TRABALHO DE CONCLUSÃO1
DE CURSO

GERENCIAMENTO DE
RESÍDUOS

EFLUENTES LÍQUIDOS
EM LABORATÓRIO DE
QUÍMICA
Aline da Silva Du...
Gerenciamento de Resíduos
Efluentes Líquidos em Laboratório de Química
2








INTRODUÇÃO
Este trabalho refere-se o ...
Gerenciamento de Resíduos
Efluentes Líquidos em Laboratório de
Química

3








OBJETIVOS GERAIS
Os efluentes serão ...
Gerenciamento de Resíduos
Efluentes Líquidos em Laboratório de
Química

4











OBJETIVOS ESPECÍFICOS
Em labor...
Gerenciamento de Resíduos
Efluentes Líquidos em Laboratório de
Química

5







METODOLOGIA
Esses efluentes são trata...
Gerenciamento de Resíduos
Efluentes Líquidos em Laboratório de
Química

6


EFLUENTES GERADOS DURANTE AS AULAS E
ARMAZENA...
Gerenciamento de Resíduos
Efluentes Líquidos em Laboratório de
Química

7



Neste efluente foi adicionado carvão ativo
p...
Gerenciamento de Resíduos
Efluentes Líquidos em Laboratório de
Química

8



TRATAMENTO QUÍMICO

Tranferir 600 mL do eflu...
9

Gerenciamento de Resíduos
Efluentes Líquidos em Laboratório de
Química
Em 900 mL do efluente (pH=1,48).
Após termos dis...
10

Gerenciamento de Resíduos
Efluentes Líquidos em Laboratório de
Química
Continuar elevando pH até próximo a 11,81 com S...
11

Gerenciamento de Resíduos
Efluentes Líquidos em Laboratório de
Química
Baixar pH da água com SurTec DR 084-FLOC (Poli ...
Gerenciamento de Resíduos
Efluentes Líquidos em Laboratório de Química
12

Com 5 min. de repouso
600 ml de Lodo

Com 15 mi...
Gerenciamento de Resíduos
Efluentes Líquidos em Laboratório de
Química

13



RESULTADO
Amostra antes
do tratamento

Amos...
Gerenciamento de Resíduos
Efluentes Líquidos em Laboratório de Química
14

RESULTADOS
Gerenciamento de Resíduos
Efluentes Líquidos em Laboratório de Química
15
Gerenciamento de Resíduos
Efluentes Líquidos em Laboratório de Química
16
Gerenciamento de Resíduos
Efluentes Líquidos em Laboratório de Química
17
Gerenciamento de Resíduos
Efluentes Líquidos em Laboratório de Química
18
Gerenciamento de Resíduos
Efluentes Líquidos em Laboratório de Química
19



CONSIDERAÇÕES FINAIS
Os efluentes líquidos c...
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

GERENCIAMENTO DE RESÍDUOS – EFLUENTES LÍQUIDOS EM LABORATÓRIO DE QUÍMICA

1,755

Published on

MBA - Gestão Ambiental

Published in: Technology
0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total Views
1,755
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
32
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

