Hoje Esboço do Livro de Jeremias 1. O chamado de Jeremias - 1.1-9 2. Coleção de discursos - 2.1-33.26 Primeiro oráculos - 2.1-6.30 Sermão do templo e abusos no culto - 7.1-8.3 Assuntos diversos - 8.4-10.25 Eventos na vida de Jeremias - 11.1-13.27 Seca e outras catástrofes - 14.1-15.21 Advertência e promessas - 16.1-17.18 A santificação do sábado - 17.19-27 Lições do oleiro - 18.1-20.18 Oráculos contra leis, profetas e povo - 21.1-24.10 O exílio babilônico - 25.1-29.32 O livro de consolação - 30.1-35.19 3. Apêndice histórico - 34.1-35.19 Advertência a Zedequias - 34.1-7 Revogada a libertação de escravos - 34.8-22 O exemplo dos recabitas - 35.1-19 4. Julgamentos e sofrimentos de Jeremias - 36.1-45.5 Jeoaquim e os rolos - 36.1-32 Cerco e queda de Jerusalém - 37.1-40.6 Gedalias e o seu assassinato - 40.7-41.18 A fuga para o Egito - 42.1-43.7 Jeremias no Egito - 43.8-44.30 Oráculos para Baruque - 45.1-5
  59. 59. 59Profetas Maiores – A Mensagem Profética da Bíblia Fala Hoje 5. Oráculos contra nações estrangeiras - 46.1-51.64 Contra o Egito - 46.1-28 Contra os filisteus - 47.1-7 Contra Moabe - 48.1-47 Contra os amonitas - 49.1-6 Contra Edom - 49.7-22 Contra Damasco - 49.23-27 Contra Quedar e Hazor - 49.28-33 Contra Helão - 49.34-39 Contra a Babilônia - 50.1-3 6. Apêndice histórico - 52.1-34 O reinado de Zedequias - 52.1-3 Cerco e queda de Jerusalém - 52.4-27 Sumário de três deportações - 52.28-30 Libertação de Joaquim - 52.31-34 ANÁLISE DE ALGUNS TEXTOS DO LIVRO DE JEREMIAS O chamado de Jeremias – caps. 1-3 Jeremias começa seu livro apoiando-se na autoridade da Palavra do Senhor: “a ele veio a palavra do Senhor...” (1. 2). Como Ezequiel, Jeremias recebe seu chamado através de uma visão. Sua cidade de origem, Anatote, ficava uns 4 quilômetros a nordeste de Jerusalém e era uma cidade levítica, no território de Benjamin. Atualmente, a cidade se chama ‗Anata. O Senhor declara a Jeremias que o havia chamado para uma missão muito ampla, não restrita apenas à Judá: “... te constituí profeta às nações” (1.3). Jeremias, à semelhança de Moisés, reluta em
  60. 60. 60Profetas Maiores – A Mensagem Profética da Bíblia Fala Hoje aceitar o chamado divino (cf. Êx 3.11; 4.10). F. B. Meyer comenta que ―Jeremias era muito jovem e tentou esquivar-se da grande missão a ele confiada. Os mais nobres sempre agem assim‖. Como é interessante perceber que Deus, nas Escrituras, frustra as intenções de alguns que quiseram postar- se arrogantemente, e a outros que agiram com humildade Ele os presenteava com bênçãos grandiosas. Em Gênesis 11, Ele frustra os projetos daqueles que em rebelião contra Ele haviam dito: “... tornemos célebre o nosso nome...” (v. 4). No capítulo 12, no entanto, para um homem que não buscava fama, Ele promete: “... te engrandecerei o nome” (v. 2). Mas o chamado de Jeremias, “... para arrancares e derribares, para destruíres e arruinares e também para edificares e para plantares” (1.10), implicaria em grande sofrimento para ele. Em geral, os profetas do Senhor foram homens sofredores. Jeremias foi ameaçado de morte por anunciar a mensagem divina com integridade (26.7ss), foi preso e depois lançado numa cisterna e finalmente ajudado por um etíope (um africano – cf. caps. 37 e 38) e por fim, segundo a tradição, foi morto no Egito, tendo sido levado para lá como uma espécie de amuleto pelos que restaram do cativeiro babilônico e depois foi apedrejado pelos seus compatriotas (cf. caps. 43 e 44). Uma Visão Interessante – 1.11 e 12 Nesses versículos (11 e 12) Jeremias contempla ―uma vara de amendoeira‖. Logo em seguida o Senhor relaciona essa imagem com a Sua fidelidade no sentido de cumprir Sua Palavra. É que no hebraico há um jogo de palavras usado para indicar que Deus cuida – ―vigia‖ – para que sua Palavra seja
