• Share
  • Email
  • Embed
  • Like
  • Save
  • Private Content
Convergência e Interoperabilidade
 

Convergência e Interoperabilidade

on

  • 587 views

Trabalho realizado durante o curso "Sistemas de Informação", mistrado pelo Dr. Mateus Cozer no Centro Universitário da FEI em 2012. ...

Trabalho realizado durante o curso "Sistemas de Informação", mistrado pelo Dr. Mateus Cozer no Centro Universitário da FEI em 2012.
O tema principal é a convergência e interoperabilidade de sistemas, passando pela história da Internet e seus principais componentes.

Statistics

Views

Total Views
587
Views on SlideShare
587
Embed Views
0

Actions

Likes
0
Downloads
29
Comments
0

0 Embeds 0

No embeds

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

    Convergência e Interoperabilidade Convergência e Interoperabilidade Presentation Transcript

    • Convergência eInteroperabilidadeAndréa Abujamra R Homem – 12.111.447-4Kátia Kaori Uehara – 12.210.023-3Rodrigo Marchiori Carvalho – 12.111.396-3Thiago Genaro Nogueira – 12.210.338-5 1
    • Agenda História da Internet Desdobramentos da Internet História da Web IPTV Internet móvel Hardware de rede Software de rede O modelo de referência OSI O modelo de referência TCP/IP Comparação entre OSI e TCP/IP Infraestrutura da Informação Conclusão 2
    • História da Internet 1960 – Contexto da Guerra Fria: ◦ Necessidade de outros meios de comunicação a prova de ataques nucleares; ◦ Disputa tecnológica do http://www.essaseoutras.com.br/wp-content/uploads/2011/08/guerra- fria-2.jpg Estados Unidos em relação à União Soviética. http://www.larsonsworld.com/images_blog/2007/071004_nyt_sputnik. jpg Fonte: Castells, Manuel: The Internet Galaxy 3
    • História da Internet Setembro de 1969 – Criação da  ARPA - Advanced Research Projects Agency – Empresa ARPANET, primeiro programa fundada pelo Departamento de transferência de pacotes de Defesa dos Estados entre computadores em Unidos em 1958. rede, sendo os nós em: - Universidade da Califórnia (Los Angeles); - Universidade da Califórnia (Santa Barbara); - Stanford Research Institute; http://www.elon.edu/images/e-web/predictions/arpanet.jpg - Universidade de Utah. Fonte: Castells, Manuel: The Internet Galaxy 4
    • História da Internet 1971 – Os nós de rede se expandiram para 15, sendo todos entre centros universitários. 1972 – Primeira demonstração pública, de sucesso, do funcionamento da ARPANET em uma conferência internacional de comunicação entre computadores (ICCC) em Washington, DC. Ano de criação do modelo básico de correio eletrônico. http://www.compraremails.net/email_marketing.jpg Fonte: Castells, Manuel: The Internet Galaxy 5
    • História da Internet 1990 – Até então o uso da  Disseminação da INTERNET estava restrito INTERNET pela ao meio acadêmico e sociedade: militar, mas, com a criação ◦ Ambiente Acadêmico; do Word Wild Web (WWW) ◦ Sociedade Civil; começou a sua expansão. ◦ Empresas de Telecomunicações; ◦ Governamental.http://en.bloguru.com/userdata/548/548/2011/orig_201111302128590.jpg Fonte: Castells, Manuel: The Internet Galaxy http://www.comciencia.br/comciencia/?section=8&edicao=48&id=600 6
    • História da Internet Ambiente Acadêmico: ◦ Acesso a recursos fisicamente distantes; ◦ Integridade da informação; ◦ Transferência de dados para alimentar experimentos. http://2.bp.blogspot.com/_aX2slfqT5S0/TMryf_Gso- http://www.kaplaninternational.com/por/Images/07-boston-harvard- I/AAAAAAAAAuI/_fQTXw96Yf8/s1600/img-pesquisa.jpg university_tcm21-15352.jpg Fonte: http://www.comciencia.br/comciencia/?section=8&edicao=48&id=600 7
