0
ESTRUTUR    S E FORM    S DE RELEV<br />
Agentes Modeladores<br />Endógenos<br />Exógenos<br /><ul><li>liberação de energia na superfície do planeta</li></ul>(eros...
liberação de energia no interior do planeta</li></ul>(orogênese / epirogênese)<br /><ul><li>vulcanismoe tectonismo</li></u...
ação do gelo (solidificação e fusão) provoca fissuras na rocha</li></ul>INTEMPERISMO<br />Químico (decomposição)<br /><ul>...
Relevo Brasileiro<br />1940 Aroldo de Azevedo<br /><ul><li>critério do nível altimétrico
planaltos: terrenos levemente acidentados acima de 200 metros
planícies: terrenos planos abaixo de 200 metros</li></ul>1958 AzizAb’Saber<br /><ul><li>critério dos processos formativos
planaltos: processos de erosão superam os de sedimentação
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

10th estrutura do relevo

796

Published on

Published in: Technology
0 Comments
2 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total Views
796
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
28
Comments
0
Likes
2
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Transcript of "10th estrutura do relevo"

  1. 1. ESTRUTUR S E FORM S DE RELEV<br />
  2. 2. Agentes Modeladores<br />Endógenos<br />Exógenos<br /><ul><li>liberação de energia na superfície do planeta</li></ul>(erosão / intemperismo)<br /><ul><li>vento, rios, mares, geleiras, homem
  3. 3. liberação de energia no interior do planeta</li></ul>(orogênese / epirogênese)<br /><ul><li>vulcanismoe tectonismo</li></ul>Intemperismo produz sedimentos que sofrem erosão e transporte, cujo depósito altera o relevo (elevação / rebaixamento)<br />Físico (desagregação)<br /><ul><li>ação do sol (aquece) e chuva (resfria) sobre a rocha provoca fissuras e fragmentação
  4. 4. ação do gelo (solidificação e fusão) provoca fissuras na rocha</li></ul>INTEMPERISMO<br />Químico (decomposição)<br /><ul><li>água do mar (salinidade) provoca alterações na composição da rocha como solvente</li></li></ul><li>Relevo mundial<br />
  5. 5. Relevo Brasileiro<br />1940 Aroldo de Azevedo<br /><ul><li>critério do nível altimétrico
  6. 6. planaltos: terrenos levemente acidentados acima de 200 metros
  7. 7. planícies: terrenos planos abaixo de 200 metros</li></ul>1958 AzizAb’Saber<br /><ul><li>critério dos processos formativos
  8. 8. planaltos: processos de erosão superam os de sedimentação
  9. 9. planícies: processos de sedimentação superam os de erosão
  10. 10. altitude não é considerada</li></ul>1989 Jurandyr L. S. Ross<br /><ul><li>mantém os critérios de Ab’Saber
  11. 11. adiciona as depressões: relevo aplainado com altitude inferior ao seu entorno</li></li></ul><li>Formas secundárias do relevo<br />Chapada <br /><ul><li>planalto de topo aplainado e encostas formadas por escarpas</li></ul>Serra <br /><ul><li>conjunto formado por morros, montanhas e cuestas.</li></ul>Morro<br /><ul><li>elevação leve do terreno. </li></ul>Montanha<br /><ul><li>elevação formada por processo orogenético que alcança grandes atitudes e sofreu pouca ação erosiva. </li></li></ul><li>Relevo Submarino<br />
  12. 12. Formas típicas do litoral<br />
  13. 13. Formas típicas do litoral<br />FALÉSIA<br />RECIFE<br />RESTINGA<br />
  1. A particular slide catching your eye?

    Clipping is a handy way to collect important slides you want to go back to later.

×