Your SlideShare is downloading. ×
E-book O Poder da Motivação Rogerio Martins
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

E-book O Poder da Motivação Rogerio Martins

217
views

Published on

E-book O Poder da Motivação, de Rogerio Martins.

E-book O Poder da Motivação, de Rogerio Martins.

Published in: Self Improvement

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
217
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
26
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. e-book – o poder da motivação: 30 ações para atingir o sucesso – rogerio martins – www.rogeriomartins.com.br pág. 1 de 38 OO PPOODDEERR DDAA MMOOTTIIVVAAÇÇÃÃOO 30 ações para atingir o sucesso RRooggeerriioo MMaarrttiinnss Psicólogo, Palestrante e Escritor www.rogeriomartins.com.br Este e-book foi elaborado pelo Consultor e Psicólogo Rogerio Martins a partir de pesquisas, textos próprios e de outros autores, além de sua experiência profissional. © Direitos autorais reservados
  • 2. e-book – o poder da motivação: 30 ações para atingir o sucesso – rogerio martins – www.rogeriomartins.com.br pág. 2 de 38 INDICE pág. Introdução 03 O poder da motivação 04 Tenha um sonho 07 Cuide do que é importante para você 08 Não deixe que os outros tirem sua espontaneidade 09 Desenvolva seu senso crítico 10 Alimente pensamentos positivos em relação aos outros 11 Evite a acomodação 12 Mantenha uma postura otimista diante da vida 13 Crie relações verdadeiras 14 Vá além de seus próprios limites 15 Arrisque mais 16 Fique atento ao feedback 17 Saiba perdoar 18 Dedique-se a tudo que faz 19 Crie o hábito de planejar 20 Faça agora o que é preciso 21 Arranje um passatempo 22 Esteja tecnologicamente atualizado 23 Ame as pessoas como elas realmente são 24 Faça suas escolhas 25 Aproveite cada momento como se fosse o último 26 Faça 100% 27 Sempre tenha um plano B 28 Amplie sua percepção 29 Sorria mais 30 Cultive o amor próprio 31 Controle suas emoções 32 Defina objetivos claros 33 Faça seu networking 34 Gaste menos do que recebe 35 Qual é a sua dica 36 Referências e indicações bibliográficas 37 Mini-currículo do autor 38
  • 3. e-book – o poder da motivação: 30 ações para atingir o sucesso – rogerio martins – www.rogeriomartins.com.br pág. 3 de 38 INTRODUÇÃO Certamente você conhece, trabalha ou convive com alguém que já acorda de mau humor e passa assim todo o dia. Quando você pergunta o que houve escuta uma resposta grosseira. É impressionante como existem pessoas que se levantam de manhã desmotivadas. Parece que suas vidas são um grande fardo a ser carregado diariamente e nunca encontram prazer no que fazem ou com quem interagem. Lembra-me a história de Atlas. Segundo a mitologia grega Atlas era um dos titãs que junto com seus irmãos lutou contra Zeus (Deus dos Deuses) pelo controle do Olimpo. Derrotado, Zeus o condenou a ficar sustentando o céu sobre os ombros, mantendo-o assim separado da terra. Por facilidade de representação, contudo, os artistas preferiram figurá-lo com o globo terrestre nas costas. Enfim, são os verdadeiros chatos de plantão. Tudo para eles é ruim e se ainda não está, certamente ficará. Baseiam-se nas consagradas leis de Murphy que pregam que se algo pode dar errado com certeza dará. São aqueles que sempre tem uma doença nova para contar ou uma desgraça para alardear. E por isso sempre estão doentes. Vivem desanimados, cansados e desistem logo nos primeiros obstáculos. Classicamente conhecidos como pessimistas. Por outro lado você também deve conhecer tantas outras pessoas que vivem na mesma cidade, trabalham no mesmo local, convivem com estas mesmas pessoas e transbordam simpatia, alegria, energia e vibração. Parece que desenvolvem a melhor atividade profissional do mundo, tem os melhores amigos e sempre se dão bem em tudo que fazem. São essencialmente otimistas. Quase nada tiram a alegria destas pessoas viverem felizes. Muitas vezes geram até inveja nos pessimistas, mais ainda assim não se dobram facilmente para as adversidades. Qual o segredo? Antes de responder sobre o segredo destas pessoas vale lembrar que ainda temos um terceiro padrão de comportamento e que se reflete na maior parte das pessoas: o meio termo. Normalmente caracterizado por aqueles que não esbanjam otimismo o tempo todo, mas também estão longe do estado natural do pessimista. Oscilam seu temperamento e sofrem com as variações do meio. Chamo de pessoas em transição. Agora sim, como então transformar pessoas pessimistas e em transição em otimistas? A resposta é simples: atitudes positivas diante da vida e motivação. A prática é mais difícil, mas vou passar algumas dicas de como fazer. Segundo pesquisa realizada por uma renomada universidade americana, os pessimistas vivem sete anos menos que os otimistas. Até nisso vale a pena refletir sobre nossa forma de encarar a vida. O grande fator de transformação pessoal é a capacidade de encontrar a motivação e praticá-la em seu dia-a-dia, que aqui chamo de O PODER DA MOTIVAÇÃO!
  • 4. e-book – o poder da motivação: 30 ações para atingir o sucesso – rogerio martins – www.rogeriomartins.com.br pág. 4 de 38 OO PPOODDEERR DDAA MMOOTTIIVVAAÇÇÃÃOO Antes da Revolução Industrial, a principal maneira de motivar consistia no uso de punições, criando, dessa forma, um ambiente generalizado de medo. Tais punições não eram unicamente de natureza psicológica, podendo aparecer sob forma de restrições financeiras, chegando até a se tornar reais sob a forma de prejuízos de ordem física. Levando em conta que as organizações passaram a existir muito tempo antes da Revolução Industrial, é possível concluir que a preocupação com o aspecto motivacional do comportamento humano no trabalho represente um fato bastante recente. Com a Revolução Industrial, investimentos cada vez mais pesados foram feitos como objetivo de aumento da eficiência dos processos industriais que, por sua vez, passaram a exigir maiores e mais recompensadores retornos. Esse novo rumo nos negócios gerou grande preocupação em termos da melhora dos procedimentos na forma de trabalhar. Passou-se a exigir que o papel a ser desempenhado pelos gerentes e administradores fosse não só o de encontrar pessoas mais adequadas para os diferentes cargos, como também de treiná-las no uso de ferramentas e métodos mais produtivos. Cecília Whitaker Bergamini – Motivação nas Organizações Para entender melhor o poder da motivação é importante compreender um princípio básico sobre o comportamento humano e os fatores motivacionais: a motivação é como um iceberg! Esta é uma premissa que norteia todo o conceito de motivação. Mas porque um iceberg? Justamente porque o grande bloco de gelo possui cerca de 80% de sua massa submersa na água, não sendo visível. A outra parte que fica exposta, bem menor, metaforicamente representa o meio em que vivemos e as pessoas com quem convivemos. Bem, creio que já deu para entender que comparando a motivação com o iceberg a parte mais representativa para estarmos motivados depende de nós. A parte que nos cabe para estarmos motivados é os oitenta por cento! As outras pessoas, a empresa, a chefia, a sociedade, a família e tudo que nos cerca tem menor influência em nossa motivação do que a capacidade de ação e reação de cada pessoa. Motivação tem a ver com querer fazer, com vontade, com interesse, com iniciativa e isso depende mais de você do que dos outros. Por isso é comum vermos pessoas em ambientes espetaculares e desmotivadas. Outros com tantas possibilidades de ser feliz, mas ainda assim desanimados. Criam uma expectativa maior no que está em volta e esquecem que o grande fator desencadeador da motivação está na própria pessoa. Ninguém será capaz de motivar alguém a aprender um idioma se ela não tiver interesse ou necessidade de aprender. Isto é um fato!
