Cultura língua e comunicação

724 views
657 views

Published on

Published in: Travel, Business
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
724
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
2
Actions
Shares
0
Downloads
2
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Cultura língua e comunicação

  1. 1. Cultura língua e comunicação<br />O meu pai ainda quando estava neste mundo era muito exigente quanto à redução de gastos energéticos lá em casa de minha mãe quando eu vivia lá. Por isso na altura também resolveu instalar janelas de vidros duplos que proporciona economia, conforto e segurança, reduzindo os equipamentos de aquecimento e arrefecimento. Tem um alto isolamento térmico, acústico, reduz os ruídos, originando um conforto ambiental. O vidro duplo duplamente selado: placa de insolação com duas camadas de vidro, duplamente selados, tem separador de aço inoxidável, contendo um produto químico em forma de esferas que absorve a humidade (desiccant) evita assim o aparecimento de condensação entre os vidros, os uniões exteriores seladas com bútil assegura a transmissão mínima de humidade e gás entre o interior e o exterior do vidro duplo aumentando a sua durabilidade do vidro duplo, é uma boa solução para impedir as perdas térmicas, uma vez que a camada de ar entre os dois vidros da janela, permite o bom isolamento térmico, conseguindo conservar 2 vezes mais calor, do que as janelas de vidro simples.<br />Nesse espaço a quantidade de calor que atravessa o vidro é diminuída quer para o interior quer para o exterior da casa reduzindo os ganhos de calor no Verão, e as perdas no inverno. Os vidros duplos de baixa emissividade (perda de calor por radiação) com câmara-de-ar de 15 mm, instalados em caixilharia de baixa transmissão térmica. Em grandes fachadas com a exposição solar elevada os vidros devem ser o mais escuro possível pelo exterior de modo a diminuir os ganhos solares no Verão, o calor é transmitido através do vidro de duas formas: por condução, o aquecimento da face externa do vidro é transferida para a face interna através da condução pela massa de vidro. Essa transmissão é medida através do factor solar do vidro, permitindo este a entrada de luz, mas é necessário uma especificação correcta para que o mesmo actue como uma barreira eficaz contra a energia solar e como um bom isolante térmico. Quando a radiação solar incide sobre um vidro, uma parte do mesmo é reflectido para o exterior, outro passa directamente para o interior e o restante é absorvido na massa do vidro do qual, em média dois terços são irradiados para o exterior e um terço restante é irradiado para o interior. Esta transmissão de calor varia com a espessura, cor e metalização do vidro. Lá em casa também havia um esquentador inteligente para a poupança do gás. Desligar sempre todos os equipamentos, mesmo os que possuem stand by como a televisão. O frigorifico é que consome mais energia, temos que evitar de o abrir e o menos tempo possível. O meu pai dizia que ia comprar lâmpadas fluorescentes compacta LFC (dura 15000 horas) consome menos de 80% do que uma lâmpada incandescente (dura 1000 horas) de igual luminosidade. Abria constantemente as cortinas para entrar a luz natural e assim evitar luzes acesas. Eu disse que quando tivesse uma casa comprava da classe A ou A+. A máquina de lavar deve estar o mais cheia possível para reduzir o número de lavagens e quanto mais a água estiver programada para mais quente mais gasta. Não manter os carregadores nas tomadas depois de os aparelhos estarem carregados. Sendo Portugal o país da Europa com mais horas de sol seria ideal aproveitar e energia solar para aquecer a água no uso doméstico ou para climatização. Temos de poupar também a água pois é um bem essencial para a vida humana. Entre lavar à mão ou na máquina, prefiro a segunda opção, desde que tenha a máquina cheia de loiça para lavar, que vai gastar entre 25 e 40 litros, cerca de cinco vezes menos do que lavar à mão. Evitamos os banhos de imersão que podem gastar até 180 litros de água, no duche procuramos ser rápidos e fechar a torneira quando nos ensaboamos, se deixarmos as torneiras a pingar, à velocidade de uma gota por segundo, pode representar um consumo até 1000 litros/mês. Na vida particular, podemos aplicar várias formas de transmissão de calor, até no meio industrial. Existem vários processos possíveis de distribuir calor como: A radiação, é a passagem do calor de um corpo de alta temperatura para outro de baixa temperatura quando estes estão separados no espaço. A condução: é o calor que se desloca de uma zona de alta temperatura para outra zona de baixa temperatura, num meio sólido ou em meios diferentes em contacto directo. A convicção, existe em líquidos ou em gases, a deslocação do fluído é que permite a transferência da energia.