Convivência Banda C e Wimax na Frequência 3.5GHz
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Like this? Share it with your network

Share

Convivência Banda C e Wimax na Frequência 3.5GHz

on

  • 950 views

Apresentado no Congresso da SET 2012, discorre sobre a interferência gerada pelos testes do sistema Wimax em 3,5 GHz no parque de antenas Banda C já instalados no Brasil.

Apresentado no Congresso da SET 2012, discorre sobre a interferência gerada pelos testes do sistema Wimax em 3,5 GHz no parque de antenas Banda C já instalados no Brasil.

Statistics

Views

Total Views
950
Views on SlideShare
947
Embed Views
3

Actions

Likes
0
Downloads
3
Comments
0

1 Embed 3

http://www.linkedin.com 3

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Adobe PDF

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

Convivência Banda C e Wimax na Frequência 3.5GHz Presentation Transcript

  • 1. ESPECTRO Satélites da banda C versus WIMAX em 3.5GHz.Por:Ricardo MinariDiretor de Negócios e Tecnologia
  • 2.  A Visiontec 20 anos no mercado de Banda C. 70 distribuidores cobrindo todo o território Brasileiro. Plantas: • Manaus: Fabricação de Receptores • Jacareí I: Centro de Pesquisa e Desenvolvimento • Jacareí II: Fabricação de Antenas Parabólicas
  • 3.  A Visiontec Fábrica
  • 4.  A Visiontec Engenharia
  • 5.  A Visiontec Receptores
  • 6.  Dados Banda C no Brasil 30 anos de existência Explorada 100% para canais públicos gratuitos. Aproximadamente 25 Milhões de lares, um número praticamente impossível de se precisar. Cadeia produtiva e comercial extremamente importante para o país Frequência de Operação: 3,625 GHz a 4,2 GHz 250.000 novos clientes/mês
  • 7.  Testes com Wimax Iniciados em 2008 Potência média utilizada: 2W Frequência: 3,5 – 3,6 GHz
  • 8.  Interferência Banda C x Wimax Primeiros relatos Primeiros relatos Sintomas Resultado• Pará • Grande interferência • Grande número de• Minas Gerais em canais analógicos reclamações aos• Hortolândia • Perda de sinal digital fabricantes • Uso de filtros custeados pelo fabricante • Casos sem solução • Internet, Redes Sociais, Reclame Aqui, PROCON
  • 9.  Interferência Banda C x Wimax Cenário 36.000Km 3,625 GHz a 4,2 GHz (Banda C) 3,5 GHz a 3,6 GHz (Wimax) Potência dos testes: 2W Potencia Proposta: 30 W
  • 10.  Interferência Banda C x Wimax Soluções Consideradas Convivência Irrestrita. Utilização de Filtros para bloquear a interferência. Diminuir potência dos transmissores Wi-Max. Mudança da faixa do Wimax para outra frequência que não seja a frequência de 3,5GHz.
  • 11.  Análise de Soluções 1- Convivência Irrestrita 36.000Km 3,625 GHz a 4,2 GHz (Banda C) 3,5 GHz a 3,6 GHz (Wimax) Potência dos testes: 2W Potencia Proposta: 30 W
  • 12.  Análise de Soluções 2- Utilização de Filtros Testes e situações de campo demonstram que não existe filtro capaz de endereçar tamanha interferência. Caso existisse este filtro: • Como seria instalado? • Quem pagaria a conta? • Como informar a todos os clientes da Banda C?
  • 13.  Análise de Soluções 3- Diminuir potência dos transmissores Wimax Testes e situações de campo demonstram que tal solução não seria suficiente pois, apesar de minimizar o problema, não o soluciona. Em uma conta rápida percebe-se a gravidade da situação: • Caso 1% dos lares forem atingidos pelo problema, teremos 250 mil lares brasileiros, ou seja, 1 Milhão de brasileiros com o sinal de TV afetados por esta interferência.
  • 14.  Análise de Soluções 4- Mudança de faixa de operação do Wimax Única possibilidade que realmente solucionaria o problema. Possibilidade de mudança para a faixa de 3,3 GHz a 3,4 GHz, já utilizada em outros países como a Indonésia, por exemplo e distante da faixa de operação da Banda C.
  • 15.  Conclusão Requisições da Indústria: • Mudança da faixa de operação do Wimax para outra diferente dos 3,5 GHz. • Análise responsável e ponderada sobre o problema. • Realização de testes práticos no uso do Wimax na faixa de 3,3 a 3,4 GHz.
  • 16. OBRIGADO!Por:Ricardo MinariDiretor de Negócios e Tecnologia