Hipertensão - Professor Robson
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Hipertensão - Professor Robson

on

  • 10,139 views

Aula sobre Hipertensão Arterial - Professor Robson

Aula sobre Hipertensão Arterial - Professor Robson

Statistics

Views

Total Views
10,139
Views on SlideShare
10,004
Embed Views
135

Actions

Likes
8
Downloads
301
Comments
1

4 Embeds 135

http://professorrobsoncosta.blogspot.com 98
http://www.slideshare.net 22
http://professorrobsoncosta.blogspot.com.br 14
http://www.professorrobsoncosta.blogspot.com 1

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

Hipertensão - Professor Robson Hipertensão - Professor Robson Presentation Transcript

  • HIPERTENSÃO ARTERIAL Prof. Francisco Robson da Costa Lima
  • HAS: Epidemiologia
    • Hipertensão arterial sistêmica (HAS) e diabetes mellitus (DM):
      • São os principais fatores de risco para a população, no que se refere aos problemas cardiovasculares, sendo as principais causas de morbi-mortalidade na população brasileira.
      • Ocorre em cerca de 20% da população adulta (com idade = ou maior de 20 anos)
      • Relaciona-se com 80% dos casos de acidente vascular cerebral (AVC) e com 60% dos casos de doença isquêmica do coração.
      • Cerca de 60 a 80% dos casos podem ser tratados na rede básica de saúde , ou seja, onde atuamos!
    HAS: Epidemiologia Fonte: Ministério da Saúde
  • HAS e DM: aspectos comuns
    • Doenças crônicas, sem cura, mas com controle;
    • Podem ser assintomáticas, principalmente, no início;
    • Necessitam acompanhamento eficaz e permanente pelas equipes de saúde;
    • Fatores de risco: obesidade, dislipidemias (colesterol alto), sedentarismo, história familiar;
  • HAS e DM: aspectos comuns
    • Necessidade de mudança de hábitos de vida;
    • Complicações crônicas podem ser evitadas se as doenças forem mantidas sob controle;
    • Medicamentos que podem piorar estas doenças: corticosteróides, descongestionantes nasais, anticoncepcionais orais, antidepressivos, álcool, cocaína;
    • Há possibilidade da associação das duas patologias em 50% dos casos.
  • Mas afinal, o que é HAS? Pressão Arterial: O coração bombeia o sangue para os demais órgãos do corpo por meio de tubos chamados artérias. Quando o sangue é bombeado, ele é "empurrado” contra a parede dos vasos sangüíneos. Esta tensão gerada na parede das artérias é denominada pressão arterial.
  • Mas afinal, o que é HAS? HAS: A hipertensão arterial ou “pressão alta” é a elevação da pressão arterial para números iguais ou maiores que 140/90 mm/Hg . Esta elevação anormal pode causar lesões em diferentes órgãos do corpo humano, tais como cérebro, olhos, coração e rins.
  • Valores de Pressão Arterial Fonte: Sociedade Brasileira de Cardiologia  110  180
    • Estágio 3
    Classificação da Pressão Arterial – adultos > 18 anos < 90  140 Hipertensão Sistólica isolada 100 – 109 160 – 179
    • Estágio 2
    90 – 99 140 – 159
    • Estágio 1
    Hipertensão 85 – 89 130 – 139 Normal alta <85 <130 Normal < 80 < 120 Ótima Diastólica (mmHg) Sistólica (mmHg)
  • Responda! Uma pressão verificada várias vezes 130 x 93 mmHg é considerada normal? Verdadeiro Falso
  • Responda! Uma pressão verificada várias vezes 142 x 80 mmHg é considerada alta? Verdadeiro Falso
  • Como a pressão arterial se altera durante o dia?
    • A pressão arterial varia durante o dia dependendo da sua atividade.
      • Aumenta quando: você se exercita, quando está excitado ou nervoso e em dias muito frios;
      • Diminui quando: você está relaxado, quando você dorme e em dias muito quentes.
      • Até mesmo a postura – sentado ou em pé – influencia a pressão arterial.
      • Este é o motivo pelo qual os profissionais da saúde devem medir várias vezes a pressão arterial dos pacientes para firmarem corretamente o diagnóstico de hipertensão arterial.
