Your SlideShare is downloading. ×
Parecer técnico suinocultura
Parecer técnico suinocultura
Parecer técnico suinocultura
Parecer técnico suinocultura
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

Parecer técnico suinocultura

349

Published on

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
349
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
10
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. Universidade Federal do AcreCentro de Ciências Biológicas e da NaturezaCurso de Engenharia AgronômicaDisciplina deSuinoculturaDocente: Dsc. Marcelo Bastos CordeiroDiscente:Rogger da SilvaParecer TécnicoTrabalho apresentado ao professorDsc.Marcelo Bastos Cordeiro da disciplinadeSuinocultura da turma doEngenhariaAgronômica.Rio Branco – ACAbril– 2013
  • 2. Parecer técnico – diagnóstico e avaliação de uma granja suinícolaNome do Produtor: Glaúdio Gadelha Cavalcante- Granja RecreioLocalidade: Rodovia Estadual AC-90, km 30- Rio Branco, AC.Data da Visita: 19 de março de 2013/Técnico responsável pela avaliação: Rogger da SilvaNº. Matrizes: 104 Sistema de Criação: Intensiva1) Descrição das condições da propriedade:As principais características na fase de reprodução e cobrição é o ambiente levementesombreado, com razoável ventilação, a presença de bebedouros do tipo chupeta (água àvontade),as baias para fêmeas possui as dimensões de 4,80 x 5,80 m e para machos possui1,90 x 4,80 m a alimentação é fornecida 2 vezes ao dia (7:30 da manhã e 4:30 da tarde) dotipo farelo de soja + milho que é depositada diretamente no chão da baia, a alimentaçãofornecida para as matrizes é balanceada de forma a evitar a engorda desses animais podendoocasionar problemas na gestação e no parto. Na propriedade sãoaplicados alguns métodospara averiguação do cio, a cobrição é realizada 2 vezes ao dia . Na propriedade há 16baiascontendo fêmeas e 8 baias contendo machos, em média há 10 fêmeas/baias e 1macho/baia. Os principais cruzamentos são Raça Pai: Duroc, Pietran, Large-White, Landracee como Raça Mãe: Landrace, Large-White, Pietran.Os dejetos são limpos de 2 em 2 dias, comágua corrente e destinados para uma lagoa próxima;Na fase de maternidade, as matrizes permanecem na instalação de reprodução por umperíodo aproximado de 3 meses e 15 dias, posteriormente são levadas para maternidade. Apóso parto geralmente nascem em média 10 a 12 leitões por matriz. As matrizes em lactação sãoalimentadas 3 vezes ao dia (7, 11 e 17 horas), verificou nesse caso haver uma superlotação deleitões na maternidade. Os leitões recém-nascidos recebem os tratamentos como o corte dosdentes caninos, amarração, corte e cauterização do umbigo e cauda, aplicação de suplementoférrico após o período de 3 dias de nascido e remédio contra a diarreia. A maternidade écomposta por 21 baias, 15 em construção, alguns problemas nas gaiolas é encontrada como alargura, pois permite a movimentação da porca, podendo ocasionar o esmagamento dosleitões, o ambiente apresenta-se arejado, mas carece de limpeza.
  • 3. Na fase de creche há presença de 20 baias apresentando em média 11 a 20 leitões por baia,nessa fase sãofornecidas as rações do tipo: PRÉ-INICIAL 1 e 2, INICIAL 1 e 2 apresentam asseguintes proporções em 100 kg:PRÉ-INICIAL 1, que é dada dos 7 a 28 dias apresentar as proporções de milho igual 45 kg,farelo de soja igual 15 kg e concentrado (Suigold® pré 40 %) igual a 25 kg.PRÉ-INICIAL 2, que é dada dos 28 a 40 dias apresentar as proporções de milho igual 55 kg,farelo de soja igual 25 kg e concentrado (Suigold® pré 40 %) igual a 20 kg.INICIAL 1, que é dada dos 40 a 50 dias apresentar as proporções de milho igual 63 kg, farelode soja igual 27 kg e concentrado (Suigold® pré 40 %) igual a 10 kg.INICIAL 2, que é dada dos 50 a 60 dias apresentar as proporções de milho igual 68 kg, farelode soja igual 28 kg e concentrado (Suigold® pré 40 %) igual a 4 kg.As rações são fornecidas à vontade no chão da baia, os bebedouros são do tipo chupeta, alimpeza acontece 2 vezes ao dia. Os animais saem dessa fase para o crescimento/terminaçãocom 2 meses.Na fase de crescimento/terminação apresenta-se com 8 baias contendo45 animais/baia,nessa fase são fornecida as rações do tipo: CRESCIMENTO e TERMINAÇÃO apresentam asseguintes proporções em 100 kg:CRESCIMENTO, que é dada dos 70 a 120 dias apresentar as proporções de milho igual 70kg, farelo de soja igual 27 kg e concentrado (Suigold® 3%) igual a 3 kg.TERMINAÇÃO, que é dada dos 120 até o abate, apresentar as proporções de milho igual 77kg, farelo de soja igual 20 kg e concentrado (Suigold® 3%) igual a 3 kg.Os bebedouros são tipo chupeta, e comedouros do tipo ração úmida, mas não apresenta-se emfuncionamento, a instalação do crescimento/terminação apresentam em condições adversascomo desabamento do telhado causado por um vendaval podendo ocasionar perda naprodutividade, a limpeza acontecer em dias alternados. A saída dessa fase demora em média 5meses.2) Soluções e Alternativas para melhorar a produção:Para as instalações de reprodução/cobrição uma melhor eficiência na limpeza dos dejetose utilização mais eficiente das baias, ou seja, um número adequados de fêmeas por baia e umapossível utilização de escrituração zootécnica indicando os horários de alimentação, cio,cruzamentos e limpeza.Para as instalações da maternidade sugiro uma maior adequação das gaiolas paratamanhos das porcas, menor movimentação das porcas, a maternidade não possui
  • 4. escamoteadores, foi visto que não possuía um dispositivo para o corte do rabo(evitar ocanibalismo) por falta de energia, o local distante da creche. As soluções seria a aquisição deescamoteadores, do equipamento de corte do rabo e cauterização do mesmo.Para creche podemos perceber uma área pouco limpa, e a forma de colocação daraçãochão das baias e desorganização. A solução seria uma maior eficiência na limpeza,colocação da ração em comedouros e organização por faixa etária.Para crescimento/terminação, umas das instalações está péssimo estado deconservação. Solução seria o conserto da avaria, uma melhor adequação das instalações e umamelhor organização, controle de peso, alimentação, escrituração zootécnica.As instalações da fábrica de ração encontram-se em condições precárias, podendoservir de criatório de roedores e/ou vetores de doenças. A solução seria uma melhoradequação dessa instalação.Para os tratamentos dos resíduos, a lagoa encontrava-se muito próximo areprodução/maternidade. Solução se construção de uma lagoa mais distantes desses locais, oumesmo aquisição de biodigestores.

×