• Save
Atividade Fisica na Atencao Primaria
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 
  • 12,301 views

Aula da Preceptora Graziella Antunes Almeida no programa das Residencia em Medicina de Familia e Comunidade do Hospital Regional de Betim, ministrada em 15/01/2010, no Auditorio da Educacao em ...

Aula da Preceptora Graziella Antunes Almeida no programa das Residencia em Medicina de Familia e Comunidade do Hospital Regional de Betim, ministrada em 15/01/2010, no Auditorio da Educacao em Saude.

ALMEIDA, Graziella A. Prescricao de atividade fisica na atencao primaria. [aula] Betim: SMS/ DESA/ PRM MFC Betim, 2010. [disponivel online] [www.slideshare.net/rmmfcbetim] [acesso em ##/##/####]

Statistics

Views

Total Views
12,301
Views on SlideShare
11,594
Embed Views
707

Actions

Likes
14
Downloads
0
Comments
0

18 Embeds 707

http://santacorporeidade.blogspot.com.br 270
http://santacorporeidade.blogspot.com 117
http://medicinadefamiliabr.blogspot.com 80
http://medicinadefamiliabr.blogspot.com.br 66
http://jujo00obo2o234ungd3t8qjfcjrs3o6k-a-sites-opensocial.googleusercontent.com 52
http://www.slideshare.net 35
https://jujo00obo2o234ungd3t8qjfcjrs3o6k-a-sites-opensocial.googleusercontent.com 32
http://santacorporeidade.blogspot.pt 17
http://theresidentis.blogspot.com 15
http://theresidentis.blogspot.com.br 7
http://medicinadefamiliabr.blogspot.pt 5
http://santacorporeidade.blogspot.fi 3
http://www.edmodo.com 2
http://santacorporeidade.blogspot.ca 2
url_unknown 1
http://www.santacorporeidade.blogspot.com 1
http://theresidentis.blogspot.pt 1
http://santacorporeidade.blogspot.fr 1
More...

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

Atividade Fisica na Atencao Primaria Atividade Fisica na Atencao Primaria Presentation Transcript