  • 5. e-book – o poder da motivação: 30 ações para atingir o sucesso – rogerio martins – www.rogeriomartins.com.br pág. 5 de 38 A motivação é a pressão interna surgida de uma necessidade, também interna, que excitando (via eletroquímica) as estruturas nervosas, origina um estado energizador que impulsiona o organismo à atividade iniciando, guiando e mantendo a conduta até que alguma meta (objetivo, incentivo) seja conseguida ou a resposta seja bloqueada. Conforme o exposto, a motivação é um processo encoberto e cíclico que consta de: Uma necessidade, motivo, impulso básico ou pulso – elemento subjetivo. Todo comportamento humano se deve a uma necessidade de cobrir uma “deficiência”. Essa necessidade fornece a “energia” que desencadeia a conduta de uma pessoa. Os motivos são energizadores que dinamizam as atitudes. Estas representam a “capacidade” da pessoa – ou potencialidade – para comportar-se. Claro que o nível de interesse (arousal, energia, motivação) de uma pessoa para emitir um tipo determinado de comportamento está condicionado pelo esforço que o ambiente social ou cultural dê a tal comportamento. Uma resposta ou conduta orientada a obter aquilo que satisfaça a necessidade ou motivo. A conduta representa a “realização” ou manifestação das atitudes de uma pessoa, o que está em função de sua motivação. Uma meta, incentivo ou finalidade (elemento objetivo). A insatisfação das necessidades que um indivíduo sente em um determinado momento o leva a um processo de busca de objetivos diretos ou substitutos (bem- sucedâneo, bem-derivado), dirigidos a eliminar essa insatisfação. Conseguido o objetivo, reduz-se a insatisfação, ficando satisfeita a necessidade. Eduardo Soto – Comportamento Organizacional: o impacto das emoções Sendo assim, o poder da motivação se reflete através de atitudes que temos diante da vida. Como cada um lida com as situações. Na verdade, o que interessa a cada pessoa. Costumo lembrar aos participantes das palestras que realizo sobre este tema, que todos temos duas escolhas a fazer todos os dias quando acordamos: “farei do dia de hoje um bom dia ou um mau dia?” Esta é uma decisão que tenho de tomar diariamente. Esta outra premissa - o poder de escolher seu destino - pode ser estendida para todos os aspectos de nossas vidas: “farei meu trabalho hoje com interesse e dedicação, ou sem vontade e de qualquer forma arriscando ser demitido por isso?”; “tratarei as pessoas com quem convivo com educação e carinho, sem nada esperar em troca ou agirei com indiferença, como se elas não existissem?”; “buscarei uma nova oportunidade na empresa em que trabalho ou até mesmo no mercado, ou continuarei fazendo o que não gosto apenas por que preciso?” Dê uma chance para você! Contudo, é importante ressaltar que toda escolha leva a conseqüências. O resultado de cada escolha pode ser um risco ou uma oportunidade, pode-se ter perdas ou ganhos. Isso me faz lembrar da história sobre um general que colocava aos presos sentenciados à morte uma chance de escapar do pelotão de fuzilamento: a porta negra. Certa vez, um soldado intrigado com o fato de que todos os condenados ao se depararem com a decisão final de enfrentar o pelotão de fuzilamento, ou passar pela porta negra, escolhiam o fuzilamento, perguntou ao general: - senhor, porque ninguém escolhe passar pela porta negra? Afinal, o que há atrás dela? O general disse para que o soldado conferisse, ele
  • 6. e-book – o poder da motivação: 30 ações para atingir o sucesso – rogerio martins – www.rogeriomartins.com.br pág. 6 de 38 mesmo, o que havia do outro lado. A grande surpresa: a saída do presídio. Ao que o general completou: - o ser humano prefere aquilo que conhece, mesmo que represente seu final, ao desconhecido, temendo o risco de algo que não saberá como enfrentar. E você, está preparado para assumir as responsabilidades de suas escolhas? Isso também tem a ver com motivação! A pessoa que usa o poder da motivação não tem medo dos riscos, pois sabe que a capacidade de reverter as situações mais difíceis depende mais dela do que do meio - lembre-se do iceberg. O indivíduo que acredita no seu potencial motiva-se para superar as dificuldades. Um dos casos mais célebres é a história de Thomas Alva Edison. Considerado um dos maiores inventores da humanidade, enfrentou muitas vezes o descrédito da sociedade sobre seus inventos. Teve diversos fracassos, mas nem por isso desistiu. Sempre acreditou em sua capacidade, era uma pessoa motivada e transmitia isso para seus auxiliares e discípulos. Lembre-se que por mais forte que sejam as pressões externas elas representam apenas 20% da sua capacidade de estar motivado. Apoiar-se mais nos motivos externos certamente levará à frustração e desmotivação. Acredite mais em você! Busque seus sonhos! Traga sua motivação para fora! Desperte o interesse escondido que habita dentro de você! Seja mais feliz agindo com entusiasmo! As pessoas gostam de pessoas otimistas, alegres e motivadas, ou você conhece alguém que escolheu um derrotado e pessimista para viver junto? Abrace as oportunidades e, melhor ainda, crie as oportunidades! Quando se usa o poder da motivação é possível inventar as chances de ser feliz, assumindo os riscos e indo em direção a seus objetivos. A seguir você terá 30 dicas de como aumentar sua motivação no dia-a-dia para alcançar o sucesso pessoal e profissional.
  • 7. e-book – o poder da motivação: 30 ações para atingir o sucesso – rogerio martins – www.rogeriomartins.com.br pág. 7 de 38 TENHA UM SONHO Tudo começa com um sonho. Sonhe. Imagine o que quer da sua vida. Deixe a mente livre para sonhar. Os sonhos são como vento, você os sente, mas não sabe de onde eles vieram e nem para onde vão. Eles inspiram o poeta, animam o escritor, arrebatam o estudante, abrem a inteligência do cientista, dão ousadia ao líder. Eles nascem como flores nos terrenos da inteligência e crescem nos vales secretos da mente humana, um lugar que poucos exploram e compreendem. Augusto Cury – Nunca Desista de Seus Sonhos
  • 8. e-book – o poder da motivação: 30 ações para atingir o sucesso – rogerio martins – www.rogeriomartins.com.br pág. 8 de 38 CUIDE DO QUE É IMPORTANTE PARA VOCÊ A história abaixo nos faz pensar sobre o quanto cuidamos do que realmente é importante para cada um de nós. Um professor de ciências de um colégio queria demonstrar um conceito a seus alunos. Ele pegou um vaso de boca larga e colocou algumas pedras dentro. Então perguntou a classe: "Está cheio?" Unanimemente responderam: "Sim!" O professor então pegou um balde de pedregulhos e virou dentro do vaso. Os pequenos pedregulhos se alojaram nos espaços entre as rochas grandes. Então perguntou aos alunos: "E agora, esta cheio?" Desta vez alguns estavam hesitantes, mas a maioria respondeu: "Sim!" O professor então levantou uma lata de areia e começou a derramar a areia dentro do vaso. A areia preencheu os espaços entre os pedregulhos. Pela terceira vez o professor perguntou: "Está cheio?" Agora a maioria dos alunos estava mais precavida, mas novamente muitos responderam: "Sim!" O professor, então, mandou trazer um jarro cheio de água e jogou-a dentro do vaso. A água saturou a areia. Neste ponto, o professou perguntou para a classe: - "Qual o objetivo desta demonstração?" Um jovem e brilhante aluno levantou a mão e respondeu: "não importa o quanto a agenda da vida de alguém esteja cheia, ele sempre conseguirá espremer dentro mais coisas!" "Não", respondeu o professor. "O ponto é o seguinte: a menos que você coloque as pedras grandes em primeiro lugar dentro do vaso, nunca mais as conseguira colocar lá dentro. As pedras grandes são as coisas importantes de sua vida: sua família, seus amigos, seu crescimento pessoal. Se você preencher sua vida com coisas pequenas, como demonstrei com os pedregulhos, a areia e a água, nunca terá tempo para as coisas importantes." "Então, quais são as Grandes Pedras de sua vida? Passar algum tempo com seus filhos, seus pais ou seu esposo/esposa? Ir a um seminário ou a aulas para adquirir as informações e perspectivas que precisa para ter sucesso? Usar seu tempo para estabelecer metas, planejamentos ou avaliar seu progresso?" "Quando estiver incomodado com a falta de tempo para fazer suas coisas, lembre-se da história sobre as Grandes Pedras e o Vaso!"
