• Share
  • Email
  • Embed
  • Like
  • Save
  • Private Content
Controle GlicêMico Estrito Na Ti
 

Controle GlicêMico Estrito Na Ti

on

  • 2,701 views

 

Statistics

Views

Total Views
2,701
Views on SlideShare
2,689
Embed Views
12

Actions

Likes
0
Downloads
41
Comments
0

1 Embed 12

http://www.slideshare.net 12

Accessibility

Upload Details

Uploaded via as Adobe PDF

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

    Controle GlicêMico Estrito Na Ti Controle GlicêMico Estrito Na Ti Presentation Transcript

    • CONTROLE GLICÊMICO ESTRITO NA TERAPIA INTENSIVA PLINIO N GOMES CURSO DE T.I. 2009
    • O que sabemos Estudos corroboram a redução de alterações crônicas (rim, neuro, visão): DCCT_ Diabetes Control and Complications Trial Hiperglicemia inicial ou sustentada era biomarcador de gravidade e mau prognóstico (trauma, cirurgia, ave, infarto do miocárdio) Valores da normalidade por faixa etária: Adultos: 80-110 mg/dl; Crianças: 70-100 mg/dl; <1ano: 50-80 mg/dl Limiar renal para glicosúria: glicemia de 215 mg/dl
    • Leuven (surgical) Study 2001: RCT unicêntrico de pts de TI cirúrgica, foi pioneiro na modificação da meta do controle glicêmico, empregando um protocolo rígido e com alto grau de dificuldade com Insulina Venosa Contínua Redução significativa na IRenalAg, Bacteremia, n Transfusões, tempo de condução nervosa Mort_TI reduziu de 8% para 4,6% e Mort_Hosp reduziu de 10,9% para 7,2% N Hipoglicemia (<40 mg/dl) de 5,1% vs 0,8%
    • Leuven (medical) Study 2006: RCT unicêntrico de pts de TI clínica, empregando mesmo protocolo de 2001 Redução significativa na IRenalAg, tempo_VM, LOS_TI e LOS_hosp Mort_Hosp não modificada: 37,3% para 40% (em análise de sub-grupo com menos ou mais do que 3 dias de TI, houve divergência) N Hipoglicemia (<40 mg/dl) de 18,6% vs 3,1%
    • Glucocontrol Trial 21 centros de TI médico-cirúrgicas A Insulina Venosa Contínua foi implementada até a alta da TI Meta terapêutica de glicemia entre 80-110 levou ao uso de insulina em 66,2% vs 96,3%. O tempo mantido na faixa terapêutica alvo foi semelhante. Estudo interrompido devido a incidência de hipoglicemia: 8,7% vs 2,7% Mortalidade na TI foi semelhante nos 2 grupos: 15,35 vs 17,2% HARM
    • VISEP (clín-cirúrg) Trial 2008: RCT multicêntrico de pts de TI clínica- cirúrgica, combinando protocolo de insulina e tipo de ressuscitação volêmica Protocolo de insulina venosa interrompido devido ao N Hipoglicemia (<40 mg/dl): 17% vs 4,1% Mort_Hosp_90 dias não-estatisticamente significativa: 39,7% vs 35,4% HARM
    • NICE-SUGAR (clín-cirúrg) Trial 2009: RCT multicêntrico de 6104 pts de TI clínica- cirúrgica, empregando protocolo soft de controle glicêmico: tempo sob a curva 115 versus 144 mg/dL Mort_Hosp_90 dias maior no grupo-estudo: RR 1,14 [95% CI 1,02-1,28], 27,5% vs 24,9% No sub-grupo cirúrgico, 2232 pts: RR 1,31 [95% CI 1,07-1,61], 24,4% vs 19,8% N Hipoglicemia (<40 mg/dl) de 6,8% vs 0,5% HARM
    • Baseado no banco de dados da anzics core cpd- 1as 24 hs admissão de 66184 pts (92,5% do total) (http://creativecommons.org/licenses/by/2.0)
    • Imperfeições observadas do controle glicêmico estrito Rigor de treinamento e vigilância pelo staff da TI, com aumento do stress profissional- resultados são Centro-dependentes Benefício limitado a subgrupos de pacientes (cirurgia cardíaca, mais de 3 dias de LOS_TI) Meta-análise dos estudos anteriores conclui que a HIPOGLICEMIA é uma marcador de eventos adversos e risco de morte Imprecisão dos métodos de análise point-of-care no cenário dos distúrbios prevalentes na TI
    • Imperfeições observadas do controle glicêmico estrito Accu-Check (Roche) Precision (Abbott) Optium (Abbott) ...
    • Imperfeições observadas do controle glicêmico estrito Glucose meters are considerably less precise than blood gas analyzers or The most widely accepted criteria central laboratory analyzers. The for adequate glucose-meter coefficients of variation among 17 performance are that 95% of the glucose meter types were 12–14%, time the result should be within ± with bias between two types as high 20% of the 'true' glucose value at ≥ as 41%. Bias of 41% at a glucose concentration of 8.0 mmol/l is 4.2 mmol/l and within ± 0.83 mmol/l equivalent to 3.2 mmol/l, which is at glucose concentrations < 4.2 twice the difference (1.6 mmol/l) in mmol/l.[10] If a patient has a real mean blood glucose concentrations glucose concentration of 5.3 between the intensive and mmol/l, the acceptable range for a conventional groups observed in meter would be 4.3–6.4 mmol/l NICE-SUGAR. If a glucose meter has (note that 5% of the time the results high bias (that is, consistently could be outside this range.) These reports higher values than the values exceed the range for the patient's actual glucose concentration), the patient will intensive control target of 4.5–6.0 receive too much insulin and might mmol/l set by the NICE-SUGAR develop hypoglycemia. investigators.
    • Recomendações para 2010 Meta do controle glicêmico: <150 mg/dl- SSCampaign 2008 140-180 mg/dl – AACE/ADA Consensus 2009 Protocolo de insulina venosa que contemple fatores críticos de hipoglicemia Estado nutricional e tipo de terapia nutricional Disfunção Renal, Hepática Método dialítico e Corticoterapia