0
Fernanda Nascimento Rita de Cássia de Oliveira ASAE II
<ul><li>ORIGEM </li></ul><ul><li>DEFINIÇÃO </li></ul><ul><li>VISÃO GERAL </li></ul><ul><li>MODELO CONCEITUAL </li></ul>LIN...
<ul><li>A UML tem origem na compilação das &quot;melhores práticas de  engenharia de desenvolvimento de softwares” que pro...
EVOLUÇÃO DA UML
HISTÓRICO DA UML
DEFINIÇÃO <ul><li>UML é uma linguagem padrão para elaboração da estrutura de projetos de software </li></ul><ul><li>UML é ...
VISÃO GERAL- POR QUE MODELAR?
<ul><li>A UML não é um método de desenvolvimento, ela não diz para você o que fazer primeiro e em seguida ou como desenhar...
<ul><li>UML é uma linguagem destinada a: </li></ul><ul><li>Visualizar </li></ul><ul><li>Especificar </li></ul><ul><li>Cons...
<ul><ul><li>Um modelo é uma simplificação da realidade </li></ul></ul><ul><ul><li>Visualizar o sistema como é ou deveria s...
<ul><li>Tem sido aplicada de maneira efetiva em: </li></ul><ul><li>Sistemas de informações corporativos </li></ul><ul><li>...
<ul><li>Elementos principais </li></ul><ul><li>Blocos de Construção </li></ul><ul><li>Regras </li></ul><ul><li>Mecanismos ...
<ul><li>Itens </li></ul><ul><li>Estruturais </li></ul><ul><li>Comportamentais </li></ul><ul><li>Agrupamento </li></ul><ul>...
<ul><li>Itens  são os blocos de construção básicos orientados a objetos da UML .  São utilizados para escrever modelos bem...
ITENS EM UML <ul><li>Itens  Estruturais </li></ul><ul><li>São os substantivos utilizados. Representam a parte mais estátic...
ITENS ESTRUTURAIS Nós Classe <ul><ul><li>Caso de Uso </li></ul></ul><ul><ul><li>Colaborações </li></ul></ul><ul><ul><li>In...
ITENS EM UML <ul><li>Itens Comportamentais </li></ul><ul><li>São as partes dinâmicas dos modelos de UML </li></ul><ul><li>...
ITENS COMPORTAMENTAIS <ul><li>Interação:  Comportamento que abrange um conjunto de mensagens trocadas entre objetos num co...
<ul><li>Itens  de Agrupamento </li></ul><ul><li>São partes organizacionais dos modelos de UML. Servem para a organização d...
TENS  DE AGRUPAMENTO
ITENS  ANOTACIONAIS <ul><li>Itens  Anotacionais </li></ul><ul><li>São partes explicativas dos modelos de UML </li></ul><ul...
<ul><li>Itens </li></ul><ul><li>Estruturais </li></ul><ul><li>Comportamentais </li></ul><ul><li>Agrupamento </li></ul><ul>...
RELACIONAMENTOS EM UML <ul><li>São blocos relacionais básicos de construção da UML. Como os Itens, os relacionamentos são ...
RELACIONAMENTO DE DEPENDÊNCIA <ul><li>É um relacionamento semântico entre dois itens nos quais a alteração de um (o item i...
<ul><li>É um relacionamento estrutural que descreve um conjunto de ligações </li></ul><ul><li>São conexões entre objetos <...
RELACIONAMENTO DE GENERALIZAÇÃO <ul><li>É um Relacionamento de especialização nos quais os objetos dos elementos  especial...
RELACIONAMENTO DE REALIZAÇÃO <ul><li>É um relacionamento semântico entre classificadores, em que um classificador especifi...
<ul><li>Itens </li></ul><ul><li>Estruturais </li></ul><ul><li>Comportamentais </li></ul><ul><li>Agrupamento </li></ul><ul>...
DIAGRAMAS EM UML <ul><li>São apresentações gráficas de um conjunto de elementos </li></ul><ul><li>São desenhados para perm...