<br />Falando agora um pouco sobre a imigração de outros povos para Portugal, posso dizer que hoje Portugal é um dos países que mais imigrantes têm a viver e trabalhar, porque como Portugal foi um país que fez muitas descobertas de terras e que as povoou durante muitos anos, como também usufruiu das riquezas dessas terras estando-me a referir aos diamantes, ouro, especiarias, marfim, peles, tudo que fizesse o ser humano Português sentir-se com valor daí ter existido muita escravatura e muitas nativas foram maltratadas e abusadas, sendo que hoje em dia as raças estão muito misturadas em termos de ADN, o que faz com que Portugal nos dias de hoje não tenha coragem nem cara para fechar as portas a quem quer que seja que venha de outro país e com isso é muito difícil de existir um controle para evitar que entrem pessoas que venham com intenções de destruir e denegrir a paz e a harmonia que em tempos atrás se sentia e as pessoas não andavam com tanto medo nas ruas como têm nos dias de hoje.<br />Essa imigração fez chegar a Portugal as seguintes comunidades: Chineses, japoneses, Romenos, Brasileiros, Angolanos, Moçambicanos, ciganos etc. Sendo que hoje em dia toda a Europa é livre de passagem nas fronteiras, para todos estes imigrantes hoje em dia esta situação foi o melhor que pode acontecer, pois assim podem deslocar-se para outros países que estão dentro da Comunidade Europeia e procurarem melhores vidas que tinham antes de saírem dos seus próprios países. Em termos do conhecimento de outras culturas e vivências desses povos em Portugal foi benéfico, pois hoje em dia as pessoas já se relacionam mais umas com as outras e desde a gastronomia, a dança, a fala, o vestir, o calçar, tudo se modificou e Portugal enriqueceu com isso pois esses mesmos povos começaram a exportar produtos dos países deles e com isso começou a evoluir dia para dia o nível de comercialização e desenvolvimento das empresas que hoje em dia existem e que são muitas delas a fonte de sustentabilidade do país. Mas também existe uma parte má nesta história, pois com tanta imigração e muita dessa imigração é de pessoas com um nível baixo de escolaridade, que com isso obriga muitas empresas a ter que subir o nível de habilitações em termos de acesso às mesmas foi obrigar que muitas dessas pessoas se sentissem na necessidade de furtar tudo o que pudessem que lhes fizesse chegar algum dinheiro muito rápido em suas mãos, sendo que muitas das vezes e cada vez mais se houve falar de crimes cometidos por pessoas dessas comunidades porque cada vez mais o sistema de emprego está a ficar muito complicado em termos de oferta e muitas famílias neste momento estão a viver na miséria e sem terem o que comer, tendo de recorrer às ajudas do banco alimentar sendo esta uma das instituições que ajudam pessoas com baixos recursos de rendimento familiar. A importância da língua portuguesa noutros países foi muito gratificante e benéfico para os Portugueses pois assim em qualquer parte do mundo que possamos viajar, encontra-se sempre pelo menos um tuga e assim torna-se mais fácil a adaptação seja onde estivermos e torna-se também mais fácil de arranjar trabalho pois muita gente não sabe falar língua estrangeira e é muito complicado ir para um país e não conseguir falar com quem quer que seja, porque tenho 2 irmãos que estão a residir em França, propriamente em Senazere e lembro-me que na altura ainda não existiam os computadores e só podendo falar com eles por telefone e bem me diziam o quanto era difícil estar a trabalhar sem praticamente poder dialogar com os colegas devido à falta de conhecimento da língua, só passado alguns anos é que começaram a adaptar-se melhor ao país porque entretanto conheceram as suas actuais esposas e isso fez com que hoje em dia já com suas vidas feitas em França já não queiram regressar a Portugal sem ser para férias e virem em visita à família. A imigração de outros povos para Portugal também fez com que a construção civil fosse muito maior e o desenvolvimento desde casas e empresas teve um impacto enorme no crescimento do país fazendo com que passa-se a existir mais emprego e com isso uma maior procura na compra de casas e a concretização de negócios, sendo que nos dias de hoje Portugal seja um país já bastante desenvolvido em termos de Europa e esta situação é devido ao bom entendimento entre Portugal e os países que foram ex. colónias de Portugal, e espero que um dia os Portugueses e os