GERENCIAMENTO DE RESÍDUOS – EFLUENTES LÍQUIDOS EM LABORATÓRIO DE QUÍMICA

  1. 1. TRABALHO DE CONCLUSÃO1 DE CURSO GERENCIAMENTO DE RESÍDUOS EFLUENTES LÍQUIDOS EM LABORATÓRIO DE QUÍMICA Aline da Silva Durão – Priscila Martins Pedroso – Roeli Nascimento Paulucci Centro de Pós-Graduação,Pesquisa e Extensão – Curso de MBA Gestão Ambiental
  2. 2. Gerenciamento de Resíduos Efluentes Líquidos em Laboratório de Química 2     INTRODUÇÃO Este trabalho refere-se o tratamento de efluentes líquidos gerados nas aulas práticas no laboratório químico, utilizado no curso de Graduação de Tecnologia em Gestão Ambiental, Ensino Médio e Ensino Técnico em Química, do Colégio e Faculdade Anchieta. Consciente da importância de adotar ações efetivas no sentido do gerenciamento de efluentes líquidos em laboratórios, tanto do ponto de vista de responsabilidade civil quanto da formação de futuros profissionais da Química e Gestor Ambiental. O tratamento de efluentes em seus laboratórios de ensino e pesquisa. Esses resíduos diferenciam-se daqueles gerados em unidades industriais por apresentarem baixo volume, mas grande diversidade de composições, o que dificulta a tarefa de estabelecer um tratamento químico adequada para todos.
  3. 3. Gerenciamento de Resíduos Efluentes Líquidos em Laboratório de Química 3     OBJETIVOS GERAIS Os efluentes serão tratados no próprio laboratório, para posterior descarte na pia, não deverão ser acumulados. É sempre mais fácil e menos perigoso o tratamento de pequenas quantidades dos resíduos. O tratamento destes efluentes deverá ser feito no próprio laboratório que os gerou, sob a responsabilidade de um docente. Devem ser efetuados em capela com boa exaustão, fazendo-se uso de equipamentos de proteção individual como avental, luvas e óculos de segurança. É aconselhável a supervisão de um docente.
  4. 4. Gerenciamento de Resíduos Efluentes Líquidos em Laboratório de Química 4        OBJETIVOS ESPECÍFICOS Em laboratórios químicos os resíduos perigosos mais usuais compreendem: • Solventes inorgânicos; • Solventes orgânicos; • Resíduos de reações; • Reagentes contaminados, degradados ou fora do prazo de validade; • Soluções padrões.
  5. 5. Gerenciamento de Resíduos Efluentes Líquidos em Laboratório de Química 5     METODOLOGIA Esses efluentes são tratados através de diversos processos químicos como: oxidação, redução, neutralização, coagulação, fl oculação, sedimentação e filtração. Dando origem a uma fase sólida e líquida. A líquida é o efluente tratado e a sólida é o lodo formado, no qual se encontram retidos os elementos poluidores.
  6. 6. Gerenciamento de Resíduos Efluentes Líquidos em Laboratório de Química 6  EFLUENTES GERADOS DURANTE AS AULAS E ARMAZENADOS PARA TRATAMENTO QUÍMICO  O período de realização das coletas dos efluentes e do tratamento de efluentes líquidos gerados em processos analíticos do laboratório químico foi durante o ano letivo de 2011e 2012.
  7. 7. Gerenciamento de Resíduos Efluentes Líquidos em Laboratório de Química 7  Neste efluente foi adicionado carvão ativo para sequestrar partículas de óleo existente.
  8. 8. Gerenciamento de Resíduos Efluentes Líquidos em Laboratório de Química 8  TRATAMENTO QUÍMICO Tranferir 600 mL do efluente e transferir para bequer de 2000mL (pH=1,17). Devido o pH muito baixo tivemos que adicionar 600 ml de água da rede para melhor resultado no tratamento.
  9. 9. 9 Gerenciamento de Resíduos Efluentes Líquidos em Laboratório de Química Em 900 mL do efluente (pH=1,48). Após termos dissolvido 50% da amostra, observamos que o pH subiu. Elevar pH ate aproximadamente até 6,78 com SurTec DR 044-NEUT (Soda Caustica 50% utilizado 4 ml).
  10. 10. 10 Gerenciamento de Resíduos Efluentes Líquidos em Laboratório de Química Continuar elevando pH até próximo a 11,81 com SurTec DR 015-ADT (Cal com carvão Ativo montagem a 25% utilizado 13 ml). Esta ação dará inicio a coagulação e precipitação dos metais existentes. Este material contem carvão ativo para seqüestrar partículas de óleo existente no efluente.
  11. 11. 11 Gerenciamento de Resíduos Efluentes Líquidos em Laboratório de Química Baixar pH da água com SurTec DR 084-FLOC (Poli Cloreto de Alumínio a 25 % utilizado 9 ml) para a faixa de descarte entre 7,0 – 9,0, ideal para eliminar a presença do zinco é acima de 8,15. Adicionar Floculante SurTec DR 082-FLOC (Polieletrolito pó 1% utilizado 0,5 ml) para uma precipitação mais rápida das partículas. Decantar e retirar a água para reuso, pela parte superior do recipiente.
  12. 12. Gerenciamento de Resíduos Efluentes Líquidos em Laboratório de Química 12 Com 5 min. de repouso 600 ml de Lodo Com 15 min. de repouso 350 mL de Lodo
  13. 13. Gerenciamento de Resíduos Efluentes Líquidos em Laboratório de Química 13  RESULTADO Amostra antes do tratamento Amostra depois do tratamento
  14. 14. Gerenciamento de Resíduos Efluentes Líquidos em Laboratório de Química 14 RESULTADOS
  15. 15. Gerenciamento de Resíduos Efluentes Líquidos em Laboratório de Química 15
  16. 16. Gerenciamento de Resíduos Efluentes Líquidos em Laboratório de Química 16
  17. 17. Gerenciamento de Resíduos Efluentes Líquidos em Laboratório de Química 17
  18. 18. Gerenciamento de Resíduos Efluentes Líquidos em Laboratório de Química 18
  19. 19. Gerenciamento de Resíduos Efluentes Líquidos em Laboratório de Química 19  CONSIDERAÇÕES FINAIS Os efluentes líquidos carregados de toxicidade, como os encontrados na pesquisa no Laboratório de Química, devem ser recolhidos e tratados. Não se pode colocar a vida humana e a natureza em risco. Há que ter uma compreensão da interdependência de tudo o que existe no Planeta. Veja: se descartamos, por exemplo, metais pesados na pia do Laboratório sem um tratamento, esses metais vão para os córregos, rios e mares, e assim, contaminam fontes de alimentação para os seres humanos, como também podem atacar as espécies faunísticas de elevada fragilidade. Ou seja, esses efluentes líquidos não podem e não devem ser tratados como lixo normal, pois possuem uma grande capacidade de dano ao meio ambiente e/ou à população.
  1. A particular slide catching your eye?

    Clipping is a handy way to collect important slides you want to go back to later.

×