Programa de Orientação sobre Anticoncepção - Planejamento Familiar

30,489 views
30,271 views

Published on

Aula Programa de Orientação sobre Anticoncepção (PROSA) - Planejamento Familiar - Dra. Ângela Targino

Published in: Education
11 Comments
5 Likes
Statistics
Notes
  • é isso aí mulherada...... Temos mais é que nos cuidar pq se depender destes homens cabeças ôcas... no mundo vao ser só mulheres novasss e criançasss pequenasssss
       Reply 
    Are you sure you want to  Yes  No
    Your message goes here
  • USE CAMISINHA FILHA DA .............
       Reply 
    Are you sure you want to  Yes  No
    Your message goes here
  • EU SOU GOSTOSO D+!
       Reply 
    Are you sure you want to  Yes  No
    Your message goes here
  • Programa de Orientação sobre Anticoncepção - Planejamento Familiar - Presentation Transcript
    Planejamento Familiar DRª ANGELA TARGINO
    APOIO: • SELENE • Ciproterona + etinilestradiol
    Objetivo • Ampliar o acesso das mulheres/homens/casais a informações e métodos para o planejamento familiar; • Promover a “ dupla proteção”: evitar, simultaneamente, a gravidez indesejada e DSTs/AIDS; • Reduzir a mortalidade materna; • Evitar gestações de alto risco e • Reduzir número de abortos provocados, prevenindo a gravidez indesejada.
    O Problema • Atualmente: 700 mil meninas grávidas por ano no Brasil Mais de 50 % deixam a escola 9 mil meninas entre 10 e 14 anos • Gravidez hoje é a PRINCIPAL causa de internação hospitalar (63,7%) entre brasileiros de 15 a 19 anos • 1999: 756.553 Partos (10 – 19 anos), entretanto: Número é muito maior (clandestinidade, sub – notificação), sendo que 10 % das adolescentes aos 19 anos têm 2 filhos
    O Problema • Mais de 25% das mulheres entre 18 e 30 anos já foram mães ou estão grávidas. • As doenças sexualmente transmissíveis estão aumentando muito nas mulheres. • 68% das Mulheres sexualmente ativas não usam nenhum método contraceptivo; • Em todo o mundo há cerca de 125 milhões de mulheres que não desejam engravidar e não utilizam contraceptivos (Instituto World Watch). • Em pesquisas realizadas com 500 pacientes, constatou-se que apenas 52% delas visitam o Ginecologista a cada cinco ou seis meses.
    A Causa Desconhecimento dos Cultural: ela não pode métodos evitar assumir vida sexual gravidez ativa Usa-se métodos com maior falhas Coito interrompido, Tabelinha, etc (Errado) GRAVIDEZ
    A Solução • As mulheres e os homens devem proteger-se da gravidez não planejada e das doenças sexualmente transmissíveis
    A Solução MÉTODO CONTRACEPTIVO DE ALTA EFICÁCIA (Pílula, etc) + CAMISINHA PARA PROTEGER CONTRA INFECÇÕES
    Métodos Contraceptivos O mais efetivo método de controle de natalidade conhecido para o homem
    Anatomia Genital Feminino
    Anatomia Genital Feminino
    Anatomia Genital Masculina
    Fisiologia da Reprodução Progesterona Estrogênio OVULAÇÃO menst Período Fértil menst 1 4 10 14 18 28 1 dia 3 dias
    Métodos Contraceptivos • Comportamentais • Barreira • Dispositivo intrauterino • Métodos cirúrgicos • Emergência • Hormonais
    Métodos Comportamentais Coito Interrompido • Retirada do pênis antes da ejaculação Grande falha: 25 gravidez/100M/ano Sem custo Grande falha Não previne DST