  61. 61. 61Profetas Maiores – A Mensagem Profética da Bíblia Fala Hoje fielmente cumprida. No hebraico, a amendoeira é a árvore ―vigilante‖, comenta F. B. Meyer, pois ela é a primeira árvore a florescer na primavera, acordando do sono do inverno antes das outras – daí ser chamada de ―árvore vigilante‖. No capítulo dois, Jeremias denuncia a apostasia de Israel – seu abandono de Deus – em função de sua idolatria. Israel cometeu dois males terríveis, diz o Senhor, o abandonou, “o manancial de águas vivas”, e em lugar disso, cavaram “cisternas rotas”, ou ―cisternas rachadas que não retêm água‖, como na NVI (cf. 2.13). Em uma região como a Palestina, onde a água não é abundante, é indispensável construir cisternas para armazenar a água (cf. 2 Sm 2.13). Essas cisternas eram cavadas na pedra porosa e depois eram impermeabilizadas com uma mistura de cal e areia. Contudo, sempre existia a possibilidade de se fenderem e deixarem escapar a água. Além disso, a qualidade da água armazenada não tinha comparação com a que brotava do manancial 34 . No capítulo três, Jeremias compara Judá à uma prostituta, por causa de sua infidelidade espiritual. Judá é pior que Israel, declara o profeta! (cf. 3.10,11). Mencionam-se os ―altos‖, uma alusão às colinas onde se prestava culto aos deuses da fertilidade. A comparação da nação com uma mulher prostituta é recorrente no Antigo Testamento (Jr 3.6-13; Ez 16.26,28,29; Os 1.2; 2.5-7). 34 Sociedade Bíblica do Brasil: Bíblia De Estudo Almeida Revista E Atualizada. Sociedade Bíblica do Brasil, 1999; 2005.
  62. 62. 62Profetas Maiores – A Mensagem Profética da Bíblia Fala Hoje II – O LIVRO DE LAMENTAÇÕES DE JEREMIAS Introdução O autor deste livro expressa o mais profundo da sua alma em relação à como agora se acha “solitária aquela cidade dantes tão populosa!” (Lm 1.1 – ARC). Os cinco capítulos que estão escritos em forma poética são, na verdade, uma espécie de apêndice ao livro de Jeremias com as suas profecias. Seu título em hebraico é Eichah, que significa simplesmente ―como?‖, a primeira palavra do livro no original hebraico. O livro também recebe o nome de qinah que significa ―lamentação‖. A Septuaginta nomeou este livro como Threnoi, que significa ―lamento‖, ―cântico de dor‖, ―cântico fúnebre‖, ―gemido‖. Na Vulgata Latina o título específico é Lamentationes. Em português, a palavra ―lamentação‖ ―vem do latim, lamentum, que indica o ato de chorar, deplorar, carpir‖35 . Este título expressa bem o contexto histórico de Lamentações. Jerusalém está agora desolada e o templo, símbolo máximo da religião judaica, arruinado! 35 CHAMPLIN, Russell N. Enciclopédia de Bíblia, Teologia e Filosofia. vol. 3, ed. Candeia, 1991, p. 718.
  63. 63. 63Profetas Maiores – A Mensagem Profética da Bíblia Fala Hoje A catástrofe terrível que ocorreu com o país de Judá e a cidade de Jerusalém em 587-586 a.C. constitui a cortina de fundo desse pequeno livro. O exército babilônico de Nabucodonosor tinha sitiado Jerusalém por dezoito longos meses. Quando a cidade afetada pela fome e doença foi finalmente tomada, ela foi totalmente demolida e incendiada. Foi uma ocasião trágica e muito sofrida para o povo judeu. A segurança de Jerusalém era vista como uma doutrina preciso pelos habitantes da cidade desde os tempos de Isaías (701 a.C.). Agora, os que estavam vivos para ver a cidade em ruínas e o Templo completamente destruído tinham dificuldades em acreditar naquilo que viam. A aflição deles era quase insuportável. Nos meses e anos que se seguiram, suas mentes foram importunadas com muitas perguntas não respondidas acerca da sua história passada e do seu destino futuro 36 . Vejamos a seguir como Flavio Josefo, conhecido historiador judeu, descreve o cerco e consequente destruição de Jerusalém e do Templo: Nabucodonosor apertava cada vez mais o cerco. Mandou construir altas torres, com as quais sobrepassava as muralhas da cidade, e também grande quantidade de plataformas tão altas quanto os muros. Os habitantes, por sua vez, defendiam-se com todo empenho e com toda a coragem possível, sem que a fome e a peste pudessem esmorecê-los. A coragem dava-lhes ânimo contra os 36 GRAY, C. Paul. Comentário Bíblico Beacon. vol. 4, 3ª ed., 2009, CPAD, p. 401.