  • Prescrição de Atividade Física na Atenção Básica
    Graziella Antunes Almeida
    Médica de Família e Comunidade
    e Preceptora do PRMMFC - Betim
  • Atenção Básica – Estratégia da saúde da família
    Princípios da Atenção Básica:
    “Conjunto de ações de saúde, no âmbito individual e coletivo, que abrange a promoção, a proteção, o diagnóstico, o tratamento, a reabilitação e a manutenção da saúde.”
    A Estratégia da Saúde da Família foi eleita a principal ação organizadora da atenção básica com vistas a implementação e desenvolvimento do SUS.
    O papel das práticas corporais tanto na promoção a saúde, na prevenção de doenças, no tratamento não farmacológico e na reabilitação de patologias
  • Práticas Corporais e Atenção Básica
    Conceitos:
    Atividade física – gasto energético
    Exercício físico – repetição de movimentos
    Educação física – normativa , disciplinadora ; Como ciência: campo de produção de conhecimento e intervenção profissional que tematiza formas de atividades expressivas corporais.
    Lazer – cultura vivenciada no tempo disponível; muitas vezes compreendido como recreação, no senso comum, relacionado ao divertimento e ao descanso
    Recreação – recreio derivado do latim “recreare”, reproduzir, recuperar; como estratégia de controle e de manipulação social, a recreação foi amplamente utilizada com o objetivo de organizar o tempo de lazer das pessoas, especialmente dos trabalhadores, som o sentido de minimizar os perigos do tempo ocioso
    • Alerta:
    Pressões de consumo - mercado de produtos, a indústria de equipamentos e da estética
    (Yara M. Carvalho, Mestre em Ed. Física e Doutora em Saúde Coletiva pela Unicamp e Pós-doutoramento em Ciências Humanas e Saúde/UERJ)
  • Relevância
    A preservação de estilo de vida saudável constitui a base da prevenção das doenças crônico-degenerativas e seu resgate constitui sempre eixo do tratamento não-farmacológico.
    Redução de riscos para coronariopatias
    Redução do nível pressórico de repouso
    Melhoria do perfil lipídico HDL/LDL
    Redução da resistência insulínica periférica
    Manutenção de massa óssea
    Impacto no VO2 máx,
    Modificação no peso da massa corporal pelo % de gordura
    Modificação de neurotransmissores:
    Redução dos níveis basais de catecolaminas, aumento de endorfinas, serotonina, normalização de nora e dopamina
  • aconselhamento & Baixa Adesão
    Apesar de reconhecidos benefícios sobre a saúde, apenas cerca de 20% dos adultos atingem as recomendações preconizadas
    Apesar de não haver evidência sobre a eficácia do aconselhamento quanto a prática de atividade física, a relevância dos benefícios torna imprescindível a abordagem do assunto às consultas rotineiras.
  • Importância do trabalho em equipe
    Combinar: aconselhamento, com prescrição escrita, com estabelecimento de metas e regime de atividades individualizadas, acompanhadas por equipe assistente multiprofissional, com vários momentos de estimulação, favorece o aumento da prática de atividade física
    Ao iniciar o programa de atividade física, é imprescindível a orientação de um fisioterapeuta ou profissional de educação física para esclarecimento de questões importantes como a perfeita execução dos movimentos, alongamentos, posturas, auto-monitorização, evitando sobrecargas aos sistemas cardiorespiratório e musculoesquelético.
  • Componentes da Aptidão Física
    Capacidade respiratória
    Flexibilidade
    Força
    Resistência muscular localizada
    Composição corporal
    Agilidade
    Resistência anaeróbia
    Velocidade
    Potência
    Equilíbrio
    Ritmo
    Coordenação
    Voltada para a Saúde
    Voltada para Desempenho Atlético
  • Aspectos na prescrição do exercício
    Os componentes devem incorporar ações que se ajustem aos diferentes graus de solicitação da prática do exercícios de pessoas não-atletas
    Diretrizes do AmericanCollegeofSports Medicine (2003) para prescrição do exercício enfoca exercícios capazes de aprimorar a aptidão cardiorespiratória, a composição corporal e a força.
    Objetivos devem ser ampliados para contemplar as necessidades de todos os indivíduos sedentários
  • Aspectos na prescrição do exercício
    A dose de exercício é caracterizada pelo modelo que compreende os seguintes aspectos básicos¹:
    Outros autores² também incluíram
    Treinamento de resistência
    Nível inicial de condicionamento físico
    Condicionamento físico X atividade física para a saúde (intensidade, volume de treino)
    Intensidade – expressa em:
    Volume de Oxigênio Máximo (VO2máx)
    Porcentagem da FC máxima
    Classificação de esforço subjetivo (CES)
    Limiar de lactato