    Métodos Comportamentais Calendário (Tabelinha) • Ovulação – meio do ciclo • Óvulo – 24 h / Espermatozóide – 72 h • – 18 ciclo mais curto • – 11 ciclo mais longo Ex: ciclos (25 a 30 dias) = Abstinência 25 – 18 = 7 30 – 11 = 19 Custo zero Falha 15 gest/100M/ano, não previne DST
    MÉTODOS DE BARREIRA • A camisinha masculina e a camisinha feminina são fundamentais para proteger de doenças sexualmente transmissíveis; • É importante o uso de um lubrificante íntimo junto com a camisinha; • O problema mais grave é a Aids, mas há outras doenças também muito importantes; Baixo custo (grátis), boa eficácia, DST Ruptura (uso inadequado)
    Métodos Contraceptivos Camisinha Utilizar Lubrificante Íntimo
    Métodos Contraceptivos Camisinha feminina
    Métodos Contraceptivos Diafragma falha 17% dificuldade de colocação
    Métodos Contraceptivos Diu Boa eficácia (0,8% gravidez) Efeitos colaterais (dores abdominais, STV) Contra-indicação (Corrimento, DST, vários parceiros) Complicações (Gravidez – 50% aborto, Grav Tubária)
    Anticoncepção Cirúrgica • Masculina (vasectomia) Ambulatorial, irreversível ?, Tabu • Laqueadura Tubária Centro cirúrgico, irreversível
    Anticoncepção Cirúrgica Cirurgia
    Anticoncepção de Emergência Indicação: • Relações sexuais desprotegida • Falha na anticoncepção (ruptura condom) • Violência Sexual (estupro) Eficácia: reduz incidência de gravidez em torno 75 % Efeitos Colaterais: vômito, irregularidade menstrual Apresentação: 1 cp VO (72h) e o outro 12 h após
    MÉTODOS HORMONAIS • Injeções (Mensais/trimestrais) • Implantes • Anel Endovaginal • Adesivo • Pílulas (Combinadas ou não) Exemplo: Selene, Tâmisa20 ou Primera
    Contracepção Hormonal Mecanismo de Ação • Inibição ovulação • Muco cervical espesso • Diminuição da espessura endométrio
    Métodos Contraceptivos AS INJEÇÕES • Existem injeções mensais e trimestrais. Informe-se bem antes de começar o seu uso; • Inconveniente – não pode parar antes de um mês.
    Métodos Contraceptivos Implante Sub-dérmico Duração 3 anos, amenorréia, amamentação, eficácia 100 % Cirurgia, alto custo, DST
    Métodos Contraceptivos Anel Endovaginal 1 x / mês, controle sangramento, eficácia boa Alto custo, manipulação vaginal DST
    Métodos Contraceptivos Adesivo 1 x / semana, Eficácia 100 % Custo elevado, DST
    Anticoncepcional Oral ACO Histórico • Comercializado no EUA década de 60 • Grande aceitação • Liberdade Feminina
    Anticoncepcional Oral ACO Histórico • Evolução das pílulas • Redução nas dosagens de Estrogênio • Pílulas modernas de baixa dosagem e menor incidência de efeitos colaterais • Redução no custo do tratamento
    Métodos Contraceptivos PÍLULA ANTICONCEPCIONAL • É um método muito eficaz (seguro) quando se usa corretamente (0,1% de falha); • As pílulas modernas de baixa dosagem têm muito poucos efeitos negativos sobre a saúde; • Desinformação, mitos e crenças fazem com que as pessoas, ainda, digam que as pílulas fazem mal à saúde.
    Anticoncepcional Oral ACO COMO TOMAR ? • 1o dia da menstruação • 1 x / dia (mesmo horário) • 21 dias • Local (escova de dente) ESQUECIMENTO • 1 cp – tomar assim que lembrar (PROTEÇÃO ?) • Mais que 1 cp – seqüência normal (PROTEÇÃO !)