  64. 64. 64Profetas Maiores – A Mensagem Profética da Bíblia Fala Hoje males e perigos. E, sem se espantar com as máquinas de que seus inimigos se serviam, opunham-lhes outras. [...] Passaram-se dezoito meses desse modo. Por fim, os sitiados, consumidos pela fome, pela peste e pela quantidade de dardos que os inimigos lhes atiravam do alto das torres, cederam, e a cidade foi tomada pela meia-noite do décimo primeiro ano, no nono dia do quarto mês do reinado de Zedequias por Nergelear, Aremante, Emegar, Nabazar e Ercarampsar, generais de Nabucodonosor que então estavam em Ribla. Eles marcharam diretamente para o Templo. O rei Zedequias, sua esposa, seus filhos, seus parentes e as pessoas da nobreza que ele mais estimava saíram da cidade para fugir por lugares desconhecidos rumo ao deserto. Os babilônios, porém, foram avisados por um dos que eles haviam deixado de lado ao fugir, e ao despontar do dia puseram-se a persegui-los. Alcançaram-nos perto de Jericó e quase todos os que acompanhavam Zedequias o abandonaram. Ele foi aprisionado com sua mulher, seus filhos e os poucos que lhe restavam, e todos foram levados ao rei. Nabucodonosor chamou-o de ímpio e pérfido por faltar à promessa de lhe conservar inviolavelmente o reino, pois para isso pusera a coroa na sua cabeça. Reprovou-lhe a ingratidão, por esquecer-se da obrigação que lhe devia por tê-lo preferido a Joaquim, seu sobrinho, ao qual pertencia o reino, e por ter empregado contra o seu benfeitor o poder que este lhe concedera. E terminou com estas palavras: ―Mas o grande Deus, para castigar-vos, vos entregou em minhas mãos‖. Então, na presença dele e diante dos outros escravos, mandou matar os seus filhos e amigos. Vazou-lhe os
  65. 65. 65Profetas Maiores – A Mensagem Profética da Bíblia Fala Hoje olhos e ordenou que o acorrentassem para levá-lo escravo à Babilônia 37 . Josefo prossegue dizendo que o que acontecera era cumprimento das profecias de Jeremias e Ezequiel, profecias essas que foram desprezadas por Zedequias. Jeremias havia profetizado que ele seria feito prisioneiro, seria levado a Nabucodonosor e o veria face a face; e Ezequiel havia profetizado que ele seria levado à Babilônia, mas não a poderia ver! Josefo então afirma: Esse exemplo ensina, mesmo aos mais ignorantes, o poder e a sabedoria infinita de Deus, que sabe fazer realizar por diversos meios e no tempo por Ele marcado tudo o que determina e prediz. [...] Esse foi o fim da estirpe de Davi, depois que vinte e um reis seus descendentes sucessivamente ocuparam o trono e empunharam o cetro do reino de Judá. E todos os seus governos, juntamente, duraram quinhetos e quatorze anos, seis meses e dez dias. Nabucodonosor, depois da vitória, enviou Nebuzaradã, general de seu exército, a Jerusalém, com ordem de incendiar o Templo após retirar de lá tudo o que encontrasse e de também reduzir a cinzas o palácio real e de destruir a cidade por completo. Deveria trazer depois todos os habitantes como escravos para a Babilônia... esse general (Nebuzaradã – grifo meu), para executar tal ordem, 37 JOSEFO, Flavio. História dos Hebreus. CPAD, 15ª ed.: 1990, pp. 482-3.