DIAGRAMAS EM UML <ul><li>Diagrama de Classes </li></ul><ul><li>Diagrama de Objetos </li></ul><ul><li>Diagrama de Casos de ...
DIAGRAMAS EM UML
DIAGRAMAS EM UML
DIAGRAMA DE CLASSES <ul><li>Exibe conjunto de classes, interfaces e colaborações, bem como seus relacionamentos. </li></ul...
DIAGRAMA DE CLASSES
DIAGRAMA DE CLASSES
DIAGRAMA DE CASOS DE USO
DIAGRAMA DE CASOS DE USO <ul><ul><li>Caso de Uso : Ou  Use Case , é uma sequencia de ações que o sistema executa e produz ...
DIAGRAMA DE CASOS DE USO
<ul><li>Elementos principais </li></ul><ul><li>Blocos de Construção </li></ul><ul><li>Regras </li></ul><ul><li>Mecanismos ...
REGRAS NA UML <ul><li>Nomes: </li></ul><ul><li>Quais nomes podem ser atribuídos a coisas, relacionamentos e diagramas </li...
REGRAS NA UML <ul><li>Visibilidade: </li></ul><ul><li>Como estes nomes podem ser vistos  </li></ul><ul><li>e utilizados pe...
<ul><li>Elementos principais </li></ul><ul><li>Blocos de Construção </li></ul><ul><li>Regras </li></ul><ul><li>Mecanismos ...
MECANISMOS <ul><li>Especificações:  fornece declaração textual  da sintaxe e semântica do respectivo bloco de construção. ...
<ul><li>Permite aos usuários estender a linguagem de maneira controlada. </li></ul><ul><li>Estereótipos ,  Restrições  e  ...
CONSIDERAÇÕES Vale a pena dizer que a  UML  é muito mais que a padronização de uma notação, é o desenvolvimento de novos c...
 
 
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Uml ppoint

2,644

Published on

Published in: Technology
0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total Views
2,644
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
179
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

No notes for slide
  • Vamos conhecer os blocos de construção básicos da UML, as regras que determinam como esses blocos poderão ser combinados e alguns mecanismos comuns aplicados na UML.
  • È representada por linhas sólidas, direcionadas, ocasionalmente contendo outros adornos, como nomes de papéis e multiplicidades.
  • Vamos conhecer os blocos de construção básicos da UML, as regras que determinam como esses blocos poderão ser combinados e alguns mecanismos comuns aplicados na UML.
  • Vamos conhecer os blocos de construção básicos da UML, as regras que determinam como esses blocos poderão ser combinados e alguns mecanismos comuns aplicados na UML.
  • A UML É MUITO MAIS DO QUE UMA LINGUAGEM GRÁFICA.VO
  • Transcript of "Uml ppoint"

    1. 1. Fernanda Nascimento Rita de Cássia de Oliveira ASAE II
    2. 2. <ul><li>ORIGEM </li></ul><ul><li>DEFINIÇÃO </li></ul><ul><li>VISÃO GERAL </li></ul><ul><li>MODELO CONCEITUAL </li></ul>LINGUAGEM DE MODELAGEM ORIENTADA A OBJETOS
    3. 3. <ul><li>A UML tem origem na compilação das &quot;melhores práticas de engenharia de desenvolvimento de softwares” que provaram ter sucesso na modelagem de sistemas grandes e complexos. </li></ul>HISTÓRICO DA UML
    4. 4. EVOLUÇÃO DA UML
    5. 5. HISTÓRICO DA UML
    6. 6. DEFINIÇÃO <ul><li>UML é uma linguagem padrão para elaboração da estrutura de projetos de software </li></ul><ul><li>UML é adequada a modelagem de sistemas </li></ul><ul><li>UML é apenas uma linguagem e, portanto, é somente uma parte de um método para o desenvolvimento de software. </li></ul>
    7. 7. VISÃO GERAL- POR QUE MODELAR?
    8. 8. <ul><li>A UML não é um método de desenvolvimento, ela não diz para você o que fazer primeiro e em seguida ou como desenhar seu sistema, mas ela lhe auxilia a visualizar seu desenho e a comunicação entre objetos. </li></ul>VISÃO GERAL- POR QUE MODELAR?