imigrantes consigam todos alcançar seus objectivos e que a vida seja feita com maior facilidade para o bem de todos, tanto a nível da imigração como também da emigração. Existe uma situação que hoje em dia não se vê muito mas que ainda existe e está bem visível, trata-se do racismo sobre esses imigrantes, mas isto também é devido a eles muitas das vezes estarem ilegais em Portugal e conseguirem arranjar trabalho que na maior parte das vezes é bastante precário e de baixa remuneração, pois muitos dos patrões aproveitam-se disso para fugir ao fisco e assim não tem de pagar vencimentos altos a técnicos especializados para poderem enriquecer a conta dos desgraçados que precisam de se vestir, comer, e dar de comer aos seus descendentes. Esta situação torna-se muito complicada para os Portugueses, porque ficando sem os seus postos de trabalhos começam a não querer no seu país os imigrantes, desejando que sejam reportados para os seus países de origem e devido às dificuldades financeiras dos portugueses, o racismo toma lugar sobre o espírito das pessoas, sendo que hoje em dia houve a necessidade de o estado português arranjar uma autoridade (SEF), para fazer o controlo de entradas e saídas de todas as pessoas que queiram entrar no país para vir trabalhar e residir, com este sistema já começa a existir um maior controlo sobre as entradas ilegais no país e aos poucos começa a haver um equilíbrio no âmbito desse racismo que nos dias de hoje já não se vê tanto e espero que com o passar dos anos e com o desenvolvimento de mais emprego e tecnologias esta situação venha a ser mínima ou quase nenhuma. Falando de novas tecnologias, hoje em dia o tempo de espera nas agências para pagamento de facturas das despesas de nossa casa são quase nulas devido já podermos fazer pagamentos através da internet desde a conta da água, luz, gás, como também já podemos fazer as compras de supermercado e de quase tudo que existe à nossa volta, mas também temos de ter alguns cuidados com esta evolução, pois se nos descuidamos em termos de colocação dos dados bancários em sites que estão à espera de encontrar contas bancárias que possam furtar o dinheiro que lá exista e deixar-nos sem saber o que fazer à vida, porque depois é muito difícil de fazer a recuperação desse mesmo dinheiro.<br />Eu sobre esta situação prefiro fazer sempre uma lista do que preciso em casa ir ao multibanco, levantar algum dinheiro e pagar em mão os produtos que eu precisar levar para casa, só utilizo o cartão multibanco para situações mínimas como por exemplo carregar o telemóvel, pagar a água, a luz, o gás, mas tudo pelo multibanco nunca pela internet. Esta situação de pagamentos pela internet serve mais para pessoas com dificuldades motoras, que tornava-se muito difícil para elas se deslocarem aos locais para se servirem dos produtos e comida que lhes faça falta em casa e para pessoas que tenham poupo tempo para elas próprias e assim a internet tornou-se uma grande ajuda, pois essas pessoas ficaram com tudo o que possam precisar sempre à mão, mesmo sabendo dos riscos que podem correr. Falando agora de um assunto muito importante que são os transportes públicos. Desde sempre existiu uma enorme força e desempenho para que as pessoas utilizassem mais os transportes públicos do que os veículos automóveis que também desde o seu aparecimento em 1885 pelo sr.Karl Benz, em 1884 pelo Sr. Gottlieb Daimbler como também em 1908 pelo Sr.David Buick, com estes primeiros automóveis a vida quotidiana das pessoas mudou da noite para o dia, o automóvel passou a fazer parte da vida das pessoas como se fizessem parte da família de cada um e isso fez com que fosse necessário ao longo dos anos, construir estradas e estacionamentos para tantos carros que hoje em dia existem e com isso também foi necessário colocar sinalização para haver uma coordenação e obediência na circulação automóvel e nos parques de estacionamento. Com a evolução dos motores dos carros, os mesmos começaram a ter capacidades evolutivas em termos de velocidade e isso começou a ter influência nos acidentes e com isso o nível de mortalidade nas estradas começou a disparar números exorbitantes de mortes, sendo que o estado foi obrigado a impor regras de trânsito, instaurando um livro com o código de estrada e fazendo as pessoas ter que cumprir esse código à regra, pois quem não cumprisse teria que pagar pelos erros cometidos com uma multa ou até se for muito grave, poderá apanhar pena de prisão até 3 anos, como também ficar sem o documento de habilitação para poder conduzir (carta de condução), mas não ficou por aqui, pois com a evolução dos carros certos condutores