Métricas para o Processo e o Projecto de Software
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Like this? Share it with your network

Share

Métricas para o Processo e o Projecto de Software

on

  • 3,983 views

 

Statistics

Views

Total Views
3,983
Views on SlideShare
2,980
Embed Views
1,003

Actions

Likes
0
Downloads
39
Comments
0

14 Embeds 1,003

http://gp-ufam-2011.blogspot.com 275
http://es-2014.blogspot.com.br 241
http://gp-ufs-2013.blogspot.com.br 233
http://gp-ufam-2012.blogspot.com.br 172
http://www.gp-ufs-2013.blogspot.com.br 32
http://www.gp-ufam-2011.blogspot.com 14
http://gp-ufam-2011.blogspot.com.br 14
http://www.es-2014.blogspot.com.br 10
http://gp-ufs-2013.blogspot.com 3
http://gp-ufam-2012.blogspot.pt 3
http://gp-ufam-2012.blogspot.com 3
http://www.linkedin.com 1
http://gp-ufs-2013.blogspot.fr 1
http://gp-ufs-2013.blogspot.pt 1
More...

Accessibility

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

CC Attribution-NonCommercial-ShareAlike LicenseCC Attribution-NonCommercial-ShareAlike LicenseCC Attribution-NonCommercial-ShareAlike License

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment
  • Exemplo: quatro equipas de software estão a conduzir revisões com métodos diferentes. Examinando a métrica, o gestor de projecto repara que as equipas que utilizam métodos formais, apresentam uma métrica de + 40% erros detectados por pessoa-hora. Se os outros parâmetros forem iguais, isto é um indicador de que os métodos de revisão formais podem representar uma poupança no tempo requerido do que as revisões informais.
  • A primeira aplicação ocorre na estimação e é feita a partir de métricas de projectos anteriores A medida que avança o projecto as medidas de tempo e esforço são comparadas com as estimativas originais para realizar ajustes Também, outras métricas começam a ser requeridas: índices de produção (páginas de documentação, horas de revisão, pontos de função e linhas fonte entregues) e erros detectados. As métricas de projecto a nível de análise e desenho servem Para o planeamento do desenvolvimento minimizando atrasos e outros riscos Para avaliar a qualidade dos produtos
  • Utilizam como medida a funcionalidade da aplicação. Visto que a funcionalidade não pode ser medida directamente, deve ser calculada indirectamente através doutras medidas directas. Estas medidas são denominadas pontos de função. Para calcular os pontos de função se determinam 5 características do domínio da informação e se proporcionam as contas ilustradas na tabela. As 5 características: Nº entradas utilizador: cada entrada de dados por parte do utilizador No saídas utilizador: reportes, ecrãs, mensagens de erro, etc Nº consultas utilizador: cada solicitude de informação que implica uma consulta à base de dados Nº ficheiros: ficheiros maestros lógicos (grupo lógico de dados) Nº interfaces externas: interfaces que implicam intercâmbio de dados com outros sistemas Cada uma destas características são associadas a um valor de complexidade. O valor de complexidade é determinado segundo critérios derivados da experiência e é um tanto subjectivo. Valores de ajuste (0-5): necessidade de cópias de segurança, necessidade de comunicação de dados, importância do performance, complexidade do processamento interno, necessidade de suportar várias instalações
  • Las líneas base de métricas são dados recolhidos de processos e projectos anteriores atendendo às seguintes questões: exactidão dos dados (não conjecturas), abrangência do maior número de projectos possíveis, consistência das medidas, semelhança das aplicações. O normal é que a primeira recolha de dados requeira de uma investigação histórica.