    Anticoncepcional Oral ACO Ciclos 21 dias 7 dias 21 dias 7 dias 1 21 8 21 8 ooooooooooooooooooooo ooooooooooooooooooooo ooooo
    Conclusões • Não há um método melhor para todos; • É muito importante receber informação e orientação para escolher adequadamente; • Seguir as instruções de uso é fundamental; • Usar também camisinha para proteger-se das infecções de transmissão sexual • Procure sempre um(a) médico(a).
    Consulte seu médico ! • Existe um anticoncepcional moderno, que oferece diferentes dosagens com um baixo custo de tratamento;
    MARCAS EXATEMENTE IGUAIS TÂMISA 20 FEMIANE HARMONET DIMINUT MICROPIL ALLESTRA TÂMISA 30 GYNERA GESTINOL MINULET PRIMERA 20 MERCILON FEMINA MALU PRIMERA 30 MICRODIOL SELENE DIANE DICLIN ARTEMIDIS
       Reply 
    Are you sure you want to  Yes  No
    Your message goes here
  • AINDA nw ENTENDI!!
       Reply 
    Are you sure you want to  Yes  No
    Your message goes here
No Downloads
Views
Total views
30,489
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
4,446
Actions
Shares
0
Downloads
548
Comments
11
Likes
5
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Programa de Orientação sobre Anticoncepção - Planejamento Familiar

  1. 2. Planejamento Familiar DRª ANGELA TARGINO
  2. 3. APOIO: <ul><li>SELENE </li></ul><ul><li>Ciproterona + etinilestradiol </li></ul>
  3. 4. Objetivo <ul><li>Ampliar o acesso das mulheres/homens/casais a informações e métodos para o planejamento familiar; </li></ul><ul><li>Promover a “ dupla proteção”: evitar, simultaneamente, a gravidez indesejada e DSTs/AIDS; </li></ul><ul><li>Reduzir a mortalidade materna; </li></ul><ul><li>Evitar gestações de alto risco e </li></ul><ul><li>Reduzir número de abortos provocados, prevenindo a gravidez indesejada. </li></ul>
  4. 5. O Problema <ul><li>Atualmente: </li></ul><ul><li>Gravidez hoje é a PRINCIPAL causa de internação hospitalar (63,7%) entre brasileiros de 15 a 19 anos </li></ul><ul><li>1999: 756.553 Partos (10 – 19 anos), entretanto: </li></ul><ul><li>Número é muito maior (clandestinidade, sub – notificação), sendo que 10 % das adolescentes aos 19 anos têm 2 filhos </li></ul>700 mil meninas grávidas por ano no Brasil 9 mil meninas entre 10 e 14 anos Mais de 50 % deixam a escola
  5. 6. <ul><li>Mais de 25% das mulheres entre 18 e 30 anos já foram mães ou estão grávidas. </li></ul><ul><li>As doenças sexualmente transmissíveis estão aumentando muito nas mulheres. </li></ul><ul><li>68% das Mulheres sexualmente ativas não usam nenhum método contraceptivo; </li></ul><ul><li>Em todo o mundo há cerca de 125 milhões de mulheres que não desejam engravidar e não utilizam contraceptivos (Instituto World Watch). </li></ul><ul><li>Em pesquisas realizadas com 500 pacientes, constatou-se que apenas 52% delas visitam o Ginecologista a cada cinco ou seis meses. </li></ul>O Problema
  6. 7. A Causa Desconhecimento dos métodos evitar gravidez Cultural: ela não pode assumir vida sexual ativa Usa-se métodos com maior falhas Coito interrompido, Tabelinha, etc (Errado) GRAVIDEZ