  • 9. e-book – o poder da motivação: 30 ações para atingir o sucesso – rogerio martins – www.rogeriomartins.com.br pág. 9 de 38 NÃO DEIXE QUE OS OUTROS TIREM SUA ESPONTANEIDADE A história abaixo é sobre aquelas pessoas que são tolhidas e acabam perdendo sua espontaneidade. Cuidado! Por mais que os outros digam que você não é capaz, lute, insista, persista. Era uma vez um menininho bastante pequeno que contrastava com a escola bastante grande. Uma manhã a professora disse: - Hoje nós iremos fazer um desenho. "Que bom!"- pensou o menininho. Ele gostava de desenhar leões, tigres, galinhas, vacas, trens e barcos... Pegou a sua caixa de lápis de cor e começou a desenhar. A professora então disse: - Esperem, ainda não é hora de começar! - Ela esperou até que todos estivessem prontos. - Agora, disse a professora, nós iremos desenhar flores. E o menininho começou a desenhar bonitas flores com seus lápis rosa, laranja e azul. A professora disse: - Esperem ! Vou mostrar como fazer. - E a flor era vermelha com caule verde. - Assim, disse a professora, agora vocês podem começar. O menininho olhou para a flor da professora, então olhou para a sua flor. Gostou mais da sua flor, mas não podia dizer isso... virou o papel e desenhou uma flor igual a da professora. Era vermelha com caule verde. Num outro dia, quando o menininho estava em aula ao ar livre, a professora disse: - Hoje nós iremos fazer alguma coisa com o barro. "Que bom !"- pensou o menininho. Ele gostava de trabalhar com barro. Podia fazer com ele todos os tipos de coisas: elefantes, camundongos, carros e caminhões. Começou a juntar e amassar a sua bola de barro. Então, a professora disse: - Esperem ! Não é hora de começar ! - Ela esperou até que todos estivessem prontos. - Agora, disse a professora, nós iremos fazer um prato. "Que bom!" - pensou o menininho. Ele gostava de fazer pratos de todas as formas e tamanhos. A professora disse: - Esperem! Vou mostrar como se faz. Assim, agora vocês podem começar. – E o prato era um prato fundo. O menininho olhou para o prato da professora, olhou para o próprio prato e gostou mais do seu, mas ele não podia dizer isso. Amassou seu barro numa grande bola novamente e fez um prato fundo, igual ao da professora. E muito cedo o menininho aprendeu a esperar e a olhar e a fazer as coisas exatamente como a professora. E muito cedo ele não fazia mais coisas por si próprio. Então aconteceu que o menininho teve que mudar de escola. Essa escola era ainda maior que a primeira. Um dia a professora disse: - Hoje nós vamos fazer um desenho. "Que bom!" - pensou o menininho e esperou que a professora dissesse o que fazer. Ela não disse. Apenas andava pela sala. Quando veio até o menininho e disse: - Você não quer desenhar? - Sim, e o que é que nós vamos fazer? - Eu não sei, até que você o faça. - Como eu posso fazê-lo? - Da maneira que você gostar. - E de que cor? - Se todo mundo fizer o mesmo desenho e usar as mesmas cores, como eu posso saber o desenho de cada um? - Eu não sei . . . E então o menininho começou a desenhar uma flor vermelha com o caule verde.
  • 10. e-book – o poder da motivação: 30 ações para atingir o sucesso – rogerio martins – www.rogeriomartins.com.br pág. 10 de 38 DESENVOLVA SEU SENSO CRÍTICO A história abaixo traz uma situação comum a diversas pessoas: o pouco senso crítico diante da vida. Com esta postura acabam sendo reféns da opinião dos outros. Um homem vivia na beira da estrada e vendia cachorros quentes em uma barraquinha. Não tinha rádio nem televisão e, por deficiência da vista, não podia ler jornais, mas, em compensação, vendia bons cachorros quentes. Colocou um cartaz na beira da estrada, anunciando a mercadoria e ficava por ali, gritando quando alguém passava: Olha o cachorro-quente especial! E as pessoas compravam. Com isto, aumento os pedidos de pão e salsochas e acabou construindo uma vendinha e depois uma boa mercearia. Então, mandou buscar o filho que estudava na Universidade, para ajudá-lo a tocar o negócio. E alguma coisa aconteceu. O filho veio e disse: Papai, o senhor não tem ouvido rádio? Não tem visto televisão nem lido jornais? Há uma crise muito séria e a situação internacional é dificílima. Não se pode aplicar nada. É hora de reduzir investimentos! Diante disto, o pai pensou: ‘Meu filho estudo na Universidade, ouve rádio, vê televisão e lê jornais, portanto deve saber o que está dizendo‘. E então reduziu os pedidos de pão e salsichas, tirou o cartaz da beira da estrada e não mais ficou apregoando os seus cachorros-quentes. As vendas caíram do dia para a noite e ele disse ao filho, convencido: Você tinha toda a razão, meu filho, a crise é muito séria!
  • 11. e-book – o poder da motivação: 30 ações para atingir o sucesso – rogerio martins – www.rogeriomartins.com.br pág. 11 de 38 ALIMENTE PENSAMENTOS POSITIVOS EM RELAÇÃO AOS OUTROS Nas relações pessoais corremos o risco de desenvolver pensamentos negativos a quem nos cerca. É preciso ficar atento e cuidadoso. O pequeno Zeca entra em casa, após a aula, batendo forte seus pés no assoalho da casa. Seu pai, que estava indo para o quintal fazer alguns serviços na horta, ao ver aquilo chama o menino para uma conversa. Zeca, de oito anos de idade, o acompanha desconfiado. Antes que seu pai dissesse alguma coisa, fala irritado: - Pai, estou com muita raiva. O Juca não deveria ter feito aquilo comigo. Desejo tudo de ruim para ele. Seu pai, um homem simples mas cheio de sabedoria, escuta calmamente o filho, que continua a reclamar: - Ele me humilhou na frente dos meus amigos. Não aceito. Gostaria que ele ficasse doente e não pudesse ir a escola. O pai escuta tudo calado enquanto caminha até um abrigo onde guardava um saco cheio de carvão. Levou o saco até o fundo do quintal e o menino o acompanhou, calado. Zeca vê o saco ser aberto e antes mesmo que ele pudesse fazer uma pergunta, o pai lhe propôs algo: - Filho, faz de conta que aquela camisa branquinha que está secando no varal é o seu amiguinho Juca, e que cada pedaço de carvão é um mau pensamento seu, endereçado a ele. Quero que você jogue todo o carvão do saco na camisa, até o último pedaço. Depois eu volto para ver como ficou. O menino achou que seria uma brincadeira divertida e pôs mãos a obra. O varal com a camisa estava longe do menino e poucos pedaços acertaram o alvo. Uma hora se passou e o menino terminou a tarefa. O pai, que espiava tudo de longe, se aproxima do menino e pergunta: - Filho, como está se sentindo agora? - Estou cansado, mas estou alegre porque acertei muitos pedaços de carvão na camisa. O pai olha para o menino, que fica sem entender a razão daquela brincadeira, e carinhoso lhe fala: - Venha comigo até o quarto, quero lhe mostrar uma coisa. O filho acompanha o pai até o quarto e é colocado na frente de um grande espelho onde pode ver seu corpo todo. Que susto! Só se conseguia enxergar os seus dentes e os olhinhos. O pai então lhe diz ternamente: - Filho, você viu que a camisa quase não se sujou; mas olhe só para você. O mau que desejamos aos outros é como o que lhe aconteceu. Por mais que possamos atrapalhar a vida de alguém com nossos pensamentos, a borra, os resíduos, a fuligem ficam sempre em nós mesmos.
  • 12. e-book – o poder da motivação: 30 ações para atingir o sucesso – rogerio martins – www.rogeriomartins.com.br pág. 12 de 38 EVITE A ACOMODAÇÃO Precisamos nos perguntar diariamente: será que estou me acomodando a situação atual? A história abaixo traz uma interessante reflexão sobre o comportamento de acomodação. Conta-se que um jovem recém-casado, ficou curioso, ao perceber a forma com que a sua esposa colocava peixe na frigideira: cortava a cabeça (bem cortada) e o rabo, até quase o meio do peixe. Indagou-lhe o porquê daquilo, ao que ela respondeu: “Mamãe sempre fez assim e aprendi com ela... naturalmente, deve ser a melhor maneira.” E assim, sempre que a esposa ia fritar peixe, procedia daquela forma. Afinal, quem era ele para contestar os dotes culinários da sogra?! Num dia de domingo (os filhos sempre costumam papar a bóia das mães ou sogras aos domingos), estando eles na casa da mãe dela, coincidiu de observar a sogra preparando peixes para fritar. Viu que ela não cortava tanto como sua esposa...que dissera ter aprendido com ela e, imediatamente, questionou. A sogra riu e lhe respondeu: “Meu filho, eu sempre cortava o peixe daquela maneira porque a minha frigideira era pequena... só isso!”