    • História da Internet Sociedade Civil: ◦ Conexões telefônicas entre computadores pessoais; ◦ Expansão geográfica de ONG’s; ◦ Maior conectividade entre os membros. http://www.ilegivel.com/wp- http://www.msf.provisorio.ws/arquivos/img/ong_brasil.j content/uploads/2011/07/ong.png pg Fonte: http://www.comciencia.br/comciencia/?section=8&edicao=48&id=600 8
    • História da Internet Empresas de Telecomunicações ◦ Antes, só forneciam os meios físicos; ◦ Viram o rápido crescimento e se interessaram; ◦ O então Ministro das Comunicações Sérgio Motta organizou o setor proibindo acesso direto da população à INTERNET; ◦ Criação dos provedores. http://info.abril.com.br/aberto/infonews/fot os/speedy-telefonica-http://www.dsvc.com.br/wp- 20090620124740.gifcontent/uploads/2012/01/uol1.jpg http://www.cidademarketing.com.br/2009/sysfotos/im agensexibicao/noticias/fevereiro2010/ig.jpg Fonte: http://www.comciencia.br/comciencia/?section=8&edicao=48&id=600 9
    • História da Internet Setor Governamental: ◦ Grandes promessas de serviços a serem oferecidos à população e aos próprios setores governamentais; ◦ Legislativo – criação de normas e leis específicas, regulamentando o uso da internet. Fonte: http://www.comciencia.br/comciencia/?section=8&edicao=48&id=600 10
    • História da Internet http://www.bigbangonline.c 2006 – Criação de redes om.br/wp- content/uploads/2011/04/or sociais, como por exemplo kut.jpg ORKUT e FACEBOOK. 2012 – Criação de sites de http://blog.ffelix.eti.br/wp- content/uploads/2010/07/facebook.p compras coletivas, como ng Peixe Urbano e Grupon. http://mundodasnoticias.net/wp- content/uploads/2011/03/peixe- urbano.jpg http://www.topdicas.com/wp- content/uploads/2011/03/ofertas- groupon-www-groupon-com-br- 300x131.jpg Fonte: http://www.internetsociety.org/internet/internet-51/history-internet/brief-history-internet 11
    • História da Internet Quatro grandes culturas modelaram a internet da maneira como a vemos hoje: ◦ Cultura Tecnomeritocrática; ◦ Cultura Hacker; ◦ Cultura Virtual; ◦ Cultura Empreendedora. Fonte: Castells, Manuel: The Internet Galaxy 12
    • Desdobramentos da Internet  Internet - conjunto de redes locais espalhadas pelo mundo que torna possível e interligação entre os computadores utilizando um protocolo.  Intranet - oferece todas as facilidades da INTERNET porém se restringe a algum público: ◦ Acesso por usuário e senha; ◦ Servidor local; ◦ Rede local (LAN); ◦ Aceita outros protocolos e não somente o HTTP.  Extranet – Possibilita o acesso à Intranet de qualquer outro computador em qualquer lugar do mundo: ◦ Facilita e melhora a comunicação entre funcionários e parceiros; ◦ Aumenta a base de conhecimento para gerar novas soluções.Fonte: http://www.oficinadanet.com.br/artigo/1276/internet_intranet_e_extranet_o_que_sao_e_quais_as_diferencas 13
    • História da Web “Hypertextos” ◦ Conceito ◦ Objetivos ◦ Consequências http:// www.web.njit.edu www.fei.edu.br Continuar Apresentação http://www.w3.org/Talks/General/Concepts.html http://www.mwrevolution.com Fonte: Original proposal for a global hypertext project at CERN (1989) 14
