Your SlideShare is downloading. ×
Suporte Básico Vida
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×

Saving this for later?

Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime - even offline.

Text the download link to your phone

Standard text messaging rates apply

Suporte Básico Vida

22,840
views

Published on

curso suporte básico vida professor robson

curso suporte básico vida professor robson

Published in: Education

4 Comments
5 Likes
Statistics
Notes
No Downloads
Views
Total Views
22,840
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
25
Actions
Shares
0
Downloads
542
Comments
4
Likes
5
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. Curso de Suporte Básico de Vida e Desfibrilação Externa Automatizada Professor Francisco Robson da Costa Lima
  • 2. OBJETIVOS
    • No fim deste curso os participantes devem ser capazes de:
    • Saber avaliar uma vítima de PCR.
    • Saber executar a respiração de resgate e a compressão do peito.
    • Saber fazer funcionar com segurança um desfibrilador externo automatizado.
    • Saber colocar uma vítima na posição de recuperação.
  • 3. CONSIDERAÇÕES DEFINIÇÃO
    • PCR é a interrupção temporária das funções do coração e do pulmão que resulta na cessação total da distribuição de oxigênio e sangue no organismo.
    • Esta situação apresenta-se clinicamente como a ausência de pulso em artéria de grande calibre em paciente inconsciente que não respira.
  • 4. CONSIDERAÇÕES ETIOLOGIA DA PCR
    • Hipóxia( + frequente), seguida de hipovolemia
    • Fora do hospital: Obstrução respiratória, síndrome da morte súbita, trauma por acidente de trânsito ou negligência ( > 1a), afogamento, choque, asma grave e pneumonia.
    • No hospital: Infecções, doenças respiratórias, doenças congênitas, sepses, desitratação, choque, distúrbio metabólico e toxicidade de drogas.
    • Negligência, mau julgamento e terapia inadequada.
  • 5. CONSIDERAÇÕES RECONHECIMENTO DA PCR
    • Inexistência de esforço respiratório
    • Ausência de pulso palpável
    • Não resposta a estímulo
    • * Na dúvida assuma que o paciente esta em parada
    • * Não perca mais de 10 seg na procura de pulso central
  • 6. CADEIA DE SOBREVIVÊNCIA
  • 7. Aproximação segura Checar resposta Grito de socorro Abrir vias aéreas Checar respiração Chame 192 30 compressões do peito 2 respirações de resgate
  • 8. Aproximação segura!
    • Cena
    • Socorrista
    • Vítima
    • Espectadores
    • curiosos
    Aproximação segura Checar resposta Grito de socorro Abrir vias aéreas Checar respiração Chame 192 30 compressões do peito 2 respirações de resgate
  • 9. CHECAR RESPOSTA Aproximação segura Checar resposta Grito de socorro Abrir vias aéreas Checar respiração Chame 192 30 compressões do peito 2 respirações de resgate
  • 10. CHECAR A RESPOSTA
    • Sacuda suavimente a vítima e pergunte “Você está bem?”
    • Se responder:
    • Deixe na mesma posição.
    • Descubra qual é o problema.
    • Reavalie se necessário.
  • 11. GRITO DE SOCORRO Aproximação segura Checar resposta Grito de socorro Abrir vias aéreas Checar respiração Chame 192 30 compressões do peito 2 respirações de resgate
  • 12. ABRIR VIAS AÉREAS Aproximação segura Checar resposta Grito de socorro Abrir vias aéreas Checar respiração Chame 192 30 compressões do peito 2 respirações de resgate
  • 13. CHECAR RESPIRAÇÃO Aproximação segura Checar resposta Grito de socorro Abrir vias aéreas Checar respiração Chame 192 30 compressões do peito 2 respirações de resgate
  • 14. CHECAR RESPIRAÇÃO
    • Olhe, escute e sinta se há respiração normal
    • Não confunda respiração irregular com respiração normal
  • 15. RESPIRAÇÃO IRREGULAR
    • Ocorre um pouco depois de uma parada cardíaca em até 40% das vítimas
    • Pode ser descrita com uma respiração lenta, supervicial, barulhenta ou em gasping
    • Reconheça como um sinal de comprometimento cardíaco
  • 16. Aproximação segura Checar resposta Grito de socorro Abrir vias aéreas Checar respiração Chame 192 30 compressões do peito 2 respirações de resgate
  • 17. RESPIRAÇÕES DE RESGATE Aproximação segura Checar resposta Grito de socorro Abrir vias aéreas Checar respiração Chame 192 30 compressões do peito 2 respirações de regate
  • 18. RESPIRAÇOES DE RESGATE
    • Vedar o nariz
    • Encher os pulmões de ar
    • Colocar os lábios acima da boca
    • Soprar até a subida do peito
    • Aguardar 1 segundo
    • Deixar o peito descer
    • Repetir
  • 19. 30 COMPRESSÕES DO PEITO Aproximação segura Checar resposta Grito de socorro Abrir vias aéreas Checar respiração Chame 192 30 compressões do peito 2 respirações de resgate
  • 20. COMPRESSÕES DO PEITO
    • Coloque a palma de uma das mãos no centro do peito
    • Coloque a outra mão em cima
    • Cruze os dedos
    • Comprima o peito
      • Progundidade 4-5 cm
      • Relação compressão : relaxamento
    • Quando possível intercale as compressões com outra pessoa
  • 21. CONTINUE RCP
    • 30 2
  • 22. Aproximação segura Checar resposta Grito de socorro Abrir vias aéreas Checar respiração Chame 192 30 compressões do peito 2 respirações de resgate
  • 23. DESFIBRILAÇÃO
  • 24. Chame 192 Aproximação segura Checar resposta Grito de socorro Abrir vias aéreas Checar respiração Desfibrilador Siga as intruções
  • 25. LIGUE O DESFIBRILADOR
    • Alguns desfibriladores ligam automaticamente quando a tampa é aberta
  • 26. FIXE AS ALMOFADAS AO PEITO DO PACIENTE
  • 27. ANÁLISE DO RITMO NÃO TOQUE A VÍTIMA
  • 28. CHOQUE INDICADO
    • Área livre
    • Chocar
  • 29. CHOQUE INDICADO SIGA AS INTRUÇÕES 30 2
  • 30. CHOQUE NÃO ACONSELHADO SIGA AS INSTRUÇÕES 30 2
  • 31. SE A VÍTIMA COMEÇA A RESPIRAR NORMALMENTE COLOQUE EM POSIÇÃO DE RECUPERAÇÃO
  • 32.  
  • 33. RCP EM CRIANÇAS
    • As técnicas RCP adultas podem ser usadas em crianças
    • Compressões 1/3 da profundidade do peito
  • 34. DESFIBRILAÇÃO EM CRIANÇAS
    • Idade > 8 anos
      • use o desfibrilador adulto
    • Idade 1-8 anos
      • use almofadas pediátricas / colocar se disponível (caso contrário usar o modo adulto )
    • Idade < 1 ano
      • use apenas se as intruções do fabricante indicarem que é seguro
  • 35. QUESTÕES?
  • 36. Aproximação segura Checar resposta Grito de socorro Abrir vias aéreas Checar respiração Chame 192 30 compressões do peito 2 respirações de resgate Aproximação segura Checar resposta Grito de socorro Abrir vias aéreas Checar respiração Chame 192 Desfibrilador Siga as intruções
  • 37. Obrigado!