  • 13. e-book – o poder da motivação: 30 ações para atingir o sucesso – rogerio martins – www.rogeriomartins.com.br pág. 13 de 38 MANTENHA UMA POSTURA OTIMISTA DIANTE DA VIDA Por vezes a situação atual não é a mais favorável, mas aquele que mantém uma postura otimista diante da vida certamente enfrenta os problemas com mais disposição. Certa vez, dois homens estavam seriamente doentes na mesma enfermaria de um grande hospital. O cômodo era bastante pequeno e nele havia uma janela que dava para o mundo. Um dos homens tinha, como parte do seu tratamento, permissão para sentar-se na cama por uma hora durante as tardes (algo que ver com a drenagem de fluído de seus pulmões). Sua cama ficava perto da janela. O outro, contudo, tinha de passar todo o seu tempo deitado de barriga para cima. Todas as tardes, quando o homem cuja cama ficava perto da janela era colocado em posição sentada, ele passava o tempo descrevendo o que via lá fora. A janela aparentemente dava para um parque onde havia um lago. Havia patos e cisnes no lago, e as crianças iam atirar-lhes pão e colocar na água barcos de brinquedo. Jovens namorados caminhavam de mãos dadas entre as árvores, e havia flores, gramados e jogos de bola. E ao fundo, por trás da fileira de árvores, avistava-se o belo contorno dos prédios da cidade. O homem deitado ouvia o sentado descrever tudo isso, apreciando todos os minutos. Ouviu sobre como uma criança quase caiu no lago e sobre como as garotas estavam bonitas em seus vestidos de verão. As descrições do seu amigo eventualmente o fizeram sentir que quase podia ver o que estava acontecendo lá fora... Então, em uma bela tarde, ocorreu-lhe um pensamento: Por que o homem que ficava perto da janela deveria ter todo o prazer de ver o que estava acontecendo? Por que ele não podia ter essa chance? Sentiu-se envergonhado, mas quanto mais tentava não pensar assim, mais queria uma mudança. Faria qualquer coisa! Numa noite, enquanto olhava para o teto, o outro homem subitamente acordou tossindo e sufocando, suas mãos procurando o botão que faria a enfermeira vir correndo. Mas ele o observou sem se mover... mesmo quando o som de respiração parou. De manhã, a enfermeira encontrou o outro homem morto e, silenciosamente, levou embora o seu corpo. Logo que pareceu apropriado, o homem perguntou se poderia ser colocado na cama perto da janela. Então colocaram-no lá, aconchegaram-no sob as cobertas e fizeram com que se sentisse bastante confortável. No minuto em que saíram, ele apoiou-se sobre um cotovelo, com dificuldade e sentindo muita dor, e olhou para fora da janela. Viu apenas um muro...
  • 14. e-book – o poder da motivação: 30 ações para atingir o sucesso – rogerio martins – www.rogeriomartins.com.br pág. 14 de 38 CRIE RELAÇÕES VERDADEIRAS Há pessoas que simplesmente passam por nossas vidas, sem deixar nada, porém há outras que devido sua intensidade deixam marcas profundas. Durante uma era glacial, muito remota, quando parte do globo terrestre esteve coberto por densas camadas de gelo, muitos animais não resistiram ao frio intenso e morreram indefesos por não se adaptarem às condições do clima hostil. Foi então que uma grande manada de porco-espinho, numa tentativa de se proteger e sobreviver, começou a se unir, a juntar-se mais. Assim, cada um podia sentir o calor do corpo do outro e todos juntos bem unidos, agasalhavam-se mutuamente, aqueciam-se, enfrentando por mais tempo aquele inverno tenebroso. Porém, vida ingrata, os espinhos de cada um começaram a ferir os companheiros mais próximos, justamente aqueles que lhes forneciam mais calor, aquele calor vital, questão de vida ou morte. E afastaram-se, feridos, magoados, sofridos. Dispersaram-se, por não suportarem por mais tempo os espinhos dos seus semelhantes. Doíam muito. Mas, essa não foi a melhor solução: afastados, separados, logo começaram a morrer congelados. Os que sobreviveram, voltaram a se aproximar pouco a pouco, com jeito, com precauções, de tal forma que, unidos, cada qual conservava certa distância do outro, mínima, mas suficiente para conviver sem ferir, para sobreviver sem magoar, sem causar danos recíprocos. Assim suportaram-se, resistindo a longa era glacial. Sobreviveram e viveram. É fácil trocar palavras, difícil é interpretar sons! É fácil caminhar lado a lado, difícil é saber como se encontrar! É fácil beijar o rosto, difícil é chegar ao coração! É fácil apertar as mãos, difícil é reter o calor! É fácil sentir o amor, difícil é conter a sua torrente!
  • 15. e-book – o poder da motivação: 30 ações para atingir o sucesso – rogerio martins – www.rogeriomartins.com.br pág. 15 de 38 VÁ ALÉM DE SEUS PRÓPRIOS LIMITES São muitas as posturas do homem diante dos desafios. Há os que buscam vencer, porque outros já venceram. São felizes apenas em cumprir as etapas, independente do que elas possam representar para suas vidas, além do valor material. Contribuem para a inércia coletiva, pois a normalidade limita o horizonte. São os escravos do ontem, do outro, do óbvio. Não criam, não ousam e não sonham. Mas, felizmente, há os que buscam além dos padrões estabelecidos, as verdades que constituirão o amanhã. Para esses, vencer é, apenas, uma conseqüência, pois mais lhe importa vislumbrar o lado oculto das coisas e duvidar dos limites já pensados, que simplesmente repetir, para satisfazer a quem já sabe, o que cobrará amanhã como idéia própria. Deles dependerá o futuro. Criam, ousam, sonham. "Há muito tempo em certa tribo, era costume que os rapazes que atingiam idade própria e aspiravam a ser consagrados guerreiros se submetessem a uma dura prova. Próximo as aldeias haviam grandes montanhas, jamais transpostas. No dia designado para prova, partiam os candidatos e procuravam a íngreme escarpa. Ninguém conseguiria atingir os altos píncaros. Contudo, eram aprovados aqueles que demonstrassem haver subido tão alto quanto aos valentes dos anos anteriores. Para isso, deviam trazer, de volta, um ramo de certo arbusto que só crescia nas partes mais alta da montanha. Certo ano, todos os jovens desceram trazendo orgulhosamente o ramo comprovante de sua façanha. Todos, exceto um que desceu por último. Seus camaradas estavam atônitos, pois sabiam ter ele subido mais alto que todos os demais. O chefe da tribo de fisionomia energética, fitou-o fortemente, perguntando se trazia alguma coisa que provasse ter alcançado a altura exigida. O rapaz estendeu as mãos vazias. Mas havia um extasiante brilho em seus olhos quando serenamente explicou: "EU VI O OUTRO LADO!"
  • 16. e-book – o poder da motivação: 30 ações para atingir o sucesso – rogerio martins – www.rogeriomartins.com.br pág. 16 de 38 ARRISQUE MAIS A oportunidade nunca chega para aquele que a espera, mas sim para aquele que vai a sua busca. Isto quer dizer que em situações nas quais não estamos seguros do resultado, devemos atuar positiva e agressivamente, se queremos alcançar êxito. Há algumas gerações atrás, durante uma das mais turbulentas guerras no Oriente Médio, um general persa capturou um espião e o condenou à morte. O general, um homem de grande inteligência e compaixão, havia adotado um estranho costume em tais casos. Ele permitia ao condenado que escolhesse entre enfrentar um pelotão de fuzilamento ou atravessar “A PORTA NEGRA”. Um pouco antes da execução, o general ordenava que trouxessem o espião à sua presença para uma breve e final entrevista, sendo seu principal objetivo saber qual seria sua resposta, o pelotão de fuzilamento ou a “PORTA NEGRA”. Então não era uma decisão fácil e o prisioneiro vacilava e preferia, invariavelmente, o pelotão de fuzilamento ao desconhecido e aos espantosos horrores que poderiam estar por detrás da tenebrosa e misteriosa “PORTA NEGRA”. Momento após, escutava-se o rajar das balas que davam cumprimento à sentença. O general de nossa história, com os olhos fixos em suas bem polidas botas volta-se para o seu ajudante de ordens e dizia: “Eis ali o que é o homem, prefere o mal conhecido ao desconhecido. É uma característica dos humanos temer o incerto. Veja você, eu disse a ele para escolher”. Afinal, o que existe atrás da “PORTA NEGRA?” Perguntou-lhe seu ajudante de ordens. “LIBERDADE”, respondeu o general, “e poucos tem sido os homens que tiveram o valor de decidir-se por ela“.