    9. 9. <ul><li>UML é uma linguagem destinada a: </li></ul><ul><li>Visualizar </li></ul><ul><li>Especificar </li></ul><ul><li>Construir </li></ul><ul><li>Documentar artefatos de software. </li></ul>VISÃO GERAL- POR QUE MODELAR?
    10. 10. <ul><ul><li>Um modelo é uma simplificação da realidade </li></ul></ul><ul><ul><li>Visualizar o sistema como é ou deveria ser </li></ul></ul><ul><ul><li>Especifica estrutura/comportamento do sistema </li></ul></ul><ul><ul><li>Guia para construção de um sistema </li></ul></ul><ul><ul><li>Documentar as decisões tomadas </li></ul></ul>VISÃO GERAL- POR QUE MODELAR?
    11. 11. <ul><li>Tem sido aplicada de maneira efetiva em: </li></ul><ul><li>Sistemas de informações corporativos </li></ul><ul><li>Serviços bancários e financeiros </li></ul><ul><li>Telecomunicações </li></ul><ul><li>Defesa/Espaço aéreo </li></ul>VISÃO GERAL - APLICAÇÃO <ul><li>Vendas de varejo </li></ul><ul><li>Eletrônica médica </li></ul><ul><li>Científicos </li></ul><ul><li>Serviços distribuídos baseados na Web </li></ul>
    12. 12. <ul><li>Elementos principais </li></ul><ul><li>Blocos de Construção </li></ul><ul><li>Regras </li></ul><ul><li>Mecanismos </li></ul>MODELO CONCEITUAL
    13. 13. <ul><li>Itens </li></ul><ul><li>Estruturais </li></ul><ul><li>Comportamentais </li></ul><ul><li>Agrupamento </li></ul><ul><li>Anotacionais. </li></ul>BLOCOS DE CONSTRUÇÃO DA UML <ul><li>Relacionamentos </li></ul><ul><li>Dependência </li></ul><ul><li>Associação </li></ul><ul><li>Generalização </li></ul><ul><li>Realização. </li></ul>Classes Objetos Casos de Uso Seqüências Colaborações Gráficos de estados Atividades Componentes Implantação <ul><li>Diagramas </li></ul>
    14. 14. <ul><li>Itens são os blocos de construção básicos orientados a objetos da UML . São utilizados para escrever modelos bem formados </li></ul><ul><li>Os relacionamentos reúnem Itens </li></ul><ul><li>Os diagramas agrupam coleções de Itens </li></ul>ITENS EM UML
    15. 15. ITENS EM UML <ul><li>Itens Estruturais </li></ul><ul><li>São os substantivos utilizados. Representam a parte mais estática do modelo, os elementos conceituais ou fisicos. Ao todo existem sete tipos de itens estruturais </li></ul>
    16. 16. ITENS ESTRUTURAIS Nós Classe <ul><ul><li>Caso de Uso </li></ul></ul><ul><ul><li>Colaborações </li></ul></ul><ul><ul><li>Interface </li></ul></ul>Classe Ativa <ul><ul><li>Componentes </li></ul></ul>
    17. 17. ITENS EM UML <ul><li>Itens Comportamentais </li></ul><ul><li>São as partes dinâmicas dos modelos de UML </li></ul><ul><li>São verbos de um modelo representando comportamento no tempo e no espaço </li></ul>
    18. 18. ITENS COMPORTAMENTAIS <ul><li>Interação: Comportamento que abrange um conjunto de mensagens trocadas entre objetos num contexto específico </li></ul><ul><li>Máquina de estados: Especifica as seqüências de estados pelas quais objetos e interações passam durante sua existência em resposta a eventos. </li></ul>
    19. 19. <ul><li>Itens de Agrupamento </li></ul><ul><li>São partes organizacionais dos modelos de UML. Servem para a organização de elementos (como itens estruturais ou comportamentais) em grupos. </li></ul>ITENS EM UML PACOTES
    20. 20. TENS DE AGRUPAMENTO
