• Share
  • Email
  • Embed
  • Like
  • Save
  • Private Content
Reeducação  Emocional
 

Reeducação Emocional

on

  • 1,822 views

Apresentação sobre Reeducação Emocional. Parte do Programa Arte de Viver do Projeto Crisálida.

Apresentação sobre Reeducação Emocional. Parte do Programa Arte de Viver do Projeto Crisálida.

Statistics

Views

Total Views
1,822
Views on SlideShare
1,822
Embed Views
0

Actions

Likes
0
Downloads
0
Comments
0

0 Embeds 0

No embeds

Accessibility

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

    Reeducação  Emocional Reeducação Emocional Presentation Transcript

    • Educação Emocional Rubens Mário Mazzini Rodrigues, MD Médico Psiquiatra Projeto Crisálida Grupo Arte de Viver
    • Função das Emoções
      • As emoções são processos que têm a função estabelecer , manter ou romper relações entre a pessoa e o ambiente interno ou externo, quando estas relações são significantes para o indivíduo.
      • As emoções são, portanto, um sistema automático de defesa do ser vivo contra ameaças do ambiente, sejam elas reais ou imaginárias.
    • Educação Emocional Básica
      • O ser humano necessita de amor para crescer e se tornar um adulto saudável e responsável.
      • Este amor é transmitido pelos pais, porém muitas vezes de forma insuficiente, condicional ou desorientada.
    • Educação Emocional Básica
      • Para garantir a quota mínima de amor a criança aprende a se comportar de acordo com os modelos apresentados pelos pais, cumprindo suas expectativas e criando, assim, um conjunto de atitudes e comportamentos adotados, repetitivos e limitados que constituem sua Educação Emocional Básica
    • Padrões Aprendidos
      • Esses padrões, quando inadequados, obstruem o contato com as reais e genuínas necessidades afetivas da pessoa e tem como conseqüências a baixa auto-estima , desconfiança , estresse , depressão , raiva, vícios e condicionamentos negativos .
    • Reeducação Emocional
      • Identificar padrões de reação emocional adquiridos no passado e que ainda ocorrem na vida presente.
      • Abandonar ou modificar os velhos padrões de reação emocional inadequados.
      • Aprender ou desenvolver novos padrões de reação emocional.
    • Instâncias do Ser
      • Nosso Ser (Eu) é formado por várias instâncias interligadas:
        • Corporal (corpo físico)
        • Emocional (sentimentos, afetos)
        • Racional (razão, cognição)
        • Inconsciente (condicionamentos)
        • Social (relacional)
        • Espiritual (alma, essência, Eu interior)
      Ego Self
    • O Ser Físico – Ego Corporal
      • É o substrato orgânico onde acontecem todos os processos vitais, inclusive mentais, emocionais e cognitivos, que nos permite sentir, ter sensações e entrar em contato com o(s) outro(s) seres.
      • A falta de cuidado com o corpo dá ensejo mal-estar, dor, doenças e sofrimento físico em geral.
    • O Ser Emocional - Ego Criança
      • Nos dá condições de sentir e viver relações emocionais alegres, prazerosas e satisfatórias.
      • Relacionamentos negativos deixam marcas como sentimentos de rejeição, humilhação, abandono, medo, submissão, traição, que tendem a ser recriados nos relacionamentos seguintes ao longo da vida.
    • O Ser Racional – Ego Adulto
      • Sua função é nos proporcionar pensamento e razão claros de modo a podermos tomar decisões de maneira favorável ao nosso desenvolvimento saudável como um todo harmônico e integrado.
      • Sua má formação leva a nos sentirmos estúpidos, inadequados, confusos, incapazes, incompetentes, desequilibrados, loucos, etc...
    • O Ser Inconsciente – Superego
      • Contém os comandos condicionados em nossa educação emocional básica.
      • Padrões condicionados de reação emocional e comportamento.
      • Inclui regras, proibições, limites.
      • A má programação dessa instância leva à produção de sentimentos de culpa, vergonha e inadequação que dificultam o desenvolvimento do ser integral.
    • O Ser Espiritual - Self
      • É a instância do ser que está livre de condicionamentos, é a voz da consciência, a testemunha interior, que observa, que nos conduz a conexão com a consciência cósmica (Deus) e o Universo (Todo).
      • O ser espiritual está Além do Ego e contém as respostas para as inquietações do Ego. Quando está no controle sentimos paz, sob controle do Ego experimentamos ansiedade e sofrimento.
      • Essa é a parte do Ser que nos leva a fazer opções sábias, mesmo que as outras partes estejam resistindo, gritando e fazendo objeções.
    • Evolução do Ser Humano
    • Expressão Emocional