    • História da Web1945 1960  “Memex” de Vanevar Bush  “oNLine System” (NLS) ◦ Publicado no artigo “As We ◦ May Think” DougAtlantic Criado por pela Engelbart Monthly ◦ Foi a primeira implementação ◦ Primeira idéia visionária de um de sucesso dos hypertextos sistema de gerenciamento de http://www.ibiblio.org/hhalpin ◦ informações automatizado Facilitou a criação de livrarias /homepage/presentations/ph iloweb/ ◦ Permite e armazenagem de digitais fazer e seguir links entre os documentos documentos eletrônicos por armazenados em microfilme meio do hypertexto ◦ “A memex is a device in which ◦ an individual stores all his Primeiro modelo a books, records, and de implementar as idéias http://www.ibiblio.org/pione communications, and which is Vanevar Bush ers/englebart.html mechanized so that it may be ◦ consulted do mouse Invenção with exceeding http://www.livinginternet.com/i/ii_bush.htm speed and flexibility.” (Vannevar Bush; As We May Think; Atlantic Monthly; July 1945.) http://mar-sousa.blogspot.com/ Fonte: The web: Past, Present and Future (1996) 15
    • História da Web1945 1960  “Hypertext” ◦ Palavra criada por Ted Nelson ◦ Popularizou o termo com o livro “Literary Machines” ◦ Projeto “Xanadu”  Hypertextos de alta- performance que assegura a identidade da referência dos objetos, resolvendo problemas de controle de direitos autorais.  “For example, the Xanadu system would enable an artist to post their work in www.broadbandsuppliers.co.uk electronic form and let it be accessed any number of times, without having to worry about suddenly receiving an insupportable bill for network bandwidth costs. By adding useful structure, the system frees up the information and makes it available to everyone.” (Projeto Xanadu) Fonte: The web: Past, Present and Future (1996) 16
    • História da Web1945 1960 1969 1974 1978 1989  Tim Berners-Lee ◦ Original proposal for a global hypertext project at CERN ◦ Necessidade de um espaço para armazenar informações com fácil rastreabilidade ◦ Dificuldade no acesso às informações para sistemas hierarquizados ◦ Dificuldade com acesso por http://www.w3.org/People/Berners-Lee/FAQ.html http://www.w3.org/History/1989/proposal.html keywords ◦ Enquire (1980)  Fins Pessoais  HyperCard - Macintosh Fonte: Original proposal for a global hypertext project at CERN (1989) 17
    • História da Web1945 1960 1969 1974 1978 1989  Principais aplicações ◦ Documentação do desenvolvimento do projeto ◦ Armazenar e imprimir documentos com rastreabilidade ◦ Armazenagem de dados pessoais ◦ Analisar a topologia de uma organização ◦ Listar pessoas ou objetos para diversas utilizações http://www.w3.org/History/1989/proposal.html Fonte: Original proposal for a global hypertext project at CERN (1989) 18
    • História da Web1945 1960 1969 1974 1978 1989 1990 - 1993  World Wide Web ◦ Espaço de compartilhamento de dados ◦ Comunicação entre pessoas e máquinas ◦ Facilitar a resolução de problemas no dia-a-dia ◦ Povoada por páginas, textos, animações e vídeos interligados ◦ Fim da incompatibilidade entre sistemas computadorizados http://www.tecmundo.com.br/historia/1778-a-world-wide-web- completa-20-anos-conheca-como-ela-surgiu.htm (redes, formatos de 19 discos, códigos) Fonte: The web: Past, Present and Future (1996)
    • História da Web1945 1960 1969 1974 1978 1989 1990 - 1993  World Wide Web ◦ Implementação de um Browser + Editor usando o ambiente NeXTStep (WWW).  Adição de novos links e documentos http://www.typewritten.org/Media/ ◦ Primeiro servidor web (info.cern.ch) http://www.lifehack.org/ articles/management/w ◦ Primeira página da web hy-a-good-web-site- matters-to-your- (http://nxoc01.cern.ch/hypertext/WWW/TheProject business.html .html) Fonte: The web: Past, Present and Future (1996) 20