  66. 66. 66Profetas Maiores – A Mensagem Profética da Bíblia Fala Hoje despojou o Templo de tudo o que lá encontrou: levou todos os vasos de ouro e de prata, o grande vaso de cobre chamado mar, que Salomão mandara fazer, as duas colunas de bronze, as mesas e os candelabros de ouro. Em seguida, incendiou o Templo e o palácio real e destruiu completamente a cidade 38 . O livro é composto por cinco poemas que estão dispostos no livro, respectivamente, em cinco capítulos. Pode ser considerado uma espécie de cântico fúnebre da cidade de Jerusalém. A impressão que temos ao ler as comoventes palavras do ―profeta das lágrimas‖ é de que ele está de pé em meio aos escombros da cidade e do templo. Quem sabe não foi assim de fato!? Mas no livro de Lamentações encontramos um clarão de luz de esperança em meio à escuridão da desolação que se abatera sobre a cidade: “O Senhor não rejeitará para sempre; pois, ainda que entristeça a alguém, usará de compaixão segundo a grandeza das suas misericórdias; porque não aflige, nem entristece de bom grado os filhos dos homens”. Lamentações de Jeremias 3.31-33 38 Idem. p. 483.
  67. 67. 67Profetas Maiores – A Mensagem Profética da Bíblia Fala Hoje O Livro de Lamentações e sua Colocação na Bíblia Hebraica O livro de Lamentações está incluído na terceira divisão do cânon hebraico, junto com outros quatro livros, na seção chamada pelos judeus de ―Escritos‖, ou Hagiographa, ―Escritos Sagrados‖, ou ainda, ―Os Cinco Rolos‖, como eram também conhecidos esses cinco livros (ou rolos). Você Sabia? Um dado histórico muito interessante aqui é saber que cada um desses cinco livros eram lidos em público anualmente pelos judeus em uma de suas festas sagradas. Halley informa que até ―o dia de hoje, o livro de Lamentações é lido publicamente nas sinagogas do mundo inteiro, em todos os locais onde existem judeus, no nono dia do quarto mês, o dia de jejum que lembra a queda do templo (Jr 52.6)39 . O livro de Lamentações de Jeremias, a despeito de quem seja seu autor, foi escrito por alguém que sem dúvida foi testemunha ocular dos eventos subseqüentes à invasão 39 HALLEY, H. H. Manual Bíblico de Halley. ed. Vida, 1ª ed. 2002, p. 330.
  68. 68. 68Profetas Maiores – A Mensagem Profética da Bíblia Fala Hoje babilônica. É provável que tenha sido escrito no breve período decorrido entre a destruição de Jerusalém e a partida dos sobreviventes para o Egito e também é provável que cópias tivessem sido enviadas para os exilados na Babilônia e para os restantes que fugiram para o Egito, a fim de que eles memorizassem e cantassem. Desse modo, o livro deve ter sido escrito depois de 586 a.C., mas não antes de 538 a.C.
  69. 69. 69Profetas Maiores – A Mensagem Profética da Bíblia Fala Hoje Na tabela a seguir temos a disposição dos livros conforme o cânon hebraico: A DIVISÃO DO CÂNON HEBRAICO LEI PROFETAS ESCRITOS Gênesis Profetas Anteriores Livros Poéticos Êxodo Josué Salmos Levítico Juízes Provérbios Números Samuel (os dois livros) Jó Deuteronômio Reis (os dois livros) Os Cinco Rolos Profetas Posteriores Cantares de Salomão Isaías Rute Jeremias Lamentações de Jeremias Ezequiel Eclesiastes Os Doze Profetas Menores reunidos em um só livro Ester Livros Históricos Daniel Esdras-Neemias (num livro só) Crônicas (os dois livros) Tabela 3
  70. 70. 70Profetas Maiores – A Mensagem Profética da Bíblia Fala Hoje Autoria e Contexto Histórico do Livro de Lamentações Em 2 Crônicas 35.25 lemos assim: “Jeremias compôs uma lamentação sobre Josias; e todos os cantores e cantoras, nas suas lamentações, se têm referido a Josias, até ao dia de hoje; porque as deram por prática em Israel, e estão escritas no Livro de Lamentações”. Mesmo que esse texto não possa ser usado para indicar, de maneira definitiva, a autoria de Jeremias para o livro de Lamentações, certo é que ele indica que Jeremias produziu esse tipo de literatura. Champlin pontua que ―o trecho de Lamentações 3.48-51 parece similar às expressões de Jeremias 7.16; 11.14; 14.11-17 e 15.11)‖40 . É fato que não há nada no texto hebraico que indique a autoria de Jeremias, mas tanto a tradição judaica quanto a cristã atribui sua autoria a Jeremias. A LXX41 inclui uma nota preliminar que afirma: ―Sucedeu, quando Israel foi levado cativo e Jerusalém assolada, que Jeremias, chorando, se assentou e entoou esta lamentação sobre Jerusalém, dizendo:...‖42 . Em 40 CHAMPLIN, Russell N. Enciclopédia de Bíblia, Teologia e Filosofia. vol. 3, ed. Candeia, 1991, p. 720. 41 “LXX” refere-se à Septuaginta, a tradução do Antigo Testamento hebraico para o grego feita por 70 ou 72 tradutores judeus em Alexandria, no Egito. 42 Sociedade Bíblica do Brasil: Bíblia De Estudo Almeida Revista E Atualizada. Sociedade Bíblica do Brasil, 1999; 2005, Lm.