  • Que fatores podem estar relacionados à pressão alta?
    • História familiar
    • Idade
    • Raça
    • Obesidade
    • Sal em pessoas predispostas
    • Diabetes
    • Abuso de álcool
    • Vida sedentária
    • Cigarro
    • Estresse
  •  
    • CARLOS ESTRELA 62 anos, farmacêutico Circunferência da cintura: 114 cm
    • Glicemia: 105 mg/dl Triglicérides: 198 mg/dl HDL (colesterol bom): 32 mg/dl Comentário: A circunferência da cintura de Estrela está muito acima da ideal. O acúmulo de tecido adiposo na região abdominal reflete-se diretamente na glicemia, nos níveis de triglicérides e de HDL, o colesterol bom – alterações metabólicas que o levaram ao diabetes e a um infarto
    Caso clínico
    • A pressão alta está se tornando também uma doença das crianças, porque elas estão engordando e comendo muito sal (sanduíches, pipocas, biscoitos, etc.)
    Obesidade infantil
  •  
  •  
  •  
  •  
    • Não se podem desprezar os efeitos do LDL, o mau colesterol. Mas, estudos recentes defendem agora que o mais importante é aumentar os níveis de HDL, o colesterol do bem
    O sangue revela
    • Quando uma artéria entope... Lesões nas paredes dos vasos que irrigam o coração servem de depósito para placas de gordura. O acúlumo dessas placas pode bloquear o fluxo sanguíneo
    • ...e quando ela se rompe... A foto abaixo capta uma hemorragia no momento do infarto. A pressão alta provoca erosão nas paredes internas dos vasos sangüíneos. Em alguns casos, eles estouram
  • Cuidado pode ser um infarto!
    • Procure logo um pronto-socorro se aparecer no peito uma dor aguda. Nos casos de infarto, ela costuma vir junto com a sensação de peso no coração e falta de ar – e pode estender-se ao pescoço e aos braços, que às vezes ficam dormentes
  • Como está sua pressão arterial? E a dos pacientes do seu Posto de Saúde?
    • O único meio de saber é a verificação de sua pressão arterial por um profissional da área de saúde.
    • Cada vez que você medir sua pressão arterial, anote no cartão de controle.
    Estimule os pacientes a fazerem o mesmo!
  • É bom cuidar disso! Antes de Medir a Pressão Arterial:
    • Evitar fumar;
    • Evitar ingerir bebidas com cafeína;
    • Evitar ingerir bebidas alcoólicas;
    • Estar em repouso de pelo menos 5 minutos;
    • Esvaziar a bexiga.
    Você pode informar seus pacientes sobre estes cuidados! Auxilie-os quando forem medir a pressão arterial!
  • Como verificar a pressão arterial? Fonte: Sociedade Brasileira de Cardiologia 1.  Colocar o indivíduo em local calmo com o braço apoiado a nível do coração e deixando-o à vontade, permitindo 5 minutos de repouso. Usar sempre o mesmo braço para a medida; 2.   Localizar o manômetro de modo a visualizar claramente os valores da medida;
  • Como verificar a pressão arterial? Fonte: Sociedade Brasileira de Cardiologia 3.  Envolver a braçadeira, suave e confortavelmente, em torno do braço, centralizando o manguito sobre a artéria braquial. Manter a margem inferior da braçadeira 2,5cm acima da dobra do cotovelo. Encontrar o centro do manguito dobrando-o ao meio;
  • Como verificar a pressão arterial? Fonte: Sociedade Brasileira de Cardiologia 4.  Determinar o nível máximo de insuflação palpando o pulso braquial até seu desaparecimento, registrando o valor ( pressão sistólica palpada ) e aumentando mais 30 mmHg; 5.  Desinsuflar rapidamente o manguito e esperar de 15 a 30 segundos antes de insuflá-lo de novo;
  • Como verificar a pressão arterial? Fonte: Sociedade Brasileira de Cardiologia 6.  Posicionar o estetoscópio sobre a artéria braquial palpada abaixo do manguito na fossa antecubital. Deve ser aplicado com leve pressão assegurando o contato com a pele em todos os pontos. As olivas devem estar voltadas para frente;
