Your SlideShare is downloading. ×
0
Plano industrial
2014-2016 TIM Participações
Limitação de Responsabilidade
Este documento pode incluir declarações prospectivas. Essas declarações não são declarações ...
Onde Estamos: TIM 2013 - Resultado Acumulado
9M13

A/A

Receita Total

14.738

7,3%

− Serviços

12.359

2,1%

− VAS*

3.8...
Cenário Macro : Uma Perspectiva Diferente
Projeção do PIB Real

Projeção da Inflação

(%Crescimento A/A; Fonte: BaCen)

(I...
Ainda Aumentando a Penetração da Internet e o Mercado de Dados

61,3 Milhões

> R$ 250

1%

R$ 250

1%

R$ 200

2%

R$ 150...
A Oportunidade no Brasil e o Posicionamento Estratégico da TIM
A. Continuar a explorar a SFM em Voz

B. Liderar a Onda de ...
Estratégia: Evolução da Infraestrutura
Evolução do
Backhauling

Elevando Cobertura e Capacidade de Acesso

Fibra até a Ant...
Evolução da Oferta

Vendas de Smartphone

Penetração de Smart/Webphones

MOU de Voz

(% venda de aparelhos total)

(% sobr...
Estabilização e Recuperação do
Negócio

INTELIG

Evolução do Negócio Fixo
Receita: Caminho da Recuperação

• Foco em valor...
TIM Part: Guidance 2014-2016
Guidance

R$ bilhões
18,8

CAGR 2013-2016:
Crescimento Mid Single
Digit

Receita Líquida Tota...
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Tim part plano industrial 2014-16

681

Published on

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
681
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
4
Actions
Shares
0
Downloads
9
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Transcript of "Tim part plano industrial 2014-16"

