Midias opticas

3,243 views
3,033 views

Published on

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
3,243
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
5
Actions
Shares
0
Downloads
108
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Midias opticas

  1. 1.  Introdução: O que são? DesenvolvimentoConhecer formatos existente conforme história;Como são fabricados;Como são utilizados;Alguns padrões, algumas curiosidades. ConclusãoE o futuro?
  2. 2.  Mídias Ópticas são meios de armazenamento de dados que utiliza meios ópticos para captura das informações. Para capturar os dados, canhões de Laser são utilizados pelo dispositivos que lêem os discos óticos. Esses dispositivos são chamadas unidades óticas.
  3. 3.  LD ou Laserdisc foi o primeiro disco óptico de armazenamento de áudio e vídeo disponível ao público. A tecnologia foi demonstrada em 1972 num protótipo das empresas MCA e Philips e estava disponível no mercado a partir de dezembro de 1978 em Atlanta, Geórgia nos Estados Unidos como MCA DiscoVision.
  4. 4.  Os primeiros reprodutores de LD utilizavam válvulas Laser de gás Hélio-Neônio com luz de tonalidade vermelho-alaranjada mas, com a popularização dos transistores, logo eles foram substituídos pelos diodos semicondutores que produziam lasers infravermelhos. Hoje em dia os reprodutores com laser de hélio-neônio são muito raros, tanto pela curta durabilidade deste sistema quanto pela pouca quantidade produzida. Os lasers de hélio- neônio também foram vítimas de técnicos amadores que canibalizavam suas válvulas, esgotando seus estoques de reposição.
  5. 5.  Video 01 Link: http://www.youtube.com/watch?v=ZOJ5h0EC9Nc
  6. 6.  A sigla “CD” foi adotada devido ao fato de, na época do seu lançamento, existirem os discos de vinil, que eram grandes e desengonçados. O nome “Compact Disc” foi criado como uma comparação ao vinil, pois logicamente o CD é extremamente compacto em relação ao seu antecessor. Foi inventado em 1979, e comercializado a partir de 1982.
  7. 7.  Um CD é um disco de acrílico, sobre o qual é impressa uma longa espiral (22,188 voltas, totalizando 5,6 km de extensão). As informações são gravadas em furos nessa espiral, o que cria dois tipos de irregularidades físicas: pontos brilhantes e pontos escuros. Estes pontos são chamados de bits, e compõem as informações carregadas pelo CD.
  8. 8.  Video 02: http://www.youtube.com/watch?v=xyqvAfCz5nU
  9. 9.  Sem muita demora, surgiram os primeiros CD-R (CD Recordable), que não suportavam mais de uma gravação. Ou seja, assim que você esgotasse a capacidade de armazenamento, seu CD gravável não poderia ser apagado ou receber mais dados.
  10. 10.  CD-R (CD Recordable): CD gravável. Hoje com capacidade para 700 MB ou 80 minutos de áudio sem compactação. Não permite que nenhum dado seja apagado do CD. Após adicionados, os dados que lá estão são permanentes. Se não for utilizada toda a capacidade na primeira gravação, pode-se gravar outras sessões, até que o CD esteja completamente cheio.
  11. 11.  CD-RW (CD Rewritable): CD regravável. Também tem a capacidade de 700 MB. Essa mídia permite que você grave, apague os dados e grave novamente. Sua vida útil é de aproximadamente mil ciclos (1 ciclo = gravar uma vez + apagar uma vez).
  12. 12.  Como funciona a gravação e regravação de um CD-RW? Um CD-RW tem uma camada especial composta de prata, antimônio e telúrio. Com uma determinada intensidade do laser, camada se altera. Formando os 0 e os 1. Como outra intensidade ela Volta ao seu estado inicial.
  13. 13.  Mini-cd: apesar de pouco popular, é uma boa opção para quem não gosta de carregar os CDs de tamanho normal. Além do tamanho reduzido (8cm de diâmetro, contra os 12cm do CD normal), sua capacidade também é bem menor: 180 MB, ou 23:30 minutos. Os tocadores e gravadores de CD que possuem a “gaveta” são perfeitamente capazes de reproduzir e gravar mini-cds.
  14. 14.  A tecnologia foi se desenvolvendo e trazendo novos tipos de mídia. O DVD, que de início era sigla para Digital Video Disc, mas que é chamado por alguns de Digital Versatile Disc, foi lançado a princípio para armazenamento de vídeo, mas assim como o CD, ele foi logo adaptado para ser utilizado para armazenar qualquer tipo de dado. Assim como os CDs, existem os DVDs graváveis e os regraváveis. Porém, os DVDs têm uma particularidade que não existia no CD: existem padrões e capacidades diferentes.
  15. 15.  Os DVDs (Digital Versatile Disc) funcionam de modo análogo, porém a densidade de dados gravados por polegada é bem maior (o que permite que ele seja do mesmo tamanho físico de um CD mas possuir capacidade de armazenamento até 13 vezes maior). Além de um feixe de Laser ainda menor, os DVDs também conseguem ler duas camadas de dados, focalizando o feixe luminoso na superfície do polímero transparente e depois, focalizando a camada opaca, com mais dados gravados.