    • História da Web1945 1960 1969 1974 1978 1989 1990 - 1993  World Wide Web ◦ Universitários começam a desenvolver novos browsers  Erwise – X-Windows  Viola-WWW – Unix  Cello – Windows(tm)  Mosaic – Diversas Plataformas e gráfico  Mosaic tinha fácil instalação ◦ CERN permite que qualquer http://www.xconomy.com/national/2 009/03/03/the-greatest-internet- um possa usar o código e o pioneers-you-never-heard-of-the- protocolo web (HTTP) de story-of-erwise-and-four-finns-who- graça showed-the-way-to-the-web- browser/attachment/erwise5/ ◦ Criação do Netscape Corporation ◦ Tradicionais sistemas de dial- up http://www.viola.org/viola/violaIntro (CompuServe, AOL, Prodigy) .html começam a prover acesso a Internet Fonte: The web: Past, Present and Future (1996) 21
    • História da Web1945 1960 1969 1974 1978 1989 1990 - 1993   Arquitetura da Web Arquitetura da Web ◦ Clientes, Servidores, URL, ◦ Universal Resource Locator (URL) HTML, HTTP ◦ Independência de ◦ <protocolo>://<máquina>[:<porta>]/<endereço-local> especificações • http://g1.globo.com/politica/noticia/2012/02/comissao-aprova-lei-geral-da-copa-com-  Interoperabilidade meia-entrada-so-para-idosos.html http://www.tecmundo.com.br/historia/1778-a-world-wide-web- ◦ Universal Resource completa-20-anos-conheca-como-ela-surgiu.htm Identifiers (URI)  Elemento principal da Web  Começa com “http:”  Universal (Qualquer objeto pode ser mapeado por uma sintaxe e prefixo)  Dependendo das propriedades do espaço localizado, as URI’s podem ser denominadas como nomes (URN) ou endereços (URL)  Genéricos Fonte: FERNANDES, JorgeThe web: Past, Present and Future (1996) Tecnologias, Aplicações e Fonte: Henrique Cabral. Ciberespaço: Modelos, 22 Perspectivas.
    • História da Web1945 1960 1969 1974 1978 1989 1990 - 1993  Arquitetura da Web HTTP Típico Pedido Típica Resposta HTTP ◦ Protocolos Protocolos GET /~jhcf/Welcome.html HTTP/1.0 HTTP/1.1 200 OK  File Transfer Protocol I) User-Agent: Mozilla/4.5 [en] (WinNT; (FTP)  HyperText Transfer Date: Wed, 28 Jul 1999 02:29:08 GMT Host: www.di.ufpe.br:80 Server: Apache/1.2.5  Muito Devagar Accept: Protocol (HTTP)*/* image/gif, image/jpeg, Content-Length: 161  Pobre em recursos Content-Type: text/html  Get  HyperText Transfer Protocol <html> <head>  Put (HTTP) <title>Home-Page de Jorge</title>  Velocidade necessária para  Post </head> operar com links entre <body>  Delete hypertextos <h1>Bem vindo!</h1>  Outros Aspectos dos URI’s  O endereçamento <img src="foto.gif"> <a href="Curriculum.html">Curriculum</a> é dividido em duas partes  Caching  Domain Name Service (DNS) </body> http://pt.kioskea.net/contents/internet/http.php3 </html> http://www.w3.org/People/Berners-Lee/1996/ppf.html  Descobre um server  Proxy adequado  Negociaçãolida com o  String opaco que de conteúdo server Fonte: FERNANDES, JorgeThe web: Past, Present and Future (1996) Tecnologias, Aplicações e Fonte: Henrique Cabral. Ciberespaço: Modelos, 23 Perspectivas.
    • História da Web1945 1960 1969 1974 1978 1989 1990 - 1993  Arquitetura da Web VS http://www.petrostrategies.org/Link http://tichicoprado.blogspot.com/2011/05/importante- s/Worlds_Largest_Oil_and_Gas_C diferenca-entre-http-e-https.html ompanies_Sites.htm Fonte: FERNANDES, Jorge Henrique Cabral. Ciberespaço: Modelos, Tecnologias, Aplicações e 24 Perspectivas.
