Pesquisa  Social
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Like this? Share it with your network

Share

Pesquisa Social

on

  • 9,238 views

 

Statistics

Views

Total Views
9,238
Views on SlideShare
9,238
Embed Views
0

Actions

Likes
2
Downloads
62
Comments
0

0 Embeds 0

No embeds

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft Word

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

Pesquisa Social Document Transcript

  • 1. Pesquisa Social GIL, Antonio Carlos. Métodos e Técnicas de Pesquisa Social. 5.ed. São Paulo: Atlas, 1999. Pode-se definir método como caminho para se chegar a determinado fim. E método científico como um conjunto de procedimentos intelectuais e técnicos adotados para se atingir o conhecimento. Métodos que proporcionam as bases lógicas de investigação: Método Dedutivo É o método que parte do geral para o particular. [...] encontra larga aplicação em ciências como Física e a Matemática. [...] já nas ciências sociais seu uso é mais restrito em virtude da dificuldade para se obter argumentos gerais, cuja veracidade não possa ser colocada em dúvida. Método Indutivo [...] procede inversamente ao dedutivo: parte do particular e coloca a generalização como um produto posterior do trabalho de coleta de dados particulares. [...] passou a ser visto como o método por excelência das ciências naturais. Não há como deixar de reconhecer a importância do método indutivo para as ciências sociais. Método Hipotético-Dedutivo Quando os conhecimentos disponíveis sobre um assunto são insuficientes para a explicação de um fenômeno, surge o problema. Para tentar explicar a dificuldade expressa no problema, são formadas hipóteses. Das hipóteses formuladas, deduzem-se conseqüências que deverão ser testadas ou falseadas. Falsear significa tornar falsas as conseqüências deduzidas das hipóteses. Enquanto no método dedutivo procura-se a todo custo confirmar a hipótese, no método hipotético-dedutivo, ao contrário, procuram-se evidências para derrubá-la. [...] notável aceitação no campo das ciências naturais. [...] Nas ciências sociais, entretanto, a utilização desse método mostra-se bastante crítica, pois nem sempre podem ser deduzidas conseqüências observadas das hipóteses.
  • 2. Método Dialético Método Fenomenológico O método fenomenológico não é dedutivo nem empírico. Consiste em mostrar o que é dado e em esclarecer este dado. Não explica mediante leis nem deduz a partir de princípios, mas considera imediatamente o que está presente, a consciência, o objeto. Conseqüentemente, têm uma tendência orientada totalmente para o objeto. Interessa-lhe imediatamente não o conceito subjetivo, nem uma atividade do sujeito, mas aquilo que é sabido, posto em dúvida, amado, odiado, etc. Métodos que indicam os meios técnicos da investigação: Método Experimental [...] o método por excelência das ciências naturais. Método Observacional [...] é um dos mais utilizados nas ciências sociais. [...] pode ser considerado como um dos mais primitivos, e conseqüentemente, o mais impreciso. Mas por outro lado, pode ser tido como um dos mais modernos, visto que possibilita o mais elevado grau de precisão nas ciências sociais. Método comparativo Procede pela investigação de indivíduos, classes, fenômenos ou fatos, com vistas a ressaltar as diferenças e similaridades entre eles. Método Estatístico Fundamenta-se na aplicação da teoria estatística da probabilidade e constitui importante auxilio para a investigação em ciências sociais. Os procedimentos estatísticos fornecem considerável reforço às conclusões obtidas, sobretudo mediante a experimentação e a observação.
  • 3. Método Clínico [...] é utilizado, principalmente, na pesquisa psicológica, onde os pesquisados são indivíduos que procuram o psicólogo ou o psiquiatra para obter ajuda. Método Monográfico Parte do principio de que o estudo de um caso em profundidade pode ser considerado representativo de muitos outros ou mesmo de todos os casos semelhantes.