Ciência, Tecnologia e Inovaçãoa prática intersetorial na gestão social                        Prof. Ronaldo Ferreira de Ar...
Estrutura      CONSIDERAÇÕES            INICIAIS        TECNOLOGIA E      GESTÃO PÚBLICA INTERSETORIALIDADE      ESTUDO DE...
Considerações        iniciaisO Global e o localProfundas mudanças globais, tecnológicas,sociais, econômicas e políticas, a...
Considerações        iniciaisO Global e o localNecessidade de encontrar respostas esoluções rápidas para problemas cujas c...
Considerações        iniciaisO Global e o localTarefa essencial de explorar e disponibilizaras chances e oportunidades rel...
Tecnologia e                          Gestão PúblicaTecnologia - conhecimento técnico e científico eas ferramentas, proces...
Tecnologia na  Gestão PúblicaInformatização de produtos e serviçospúblicos – vantagens e desdobramentos;Ferramentas: Siste...
Tecnologia e           Gestão Pública SIABSIM  SINASC                SAM                    Rede Suas
TI na Gestão       Pública                    RedeSuas                   RedeSuas           SIOPEDataescolabrasil         ...
IntersetorialidadeCompreendida como uma articulação desaberes e experiências no planejamento,implementação e avaliação de ...
IntersetorialidadeFundamental à gestão de políticas sociais noenfrentamento da pobreza, exclusão e desituações específicas...
Estudo de             caso• O caso de Ribeirão das Neves Região Metropolitana de Belo Horizonte (MG). É  considerado um m...
Estudo de                          caso• Prática Intersetorial Interesse inicial das Secretarias de AssistênciaSocial e S...
Estudo de             caso• Contexto e articulações Relação Universidade (PUCMinas/UFMG) +  Empresa (Geotech) + Governo (...
Considerações          Finais A prática da intersetorialidade nos governoslocais é um desafio técnico e político.O quadr...
Obrigado!                   Prof. Ronaldo Ferreira de Araújo   Mestre em Ciência da Informação (PPGCI/UFMG)     Professor ...
Ciência, Tecnologia e Inovação: a prática intersetorial na gestão social
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Ciência, Tecnologia e Inovação: a prática intersetorial na gestão social

1,203
-1

Published on

Relato de experiência sobre intersetorialidade na gestão pública apresentado na Conferência Regional Nordeste de Ciência, Tecnologia e Inovação.

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
1,203
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
22
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Ciência, Tecnologia e Inovação: a prática intersetorial na gestão social

  1. 1. Ciência, Tecnologia e Inovaçãoa prática intersetorial na gestão social Prof. Ronaldo Ferreira de Araújo Mestre em Ciência da Informação (PPGCI/UFMG) Professor Assistente/Coordenador de Pesquisa (ICHCA/UFAL)
  2. 2. Estrutura CONSIDERAÇÕES INICIAIS TECNOLOGIA E GESTÃO PÚBLICA INTERSETORIALIDADE ESTUDO DE CASOCONSIDERAÇÕES FINAIS
  3. 3. Considerações iniciaisO Global e o localProfundas mudanças globais, tecnológicas,sociais, econômicas e políticas, as cidadesestão requerendo novos e inovadoresmodelos de gestão, assim como novosinstrumentos, procedimentos e formas deação, a fim de permitir que os gestorestratem das mudanças de uma sociedadeglobalizada.
  4. 4. Considerações iniciaisO Global e o localNecessidade de encontrar respostas esoluções rápidas para problemas cujas causasficam muitas vezes fora da esfera deinfluência do administrador público, mascujas conseqüências precisam serenfrentadas pelo poder local.
  5. 5. Considerações iniciaisO Global e o localTarefa essencial de explorar e disponibilizaras chances e oportunidades relacionadas atais transformações, em favor tanto dagestão pública e da população.Movimentos de integração: disciplinar,tecnológica, setorial…
  6. 6. Tecnologia e Gestão PúblicaTecnologia - conhecimento técnico e científico eas ferramentas, processos e materiais criados e/ouutilizados a partir de tal conhecimento.Gestão Pública - a atividade concreta e imediataque o Estado desenvolve para assegurar osinteresses coletivos; desempenho perene esistemático, legal e técnico dos serviços própriosdo Estado, em benefício da coletividade.
  7. 7. Tecnologia na Gestão PúblicaInformatização de produtos e serviçospúblicos – vantagens e desdobramentos;Ferramentas: Sistemas de Informações; Bases dedados; Aplicações web, outros.Impactos na relação: Governo x cidadão;Governo x empresa; Governo x Governo .
  8. 8. Tecnologia e Gestão Pública SIABSIM SINASC SAM Rede Suas
  9. 9. TI na Gestão Pública RedeSuas RedeSuas SIOPEDataescolabrasil RedeSuas SIAB SNIS
  10. 10. IntersetorialidadeCompreendida como uma articulação desaberes e experiências no planejamento,implementação e avaliação de ações paralidar de maneira integrada com osproblemas sociais de uma determinadalocalidade visando uma gestão social que atuediretamente no desenvolvimento social.
  11. 11. IntersetorialidadeFundamental à gestão de políticas sociais noenfrentamento da pobreza, exclusão e desituações específicas de vulnerabilidade, partede um diagnóstico sobre o carátermultideterminado e multifacetado dosproblemas, ou seja, da construção de umavisão compartilhada sobre os problemassociais.
  12. 12. Estudo de caso• O caso de Ribeirão das Neves Região Metropolitana de Belo Horizonte (MG). É considerado um município dormitório população de 349.307 hab. estimada para 2009 >40% tem até 15 anos (população jovem) estigma de “cidade presídio - 1% da população do município Um dos 5 municípios com menor IDH do Estado 30% da população tem renda per capita abaixo da linha da pobreza
  13. 13. Estudo de caso• Prática Intersetorial Interesse inicial das Secretarias de AssistênciaSocial e Saúde em articulação com Secretaria deEducação;Composição de uma equipe intersetorial (NIAS);Uso de tecnologia para análise e construção dediagnóstico situacional comum (a partir do SIAB:informações e variáveis transversais)Identificação de pontos para articulação de açõesPlanejamento intersetorial
  14. 14. Estudo de caso• Contexto e articulações Relação Universidade (PUCMinas/UFMG) + Empresa (Geotech) + Governo (SECTES, Secretarias Municipais); Tecnologias de apoio a Gestão Social (Programa BDSocial; Software e Metodologia Cogitare; Atenção Integrada (Saúde e Assistência Social) e Indicador transversal (IVS); Seminários de Inovação; Desenvolvimento de Competências. Rede de Inovação Tecnológica na Gestão Social (RIT-GS): pesquisadores, empresários e gestores
  15. 15. Considerações Finais A prática da intersetorialidade nos governoslocais é um desafio técnico e político.O quadro atual precariedade de condições tornamais difícil a possibilidade da intersetorialidade O uso da tecnologia - facilitou a visualizaçãoconjunta de informações de interesse de váriasáreas Mobilização- o encontro de vários setores para odebate dos problemas levantados Desafio – baixa qualidade na coleta deinformações; fragmento da organização e disputaspolíticas; outros.
  16. 16. Obrigado! Prof. Ronaldo Ferreira de Araújo Mestre em Ciência da Informação (PPGCI/UFMG) Professor Assistente/Coordenador de Pesquisa (ICHCA/UFAL) Telefone: (82) 99073843 E-mail: ronaldfa@gmail.com
  1. A particular slide catching your eye?

    Clipping is a handy way to collect important slides you want to go back to later.

×