    • História da Web1945 1960 1969 1974 1978 1989 1990 - 1993  Arquitetura da Web ◦ Linguagem  HyperText Markup Language  Descrição de hypermídias mais utilizada na Web  Simples  Formato de dados a ser transmitido pela escrita  Base: Standard Generalized Markup Language (SGML)  Documentation community http://www.variedadesedicas.com/2011/04/como-fazer-botoes-em-  Hypertext community html.html Fonte: The web: Past, Present and Future (1996) 25
    • História da Web1945 1960 1969 1974 1978 1989 1990 - 1993 Reformulação do HTML Uma Aplicação Baseado do SGML no XML SGML na WEB http://www.web3mantra.com/tag/iphone-app-with-html5/ Fonte: http://www.ic.unicamp.br/~celio/inf533/docs/markup.html 26
    • História da Web1945 1960 1969 1974 1978 1989 1990 - 1993 1994  World Wide Web Consortium (W3C) ◦ Criado por Tim Berners-Lee ◦ Garantir crescimento da Web de longo prazo ◦ Garante a interoperabilidade da Web  Criação de padrões e diretrizes  Educação e divulgação http://www.w3c.org  Desenvolvimento de softwares  Fóruns abertos para discussões Fonte: http://www.w3c.org 27
    • História da Web1945 1960 1969 1974 1978 1989 1990 - 1993 1994  World Wide Web Consortium (W3C) ◦ Laboratório de Ciência da Computação e Inteligência Artificial (CSAIL) da Massachussetts Insitute of Technology (MIT) ◦ Consórcio Europeu de Pesquisa para Informática e Matemática (ERCIM), sede na França ◦ Universidade de Keio, Japão ◦ Financiamento: http://www.billfrymire.com/gallery/international-global-connect-world- map.jpg.html  Contribuições dos filiados  Doações para pesquisas  Recursos públicos e privados  Programa de apoiadores Fonte: http://www.w3c.org 28
    • História da Web1945 1960 1969 1974 1978 1989 1990 - 1993 1994 2003-2008  Browsers ◦ O Mosaic liderou até 1995 ◦ Nasce o Netscape, primeiro navegador comercial da Internet ◦ Microsoft desenvolve o Internet Explorer, exclusivo do Windows ◦ Mozilla Firefox (2004) ◦ Opera, Safari http://glassmosaicss.com/2011/12/27/mosaic-browser/ http://www.tecmundo.com.br/historia/1778-a-world-wide-web-completa-20-anos- ◦ Google Chrome (2008) http://en.wikipedia.org/wiki/File:Netscape_2.02.png conheca-como-ela-surgiu.htm http://www.tecmundo.com.br/historia/1778-a-world-wide-web-completa-20-anos- conheca-como-ela-surgiu.htm Fonte: www.tecmundo.com.br 29
    • IPTV – Internet Protocol Television e TV Digital Interativa  A televisão segue a tendência mundial de convergência digital, que é a fusão entre mercados de mídia e a Tecnologia da Informação e Comunicação (TICs). Através da migração de plataformas analógicas para plataformas digitais interoperáveis.  TV Analógica para IPTV ou TV Digital Interativa.  Uso da internet para a transmissão de informações para a televisão ◦ Melhor qualidade de imagem e áudio; ◦ Individualidade no acesso à informação; ◦ Integração de multiserviços a Tv/Internet; ◦ Segurança; ◦ Telejogos; ◦ Telecomércio, entre outos. 30Fonte: Jorge Fernandes, Guido Lemos e Gledson Elias. Introdução à Televisão Digital Interativa: Arquitetura, Protocolos, Padrões e Práticas (2004)
    • IPTV – Internet Protocol Television e TV Digital Interativa O Brasil iniciou o desenvolvimento de uma plataforma própria.  Programas   Arquitetura  Provedor de acesso;  Provedor de serviço;  Central de produções;  Recepção domestica. 31Fonte: Jorge Fernandes, Guido Lemos e Gledson Elias. Introdução à Televisão Digital Interativa: Arquitetura, Protocolos, Padrões e Práticas (2004)