    21. 21. ITENS ANOTACIONAIS <ul><li>Itens Anotacionais </li></ul><ul><li>São partes explicativas dos modelos de UML </li></ul><ul><li>São comentários, incluídos para descrever, </li></ul><ul><li>esclarecer e fazer alguma observação sobre </li></ul><ul><li>qualquer elemento do modelo. </li></ul>NOT NOTAS
    22. 22. <ul><li>Itens </li></ul><ul><li>Estruturais </li></ul><ul><li>Comportamentais </li></ul><ul><li>Agrupamento </li></ul><ul><li>Anotacionais. </li></ul>BLOCOS DE CONSTRUÇÃO DA UML <ul><li>Relacionamentos </li></ul><ul><li>Dependência </li></ul><ul><li>Associação </li></ul><ul><li>Generalização </li></ul><ul><li>Realização. </li></ul>Classes Objetos Casos de Uso Seqüências Colaborações Gráficos de estados Atividades Componentes Implantação <ul><li>Diagramas </li></ul>
    23. 23. RELACIONAMENTOS EM UML <ul><li>São blocos relacionais básicos de construção da UML. Como os Itens, os relacionamentos são utilizados para escrever modelos bem-formados. </li></ul><ul><li>Relacionamento de Dependência </li></ul><ul><li>Relacionamento de Associação </li></ul><ul><li>Relacionamento de Generalização </li></ul><ul><li>Relacionamento de Realização </li></ul>
    24. 24. RELACIONAMENTO DE DEPENDÊNCIA <ul><li>É um relacionamento semântico entre dois itens nos quais a alteração de um (o item independente) pode afetar a semântica do outro item (o item dependente). </li></ul>
    25. 25. <ul><li>É um relacionamento estrutural que descreve um conjunto de ligações </li></ul><ul><li>São conexões entre objetos </li></ul><ul><li>Agregação é um tipo especial de associação </li></ul>RELACIONAMENTO DE ASSOCIAÇÃO 0..1 * Empregador Funcionário
    26. 26. RELACIONAMENTO DE GENERALIZAÇÃO <ul><li>É um Relacionamento de especialização nos quais os objetos dos elementos especializados (filhos) são substituíveis por objetos do elemento generalizado (pais). </li></ul>
    27. 27. RELACIONAMENTO DE REALIZAÇÃO <ul><li>É um relacionamento semântico entre classificadores, em que um classificador especifica um contrato que outro classificador garante executar. São encontrados em dois lugares: </li></ul><ul><ul><li>Entre interfaces e as classes ou componentes que as realizam </li></ul></ul><ul><ul><li>Entre casos de uso e as colaborações que os realizam </li></ul></ul>
    28. 28. <ul><li>Itens </li></ul><ul><li>Estruturais </li></ul><ul><li>Comportamentais </li></ul><ul><li>Agrupamento </li></ul><ul><li>Anotacionais. </li></ul>BLOCOS DE CONSTRUÇÃO DA UML <ul><li>Relacionamentos </li></ul><ul><li>Dependência </li></ul><ul><li>Associação </li></ul><ul><li>Generalização </li></ul><ul><li>Realização. </li></ul>Classes Objetos Casos de Uso Seqüências Colaborações Gráficos de estados Atividades Componentes Implantação <ul><li>Diagramas </li></ul>
    29. 29. DIAGRAMAS EM UML <ul><li>São apresentações gráficas de um conjunto de elementos </li></ul><ul><li>São desenhados para permitir a visualização de um sistema sob diferentes perspectivas </li></ul><ul><li>Apresenta uma visão parcial dos elementos que compõe o sistema </li></ul><ul><li>O mesmo elemento pode aparecer em vários diagramas (todos, alguns ou em nenhum). </li></ul>
    30. 30. DIAGRAMAS EM UML <ul><li>Diagrama de Classes </li></ul><ul><li>Diagrama de Objetos </li></ul><ul><li>Diagrama de Casos de Uso </li></ul><ul><li>Diagrama de Sequências </li></ul><ul><li>Diagrama de Colaborações </li></ul><ul><li>Diagrama de Gráficos de Estados </li></ul><ul><li>Diagrama de Atividades </li></ul><ul><li>Diagrama de Componentes </li></ul><ul><li>Diagrama de Implantação </li></ul>
