• Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
No Downloads

Views

Total Views
21,985
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
3

Actions

Shares
Downloads
0
Comments
2
Likes
19

Embeds 0

No embeds

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide


















Transcript

  • 1. intra-empreendedorismo na administração moderna
  • 2. resumo conceito contribuições instituto brasileiro (IBIE) características e habilidades
  • 3. conceito competitividade = inovação novo modelo organizacional: empreendedor intra-empreendedor ou emprendedor corporativo transformar novas idéias em novos negócios
  • 4. conceito Para Pinchot (2004, p. 20) “a inovação rápida e econômica é o principal tipo de vantagem competitiva permanente no século XXI. Outros tipos de vantagem competitiva são apenas temporários”. Pode-se dizer que inovar é dar mais competitividade e agregar valor a produtos e serviços (PAULA; ALMEIDA, 2008).
  • 5. conceito “Inovação é mais do que criatividade. Trata-se de criar e divulgar a utilização de um novo produto, serviço, processo ou sistema, desde a concepção de uma idéia até sua implementação e exploração bem-sucedidas” (PINCHOT, 2004, p. 20).
  • 6. 5 funções-chave pessoas com idéias intra-empreendedores equipe intra-empreendedora patrocinadores formador do ambiente
  • 7. origem intra-empreendedor criado em 1978 pelo consultor Gifford Pinchot
  • 8. conceito (...)foram propostos argumentos e conceitos que sustentam a idéia de que um profissional não precisa abandonar seu emprego em uma grande empresa para se tornar um empreendedor (PINCHOT, 2004). (...)inicia-se a discussão da importância de se reconhecer e apoiar as iniciativas de inovação e empreendedorismo dentro das organizações, ascendendo a chama do intra- empreendedorismos. O intra-empreendedorismo foca o funcionário individualmente e sua propensão de agir sozinho de forma empreendedora (HASHIMOTO, 2006; apud PAULA; ALMEIDA, 2008).
  • 9. comparativo Vantagens Desvantagens Inovações dinâmicas é o ponto-chave para Possibilidade de conflitos em escala e o sucesso de longo prazo de uma baixa satisfação entre os funcionários organização Possibilidade de escoamento de todos os Estimula o aumento da performance em recursos de empresa (tempo, ferramentas, grupo e individual capital), se não gerenciado de maneira correta Ajuste efetivo para a mudança de foco Resultados apurados nos trabalhos de mercadológico em caso de um ambiente inovação são menores do que os que foram de negócios ultrapassado planejados Reações de estresse nada saudáveis, Relacionamento interpessoal de alta conflitos hierárquicos entre áreas de apoio, qualidade e cooperação entre colegas causados pelas incertezas geradas pelas inovações Atitudes benéficas para o trabalho Organização e grupos de trabalho psicologicamente bem
  • 10. intra-empreendedor sempre atento às novas autoconfiante idéias dedicado simulam erros e riscos proativo descobrem oportunidades ocultas inovador multi-disciplinaridade sabe identificar e criarnovas oportunidades criativo sabe decidir por conta persistente própria e correr riscos
  • 11. motivação Hashimoto (2006, apud PAULA; ALMEIDA, 2008), (...)a motivação que move o intra-empreendedor está diretamente relacionada com a liberdade de fazer o que se quer, o prazer de conduzir seus próprios projetos e a dedicação com que emprenha todo seu ser nesse projeto, refletem elementos ainda mais contundentes do segredo do sucesso das redes intra-empreendedoras nas organizações.
  • 12. desafio Descobrir o meio-termo entre agarrar um sonho que valha a pena com uma das mãos e a realidade com a outra. Em seguida, com coragem e discrição, ser capaz de utilizar toda sua perspicácia, talento e conhecimento sobre o sistema para encontrar uma forma de transformar esse sonho em uma realidade vantajosa (PINCHOT; PELLMAN, 2004).
  • 13. 10 mandamentos Lembre-se de que é mais fácil Deixe de lado o orgulho da pedir desculpas do que autoria; divulgue a permissão; credibilidade; Faça o que for necessário para Ao quebrar as regras, lembre- que seu projeto dê certo, se dos principais interesses da mesmo que escape às empresa de seus clientes; atribuições de sua função; Respire seus patrocinadores; Vá trabalhar todo dia com o espírito de quem será demitido; Faça menos promessas e mais entregas; Forme uma equipe sólida; Seja leal às suas metas, mas Peça conselhos antes de realista sobre os meios para solicitar recursos; atingi-las.
  • 14. IBIE Instituto Brasileiro de Intra-Empreendedorismo dedicada-se ao estudo, aplicação e disseminação de novos conceitos de inovação no Brasil treinamento e implementação de produtos de consultoria WWW.IBIE.COM.BR
  • 15. no Brasil As campeãs da inovação em 2006 Masa (AM) Serasa (SP) Unimed Vales do Taquari e Rio Pardo (RS) Tupy Fundições (SC) Promon (SP) Brasilata (SP) Odebrecht (SP) Siemens (SP) Algar (MG) Microsiga (SP)
  • 16. considerações intra-empreendedorismo é o caminho do futuro econômico gera otimização do potencial de inovação dos colaboradores gera novos negócios e melhorar a própria organização e seus clientes a organização deve estimular o ambiente intra-empreendedor o intra-empreendedorismo supre busca da realização profissional, valorização e reconhecimento do profissional
  • 17. obrigado!
  • 18. DRUCKER, P. F. Inovação e espírito empreendedor (enterpreneuringship): práticas e princípios. São Paulo: Cengage Learning, 2008. FERREIRA, Aurélio Buarque de Holanda. Novo dicionário da língua portuguesa. 3. ed. Curituba: Positivo, 2004. MARCONI, M. de A.; LAKATOS, E. M. Metodologia do trabalho científico. 6. ed. São Paulo: Atlas, 2001. PINCHOT, G.; PELLMAN, R. Intra-empreendedorismo na prática: um guia de inovação nos negócios. Rio de Janeiro: Elsevier, 2004. PORTER, Michael E. Vantagem competitiva: criando e sustentando um desempenho superior. Rio de Janeiro: Elsevier, 1989. FURBINO, M. Intra-Empreendedorismo, uma viagem sem volta! Disponível em: <http:// www.administradores.com.br/artigos/intraempreendedorismo_uma_viagem_sem_volta/14569/>. Acesso em: 13 mai. 2009. HASHIMOTO, M. Intra-empreendedorismo, que bicho é esse? Disponível em: <http://vocesa.abril.com.br/ aberto/colunistas/pgart_0701_21082003_5306.shl>. Acesso em: 13 mai. 2009. IBIE – Quem somos. Disponível em: <http://www.ibie.com.br/index.php? option=com_content&task=view&id=12&Itemid=26>. Acesso em: 13 mai. 2009. PAULA, R. M. de.; ALMEIDA, F. L. B. G. de. O intra-empreendedorismo como ferramenta para o crescimento e a competitividade das organizações. Disponível em: <www.inicepg.univap.br/docs/Arquivos/arquivosEPG/ EPG01083_05_O.pdf >. Acesso em: 15 mai. 2009.