    • IPTV – Internet Protocol Television e TV Digital Interativa  Padrões Brasileiro, Americano, Europeu e Japonês Arquitetura SBTVD 32Fonte: Jorge Fernandes, Guido Lemos e Gledson Elias. Introdução à Televisão Digital Interativa: Arquitetura, Protocolos, Padrões e Práticas (2004)
    • IPTV – Internet Protocol Television e TV Digital InterativaPresente e futuro do IPTVGlobal IPTV subscribers up6% in 3Q 2011 to 54.4million Fonte: Broadband forum by Point Topic (Jan, 2012) 33
    • Internet Móvel“Uso de tecnologias de comunicação sem fio (wireless) para acesso a informações e aplicações Web a partir de dispositivos móveis, como celulares de handhelds.” Cezar Taurion Chede  Impulsionadores do uso da internet móvelUso global da internet em aparelhos portáteis – não incluindotablets – praticamente dobrou de 4,3% para 8,5% entre2010 e 2011... 34 Fonte: StatCounter
    • Internet MóvelAlguns dados... Há aproximadamente 1,2 bilhões de usuários de internet móvel no mundo, isso representa 17% da população mundial; Coréia do Sul e Japão são os países mais possuem usuários; No Brasil o número de usuários no país quase dobrou em 2011, isto significa que são mais 40 milhões de novos usuários. A internet fixa cresceu 22%, o que representa mais de 16 milhões de pessoas 35 Fonte: Broadband forum by Point Topic (Jan, 2012)
    • Internet Móvel Facilidades da internet móvel Fonte: Microsoft TagFonte: Yahoo (Jan, 2012) Aplicativos 36
    • Internet Móvel Futuro4G • Tecnologia WiMax HTC EVO 4G • Baseado Primeiro celular com tecnologia Wi totalmente em Max e sistema operacional Android. IP Lançado em Las Vegas (Março, • 100 Mbps a 2010). 5Gbps Fonte: http://tecnologia.terra.com.br/noticias/0,,OI4337386-EI15606,00- • MMS Celular+G+e+lancado+nos+Estados+Unidos+pela+HTC.html • Video Chat • Mobile TV • HDTV • DVB 37 Fonte: Teleco
    • Hardware de redes Conceito É a parte física do computador, ou seja, é o conjunto decomponentes eletrônicos, circuitos integrados e placas, que secomunicam através de barramentos. Tipos de Tecnologia de Transmissão ◦ Redes de difusão; ◦ Redes ponto-a-ponto; Tipos de redes ◦ Redes locais ou LAN (Local Área Network); ◦ Redes Metropolitanas ou MAN (Metropolitan Area Network); ◦ Redes de longa distância ou WAN (Wide Area Network); Novas tecnologias de redes ◦ Bluetooth (IEEE 802.15.1); ◦ Home PNA e Home Plug Powerline; ◦ Redes sem fio (IEEE 802.11). 38 Fonte: Tanenbaum, Redes de computadores (1997)
    • Hardware de redes Redes locais sem fio ou WLANs Uma Wireless LAN (WLAN) é uma rede local sem fiopadronizada pelo IEEE 802.11. É conhecida também pelo nome de Wi-Fi, abreviatura de “wireless fidelity” (fidelidade sem fios) e marcaregistrada pertencente à Wireless Ethernet Compatibility Alliance (WECA).(Teleco) ◦ Alternativa as redes convencionais com fio; ◦ Fornece a mesma funcionalidade; ◦ Forma flexível, fácil de boa conectividade; ◦ Podem ser utilizadas o rádio frequência ou infravermelho; ◦ Dependendo do receptor, as redes WLANs atingem distâncias de 18 m. Onde são mais utilizadas ◦ Redes locais, escritórios e residências; ◦ Redes públicas de acesso a internet (Wi-Fi) 39 Fonte: Tanenbaum, Redes de computadores (1997)