  • 17. e-book – o poder da motivação: 30 ações para atingir o sucesso – rogerio martins – www.rogeriomartins.com.br pág. 17 de 38 FIQUE ATENTO AO FEEDBACK A história abaixo traz uma importante lição sobre a atenção que devemos dispor a respeito da imagem que criamos nas outras pessoas. Nos EUA, a maioria das residências tem por tradição, em sua frente, um lindo gramado e, diversos jardineiros autônomos para fazer aparos, nesses jardins. Um dia, um executivo de marketing de uma grande empresa dos EUA contratou um desses jardineiros. Chegando em sua casa, o executivo viu que estava contratando um garoto de apenas 13 anos de idade, mas como já estava contratado, ele pediu que o garoto executasse o serviço. Quando já havia terminado, pediu permissão ao executivo para utilizar o telefone, no que foi prontamente atendido. Contudo, o executivo não pôde deixar de ouvir a conversa. O garoto havia ligado para uma senhora e perguntara: - A senhora está precisando de um jardineiro? - Não. Eu já tenho um, respondeu. - Mas além de aparar, eu também tiro o lixo. - Isso o meu jardineiro também faz. - Eu limpo e lubrifico todas as ferramentas no final do serviço, disse ele. - Mas o meu jardineiro também faz. - Eu faço a programação de atendimento o mais rápido possível. - Não, o meu jardineiro também me atende prontamente. - O meu preço é um dos melhores. - Não, muito obrigada! O preço do meu jardineiro também é muito bom. Desligando o telefone, o executivo lhe disse: - Meu rapaz, você perdeu um cliente. - Não, respondeu o garoto. Eu sou o jardineiro dela. Eu apenas estava medindo o quanto ela estava satisfeita.
  • 18. e-book – o poder da motivação: 30 ações para atingir o sucesso – rogerio martins – www.rogeriomartins.com.br pág. 18 de 38 SAIBA PERDOAR Há pessoas que cultivam o ódio e outras o perdão. Aquele que escolhe o perdão vive mais leve e livre. Dois grandes mercadores árabes, de nomes Amir e Farid, eram muito amigos e sempre que faziam suas viagens para um lugarejo onde vendiam suas mercadorias, iam juntos, cada qual com sua caravana e seus escravos empregados. Numa dessas viagens, ao passarem junto a um rio caudaloso, Farid resolveu banhar-se, pois fazia muito calor. Em dado momento, distraindo-se, foi arrastado pela correnteza. Amir, vendo que seu grande amigo corria risco de vida, atirou-se nas águas e, com inaudito esforço, conseguiu salvá-lo. Após esse episódio, Farid chamou um de seus escravos e mandou que ele gravasse numa rocha ali existente, a seguinte frase: “AQUI COM RISCO DE SUA PRÓPRIA VIDA, AMIR SALVOU A VIDA DE SEU AMIGO FARID”. Ao retornarem, passaram pelo mesmo lugar, onde pararam para rápido repouso. Enquanto conversavam, tiveram uma pequena discussão e Amir, alterando-se, esbofeteou Farid. Este aproximou-se das margens do rio e, com uma varinha, assim escreveu na areia: “AQUI POR MOTIVOS FÚTEIS, AMIR ESBOFETEOU O SEU AMIGO FARID”. O escravo que fora encarregado de escrever na pedra o agradecimento de Farid, perguntou-lhe: - Meu senhor, quando fostes salvo, mandaste gravar aquele feito numa pedra e agora escreveis na areia o agravo recebido. Por que assim o fazeis? Farid respondeu-lhe: - Os atos de bondade, de amor e abnegação devem ser gravados na rocha para que todos aqueles que tiverem oportunidade de tomar conhecimento deles, procurem imitá-los. Ao contrário, porém, quando recebemos uma ofensa, devemos escrevê-la na areia, próxima às águas para que desapareça, levada pela maré, a fim de que ninguém tome conhecimento dela e, acima de tudo para que qualquer mágoa desapareça prontamente no nosso coração.
  • 19. e-book – o poder da motivação: 30 ações para atingir o sucesso – rogerio martins – www.rogeriomartins.com.br pág. 19 de 38 DEDIQUE-SE A TUDO QUE FAZ A grande diferença está na paixão que colocamos em tudo que fazemos, desde as mais simples ações até as mais complexas. Um velho carpinteiro estava para se aposentar. Contou a seu chefe os planos de largar o serviço de carpintaria e de construção de casas para viver uma vida mais calma com sua família. Claro que sentiria falta do pagamento mensal, mas necessitava da aposentadoria. O dono da empresa sentiu em saber que perderia um de seus melhores empregados e pediu a ele que construísse uma última casa como um favor especial. O carpinteiro consentiu, mas com o tempo, era fácil ver que seus pensamentos e seu coração não estavam no trabalho. Ele não se empenhou no serviço e utilizou mão de obra e matérias primas de qualidade inferior. Foi uma maneira lamentável de encerrar sua carreira. Quando o carpinteiro terminou o trabalho, o construtor veio inspecionar a casa e entregou a chave da porta ao carpinteiro. "Esta é a sua casa", ele disse, "meu presente para você." Que choque! Que vergonha! Se ele soubesse que estava construindo sua própria casa, teria feito completamente diferente, não teria sido tão relaxado. Agora iria morar numa casa feita de qualquer maneira. Assim acontece conosco. Construímos nossas vidas de maneira distraída, reagindo mais que agindo, desejando colocar menos do que o melhor. Nos assuntos importantes não empenhamos nosso melhor esforço. Então, em choque, olhamos para a situação que criamos e vemos que estamos morando na casa que construímos. Se soubéssemos disso, teríamos feito diferente. Pense em você como o carpinteiro. Pense sobre sua casa. Cada dia você martela um prego novo, coloca uma armação ou levanta uma parede. Construa sabiamente. É a única vida que você construirá. Mesmo que tenha somente mais um dia de vida, esse dia merece ser vivido graciosamente e com dignidade.
  • 20. e-book – o poder da motivação: 30 ações para atingir o sucesso – rogerio martins – www.rogeriomartins.com.br pág. 20 de 38 CRIE O HÁBITO DE PLANEJAR Há pessoas que simplesmente executam, sem pensar, sem analisar as possibilidades e conseqüências. Por vezes, perdem tempo, energia e o resultado pode ser menor que o possível. Planejar é fundamental para alcançar a melhoria contínua. A vida se torna muito mais fácil quando você cria o hábito de planejar, em vez de mergulhar de cabeça no projeto sem qualquer preparação. O trabalho é mais suave e termina mais depressa, e a qualidade do projeto acabado em geral melhora. Na próxima vez em que você for executar um projeto, tire uns minutos para pensar nele, ponha sua lista e sua idéias no papel, fale do projeto com os outros e use a ferramenta de planejamento mais maravilhosa e mais notável - sua imaginação. Rita Emmett – “Não deixe para depois o que você pode fazer agora”
  • 21. e-book – o poder da motivação: 30 ações para atingir o sucesso – rogerio martins – www.rogeriomartins.com.br pág. 21 de 38 FAÇA AGORA O QUE É PRECISO Evite o hábito de deixar para depois tudo o que não gosta ou que incomoda. Realize já. Faça agora o que é preciso. Tenha uma atitude de prontidão. Há realmente uma razão muito simples pela qual a maioria das pessoas nunca realiza o que poderia realizar – elas não conseguem começar. Quase todo mundo protela obrigações de vez em quando, por muitas razões. As pessoas protelam coisas para escapar de tarefas desagradáveis e aparentemente opressivas, para conseguir que outra pessoa as faça, ou ainda simplesmente porque estão com medo de fracasso. Qualquer que seja o motivo, a conseqüência da protelação é sempre a mesma: frustração, ansiedade – e um número excessivo de prazos perdidos. O segredo para vencer o adiamento é simplesmente começar. Como a maioria dos maus hábitos, o adiamento está “só na sua cabeça”, um problema mais de percepção do que da própria realidade. Afinal, temer o trabalho é sempre pior do que fazê-lo. Jimmy Calano e Jeff Salzman – Ascensão Profissional: 26 atalhos para o sucesso
