Kanban: Aplicando TDD à melhoria contínua do seu processo

14,123 views
14,042 views

Published on

Palestra ministrada no QCon São Paulo sobre métricas e

Published in: Technology
1 Comment
12 Likes
Statistics
Notes
No Downloads
Views
Total views
14,123
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
15
Actions
Shares
0
Downloads
183
Comments
1
Likes
12
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Kanban: Aplicando TDD à melhoria contínua do seu processo

  1. 1. KanbanAplicando TDD à melhoriacontínua do seu processoRodrigo Yoshima
  2. 2. gestão liderançariscos | valor pessoas
  3. 3. Cynefin FrameworkComplexo ComplicadoCaótico Simples
  4. 4. Cynefin FrameworkComplexo Complicado (analizar)Caótico Simples (classificar)
  5. 5. Cynefin Framework ORDENADOSComplexo Complicado (analizar)Caótico Simples (classificar)
  6. 6. Cynefin Framework ORDENADOSComplexo Complicado(experimentar) (analizar) Caótico Simples (classificar)
  7. 7. Cynefin Framework ORDENADOSComplexo Complicado(experimentar) (analizar) Caótico Simples (agir) (classificar)
  8. 8. Sistema Complexo Você só sabe se estácerto ou errado depois de tentar. Gestão por observação. Assertividade é idiotice aqui.
  9. 9. O que é umsistema kanban...
  10. 10. geraçãode valor
  11. 11. visualização
  12. 12. sistemapuxado
  13. 13. limitado
  14. 14. pessoas!
  15. 15. kanban Kanban system Methodpull | limites | valor transição | kaizen | gestão
  16. 16. Kanban Method princípios começe com o que você já faz hoje concorde em buscar uma abordagem evolucionária para mudança inicialmente respeite papéis, responsabilidades e cargos estabelecidos
  17. 17. Kanban Method propriedades visualize limite o trabalho em progresso meça e gerencie o fluxo torne as políticas do processo explícitas implemente mecanismos de feedback melhore colaborativamente com métodos científicos
  18. 18. Kanban Method propriedades visualize limite o trabalho em progresso meça e gerencie o fluxo torne as políticas do processo explícitas implemente mecanismos de feedback melhore colaborativamente com métodos científicos
  19. 19. Por quemudanças sãotão difíceis?
  20. 20. “Pessoas não resistem mudar,elas resistem serem mudadas” Peter Senge
  21. 21. (Kanbanfall)
  22. 22. Kanban:Como a água...
  23. 23. Segunda Geração de Métodos Ágeis2nd Generation Agile
  24. 24. Lean / Kanbanfor Software Development Foco no modelo de transição Design do processo sob medida Mudanças evolucionárias Alcance em toda a empresa Melhoria Contínua (baseada em modelos)
  25. 25. Por que Kanban? Novo Status QuoCapacidade Status Quo Revolução “Kaikaku” Tempo
  26. 26. Por que Kanban? Novo Status Quo Evolução “Kaizen”Capacidade Status Quo Revolução “Kaikaku” Tempo
  27. 27. “Mude. Mas comece devagar,porque a direção é mais importanteque a velocidade.”Clarisse Lispector
  28. 28. Uma implementação Kanban inicia mapeandoa bagunça. Não mude o seu processo!
  29. 29. INICIO
  30. 30. Demanda de Falha Projeto: Xpto1Cenário atual: Plano de Ação:Demanda de Falha: 45%Sem homologação produto - Reunião quinzenal para avaliação dos tickets de falha, usandoCobertura testes desconhecida Análise de causa raiz - Implementar Pair ReviewCenário desejado: - Implementar NcoverDemanda de falha: 20% - Publicação somente apósPessoal de produto homologando homologação do pessoal de produtoMelhor percepção de qualidade do - Reservar 20% da capacidadecliente para melhorias de testes e build
  31. 31. DEMANDA DE FALHA: 65%!!!!!
  32. 32. DEMANDA DE FALHA: 45%
  33. 33. DEMANDA DE FALHA: 35%
  34. 34. DEMANDA DE FALHA: 15%
  35. 35. Demanda de Falha Projeto: Xpto1Cenário atual: Plano de Ação:Demanda de Falha: 45%Sem homologação produto - Reunião quinzenal para avaliação dos tickets de falha, usandoCobertura testes desconhecida Análise de causa raiz - Implementar Pair Review A DO RMCenário desejado: FI - Implementar NcoverDemanda de falha: 20% N CO - Publicação somente após ENPessoal de produto homologando homologação do pessoal de produto AIZMelhor percepção de qualidade docliente K - Reservar 20% da capacidade para melhorias de testes e build
  36. 36. 改善 Kaizen(mudança para melhor)
  37. 37. Nem toda mudança é melhoria....
  38. 38. 3 Leis do Uncle BobTest-Driven Development 1. Você não pode escrevercódigo de produção que nãoseja fruto de fazer passar um teste unitário que falha. 2. Você não pode escrevernum teste além do mínimo necessário para o teste falhar; e erros que compilação são falhas. 3. Você não pode escrevercódigo de produção que seja além do necessário para fazer o teste passar.