  1. 1. Plano industrial 2014-2016 TIM Participações
  2. 2. Limitação de Responsabilidade Este documento pode incluir declarações prospectivas. Essas declarações não são declarações de fatos históricos e refletem crenças e expectativas da administração da Empresa. As palavras "antecipa”, "acredita”, "estima”, "espera”, "prevê”, "planeja”, "prediz”, "projeta”, "objetiva" e palavras similares pretendem identificar essas declarações, que envolvem necessariamente riscos e incertezas conhecidos e desconhecidos, previstos ou não, pela Empresa. Portanto, os resultados operacionais futuros da Empresa podem diferir das atuais expectativas e os leitores não devem basear suas considerações exclusivamente nas informações aqui contidas. Estas declarações prospectivas refletem somente opiniões na data em que foram feitas e a Empresa não é obrigada a atualizá-las à luz de novas informações ou desenvolvimentos futuros. 2
  3. 3. Onde Estamos: TIM 2013 - Resultado Acumulado 9M13 A/A Receita Total 14.738 7,3% − Serviços 12.359 2,1% − VAS* 3.899 23,7% − Aparelhos 2.379 45,2% EBITDA 3.708 3,4% CAPEX 2.769 +16,8% Financeiro R$ Millhões 9M13 YoY Pós-pago (mi usuários) 11,9 16,4% MOU (min) 147 13,5% R$ 18,4 -2,0% Operacional ARPU Valores reportados pela TIM Part. *Receita Bruta Móvel • Resultados financeiros e operacionais consistentes, mesmo em meio à mudança do cenário macro • Contínuo crescimento/aceleração do pós-pago, melhorando o mix da base de clientes e a evolução do ARPU. • Manutenção do crescimento dos serviços de dados em duplo dígito, impulsionado pela venda de smartphones e ofertas inovadoras. • Sólida melhoria em indicadores de Rede e Qualidade. • Executando o Projeto Fiber-to-theSite (FTTS) e do roll-out de 3G/4G, garantindo a aceleração da banda larga móvel. • Forte eficiência: Benchmark do setor para SAC e PDD. • Forte redução dos custos com linhas alugadas, mesmo com o crescimento do tráfego em duplo dígito. 3
  4. 4. Cenário Macro : Uma Perspectiva Diferente Projeção do PIB Real Projeção da Inflação (%Crescimento A/A; Fonte: BaCen) (IPCA - % Crescimento A/A; Fonte: BaCen) Cenário Antigo Cenário Novo Cenário Antigo Cenário Novo 3,8 3,6 3,30 5,8 6,0 5,5 2,4 2,3 2,4 2,4 5,5 5,4 5,5 5,0 2013 2014 2015 2016 2013 2014 2015 Projeção da Taxa de Juros Projeção da Taxa de Câmbio (% Meta da Selic a.a. – Média Anual; Fonte: BaCen) 2016 ( R$/US$ - Média anual; Fonte: BaCen) Consenso do Mercado em Out/12 Consenso do Mercado em Out/13 10,3 10,3 8,7 9,0 8,8 2014 2015 2016 8,4 10,0 2,3 2,4 2,4 2,0 2,0 2,0 2,1 2013 2014 2015 • O setor móvel continuará se beneficiando da substituição fixo-móvel, atualmente, agora também forte no mercado de dados. 2016 2,2 7,3 2013 • A indústria de Telecom tem demonstrado resiliência, especialmente no mercado móvel, mas não é completamente imune. Consenso do Mercado em Out/12 Consenso do Mercado em Out/13 • O consenso do mercado agora mostra um crescimento mais suave. 4
  5. 5. Ainda Aumentando a Penetração da Internet e o Mercado de Dados 61,3 Milhões > R$ 250 1% R$ 250 1% R$ 200 2% R$ 150 R$ 100 32% 11,8 mi Outros NÃO possui conexão de internet 60% 36,8 mi R$ 80 R$ 70 Falta de (60%) cobertura 24% 8,8 mi CABO FTTH 53% da base de conexões ativas tem atualmente velocidade abaixo de 2 Mbps (40%) 5% 12% 18% 24% R$ 50 R$ 40 R$ 30 Muito caro 44% 16,2 mi R$ 20 R$ 10 Total de Domicílios ADSL VDSL 40% 24,5 mi 39% 48% 59% 65% 71% BL MÓVEL Possui conexão de internet Disponibilidade para Pagar (% Domicílios) Domicílios que NÃO possuem internet Fonte: CETIC 13 Crescimento da Receita do Mercado de Dados 2016 vs. 2012:  >R$13 bi no Móvel (+100%)  >R$7 bi no Fixo (+35%) 5