começaram a sentir-se verdadeiros condutores de formula 1 e com muita adrenalina misturada com o álcool então o nível de mortes nas estradas disparou ainda mais e as autoridades tiveram que começar a proibir a condução às pessoas que tivessem uma taxa de álcool superior ao permitido por lei. A taxa máxima permitida aqui em Portugal é de 0’5g de álcool por litro de sangue e mesmo assim continuam a existir mortes nas estradas derivado ao álcool, sendo que a fiscalização apertada que hoje em dia é feita nas estradas tem vindo a ter um impacto importante na redução das mortes, pois actualmente nota-se que devido às coimas serem elevadíssimas pelas infracções cometidas pelos infractores os condutores têm vindo a ter mais contenção nas velocidades e no excesso do álcool, estando a respeitar mais a conduta e responsabilidade que se deve ter quando se está a conduzir. Em termos de transportes públicos para quem se desloca ou não de automóvel, infelizmente ainda não se atingiu o objectivo pretendido para que o nível de carros nas estradas seja mais reduzido, pois isso só se conseguirá quando houver uma maior rede de transportes públicos e esses mesmos para além de terem profissionais responsáveis e habilitados para os conduzir, os mesmos também tenham um bom nível de conforto para que as pessoas se sintam tão bem como se fossem deslocar-se nos seus próprios carros e assim com uma boa rede de deslocações para os vários locais existentes de cada cidade, essas pessoas comecem a preferir largar o carro e passarem a deslocar-se nos transportes públicos. Uma das situações que também afasta as pessoas dos transportes públicos é o nível de preço dos bilhetes e passes, que em algumas redes de transportes ao se fazer contas em relação ao preço dos combustíveis e ao que se paga por um passe social, por vezes fica mais barato o veículo do que o transporte público e é por ai que as entidades responsáveis dos transportes públicos e privados tem que ter em atenção, se não nunca vão conseguir ter um resultado positivo nesta situação que abrange todos nós. Existem vilas em Portugal que ainda não existem transportes públicos para ajudarem famílias carenciadas a poderem seus filhos ir à escola e que faz com que o analfabetismo ainda exista nos dias de hoje e que o governo não faz nada para melhorar esse lado negro que faria tantas crianças felizes, pois muitas delas têm de andar quilómetros a pé para poderem chegar às suas escolas e o que me resta dizer é que ainda à muita coisa a fazer para que Portugal venha a estar ao nível dos países da Europa mais desenvolvidos em que estas questões que referi são muito mínimas ou quase nenhumas na maior parte deles. Os senhores governantes deste país em conjunto com as empresas existentes em Portugal têm que arranjar soluções para que a vida em termos de transportes e comércio seja mais acessível ao bolso dos que menos têm para que possa existir um equilíbrio e o país possa evoluir sem atropelamentos face aos impostos e ao défice que neste momento se encontram num nível muito alto. Falando agora um pouco do lazer e do desporto, eu sou um homem que adoro muito nos momentos de lazer de ir ao cinema com minha filha e meus sobrinhos ver filmes de desenhos animados e onde me divirto muito com eles todos, pois são miúdos muito divertidos e por quem eu tenho muito afecto e carinho, como também os amo muito, gosto muito de ir ver peças de teatro e revistas com minha família e amigos, sendo que das últimas peças que vi foi a de Edite Piaf com amigos meus e foi uma peça muito linda de se sentir e ver pois teve actores e actrizes magníficos que conseguiram transpor por momentos a realidade da vida de Piaf para fora do palco e contagiar todos os espectadores, foi lindo. Também gosto muito de ir para o campo fazer uns churrascos e estar um pouco em contacto directo com a natureza que tanto gosto de preservar, pois hoje em dia fazem-se muitos esforços desde melhores condições em termos de material de intervenção para os bombeiros, a limpeza das matas também hoje em dia já existem placas a proibir que se façam fogos em zonas de risco de incêndio, como também já se colocam contentores para o lixo para que não se deixem garrafas nem papeis, porque isso é estar não só a fazer poluição mas também é estar a por as matas em risco de se incendiarem nas alturas do Verão com maior probabilidade, as pessoas têm que ser constantemente lembradas da importância das matas não só pelo oxigénio que nos dão mas como também pelo equilíbrio ecológico para que o planeta se mantenha calmo e não se manifestem as catástrofes ambientais que se têm revelado devido ao