    31. 31. DIAGRAMAS EM UML
    32. 32. DIAGRAMAS EM UML
    33. 33. DIAGRAMA DE CLASSES <ul><li>Exibe conjunto de classes, interfaces e colaborações, bem como seus relacionamentos. </li></ul><ul><li>Mostram uma visão estática do sistema. </li></ul>
    34. 34. DIAGRAMA DE CLASSES
    35. 35. DIAGRAMA DE CLASSES
    36. 36. DIAGRAMA DE CASOS DE USO
    37. 37. DIAGRAMA DE CASOS DE USO <ul><ul><li>Caso de Uso : Ou Use Case , é uma sequencia de ações que o sistema executa e produz um resultado de valos para o ator . </li></ul></ul><ul><ul><li>Modela o diálogo entre atores e o sistema </li></ul></ul><ul><ul><li>É um fluxo de eventos completo e consistente </li></ul></ul><ul><ul><li>O conjunto de todos os Use Case representa todas as situações possíveis de utilização do sistema. </li></ul></ul><ul><li>Ator ou Usuário: Qualquer entidade que interage com o ativa ou passivamente com o Sistema. </li></ul><ul><li>Pode ser uma pessoa, ouro sistema ou máquina. </li></ul><ul><li>Não é parte do sistema. Representa papéis que o usuário pode desempenhar. </li></ul>
    38. 38. DIAGRAMA DE CASOS DE USO
    39. 39. <ul><li>Elementos principais </li></ul><ul><li>Blocos de Construção </li></ul><ul><li>Regras </li></ul><ul><li>Mecanismos </li></ul>MODELO CONCEITUAL
    40. 40. REGRAS NA UML <ul><li>Nomes: </li></ul><ul><li>Quais nomes podem ser atribuídos a coisas, relacionamentos e diagramas </li></ul><ul><li>Escopo: </li></ul><ul><li>O contexto que determina um significado específico para um nome </li></ul>
    41. 41. REGRAS NA UML <ul><li>Visibilidade: </li></ul><ul><li>Como estes nomes podem ser vistos </li></ul><ul><li>e utilizados pelos outros </li></ul><ul><li>Integridade: </li></ul><ul><ul><li>Como os itens se relacionam entre si </li></ul></ul><ul><ul><li>de forma adequada e consistente </li></ul></ul><ul><li>Execução: </li></ul><ul><li>O que significa executar ou </li></ul><ul><li>simular um modelo semântico </li></ul>
    42. 42. <ul><li>Elementos principais </li></ul><ul><li>Blocos de Construção </li></ul><ul><li>Regras </li></ul><ul><li>Mecanismos </li></ul>MODELO CONCEITUAL
    43. 43. MECANISMOS <ul><li>Especificações: fornece declaração textual da sintaxe e semântica do respectivo bloco de construção. </li></ul><ul><li>Adornos: São os simbolos básicos que iniciam todos os elementos da notação da UML. </li></ul><ul><li>Divisões comuns: Pode dividir classes e objetos ou interface e implementação </li></ul>
    44. 44. <ul><li>Permite aos usuários estender a linguagem de maneira controlada. </li></ul><ul><li>Estereótipos , Restrições e Valores Atribuídos são os mecanismos de extensibilidade fornecidos pela UML para permitir adicionar novos blocos de construção, criar novas propriedades e espcificar nova semântica. </li></ul>MECANISMOS DE EXTENSÃO
    45. 45. CONSIDERAÇÕES Vale a pena dizer que a UML é muito mais que a padronização de uma notação, é o desenvolvimento de novos conceitos. Por essa razão entender UML não é apenas aprender a ler uma simbologia, mais significa aprender a modelar orientando a objetos.
    1. A particular slide catching your eye?

      Clipping is a handy way to collect important slides you want to go back to later.

    ×