  6. 6. A Oportunidade no Brasil e o Posicionamento Estratégico da TIM A. Continuar a explorar a SFM em Voz B. Liderar a Onda de Dados/Internet Mercado  Mercado de voz muito grande, embora em declínio.  Elevados preços no serviço Fixo.  Migração de clientes para planos mais altos / híbridos e pós-pagos.     Emergente população de usuários de dados/internet. Grande demanda de internet não atendida. Legados das antigas redes fixa + exigência de pacotes. Móvel como o veículo natural para a inclusão. Voice Revenues Receitas de Voz Voice Revenues Receita de Dados R$ Bln Fonte: TIM) (R$ bi; R$ Bln Fonte: TIM) (R$ bi; 41,1 42,8 39,9 41,2 33,8 45,7 46,8 46,0* Móvel Móvel 39,7 40,4 38,4 36,4 34,1 32,3 Fixo 13,4 2,7 Estratégia/ Objetivos 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 2014 2015 2016 Crescimento da Base via SFM Expansão da Base de Clientes 15,1 16,7 17,9 8,0 4,0 5,8 19,2 20,4 21,7 Fixo 10,5 13,3 16,7 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 2014 2015 2016 … Acesso massivo de internet móvel Internet e Dados Para Todos C. Administrar a Base de Clientes Existente * Excluindo receitas não recorrentes e não operacionais (ex. venda de torres). 6
  7. 7. Estratégia: Evolução da Infraestrutura Evolução do Backhauling Elevando Cobertura e Capacidade de Acesso Fibra até a Antena / Banda Larga Móvel Projeto Chave para o Crescimento de Dados POP MW POP MW  Pronto para o LTE. BSC-RNC Site  Ajuste fino da cobertura macro. POP MW POP MW POP MW  Foco na infraestrutura IP, caching, peering 82% da pop. urbana. #NodeB / eNodeB (3G + 4G)  Mirando 38 cidades em 2013, +100 cidades até 2016.  Links de 2-8 p/ +100 Mbps. # novos elementos 95% da pop. urbana. # BTS (2G) 2013 2014 2015 2016 Evolução do Capex em Direção à Dados % do Capex total Estrutura Base em Fibra 2009 AQUISIÇÃO DA INTELIG 2013 FIBRA PARA A AMAZÔNIA 2016 BACKBONE LD AMPLO 2013 2014 LTE* 2015 3G 2016 2G Abordagem por Small Cell # novos elementos INTELIG 15.000KM 46.000 KM DE FIBRA AO FINAL DE 2013 65.000 KM DE FIBRA  Novas rotas de backbone - Aumentando a resiliência. Novos Sites. Incluindo Small Cell. 2012 2013e *Incluindo RAN Sharing em 2,5 GHz. 2014e 2015e 2016e 7
  8. 8. Evolução da Oferta Vendas de Smartphone Penetração de Smart/Webphones MOU de Voz (% venda de aparelhos total) (% sobre a base total de linhas) Ofertas Inovadoras Levando ao Crescimento e Diferenciação (Minutos) 42% 3T12 30% 4T12 46% 1T13 46% 19% 67% 3T13 Smartphone 13% Webphone 150 136 52% 43% 30% 21% >170 >75% 35% 24% 57% 2T13 28% 22% 21% 2012 Básico Jul 13 2012 2016e Usuários de Dados Crescimento da Receita de VAS (% de usuários de dados na BC; mi de usuários) 3T13 2016e Share de Vendas de Aparelhos (% da Rec. Bruta Móvel; R$ Mi) >50% 34% 29% VAS/Rec. >40% 23% 21% 56% 46% Notebook 44% XX% +15% 21,3 2012 3T13 XX% +XX% 24,5 36% Tablets Rec. Bruta de VAS 2016e 17% Desktop 2012 2013e 2016e 2010 2012 2014 2016 8
  9. 9. Estabilização e Recuperação do Negócio INTELIG Evolução do Negócio Fixo Receita: Caminho da Recuperação • Foco em valor, selecionando clientes de alta margem. • Abordagem seletiva focada em setores de alto potencial: Finanças, ISP (dados), Call Center (voz). 2012 2013e 2014e 2015e 2016e 2014e 2015e 2016e EBITDA: Ponto de Inflexão • Rede pronta para retomar as vendas. • Aumentando o mercado endereçável com abordagem de sinergia com o móvel. • Otimizar o investimento alavancando em redes multi-serviços. 2012 2013e Domicílios Endereçáveis Crescimento sustentável TIM FIBER 000 • Liderando a participação de mercado para a velocidade acima de 34Mbps (Ofertas de ultra banda larga). • Alavancando ativos de fibra em SP e RJ com investimento reduzido e abordagem eficiente. • Bom potencial no segmento das PME. • Forte apoio ao negócio móvel c/ backhauling com small cell. 522 881 2012 3T13 2016 Participação de Mercado Ultra BL SP/RJ (Ago13) Velocidade de Download >34 GVT 7.1% OUTROS 5.6% LIVE TIM VIVO 22.0% 48.5% NET 8.9% OI 7.8% 9
  10. 10. TIM Part: Guidance 2014-2016 Guidance R$ bilhões 18,8 CAGR 2013-2016: Crescimento Mid Single Digit Receita Líquida Total 2012 2013e 2014e 2015e 2016e R$ bilhões CAGR 2013-2016: Crescimento Mid Single Digit 5,0 EBITDA 2012 2013e 2014e 2015e 2016e R$ bilhões 3,8 CAPEX Infraestrutura CAPEX Total 2014-2016: ~R$11 bilhões* 3,2 Outros/Licenças 0,5 2012 *Não considera licenças 4G (700Mhz). 2013e 2014e 2015e 2016e 10
  1. A particular slide catching your eye?

    Clipping is a handy way to collect important slides you want to go back to later.

×