  71. 71. 71Profetas Maiores – A Mensagem Profética da Bíblia Fala Hoje favor do profeta Jeremias ser o autor do livro que leva seu nome, Edward Young menciona o fato de que expressões similares ocorrem em Jeremias e Lamentações: os olhos do profeta ―se desfazem em água‖ (Lm 1.16; 2.11 e Jr 9.1, 18b; 13.17b), ―há terror por todos os lados‖ (Jr 6.25; 20.10 e Lm 2.22) e ―Veja eu a tua vingança sobre eles‖ (Jr 11.20 e Lm 3.64-66)43 . Champlin44 menciona várias evidências contrárias à possibilidade de Jeremias ter sido o autor do livro; dentre elas, menciono a que está relacionada ao quinto poema que, conforme bem explica Champlin, indica que o autor de Lamentações reflete no texto um tempo já transcorrido após a ocupação babilônica de Jerusalém, sendo que segundo sabemos da História Bíblica, Jeremias ―permaneceu apenas algumas poucas semanas na Palestina, após a captura de Jerusalém‖45 . Todavia, mesmo após apresentar vários argumentos contra a autoria do profeta Jeremias para o livro de Lamentações, Champlin conclui dizendo que não ―há como se fazer uma declaração firme sobre a questão. O livro de Lamentações não indica quem foi o seu autor – a obra é 43 Citado por Stanley A. Ellisen, em Conheça Melhor o Antigo Testamento. ed. Vida, 8ª imp., 2000, p. 239. 44 Op. Cit. 45 Op. Cit. p. 720.
  72. 72. 72Profetas Maiores – A Mensagem Profética da Bíblia Fala Hoje anônima‖46 . Todavia, mesmo que não tenha sido o profeta Jeremias o seu autor humano, não nos resta dúvida quanto ao seu Autor divino. Que o livro é divinamente inspirado, e digno de constar no cânon sagrado, isso é ponto pacífico. A Mensagem do Livro de Lamentações Em Lamentações, Sião ficou deserta. Jerusalém é comparada agora a uma mulher que ficou viúva (1.1). Aquela cidade, que havia experimentado pouco antes um avivamento sob o reinado de Josias, onde a importância do templo, face aos santuários sincretistas ao redor da nação, havia sido destacada e esse clima de avivamento tendia a criar no povo uma expectativa de inviolabilidade do templo e da cidade, agora jazia destruída! A cidade de Jerusalém continha o templo que era o símbolo da religiosidade do povo judeu, todavia, Jeremias havia profetizado contra essa ideia errônea procurando demonstrar que os símbolos eram inválidos se não houvesse uma verdadeira religião, se os símbolos e rituais não expressassem o íntimo do coração em relação a Deus. Os tristes eventos que acometeram Jerusalém eram o resultado da justiça de Deus – agora celebrada – e também os efeitos 46 Op. Cit. p. 721.
  73. 73. 73Profetas Maiores – A Mensagem Profética da Bíblia Fala Hoje altamente destruidores do pecado contínuo da nação e seus líderes contra Deus. A cidade que outrora populosa, agora é solitária, sujeita a trabalhos forçados e chora de dia e de noite não tendo quem a console, tamanha é a sua vergonha, declara o profeta (1.1,2)! O autor do livro parece personificar a cidade de Jerusalém ao se referir a ela. Como uma mãe que vê seus filhos perecerem, assim está Jerusalém agora. O profeta a convida a confiar outra vez no Senhor. Lamentações não é só pranto – mesmo em horas tão escuras como as que o profeta atravessava, ele pôde expressar sua confiança em Deus, certo de que “O Senhor não rejeitará para sempre; pois, ainda que entristeça a alguém, usará de compaixão segundo a grandeza das suas misericórdias; porque não aflige, nem entristece de bom grado os filhos dos homens” (3.31-33). O mesmo Deus que usara uma nação estrangeira para corrigir seu povo poderia, com igual poder, trazê-los novamente à sua terra! O livro, portanto, exalta a justiça e a misericórdia de Deus, além de realçar o fato de que por trás de eventos tenebrosos, muitas vezes, está a Mão que conduz a História.
