Crédito de Carbono

6,429 views

Published on

Trabalho desenvolvido para apresentação na disciplina de Gestão de Recursos Naturais, da graduação em Administração na FASERT - Anhanguera, Sertãozinho/SP.

Published in: Business, Technology

Crédito de Carbono

  1. 1. Crédito de Carbono UMA MOEDA FORTE! Gestão De Recursos Naturais - FASERT/Anhanguera Thursday, March 19, 2009
  2. 2. O que é? certificado emitido quando ocorre redução de ✤ emissão de GEE. 1 crédito = 1 ton CO2 ✤ negociação internacional ✤ protocolo de Quioto instituiu a redução da emissão ✤ de GEE países que reduzirem abaixo da cota, podem ✤ comercializar seus créditos de carbono os créditos de carbono são comprados por países ✤ que têm a necessidade de reduzir a emissão de GEE, conforme estabelecido no Protocolo de Quioto. Thursday, March 19, 2009
  3. 3. Protocolo de Quioto (Kyoto) - nasceu em dezembro de 1999 - compromisso de redução de 5,2% da emissão de GEE de 2008 a 2010, relativos às emissões de 1990 - países não signatários podem comercializar as reduções de GEE nos mercados voluntários, como a Bolsa do Clima de Chicago (Chicago Climate Change) Thursday, March 19, 2009
  4. 4. GEE e os créditos de carbono CO2 equivalente = ton GEE ✤ emitidas x potencial de aquecimento global potencial de aquecimento global ✤ do CO2 = 1 potencial do Metano = 21 vezes ✤ maior que o CO2 Potencial de aquecimento global dos GEE: • CO2 - Dióxido de Carbono = 1 portanto: 1 ton de Metano = 21 • CH4 - Metano = 21 ✤ • N2O - Óxido nitroso = 310 créditos de carbono • HFCs - Hidrofluorcarbonetos = 140 ~ 11700 • PFCs - Perfluorcarbonetos = 6500 ~ 9200 • SF6 - Hexafluoreto de enxofre = 23900 Thursday, March 19, 2009
  5. 5. Direito de Poluir? Algumas correntes defendem a idéia de ✤ que os créditos de carbono acabam favorecendo mais ao mercado do que ao ambiente, e outras defendem a idéia de que os mesmos são certificados que autorizam aos países desenvolvidos o direito de poluir. No entanto, cada país tem uma cota máxima de créditos de carbono que pode comprar para cumprir as metas do Protocolo de Kyoto; portanto, o assim chamado quot;direito de poluirquot; é limitado. Para o crédito de carbono as tecnologias ✤ reclamadas, pelas nações interessadas, devem passar por uma analise a nível universitário para que fique provado (matematicamente) o que foi ou não lançado na atmosfera. Thursday, March 19, 2009
  6. 6. Sumidouros de carbono Em julho de 2001, o Protocolo de Quioto foi referendado em ✤ Bonn, Alemanha, quando abrandou o cumprimento das metas previstas anteriormente, através da criação dos quot;sumidouros de carbonoquot;. Segundo essa proposta, os países que tivessem grandes áreas florestadas, que absorvem naturalmente o CO2, poderiam usar essas florestas como crédito em troca do controle de suas emissões. Devido à necessidade de manter sua produção industrial, os países desenvolvidos, os maiores emissores de CO2 e de outros poluentes, poderiam transferir parte de suas indústrias mais poluentes para países onde o nível de emissão é baixo ou investir nesses países, como parte de negociação. Entretanto, é necessário fazer estudos minuciosos sobre a ✤ quantidade de carbono que uma floresta é capaz de absorver, para que não haja super ou subvalorização de valores pagos por meio dos créditos de carbono. Porém, a partir da Conferência de Joanesburgo esta proposta tornou-se inconsistente em relação aos objetivos do Tratado, qual seja, a redução da emissão de gases que agravam o efeito estufa. Deste modo, a política deve ser deixar de poluir, e não poluir onde há florestas, pois o saldo desta forma continuaria negativo para com o planeta. Thursday, March 19, 2009