  • 22. e-book – o poder da motivação: 30 ações para atingir o sucesso – rogerio martins – www.rogeriomartins.com.br pág. 22 de 38 ARRANJE UM PASSATEMPO As pessoas que cultivam uma atividade tipo “passatempo” conseguem ter mais qualidade de vida e lidar melhor com o estresse do dia-a-da. Há quem goste de pescar, ler e colecionar livros, praticar esportes, fazer palavras cruzadas, fotografar, cozinhar, escrever... Procure algo que gosta de fazer para ocupar seu tempo livre. Aliás, crie tempo livre. Os passatempos são uma fonte constante de interesse, fornecendo dois ingredientes essenciais para a vida: estabilidade e diversão. Em pesquisas realizadas com milhares de adultos, descobriu-se que aqueles que possuem um passatempo têm chances seis por cento maiores de avaliar suas vidas de modo favorável. David Niven – 100 Segregos das pessoas felizes
  • 23. e-book – o poder da motivação: 30 ações para atingir o sucesso – rogerio martins – www.rogeriomartins.com.br pág. 23 de 38 ESTEJA TECNOLOGICAMENTE ATUALIZADO No mundo moderno a tecnologia já faz parte do nosso cotidiano. É preciso estar preparado para a tecnologia atual e, principalmente, para o futuro. Informação a respeito é fundamental. Vinte e cinco anos atrás, eu estava ocupado aprendendo a programar um sistema de computador que não tinha memória e nem habilidade para arquivar programas. De fato, ele tinha menos capacidade que um relógio de pulso de cinco dólares. Hoje, aquela tecnologia está transformando o mundo dos negócios e das relações sociais. Olhando para frante, as ferramentas para a grandeza vão continuar a ser conhecidas através da arte e das letras. Sem a habilidade da razão, nenhuma tecnologia pode ajudar. Mas habilidade com o computador e fluência on-line serão, no século 21, o equivalente a noções básicas de leitura de hoje. Sem um conhecimento total do trabalho, você será uma casualidade perdida na era da informação. John Uppgren (CIO da Gage Marketing Group) – in “Ah, Se Eu Soubesse…”
  • 24. e-book – o poder da motivação: 30 ações para atingir o sucesso – rogerio martins – www.rogeriomartins.com.br pág. 24 de 38 AME AS PESSOAS COMO ELAS REALMENTE SÃO Há pessoas que querem mudar todos que estão a sua volta. Sofrem por não conseguir. Fazem os outros sofrerem por tentar adequar os demais a suas expectativas e exigências. Procure simplesmente amar as pessoas como elas são. Com seus defeitos e virtudes. Veja abaixo a conclusão do Psicólogo Carl Rogers sobre as pessoas: Cheguei a conclusão de que uma das experiências mais gratificantes que conheço, e também uma das experiências que mais promovem o crescimento da outra pessoa, consiste simplesmente em apreciar um indivíduo do mesmo modo que se aprecia o pôr do sol. As pessoas são tão maravilhosas quanto um pôr de sol, bastando para isso que as deixemos ser. Realmente, talvez a razão pela qual podemos verdadeiramente apreciar um pôr do sol esteja no fato de não podermos controlá-lo. Quando olho um pôr-do-sol, como fiz outro dia à noitinha, eu não digo: "Diminua um pouco o tom alaranjado do canto da direita, coloque um pouco mais de púrpura ao longo da base, use um pouco mais de rosa na cor da nuvem." Eu não faço isso!!! Não tento controlar o pôr-do-sol. Eu o assisto com respeito e reverência, à medida que ele vai acontecendo. Eu gosto mais de mim mesmo quando posso experimentar os elementos da minha equipe, o meu filho, a minha filha, dessa forma que apreciamos o desenrolar de uma vida... Uma pessoa que é amada de uma maneira apreciativa e não possessiva, desabrocha e desenvolve o seu próprio eu único. A pessoa que ama de um modo não possessivo, também se enriquece.
  • 25. e-book – o poder da motivação: 30 ações para atingir o sucesso – rogerio martins – www.rogeriomartins.com.br pág. 25 de 38 FAÇA SUAS ESCOLHAS Geralmente falo em minhas palestras e na vida social que a vida é feita de escolhas. Tem pessoas que torcem o nariz, com ar de reprovação. Dizem que não é bem assim. Há coisas que não escolhemos. O fato é que nossas escolhas nem sempre, ou muitas vezes, não são conscientes. Daí a impressão que somos “vítimas do mundo”, onde as coisas acontecem a nossa revelia. Não é bem assim. Somos os únicos responsáveis por nossas escolhas. O que precisamos fazer é torná-las mais conscientes. Não existe nada que você seja obrigado a fazer. Todas as suas ações são, direta ou indiretamente, as que você escolhe fazer. As pessoas, coisas e situações que formam sua vida são todas o resultado de suas escolhas. Sabendo disso, porque ter ressentimentos em relação a elas, ou em jogar-lhes nas costas a culpa da sua vida não ser o que você queria que fosse? As escolhas que você já fez o trouxeram para onde você está hoje. Mas as escolhas que você fizer a partir de agora podem levá-lo para qualquer lugar - onde você quiser ir. Embora você possa sentir-se preso e sem forças, essa não é a verdadeira situação. Você pode escolher superar os obstáculos. Você pode escolher seguir o seu sonho. Não existe forma de escapar o fato de que, hoje, algumas decisões você vai ter de tomar. Essas decisões determinarão o seu futuro. Tudo o que você tem, tudo que você faz, tudo naquilo que você mesmo se transforma, é resultado das suas escolhas. Você tem o poder de decidir a direção da sua vida. Como você vai usar esse poder? Qual é a sua escolha, neste exato instante? Ralph Marston
  • 26. e-book – o poder da motivação: 30 ações para atingir o sucesso – rogerio martins – www.rogeriomartins.com.br pág. 26 de 38 APROVEITE CADA MOMENTO COMO SE FOSSE O ÚLTIMO A vida é breve e deve ser aproveitada com intensidade. Problemas todos tem. O que faz a diferença é a forma como cada pessoa lida com eles. Aqueles que ficam uma vida inteira remoendo as dificuldades não aproveitam o presente. O aventureiro Amir Klink conta uma passagem interessante que teve em uma de suas viagens que retrata exatamente a idéia de aproveitar cada momento como se fosse o último, pois é o que pode acontecer efetivamente. Já ancorado na Antártida, ouvi ruídos que pareciam de fritura. Pensei: será que até aqui existem chineses fritando pastéis? Eram cristais de água doce congelada que faziam aquele som quando estavam em contato com a água salgada. O efeito visual era belíssimo. Pensei em fotografar, mas falei para mim mesmo: “Calma, você terá muito tempo para isso...” Nos 367 dias que se seguiram, o fenômeno não se repetiu. Algumas oportunidades são únicas. Amir Klink
  • 27. e-book – o poder da motivação: 30 ações para atingir o sucesso – rogerio martins – www.rogeriomartins.com.br pág. 27 de 38 FAÇA 100% Se todos em uma empresa / organização fizessem o melhor possível todos os dias e estivessem altamente comprometidos, o futuro seria brilhante. As pesquisas em empresas revelam que nem todos os funcionários estão motivados a fazer o melhor possível todos os dias. Um grande estudo da força de trabalho nos Estados Unidos, conduzido em 1983 pelo Public Agenda Fórum, revelou os seguintes resultados alarmantes: Menos de 25% dos funcionários responderam “sim” à pergunta: Você sempre faz o melhor possível? Metade dos entrevistados disseram que não dedicavam ao trabalho mais esforço que aquele necessário para manterem seus empregos. 75% dos funcionários admitiram que poderiam ser muito mais eficazes do que estavam sendo naquele momento. O caso dos Estados Unidos não é especial, essas constatações valem para a maior parte das nações industrializadas do mundo. É importante para todos reconhecerem que não é apenas a organização que se beneficia com a melhoria da qualidade pessoal. A melhoria da qualidade pessoal beneficia não só o indivíduo, mas também sua família e seus amigos. Segundo pesquisa realizada pelo IMAM, um processo com 99% de qualidade equivale a: 5.000 cirurgias incorretas por semana; 2 pousos sem segurança em cada grande aeroporto todos os dias; 1 hora bebendo água não potável por mês; 16.000 cartas perdidas pelos correios a cada hora; 22.000 cheques debitados na conta errada a cada hora; 20.000 prescrições de medicamentos incorretos por ano.