  7. 8. A Solução <ul><li>As mulheres e os homens devem proteger-se da gravidez não planejada e das doenças sexualmente transmissíveis </li></ul>
  8. 9. A Solução <ul><li>MÉTODO CONTRACEPTIVO DE ALTA EFICÁCIA </li></ul><ul><li>(Pílula, etc) </li></ul><ul><li>CAMISINHA PARA PROTEGER CONTRA INFECÇÕES </li></ul>+
  9. 10. Métodos Contraceptivos O mais efetivo método de controle de natalidade conhecido para o homem
  10. 11. Anatomia Genital Feminino
  11. 12. Anatomia Genital Feminino
  12. 13. Anatomia Genital Masculina
  13. 14. Fisiologia da Reprodução 1 14 28 4 18 10 Período Fértil menst OVULAÇÃO Estrogênio Progesterona 3 dias 1 dia menst
  14. 15. Métodos Contraceptivos <ul><li>Comportamentais </li></ul><ul><li>Barreira </li></ul><ul><li>Dispositivo intrauterino </li></ul><ul><li>Métodos cirúrgicos </li></ul><ul><li>Emergência </li></ul><ul><li>Hormonais </li></ul>
  15. 16. Métodos Comportamentais <ul><li>Coito Interrompido </li></ul><ul><li>Retirada do pênis antes da ejaculação </li></ul><ul><li>Grande falha: 25 gravidez/100M/ano </li></ul><ul><li>Sem custo </li></ul><ul><li>Grande falha </li></ul><ul><li>Não previne DST </li></ul>
  16. 17. Métodos Comportamentais <ul><li>Calendário (Tabelinha) </li></ul><ul><li>Ovulação – meio do ciclo </li></ul><ul><li>Óvulo – 24 h / Espermatozóide – 72 h </li></ul><ul><li>– 18 ciclo mais curto </li></ul><ul><li>– 11 ciclo mais longo </li></ul><ul><li>Ex: ciclos (25 a 30 dias) = Abstinência </li></ul><ul><li>25 – 18 = 7 </li></ul><ul><li>30 – 11 = 19 </li></ul><ul><li>Custo zero </li></ul><ul><li>Falha 15 gest/100M/ano, não previne DST </li></ul>
  17. 18. MÉTODOS DE BARREIRA <ul><li>A camisinha masculina e a camisinha feminina são fundamentais para proteger de doenças sexualmente transmissíveis; </li></ul><ul><li>É importante o uso de um lubrificante íntimo junto com a camisinha; </li></ul><ul><li>O problema mais grave é a Aids, mas há outras doenças também muito importantes; </li></ul>Baixo custo (grátis), boa eficácia, DST Ruptura (uso inadequado)
  18. 19. Métodos Contraceptivos Camisinha Utilizar Lubrificante Íntimo
  19. 20. Métodos Contraceptivos Camisinha feminina
  20. 21. Métodos Contraceptivos Diafragma falha 17% dificuldade de colocação
  21. 22. Métodos Contraceptivos Diu Boa eficácia (0,8% gravidez) Efeitos colaterais (dores abdominais, STV) Contra-indicação (Corrimento, DST, vários parceiros) Complicações (Gravidez – 50% aborto, Grav Tubária)
  22. 23. Anticoncepção Cirúrgica <ul><li>Masculina (vasectomia) </li></ul><ul><li>Ambulatorial, irreversível ?, Tabu </li></ul><ul><li>Laqueadura Tubária </li></ul><ul><li>Centro cirúrgico, irreversível </li></ul>
  23. 24. Cirurgia Anticoncepção Cirúrgica
  24. 25. Anticoncepção de Emergência <ul><li>Indicação: </li></ul><ul><li>Relações sexuais desprotegida </li></ul><ul><li>Falha na anticoncepção (ruptura condom) </li></ul><ul><li>Violência Sexual (estupro) </li></ul><ul><li>Eficácia : reduz incidência de gravidez em torno 75 % </li></ul><ul><li>Efeitos Colaterais : vômito, irregularidade menstrual </li></ul><ul><li>Apresentação: 1 cp VO (72h) e o outro 12 h após </li></ul>