    • Hardware de redes Como funcionam ◦ Portadoras de rádio ou infravermelho ◦ Trasmitidos através de ondas eletromagnéticas ◦ Múltiplas portadoras de rádio podem existir; ◦ Ponto de acesso conectado a uma rede local Ethernet Convencional com fio; ◦ Um grupo de empresas coordena o desenvolvimento do Protocolo IAPP(Internet Acess point Protocol) Wireless no Brasil ◦ As redes WiFi utilizam frequências que não precisam de autorização para serem utilizadas. ◦ Regulamento sobre Equipamentos de Radiocomunicação de Radiação Restrita. (seções IX e X), reeditado pela resolução 506 de 01/07/08 da Anatel. ◦ Sistema spread spectrum: são mais utilizados atualmente, frequência de banda larga; 40 Fonte: Tanenbaum, Redes de computadores (1997)
    • Software de Rede1945 1960 1967 • As primeiras redes de Camadas: divisão das computadores tiveram como foco o redes, colocadas uma sobre as Hardware, mas atualmente temos outras; softwares de rede altamente estruturados. Protocolos: conjunto de regras de comunicação entre as partes de uma • Hierarquias de Protocolo mesma camada; – Primeiras Redes: Organizadas como uma série de camadas ou Interface: define as operações que a níveis. camada inferior tem a oferecer à – Para cada par de camadas camada superior; adjacentes, há uma interface, esta define o que a camada Arquiteturas de Redes: conjunto de inferior tem a oferecer para a camadas de protocolos. camada superior. http://planoterra.blogspot.com/2011_04_01_archive.html Fonte: Computer Networks; Tanebaum, Andrew S. 41
    • Software de Rede1945 1960 1967 Camadas, Protocolos e Interfaces Fonte: Computer Networks; Tanebaum, Andrew S. 42
    • O Modelo de Referência OSI1945 1960 1967 O Modelo OSI é baseado em uma proposta desenvolvida pela ISO (International Standards Organization) como um primeiro passo na direção da padronização internacional dos protocolos usados nas diferentes camadas. - Trata da interconexão de Sistema Abertos; - Foi estruturado em 7 Camadas, informando o que cada camada deve fazer; - Produziu padrão a todas as camadas. Fonte Fig.: http://eziclei.blogspot.com/2010/09/modelo-osi-redes.html Fonte: Computer Networks; Tanebaum, Andrew S. 43
    • O Modelo de Referência OSI 44
    • O Modelo de Referência TCP/IP1945 1960 1967 1974 • O modelo de arquitetura de rede TCP/IP surgiu com o objetivo de conectar várias redes ao mesmo tempo. O nome atribuído a esta arquitetura é proveniente de seus dois principais protocolos TCP (Transmission Control Protocol) e IP(Internet Protocol). • Sendo definido pela primeira vez por Vinton Cerf e Robert Kahn. • Estruturado em 4 camadas Fonte: Computer Networks; Tanebaum, Andrew S. 45
    • O Modelo de Referência TCP/IP1945 1960 1967 1974 • A Camada Host/Rede • O Host deve-se conectar com • Tem por finalidade enviar os a rede utilizando um protocolo dados para o meio de para o envio de pacotes IP. transmissão. Esse protocolo não é definido e varia de host para host e de rede para rede. Fonte: Computer Networks; Tanebaum, Andrew S. 46
    • O Modelo de Referência TCP/IP1945 1960 1967 1974 • A Camada Inter-redes • Tem por finalidade permitir • A tarefa principal da camda que os hosts injetem pacotes inter-redes é entregar pacotes em qualquer rede e garantir IP onde eles são necessários. que estes sejam transmitidos independentemente do destino, podendo ser outra rede. Fonte: Computer Networks; Tanebaum, Andrew S. 47