  • 28. e-book – o poder da motivação: 30 ações para atingir o sucesso – rogerio martins – www.rogeriomartins.com.br pág. 28 de 38 SEMPRE TENHA UM PLANO B Nem tudo sai exatamente como desejamos. Por isso, é fundamental estarmos preparados para os imprevistos. Isso mesmo, preparar para lidar com os imprevistos. Crie vários “planos B” para as diversas situações do seu cotidiano: viagem com a família, deslocamento de casa para o trabalho e vice-versa, desemprego, aumento da renda, visitas inesperadas etc. Veja abaixo uma divertida história sobre como lidar com imprevistos: Certo dia quando voltava do trabalho depois de um dia daqueles, notei que havia pessoas dentro de minha casa, me roubando. Imediatamente liguei para a polícia, mas me disseram que não havia nenhuma viatura por perto para ajudar naquele momento, mas que iriam mandar alguém assim que fosse possível. Desliguei o telefone e um minuto depois liguei de novo. Olá, disse eu. Eu liguei há pouco porque havia pessoas roubando a minha casa. Já não é preciso chegar tão depressa, porque eu matei todos eles. Passados dois minutos, chegavam à minha porta meia dúzia de carros de polícia, helicóptero e uma unidade médica com ambulância. Eles pegaram os ladrões em flagrante. Um dos policiais disse: “Pensei que tivesse dito que tinha matado todos”. Eu respondi: “Pensei que tivessem dito que não havia ninguém disponível”. MORAL DA HISTÓRIA A criatividade associada à calma nos faz agir da melhor forma.
  • 29. e-book – o poder da motivação: 30 ações para atingir o sucesso – rogerio martins – www.rogeriomartins.com.br pág. 29 de 38 AMPLIE SUA PERCEPÇÃO Abra seu canal de percepção sobre si mesmo, sobre os outros, a respeito do mundo em que vivemos e tudo que cerca você. Observe, sinta, cheire, ouça, use seus sentidos para captar tudo a sua volta. Certa vez ouvi a seguinte expressão: “Se uma pessoa disser que você é um cavalo, não precisa lhe dar ouvidos. Se duas pessoas disserem que você é um cavalo, talvez precise prestar mais atenção no que anda fazendo. Se três pessoas lhe disserem que você é um cavalo, é bem provável que haja feno caindo de sua boca e uma sela nas suas costas.” Isso quer dizer que precisamos ouvir mais, prestar mais atenção, ficar mais “ligados” e assim por diante.
  • 30. e-book – o poder da motivação: 30 ações para atingir o sucesso – rogerio martins – www.rogeriomartins.com.br pág. 30 de 38 SORRIA MAIS Sorrir promove resultados fantásticos na motivação e nos relacionamentos. As pessoas que sorriem mais tendem a criar um ambiente mais harmonioso e agradável. Segundo uma pesquisa realizada com adultos de várias idades descobriu-se uma tendência nas pessoas a imitar as expressões daqueles que estão ao seu redor. Portanto, sorria! Se você pudesse fazer uma coisa que deixasse as pessoas felizes, e isso não lhe custasse nem tempo nem dinheiro, você a faria? Se essa mesma coisa também lhe trouxesse felicidade, você a faria? Que coisa mágica é essa que ode alegrar seu dia e o dia das pessoas à sua volta sem lhe custar nada? Um sorriso. No trânsito, nas lojas, nas filas, nas salas de espera, por onde você andar, semeie sorrisos. Você vai se surpreender ao ver um rosto fechado iluminar-se e abrir-se. E mesmo que não haja retribuição, não se importe: o seu sorriso faz bem a você. David Niven – Os 100 segredos das pessoas felizes
  • 31. e-book – o poder da motivação: 30 ações para atingir o sucesso – rogerio martins – www.rogeriomartins.com.br pág. 31 de 38 CULTIVE O AMOR PRÓPRIO A autoconfiança é o motor que impulsiona as pessoas de sucesso. Tudo começa com o cultivo ao amor próprio. É preciso gostar de si mesmo mais do que os outros. Para estimular o amor próprio faça uma lista de qualidades que você percebe em si mesmo. Outro exercício interessante é avaliar como sua vida evoluiu até o momento presente, o que você conquistou, realizou etc. Aqueles que cultivam o amor próprio geram interesse nos outros. Ninguém quer conviver com pessoas desanimadas, derrotistas ou mal humoradas. Por que as pessoas com autoconfiança são tão interessantes? Porque irradiam força e saúde. Por isso, os outros querem ficar perto delas e ser como elas. Felizmente, a autoconfiança é uma habilidade que se pode praticar! O conceito não é levado muito a sério porque as pessoas sem autoconfiança costumam confundi-la com egoísmo. Mas, bem diferente disso, os indivíduos que confiam em si mesmos ajudam os outros a desenvolver a própria autoconfiança. A autoconfiança é um pré-requisito para o sucesso e a felicidade, pois o desempenho costuma ser mais baseado em atitude que em aptidão. Tanto o sucesso quanto o fracasso são profecias auto-realizáveis, especialmente na hora de vender a sua imagem. Se você deseja um aumento ou uma promoção, mas não tem certeza de merecê-la, a dúvida obstruirá seu caminho. Você pode relutar antes de se dirigir àqueles responsáveis por promoções. Ou pode fazer o pedido de forma muito humilde, usando palavras como “talvez”, “se”, e “algum dia”. Você pode aprender mais sobre seu nível pessoal de autoconfiança, examinando o modo como age e reage em casa, no trabalho, sozinho ou acompanhado. Jeff Davidson – Faça seu marketing pessoal e profissional
  • 32. e-book – o poder da motivação: 30 ações para atingir o sucesso – rogerio martins – www.rogeriomartins.com.br pág. 32 de 38 CONTROLE SUAS EMOÇÕES Encontrar o equilíbrio das emoções é fundamental para relacionar-se bem com você mesmo e com todos a sua volta. Para isso é preciso conhecer as emoções mais freqüentes do seu dia-a-dia. Como elas aparecem. O que leva você a ter certos tipos de emoção. O conhecimento faz com que você possa administrar suas ações e reações emocionais. Todos nós já ouvimos alguém – talvez até nós mesmos – ser aconselhado: “Controle suas emoções, esfrie a cabeça”. Isso em geral significa: “sufoque suas emoções”. Controlar as emoções significa algo bastante diferente de sufocá-las; significa compreendê-las e usar essa compreensão para modificar as situações em seu benefício. Digamos que você esteja numa reunião e seu chefe menospreze com veemência uma sugestão sua, e ainda por cima declare que se você tivesse se limitado ao que é da sua alçada não teria surgido com idéias tão disparatadas. Sua resposta espontânea e incontida poderia ser: “seu idiota estúpido e insensível, se você se limitasse ao que é da sua alçada veria que a idéia é ótima!” Embora você possa estar inteiramente correto, tal explosão da sua parte certamente resultaria numa repreensão severa, talvez até em demissão. Eis a maneira emocionalmente inteligente de lidar com essa situação. Primeiro você toma consciência de que está sentindo raiva; depois atenta para os seus pensamentos. Os primeiros talvez não sejam tão nobres: “ele é um idiota. Tenho vontade de matá-lo”. Mas em seguida você desenvolve um diálogo interno construtivo: “ele está sendo irracional. Não vou descer ao nível dele. Não vou deixar transparecer minha raiva. Sei que minha idéia é boa”. Então você poderia atentar para todas as alterações fisiológicas... você olharia para as suas atitudes de raiva e as interromperia. Então poderia dar a si mesmo alguns minutos de trégua saindo da sala para beber um copo d’água. Finalmente, depois da reunião você buscaria uma solução para o fato de seu chefe menosprezá-lo em público. Hendrie Weisinger, PhD – Inteligência emocional no trabalho