  • Como verificar a pressão arterial? Fonte: Sociedade Brasileira de Cardiologia 7. Fechar a válvula da pera e insuflar o manguito rapidamente até 30 mmHg acima da pressão sistólica palpada registrada; 8.   Desinsuflar o manguito de modo que a pressão caia de 2 a 3 mmHg por segundo;
  • Como verificar a pressão arterial? Fonte: Sociedade Brasileira de Cardiologia 9.  Identificar a Pressão Sistólica (máxima) em mmHg, observando no manômetro o ponto correspondente ao primeiro batimento regular audível (sons de Korotkoff);
  • Como verificar a pressão arterial? Fonte: Sociedade Brasileira de Cardiologia 10. Identificar a Pressão Diastólica (mínima) em mmHg, observando no manômetro o ponto correspondente ao último batimento regular audível. Desinsuflar totalmente o aparelho com atenção voltada ao completo desaparecimento dos batimentos;
  • Como verificar a pressão arterial? Fonte: Sociedade Brasileira de Cardiologia 11. Esperar de 1 a 2 minutos para permitir a liberação do sangue. Repetir a medida no mesmo braço anotando os valores observados;
  • Como verificar a pressão arterial? 12.  Registrar a posição do paciente, o braço usado para a medida e os menores valores de pressão arterial Sistólica e Diastólica encontrados em mmHg. Retirar o aparelho do braço e guardá-lo cuidadosamente afim de evitar danos. Fonte: Sociedade Brasileira de Cardiologia
  • APONTE OS ERROS DA MEDIDA DA PRESSÃO ARTERIAL NA FOTO ABAIXO: 1. Braço sem apoio 3. Examinador posiciona o instrumento ao nível abaixo do coração 2. Tamanho da braçadeira em desacordo com o do braço 4. A margem inferior da braçadeira não está 2,5cm acima da dobra do cotovelo
  • Controlando e prevenindo a Hipertensão
    • Medir a pressão arterial, uma vez ao mês, mesmo que não apresente sintomas;
    • Deixar de fumar;
    • Diminuir o uso de álcool;
    • Manter o peso ideal;
    • Fazer exercícios físicos sob orientação médica ;
    • Evitar alimentos ricos em gorduras;
  • Controlando e prevenindo a Hipertensão
    • Diminuir o sal nos alimentos. Evitar embutidos, enlatados e temperos prontos;
    • Evitar o estresse. Enfrente melhor a vida;
    • Tomar seus remédios conforme prescrito. Caso você sinta algo diferente após a ingestão, informe à equipe de saúde;
    • Comparecer às consultas marcadas, para seguimento adequado;
    • Participar de grupos de hipertensos.
  • Visita domiciliar a uma paciente hipertensa PSF
  • É bom saber:
    • Uma das maiores causas de insucesso no tratamento da HAS (também do DM) é a não adesão ao tratamento, ou seja: o paciente não segue corretamente as recomendações dadas pela equipe de saúde, não tomando os remédios, não cuidando da dieta, não fazendo atividades físicas, fumando, tomando bebidas alcoólicas...
  • Paciente hipertensa e diabética descompensada, com lesão em borda do nariz há 1 mês Caso clínico
  • Paciente hipertensa e diabética descompensada, com 1º pododáctilo esquerdo amputado
  • Paciente hipertensa e diabética descompensada, com Tinha pedis
  • É bom saber:
    • É importante que a equipe de saúde da família acompanhe e estimule a adesão destes pacientes ao tratamento!
  • Paciente hipertensa e diabética descompensada, recebendo profilaxia anti-tetânica
  • Estimule os pacientes a cuidarem de sua saúde. Oriente-os a medir a pressão arterial, periodicamente, ou conforme receitado, no posto de saúde.
  • SE VOCÊ NÃO TEM, CUIDE PARA EVITAR. SE VOCÊ TEM, CUIDE PARA CONTROLAR. PRESSÃO ALTA (hipertensão arterial)
  • Webgincana http://professorrobsoncosta.blogspot.com/
  • Lembre-se que promoção de saúde e prevenção de doenças são os maiores aliados para se viver com saúde e com qualidade. Por isso, siga as regras básicas de hábitos de vida saudáveis e estimule os pacientes e as pessoas que você conhece a fazerem o mesmo. Seja feliz! Obrigado!