  39. 39. 3 Leis do Yoshima para a Evolução do Processo 1. Você não pode mudar seu processo sem umamotivação declarada com critérios objetivos. 2. Você não pode declarar uma motivação ecritérios além do mínimo necessário para teralgum benefício econômico. 3. Você não pode mudar o processo além domínimo necessário para alcançar os critériosobjetivos.
  40. 40. Gargalo e WIP alto Projeto: Xpto2 Cenário atual: Plano de Ação: Homologação é gargalo Sem limites no Kanban - Acordar um limite com o PO - Parar de começar e começar Imprevisibilidade a terminar - Definir tipos de cartões que Cenário desejado: não precisam de homologação Maior previsibilidade Menor Risco (WIP menor) Fluxo melhorado
  41. 41. NOVAS POLITICAS LIMITES RESPEITADOS
  42. 42. PO CONFORTÁVEL PARA AUMENTAR O ESCOPO SISTEMA MAISPREVISIVEL E ESTÁVEL
  43. 43. Gargalo e WIP alto Projeto: Xpto2 Cenário atual: Plano de Ação: Homologação é gargalo Sem limites no Kanban A DO - Acordar um limite com o PO Imprevisibilidade FI RM - Parar de começar e começar ON a terminar C ZEN - Definir tipos de cartões que AI Cenário desejado: não precisam de homologação K Maior previsibilidade Menor Risco (WIP menor) Fluxo melhorado
  44. 44. Como assim umKanban sem limites?
  45. 45. Kanban não é sobre “certo ou errado”visualize rasolimite o trabalho em progressomeça e gerencie o fluxotorne as políticas do processo explícitasimplemente mecanismos de feedbackmelhore colaborativamente com métodos científicos profundo
  46. 46. Theres no judgementin KanbanDavid J. Anderson
  47. 47. Littles Law Work-in-progressThroughput = Leadtime Work-in-progress Leadtime = Throughput
  48. 48. LEAD TIME
  49. 49. Como usar o Lead time Control Chart 9 8 7 6 5 4 3 2 1Dias
  50. 50. Throughput
  51. 51. Como usar o Throughput 9 8 7 6 5 4 3 2 1Itens 01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 Semana
  52. 52. Como usar o Throughput 9 8 7 6 5 4 3 2 1Itens 01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 Semana
  53. 53. Como usar o Throughput 9 8 7 6 5 4 3 2 1Itens 01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 Semana
  54. 54. Lidando com a Variabilidade
  55. 55. 4 2 4 4 6 4 MVP Levantamento Implementação EmPróximas com usuário Aguardando Homologação ProduçãoDemandas
  56. 56. 4 2 4 4 6 4 MVP Levantamento Implementação EmPróximas com usuário Aguardando Homologação ProduçãoDemandas
  57. 57. 4 2 4 4 6 4 LevantamentoPróximas com usuário Implementação Em AguardandoDemandas Produção Homologação Produção Demanda de Falha
  58. 58. 4 2 4 4 6 4 LevantamentoPróximas com usuário Implementação Em AguardandoDemandas Produção Homologação Produção
  59. 59. 4 2 4 4 6 4 LevantamentoPróximas com usuário Implementação Em AguardandoDemandas Produção Homologação Produção Droga! Não tenho mais previsibilidade nas demandas de valor!
  60. 60. 4 2 4 4 6 4 LevantamentoPróximas com usuário Implementação Em AguardandoDemandas Produção Homologação Produção4947
  61. 61. 4 2 4 4 6 4 LevantamentoPróximas com usuário Implementação Em AguardandoDemandas Produção Homologação Produção494 Hum...7 Leadtime médio: 4 dias Throughput: 6 por semana
  62. 62. 4 2 4 4 6 4 LevantamentoPróximas com usuário Implementação Em AguardandoDemandas Produção Homologação Produção4947 Droga! Tenho demandas especiais urgentes!
  63. 63. 4 3 4 4 6 4 LevantamentoPróximas com usuário Implementação Em AguardandoDemandas Produção Homologação Produção41946
  64. 64. 4 3 4 4 6 4 LevantamentoPróximas com usuário Implementação Em AguardandoDemandas Produção Homologação Produção41946 Pessoal, nova política do processo! Cartão Azul é sempre prioritário!
  65. 65. Mercado Arquitetura ● Table Stakes ● Arroz/Feijão ● Spoiler ● Já fizeram, tem cases ● Differentiator ● Já fizeram, sei lá como ● Cost Saver ● Nunca tentado em TI Cost-of-delay ● Expedite Outros... ● Fixed-date ● NormalKanban: Perfis da demandapara lidar com o risco ● Intangible
  66. 66. O que eu faço Práticas Ágeis hoje (by the book)
  67. 67. O que eu faço Práticas Ágeis hoje (by the book) Cargo Cult
  68. 68. O que é melhor no meu ContextoO que eu faço hoje Práticas Ágeis (by the book)
  69. 69. O que é melhor no meu Contexto n ba an KO que eu faço hoje Práticas Ágeis (by the book)
  70. 70. Resumo Se encontrar resistência emocional, crie umsistema de forma que os problemas se tornem visíveis e engaje o grupo emocionalmente na mudança.
  71. 71. “O problema nunca é falta de processo.”Rodrigo Yoshima
  72. 72. Obrigado! Rodrigo Yoshima blog.aspercom.com.br @rodrigoyParticipe do Agile Brazil!!!Accredited Lean-Kanban University TrainingDias 31 de agosto e 1 de setembrohttp://www.agilebrazil.com/

×