  74. 74. 74Profetas Maiores – A Mensagem Profética da Bíblia Fala Hoje Esboço do Livro de Lamentações de Jeremias 1. Primeiro lamento: Tristeza da Sião cativa (1.1- 22) 2. Segundo lamento: As tristezas de Sião vêm do Senhor (2.1-22) 3. Terceiro lamento: Esperança de libertação através da misericórdia de Deus – um vislumbre de esperança em meio ao caos! – (3.1-66) 4. Quarto lamento: O castigo de Sião consumado (4.1-22) 5. Quinto lamento: Oração do povo afligido (5.1- 22)47 . Lamentações de Jeremias, um Acróstico Alfabético Lamentações, como já mencionamos, consiste de cinco poemas, sendo quatro escritos em forma de acróstico alfabético – um recurso magnífico usado na poesia hebraica. Trata-se de um artifício literário encontrado em alguns poemas do Antigo Testamento para ajudar a memória ou propiciar a 47 Esboço extraído da Bíblia De Estudo Almeida Revista E Atualizada. Sociedade Bíblica do Brasil, 1999; 2005, Lm, com algumas adaptações feitas por mim.
  75. 75. 75Profetas Maiores – A Mensagem Profética da Bíblia Fala Hoje divisão das estrofes. O tipo de acróstico empregado no Antigo Testamento é de caráter alfabético. Talvez o exemplo mais conhecido seja o Salmo 119. Este salmo inteiro forma um acróstico alfabético. Suas vinte e duas seções de oito versos cada correspondem às vinte e duas letras do alfabeto hebraico. Cada versículo começa com a letra da sua respectiva seção. Isso pode ser verificado na versão ARC. É lógico que na tradução do hebraico para outras línguas, o efeito do acróstico se perde e as letras iniciais de cada versículo não são todas as mesmas para cada divisão do salmo. Há outros Salmos acrósticos como o 9, 25, 34, etc. Já em Lamentações os capítulos 1,2 e 4 contêm 22 versos com acrósticos, que nem sempre seguem uma ordem precisa. O capítulo 3 tem três versos para cada letra do alfabeto. Alguns afirmam que os poemas acrósticos sejam de um período posterior, mas essa opinião não está baseada em fatos. A seguir, você tem o texto hebraico dos oito primeiros versos do Salmo 119 dispostos em dois gráficos, onde o gráfico da direita dispõe os oito versos com todas as letras álefes48 marcadas. Repare que esta é a primeira seção, i.e., a ―seção Álefe‖, onde todos os versos iniciam justamente com esta letra. Lembre-se ainda de que no hebraico a leitura é feita da direita para a esquerda: 48 “Álefe” é o nome da primeira letra do alfabeto hebraico.
  76. 76. 76Profetas Maiores – A Mensagem Profética da Bíblia Fala Hoje BREVE ANÁLISE DE LAMENTAÇÕES cap. 3 Esse capítulo difere dos demais no quesito estruturação, já que tem três vezes mais versículos que os demais capítulos do livro, i.e., 66 ao invés dos habituais 22. Um detalhe que nos chama a atenção neste capítulo é o fato de grande parte dele estar na primeira pessoa: ―eu‖, ―a mim‖, ―meu‖, ―eu sou‖, ―me levou‖, ―me fez‖, ―contra mim‖, etc. Isso denota uma identificação do autor com a comunidade sofredora. Denota um sentimento altruísta, o que não impede que o poema seja usado como um lamento público. O autor está ligado à cidade como que de maneira orgânica. Expressões fortíssimas são usadas, tais como “Eu sou o homem que viu a aflição pela vara do furor de Deus” (v. 1) e “Entesou o seu arco e me pôs como alvo à flecha” (v. 12). Nota-se nestas expressões, inclusive, o fator ―castigo divino‖ nos tristes eventos ocorridos. Em outras palavras: essa grande desolação foi resultado da ira divina, há muito adiada, mas agora derramada! Todavia, o capítulo 3 não é só de desespero, desesperança – muito pelo contrário! Mesmo em meio a tanta dor, o autor reconhece que “As misericórdias do SENHOR são a causa de não sermos consumidos, porque as suas misericórdias não têm fim” (v. 22). Isso nos ensina uma grande lição espiritual: mesmo nas intempéries da vida, o servo do Senhor pode recorrer a Ele, pois “Bom é o SENHOR para os que esperam por ele, para a

×