      • É preciso expor de alguma forma as raízes emocionais que mantém cada padrão vivo e questioná-los.
      • Para isso podemos falar sobre nossos sentimentos com outras pessoas ou com um psicoterapeuta, participar de um grupo, colocar os sentimentos no papel, em um diário ou, modernamente, em meio eletrônico, até mesmo em um blog na Internet.
      • Leituras, inclusive de alguns livros de autoajuda podem ajudar, desde que colocadas em prática.
      • O objetivo é desbloquear a energia ligada aos velhos padrões que queremos eliminar ou modificar.
    • Transmutação das Emoções
      • As Cinco Grandes Emoções Limitadoras:
        • MEDO
        • RAIVA
        • VERGONHA
        • CULPA
        • DESEJO DE VINGANÇA
      AMOR
    • Origens da Vergonha
      • “ E o Senhor chamou Adão... Onde estás?” E Adão respondeu: “Eu ouvi tua voz no jardim e me escondi”. (Gênesis, 3:90-10)
      • Adão não estava satisfeito com o seu ser, queria ser mais do que era; mais do que humano.
      • Ao deixar de aceitar suas limitações humanas, perdeu sua vergonha saudável.
    • Expulsos do Paraíso
      • O pecado original é o desejo de sermos diferentes do que somos... de sermos mais do que humanos.
      • Quando escolheram ser diferentes do que eram, Adão e Eva sentiram-se nus e envergonhados.
      • O paraíso é nosso verdadeiro Eu, a vergonha cria a necessidade de usar disfarces para criar um falso Eu.
    • Faces da Vergonha
      • Vergonha Natural
      • Humildade
      • Discrição
      • Pudor
      • Timidez
      • Constrangimento
      • Eritrofobia (rubor)
      • Ridículo
      • Vexame
      • Humilhação
    • Educação pela Vergonha
      • O sentimento de vergonha também é cultivado em nosso processo de Educação Emocional Básica com o objetivo de conter determinados comportamentos tidos como socialmente inaceitáveis ou condenáveis.
      • Somos ensinados que devemos nos envergonhar disso ou daquilo.
      • O grande instrumento de implantação da vergonha é a crítica , que, quando é destrutiva, atinge a auto-estima da vítima.
      Por amor de Deus, Eva. Pegue uma folha!
    • Vergonha Natural x Patológica
      • É natural sentir vergonha quando se reconhece que realmente fez algo errado, mentiu, trapaceou ou agiu de forma imprópria.
      • A vergonha natural, saudável, vem seguida do desejo de se corrigir ou se aperfeiçoar.
      • A vergonha patológica leva ao impulso de se esconder, temor de se expor, de errar e de aprender.
    • Vergonha Saudável
      • A vergonha saudável é a emoção que nos adverte que não somos Deuses, que somos seres imperfeitos e limitados, que cometemos erros, que precisamos de ajuda; que nos dá permissão para sermos humanos.
      • A timidez é nossa vergonha saudável ante um desconhecido, nos adverte que devemos ser cautelosos, que devemos ter cuidados para não nos expor e sairmos feridos.
      • A vergonha saudável é a base psicológica da humildade.
    • Condicionamento da Vergonha
      • A vergonha é condicionada pela crítica e exposição ao ridículo.
      • Ela nos faz querer fugir ou desaparecer por trás de nossos papéis na vida e nossos padrões compulsivos.
      • A vergonha natural nos diz “Eu cometi um erro”, a vergonha patológica nos diz “Eu sou um erro”.
    • Vergonha Tóxica
      • A vergonha crônica torna-se tóxica pois leva ao sentimento difuso de que sou imperfeito e defeituoso como ser humano.
      • Na vergonha tóxica o Eu se torna objeto do próprio desprezo, um objeto que não é confiável.
      • Sentir vergonha significa ser visto de uma maneira exposta e inferiorizada.
      • Isso causa retraimento, passividade e bloqueio da iniciativa.
    • A Pedra Filosofal
      • A Pedra Filosofal emocional, o elemento mágico capaz de transformar chumbo em ouro, é o Amor.
      • O Amor é a conexão entre o nosso lado humano e o divino.
      • O Amor é o melhor remédio para todos os males e dores emocionais.
      • O Amor é uma função do Ser Espiritual.
      “ O Amor é a mais poderosa e, até agora, a mais desconhecida energia do mundo” Teilhard de Chardin “ Uma palavra nos livra de toda a dor e peso da vida. Esta palavra é Amor” Sófocles
    • Amor contra a Vergonha
      • Amar e aceitar completamente a nós mesmos é a única base para sermos felizes e termos o amor de outras pessoas, apesar de nossas imperfeições humanas.
    • Projeto Crisálida Esta apresentação faz parte dos programas do Projeto Crisálida Mais informações: projetocrisalida . ning .com Inscrições: 3222 8000 E-mail: [email_address] ® Este conteúdo pode ser divulgado livremente desde que mantido sem alterações.