  7. 7. Sequestro de carbono Sequestrar o carbono em repositórios subterrâneos; ✤ Melhorar o ciclo terrestre natural através da remoção ✤ do CO2 da atmosfera pela vegetação e estoque da biomassa criada no solo; O sequestro do carbono nos oceanos através do ✤ aumento da dissolução do CO2 nas águas oceânicas pela fertilização do fitoplâncton com nutrientes e pela injeção de CO2 nas profundezas dos oceanos, a mais de 1000 metros de profundidade. O sequenciamento de genoma de microorganismos ✤ para o gerenciamento do ciclo do carbono. Enviar através de foguetes (naves) milhares de mini- ✤ satélites (espelhos) para refletir parte do sol, em média 200.000 mini-satélites, reduziriam 1% do aquecimento. Thursday, March 19, 2009
  8. 8. O Brasil A BM&FBovespa realizou o segundo leilão de ✤ certificados de crédito de carbono, que serão vendidos a um preço mínimo de 14,20 euros por tonelada (R$ 38,45, à cotação de R$ 2,708 por euro). Foi ofertado um único lote de 713 mil certificados ✤ pertencentes à Prefeitura de São Paulo, totalizando no mínimo 10,124 milhões de euros. Do total de certificados, ou reduções certificadas de ✤ emissão (RCEs), 454.657 pertencem ao Projeto Aterro Sanitário Bandeirantes, na zona norte da capital paulista, e outros 258.657 são originários do Aterro Sanitário São João, na zona leste. Thursday, March 19, 2009
  9. 9. Na Europa Os países da União Européia fizeram um acordo ✤ para diminuir emissões de GEE no período entre 2002 e 2007, ou seja, além da diminuição de emissões de GEE entre 2008 e 2012 do Protocolo de Kyoto, esses países desenvolveram outras metas para o período anterior ao Protocolo de Kyoto. As permissões de emissões das diferentes indústrias ✤ podem ser negociadas entre elas. Créditos obtidos a partir de projetos de Mecanismo ✤ de Desenvolvimento Limpo (MDL) também podem ser usados para diminuir partes das emissões. Thursday, March 19, 2009
  10. 10. Efeito Bush Em 1997, o então presidente Bill Clinton aderiu ao ✤ Protocolo de Kyoto, que previa a redução de emissões em países desenvolvidos até 2012. No entanto, ele nunca levou o pacto à ratificação no Senado, e em 2001 Bush o quot;desassinouquot;. O Senado dos EUA permitirá que o futuro presidente ✤ Barack Obama assine um novo acordo climático da ONU, no final de 2009, mesmo que até lá as leis norte-americanas sobre o assunto ainda não estiverem em vigor, previu o senador John Kerry. Mas o futuro presidente da Comissão de Relações ✤ Exteriores do Senado disse em Poznan, onde participa de uma conferência climática da ONU, que, para que o Senado dê aval ao acordo, a China, a Índia e a Rússia também terão de se comprometer com reduções nas emissões de gases do efeito estufa. quot;Assim, Obama poderia aderir ao esquema de redução de ✤ emissões, a ser definido no final de 2009 na Dinamarca, mesmo que o Senado até lá não tenha chegado a um acordo sobre leis climáticas. Thursday, March 19, 2009
  11. 11. Os resultados estimados Reformar os setores de energia e transportes; ✤ Promover o uso de fontes energéticas renováveis; ✤ Eliminar mecanismos financeiros e de mercado ✤ inapropriados aos fins da Convenção; Limitar as emissões de metano no gerenciamento de ✤ resíduos e dos sistemas energéticos; Proteger florestas e outros sumidouros de carbono. ✤ Se o Protocolo de Quioto for implementado com sucesso, ✤ estima-se que a temperatura global reduza entre 1,4°C e 5,8°C até 2100, entretanto, isto dependerá muito das negociações pós período 2008/2012, pois há comunidades científicas que afirmam categoricamente que a meta de redução de 5% em relação aos níveis de 1990 é insuficiente para a mitigação do aquecimento global. Thursday, March 19, 2009
  12. 12. Obrigado! Fontes: WikiPedia Grupo Abril Yahoo! Finanças Thursday, March 19, 2009

×