  16. 16.  DVD-R: com capacidade de 4.7 GB, é o formato mais usado no Brasil. Muitas vezes as pessoas podem se referir a esse tipo de mídia como DVD5, devido ao fato de a sua capacidade estar próxima dos 5 GB. Também existem DVD-Rs com capacidade de 8.5 GB (também chamados de DVD9). Isso é possível porque são usadas duas camadas diferentes no mesmo lado do disco, praticamente dobrando a capacidade de armazenamento.
  17. 17.  DVD-RW: esse tipo de DVD tem a mesma capacidade do DVD-R, com a possibilidade de apagar os dados e reutilizar o disco, assim como o CD-RW.
  18. 18.  DVD+R e DVD+RW: esses dois tipos são praticamente idênticos ao DVD-R e o DVD-RW, respectivamente. A diferença básica entre eles é o desempenho na hora de queimá-los, devido ao modo com que os dois tipos realizam a gravação. As mídias com o sinal de menos (-) são gravadas do centro para fora, em uma única linha, formando uma espiral. Já os discos com um sinal de adição (+) são gravados em vários círculos concêntricos. Isso dá uma maior rapidez aos DVD+R e DVD+RW tanto na leitura quanto na gravação. Porém, essa diferença é quase imperceptível. As mídias com sinal “+” costumam ser um pouco mais caras, mas a diferença é irrisória. Quanto à compatibilidade, no início não era possível executar e gravar discos se o sinal fosse diferente ao suportado pela gravadora. Hoje, a maioria das leitoras e gravadoras já suporta os dois tipos, então você não precisa se preocupar se na loja só tem um dos dois.
  19. 19. DVD-RAM:- Maior qualidade edurabilidade dos dados- 100.000 de regravação:- DVD e CD-rw até 1000x- Endereçamento dos dados.- O DVD funcionamento como um sistemade arquivo. Pois tinha demarcação de setores.
  20. 20.  Blu-ray: com o surgimento dos equipamentos com capacidade para execução de vídeos e filmes em alta definição, era necessário desenvolver uma mídia de grande capacidade, para possibilitar assim, o armazenamento de imagens em alta definição, que ocupam muito mais espaço. Com a Sony à frente do projeto, foi criado então o Blu-ray, que possui esse nome justamente porque a cor do laser que faz sua leitura e gravação é azul. A capacidade do Blu- ray é de incríveis 25 GB nas mídias com uma só camada. Nos discos com duas camadas, o tamanho dobra, chegando aos 50 GB.
  21. 21.  HD-DVD: similar ao Blu-ray, porém com capacidade menor, o HD-DVD recentemente perdeu a batalha pela hegemonia das mídias de grande capacidade. A empresa Toshiba comandava o desenvolvimento dessa mídia, juntamente com outras gigantes como Microsoft. Porém, há pouco tempo a Toshiba anunciou o abandono do projeto, dando ao Blu-ray e à Sony o título de única mídia de alta capacidade disponível no mercado. Esses são os tipos de mídia amplamente disponíveis hoje no mercado (exceto pelo HD-DVD). Muitos outros formatos já passaram pelas nossas casas, como o cassete e o MD, mas nem todos foram tão populares quanto os discos ópticos são hoje.
  22. 22.  Curiosidades (Dados de 2008): Os anos 90 foram marcados pela guerra dos padrões que sucederiam o DVD entre o HD- DVD(liderado pela Microsoft, Toshiba entre outros) e o Blu-ray (liderado pela Sony) com a vitória desta última. O console de videogame da Microsoft X-Box 360 já saía com o leitor de HD-DVD de fábrica, agora não mais.
  23. 23.  No jogo Metal Gear Solid 4 - Guns of Patriots, em um determinado momento da trama, o herói Snake é interpelado pelo seu auxiliar Octacon sobre a existência de um disco de DVD número dois:"Espere Snake. É hora de trocar o disco. Eu sei, isso dói". Quando Snake diz não saber do que se tratava tal disco Octagon completa: "Ãm? É Claro que não tem, você está usando um PS3 (nome do console) com Blu-Ray com dupla camada. Não há necessidade de trocar discos." Numa referência a enorme capacidade da mídia, que ainda é, de certo modo, novidade entre os jogadores. Video 03 http://www.youtube.com/watch?v=pFp_- FtHUG8&feature=player_embedded
  24. 24.  No termo Blu-Ray a palavra Blue é escrita sem o "e" no final. A fim de ser possível registrar a marca e garantir o direito de uso pela Sony. Recentemente,a Pioneer desenvolveu um disco Blue-Ray com 20 camadas que teria a capacidade de 500GB. A novidade poderá estar no mercado entre dois a quatro anos.
  25. 25. Conclusão Convido vocês para pensar? O futuro das mídias óticas:Há impasses sobre se ela existirá no futuro?É provável DVDs e CDs serão itens de museu nas próximas décadas.Os dados que teremos em casa serão substituídos por:
  26. 26. Conclusão
  27. 27.  http://www.youtube.com/watch?v=xyqvAfCz 5nU http://blog.brasilacademico.com/2008/03/m dias-pticas-cd-dvd-e-blu-ray-disc.html http://www.tecmundo.com.br/1099- conheca-todos-os-formatos-de-midia- optica.htm http://www.youtube.com/watch?v=pFp_- FtHUG8&feature=player_embedded http://pt.wikipedia.org/wiki/Laserdisc http://www.fazendovideo.com.br

×