aquecimento do planeta, pois o buraco do ozono é cada vez maior e se não se para com a poluição desde a redução dos gazes dos automóveis, das fábricas que mandam para a atmosfera gases tóxicos que são prejudicais não só para ao planeta como também para a saúde dos seres humanos, as águas poluídas que vão directamente sem serem tratadas para os rios e mares, tudo isto junto posso dizer que o planeta não irá aguentar muitos anos em plena forma, já não falando das armas e bombas que não deixam de se fabricar e serem utilizadas constantemente devido ao poder do petróleo que os grandes senhores presidentes de certos países como os EUA, África, Irão, Iraque, etc. Se eu manda-se no planeta muitas destas ou quase nenhumas deixaria que acontecessem, mas hoje em dia já se nota alguma preocupação para se evitar a poluição que existia à uns anos atrás e espero que continuem a manter cada vez mais o planeta limpo para podermos viver com maior qualidade e que a esperança de vida seja mais longa, gosto muito de correr também pois faz-me bem à saúde e à mente deixando meus pulmões cheios de oxigénio renovado e como também o meu sangue fica mais limpo e com isso me torno uma pessoa mais activa e consigo não só pensar melhor e em termos de mobilidade corporal sinto-me com bastante energia interior, mas também faço com que venha a evitar o aparecimento de doenças provocadas pelos comeres que hoje temos e que se não praticarmos um desporto para queimar essas gorduras e açucares que em nosso sangue podem trazer doenças como o costrol e os diabetes, podemos estar a provocar uma maior rapidez no âmbito negativo da duração de nossa vida. Gosto de praticar as provas que costumam fazer como a do 25 de Abril e a do Vasco da Gama, pois para além de me fazer bem à saúde, o convívio que existe e a festa que é feita é excelente para a descontracção e do bom lazer de todas as pessoas que apreciam este lado da vida. Gosto também de viajar, mas a viagem mais longa que fiz foi ao Brasil à uns anos atrás, quando ainda estava a viver junto com a mãe de minha filha e fomos os três conhecer os pais dela. Foi uma viagem de 10 horas de voo até São Paulo e logo de seguida tivemos que apanhar outro avião para Belo Horizonte durante mais 1 hora, mas não ficou por aqui, depois ainda tivemos que fazer uma viagem de automóvel durante mais 6 horas até chegarmos a Valadares, já podem ver a dimensão daquele país para se conseguir chegar aos destinos pretendidos quando se trata de ir para zonas do interior. Uma coisa que eu estranhei e foi um bocado difícil de me adaptar é o facto da diferença do horário, pois quando lá eram 6h30 da manhã, cá eram 10h00 da manhã, então foi um bocado estranho e difícil levantar-me todas as manhãs, adorei a hospitalidade que me foi dada pelos pais dela, como também a amizade mostrada pelos vizinhos e restantes familiares, fui conhecer muitos zonas no interior do Brasil, vi rodeios e fui tomar banho em rios e cachoeiras, comi muitas qualidades de carnes, pois no interior do Nordeste Brasileiro não se come peixe, pois o peixe que existe é do rio e ninguém lá o aprecia, então fartei-me de comer carne bovina que até cheguei a engordar uns 10kg devido a essa situação porque permaneci naquele país durante 22 dias e já podem imaginar durante esse tempo todo ter que comer carne ao almoço e jantar durante esses dias todos, é um país lindíssimo mas tem muita miséria e em algumas zonas não existia água potável e até o café que gosto tanto beber depois das refeições, sabia a terra devido a esse factor que já referi, nas ruas as crianças notando que eu era estrangeiro vinham ter comigo para eu lhes dar 1 real para eles comerem alguma coisa, é triste um país ser tão rico e tanta gente passar miséria, o comércio lá também foi barato porque o euro é uma moeda alta e a diferença foi muita em relação à moeda deles, tendo presenciado estas situações todas, mesmo assim adorei conhecer o interior do Brasil e a família da minha ex. mulher, foi uma viagem dura no regresso pois tivemos que vir os três muito juntinhos num banco para duas pessoas, as companhias aéreas por vezes falham muito nestas situações pois nunca pensei que um avião pudesse vir atulhado e fazer uma viagem de 10horas sem condições nenhumas de conforto para as pessoas foi tudo na base do desenrasque, mas graças a Deus correu tudo bem e chegamos a Portugal sãos e salvos. Espero ter conseguido falar dos assuntos pretendidos e desejo que num futuro próximo este planeta seja mais limpo para o bem de todos nós. Obrigado pela compreensão e espero que este meu trabalho esteja de modo a poder ser compreendido. Obrigado.<br /> <br />

×