• Save
Informação, comunicação e articulação no século 21
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Like this? Share it with your network

Share

Informação, comunicação e articulação no século 21

on

  • 1,159 views

1996 > a minha visão sobre o processo que estamos vivendo desde a emergência da rede como diretor da Agência Estado

1996 > a minha visão sobre o processo que estamos vivendo desde a emergência da rede como diretor da Agência Estado

Statistics

Views

Total Views
1,159
Views on SlideShare
1,158
Embed Views
1

Actions

Likes
0
Downloads
0
Comments
0

1 Embed 1

http://www.linkedin.com 1

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

CC Attribution-ShareAlike LicenseCC Attribution-ShareAlike License

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

Informação, comunicação e articulação no século 21 Presentation Transcript

  • 1. “ Não procuro dirigir nem criar a opinião pública no meu Estado. Ao contrário, procuro apenas sondar com cautela as opiniões em que o Estado se divide e deixo-me ir, confiado e tranquilo, na corrente daquela que me parece seguir o rumo mais certo.” Julio Mesquita
  • 2. Caracterização do Ambiente de Negócios 1. Convergência entre Pesquisa e desenvolvimento. 2. Convergência entre Redes de comunicação e mercados, cada vez mais difíceis de se distinguir. 3. Convergência entre Precificação e mecanismos de relação comercial com o mercado. 4. Convergência entre Design e engenharia. 5. Convergência entre Produto e serviço. 6. Convergência entre Conteúdos e transações. 7. Convergência entre Front e back office. Media Lab
  • 3. “ Há duas revoluções fermentando. A primeira é uma revolução de comunicação interpessoal . A segunda revolução não é de tecnologia, mas de epistemologia e aprendizado . Construcionismo, aprender fazendo, é a revolução de Dewey, Piaget e Papert. O aprendizado acontece melhor não no espaço formal da sala de aula. Ele acontece em aplicações concretas, eis porque devemos buscar construir ambientes para fazer.” Walter Bender Diretor do Media Lab
  • 4. “ Organizações jornalísticas devem continuar a fornecer notícias para indivíduos e conhecimento enciclopédico sobre suas comunidades. Mas também devem reconhecer o papel dos consumidores como produtores . O futuro do setor é tanto de construção quanto de consumo . O impacto de ‘ser digital’ é a emergência de uma nova relação entre editores e seu público: tornar as notícias mais relevantes ao construir conexões entre fornecedores de notícias e consumidores.” Walter Bender Diretor do Media Lab
  • 5. “ Hoje, é óbvia a tendência da Internet a modificar o papel que as pessoas exercem, mesclando a separação entre vendedor e consumidor, entre editor e leitor. Todas as coisas digitais são grandes e pequenas ao mesmo tempo - um paradoxo, não uma contradição. Redes descentralizadas irão substituir hierarquias , e os controles centrais serão substituídos por sistemas auto-organizáveis que se parecerão muito mais com a relação entre o homem e a natureza do que com relações institucionais.” Nicholas Negroponte MIT Media Lab
  • 6. Princípios Fundamentais 1. Compromisso com a verdade. 2. Servir o interesse público em primeiro lugar. 3. Monitorar os poderosos e oferecer voz aos sem voz. 4. Fornecer um fórum para comentário, crítica e compromisso. 5. Empregar um método ético de verificação. 6. Manter independência da facção. 7. Fazer notícias engajadoras e relevantes. 8. Manter as notícias abrangentes e proporcionais. 9. Ser leal à consciência pessoal. Nieman Foundation