    METs
    • Intensidade*
    • Frequência
    • Duração
    • Tipo de atividade
  • Aspectos na prescrição do exercício
    Conceito de “MET”:
    A quantidade de caloria que cada pessoa gasta com determinada atividade, além do consumo basal
    Ex: metabolismo basal:1400cal/dia
    1400cal / 24h / 60min = 1cal/min em repouso
    Cálculo da FC máxima:
    Homens 220-idade
    Mulheres 210- idade
  • Classificação da intensidade das atividades em METs
    Banho
    Barba
    Tarefas assentado
    Dirigir
    Trab escritório
    Trab de pé
    Andar 3km/h
    Bicicleta sem resistência
    Esteira ligeira
    Limpar janelas
    Juntar folhas no jardim
    Varrer ou limpar o chão
    Serrar madeira
    Marcenaria
    Andar 5-6 km/h
    Bicicleta no plano
    Esteira muito rápida
    Muito Leves 3METs
    Leves 3 a 5METs
  • Classificação da intensidade das atividades em METs
    Subir escada
    Carregar objetos
    Cavar buraco
    Trabalho com pá/enxada
    Voley
    Patinar
    Cavalgar
    Montanhismo
    Carregar objetos na escada
    Carregar peso >45kg
    Subir escada rapidamente
    Lenhador
    Estivador
    Futebol
    Squash
    Basquete
    Pesada 7 a 9METs
    Muito Pesada >9METs
  • Na Idade Adulta
    Objetivos da atividade física para condicionamento aeróbico por idade:
    FC Máx 60%xFCMáx 75% da FC Máx
    21-30 190 115 145
    31-40 188 110 140
    41-50 175 105 130
    51-60 170 100 125
    61-70 160 95 115
  • Aspectos na prescrição do exercício
    Para componente da aptidão respiratória
    Sessões de exercícios de intensidade moderada 3 a 6 METs
    Realizar exercício acima do limiar mínimo, 65 a 70% da FC máx
    Envolver o maior número de grupos musculares por períodos prolongados em atividade de natureza rítmica e aeróbia
    Ex: caminhada, subir descer degraus, marcha, corrida, trote, ciclismo, ergometria combinada com braços e pernas, dança, pular corda, exercícios aquáticos
  • Aspectos na prescrição do exercício
    Para componente da aptidão respiratória
    Variar exercícios considerando a perícia e o prazer em realizá-los para evitar desistência
    Realizar exercícios de baixa intensidade e maior duração, enfatizando que as atividades de moderada para vigorosas com maior duração são as mais recomendadas.
    Colégio Americano de Medicina Esportiva aconselha (ACSM) algo entre 55-65% a 90% da FC máx ou 40-50% a 85% da reserva de captação de O2 (VO2 R) ou da reserva da FC (RFC= FC máx- FC repouso)
  • Aspectos na prescrição do exercício
    Para componente da aptidão respiratória
    Duração da sessão deve interagir com a intensidade
    ACSM indica 20 a 60 min de atividade aeróbia contínua ou intermitente, com sessões mín de 10 min acumuladas no transcorrer do dia, utilizando 70 a 85% da FCmáx ou 60 a 80% da RFC por 20 a 30 min, excluindo o tempo gasto com aquecimento (5 a 10 min) e retorno à calma (5 a 10 min)
    Iniciar com a prática de 4 a 6 sessões de 5 min ou com repouso entre estas, principalmente para os que estão com baixa aptidão cardíaca
    Frequência de realização semanal: iniciante 2x na semana, aumentando gradativamente para se atingir o recomendado de 5 sessões de trabalho/semana para conseguir modificações cardiorespiratórias.
  • Aspectos na prescrição do exercício
    Para componente da flexibilidade músculo-esquelética segundo ACSM 2003:
    Exercitar os principais grupos musculares e tendões, utilizando técnicas estáticas e neuro-propioceptivas (FNP)
    Frequência de no mínimo 2 a 3 vezes por semana
    Intensidade de sejam mensuradas por um certo desconforto nas posições
    Duração que deve ser de 10 a 30 segundos de alongamento assistido para FNP e repetir de 3 a 4 vezes para cada exercício de alongamento.
  • Exemplos de alongamentos para após o exercício físico
    Antes do exercício, deve-se fazer um aquecimento com exercícios calistênicos leves, que auxilia a evitar lesões e eleva a FC e a temperatura corporal. O exercício deve ser interrompido lentamente para permitir o resfriamento e a lenta diminuição na FC e na temperatura corporal. Os alongamentos devem ser realizados após o exercício, mantendo-se em cada postura por 20-30 segundos <sem evidência>.
  • Aspectos na prescrição do exercício
    Para componente da força e resistência muscular localizada (RML):
    Realizar de 08 a 10 exercícios separados que treinem os principais grupos musculares (baços, ombros, tórax, abdome, costas, quadris e pernas);
    Evitar sessões que durem mais de 60 min, pois isto é um fator que está associado à desistência por parte do participante;
    Frequência de 2 a 3 vezes por semana