    • O Modelo de Referência TCP/IP1945 1960 1967 1974 • A Camada Transporte • Tem por finalidade permitir • O Protocolo UDP que as entidades par dos hosts de origem e de destino • Protocolo sem conexão, não mantenha uma confiável para aplicações que conversação, exatamente não necessitam nem de como acontece na camada de controle de fluxo, nem da transporte OSI. manutenção da sequência das mensagens enviadas. • O Protocolo TCP • Protocolo orientado que permite a entrega sem erros de um fluxo de bytes originado de uma determinada máquina em qualquer computador em inter-rede. Fonte: Computer Networks; Tanebaum, Andrew S. 48
    • O Modelo de Referência TCP/IP1945 1960 1967 1974 • A Camada Aplicação • Esta contém os protocolos de • Se comparado ao modelo OSI alto nível. Dentre eles estão o não encontramos as camadas protocolo de terminal virtual de sessão e de apresentação (TELNET), o protocolo de no modelo TCP/IP, por conta transferência de arquivos da baixa utilização das (FTP) e o protocolo de correio mesmas na maioria das eletrônico (SMTP). aplicações. • Algum tempo depois foram incluídos os protocolos DNS, NNTP e o HTTP. Fonte: Computer Networks; Tanebaum, Andrew S. 49
    • O Modelo de Referência TCP/IP1945 1960 1967 1974 Fonte: Computer Networks; Tanebaum, Andrew S. 50
    • Comparação entre os modelos de referência OSI e TCP/IP1945 1960 1967 1974 • Estes dois modelos de referência (OSI – TCP/IP) possuem muito em comum. Baseiam-se no conceito de uma pilha de protocolos independentes. E suas camadas possuem funções semelhantes. • Nos dois modelos são oferecidos aos processos que desejam comunicar-se por um serviço de transporte fim a fim. Fonte Fig.: http://academicsmaster.blogspot.com/2011/05/redes-de-computadores-post-1-taxonomia.html 51
    • Infraestrutura da Informação Aumento no poder de processamento e transferência de dados e capacidade de armazenagem geraram a criação de soluções versáteis de TI, cuja complexidade cresceu dramaticamente. Possível Definição: Sistema compartilhado, aberto (sem limites), heterogêneo e evolutivo que consiste de uma série de Competências de TI e seus usuários, operações e comunidades. O design das IIs pode ser dividido conforme sua complexidade em: ◦ Competência de TI - Editor de Texto. ◦ Aplicativos ◦ Plataformas - Incluem softwares office (MS Office), sistemas operacionais (Windows, Unix), ERPs ou CRM ou plataformas de desenvolvimento de aplicativos. As plataformas são compostas de arquiteturas que permitem a organização de crescentes ferramentas de Competência de TI em um sistema relativamente bem delimitado e controlado. Fonte: Hanseth, O e Monteiro, E. IT Infrastructures
    • Infraestrutura da Informação Design  Benefícios ◦ Indivíduos efetivo ◦ Sociedade ◦ Negócios  Perdas Design ◦ Investimentos Não- ◦ Custos de Oportunidade ◦ Problemas sociais e políticos Efetivo Sistema e-health no Reino Unido Fonte: Hanseth, O e Monteiro, E. IT Infrastructures
    • Infraestrutura da Informação Problema de traduzir as descrições empiricas da evolução da II em principios de design que promovam sua evolução, crescimento e coordenação Técnico ◦ Descoberta ◦ Implementação ◦ Integração ◦ Controle ◦ Coordenação de competências heterogêneas Social ◦ Organizar e conectar agentes heterogêneos com interesses diversos Fonte: Hanseth, O e Monteiro, E. IT Infrastructures
    • Conclusão Divergência de Sistemas Fim da Interoperabilidade? W3C IPAD – AppleKindle - Amazon Android - Google 55
    • Perguntas??