Métricas para o Processo e o Projecto de Software Presentation Transcript

  • 1. Métricas para o Processo e o Projecto de SW Aula 18
  • 2. Sumário
    • Introdução
      • O quê é?
      • Quem faz?
      • Porquê é importante?
      • Qual é o produto?
      • Como saber se está bem feita?
    • Medidas, métricas e indicadores
  • 3. Introdução (I)
    • O quê é?
      • Medidas quantitativas que permitem ter uma visão aprofundada da eficácia do processo e dos projectos.
      • Reúnem-se e analisam-se dados básicos de qualidade e produtividade que permitem detectar melhorias e áreas problema
        • quando comparados com dados anteriores
    • Quem faz?
      • Os Engenheiros de SW (Analistas, Arquitectos..) reúnem as medidas
      • Os Gestores administrativos analisam os dados
  • 4. Introdução (II)
    • Porquê é importante?
      • Se não medirmos, só poderemos avaliar com subjectividade
      • Não se pode melhorar o que não é medido
    • Qual o produto?
      • Conjunto de métricas de software e plano de medição
        • que proporcionam uma visão do Processo e do Projecto de SW
    • Como fazer bem?
      • Com um plano de medição e métricas simples, porém consistentes
  • 5. Medida, Medição e Métrica - no contexto da Engenharia de SW Definição Exemplo Medida Valor quantitativo da extensão, quantidade, dimensões, capacidade ou tamanho de algum atributo do processo ou produto de software nº de erros detectados na revisão de um módulo de sw, quantidade de classes-chave Medição Acto de determinar uma medida investigação de um nº de revisões de módulos para recompilar medidas do nº de erros encontrados em cada revisão Métrica Medida quantitativa do grau de posse de um atributo dado por parte de um sistema, componente ou processo Média de erros detectados por revisão ou nº de erros encontrados por pessoa e hora em revisões
  • 6. Indicadores
    • Um indicador é uma métrica ou conjunto de métricas que proporcionam uma visão aprofundada
      • do processo
      • do projecto
      • ou do produto de software
    • Um indicador permite ajustar o produto, o projecto ou o processo para melhorar as coisas
  • 7. Indicadores: Processo e Projecto de SW
    • Os indicadores de processo permitem avaliar
      • o modelo de processo
      • as tarefas
      • e produtos de trabalho (tabelas, diagramas, documentos..)
        • São recolhidos a partir de todos os projectos durante algum tempo
    • Os indicadores de projecto permitem :
      • Avaliar o estado do projecto
      • Monitorizar riscos potenciais
      • Detectar áreas problemas
      • Ajustar o fluxo e tarefas
      • Avaliar o controlo de qualidade da equipa de trabalho
    • Muitas vezes, as mesmas métricas de software servem para ambos indicadores
  • 8. Métricas de software
    • Domínios
      • Processo
      • Projecto
      • Produto
  • 9. Métricas do Processo de SW
    • A eficácia do processo é determinada a partir de medidas como :
      • Nº erros detectados antes da entrega
      • Defeitos informados aos utilizadores
      • Produtos de trabalho entregues
      • Quantidade de esforço humano e tempo consumido
    • Métricas privadas
      • Dados individuais
        • índices de defeitos
        • defeitos x módulo
        • erros detectados durante o desenvolvimento
    • Métricas públicas
      • Dados públicos
        • defeitos x função (ou Classe)
        • erros encontrados em revisões formais e linhas de código
        • pontos de função x módulo
  • 10. Métricas do Projecto de SW
    • As métricas do processo são estratégias , as do projecto, tácticas
    • Com o avanço do projecto, as medidas de tempo e esforço são comparadas com as estimativas para fazer ajustes
    • Do trabalho técnico surgem outras medidas como:
      • índices de produção
      • e erros
    • As métricas do projecto servem para:
      • Planear o desenvolvimento
      • Avaliar a qualidade dos produtos
  • 11. Medições do Produto
    • Directas (+ fáceis de medir)
      • Linhas de código, velocidade execução, tamanho em memória, defeitos reportados, quantidade de classes
    • Indirectas (+ difíceis de medir)
      • Funcionalidade
      • Qualidade
      • Complexidade
      • Eficiência
      • Fiabilidade
      • Facilidade de uso
      • Flexibilidade
  • 12. Métricas de software orientadas ao tamanho - um exemplo do que vocês NÃO irão usar! Pois não é OO…
    • Erros por KLDC (milhares de linhas de código)
    • Defeitos por KLDC
    • Custo por KLDC
    • Páginas de documentação por KLDC
    • LDC por pessoa-mês
    • Custo por página de documentação
    projecto LDC Esforço Custo Pag. Doc Erros Defeitos Alfa 12100 24 168 365 134 29 Beta 27200 62 440 1224 321 86 Gamma 20200 43 314 1050 256 64 ... ... ... ... ... ... ...
  • 13. Métricas de software orientadas à função - um exemplo do que vocês NÃO irão usar! Pois não é utilizada para OO… Ponto de Função Soma Simples Médio Complexo Total Nº Entradas utilizador 3 4 6 Nº Saídas utilizador 4 5 7 Nº consultas 3 4 6 Nº ficheiros 7 10 15 Nº interfaces 5 7 10 Total Geral
      • PF = total x [0,65 + 0,01 x 6(F i )]
      • Fi = Valores de ajuste (0-5): necessidade de cópias de segurança, necessidade de comunicação de dados, importância do performance, complexidade do processamento interno, necessidade de suportar várias instalações
  • 14. Integração das Métricas nas Fases de Engenharia de SW
    • Tarefas para serem adicionadas ao Plano de Projecto utilizado...
    processo projecto produto Recolha de dados Cálculo De métricas Avaliação De métricas medidas métricas indicadores
  • 15. Métrica para Organizações Pequenas - exemplo
    • Objectivo
      • “ redução do tempo na avaliação e implementação nas solicitações de mudanças”
    • Métricas:
      • Tempo para completar o pedido
      • Esforço (horas-pessoa) para a avaliação
      • Tempo entre a avaliação e a atribuição da ordem de câmbio ao pessoal
      • Esforço (horas-pessoa) para a realização do câmbio
      • Erros descobertos durante o trabalho
      • Defeitos descobertos depois da entrega
  • 16. Sucesso nas Métricas - Dicas
    • Comece pequeno
    • Explique o por que das medições
    • Compartilhe dados
    • Defina procedimentos
    • Busque tendências no mercado
  • 17. O que NÃO deve acontecer!
    • Falta de compromisso da gestão
    • Medir muito, muito cedo
    • Medir pouco, muito tarde
    • Medir os elementos errados
    • Definições de métricas imprecisas
    • Colectar dados que não serão usados
    • Falta de comunicação e treinamento sobre as métricas adoptadas
    • Interpretar os resultados erroneamente
    • NUNCA utilizem os resultados para Avaliar, Punir ou Premiar o rendimento individual!