    Realizando no mínimo de 8 a12 repetições de cada exercício, até o ponto de ocorrer fadiga voluntária; e nas pessoas idosas, ou indivíduos interessados em desenvolver prioritariamente a RML ou mais frágeis, 10 a 15 repetições é mais indicado
  • Aspectos na prescrição do exercício
    Para componente da força e resistência muscular localizada:
    Movimento deve ser realizado em sua amplitude plena
    Controlar a realização da ação concêntrica e excêntrica do movimento
    Respirar normalmente, sem apnéia
    Se possível, ter sempre ajuda de um companheiro para motivação e assistência
  • Aspectos na prescrição do exercício
    Programa específico para a composição corporal
    Testes e medidas dos níveis de % de gordura, peso de gordura armazenada, massa corporal magra, massa corporal teórica, e a partir dos subsídios avaliar os níveis obtidos
    Utilizar-se de qualquer programa de exercícios descritos para outros componentes, considerando os objetivos que ora tenham sido traçados pelos parâmetros mensurados, com frequência mínima de 3x/semana
    Como intensidade e duração estão inter-relacionadas, este programa deverá enfatizar o tempo total de trabalho, pois implicará no gasto calórico
  • Aspectos na prescrição do exercício
    Programa específico para a composição corporal
    A duração do exercício de cada sessão pode ser fornecida como o número de min de exercício, o total de cal gastas e o total de kcal por kg de peso corporal; recomendação:
    150 a 400kcal por dia na atividade ou no exercício
    Limiar calórico mínimo semanal de 1000kcal por atividade, utilizando a equação baseada em METs:
    METx3,5x peso corporal(kg)/200= kcal/min
    Ex: 1000kcal,Peso 70kg, intensidade da atividade 6METs, dispêndio cal global pelo exercício6kcal/min, sendo necessário 167min/semana. Divididos em 5 dias na semana: 33min/dia.
  • Modelo de Pirâmide das Atividades
    Movimentar-se todos os dias, quer seja percorrendo distâncias extras, usando escadas ao invés do elevador, passeando com o cachorro, evitando uso constante do transporte
    Realizar atividades aeróbias da preferência individual, pelo menos 3x semanais (idealmente5x) – caminhar, andar de bicicleta, dançar, sessões de ergometria ou desfrutar de desportos recreativos: tênis, basquete,etc.
    Atividades de lazer como cuidar do jardim e os exercícios de alongamento e fortalecimento como flexões de cotovelo, agachamentos, levantamento de pesos, atividades executadas em academias, devem ser regulares de 2 a 3 x/semana
    Para as atividades executadas sentadas, topo da pirâmide, deveria ser o de menor tempo de ocupação
  • Observações Para Gestantes
    Exercícios de intensidade leve a moderada podem ser continuados
    Exercícios de alta intensidade ou impacto devem ser evitados ou reduzidos
    Posição supina deverá ser evitada nos segundo e terceiro trimestres
    Ressaltar cuidados para redução do risco de quedas
    Assegurar aporte nutricional adequado para a prática de exercícios
    Retomada de atividades pré-concepcionais deverá ser gradual
  • Observações Na Adolescência
    Momento importante de consolidar hábitos saudáveis
    Recomenda-se a prática de atividade aeróbica por pelo menos 30 minutos por dia, 3 a 5 vezes por semana
    Atividade deve ser prazerosa, de fácil acesso, oferecida preferencialmente na escola
    CDC sugere que o adolescente ande ou pedale até a escola
    É importante a existência de um modelo em família
    Aconselhamento médico tem efetividade questionável
  • Observaões Na Infância
    As crianças devem ser estimuladas à prática de exercícios por pelo menos 30 minutos diários.
    É muito importante que isto se dê no contexto familiar, pois há evidências que sugerem que a criança que assiste aos pais envolvidos em atividades físicas são mais suscetíveis à manutenção da prática durante a infância e a adolescência.
  • Observações Na Terceira Idade
    Importância do exercício supervisionado
    Dimensionado para a capacidade do idoso
    Cuidado com sobrecarga articular
    Risco de quedas
  • Observações HAS e DM
    A prática regular de exercícios físicos é recomendada para todos os hipertensos e DM, inclusive aqueles sob tratamento medicamentoso, porque reduz significativamente a pressão arterial média, o risco de doença arterial coronária, acidentes vasculares cerebrais e a mortalidade geral <A>. Antes de iniciarem programas regulares de exercício físico, os hipertensos e diabéticos devem ser submetidos a avaliação médica pré-exercício prudente e para ajuste da medicação, se for o caso. Pacientes com HAS grave só devem iniciar o exercício após estabilização da PA.
  • Recomendações publicadas em: V Diretrizes Brasileiras de Hipertensão Arterial, 2006