  • 33. e-book – o poder da motivação: 30 ações para atingir o sucesso – rogerio martins – www.rogeriomartins.com.br pág. 33 de 38 DEFINA OBJETIVOS CLAROS O sucesso chega para aqueles que sabem o que querem. Para isso é importante escrever periodicamente sua missão de vida, seus objetivos. Para quem nunca fez o começo é mais difícil, mas não desista. Para os que já fazem com freqüência o exercício é mais prazeroso. Estabeleça objetivos pessoais, profissionais, de auto-desenvolvimento, de aprimoramento cultural, financeiros e materiais, espirituais etc. Seja claro e direto. Construa frases de fácil assimilação e visualização. Definia prazos, recursos necessários, prioridades. Acompanhe. Vibre com o que já conquistou. Ultimamente, numerosas empresas e outras organizações humanas desenvolveram declarações de missão, de visão e de convicção que tentam explicar por que a empresa existe e o que é que espera realizar. Essas missões, quando bem escritas, são geralmente fáceis de entender e bastante singelas. Desenvolver uma declaração de missão pessoal faz muito sentido, sobretudo para os que estão no segundo tempo da vida. No primeiro tempo, você provavelmente não tinha tempo de desenvolver essa declaração de missão, ou então você adotou a missão que na verdade pertencia à empresa em que você trabalhava. Ela não pertencia a você, ou pelo menos não no sentido que agora, no segundo tempo, se torna possível. Você não vai longe no seu segundo tempo sem saber qual é a missão da sua vida. Consegue expressá-la em uma ou em duas frases? Uma boa maneira de começar a formular uma missão é fazendo algumas perguntas (e respondendo-as como total honestidade). Qual é a sua paixão? O que você realizou? O que você fez extraordinariamente bem? Como você está preparado? A quem você pertence? Quais são os seus “eu deveria” que perseguiram você no primeiro tempo? Estas e outras perguntas semelhantes indicarão a você o eu que o seu coração deseja ardentemente; elas ajudarão você a descobrir a tarefa pela qual você foi criado especificamente. Bob Buford – A arte de virar o jogo no segundo tempo da vida
  • 34. e-book – o poder da motivação: 30 ações para atingir o sucesso – rogerio martins – www.rogeriomartins.com.br pág. 34 de 38 FAÇA SEU NETWORKING Cada vez mais o mundo moderno é daqueles que sabem se relacionar positivamente com as pessoas. Criar e saber manter uma boa rede de relacionamentos é importante tanto para os negócios, trabalho e relações comerciais, quanto o convício social e familiar. Criar é até fácil, visto que quanto mais interagimos com as pessoas, maior a probabilidade de conhecer gente nova. Participar de eventos diversos relacionados ao âmbito profissional é uma forma de criar networking. O mais difícil é manter sua rede de contatos ativa. A dificuldade está na falta de sistemática e organização. Para manter sua rede forte é preciso investir tempo para os contatos diários, semanais, mensais. Por isso, organização é fundamental. Networking é uma palavra utilizada por muitos, mas um conceito praticado por poucos. Um número muito pequeno de pessoas sabe usufruí-lo em todo seu potencial, praticando verdadeiramente essa mentalidade. Fazer networking é proporcionar estabelecimento de uma rede relações pessoais que permite a troca de idéias, conselhos, informações, referências, contatos e sugestões, onde os recursos, habilidades e talentos são compartilhados e agregados. E, nesse processo, tornados públicos. Andréa Lebre – Networking: como criar, manter e usufruir de sua rede de contatos
  • 35. e-book – o poder da motivação: 30 ações para atingir o sucesso – rogerio martins – www.rogeriomartins.com.br pág. 35 de 38 GASTE MENOS DO QUE RECEBE Uma vida financeira saudável é fundamental para manter-se motivado para o sucesso. A expressão “gaste menos do que recebe” é básica para uma vida equilibrada e motivada. E disse Abraão, “faz a tua morada e usa menos do que tem; do que produzes guarda para ti e os teus pois que o momento da colheita vem do plantio que fizeste, e quando plantar e não colher, terás tua reserva; usa menos do que produz, e guarda o seu décimo, ou centésimo, mas guarda para ti e os teus sempre”.
  • 36. e-book – o poder da motivação: 30 ações para atingir o sucesso – rogerio martins – www.rogeriomartins.com.br pág. 36 de 38 QUAL É A SUA DICA... Qual é a sua dica? Certamente você tem ou faz algo que eleva sua motivação para o sucesso. Pense e escreva no espaço abaixo. Envie para mim, para que possa publicar no site www.rogeriomartins.com.br O custo - por Ralph Marston Se o sucesso não tivesse um custo, todo mundo seria um sucesso. Se as conquistas não tivessem um custo, todos seríamos conquistadores. Se a felicidade não exigisse dedicação, ela perderia o sentido. Temos a tendência de pensar em grandes conquistas levando em conta apenas o resultado final. Mas geralmente isso é só uma gota. A conquista mesmo está no fazer, no esforço, na dedicação, no custo exigido. Ter uma vida de sucessos não significa acumular troféus e prêmios, mas sim estar disposto a comprometer-se com o custo que esse sucesso exige. Ser um sucesso exige esforço, dedicação, disciplina, foco, paixão, e muitas outras qualidades que não podem ser guardadas num armazém – mas que devem ser exercitadas em todos os momentos. No preço que você paga está o valor que você procura.
  • 37. e-book – o poder da motivação: 30 ações para atingir o sucesso – rogerio martins – www.rogeriomartins.com.br pág. 37 de 38 REFERÊNCIAS E INDICAÇÕES BIBLIOGRÁFICAS FRANKL, Victor. Em busca de sentido. Petrópolis: Vozes, 1991. BUFORD, Bob. A arte de virar o jogo no segundo tempo da vida. São Paulo: Mundo Cristão, 2005. BALLBACK, J. Marketing pessoal – como orientar sua carreira para o sucesso. São Paulo: Futura, 1999. BERGAMINI, Cecília Whitaker. Motivação nas organizações. São Paulo: Atlas, 1997. CALANO, Jimmy. Ascensão profissional – 26 atalhos para o sucesso. Rio de Janeiro: Saraiva, 1991. CARNEGIE, Dale. Como fazer amigos e influenciar pessoas. São Paulo: Editora Nacional, 1996. CHOPRA, Deepak. As sete leis espirituais do sucesso. São Paulo: Best Seller, 1994. COVEY, Stephen R. Os sete hábitos das pessoas muito eficazes. São Paulo: Best Seller, 1987. CURY, Augusto. Nunca desista de seus sonhos. Rio de Janeiro: Sextante, 2004. DAVIDSON, Jeff. Faça seu marketing pessoal e profissional. São Paulo: Madras, 1994. EDLER, Richard. Ah, se eu soubesse. São Paulo: Negócio, 1997. EMMETT, Rita. Não deixe para depois o que você pode fazer agora. Rio de Janeiro: Sextante, 2003. LEBRE, Andrea. Networking – Como criar, manter e usufruir de sua rede de contatos. Rio de Janeiro: Qualitymark, 1999. MARINS F°, Luiz. Socorro! Tenho medo de vencer. São Paulo: Harbra, 1998. MARTINS, Vera. Seja assertivo! Rio de Janeiro: Elsevier, 2005. MASI, Domenico de. O ócio criativo. Rio de Janeiro: Sextante, 2000. MINARELLI, José Augusto. Empregabilidade. São Paulo: Gente, 1995. NIVEN, David. Os cem segredos das pessoas felizes. Rio de Janeiro: Sextante, 2001. PASSOS, Alfredo. Carreira e marketing pessoal – da teoria à prática. São Paulo: Negócio, 1999. RIBEIRO, Lair. O sucesso não ocorre por acaso: é simples, mas não é fácil. Rio de Janeiro: Objetiva, 1993. SCOTT-JOB, Derrick. Marketing pessoal – técnicas de sucesso para enfrentar crises profissionais. São Paulo: Best Seller, SOTO, Eduardo. Comportamento organizacional: o impacto das emoções. São Paulo: Pioneira Thomsom Learning, 2002. VIANNA, Marco Aurélio Ferreira. Futuro: prepare-se! Cenários e tendências para um mundo de oportunidades. São Paulo: Gente, 1998. WEISENGER, Hendrie. Inteligência emocional no trabalho. Rio de Janeiro: Objetiva, 1997.
  • 38. e-book – o poder da motivação: 30 ações para atingir o sucesso – rogerio martins – www.rogeriomartins.com.br pág. 38 de 38 MINI-CURRÍCULO DO AUTOR Rogerio Martins é graduado em Psicologia (UNISANTOS) e possui Pós-Graduação em Recursos Humanos (Universidade Metodista de SP) e Psicodrama (ABPS). Professor Universitário, Consultor de Empresas e Palestrante sobre os seguintes temas: comportamento profissional, liderança e gestão de pessoas, motivação e atitudes, marketing pessoal, administração do tempo, qualidade de vida, mundo corporativo, mudanças e recursos humanos. Mais de vinte anos de atuação como profissional de consultoria e de recursos humanos nas seguintes empresas: Danone, Petybon, Tec Toy Brinquedos, SEBRAE, Tyco Electronics e Eletropaulo. Presidente da Persona Consultoria & Eventos, empresa que atua desde 1996 no segmento de educação corporativa (palestras, cursos e treinamentos) e consultoria organizacional. Criador do grupo E-LÍDERES, fórum sobre liderança e gestão de pessoas. Escreve artigos para revistas, jornais e sites do Brasil e Portugal. Autor do livro "Reflexões do Mundo Corporativo" - Editora Scortecci. Site: http://www.rogeriomartins.com.br/ Facebook: http://www.facebook.com/palestranterogeriomartins/

×