  25. 26. MÉTODOS HORMONAIS <ul><li>Injeções (Mensais/trimestrais) </li></ul><ul><li>Implantes </li></ul><ul><li>Anel Endovaginal </li></ul><ul><li>Adesivo </li></ul><ul><li>Pílulas (Combinadas ou não) </li></ul><ul><li>Exemplo: Selene, Tâmisa20 ou Primera </li></ul>
  26. 27. Contracepção Hormonal <ul><li>Mecanismo de Ação </li></ul><ul><li>Inibição ovulação </li></ul><ul><li>Muco cervical espesso </li></ul><ul><li>Diminuição da espessura endométrio </li></ul>
  27. 28. AS INJEÇÕES <ul><li>Existem injeções mensais e trimestrais. Informe-se bem antes de começar o seu uso; </li></ul><ul><li>Inconveniente – não pode parar antes de um mês. </li></ul>Métodos Contraceptivos
  28. 29. Implante Sub-dérmico Métodos Contraceptivos Duração 3 anos, amenorréia, amamentação, eficácia 100 % Cirurgia, alto custo, DST
  29. 30. Anel Endovaginal Métodos Contraceptivos 1 x / mês, controle sangramento, eficácia boa Alto custo, manipulação vaginal DST
  30. 31. Adesivo Métodos Contraceptivos 1 x / semana, Eficácia 100 % Custo elevado, DST
  31. 32. Anticoncepcional Oral ACO <ul><li>Histórico </li></ul><ul><li>Comercializado no EUA década de 60 </li></ul><ul><li>Grande aceitação </li></ul><ul><li>Liberdade Feminina </li></ul>
  32. 33. <ul><li>Histórico </li></ul><ul><li>Evolução das pílulas </li></ul><ul><li>Redução nas dosagens de Estrogênio </li></ul><ul><li>Pílulas modernas de baixa dosagem e menor incidência de efeitos colaterais </li></ul><ul><li>Redução no custo do tratamento </li></ul>Anticoncepcional Oral ACO
  33. 34. PÍLULA ANTICONCEPCIONAL <ul><li>É um método muito eficaz (seguro) quando se usa corretamente (0,1% de falha); </li></ul><ul><li>As pílulas modernas de baixa dosagem têm muito poucos efeitos negativos sobre a saúde; </li></ul><ul><li>Desinformação, mitos e crenças fazem com que as pessoas, ainda, digam que as pílulas fazem mal à saúde. </li></ul>Métodos Contraceptivos
  34. 35. Anticoncepcional Oral ACO <ul><li>COMO TOMAR ? </li></ul><ul><li>1 o dia da menstruação </li></ul><ul><li>1 x / dia (mesmo horário) </li></ul><ul><li>21 dias </li></ul><ul><li>Local (escova de dente) </li></ul><ul><li>ESQUECIMENTO </li></ul><ul><li>1 cp – tomar assim que lembrar (PROTEÇÃO ?) </li></ul><ul><li>Mais que 1 cp – seqüência normal (PROTEÇÃO !) </li></ul>
  35. 36. Anticoncepcional Oral ACO 21 dias 21 dias 7 dias 7 dias 1 21 21 8 8 o o o o o o o o o o o o o o o o o o o o o o o o o o o o o o o o o o o o o o o o o o o o o o o Ciclos
  36. 37. Conclusões <ul><li>Não há um método melhor para todos; </li></ul><ul><li>É muito importante receber informação e orientação para escolher adequadamente; </li></ul><ul><li>Seguir as instruções de uso é fundamental; </li></ul><ul><li>Usar também camisinha para proteger-se das infecções de transmissão sexual </li></ul><ul><li>Procure sempre um(a) médico(a). </li></ul>
  37. 38. Consulte seu médico ! <ul><li>Existe um anticoncepcional moderno, que oferece diferentes dosagens com um baixo custo de tratamento; </li></ul>
  38. 39. MARCAS EXATEMENTE IGUAIS
  39. 40. Obrigado

×